Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 160
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 3/11/2018, 08:19
vierkenes escreveu:Uma queda depois de 28 dias.

Vou reiniciar o reboot imediatamente. Eu sei que cada queda é um grande atraso, então tem que reiniciar na mesma hora, não tem conversa. Nunca vou me acomodar, achar que isso é normal.

Usei o computador de um amigo pra baixar um programa, que me permitiu rápido acesso à P. Já exclui o programa do pendrive

Daqui a pouco vou sair pra correr, depois fazer uns exercícios aqui. Deve ser suficiente pra segurar minha onda por hoje. Amanhã, repetir a mesma coisa, aconteça o que for. É o único meio de sair dessa.

Só vou postar no mínimo daqui a 7 dias. E vou esquecer completamente sexo.

Até a próxima.

Força, meu caro! Não sucumba às tentações para evitar as recaídas sucessivas, se puder, fique offline de tudo neste feriadão para não agravar as coisas.

Abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 4/11/2018, 10:57
Obrigado pelo apoio, Seeker!

Dia 1 do reboot (hard mode)

Dessa vez será diferente. Vou focar totalmente em mudar de vida, fazer minha revolução. O reboot é apenas consequência da mudança de hábitos.

Chega de brincadeira com álcool. Depois de vários dias bebendo, até passar muito mal (teve um dia que senti umas dores fortes no peito, é claro que eu não ia morrer, mas me assustou muito, serviu como um alerta, fiquei até sóbrio na hora), minhas últimas resistências a admitir que tenho um problema sério com álcool estão cedendo. E não adianta: vou ter que tratar meu alcoolismo também, caso contrário eu nunca vou conseguir completar o reboot. É uma questão de prioridade. Se o reboot é a coisa mais importante da minha vida no momento (e é, não duvidem disso!) e pra completa-lo, só parando de beber, então não tem problema! Aceito feliz esse desafio que Deus coloca pra mim, de superar os vícios morais, de viver sóbrio e descobrir a liberdade! Portanto, a partir de hoje, 0% álcool, absolutamente nenhuma gota. Pra esse objetivo, vou no AA sempre que der, religiosamente. Ainda não fui no grupo aqui na cidade onde moro, só tem 2 reuniões semanais, a próxima é na terça feira, eu estarei lá pra ver como é. Isso é absolutamente fundamental pra mim. Espero que esse seja o grande diferencial dessa minha tentativa, e se Deus quiser, vai dar certo.

Vou manter o bloqueio do computador, está perfeito do jeito que está. Vou deixar o computador guardado e usar o menos possível, e como a internet está muito limitada, vou baixar uns conteúdos offline (algum joguinho, séries, música, filmes, etc), pra algum momento de tédio em que eu esteja sozinho, dai posso ver um filme, por exemplo, é bom fazer isso de vez em quando.

Farei o reboot no hard mode o máximo de tempo que der. Observei que minha ER volta com a masturbação...eu não tenho uma vida sexual muito ativa, mas não quero ficar com ER, quando surgir uma boa oportunidade, quero estar 100%, ter aquele orgasmo de ver estrelas.

Pra ajudar a conter isso tudo, corrida + calistenia todo dia (segunda a segunda, é sério), vou usar uma planilha pra ir anotando. Só vou ficar satisfeito quando tiver fazendo isso quase todo dia por mais de 1 mês. Vou voltar também pra aula de capoeira, tá fazendo uma falta grande. O professor é um pouco enrolão, não tem horário fixo, as vezes eu vou na casa dele e ele não tá lá, é complicado. Mas vou ver com ele pra ficar tudo certinho. O mais importante de tudo é não deixar a dopamina cair, porque aí é queda na certa.

Bom, agora que desabafei um pouco e renovei meu propósito aqui no fórum, vou realmente dar um tempo, já que minhas metas e métodos já estão claros. Tenho postado muito aqui, mas é esse excesso de post é desnecessário.

Até a próxima! (e sem álcool nessa porra! Chega! AA na veia, sóbrio por hoje, amanhã é outra batalha)

_______________________________________
avatar
Mensagens : 95
Data de inscrição : 28/08/2018
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 4/11/2018, 11:35
vierkenes escreveu:Obrigado pelo apoio, Seeker!

Dia 1 do reboot (hard mode)

Dessa vez será diferente. Vou focar totalmente em mudar de vida, fazer minha revolução. O reboot é apenas consequência da mudança de hábitos.

Chega de brincadeira com álcool. Depois de vários dias bebendo, até passar muito mal (teve um dia que senti umas dores fortes no peito, é claro que eu não ia morrer, mas me assustou muito, serviu como um alerta, fiquei até sóbrio na hora), minhas últimas resistências a admitir que tenho um problema sério com álcool estão cedendo. E não adianta: vou ter que tratar meu alcoolismo também, caso contrário eu nunca vou conseguir completar o reboot. É uma questão de prioridade. Se o reboot é a coisa mais importante da minha vida no momento (e é, não duvidem disso!) e pra completa-lo, só parando de beber, então não tem problema! Aceito feliz esse desafio que Deus coloca pra mim, de superar os vícios morais, de viver sóbrio e descobrir a liberdade! Portanto, a partir de hoje, 0% álcool, absolutamente nenhuma gota. Pra esse objetivo, vou no AA sempre que der, religiosamente. Ainda não fui no grupo aqui na cidade onde moro, só tem 2 reuniões semanais, a próxima é na terça feira, eu estarei lá pra ver como é. Isso é absolutamente fundamental pra mim. Espero que esse seja o grande diferencial dessa minha tentativa, e se Deus quiser, vai dar certo.

Vou manter o bloqueio do computador, está perfeito do jeito que está. Vou deixar o computador guardado e usar o menos possível, e como a internet está muito limitada, vou baixar uns conteúdos offline (algum joguinho, séries, música, filmes, etc), pra algum momento de tédio em que eu esteja sozinho, dai posso ver um filme, por exemplo, é bom fazer isso de vez em quando.

Farei o reboot no hard mode o máximo de tempo que der. Observei que minha ER volta com a masturbação...eu não tenho uma vida sexual muito ativa, mas não quero ficar com ER, quando surgir uma boa oportunidade, quero estar 100%, ter aquele orgasmo de ver estrelas.

Pra ajudar a conter isso tudo, corrida + calistenia todo dia (segunda a segunda, é sério), vou usar uma planilha pra ir anotando. Só vou ficar satisfeito quando tiver fazendo isso quase todo dia por mais de 1 mês. Vou voltar também pra aula de capoeira, tá fazendo uma falta grande. O professor é um pouco enrolão, não tem horário fixo, as vezes eu vou na casa dele e ele não tá lá, é complicado. Mas vou ver com ele pra ficar tudo certinho. O mais importante de tudo é não deixar a dopamina cair, porque aí é queda na certa.

Bom, agora que desabafei um pouco e renovei meu propósito aqui no fórum, vou realmente dar um tempo, já que minhas metas e métodos já estão claros. Tenho postado muito aqui, mas é esse excesso de post é desnecessário.

Até a próxima! (e sem álcool nessa porra! Chega! AA na veia, sóbrio por hoje, amanhã é outra batalha)

Minha experiência longe do fórum não foi boa, é sempre bom vir aqui e tomar um ânimo e mais coragem, pelo menos nos dias iniciais.
Boa sorte!

_______________________________________



Início em 13/10/2018

1ª Tentativa: 3 dias sem PMO
2ª Tentativa: 44 dias
3ª Tentativa: 2 dias
4ª Tentativa: em andamento
Metas (x) 15 ( ) 30 ( ) 45 ( ) 60 ( ) 75 ( )90

Diário: http://www.comoparar.com/t8261-me-tornando-um-homem-de-verdade
avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 5/11/2018, 20:37
Valeu, Thor. Vou dar uma passada no seu diário pra ler sua história. E estou aqui, postando no fórum.

Dia 2 do reboot.

De manhã, tive uma ereção persistente, mas depois foi tudo tranquilo. Uma leve fissura, que foi rapidamente embora.

Retorno leve das fantasias. Mesmo sendo leve, me incomoda muito, eu quero erradicar 100% desse tipo de comportamento e atitude. Isso não tem NADA a ver com minha personalidade ou minha visão de mundo. A P na minha vida foi um mero acidente, passageiro, mas que não vai permanecer.

Hoje no treino de capoeira, eu pude perceber como minha mente é fraca. Óbvio que tem a questão da força física (que eu não tenho mesmo, não consigo fazer alguns movimentos, nem manter por muito tempo), mas muitas vezes, a questão é meramente mental. Quando me vem na cabeça "eu não vou conseguir", eu vejo na hora a diferença na execução do movimento, e posso até nem conseguir mesmo.Ou quando vem "cansei, não aguento mais", imediatamente o corpo dá uma travada e eu simplesmente caio. Ou ainda, quando a mente divaga - aí vem uma voadora na cara e eu caio. Isso ficou muito claro pra mim, que eu preciso exercitar minha parte mental. A capoeira ajuda muito, com o tempo minha mente vai fortalecer. O ideal seria meditação, mas eu sempre digo que vou fazer e nunca faço....quem sabe agora que eu to realmente querendo me fortalecer, eu não consigo!

Isso tudo que eu falei, no treino de capoeira, acontece também com o reboot. Na minha última queda, 1 dia antes, eu já estava determinado a cair. Eu já estava pensando "vou cair mesmo, é isso aí, bater uma com aquele vídeo tal, aquela gostosa", isso sem absolutamente nenhum meio pra acessar P. Caí por fraqueza mental, agravada pelo consumo excessivo de álcool.

Com a capoeira (recomendo, é bem completo), eu vou aprender a estar com meus pés no chão, firme. A coluna reta, confiante. Olhando pra frente, bem atento, conhecer bem o terreno, saber me movimentar nele. Não divagar nem ficar desatento (aí vem o golpe - ou a queda, no caso do reboot). E outras coisas mais. Tudo isso, a meu ver, cabe perfeitamente em um bom reboot.

De tarde, fumei um beck com um amigo (preciso evitar ao máximo, pois mexe com minha sobriedade). Depois de constatar novamente que minha mente é muito fraca, eu tive uma "brisa" interessante, pensando na ex namorada. Depois de uma olhada pornográfica na rua, eu mesmo me peguei pensando "cara, isso é tão bizarro, degradante e desrespeitoso que eu nem consigo imaginar como eu to conseguindo fazer isso. Olhei por 5 segundos, mas não devia ter olhado nem por meio segundo". E aí eu pensei nela (na ex namorada) e finalmente entendi o quão intolerável é estar com um homem que pensa ou vê as coisas assim. Bom, isso tudo de P realmente destruiu uma parte de minha vida, talvez até de minha alma, mas eu carreguei essa dor tanto tempo comigo que eu tinha "me habituado", digamos assim, a ela. Mas pra outra pessoa, que não tem essa vivência, sentir e ver essa dor bem de perto, isso é realmente demais. E pior ainda pra uma mulher - são elas que mais sofrem com isso tudo, com homens com uma visão distorcida do amor, do afeto e do sexo.

Espero que esse post enriqueça um pouco mais meu diário, com material humano. Até a próxima!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 160
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 6/11/2018, 05:56
vierkenes escreveu:Valeu, Thor. Vou dar uma passada no seu diário pra ler sua história. E estou aqui, postando no fórum.

Dia 2 do reboot.

De manhã, tive uma ereção persistente, mas depois foi tudo tranquilo. Uma leve fissura, que foi rapidamente embora.

Retorno leve das fantasias. Mesmo sendo leve, me incomoda muito, eu quero erradicar 100% desse tipo de comportamento e atitude. Isso não tem NADA a ver com minha personalidade ou minha visão de mundo. A P na minha vida foi um mero acidente, passageiro, mas que não vai permanecer.

Hoje no treino de capoeira, eu pude perceber como minha mente é fraca. Óbvio que tem a questão da força física (que eu não tenho mesmo, não consigo fazer alguns movimentos, nem manter por muito tempo), mas muitas vezes, a questão é meramente mental. Quando me vem na cabeça "eu não vou conseguir", eu vejo na hora a diferença na execução do movimento, e posso até nem conseguir mesmo.Ou quando vem "cansei, não aguento mais", imediatamente o corpo dá uma travada e eu simplesmente caio. Ou ainda, quando a mente divaga - aí vem uma voadora na cara e eu caio.  Isso ficou muito claro pra mim, que eu preciso exercitar minha parte mental. A capoeira ajuda muito, com o tempo minha mente vai fortalecer. O ideal seria meditação, mas eu sempre digo que vou fazer e nunca faço....quem sabe agora que eu to realmente querendo me fortalecer, eu não consigo!

Isso tudo que eu falei, no treino de capoeira, acontece também com o reboot. Na minha última queda, 1 dia antes, eu já estava determinado a cair. Eu já estava pensando "vou cair mesmo, é isso aí, bater uma com aquele vídeo tal, aquela gostosa", isso sem absolutamente nenhum meio pra acessar P. Caí por fraqueza mental, agravada pelo consumo excessivo de álcool.

Com a capoeira (recomendo, é bem completo), eu vou aprender a estar com meus pés no chão, firme. A coluna reta, confiante. Olhando pra frente, bem atento, conhecer bem o terreno, saber me movimentar nele. Não divagar nem ficar desatento (aí vem o golpe - ou a queda, no caso do reboot). E outras coisas mais. Tudo isso, a meu ver, cabe perfeitamente em um bom reboot.

De tarde, fumei um beck com um amigo (preciso evitar ao máximo, pois mexe com minha sobriedade). Depois de constatar novamente que minha mente é muito fraca, eu tive uma "brisa" interessante, pensando na ex namorada. Depois de uma olhada pornográfica na rua, eu mesmo me peguei pensando "cara, isso é tão bizarro, degradante e desrespeitoso que eu nem consigo imaginar como eu to conseguindo fazer isso. Olhei por 5 segundos, mas não devia ter olhado nem por meio segundo". E aí eu pensei nela (na ex namorada) e finalmente entendi o quão intolerável é estar com um homem que pensa ou vê as coisas assim. Bom, isso tudo de P realmente destruiu uma parte de minha vida, talvez até de minha alma, mas eu carreguei essa dor tanto tempo comigo que eu tinha "me habituado", digamos assim, a ela. Mas pra outra pessoa, que não tem essa vivência, sentir e ver essa dor bem de perto, isso é realmente demais. E pior ainda pra uma mulher - são elas que mais sofrem com isso tudo, com homens com uma visão distorcida do amor, do afeto e do sexo.

Espero que esse post enriqueça um pouco mais meu diário, com material humano. Até a próxima!

Meu caro, não deixe de participar ativamente, os seus relatos são sempre interessantes, apesar dos pesares e das dificuldades relatadas. Gosto muito de acompanhar o seu diário. Siga firme!

Abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



avatar
Mensagens : 95
Data de inscrição : 28/08/2018
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 6/11/2018, 18:19
Essa ideia do "vou cair mesmo" foi parecida comigo quando caí!
Na verdade eu não cai, eu me joguei kkkkkk Estava em casa sozinho, computador, internet, fissura, pensamentos, então fui lá e burlei o bloqueador, notebook tava descarregando e mesmo assim peguei o carregador, internet tava ruim e reiniciei o modem, ou seja, tudo contra e mesmo assim eu fui atrás! É fraqueza do momento, a vontade que bate de se testar ou de desistir e experimentar um pouco, eita vício louco...

_______________________________________



Início em 13/10/2018

1ª Tentativa: 3 dias sem PMO
2ª Tentativa: 44 dias
3ª Tentativa: 2 dias
4ª Tentativa: em andamento
Metas (x) 15 ( ) 30 ( ) 45 ( ) 60 ( ) 75 ( )90

Diário: http://www.comoparar.com/t8261-me-tornando-um-homem-de-verdade
avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 10/11/2018, 14:51
Outra queda hoje, nem sei em qual dia do reboot.

Bebi bastante ontem, isso influenciou na queda. O alcoolismo é um inimigo terrível e eu estou perdendo essa batalha.

Estou me sentindo um lixo por ver que eu não tenho controle sobre meus impulsos destrutivos...não domino minha vida, mas ao contrário, sou dominado pelos meus vícios.

Estou começando a desanimar, pois faz algum tempo que não consigo uma boa marca. Não sei o que fazer.

Acho que eu nunca soube o que é viver bem, liberdade. Parece que as grades estão entranhadas dentro de mim...

2 anos de fórum e nunca passei dos 60 dias. Isso é vergonhoso.

Enfim, não vou desistir, mas dei uma desanimada boa.

_______________________________________
Mensagens : 140
Data de inscrição : 29/03/2018
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 10/11/2018, 19:56
Isso aí!!

Eu também já recaí várias vezes, mas estou sempre me desafiando a voltar pro reboot

O importante é nunca desistir!! Recaiu?Comece de novo e denovo


_______________________________________
avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 13/11/2018, 04:49
Obrigado a todos que deixaram alguma mensagem aqui. Realmente, vocês estão certos, é melhor não desanimar e continuar postando.

Dia 1 do reboot (hard mode). [dia 13/11], para fins de registro

Bom, depois de ter me entregado à pornografia por 1 ou 2 dias (ficar com acesso irrestrito, me masturbar várias vezes, ficar procurando vídeos, aquela coisa toda), retomo hoje a minha jornada, mais maduro do que antes.

Vou começar esse relato dizendo algo estranho e bizarro que passou pela minha cabeça ontem. Em uma das sessões de PMO, eu pensei na ex namorada, pensei que enquanto eu me M, eu estava matando o amor dentro de mim, por ela ou por outra pessoa. Daí, logo depois eu pensei: "ah, mas ela não tá comigo mesmo, nunca mais vou falar com ela, então dane-se". E ainda (e essa parte é a mais absurda): "será que não vale a pena continuar consumindo P e ficar sozinho? Não precisar de contato íntimo e sexual, não precisar fazer sexo? Com a P, esvazio minha energia, fico inerte, e assim eu não sinto vontade nenhuma de investir em ninguém. Será que não é melhor viver assim, sozinho e auto suficiente no quesito amoroso e afetivo?".

Pensamento lamentável, eu sei. Não é isso que eu quero...

Eu tinha dito que eu não ia mais falar nessa ex namorada. Mas eu sinto muito a falta dela, pois, parando pra analisar, os momentos em que eu estive com ela foram alguns dos momentos mais felizes de toda a minha vida. Foi o momento em que eu me senti mais livre, mais potente, mais capaz de me superar. De alguma forma, esse amor ainda corre dentro de mim, mesmo que agora não esteja direcionado pra ela. E eu percebi, também ontem, que eu não posso destruir essa energia, fazer ela escoar pelo consumo de P. Na verdade, é essa energia que me leva pra frente, que me enche de vida, que faz com que eu tenha vontade de ir atrás dos meus objetivos. Fazer isso escoar através da P seria perder toda a potência do meus movimentos, ficar morto.

No momento, estou doente. Tive estresse extremo esses dias (isso influenciou na queda), mas pelo menos, uma situação muito importante vai se resolver na minha vida, e isso é maravilhoso. Resolvi mexer em umas coisas aqui que estavam empilhadas a anos, joguei tudo fora - melhor sensação do mundo, até o reboot vai andar melhor depois disso - mas acho que a poeira me agrediu de alguma forma, talvez até alguma bactéria, sei lá. Vou ficar de molho alguns dias, pra não piorar.

Academia está fazendo muita falta. Não é tão bom quanto um esporte, pro desenvolvimento pessoal, mas o efeito pós academia era muito bom, fora que era mais prático, mais acessível. Era só ir e pronto, a qualquer hora, e qualquer fissura ia sempre pro espaço. Aqui onde estou não tem academia, o jeito é ficar na capoeira ou na calistenia. Admito que tenho faltado as aulas de capoeira, não tenho ido com a frequência que deveria (estabeleci uma meta de 3x na semana, acho que é razoável). Também não tenho feito calistenia nos dias ociosos. O exercício físico é um dos pilares mais fundamentais do meu reboot, pois muitas vezes, a queda se dá meramente por falta de dopamina mesmo, isso já aconteceu comigo várias vezes. Bom, eu já sei o caminho, sei exatamente o que preciso fazer....agora é ir aprimorando, e continuar nesse mesmo caminho, que eu sei que é o correto.

Outra boa notícia é que finalmente eu consegui engatar meu trabalho acadêmico! Eu preciso formar. As vezes me dá uma insegurança, minha vida é tão atribulada, tenho tantas mazelas psicológicas que me pergunto se vai dar certo. Mas se eu me sentar e escrever um pouco a cada dia, não tem como não dar certo. Escrever e estudar é bom, pois ajuda a ter um foco na vida, um direcionamento...é como se fosse meu emprego, a minha função a desempenhar. Não me sinto inútil (apesar de que muito provavelmente nem vou atuar na área em que estou me formando, isso as vezes mé dá raiva e angústia). Mas por enquanto sou estudante, e é isso aí. Um dia de cada vez, e deixar pra amanhã o que for do dia de amanhã.

Vou incorporar um novo hábito, que é a meditação. Um dia desses peguei um livro de yoga, comecei a ler a parte sobre meditação, e vi que é até simples...é mais uma questão de constância do que de técnica. Por ser algo simples, que pode ser feito em qualquer lugar, e com poucos minutos por dia, eu vou tentar sim, fazer isso diariamente, começando por pouco tempo, e ir ampliando. Daqui a um tempo eu digo os benefícios dessa prática.

Vou repetir o que tinha dito em um post anterior. Meu inimigo não é só a P: é também o álcool e a maconha. Consumir álcool eu já vi que é praticamente cair com P, não sei explicar o porque disso, mas é o que sempre ou quase sempre ocorre. Eu não vou conseguir completar os 90 dias se eu não largar o álcool....e isso é muito claro pra mim agora. Infelizmente, ainda não fui no AA aqui onde moro, é até um pouco difícil, porque é longe, 2 reuniões semanais e tal. Vou me esforçar ao máximo pra ir. Pelo menos eu me mudei recentemente, e isso foi positivo, porque antes eu tava morando do lado do "point" da cidade, um lugar cheio de bares, e pra onde todo mundo vai pra beber...e isso realmente tava me atrapalhando muito. Agora tá mais tranquilo.

Vou fazer essa tentativa em hard mode o máximo de tempo que eu conseguir. Admito que eu não tava conseguindo ficar muito tempo no hard mode (sempre era tomado pelo desejo pela ex, que eu sinto até hoje, e sempre que eu sentia esse desejo por ela, eu não conseguia, ou não queria me controlar, e aí me masturbava mesmo). No entanto, esse ímpeto de M só acontecia quando eu pensava nela. Não tinha fantasias com outras mulheres, nem gatilhos nem nada. Depois das sessões de ontem e anteontem, eu estou me sentindo bastante esvaziado energeticamente, e sexualmente também, vai precisar de uns dias pra eu voltar a sentir desejo de novo. E dessa vez em hard mode, pois eu realmente não quero ter a maldita ER, que eu sei que sempre ataca brutalmente quando eu consumo P ou me masturbo com frequência.

Por enquanto é só. Estou motivado. Obrigado a todos que me acompanharam até aqui.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 160
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 14/11/2018, 09:45
Espero que a meditação e os outros novos hábitos que você pretende incorporar possam te ajudar, de fato, na sua caminhada! Firmeza, irmão! Avante!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 15/11/2018, 09:54
Sim, com certeza, caro Seeker! Obrigado pela mensagem.

Dia 3 do reboot (hard mode).

Gravemente doente. Justamente por isso, os planos do post anterior estão adiados, até eu melhorar.

Além de doente, estou ferido e magoado por algumas coisas (a doença tem a ver com a parte emocional também). Angustiado, tenho fumado cigarro, mesmo quase morrendo de tosse...lamentável. Tenho me alimentado bem, tomado chá e hoje de manhã corri um pouco e tomei sol, só pra ativar um pouco o organismo. Vamos ver como vai ser. Tem que tomar muito cuidado com esse tipo de mágoa, isso pode facilmente se transformar em um fator destrutivo, o desespero e o desprezo pode bater, dai complica tudo. Ontem no meio do delírio da febre eu orei, pedindo pra Deus tirar esses sentimentos de meu coração...é tudo que posso fazer.

Tive um pouco de fissura ontem, no meio do delírio. Fiquei pensando em várias coisas, incluindo algumas cenas de sexo de vez em quando...mas por causa da doença mesmo (normalmente eu não pensaria nisso).

PC 100% protegido. To esperando minha melhora pra focar melhor nos meus planos e projetos.

Até a próxima!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 132
Data de inscrição : 01/09/2017
Ver perfil do usuário

Resposta a um amigo

em 16/11/2018, 19:06
Vierkenes,

Você escreveu no meu diário o seguinte:

Vierkenes escreveu:Me chamou a atenção o fato de que mesmo tendo atingido 120 dias de reboot (um sonho pra muitos, pra mim inclusive), você continuou com as fantasias. Eu to com 22 dias, mas minhas últimas quedas foram rápidas, e to percebendo que essa merda toda tá sumindo de minha mente. Com você isso não aconteceu? A abstinência, mesmo que seja aos poucos, deveria limpar nossa mente. Como você se sentia nos 120 dias em relação a isso? Seria muito bom pra mim ouvir o que você tem a relatar sobre isso.

Eu destaquei o ponto de mesmo após 120 dias limpo, eu ainda sofrer com as fantasias e por conseguinte ter caído. Desde minha queda (18/11/2017) até esse reboot atual (início em 26/10/2018), com 21 dias, foi quase um ano de parafuso e de descrença. Eu fiquei completamente perdido, confuso e descrente de mim e do processo. Queria enterrar o urso e começar um novo avatar. Demorei para aceitar de que tinha de permanecer com o mesmo e entender que os fracassos fazem parte do processo. A mente tem muitas armadilhas, com detalhes que desconhecemos. A palavra chave é MOTIVAÇÃO. Quem me lemboru disso foi o mano Broda. O 5&4 me mostrou um texto do Antônio 71 sobre evitação de fantasias.

Eu não sei as lutas que você passa. Espero que você consiga vencê-las.  Eu entendi que a meta dos dias é diferente para cada um. O e-book fala sobre recaídas, que voltar para o vício depois dos 90 dias. Comecei a estudar mais sobre o que eu tenho que fazer para evitar a voltar a cair. Aceitei que talvez meu tempo de recuperação seja maior que 90 dias. Então coloquei uma meta de 2000 dias, 4000 dias e 8000 dias. A estrada é longa, CADA PASSO DADO É O QUE CONTA.

Eu perdi o foco do porquê eu estava no processo de reboot. Eu perdi a força da minha motivação. Eu achei que depois de 90 dias eu já era o cara por alcançar essa meta. A motivação é a chave do negócio. Eu ainda tenho muito a aprender e não posso me esquecer disso. todo dia é um novo dia. Aceito também que cada um tem seu tempo. Acho que o meu é um pouco mais longo. Faz 19 anos que eu sou viciado.

Acho que além das fantasias, eu tenho outras tretas na minha cabeça.

Deixo para você um texto que tem me ajudado muito:
http://www.comoparar.com/t352p175-duvidas-sobre-fantasias#167449

Abraço

_______________________________________
7 dias | 15 dias | 30 dias | 45 dias | 60 dias | 75 dias | 90 dias | 105 dias | 120 dias | 135 dias | 150 dias | 165 dias | 180 dias | 270 dias | 365 dias | 400 dias | 500 dias | 600 dias | 700 dias | 800 dias | 900 dias | 1000 dias | 1500 dias | 2000 dias | 3000 dias | 4000 dias | 8000 dias

NUNCA ESQUECER:
Dia 18/11/2017:
Recaída após 120 dias limpo.
Dia 26/10/2018: início do segundo Reboot.



avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

em 17/11/2018, 16:58
Outra queda. Nova tentativa: dia 17/11.


_______________________________________
avatar
Mensagens : 160
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

Ontem à(s) 04:56
vierkenes escreveu:Outra queda. Nova tentativa: dia 17/11.


Força, meu caro! Não deixe a peteca cair! Você vai conseguir superar mais essa recaída! TMJ!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



avatar
Mensagens : 235
Data de inscrição : 25/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Vierkenes

Ontem à(s) 11:58
Outra queda. Nova tentativa: dia 17/11.

[EDIT]

Ainda estou doente.

Ontem estava pensando na minha história, e achei engraçado em como sempre tentei me destruir, me impedir de viver a vida plenamente. Em como tenho dificuldades em aceitar o real, as coisas como elas são, e por isso sempre recorro à drogas ou P.

Li agora o diário de um companheiro que está a 4 anos no fórum, e hoje, depois de tanto tempo, ele diz que subestimou o vício, pois ainda é escravo dele. Talvez o objetivo desse vício seja nos dobrar à obediência de Deus. Somos falhos, caprichosos, nos habituamos a ter prazer sem merecimento, e isso é anti natural. Queremos ter do bom e do melhor - sexo, sexo com uma mulher bem atraente, agora, sem esforço, sem esperar. Mas não tem problema, porque esse capricho vai ser vencido, seja por instrução, persistência ou dor, mas vai ser vencido. Eu acredito em todo mundo que está aqui no fórum de forma comprometida (os que não vão desistir). O caminho é bem longo, não tem um tempo certo, cada um tem suas raízes psicológicas pro mal do vício, mas eu acredito sim em todo mundo que está aqui.

Fico pensando no impacto social da pornografia. O impacto que isso exerce na cultura, na vida das pessoas. Homens frios, misóginos, cruéis e frustrados. Homens impotentes de vida, que perdem em muito sua capacidade de amar. Talvez isso seja até parte de uma conspiração mundial, um instrumento pra manter os homens submissos e fracos e impedir algum tipo de revolução. Se a pornografia deixasse de existir, muita gente que passou anos e mais anos moscando, sentado, vendo tudo acontecer e sem fazer nada, de repente vai se levantar e fazer sua parte pra um mundo melhor...e aí teríamos um mundo, um Brasil bem diferente.

Eu ainda estou profundamente impactado pela ex-namorada. Eu não sei explicar esse sentimento, mas é algo totalmente diferenciado. O que eu sinto não é carência, não é falta de sexo, não é tédio...é amor mesmo. E isso é ótimo pro reboot. Minha luta agora é pra deixar o melhor de mim fluir e viver. Eu não posso deixar isso morrer. Agora que eu experimentei essa sensação, eu tenho que me manter em condições de ter isso de novo. Eu tenho que fazer por merecer esse sentimento tão nobre, e que eleva tanto a alma. Eu já estive afundado do outro lado: imerso na pornografia, colhia amargura, desprezo e desespero.

Mas a dor que a P causou na minha vida é muito grande. Principalmente em relação a forma de olhar. Parando pra pensar, foram realmente muitas horas de minha vida vendo isso....eu me lembro bem. Se fosse no auge do vício (quanto tempo durou esse auge? uns 10 anos, talvez!). Sim, 10 anos tendo isso como rotina. Ligar o pc de manhã, jogar algum joguinho, 15 minutos depois, bater uma. E aí ficava no PC por várias horas, com a grande liberdade de poder bater uma a hora que quisesse. Tudo tranquilo, nada de errado, meu coração continuava batendo, eu conseguia sair de casa. E vivia tão mal - eu só conhecia essa vida, não sabia o que era amar. Eu mesmo não percebia. Passei a olhar corpos femininos na rua, pensar "que b***** boa, dessa p***!" e achar que isso era normal. Eu acredito que 80 ou 90% desse tipo de pensamento e de forma de olhar veio da pornografia, estou quase certo disso - como não ficar assim ao ver uma mulher, preta, branca, amarela ou vermelha, mudando de posição totalmente conforme à sua vontade, do melhor jeito pra você? Aquilo não é uma mulher, é uma escrava, uma servente, ela vai me dar a porra da b***** sim, porque eu posso, eu estou pagando pra isso. Eu estou com o mouse na mão, olha como eu sou babaca (estúpido poder, que só serve trancafiado no quarto, em qualquer outro lugar, uma loira passa e eu abaixo a cabeça....). A morena passa, e eu abaixo a cabeça. Eu esqueço que a loira e a morena são pessoas como eu. Quando eu encontrar a mulher de minha vida, não vou poder olhar nos olhos dela. Se conseguir transar com ela, não vou ter orgasmo, talvez tenha até uma DE e ela vai rir de minha cara.

Talvez fosse mais ou menos assim que eu pensasse no auge do vício (antes de descobrir o fórum). Hoje estou em outra etapa do processo, graças à esse sagrado espaço que é o fórum. Hoje sou muito mais humano e sensível, muito mais feliz e tranquilo. Mas ainda tenho muito o que melhorar.

Eu não sei se tem alguma mulher, de preferência não viciada, que está lendo isso aqui. Se tiver, por favor, responda. Eu sinto essa dor que as mulheres sentem. Não é meu corpo que é explorado, violentado, vendido, mas eu realmente sinto essa dor dentro de mim. É complicado, porque não para de sangrar. Sinto como se tivesse ingerido veneno por anos de minha vida, e agora estivesse comprometido, com a alma e o corpo comprometidos. Eu só vou ficar satisfeito quando todos esses pensamentos sumirem, quando eu conseguir ter um orgasmo tranquilamente com minha eventual parceira, quando eu aprender a ser um homem e não um bicho. Quando eu sentir que não faço parte de nenhuma estrutura de violência contra outro ser humano, quando eu não tiver mais nenhuma ligação com isso.

E é irônico, porque eu cai ontem. Me sinto triplamente culpado por um lado, pois toda a situação e o que isso implica já está muito claro pra mim, faz algum tempo. Por outro lado, me sinto tranquilo, sei que isso é um processo longo que exige tempo, sei que há questões psicológicas e sentimentais complexas por trás, mas que é só eu me manter no caminho que vai dar tudo certo.

Resolvi escrever isso aí pra começar essa nova tentativa mais inspirado, tentar expulsar um pouco meus demônios, os restos de pensamentos ruins que ainda persistem. Isso ajuda a limpar meu coração, são coisas que não posso expressar em outro lugar. Aqui eu não tenho segredos com vocês - a dor que sinto do lado de cá, por levar essa prática secreta comigo é muito grande. Aqui não preciso me esconder - espero não ter ofendido ninguém, nem desrespeitado nenhuma regra do fórum.

Agora estou mais leve.

Vou seguir com meu reboot. Até a próxima, e obrigado a todos que postaram aqui. Vou sempre lembrar de vocês nessa jornada.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum