Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
André Ribeiro
Mensagens : 20
Data de inscrição : 15/05/2015

Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 30/7/2015, 07:19
Os viciados em droga e álcool que se encontram em recuperação nunca dizem que estão curados do vício. Mesmo que eles estejam há vários anos sem recaída, eles continuam se dizendo viciados, mas que estão "limpos" a "X" número de dias. Eles contam cada dia como uma vitória, pois sabem que podem ficar 10 anos limpos, mas basta uma recaída para o vício voltar.

Talvez a gente tenha que se espelhar nesta consciência e neste comportamento adotado por eles, que é uma atitude muito vigilante. Essa questão do Reboot de 90 dias pode nos enganar um pouco, pois podemos pensar que estamos livres do vício. Mas eu me pergunto: será que estamos mesmo? Será que os 90 dias são suficientes para eu me considerar curado? Ou será que uma única recaída pode nos afundar novamente neste hábito odioso?

Não sei se isso já foi respondido em outro tópico, mas fica a minha pergunta, principalmente para os que estão há mais tempo no Reboot.

Abs.

_______________________________________


avatar
TENENT
Mensagens : 207
Data de inscrição : 30/12/2014
Idade : 22

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 30/7/2015, 08:58
André Ribeiro escreveu:Os viciados em droga e álcool que se encontram em recuperação nunca dizem que estão curados do vício. Mesmo que eles estejam há vários anos sem recaída, eles continuam se dizendo viciados, mas que estão "limpos" a "X" número de dias. Eles contam cada dia como uma vitória, pois sabem que podem ficar 10 anos limpos, mas basta uma recaída para o vício voltar.

Talvez a gente tenha que se espelhar nesta consciência e neste comportamento adotado por eles, que é uma atitude muito vigilante. Essa questão do Reboot de 90 dias pode nos enganar um pouco, pois podemos pensar que estamos livres do vício. Mas eu me pergunto: será que estamos mesmo? Será que os 90 dias são suficientes para eu me considerar curado? Ou será que uma única recaída pode nos afundar novamente neste hábito odioso?

Não sei se isso já foi respondido em outro tópico, mas fica a minha pergunta, principalmente para os que estão há mais tempo no Reboot.

Abs.

Talvez digam isso porque trataram apenas os sintomas do vicio e não a causa. A causa é um buraco em algum lugar de nossa vida, que precisa ser preenchida , vai de cada um descobrir qual a causa de seu buraco, e tapa-lo com outra coisa em definitivo do que preencher com o vicio.

Afinal, ninguém nasce viciado.

_______________________________________
]
Soldado
Mensagens : 33
Data de inscrição : 10/01/2015

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 30/7/2015, 09:31
André Ribeiro escreveu:Os viciados em droga e álcool que se encontram em recuperação nunca dizem que estão curados do vício. Mesmo que eles estejam há vários anos sem recaída, eles continuam se dizendo viciados, mas que estão "limpos" a "X" número de dias. Eles contam cada dia como uma vitória, pois sabem que podem ficar 10 anos limpos, mas basta uma recaída para o vício voltar.

Talvez a gente tenha que se espelhar nesta consciência e neste comportamento adotado por eles, que é uma atitude muito vigilante. Essa questão do Reboot de 90 dias pode nos enganar um pouco, pois podemos pensar que estamos livres do vício. Mas eu me pergunto: será que estamos mesmo? Será que os 90 dias são suficientes para eu me considerar curado? Ou será que uma única recaída pode nos afundar novamente neste hábito odioso?

Não sei se isso já foi respondido em outro tópico, mas fica a minha pergunta, principalmente para os que estão há mais tempo no Reboot.

Abs.

Olha meu irmão,posso te garantir o seguinte:estou ha 163 dias longe de Pornografia ,Masturbação e orgasmo!E me pergunto varias vezes:estou curado? a resposta é NÃO! É claro,a compulsão que tinha antes diminuiu 90%,mas ainda sinto uma vontade de voltar a ver,uma curiosidade de ver algum vídeo picante e tal.Mas logo consigo ''desmascarar'' este pensamento,oque tornou fácil fazer isso ,depois desses longos dias.
Mas a conclusão que chego é a seguinte:basta uma ou duas olhadelas que posso voltar a ''lama'' do vicio,por isso é manutenção preventiva,meditação,e sempre preenchendo aquele ''vazio'' que, por certo, te fez afunda no vicio,com a espiritualidade ,como no meu caso!
Abraço!
marcolopes
Mensagens : 33
Data de inscrição : 28/02/2015

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 30/7/2015, 10:13
Não sou a melhor pessoa para o responder, mas acredito sinceramente nisto. O alcool e as drogas são coisas que não têm "substituto". Ou consumimos alcóol ou não consumimos, e o mesmo para a droga. No caso da PMO considero que nosso cerebro está baralhado, pensa que nós estamos fecundando e transmitindo nossos genes ao nos mastrubarmos. A PMO é uma alternativa ao verdadeiro sexo, que em condições normais será muito mais estimulante. Dependendo o vício de cada, acho que mais cedo ou mais tarde com disciplina e uma vida sexual adequada ele encontrará o verdadeiro prazer e a partir desse momento o prazer artificial passará a não ser mais uma alternativa tão estimulante.
Concluindo na minha opinião, sim é curável, mas como uma pessoa que nunca se viciou pode se tornar viciada em qualquer momento da sua vida, um curado pode voltar ao vicio da pornografia.
avatar
Projeto
Admin
Admin
Mensagens : 1622
Data de inscrição : 27/07/2014
http://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 30/7/2015, 10:33
"Curado para sempre" só se você arrancar os mecanismos cerebrais que te levaram ao vício. Pois tratam-se de sistemas de recompensas construídos em milhões de anos de evolução, com propósitos biológicos específicos, mas que no arranjo evolutivo imprevisto pela natureza - arranjo que consiste na nossa sociedade atual - não tiveram tempo de se adaptar para que não causassem o dano que tem causado.

A evolução demora alguns milhares de anos para ocorrer. Nossa sociedade mudou mais em uma década do que nos últimos séculos juntos. Nosso cérebro não teve o tempo necessário para se adaptar. Isso vai acontecer um dia, mas o processo é longo. Talvez nem existamos mais para ver.

O que sabemos é o que cérebro tem se tornado cada vez mais maleável, para suportar as constantes mudanças ambientais. Isso é um sinal de evolução. Mas é difícil prever em que direção essas mudanças vão nos levar.

Isso significa que estaremos sujeitos à esse mecanismo para sempre? Não. Alguns ensinamentos psicológicos, religiosos e espirituais apregoam justamente isso. Ou seja, que a libertação desses processos autônomos e uma vida mais livre, é possível, mediante a aplicação de certos esforços e práticas que, em última análise, tem a intenção de nos libertarem das amarras biológicas e do condicionamento oriundo desses processos.

Outros ensinamentos, de vertentes mais biológicas, dizem que não há escapatória, que estaremos para sempre sujeitos aos incômodos da vida animal e que não existe nenhuma possibilidade de libertação para o ser-humano a não ser através da evolução biológica ou do uso da química para tal (apesar de quê, se você analisar, qualquer prática que seja, acaba interferindo na evolução biológica e na química do cérebro de alguma forma).

Perceba que ambas as abordagens levam tempo para dar resultados: se você esperar o cérebro se adaptar ou tomar remédios para sabotar isso, terá que esperar milhares de anos ou então aceitar ser dependente da medicação pelo resto da vida. se você adotar uma prática espiritual para se libertar ou compreender melhor a questão, por exemplo, pode levar uma vida inteira para chegar a algum resultado. Se adotar uma prática psicológica, talvez menos, digamos um ano. Mas isso também é bastante tempo para quem está viciado.

Uma pessoa atolada no vício, talvez não tenha esse tempo todo. Talvez sua vida já não faça mais sentido. Talvez ela esteja tão condicionada ao ponto que a sua própria relação com a sobrevivência esteja ameaçada. Ela já não tem mais tempo a perder. Não pode se dar ao luxo de se submeter a um ensinamento no qual ela não tem certeza dos resultados e de quanto tempo irá levar para alcançá-los. Está no fio da navalha existencial.

Chegamos a um dilema aqui.

A solução que encontramos para esse dilema é simples. Mais simples do que muitos imaginam.

A solução que encontramos para esse dilema é o reboot.

90 dias e a pessoa "saí do vício." É um truque na verdade. Mas um truque que funciona.

A pessoa não conseguia ficar um dia longe do comportamento destrutivo. Se ela for sincera e de fato aplicar os conceitos e técnicas do reboot na sua vida, fica 3 meses afastada e a sua vida muda. Começa a perceber coisas que antes não percebia. Vê um aumento da sua força de vontade. Outras áreas da vida começam a ser afetadas. Seu humor muda. Sua relação com o prazer muda. Sua auto-estima muda. Ela se afastou de um problema que parecia insolúvel. Ganhou um respiro! Coisa que no transe do vício é impossível de conceber. Finalmente, pela primeira vez em anos (para alguns em décadas) ela tem o poder de "decidir" o que fazer com a sua vida. Pela primeira vez ela pode "escolher" o que fazer, que direção tomar.

Essa direção pode ser simplesmente arrumar uma namorada e se manter limpo, nada mais. Ou então fazer uma terapia para ir mais fundo na questão da compreensão do desejo e da sexualidade. Entrar para uma comunidade religiosa. Praticar meditação. Virar um pesquisador do assunto, etc. Não importa tanto o que a pessoa vai fazer com isso. O ponto aqui é que se ela fizer o processo contrário, ou seja, procurar por todas essas coisas antes de levar em consideração o seu vício e lidar com ele imediatamente, não só irá sabotar todas essas coisas como irá continuar viciada por um bom tempo, talvez para sempre, pois não há garantia nenhuma que não seja assim.

Eis a utilidade do reboot e porque esse conhecimento é precioso para nós.

O reboot não diz que depois de 90 dias você vai estar "curado". Diz que pela primeira vez em anos você não estará mais viciado, o que é bem diferente.

Um Vício implica na condição de você não ter mais a opção de parar. É um hábito que mesmo que você queira, você não consegue parar de realizá-lo. Se você ficou 90 dias sem esse hábito destrutivo, independente de como você fez isso, você PAROU. Você não está mais viciado. Você tem um grau de liberdade maior para decidir.

O reboot é como a boia salva vidas para alguém que está se afogando.

Acho que já disse isso aqui uma vez, mas vou repetir: Se uma pessoa está se afogando, o que ela faz? Ela fica filosofando sobre as causas do naufrágio? Investigando sobre como ela poderia não ter se afogado? Se recriminando por nunca ter aprendido a nadar? Rezando para ser salva? Meditando? Ou simplesmente se agarra numa boia e se salva o quanto antes e depois cuida disso tudo?

Percebam como é simples entender isso. Não estou dizendo que investigar sobre as causas do naufrágio, rezar, meditar ou fazer um curso de natação não sejam importantes. Mas a prioridade do momento é salvar a pessoa do afogamento! Isso é óbvio quando colocado nesses termos, não é mesmo? Faça isso e depois escolha o que é melhor a fazer com a sua vida. Não faça isso e corra o risco de não ter nem mais vida para decidir o que fazer. Simples assim.

Portanto, independente daquilo em que você acredita, pratique o reboot e depois decida o que fazer com o resultado dele. O reboot não tem restrição ideológica nenhuma para ser aplicado. Todos que sofrem com o vício em pornografia podem se favorecer desse conhecimento. No nosso fórum temos de tudo: ateus, agnósticos, católicos, evangélicos, espiritualistas, psicólogos, cientistas, jogadores de vídeo game, pessoas mais inclinadas para a filosofia ou para coisa alguma, enfim qualquer coisa. Mas ambos com o mesmo objetivo: lidar com o vício em pornografia. Parar com o processo.

Por isso o nome do site é como parar. Por isso esse é um projeto emergencial, não uma solução definitiva. Uma boia de salvação para muitos que estavam no fundo do poço (literalmente).

E sim, funciona!

E você não precisa ter que pagar uma terapia, se atolar de remédios que você não sabe que efeitos colaterais terão, não precisa se submeter a nenhum ritual, nenhuma autoridade externa, virar um PhD em neurociência, se expor, etc. E o contrário também é válido, ou seja, você não precisa largar dessas coisas todas para fazer o reboot. Trata-se de um ensinamento simples que está acessível e pode ser aplicado por qualquer pessoa, independente do que ela faça ou acredita, e que se a pessoa não gostar ou achar que não a está ajudando em nada, ela pode parar com o processo quando bem entender, sem nenhum risco a saúde e nenhum efeito colateral.

Em outras palavras: você não tem nada a perder.

Resumindo:

O reboot não é a cura para nada, até porque "cura" é um conceito vago e sujeito a várias más-interpretações.

O reboot é sim a solução imediata para quem está atolado no vício. A nossa boia de salvação.

Pelo menos, é assim que o entendo no momento;

Até mais,
Projeto.

_______________________________________

André Ribeiro
Mensagens : 20
Data de inscrição : 15/05/2015

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 31/7/2015, 08:16
Consegui tirar várias dúvidas que eu tinha, inclusive vocês anteciparam respostas para questões que eu ainda ia perguntar.

Achei a comparação, feita pelo Projeto, do nosso vício com um naufrágio, muito lógica. Primeiro a gente sai do afogamento e salva nossas vidas. Depois pergunta porque o navio afundou.

Também percebi que o nosso objetivo é uma reeducação, substituindo gradativamente o vício por sexo real, conforme disse o marcolopes. Essa era uma dúvida que eu tinha: o que fazer depois dos 90 dias? E a resposta é muito simples: sexo! Mas dessa vez sexo real com uma parceira que valha a pena.

Muito obrigado a todos pelas respostas.

Abs

_______________________________________


avatar
Joobit
Mensagens : 101
Data de inscrição : 22/06/2015

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 31/7/2015, 10:27
Ótima resposta Projeto. Toda a minha admiração por vc e seu trabalho aqui!

André, acho que, depois dos 90 dias, é mais do que simplesmente fazer sexo com alguém real.
Sobre "o que fazer depois dos 90 dias"? VIVER! Acompanhado ou mesmo sozinho.

Sexo com alguém legal é só um detalhe. E vc pode demorar para encontrar alguém legal... Ou ficar muito ansioso procurando - o que não seria legal pra vc. Sugiro você não se fiar nisso como expectativa para depois dos 90 dias.

Há mais na vida do que sexo. E resignificar o sexo creio que é importante nesse processo do reboot.

abs

_______________________________________
Joobit, 39 anos. 81 dias sem PMO na primeira tentativa de reboot. Agora na segunda tentativa.
avatar
Eu vou vencer!
Mensagens : 300
Data de inscrição : 30/07/2015

vou começar o reboot

em 4/8/2015, 14:38
Projeto suas palavras foram muito bem empregadas, era o que eu precisava ouvir... toda vez que sinto vontade de me M eu venho, nesse fórum primeiro, tá me ajudando muito, saber que tem pessoas iguais a mim que estão decididas a lutar contra esse maldito vício... sempre achei o reboot muito radical, mas vou experimenta-lo... sem M e sem P durante 90 dias, mas jamais vou evitar o sexo real, aí já é demais...
avatar
ajpereira15
Mensagens : 20
Data de inscrição : 03/06/2015
Idade : 29

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 17/8/2015, 10:35
DEMAIS, Projeto! Simplesmente impecável! Muitíssimo obrigado por seu post, foi como uma lufada de ar fresco depois de sair do meio de uma queimada no meio do cerrado.


_______________________________________
avatar
Cavaleiro Jedi
Mensagens : 75
Data de inscrição : 11/08/2015
Idade : 30
Localização : Rio de janeiro

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 18/8/2015, 07:36
Obrigado Projeto. Sua explicação me tirou de algumas ilusões de minha mente, de que um dia eu estaria curado e não seria mais tentado a PMO, mas ficou claro que o reboot é como tirar a cabeça de fora d'água após anos afundado, tenho cada dia mais respeito pelo seu trabalho e por esse fórum que tanto tem me ajudado.
Não tenho com quem conversar sobre PMO, então aqui encontro conforto e pessoas que sofrem como eu e que querem parar de sofrer.
Obrigado pela ajuda.

_______________________________________
avatar
Back on the game
Mensagens : 284
Data de inscrição : 29/10/2015
Idade : 35

Conceituação sensacional!

em 19/11/2015, 09:12
Projeto, parabéns pela ampla elucidação sobre o reboot.

Ter ciência quanto ao carácter emergencial do reboot na vida de pessoas deprimidas e destruídas por anos ou décadas, é fundamental no sentido prático.

Obrigado

_______________________________________
"A verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos mesmo quando todos dizem que ele é impossível." - Cora Coralina

http://pmobisexdrogas.blogspot.com.br
http://www.comoparar.com/t1834p30-a-realidade-de-back-on-the-game#21306


Convidado
Convidado

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 19/11/2015, 15:17
Parabéns Projeto! Sensacional a explicação.
avatar
Phenix
Mensagens : 116
Data de inscrição : 24/06/2015

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 19/11/2015, 18:23
Esse raciocínio do Projeto é bem compreensivel. Umas pessoa se afogando não consegue pensar em mais nada além de se salvar, nós como "rebooters" neste momento só pensamos em sair desse vício não importa como. Estamos lutando contra as "correntes marítimas", limitando nosso tempo na internet, usando bloqueadores, abando as redes sociais, mudando hábitos, procurando ajuda de qualquer natureza.

Acredito depois dos 90 dias nossa vida estará mudada em mais de 90%, e a pornografia não será mais uma opção para o vazio ou para o tédio, pois haverá outras coisas ocupando esse espaço. Sem esses pensamentos em PMO estaremos focados naquilo que realmente queremos ou não, viveremos coisas muito mais importantes que o sexo. Sexo será apenas uma consequência de relação bacana e atrativa com outra pessoa.

_______________________________________
Concede-me, DEUS,
A SERENIDADE necessária para ACEITAR as coisas que não posso modificar,
CORAGEM para MODIFICAR as que eu posso e
SABEDORIA para DISTINGUIR uma das outras.


Desfrutando um momento de cada vez;

Aceitando as dificuldades como um caminho para alcançar a paz,
Aceitando o mundo tal como é, e não como gostaria que fosse,
Confiando que Deus fará bem todas as coisas se eu me render à Sua vontade,
Para que eu possa ser moderadamente feliz nesta vida e supremamente feliz com Ele para sempre.

Que assim seja!
Convidado
Convidado

Re: Vício Para Sempre ou Cura Real?

em 19/11/2015, 19:54
Acho que diminui muito a compulsão. Mas mudar mesmo a vida só com o tempo e persistência.
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum