Compartilhe
Ir em baixo
avatar
bakanodesu
Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2016

Re: Diário do Henrique G

em 8/8/2016, 17:46
Passando para desejar força, cara. Já está bem avançado, chegou mais longe do que muitos.

Bom, quanto ao seu problema de se relacionar com as pessoas, já tive algo semelhante. Sentia um pouco de raiva de como funciona a dinâmica das relações entre pessoas, de como normalmente babacas se dão melhor com mulheres etc. Sentia raiva pois percebia uma hierarquia nessas relações, em que alguns eram excluídos (eu), e outros não.

As coisas melhoraram depois que eu parei de idealizar como as coisas deveriam ser. Aceitei que o mundo não é justo e as pessoas não são perfeitas. Melhorei principalmente depois de evitar em julgar os outros.

Vou seguir seu diário, abraços!

_______________________________________

30 dias:
45 dias:
60 dias:
90 dias:

Meu diário: http://www.comoparar.com/t3632-diario-caio
avatar
Wolverine
Mensagens : 820
Data de inscrição : 28/05/2016
Idade : 33

Re: Diário do Henrique G

em 10/8/2016, 10:20
Fala Henrique. Como você está, cara?

Você tem conseguido administrar bem seu estado emocional? Como tem se sentido? Quais as suas dificuldades atualmente?

Forte abraço.



_______________________________________

Henrique G
Moderador
Moderador
Mensagens : 190
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27

Re: Diário do Henrique G

em 10/8/2016, 15:39
TGuerreiro, bakanodesu e Wolverine obrigado pela força, oligárquicos colegas !

A boa notícia é que não sinto vontade de ver P.

Como já disse, faço musculação diariamente e volto caminhando para minha casa (percurso de aprox. 1 Km), isso tem me ajudado a relaxar, mas parece que não está sendo suficiente. Pensei em artes marciais e em curso de tiro, sou meio "medrosão" e acho que eu precisava de experimentar algo que me fizesse um pouco mais ousado.

Diversos gatilhos estão ativando as "janelas killer", ativando uma carga emocional negativa que há muito tempo tentei enterrar.

Ontem por exemplo quando estava relembrando de algumas ocorrências com babacas do meu trabalho comecei a ficar trêmulo de raiva, cenas de violência se passaram diante de mim, muito embora eu consegui me conter cuidando de afazeres domésticos, a noite fui surpreendido por uma outra forma de manifestação deste descontrole: minha mente fixou-se de uma tal forma em uma preocupação atormentando-me, criando um cenário hipotético relacionado a desprezo e a solidão, daí uma mistura de angústia e ódio tomaram conta de mim, enfim....eu procurei avidamente por remédio ou qualquer coisa que me fizesse tranquilizar e dormir, mas não encontrei, então me recorri a M ( sem P ) e adormeci.

Outras informações que gostaria de expor
Eu sempre fui pacífico, comedido, exemplar na escola e na igreja, elogiado por todos - mas a custo de um desgaste emocional que só agora percebo. Não consigo ser descortês e sempre meço minhas atitudes e palavras, mas parece que não consegui nenhum bônus com isso, nenhum amigo(a) presente, somente gente interesseira. Não consigo achar minha tribo.

Eu tenho pretensões em fazer Mestrado em Direito em uma Universidade Estadual aqui da minha cidade, pois somente o estudo é que consigo me ver completo, do resto já cansei em fazer dar certo, até da minha inclinação de fé. Tenho planos em conhecer alguma moça legal que tenha pelo menos os mesmos princípios que eu, mas só vejo carne, ostentação e orgulho - nada mais.

Se fosse por mim já teria desistido de me sociabilizar, mas moro com minha mãe e ela fala muito sobre família, até me pressiona nessa parte pois apesar de desejar me relacionar, quando me deparo com pessoas que não querem nada com nada, nem aproximo mais.

Estou ficando cansado disso ...

Sou receptivo a críticas e sugestões !

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
bakanodesu
Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2016

Re: Diário do Henrique G

em 10/8/2016, 22:07
Parece complicado o seu caso, mas eu no seu lugar tentaria mudar minha vida radicalmente, já que não está dando certo desse jeito.

Talvez mudar de residência e morar longe da mãe, buscando independência emocional.
Deixar de lado crenças com relação ao sexo e buscar perder a virgindade. (Me sentiria extremamente frustrado sem sexo aos 25)
Matricular-se em algo que faça você interagir com novas pessoas e seja divertido (recomendo dança de salão e teatro)

Enfim, pelo que entendi, você não gosta mesmo das pessoas do seu dia-a-dia. Às vezes, com todo o respeito, o problema está em você e na maneira como você as vê. Talvez analisar isso e tentar mudar seja o caminho.

Abraços!

_______________________________________

30 dias:
45 dias:
60 dias:
90 dias:

Meu diário: http://www.comoparar.com/t3632-diario-caio
avatar
TGuerreiro
Moderador
Moderador
Mensagens : 1356
Data de inscrição : 31/07/2016

Re: Diário do Henrique G

em 11/8/2016, 14:04
Henrique G escreveu:TGuerreiro, bakanodesu e Wolverine obrigado pela força, oligárquicos colegas !

A boa notícia é que não sinto vontade de ver P.

Como já disse, faço musculação diariamente e volto caminhando para minha casa (percurso de aprox. 1 Km), isso tem me ajudado a relaxar, mas parece que não está sendo suficiente. Pensei em artes marciais e em curso de tiro, sou meio "medrosão" e acho que eu precisava de experimentar algo que me fizesse um pouco mais ousado.

Diversos gatilhos estão ativando as "janelas killer", ativando uma carga emocional negativa que há muito tempo tentei enterrar.

Ontem por exemplo quando estava relembrando de algumas ocorrências com babacas do meu trabalho comecei a ficar trêmulo de raiva, cenas de violência se passaram diante de mim, muito embora eu consegui me conter cuidando de afazeres domésticos, a noite fui surpreendido por uma outra forma de manifestação deste descontrole: minha mente fixou-se de uma tal forma em uma preocupação atormentando-me, criando um cenário hipotético relacionado a desprezo e a solidão, daí uma mistura de angústia e ódio tomaram conta de mim, enfim....eu procurei avidamente por remédio ou qualquer coisa que me fizesse tranquilizar e dormir, mas não encontrei, então me recorri a M ( sem P ) e adormeci.

Outras informações que gostaria de expor
Eu sempre fui pacífico, comedido, exemplar na escola e na igreja, elogiado por todos - mas a custo de um desgaste emocional que só agora percebo. Não consigo ser descortês e sempre meço minhas atitudes e palavras, mas parece que não consegui nenhum bônus com isso, nenhum amigo(a) presente, somente gente interesseira. Não consigo achar minha tribo.

Eu tenho pretensões em fazer Mestrado em Direito em uma Universidade Estadual aqui da minha cidade, pois somente o estudo é que consigo me ver completo, do resto já cansei em fazer dar certo, até da minha inclinação de fé. Tenho planos em conhecer alguma moça legal que tenha pelo menos os mesmos princípios que eu, mas só vejo carne, ostentação e orgulho - nada mais.

Se fosse por mim já teria desistido de me sociabilizar, mas moro com minha mãe e ela fala muito sobre família, até me pressiona nessa parte pois apesar de desejar me relacionar, quando me deparo com pessoas que não querem nada com nada, nem aproximo mais.

Estou ficando cansado disso ...

Sou receptivo a críticas e sugestões !

Já ouviu aquela frase do Donald Rumsfeld "a fraqueza atrai a agressão"? Pois é meu caro, embora estejamos vivendo em uma sociedade que sufoca cada vez mais o ser homem e o ser mulher e até os gays com tantos ismos (machismo, feminismo, gayzismo) e com um discurso politizado da palavra gênero, nós homens temos um jeito de ser que é próprio nosso e que também se manifesta na sexualidade e pode ser roubado e enfraquecido pela pornografia inclusive. Muitas vezes prejudicamos a nós mesmos para parecermos mais "normais" diante da opinião alheia politicamente correta. E aí está outro erro, querer agradar a todo mundo. Você não precisa ser um ogro mal educado, mas também não precisa aderir ao bom mocismo extremado.

_______________________________________


>>>Link do Diário
avatar
Wolverine
Mensagens : 820
Data de inscrição : 28/05/2016
Idade : 33

Re: Diário do Henrique G

em 11/8/2016, 15:28
Meu caro Henrique.

Acho que você precisa entrar em contato com novos ambientes. Procurar alguma atividade que te possibilite conhecer gente nova, que possua afinidades com você. Já pensou em fazer algum curso, como de dança de salão, culinária, voz e violão ou de outro instrumento musical, fazer aulas de natação?

Abraço.

_______________________________________

avatar
Tom
Moderador
Moderador
Mensagens : 1090
Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 28

Re: Diário do Henrique G

em 11/8/2016, 22:44
Interessante essa frase "Janela Killer" que você mencionou, aprendi o seu significado com os livros do escritor Augusto Cury, eu simplesmente devorava seus livros!
E em praticamente todos os livros existia uma parte em que ele enumerava alguns sintomas físicos e psicológicos para ver se o leitor se identificava com alguns... Enfim, hoje comparo todos aqueles sintomas, com os sintomas gerados pelo viciado em pmo!

O que posso te falar sobre sua raiva, e a dificuldade em encontrar pessoas  sinceras, é que já passei por tudo isso, sempre fui um cara honesto, transparente, porém só consegui companhias aproveitadoras e eu sempre ardia em raiva quando era visto ou tratado como um otário!

Mas aos 50 dias de reboot, meu comportamento começou a mudar, controlei minhas emoções e também deixei de ser bozinho, minha visão se abriu!

Siga o conselho dos brothes e siga firme no reboot, que muito das nossas atitudes produzidas pela a abertura de uma janela killer, não passa de uma alteração no nosso cérebro causada pela pmo!

De preferencia siga no hade mode, mas se fizer M tá tranquilo, só não fantasie ou veja P.

_______________________________________
" Nova vida Novo tempo."

avatar
Tom
Moderador
Moderador
Mensagens : 1090
Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 28

Re: Diário do Henrique G

em 18/8/2016, 13:11
Henrique como você está brother?
Não suma, qualquer dificuldade no reboot, pode pôr suas dúvidas ou dificuldades aqui que a gente te ajuda ok!

_______________________________________
" Nova vida Novo tempo."

Henrique G
Moderador
Moderador
Mensagens : 190
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27

Re: Diário do Henrique G

em 19/8/2016, 09:48
Bakanodesu (Caio ?), TGuerreiro, Wolverine e Eder, muito obrigado pela força meus nobres !

Status
Emocional parcialmente estabilizado, me recorri a M ( sem P ) nas vezes em que não conseguia dormir, mas já adquiri remédios fitoterápicos para ajudar a pegar no sono e conseguir descansar; creio que preciso dormir mais, é o único momento que consigo esquecer algumas coisas da realidade enquanto não consigo resolvê-las.

Sou designer em uma metalúrgica, assalariado e uma das situações que está começando a me deixar deprimido é que não consigo ingressar no mercado de trabalho da seara jurídica, mesmo que eu tenha sido inscrito nos quadros da OAB; isso está me desmotivando e comprometendo minha auto estima, há dias que fico na merda por isso.

Estudo para concursos públicos, mas o tempo em que uso para estudar me privo de me sociabilizar e do lazer, exceto da academia.

Gatilhos que ativam a libido geralmente ocorre na academia quando olho para as mulheres, mas também estão se enfraquecendo por conta da abstinência de P.

Dificuldades
Sociabilização. Sim, é uma dificuldade que eu queria eliminar, mesmo eu trabalhando fora, me exercitando, e visitando alguns parentes, eu sei construir barreiras entre mim e qualquer pessoa que tente interagir comigo, é um gatilho de insegurança que é ativado quando eu sou exposto de alguma forma.

Há 3 anos atrás, fui diagnosticado com Ansiedade Paroxística e Fobia Social, fiquei meio que incrédulo no começo, mas analisando os sintomas eu constatei ser verdade, a diferença é que se para uns é um prazer estar entre pessoas, pra mim é um martírio e como sempre me vi obrigado a fazer o que eu não queria, (pois se fosse rebelde talvez a vida seria uma desgraça maior do que já era), então por isso não percebia o problema.

Estudei um pouco de psicologia para mapear essa janelas killer e tentar editá-las e melhorei significativamente, mas ainda tenho gatilhos que me levam a me evadir de locais ou de pessoas com a máxima discrição e formalidade possível, dependendo das situações.

Relacionamento Afetivo
Nunca namorei, paquerei ou sequer abordei mulheres. Talvez seja a educação religiosa que me preencheu de ameaças sobre castigos eternos caso eu incorresse em algum comportamento inapropriado, mas também (e isso eu só revelo a vocês) era porque eu me via em desvantagem em questões de habilidade social perante as pessoas da minha idade e temia em ser ridicularizado por conta disso.

Tenho uma libido altíssima, capaz de fazer sexo com várias garotas em um só dia, mas não possuo um emocional que me leve a me dispor em abordá-las (associado ao fato de minha dificuldade em me sociabilizar) e isso eu só identifiquei recentemente depois de algumas pessoas de idade mais avançada estranharem eu nunca ter me relacionado.

Digo isso porque minha mente começa a emitir sinais para me me relacionar, creio que seja uma coisa boa, não sou uma anomalia (creio, rs), mas ainda não sei por onde começar.

Enfim, é isso pessoal. Perdoem-me o desabafo em demasia e agradeço muito o apoio e conselho dos senhores, isso está me ajudando a amadurecer !

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Tom
Moderador
Moderador
Mensagens : 1090
Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 28

Re: Diário do Henrique G

em 19/8/2016, 11:49
Henrique, desculpa mais uma vez tocar nesse assunto, mas sempre que leio seu relato, me lembro dos livros de Augusto Cury. (pode ser coincidência)
Por experiência pessoal, todos aqueles sintomas descritos por ele, são sintomas do vicio em pornografia!
Ansiedade, fobia, hiperatividade, síndrome do pensamento acelerado, insônia....
Ele sempre atribuiu esses acontecimentos, para a correria do dia a dia, a tecnologia, má alimentação...
Inúmeras vezes eu tentei comtemplar o belo, olhar para o horizonte, fazer a mesa redonda, e fazer do Eu o autor da minha historia, mas não adiantava pois eu continuava na merda da Pmo!

Acho que se em pelo menos um livro, ele mandasse os jovens abandonarem a pornografia (ele só denunciava essa pratica) minha história com a pmo séria outra!

Enfim, sobre sua dificuldade de socializar, você tem que fazer uma força brother, começa aos poucos, com pessoas que você simpatize, e aumente o número gradativamente, visite ambientes que você se indentifique!

Sobre mulheres, fique tranquilo, leve o reboot com seriedade que com o tempo sua ansiedade desaparecerá e você vai enxergar as mulheres sem medo, ou insegurança, sexo não será prioridade em sua vida ai você terá segurança para fazer amizade com qualquer mulher e dai surgir um bom relacionamento !

Obs: Se você for leitor se Augusto cury, não me interprete mal, sou fã dele, porém não enxergo mais as coisas da forma que ele escrevia (gosto do livro novo dele)!

_______________________________________
" Nova vida Novo tempo."

Henrique G
Moderador
Moderador
Mensagens : 190
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27

Re: Diário do Henrique G

em 19/8/2016, 12:15
Eder escreveu:Obs: Se você for leitor se Augusto cury, não me interprete mal, sou fã dele, porém não enxergo mais as coisas da forma que ele escrevia (gosto do livro novo dele)!

Obrigado mais uma vez por se dispor em me aconselhar meu nobre, é raro eu achar um fórum com tantas pessoas maduras como vocês, eu tentei frequentar os fóruns e páginas da Real, mas só tinham moleques idiotas, babacas frustrados, metidos a "machos alpha" (rs).

Eu me esforço para me interagir mais com as pessoas, não sou seco como eu aparento escrever, somente sério demais e como você disse estou progredindo aos poucos.

A abstinência da pornografia tem me ajudado a manter um relacionamento dialético com as pessoas inclusive com as mulheres.

E sobre o referido autor, a maioria dos meus livros físicos de psicologia são dele, porém Augusto Cury somente foi um dos canais sobre o entendimento do funcionamento da mente, como os gatilhos da memória e as janelas de leitura de memória, mas de forma alguma eu o idolatro.

A metodologia científica sempre está em constante descoberta, não vejo nada de absoluto em nada e em ninguém.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
TGuerreiro
Moderador
Moderador
Mensagens : 1356
Data de inscrição : 31/07/2016

Re: Diário do Henrique G

em 19/8/2016, 15:07
Você tem um grande potencial Henrique. Tenho certeza que vai conseguir superar suas dificuldades.
Não é fácil, não existe uma fórmula mágica, é na luta do dia a dia que vamos percebendo os erros e procurando corrigi-los, e nas pequenas vitórias nos tornando grandes vencedores.
Força parceiro, estamos lhe acompanhando.

_______________________________________


>>>Link do Diário
Henrique G
Moderador
Moderador
Mensagens : 190
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27

Re: Diário do Henrique G

em 19/8/2016, 15:16
TGuerreiro escreveu: [...] Não é fácil, não existe uma fórmula mágica, é na luta do dia a dia que vamos percebendo os erros e procurando corrigi-los [...]

É assim mesmo, meu nobre.

Grato pelas considerações e pelos votos !

Sucesso para o Sr. também.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Kal-el
Mensagens : 569
Data de inscrição : 18/04/2016
Idade : 27

Re: Diário do Henrique G

em 26/8/2016, 06:49
É muito bom ver amigos alcançando marcas tão desejáveis como a sua!
É motivador. Continue firme e sendo um exemplo para os outros.

_______________________________________

Meu Diário  study
http://www.comoparar.com/t3046-meu-diario-kal
Henrique G
Moderador
Moderador
Mensagens : 190
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27

Re: Diário do Henrique G

em 31/8/2016, 15:41
Saudações, nobres colegas !

Gostaria de expor algumas situações, fraquezas e alguns detalhes que me ocorreram e solicitar encarecidamente conselhos e orientações dos senhores.

Como puderam acompanhar eu não adotei o modo Hard Mode ( vide a diferença entre os meus contadores ), mas depois de ter tido uma experiência ruim neste final de semana e ter começado uma releitura atenta do ebook eu gostaria de reforçar meus esforços para me ver livre de tudo o que se relaciona com esse vício maldito, me abstendo também da MO.

Gatilhos de memória depressivos ?
Eu sempre fui contra a utilização de qualquer substância psicotrópica, mesmo as mais convencionais como o álcool, porém por curiosidade eu comecei a apreciar vinhos e neste final de semana ( sexta-feira (26) após ter malhado e feito um aeróbico, eu comprei uma garrafa de vinho e algumas cervejas, ingeri um pouco na hora da janta e fui deitar. Por indisciplina, ainda não aprendi a esquivar minha atenção das garotas da academia enquanto estão dançando no momento de intervalo do exercício, isso já despertou gatilhos e isso mais uma vez não me deixou pegar no sono e incorri em M para dormir.

No sábado acordei e fui para a academia e já notei o meu baixo rendimento nos exercícios, letargia presente, estava uma merda. Ao chegar fui estudar; no fim da tarde por conta de uma confusão sentimental inexplicável ingeri em maior quantidade bebidas alcoólicas misturando vinho e cervejas, e ao invés de sair a noite e me sociabilizar decidi arrumar meu Apto e limpar tudo o que via pela frente mesmo em estado relativamente ébrio, situação em que minha mãe me flagrou.

No domingo tendo em mente a necessidade de seguir à risca todos os procedimentos do ebook, fui me sociabilizar, fui à igreja e participei de um almoço da casa de uma garota que conheci na igreja, lá havia muitas pessoas em que pude conhecer e conversar, principalmente com ela já que tenho pretensões de estabelecer uma conexão afetiva. Me senti aliviado e mais humano (rs) após essa interação, com a promessa de participar mais vezes.

O problema se deu na segunda-feira, uma terrível janela killer se ativou quando eu estava pretendendo estabelecer uma tentativa de aproximação com a garota, daí passaram-se cenas diante de mim: lembranças de desprezo e de ignomínia quando criança e adolescente o que me fez tornar alguém associável e isolado. Senti dores no peito e falta de ar, creio que níveis de serotonina devem ter sido zeradas pois um forte sentimento depressivo me ocorreu. Atualmente as pessoas me elogiam por conversar assuntos interessantes sobre filosofia, teologia, mas de repente minha capacidade cognitiva foi desativada, me sentia um animal, um semovente, um merda, questionando o porquê do meu nascimento, considerando a trajetória da minha vida infrutífera e desgostosa.

Me recuperei incrivelmente bem ontem, acho que me aliviei quando parei de pensar na garota e voltei a considerar o estudo para concursos públicos como prioridade n. 1, por isso chego a conclusão que devo investir em mim, abster-me de toda espécie de vício de MO; o elemento "paquera" apesar de recomendado desperta em mim sentimentos de antecipação de desprezo e isso não quero.

Cada qual com seu igual (Sócrates ? ), eu não tenho que ser alguém que não sou para agradar/conquistar alguém que apreciei por uma análise superficial. Amor próprio evita suicídios, creio, (rs).

Desculpem por eu ter detalhado minha rotina. Mas gosto de deixar exposto o máximo de elementos fáticos possíveis já que estou sendo exposto, pois, qualquer tentativa de julgamento deve levar em consideração os fatos em si, não presunções.

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
Tom
Moderador
Moderador
Mensagens : 1090
Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 28

Re: Diário do Henrique G

em 31/8/2016, 16:35
Henrique G escreveu:Saudações, nobres colegas !

Gostaria de expor algumas situações, fraquezas e alguns detalhes que me ocorreram e solicitar encarecidamente conselhos e orientações dos senhores.

Como puderam acompanhar eu não adotei o modo Hard Mode ( vide a diferença entre os meus contadores ), mas depois de ter tido uma experiência ruim neste final de semana e ter começado uma releitura atenta do ebook eu gostaria de reforçar meus esforços para me ver livre de tudo o que se relaciona com esse vício maldito, me abstendo também da MO.

Gatilhos de memória depressivos ?
Eu sempre fui contra a utilização de qualquer substância psicotrópica, mesmo as mais convencionais como o álcool, porém por curiosidade eu comecei a apreciar vinhos e neste final de semana ( sexta-feira (26) após ter malhado e feito um aeróbico, eu comprei uma garrafa de vinho e algumas cervejas, ingeri um pouco na hora da janta e fui deitar. Por indisciplina, ainda não aprendi a esquivar minha atenção das garotas da academia enquanto estão dançando no momento de intervalo do exercício, isso já despertou gatilhos e isso mais uma vez não me deixou pegar no sono e incorri em M para dormir.

No sábado acordei e fui para a academia e já notei o meu baixo rendimento nos exercícios, letargia presente, estava uma merda. Ao chegar fui estudar; no fim da tarde por conta de uma confusão sentimental inexplicável ingeri em maior quantidade bebidas alcoólicas misturando vinho e cervejas, e ao invés de sair a noite e me sociabilizar decidi arrumar meu Apto e limpar tudo o que via pela frente mesmo em estado relativamente ébrio, situação em que minha mãe me flagrou.

No domingo tendo em mente a necessidade de seguir à risca todos os procedimentos do ebook, fui me sociabilizar, fui à igreja e participei de um almoço da casa de uma garota que conheci na igreja, lá havia muitas pessoas em que pude conhecer e conversar, principalmente com ela já que tenho pretensões de estabelecer uma conexão afetiva. Me senti aliviado e mais humano (rs) após essa interação, com a promessa de participar mais vezes.

O problema se deu na segunda-feira, uma terrível janela killer se ativou quando eu estava pretendendo estabelecer uma tentativa de aproximação com a garota, daí passaram-se cenas diante de mim: lembranças de desprezo e de ignomínia quando criança e adolescente o que me fez tornar alguém associável e isolado. Senti dores no peito e falta de ar, creio que níveis de serotonina devem ter sido zeradas pois um forte sentimento depressivo me ocorreu. Atualmente as pessoas me elogiam por conversar assuntos interessantes sobre filosofia, teologia, mas de repente minha capacidade cognitiva foi desativada, me sentia um animal, um semovente, um merda, questionando o porquê do meu nascimento, considerando a trajetória da minha vida infrutífera e desgostosa.

Me recuperei incrivelmente bem ontem, acho que me aliviei quando parei de pensar na garota e voltei a considerar o estudo para concursos públicos como prioridade n. 1, por isso chego a conclusão que devo investir em mim, abster-me de toda espécie de vício de MO; o elemento "paquera" apesar de recomendado desperta em mim sentimentos de antecipação de desprezo e isso não quero.

Cada qual com seu igual (Sócrates ? ), eu não tenho que ser alguém que não sou para agradar/conquistar alguém que apreciei por uma análise superficial. Amor próprio evita suicídios, creio, (rs).

Desculpem por eu ter detalhado minha rotina. Mas gosto de deixar exposto o máximo de elementos fáticos possíveis já que estou sendo exposto, pois, qualquer tentativa de julgamento deve levar em consideração os fatos em si, não presunções.
Brother você escreve muito bem, consigo ver claramente (na imaginação) cada episódio descrito por você!
Enfim, esse lance do esquecimento e dificuldade de se expressar devido ativação de uma janela killer, tem acontecido frequentemente comigo, eu tenho uma oratória razoável e uma boa capacidade de debater teologia e assuntos que me interessam,  porém quando estou com um certo grupo de pessoas, eu simplesmente travo, fico gago, ansioso (sinto medo de errar perto deles (as) ), são atitudes involuntárias, entretanto estou a cada dia mais forte e mudando esse comportamento, pois como você citou: "Amor próprio evita suicídios" rsr

Te recomendo o Hard mode! E não desista da menina, estude para seu concurso, mais também trabalhe seu emocional (gerencie suas emoções) para gerar janelas Ligth e formar um novo comportamento.

_______________________________________
" Nova vida Novo tempo."

avatar
Atirador Nordestino
Mensagens : 411
Data de inscrição : 10/03/2016

Re: Diário do Henrique G

em 31/8/2016, 22:49
Já tive alguns acontecimentos parecidos com esse seu com essa garota.

Nos meus casos eu tinha certas pretensões com determinadas garotas e com alguma sinalização negativa eu dava uma viajada violenta aos rincões da minha mente em uma espiral de negatividade.

Trabalhei isso meio que sozinho, minimizando a importância da opinião alheia sobre mim, de certa forma isso me faz mais forte apesar de mais frio também.

_______________________________________
Início 08/03 às 14;45 ------------------- objetivo 1 --------------------- 06/06
avatar
Kal-el
Mensagens : 569
Data de inscrição : 18/04/2016
Idade : 27

Re: Diário do Henrique G

em 1/9/2016, 09:11
Henrique G escreveu:
Cada qual com seu igual (Sócrates ? ), eu não tenho que ser alguém que não sou para agradar/conquistar alguém que apreciei por uma análise superficial. Amor próprio evita suicídios, creio, (rs).

Eu tive uns dias de crise de meia idade. Foi as mesmas sensações. Eu estava a mais dias sem P e acho que foi por isso.
Bem nessa questão citada por você que eu me deparei. As vezes mudo quem eu sou para tentar agradar outros. Isso não me faz bem. E pior ainda, me faz parecer um tolo. Muitas das vezes parece que nem sou eu. Isso se acentua quando falo com garotas.

_______________________________________

Meu Diário  study
http://www.comoparar.com/t3046-meu-diario-kal
avatar
Bellator Praeclarus
Mensagens : 234
Data de inscrição : 10/05/2016

Re: Diário do Henrique G

em 1/9/2016, 11:59
Olá Henrique G, obrigado por lembrar de mim e do meu diário!

É, eu andei meio afastado mesmo devido a algumas atividades da vida que tenho que estar executando.

Mas o que posso dizer com esses 121 dias que já consegui ficar sem PMO é que devemos ficar sempre atentos mesmo após os 90 dias, uma das melhores formas de não recair após os 90 dias, é ajudar aos outros, é manter também sempre a consciência de que você nunca pode se por a prova, ou deixar-se levar por um leve e momentâneo pensamento de P. ou seja, não embarcar em um pensamento sensual que pode te levar a P. Mas isso se torna muito, mas muito mais fácil a cada dia, e minha mente também vêm evoluindo, o que não acontecia antes, a P. não deixava. Exemplo é que consigo perceber melhor agora as coisas, o que está acontecendo à minha volta e onde eu posso estar errando em outros comportamentos. Também o que é muito bom, é não ter mais fascínio e adminiração por P. E cada vez mais aqueles sonhos eróticos, aquelas fantasias, aqueles pensamentos Pornográficos que eu tinha em situações mais inusitadas da vida desapareceram.

Eu quero que você e todos as pessoas creiam que isso é possível, se livrar da sombra da Pornografia.

Very Happy


_______________________________________
MEU DIÁRIO!
http://comoparar.forumeiros.com/t3198-diario-de-bellator-praeclarus


Henrique G
Moderador
Moderador
Mensagens : 190
Data de inscrição : 18/07/2016
Idade : 27

Meta insignificante, mas inédita

em 2/9/2016, 07:55
Senhores, hoje verifico que alcancei a maior o lapso de tempo sem incorrer em MO. Me sinto bem. Os gatilhos depressivos sumiram.

Desde ontem a noite após a academia fiquei com a libido muito alta. O que fazer se mesmo eu após eu trabalhar, estudar e exercitar se a libido só aumenta ?

Não quero incorrer em M, isso já ficou chato, quero agora algo real e é interessante que neste período apesar de todo o meu bloqueio e introvertimento eu me sinto disposto em abordar mulheres, mas temo em aparentar ser bizarro.

Estou me sentindo bizarro com as coisas que estou pretendendo, aconselhem-me portanto ( kkkkkkkkkk ).

_______________________________________

Visite meu diário:
http://www.comoparar.com/t3534-diario-do-henrique-g
avatar
TGuerreiro
Moderador
Moderador
Mensagens : 1356
Data de inscrição : 31/07/2016

Re: Diário do Henrique G

em 2/9/2016, 09:45
Henrique G escreveu:Senhores, hoje verifico que alcancei a maior o lapso de tempo sem incorrer em MO. Me sinto bem. Os gatilhos depressivos sumiram.

Desde ontem a noite após a academia fiquei com a libido muito alta. O que fazer se mesmo eu após eu trabalhar, estudar e exercitar se a libido só aumenta ?

Não quero incorrer em M, isso já ficou chato, quero agora algo real e é interessante que neste período apesar de todo o meu bloqueio e introvertimento eu me sinto disposto em abordar mulheres, mas temo em aparentar ser bizarro.

Estou me sentindo bizarro com as coisas que estou pretendendo, aconselhem-me portanto ( kkkkkkkkkk ).

Não me sinto em condições de aconselhar ninguém cara, mas fico feliz e motivado com a sua evolução. Penso que o desejo sexual é assim mesmo, hora alto, hora baixo. O importante é ter equilíbrio para lidar com ambas situações.

Força aí!
Abç.

_______________________________________


>>>Link do Diário
avatar
bakanodesu
Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2016

Re: Diário do Henrique G

em 2/9/2016, 13:12
Legal, cara! Já percebo uma mudança de mentalidade aí. Você já está desejando experiências novas e isso não é bizarro, é um passo p/ evolução.

Abordar mulheres na rua é possível, mas extremamente difícil, na minha opinião. Até mesmo em uma balada ou festa, em que as pessoas "estão lá p/ isso", acho complicado. Na minha experiência, a maneira mais fácil de interagir e conseguir algum número é com dança de salão. Outra alternativa seria encontrar alguém no seu meio social, alguém que vc já conheça, da igreja por exemplo.

Existem diversos materiais, técnicas, na internet, mas o básico é conversar normalmente e pedir o telefone. Se vc conseguir conversar com uma mulher como vc conversa com um amigo homem próximo, sem formalidades e despretensiosamente, já está de bom tamanho.

Claro, isso é difícil pois vc se expõe e coloca seu ego em jogo. Mas a falha e a rejeição são inevitáveis. O que vc deve buscar é aprender por meio da ação.

Se abordar alguém, conte-nos! Estou interessado.

Abs!

_______________________________________

30 dias:
45 dias:
60 dias:
90 dias:

Meu diário: http://www.comoparar.com/t3632-diario-caio
avatar
Wolverine
Mensagens : 820
Data de inscrição : 28/05/2016
Idade : 33

Re: Diário do Henrique G

em 2/9/2016, 15:10
Henrique G escreveu:Senhores, hoje verifico que alcancei a maior o lapso de tempo sem incorrer em MO. Me sinto bem. Os gatilhos depressivos sumiram.

Desde ontem a noite após a academia fiquei com a libido muito alta. O que fazer se mesmo eu após eu trabalhar, estudar e exercitar se a libido só aumenta ?

Não quero incorrer em M, isso já ficou chato, quero agora algo real e é interessante que neste período apesar de todo o meu bloqueio e introvertimento eu me sinto disposto em abordar mulheres, mas temo em aparentar ser bizarro.

Estou me sentindo bizarro com as coisas que estou pretendendo, aconselhem-me portanto ( kkkkkkkkkk ).

Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pela marca alcançada. Você já cumpriu mais de 45 dias de reboot, ou seja, mais da metade. Diante desse fato, discordo que essa marca seja insignificante. Pelo contrário, ela significa muita coisa, pois como você mesmo falou, nunca tinha passado tanto tempo longe da PMO. Perceba que você já rompeu um padrão de comportamento compulsivo.

O maior benefício disso você já está sentindo. A PMO tornam-se totalmente sem graça e você começa a direcionar os seus desejos para coisas reais. Acredito que a partir de agora as racionalizações para consumir pornografia tenderão a diminuir. Contudo, isso não significa que você deva relaxar. Vigilância redobrada e cuidado com essa libido alta que poderá te levar a uma fissura para a masturbação.

Finalmente sobre abordar garotas, não entendi porque você poderia se sentir bizarro com isso. Mas de qualquer modo, segundo a minha experiência e o que aprendi há um tempo atrás lendo sites e livros sobre o assunto, o que posso te dizer é o seguinte.

Essa insegurança e bloqueios mentais na abordagens de garotas é comum, e até os mais experientes em algum momento sentem o mesmo que você. Provavelmente essa sua insegurança seja oriunda do fato de você ainda ser virgem. E quem nunca foi virgem no planeta terra?!

Então o primeiro passo é você começar a quebrar os seus padrões de pensamento e superar as crenças limitantes do tipo: "ah, pra mim abordar mulheres é complicado porque sou virgem" ou "as mulheres só querem os caras que tem carros ou que são bonitões", ou ainda, "as mulheres só valorizam os canalhas e cafajestes". Vai por mim, as mulheres não gostam de caras que ficam com esse tipo de vitimismo. E elas estão certas.

Comece fazendo socializações mais leves. Procure conversar com as pessoas no ambiente que você costuma frequentar, como a academia ou a igreja, por exemplo. Treine bastante conversar com pessoas desconhecidas, independente do sexo ou idade. No início você vai ter um certo desconforto, mas isso é normal. Depois de um certo tempo irá perceber que conversar com desconhecidos é algo normal. Após isso, conversar com garotas não será um problema para você.

Acredite em mim, isso tudo que estou falando para você não é propaganda enganosa. Eu já apliquei isso tudo e deu resultado. Sem contar que eu já fui uma pessoa extremamente tímida e um fracasso total com as mulheres.

Vou te dar um exemplo de uma abordagem bem despretensiosa que fiz essa semana.
Estava voltando da academia e do outro lado da avenida ia uma garota com um livro em baixo do braço. Assim que a alcancei e fiquei do lado dela, perguntei se por acaso o livro que ela estava levando era uma bíblia (rs). Ela respondeu que sim. Aí perguntei qual igreja ela frequentava (detalhe: não sou cristão/protestante, mas tenho bastante conhecimento sobre o meio, o que facilita a conversação). Ela me convidou para ir a igreja. A menina foi bem receptiva. Talvez no domingo eu apareça no templo (rs).

O lance, portanto, é você treinar, treinar e treinar. E não desanime, pois no começo não será fácil. Como não foi fácil para a grande maioria dos caras.

Espero ter ajudado.
Qualquer coisa pode contar comigo.

Grande abraço!




_______________________________________

avatar
Atirador Nordestino
Mensagens : 411
Data de inscrição : 10/03/2016

Re: Diário do Henrique G

em 5/9/2016, 11:11
Grande abordagem Wolverine kkkkkkkkk não perdoa nem a irmã kkkk

_______________________________________
Início 08/03 às 14;45 ------------------- objetivo 1 --------------------- 06/06
avatar
Wolverine
Mensagens : 820
Data de inscrição : 28/05/2016
Idade : 33

Re: Diário do Henrique G

em 5/9/2016, 11:17
Atirador Nordestino escreveu:Grande abordagem Wolverine kkkkkkkkk não perdoa nem a irmã kkkk

kkkkkkk. Pois é, Atirador. Ontem não fui a igreja, mas sim passear no shopping. Conheci uma garota lá. Agora é conseguir um encontro.

_______________________________________

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum