Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 14/9/2014, 19:44
Olá a todos, eis mais um na luta. Permitam-me realizar minha apresentação e desculpem-me eventuais desatinos retóricos. É o que falam, preciso desabafar. Enfim.
Muito do que aqui está jamais contei a ninguém.
Sou homem heterossexual, tenho 22 anos e desde os 14 luto contra o desgraçado vício da pornografia.
Tudo começou em meio ao tão conturbado (se formos imaturos, obviamente, como fui) período da adolescência, em que eu, garoto ingênuo e um tanto rebelado sem causa, de repente me vi entregue, e sem querer sair, a passar horas e horas me masturbando, às vezes sozinho, às vezes com revistas e depois, e mais deploravelmente, com a Internet. Desde pequeno todos diziam ser eu um garoto inteligente, com potencial para me tornar um grande cientista, intelectual de área nobre qualquer ou algo que o valesse, e modéstia à parte sempre senti possuir uma mente agitada, multifacetada, apta a situações de grande dinamismo e esforço prazeroso. Todavia, por motivos inúmeros (é complicado entrar em detalhes sobre criação de filho único mimado e tal, e fugir-nos-ia ao contexto), dentre tais e sobretudo a imaturidade que acabaria por portar (grosso modo estagnando minha mente àqueles 13-14 anos, a fundo seria necessária verdadeira análise psicanalítica), passei a não enxergar mais nada em minha vida que o maldito prazer solitário, que me faria passar por situações terríveis. Desgosto, angústia, tristeza após cada sessão, culminando em 2009 com um meu quase suicídio.
Não acho que ter um monte de amigos seja tudo, porém a pornografia simplesmente arruinou minha juventude, aquela que, creio, deveria ter sido a melhor fase de minha vida até hoje. Isto é algo que até hoje me entristece horrores. Perdi festas, momentos de diversão, garotas, sendo uma aquela que deveria ter sido a menina da minha vida. Conforme foram os anos se passando (tentei parar pela primeira vez aos 15, quase 16), comecei a me dar conta, horrorizado, das tantas chances de felicidade, de ter vivido instantes inesquecíveis, que perdi. Inclusive em termos de garotas.
Foi no colégio que tive a maior paixão da minha vida, obviamente não-correspondida, por uma garota que ali à escola chegou àquele maldito nono ano. De maneira creio que até amadurecida, perdidamente apaixonei-me por ela, nunca tendo no entanto coragem de declarar-me, o que sei que poderia culminar em sucesso para mim, dada a polidez e simpatia daquela jovem, que recentemente soube estar casada. Outro dia, vi-a no supermercado, mais bela do que àquela época e, admito, quase passei mal.
Perdi aquela morena por preferir ser feliz sozinho em meu orgulho e depravação, desejando-a furtivamente (e a outras) da maneira mais irreal e absurda possível! Como pude? Como pude?!
Estou aqui me abrindo para terem uma ideia das decepções que a praga traz. Ao perceber que era viciado, época de cobrança devido à aproximação do vestibular (diga-se de passagem, só passei porque havia em minha cidade um curso com 1,7 candidato por vaga, e viria a me formar aos trancos e barrancos), mergulhei em tremendo estágio que, creio, certamente seria por especialistas classificado como de depressão, como disse, culminando comigo pensando em tirar minha própria vida certa vez. Com muito esforço e brio, porém, fui me arrastando como pude em meio ao lamaçal (era como comecei a me sentir) em busca de me livrar do vício. Após muitas e muitas recaídas ao longo de anos de tormenta, passei a pesquisar ferozmente, na mesma internet que tanto me alucinava, sobre o vício em pornografia, que passei a ter noção de ser talvez o pior existente. Foi difícil, quase tudo que encontrava era ligado à religião (sou agnóstico), falando sobre culpa, pecado, inferno... Tudo me desesperando ainda mais. Até que deparei-me com o que encontrava, concretizando todas as minhas hipóteses, e eis que aqui estou, ancorado naquele que parece ser o mais fidedigno espaço da Internet brasileira sobre discussão ainda tão tabu. Após obedecer a todas as exigências do Projeto (a quem eternos agradecimentos e parabéns devo pela brilhante iniciativa), aqui estou a buscar minha vitória, também torcendo pela de todos aqui.
Por favor, recebam-me bem. Projeto, escolho-o como meu parceiro de reboot. Sou um sofredor arrependido em busca da cura. Que sei que só depende de mim.
E eu sei que chegarei lá!!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Magrao
Mensagens : 397
Data de inscrição : 30/07/2014
Idade : 31
http://www.vivasempornografia.blogspot.com.br

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 14/9/2014, 20:59
Cara, bem-vindo!
A sua história é parecida com a minha. Fica claro que no nosso caso, nos viciamos por conta de problemas emocionais (timidez, pouca sociabilidade, etc). O primeiro passo para tratar essas questões emocionais é nos livrarmos do vício. Leia o ebook do fórum, se quiser leia alguns depoimentos meus no meu blog: www.vivasempornografia.blogspot.com

PS: de você está a 27 dias mesmo sem PMO, poxa, certamente já enfrentou a fase mais difícil. Não que possa se descuidar. Mas é um fato que as 3 primeiras semanas são as mais difíceis e aparentemente você as superou né alien
avatar
Thales
Mensagens : 164
Data de inscrição : 06/09/2014
Idade : 16

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 14/9/2014, 21:16
Bom, você parece comigo, pois eu já tive o mesmo sentimento, me considerava um pedaço de merda seco, achava que iria morrer sozinho.  A diferença entre eu e você é que por eu ter ido à colônia de férias e mas tarde para meu antigo colégio, isso me deu bastante impacto e então eu "despertei" mais cedo.
Mas, veja pelo lado bom, você está no início de sua vida adulta, considere-se muito bem, pois você também está começando o reboot mais cedo que muita gente, que tem 35 anos, por exemplo e você ainda pode conquistaras mulheres, fazer uma faculdade nova,um concurso público, a sua vida ainda não acabou, na verdade está no início do ''desenvolvimento" pense como se a vida fosse uma redação: há a introdução, o desenvolvimento e a conclusão. Eu estou consertando a introdução, e você está como no começo do desenvolvimento. E o que mais conta é o desenvolvimento. Você na verdade despertou cedo. não cometa o mesmo erro que eu fiz que foi achar que a minha vida não tinha salvação, pois se eu não tivesse esse pensamento de que a vida acabou, eu teria feito o reboot bem antes, em 2013.
Eu me identifiquei muito com você, então eu o elejo como meu parceiro do reboot. Espero realmente que você consiga completar o reboot antes de 2015, espero mesmo.
Você realmente se parece comigo, também achavam que eu era um prodígio, dizendo de novo, você é muito parecido comigo.

_______________________________________
"Os que se acostumam com a mediocridade estão condenados à ela"



My life is a movie and everyone's watching
So let's get to the good part and past all the nonsense

Sometimes it's hard to do the right thing
When the pressure's coming down like lightning
It's like they want me to be perfect
When they don't even know that I'm hurting

This life's not easy, I'm not made out of steel
Don't forget that I'm human, don't forget that I'm real
You act like you know me, but you never will
But that's one thing that I know for sure
I'll show you






Ultima P. vista: 10/02/2016
Ultimo orgasmo com M: 10/02/2016
Ultimo edging: 10/02/2016

Ultimo recorde: 40 dias
avatar
Tiagosp
Mensagens : 101
Data de inscrição : 12/09/2014

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 14/9/2014, 21:43
Primeiro uma pergunta; como eu coloco a quantidade de dias que mostra a quantidade de dia e a porcentagem? E agora; cara eu também postei o relato sobre a minha vida e vários aspectos dela são parecidos, só não sou filho único ou tentei me mata, porém das garotas que amei a primeiro se mudou para a França e a segundo está namorando pela primeira vez ( o azar é que ela começou um ano antes de um me declarar). Caso já tenha lido algum post meu, deve saber que mesmo no reboot você já tenha de se esforçar muito para não se masturbar, eu acredito fortemente que você precisa de uma meta de um objetivo tão forte que lhe de motivação a fazer ambos. E cara, se você não fazendo um curso que não gosta só para estagiar te dou mais uma coisa para você indagar, você tem algum curso que realmente gostaria de fazer? E se tem porque não tentam prestar vestibular para ele? Você não acredita que possa passar? Pois saiba que a ciência comprovou que os gênios não são aqueles que tem talento nato na área, mas sim aqueles que amam a área e se dedicaram muito para obterem sucesso, se ficar curioso pesquise quanto vezes Thomas Edison falhou antes de ter sucesso em sua descoberta.
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 15/9/2014, 03:42
Já li sua história e lá estão minhas considerações. Enfim, espero não ofendê-lo, mas toco vários projetos particulares concomitantemente ao reboot, numa atividade de pura superação em que, modéstia à parte, pareço me estar saindo bem. Gosto de estudar, ler, por vezes conversar com pessoas inteligentes sobre assuntos refinados. E ainda trabalho. Tenho planos, mas não gosto de entrar em detalhes porque por natureza, excluindo-se a questão do nosso drama, sempre fui um sujeito bem reservado e discreto, amante de certas situações sociais (o vício me privou do que de melhor eu poderia experimentar, na mais auspiciosa época) contudo cioso, sem narcisismo, de seu íntimo, na maioria das vezes. Então, ao recomendar-me algo sob tal filosofia, saiba que muitos que me conhecem vivem fazendo-o, e eu tenho consciência de que não estou sendo um omisso. Em nada, inclusive neste projeto de libertação do vício, hoje crucial em minha vida. Tocando um dia de cada vez, resolvendo meus problemas, nunca me esquecendo do reboot, tentando fertilizar a mente com decência e ao sobrar tempo aqui frequentando para juntos chegarmos lá, faço o que deve ser feito para prosperar como ser humano. Jamais fugirei à luta, e assim sei que vencerei.
Ou, melhor, venceremos.
Força a todos!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Tiagosp
Mensagens : 101
Data de inscrição : 12/09/2014

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 15/9/2014, 05:54
Justiceiro do sertão, eu também tive meus momentos de superação,dos quais descrevi, gosto de ler, estudo porque tenho um objetivo difícil, porém não sou reservado, nem discreto, afinal eu beiro entre extroversão e introversão, fico entre ambos, adoro a comunicação, porem não a quero como profissão, gosto de conversar, me divertir, fazer ousadias ( no bom sentido claro). Sou daqueles da filosofia, ria para o mundo, que o mundo rira para você; sou uma pessoa que normalmente não tenho medo de me expressar, seja no computador ou a vida real, e como muitos também tenho uma visão de como quero ser e luto para me tornar tal pessoa, então não consigo ser reservado e discreto como você, vem de família e das pessoas ao redor, essa pode ser a parte aonde nos diferimos muito, mas ambos buscamos uma coisa em comum como todos desse fórum, melhorar nossas vidas se livrando do vicio no pornô.
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 15/9/2014, 17:53
Magrao escreveu:Cara, bem-vindo!
A sua história é parecida com a minha. Fica claro que no nosso caso, nos viciamos por conta de problemas emocionais (timidez, pouca sociabilidade, etc). O primeiro passo para tratar essas questões emocionais é nos livrarmos do vício. Leia o ebook do fórum, se quiser leia alguns depoimentos meus no meu blog: www.vivasempornografia.blogspot.com

PS: de você está a 27 dias mesmo sem PMO, poxa, certamente já enfrentou a fase mais difícil. Não que possa se descuidar. Mas é um fato que as 3 primeiras semanas são as mais difíceis e aparentemente você as superou né alien
Magrão, outro exemplo de superação e filantropia. Não mais tenho do que agradecer ao belíssimo trabalho desempenhado no blog e em fóruns.
Saiba que seu esforço não é em vão. Sim, infelizmente os viciados existem e eis-me entre eles, buscando o triunfo.
Que conquistarei e tenho dito. Hoje tive polução noturna (a segunda durante o reboot), sonhei que transava com uma colega de escola de tempos antigos em tremenda fantasia, de maneira semelhante a quando ejaculei à madrugada de 30/08. Não dormi desde então (2 da manhã), como da outra vez, e até agora estou resistindo como um Hércules ao efeito caçador. Serei forte, sejamos todos fortes.
Dias muito melhores nos esperam.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Magrao
Mensagens : 397
Data de inscrição : 30/07/2014
Idade : 31
http://www.vivasempornografia.blogspot.com.br

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 15/9/2014, 21:22
Pelo visto você está bem informado, sabe que a polução noturna não tem problema em si, o problema é o efeito caçador, com o qual temos que tomar cuidado. Eu não tive polução noturna, mas creio que ela vai te deixando em paz com o tempo. O lance é você resistir. Se estiver muito complicado, vá dormir na sala haha um lugar onde alguém possa te ver (e a vergonha, o olhar dos outros, é um grande aliado para não nos masturbarmos). Você pode já se programar: Se eu tiver polução noturna, farei tal coisa para evitar recaída (aí vai do que você escolhe: poder ser desde um banho frio até sair de casa sem rumo) alien O importante é você continuar acrescentando dia após dia esse belo contador aí, que em breve ultrapassará um mês, um terço de 90 dias =)

_______________________________________
Meu blog: http://vivasempornografia.blogspot.com.br/



"Se eu desistir agora, logo estarei aonde eu comecei...
...E quando eu comecei, estava desesperado para chegar aonde estou agora."
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 16/9/2014, 05:47
A respeito do banho frio, é um hábito que sempre cultivei e que agora mais do que nunca me está sendo grande aliado. Quanto a sair de casa, mais um costume que também tenho quando desocupado, por exemplo, em fins de semana folgados, quando chego a fazer caminhadas de até 30 quilômetros, ida e volta dos extremos aqui da cidade, coisa que me faz sentir muito bem comigo mesmo.
Para os que estiverem curiosos, estabeleci meta (180 dias, desconsideremos as horas que aparecem no contador por terem a ver com o horário em que o programei; oficialmente vai da 00:00 de 18/08/2014 à 00:00 de 14/02/2015) a qual é o dobro da tradicional porque sei, o que já andou se confirmando para alguns casos crônicos como o meu, que para certos indivíduos o reboot precisa ser mesmo mais longo, dadas particularidades psíquicas nas quais não me aprofundarei e minha, admito, massiva exposição à pornografia desde 2006 (já cheguei a ficar, por vezes, quase 20 horas em PMO por dia, não sei mesmo como não adquiri uma DE severa, tendo sido a minha relativamente tênue, meio com cara de uma leve flatline tradicional causada por cansaço). Além disso, no dia em que completar 180 dias, deverei viajar e encontrar-me com uma garota por quem tenho interesse (ainda não me declarei a ela, mas devo fazê-lo logo), e já descobri ser este o método ideal para minha cura e uma excelente experiência com ela caso tudo se concretize da maneira como desejo.
Se até lá surgirem outras oportunidades de sexo (transei pela última vez com a cabeça fervendo de tristeza pelas recaídas, há cerca de dois meses, com uma garota de programa, antes de começar o reboot e com uma ereção de 70-75% "na raça" e ejaculação), será um belo e permitido a mim teste para saber se, de um modo geral, caso meu grande objetivo amoroso não se faça real, terei condições de daqui por diante levar uma vida sexual autêntica e digna. Estive pensando em pagar novamente por sexo, indo novamente ao local a que fora há semanas e onde havia uma por quem estava muito interessado, contudo creio que é melhor ir preservando meu dinheiro e libido para coisas melhores, afinal, como já reconheci, meu caso é crítico.
Mas estou firme na guerra. Só para deixar claro, o que o Magrão defende a propósito da utilização de 2 contadores é interessante, no entanto cada caso parece ser um caso, e no meu percebo que um só é suficiente, pois sinto que posso controlar as três variáveis, tanto a mais perigosa (pornografia) quanto as outras duas (masturbação e orgasmo) ao mesmo tempo, ciente de que estão intimamente inter-relacionadas. Além, para mim um só contador parece algo mais severo, como um chefe supremo a patrulhar meu cotidiano a fim de que eu seja recompensado em breve com belos momentos. A comparação pode soar infame, porém é assim que eu enxergo e, na luta que enfrento e enfrentamos, caso se tenha maturidade e se saiba que é de serventia, qualquer arma e/ou filosofia é válida.
E sigo. Amanhã, assim espero, 30 dias!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Primeiro mês

em 18/9/2014, 19:36
Não há meio, com todos os cuidados, mas devo comemorar.
Há exatamente 1 mês, por volta das 10:30 da manhã, eu zerava meu contador dando início ao reboot por mim oficialmente iniciado à zero hora, após um domingo tenebroso, em que assisti pornô das 5 da manhã até às 2 da tarde quase sem parar. Saíra depois com meu pai, conversamos sobre carros antigos e problemas do cotidiano, e decidi. Agora chega. Agora vai. Tomei vergonha na cara e cumpri minha promessa. Há um mês!
E vivo estou. Feliz como nunca, apesar dos pesares. Apesar de haver ejaculado dormindo a 30/08 e passado o resto do dia mal comigo mesmo e com todos, só resistindo ao efeito caçador. Apesar de ter sofrido novamente do mal noturno a 15/09 e ter-me recusado a dormir, aconselhando os amigos aqui no fórum. Tanto gosto de aconselhar que hoje cedo falei demais e temi ter levado muitos ao desabamento devido a palavras precipitadas. Peço desculpas sinceras como nunca em minha vida caso seja verdade o que andei imaginando, ferreamente espero que não. Já exclui as infelizes palavras e agora sinto-me bem melhor. Apesar de ter sofrido pensamentos medonhos pelos últimos dias, não cedi. Apesar do medo de haver há poucas horas arruinado o reboot de todos aqui, lamentavelmente aconselhando com palavras passíveis de dupla interpretação, tive a dignidade de apagá-las, pedir desculpas a todos e seguir com a esperança de que nada de mal haja ocorrido. Tomara.
Apesar de tudo, não desisti.
Não quero ser orgulhoso, isto é amor-próprio.
Sinto-me parte de um todo que luta pelo bem comum ao mesmo tempo em que sinto-me sendo ao mesmo tempo eu e cada um aqui. Para quem jamais imaginava que sairia desse poço sem fundo, que jamais seria ouvido, que jamais se depararia com casos quase idênticos aos seus, nesta noite só me existe felicidade. Minha parte fiz e estou fazendo. Em tudo me sinto melhor: penso melhor, falo melhor, sem gaguejar, assimilo melhor qualquer coisa que me é passada, e como disse, tanto quero compartilhar bons fluidos com os demais que às vezes (como aconteceu hoje e juro que nunca mais acontecerá novamente) exagero, proferindo dizeres perigosamente dúbios.
Enfim, para quem se achava morto, aqui estou eu pronto para tudo, a ajudar e ser ajudado. Se danei alguém com os termos de hoje cedo, podem retaliar-me à vontade. Retirar-me-ei e prosseguirei minha saga sozinho. Todavia, modéstia à parte creio que está tudo bem, assim buscarei continuar corrigindo-me e aconselhando, doando sem se importar com receber senão os benefícios de uma vida longe do vício. Sacrificando-me até o limite de minhas forças ou mais, vinte e quatro horas ou mais por dia, para resistir por cento e oitenta e dar-me, não por curado, mas por pessoa muito mais digna de habitar este belo mundo e viver esta única vida.
Este é, por este primeiro mês de reboot, meu testemunho e juramento. E tenho dito.
Que chego lá!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Tiagosp
Mensagens : 101
Data de inscrição : 12/09/2014

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 19/9/2014, 05:15
Justiceiro do Sertão, tudo bem? Eu não cheguei a ler o seu post que você considerou pesado, mas lhe darei a dica como veterano nas tentativas de PMO; muitos acham que chegando a um més, com todos os benefícios percebidos (sim quando cheguei a essa quantidade de dias, eu tive melhoras sim), porém todo cuidado é pouco e já ví muitas recaídas um pouco depois de um més ( inclusive eu), e não acho que deva descuidar agora. Mas parabéns pelo tempo que ficou sem PMO, passando o que passou, e isso será uma motivação para todos os outros membros, pois todos aqui são guerreiros combatendo um mal em comum, a pornografia. Que vençamos companheiros.
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Obrigado

em 19/9/2014, 10:18
Tenho é muito a agradecer, Tiagosp!
Incentivo nunca é demais. Vamos juntos. A tal mensagem, se quer saber (obviamente não entrarei em detalhes), ficou cerca de 3 horas no ar, ontem (18/09) pela manhã. Após o almoço, percebi desesperado que as dicas de prevenção que eu dirigia especificamente a um outro aqui no fórum foram dadas num linguajar ambíguo, a depender da interpretação como se eu estivesse ensinando... Melhor nem comentar. Fiquei muito mal comigo mesmo e em vários tópicos cheguei, confesso, a ser um tanto maçante, com vários e arrebatados pedidos de desculpas. Só o glorioso Um Amigo me disse que chegou a ver o texto e diz que não foi atingido pelo mesmo, interpretando-o da maneira como eu desejava. Mesmo assim, tive que exclui-lo. Agora, sinto-me satisfeitíssimo em notar que aparentemente não causei nenhum desastre aqui no fórum. Meus agradecimentos, assim, também pela compreensão sua e de todos.
Enfim, prossigamos. Dia após dia, lá chegaremos. Tenho certeza.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
TylerDurden
Mensagens : 12
Data de inscrição : 16/09/2014
Idade : 21

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 19/9/2014, 15:13
Olá Justiceiro, parabéns pelo seu 1 mês, você é um guerreiro assim como todos aqui no fórum, espero conseguir chegar aonde você chegou também Very Happy Abraços e força na luta!

_______________________________________
avatar
Projeto
Admin
Admin
Mensagens : 1771
Data de inscrição : 27/07/2014
http://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 19/9/2014, 16:42
Justiceiro do Sertão escreveu: Projeto, escolho-o como meu parceiro de reboot. Sou um sofredor arrependido em busca da cura. Que sei que só depende de mim.
E eu sei que chegarei lá!!

Bem vindo ao fórum justiceiro. Espero que ele te ajude de alguma forma com o reboot.

Pergunta: Já instalou os bloqueadores? (k9 e OpenDNS)

Abraço,
Projeto

_______________________________________

avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Cenário pronto

em 19/9/2014, 20:36
A todos, antes de qualquer coisa, meus sinceros agradecimentos pela recepção e incentivo.
Meu computador já está todo configurado com K9, OpenDNS e AdwCleaner, além de dois antivírus poderosos (Avira e AVG), configurações realizadas na rede a ponto de impedir a penetração de material indevido e, claro, toda a minha força de vontade, modéstia à parte. Também excluí todos os arquivos que eventualmente me pudessem servir de gatilho, deixando o Windows Explorer deserto, sumi quase para sempre com toda e qualquer senha de bloqueio e só me utilizo da máquina para acessar o site e cuidar de outras questões de suma importância com o maior cuidado do mundo.
Sinto-me forte como jamais. Sintam-se também, heróis pioneiros!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Projeto
Admin
Admin
Mensagens : 1771
Data de inscrição : 27/07/2014
http://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 19/9/2014, 20:44
Justiceiro do Sertão escreveu:Meu computador já está todo configurado com K9, OpenDNS e AdwCleaner, além de dois antivírus poderosos (Avira e AVG), configurações realizadas na rede a ponto de impedir a penetração de material indevido e, claro, toda a minha força de vontade, modéstia à parte. Também excluí todos os arquivos que eventualmente me pudessem servir de gatilho, deixando o Windows Explorer deserto, sumi quase para sempre com toda e qualquer senha de bloqueio e só me utilizo da máquina para acessar o site e cuidar de outras questões de suma importância com o maior cuidado do mundo.
Sinto-me forte como jamais. Sintam-se também, heróis pioneiros!

Excelente!! Very Happy

_______________________________________

avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Mais uma semana

em 25/9/2014, 20:14
Neste meu diário, venho hoje dizer que felizmente sigo minha luta, neste hoje em que se completam 2 meses em que fiz sexo. Os últimos dias têm-me sido bons, praticamente não tenho tido ereções, não andei tendo mais ejaculações noturnas... Parece que o reboot felizmente está embalado, modéstia à parte.
Em meio a meus trabalhos cotidianos de vida, somente tive certo desconforto hoje cedo, ao ser atendido numa repartição por uma secretária muito parecida com uma ex-colega de escola para quem costumava me masturbar. Fiquei por alguns minutos relembrando a fulana, para a seguida esquecê-la à força. Nada que me levasse ao caos. Percebo andar sendo visado por garotas na rua, olham-me, insinuam, dizem-me coisas... o que me faz bem e só me põe mais compenetrado com minha meta.
Procedendo diligente trabalho de não ficar olhando as belas pelas ruas e tendo cuidado ao ler as notícias nas bancas de jornais da vida, percebo que aprendi a filtrar minha mente, focando-a, coisas que também me vêm sendo ensinadas por técnicas de relaxamento e meditação que andei aprendendo. Em geral estou vivendo belos dias por estes últimos. Sem esquecer-me jamais daquilo que propus a mim mesmo em busca da regeneração já aos 22 anos. Acho que ainda dá tempo de ser alguém.
Quase uma quarentena. Assim, não tardam 45 dias, um quarto da meta.
Sigo guerreando como deve ser. Porque aqui é para quem se garante e ponto.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Projeto
Admin
Admin
Mensagens : 1771
Data de inscrição : 27/07/2014
http://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 27/9/2014, 13:49
45 dias semana que vem! Metade da meta! Parabéns justiceiro é isso ae.

Esse é um marco que a gente precisa comemorar...

Mas não esqueça que você está na flatline. O que é bom por um lado (já que não temos libido nesse período, então não temos muitas preocupações com o desejo) e ruim por outro (já que o fato de estarmos sem líbido, possa querer fazer nos "testar" por medo de a líbido nunca mais voltar). Mas sabendo de antemão desses dois fatores, penso que você não terá maiores problemas. Daqui a algumas semanas sua libido vai voltar e o reboot entrará em outro estágio. Um Abraço!

_______________________________________

avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Um quarto já se foi

em 1/10/2014, 21:07
E eis-me aqui em minha atualização semanal, horas antes de cravar 25% de minha meta.
A última semana me foi tranquila, meu trabalho, minhas iniciativas, todas em harmonia e proficiência. Modéstia à parte, devo comemorar. Sinto-me feliz.
O único senão da semana, mesmo assim algo com que tenho conseguido lidar de maneira vitoriosa, foi um inusitado episódio em que saí na intenção de comprar um brinquedo para minha prima que faz 6 anos em breve. Ao entrar na loja, topei com uma boneca (daquelas grandes, tipo adolescente) muito parecida com uma garota de programa com que andei intentando sair há um tempo, e cuja imagem me andara a surgir sorrateiramente à cabeça. Ferozmente repugnei as figuras e foquei-me em meus trabalhos atuais de vida, de modo que minha tia nem se importou em eu não ter enviado pelo correio (moram em outro estado) nenhum presente à minha prima. Creio que a vendedora de sexo ainda está lá, é mais provável que não a procure pelos próximos tempos. Tenho outros planos e parecem-me auspiciosos. Estou bem, estou em paz comigo e com o mundo, espero estar no caminho certo.
Força e paz a todos. A guerra continua e vencedores seremos!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Engenheiro
Mensagens : 16
Data de inscrição : 17/09/2014

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 2/10/2014, 00:20
É isso aí, Justiceiro!

Meus parabéns pelo exito de chegar até aqui. Vc e outros que estão seguindo firmes no reboot são uma inspiração pra nós, de força de vontade, boa vontade, paciência, perseverança e rendição. Esse é o incrível paradoxo: quando nos rendemos a ideia de que eramos viciados, começamos a nos recuperar. Agora é bola pra frente. Lidar com as memórias da vida anterior é assim mesmo. Volta e meia eu me encontro em situações, olho pessoas, quaisquer, na rua que me lembram vídeos que vi pornográficos, mulheres com quem falei na webcam, etc. Elas podem até ser uma forma de gatilho, mas acredito que essas memórias também podem servir de alerta, de experiência. Nós estivemos lá, no fundo do poço. A lembrança é vivaz e boa para relembrarmos de onde viemos, onde estamos agora, para onde vamos, mas sem dúvida alguma, para onde jamais queremos voltar. A angústia do vício frenético. Da perda de si mesmo. Do descontrole emocional. Da vergonha, da culpa e da lamentação. Não, meu caro. Não queremos mais. Então tentamos mais um pouco. Não será hoje nossa derrota. Não será hoje nosso deslize. Hoje, não. Amanhã, talvez, quem sabe. Queremos ver pornô hoje?! Ótimo, deixemos pra amanhã. Amanhã eu vejo. Só amanhã... rs

_______________________________________
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Wet dream #4

em 3/10/2014, 21:00
À noite última, tive minha quarta polução noturna durante o reboot, sonhando que me masturbava no banho. Dei a sorte de haver tido um dia corrido, cheio de compromissos, tendo de sair logo cedo de casa, o que me fulminou o efeito caçador, apesar de relativo desconforto. A despeito de certo pavor, estou tranquilo. Amanhã devo fazer hora extra no trabalho e isto sei que só será bom para minha mente.
Que segue sua saga. Minha saga, que eu sigo. A todos, como sempre, meu sincero incentivo.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Projeto
Admin
Admin
Mensagens : 1771
Data de inscrição : 27/07/2014
http://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 4/10/2014, 22:41
Justiceiro do Sertão escreveu: Estou bem, estou em paz comigo e com o mundo, espero estar no caminho certo.

Excelente Justiceiro. Você está no caminho certo sim, pode ter certeza!

Sua meta agora deve ser chegar aos 60 dias, assim a sua mente vai concebendo algo que é possível para ela e não irá pensar tanto em recair, ao menos até chegar nessa marca (aí, depois você a aumenta). Se colocar uma meta muito distante, ela sempre dará um jeitinho de racionalizar. Com este plano, de passinho em passinho, a gente vai enganando ela e vamos chegando aos poucos, aonde queremos...

Engenheiro escreveu:Hoje, não. Amanhã, talvez, quem sabe. Queremos ver pornô hoje?! Ótimo, deixemos pra amanhã. Amanhã eu vejo. Só amanhã... rs

Haha, Boa! É importante lidarmos com a nossa mente dessa forma. Quanto mais tivermos essa flexibilidade (ou seja, a capacidade atencional de debocharmos da racionalização excessiva das nossas mentes e de nos desidentificarmos com ela) mais ela vai perdendo o poder sobre nós e mais nós nos damos conta de que os pensamentos não passam de uma ilusão. O problema de nós ocidentais é que nós valorizamos demais o intelecto, ao passo que deveríamos colocá-lo no seu devido lugar, ou seja, o lugar de uma ferramenta passiva a ser usada pelo nosso "eu", e não a fonte/centro da nossa identidade.

Justiceiro do Sertão escreveu:À noite última, tive minha quarta polução noturna durante o reboot, sonhando que me masturbava no banho. Dei a sorte de haver tido um dia corrido, cheio de compromissos, tendo de sair logo cedo de casa, o que me fulminou o efeito caçador, apesar de relativo desconforto. A despeito de certo pavor, estou tranquilo. Amanhã devo fazer hora extra no trabalho e isto sei que só será bom para minha mente. Que segue sua saga. Minha saga, que eu sigo. A todos, como sempre, meu sincero incentivo.

Já tentou a técnica dos banhos frios Justiceiro?
avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Banhos frios ontem, hoje e sempre!

em 5/10/2014, 21:34
A técnica dos banhos frios me é excelente companheira de lutas mesmo porque tenho tal costume desde criança; descobri que não posso tomar banho sequer morno que minha pele fica toda ferida e oleosa. Acostumei-me de tal maneira que tenho grande apego por banhos frios em qualquer situação, só tomo banho frio mesmo no inverno, aliás o frio é algo que não me causa desconforto; muitas pessoas me chamam de louco quando digo que sinto a temperatura baixa, e que no entanto isto não me prejudica. Saio na rua sem blusa no inverno, gosto de ficar no sereno e não me sinto mal, e só tomo banhos frios, ao longo de todo o ano, em qualquer horário ou situação. São-me excelente estimulante ao cotidiano, e uma das primeiras e melhores estratégias por mim utilizadas na luta contra o vício em pornografia.
Recomendo veementemente!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Projeto
Admin
Admin
Mensagens : 1771
Data de inscrição : 27/07/2014
http://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

em 6/10/2014, 12:52
Justiceiro do Sertão escreveu:A técnica dos banhos frios me é excelente companheira de lutas mesmo porque tenho tal costume desde criança; descobri que não posso tomar banho sequer morno que minha pele fica toda ferida e oleosa. Acostumei-me de tal maneira que tenho grande apego por banhos frios em qualquer situação, só tomo banho frio mesmo no inverno, aliás o frio é algo que não me causa desconforto; muitas pessoas me chamam de louco quando digo que sinto a temperatura baixa, e que no entanto isto não me prejudica. Saio na rua sem blusa no inverno, gosto de ficar no sereno e não me sinto mal, e só tomo banhos frios, ao longo de todo o ano, em qualquer horário ou situação. São-me excelente estimulante ao cotidiano, e uma das primeiras e melhores estratégias por mim utilizadas na luta contra o vício em pornografia.
Recomendo veementemente!

Pois é, eu sou um que sou mais sensível ao frio, mas a gente vai se acostumando aos poucos. Nem que seja no fim do banho se enfiar na água gelada já ajuda pra mim!

_______________________________________

avatar
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 423
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 25

Wet dream #5

em 8/10/2014, 05:33
Momento tenso. Após um dia estressante ontem, passei uma noite medonha. Uma polução atrás da outra, e desde antes das três estou acordado, resistindo à vontade de PMO. Confesso que cheguei a começar a me masturbar na cama, fantasiando e tudo, mais de uma vez, no entanto felizmente fui muito determinado e sempre abortei qualquer maior exaltação. Ainda estou bastante nervoso e pensando em recorrer a uma garota de programa pelos próximos dias, a despeito de haver dito aqui algumas vezes que preferiria o Hard Mode. É que as coisas em minha vida, só agora venho dizer por ter certeza de que são já fatos consumados, andaram mudando de uns dias para cá: novos projetos, um inclusive meu junto a meu pai, e a garota por quem eu estava a fim em termos de namoro parece não ser, estou percebendo, a melhor opção. Tenho mudado alguns conceitos, nenhum todavia referente à minha luta aqui. Ocorre que nesta manhã de apreensão tenho que dar aqui minhas considerações. Nunca se esquecendo, que fique claro, que a luta continua. Nada de Porn, nada de fantasias, nada de masturbação, só sexo real e cadenciado. Notando que minha libido está aparentemente plena (não sei se por causa da crise da última noite, do efeito caçador), sei que estou no caminho certo para restaurar minha mente ao que realmente vale a pena nesta vida.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum