Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1890
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!
Ver perfil do usuário

Re: Diário TGuerreiro

em 17/9/2018, 13:20
Quase lá, hein, irmão! Seu foco e sua determinação em vencer são perceptíveis. Em Mateus 7 diz: "Porque, aquele que bate, abrir-se-lhe-á". E você bateu incansavelmente, de forma perseverante, na porta do reboot e, consequentemente, a porta se abriu e você teve acesso, então, a uma nova vida. Parabéns, meu camarada! Continue no controle de si mesmo. Abração!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1238
Data de inscrição : 16/06/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário TGuerreiro

em 18/9/2018, 11:35
Spoiler:

TGuerreiro escreveu:Fala Bolseiro!

Como comentei, consegui experimentar o prazer sexual real, sem os efeitos da pornografia. O mais interessante é que pensei que haveria EP por conta do número de dias sem orgasmo, nem mesmo polução, porém ela não ocorreu. Consegui ficar ereto durante toda a relação. É interessante notar a diferença: no vício existe uma ansiedade exacerbada, uma espécie de impulso que gera um orgasmo rápido impulsionado pelo estímulo pornográfico; no sexo real sem os efeitos da pornografia, o contato com outra pessoa leva a um equilíbrio maior, pelo menos foi assim que aconteceu comigo.

Noto que o ideal é preocupar-se mais em dar prazer à parceira do que satisfazer o próprio prazer. Não é necessário ir logo para a penetração, existem variadas formas de satisfazer a parceira, levando em conta que a mulher, diferente do homem, pode ter vários orgasmos um seguido do outro, sem necessidade de um tempo muito grande para de recuperar. Quando deixamos de nos preocupar só com o nosso prazer não existe tanta cobrança quanto ao próprio desempenho. Acho que foi isso que me levou a durar mais, mesmo estando ha tantos dias sem orgasmo. O bom nesse caso é que a ereção é muito mais forte, sem nada de "meia bomba", o que percebi satisfazer muito mais a parceira.

Desculpe se relatei de forma evasiva. É que realmente não quero expor muito minhas intimidades aqui. Espero sinceramente que você consiga completar o reboot e encontrar um equilíbrio na vivência da sua sexualidade assim como eu consegui.

Grande TGuerreiro!

Parabéns man, pelo seu reboot, por suas conquistas e pelo trabalho que vem desempenhando no Fórum!

Não tiro em nem acrescento nada neste seu relato. Você disse tudo!

Grande abraço, amigo!
avatar
Mensagens : 472
Data de inscrição : 11/03/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário TGuerreiro

em 22/9/2018, 10:24
Prazer rever vocês do fórum.

Postar no fórum me ajuda muito, postarei e lerei todos os dias. Preciso muito do apoio de vocês.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1440
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário TGuerreiro

em 27/9/2018, 15:41
The_Survivor escreveu:Parabéns por seus 175 sem PMO e por nunca ter procurado por GP também.

Que Deus fortaleça todos nós!

Obrigado The_Survivor, tamo junto!

_Anonymus escreveu:Olá TGuerreiro, como vai?

Primeiramente parabéns por atingir as suas metas. Seu diário é uma inspiração, a forma com que você encara o vício nos transmite grande motivação.

Espero poder contar com essas suas sábias palavras no meu diário, um grande abraço!

Valeu Anonymus, estarei passando no seu diário assim que der.

5&4 escreveu:Quase lá, hein, irmão! Seu foco e sua determinação em vencer são perceptíveis. Em Mateus 7 diz: "Porque, aquele que bate, abrir-se-lhe-á". E você bateu incansavelmente, de forma perseverante, na porta do reboot e, consequentemente, a porta se abriu e você teve acesso, então, a uma nova vida. Parabéns, meu camarada! Continue no controle de si mesmo. Abração!

Verdade 5&4, e estou sim firme e forte. Obrigado pelo apoio.

CTroy escreveu:
Spoiler:

TGuerreiro escreveu:Fala Bolseiro!

Como comentei, consegui experimentar o prazer sexual real, sem os efeitos da pornografia. O mais interessante é que pensei que haveria EP por conta do número de dias sem orgasmo, nem mesmo polução, porém ela não ocorreu. Consegui ficar ereto durante toda a relação. É interessante notar a diferença: no vício existe uma ansiedade exacerbada, uma espécie de impulso que gera um orgasmo rápido impulsionado pelo estímulo pornográfico; no sexo real sem os efeitos da pornografia, o contato com outra pessoa leva a um equilíbrio maior, pelo menos foi assim que aconteceu comigo.

Noto que o ideal é preocupar-se mais em dar prazer à parceira do que satisfazer o próprio prazer. Não é necessário ir logo para a penetração, existem variadas formas de satisfazer a parceira, levando em conta que a mulher, diferente do homem, pode ter vários orgasmos um seguido do outro, sem necessidade de um tempo muito grande para de recuperar. Quando deixamos de nos preocupar só com o nosso prazer não existe tanta cobrança quanto ao próprio desempenho. Acho que foi isso que me levou a durar mais, mesmo estando ha tantos dias sem orgasmo. O bom nesse caso é que a ereção é muito mais forte, sem nada de "meia bomba", o que percebi satisfazer muito mais a parceira.

Desculpe se relatei de forma evasiva. É que realmente não quero expor muito minhas intimidades aqui. Espero sinceramente que você consiga completar o reboot e encontrar um equilíbrio na vivência da sua sexualidade assim como eu consegui.

Grande TGuerreiro!

Parabéns man, pelo seu reboot, por suas conquistas e pelo trabalho que vem desempenhando no Fórum!

Não tiro em nem acrescento nada neste seu relato. Você disse tudo!

Grande abraço, amigo!

Grato Ctroy, estou procurando ajudar na medida do possível. É engraçado que quando concluímos o reboot parece que temos um certa tendência de se afastar mais do fórum. Mas no que depender de mim vou permanecer por aqui.

Atirador Nordestino escreveu:Prazer rever vocês do fórum.

Postar no fórum me ajuda muito, postarei e lerei todos os dias. Preciso muito do apoio de vocês.

Fala Atirador! Permaneça firme, estaremos te ajudando.


Atualizando

Nada de muito novo pra contar, passei umas duas semanas com uma gripe forte. Isso atrapalhou um pouco nos trabalhos e também não tive disposição de entrar no fórum. Estou sem fazer nenhuma atividade física, minha alimentação piorou e o sono também, preciso corrigir isso.

_______________________________________


Meu Diário
Minha História de Sucesso
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1440
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário TGuerreiro

em 17/10/2018, 12:28
Olá a todos.

Depois do meu último relato aqui no diário consegui organizar melhor minha rotina. Coloquei as atividades físicas em dia e melhorei consideravelmente minha alimentação. Tudo isso aliado aos dias que estou sem masturbação e pornografia me deixaram muito bem. Acho que há tempos não me sinto tão bem. A única coisa que está deixando um pouco a desejar são as noites de sono: dormindo tarde e acordando tarde. Tenho buscado mudar isso, mas a rotina das pessoas aqui em casa não tem me permitido isso. Até tenho dormido a quantidade de horas recomendada, mas não gosto de acordar tarde, é como se meu dia rendesse menos.

Estava pensando em escrever minha história de sucesso quando completasse os 200 dias cravados. Bem, atrasou uns dias, mas saiu. Queria ter feito algo mais elaborado, mas a correria tá grande e provável que continue assim até o final do ano. Quem quiser dar um olhada o link está na minha assinatura. Espero que ao menos possa servir de motivação pra quem está na luta.

É isso, forte abraço a todos.

_______________________________________


Meu Diário
Minha História de Sucesso
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1440
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário TGuerreiro

em 27/10/2018, 13:29
Olá.

Ontem aconteceu algo simples, mas que foi  significativo pra mim. Depois de uma dia de trabalho cansativo cheguei em casa e fui tomar um banho. Estava querendo muito relaxar, jogar aquele cansaço fora e no banho parece que recebi essa recompensa. Meu cérebro liberou uma descarga de dopamina em uma atividade simples e aquilo me deu uma sensação enorme de prazer, sem estímulo pornográfico, aliás, sem estimulo sexual algum. Acho que esse é o sentimento de ter um cérebro curado da pornografia.

Sei que muitos aqui já estão por dentro de como funciona o mecanismo do vício e seus males, mas nunca é demais relembrar. Deixo abaixo um artigo muito bacana que encontrei:

Por que a pornografia vicia?

Sim, você pode estar viciado em uma droga sem saber. Você pode ser escravo de um vício e não se dar conta disso. A pornografia tem efeitos no cérebro e no comportamento humano semelhantes aos que as drogas químicas podem causar. Assustador? Pois é, essa é uma das realidades sobre a pornografia que muitas pessoas não sabem. Um dos maiores problemas para vencer esse inimigo de jovens, adultos, casados ou solteiros, é entender a realidade desse problema grave. Ele é sempre tratado superficialmente, em casos extremos, mas pode estar assolando você e muita gente ao seu  redor, pessoas que estão sentadas com você nos encontros da igreja, nas reuniões de família, no trabalho, na escola.

Pornografia age como uma droga.

Todos os mamíferos, incluindo nós os seres humanos, temos dentro do cérebro um sistema chamado “circuito de recompensas”. Deus criou esse sistema em nós. Ele funciona, de fato, nos recompensando quando fazemos alguma coisa que produza vida. E esse sistema faz isso liberando hormônios que dão a sensação de prazer, bem estar, euforia, alegria. Um dos hormônios que dão essa sensação é a dopamina. Quando você come uma boa comida, quando abraça alguém que gosta, faz um esporte, escuta uma boa música, seu cérebro libera esses hormônios, assim você sempre vai querer fazer essas atividades novamente, pois elas estão relacionadas ao prazer. Isso ajuda a te manter vivo.

O grande problema é que o seu cérebro pode ser enganado e esse sistema ser corrompido.

As drogas estimulam a liberação de grandes quantidades hormônio no cérebro, principalmente a dopamina, em níveis que o corpo não consegue liberar em situações normais. Quando alguém usa cocaína, por exemplo, o cérebro libera um caminhão de dopamina, a pessoa sente uma sensação incrível por um curtíssimo espaço de tempo. Esse surto de dopamina vai criando novos circuitos de recompensa que acabam levando o usuário ao uso novamente. Assim o vício se instala.

E sabe o que mais pode liberar dopamina nesses níveis? Sim, a pornografia! Alguém que acessa conteúdo pornográfico vai ter seu cérebro estimulado a liberar dopamina. Essa liberação excessiva cria novas conexões neurais que em pouco tempo vai te fazer um viciado em pornografia. Além disso, para manter esses altos níveis de liberação de dopamina você vai precisar de um consumo cada vez maior e de imagens cada vez mais “estimulantes” e degenerativas.

Para entender isso melhor imagine que seu cérebro é uma floresta com trilhas que são marcadas pelos que caminham por ela. A exposição a pornografia vai “pavimentar” essa trilha, tornando o tortuoso caminho da recompensa, a dopamina, cada vez mais utilizado. Se você estivesse numa floresta e encontrasse duas trilhas que levam ao mesmo destino, uma bem demarcada e fácil de seguir e outra trilha menos marcada, por qual seguiria? Certamente por aquela que foi mais utilizada. Essa decisão é tomada pelo seu cérebro, e dentro dele funciona assim também. A exposição a pornografia vai criar novos “caminhos neurais” para a liberação de dopamina, e se livrar disso fica cada vez mais difícil.

Quanto mais acessível uma droga é mais devastadores serão os seus efeitos ao usuário, e a pornografia é a droga mais difundida, aceita, barata e fácil de se encontrar. Você não precisa mais ir até uma banca de jornal para comprar uma revista pornográfica ou ir até algum lugar pra assistir um filme adulto. Você só precisa de uma conexão a internet, nada mais.

Descrevendo os efeitos da pornografia para um comitê do Senado dos Estados Unidos, o Dr. Jeffrey Satinover da Universidade de Princeton disse:

“É como se tivéssemos inventado uma forma de heroína 100 vezes mais poderosa do que antes, utilizável na privacidade da própria casa e injetada diretamente no cérebro através dos olhos. Agora está disponível em fornecimento ilimitado através de uma rede de distribuição auto-replicante, glorificada como arte e protegida pela Constituição.” Fonte: The public discourse


Pornografia muda fisicamente seu cérebro.

O vício em pornografia vai te fazer uma pessoa cada vez menos capaz de tomar decisões racionais. Sim, esse vício pode levar a danos no córtex pré-frontal, que basicamente é a parte do cérebro responsável pelas tomadas de decisão e resolução de problemas lógicos. E esse excesso de dopamina frequente não é uma atividade normal, o cérebro identifica isso e se defende eliminando alguns receptores de dopamina. Assim o cérebro vai se tornando menos sensível a níveis baixos de dopamina, por isso você vai precisar manter os altos níveis ou aumentá-los cada vez mais.

Veja abaixo a imagem de 3 cérebros, o primeiro sem nenhum dano, o segundo de um viciado em heroína, o terceiro de um viciado em pornografia. Perceba que o dano é maior nos viciados em pornografia.


Fonte: Conquer Séries

Quanto mais pornografia você vê mais dependente você ficará dela. Mais profundo você terá que ir, menos pudor você terá, por que esse vício terrível foi capaz de danificar uma das coisas mais complexas e belas criadas por Deus, o seu cérebro. Você já viu o quanto é difícil alguém viciado em crack ou cocaína se livrar do vício? Pois bem, não se engane, a pornografia se torna um vício tão devastador quanto. Ela vai devastar seus relacionamentos, sua moral, sua comunhão com Deus, sua estima.

A pornografia vicia.

Como o cérebro se adapta ao excesso de liberação de dopamina, atividades simples e que seriam prazerosas, como orar, ler a bíblia, andar de bicicleta, sair pra caminhar, ir na piscina, começam a não trazer mais prazer por que a liberação natural de dopamina nessas atividades não consegue competir com a enxurrada de liberação hormonal que a pornografia traz. Isso torna o dependente dessa droga menos sociável, mais introspectivo, afeta os vínculos familiares e pode até levar a um quadro depressivo.

E para piorar o quadro do dependente, a dopamina, em conjunto com uma proteína denominada ΔFosB (DeltaFosB), que trabalha para te lembrar dos caminhos que te levaram a essa liberação de dopamina, vão fazer o trabalho de se livrar do vício cada vez mais difícil. A ΔFosB funciona como lâmpadas acesas na trilha do vício, essas marcas vão ficando cada vez mais fortes se o hábito ruim é repetido.

Segundo o pesquisador Eric Nestler, diretor do Friedman Brain Institute em Nova York:

A ΔFosB é quase como um interruptor molecular… Uma vez que está ligado, ele permanece por um tempo e não desaparece facilmente. Este fenômeno é observado em resposta à administração crônica de praticamente qualquer droga de abuso. Também é observado após altos níveis de consumo de recompensas naturais (exercício, sacarose, dieta rica em gordura, sexo). Fonte: Your Brain on Porn


Algumas pesquisas apontam que somente após 6 a 8 semanas de abstinência o interruptor da ΔFosB vai se apagando e se tornando possível a diminuição da intensidade do vício. Mais mesmo sem a presença da ΔFosB os caminhos sensíveis permanecem lá, em alguns casos pelo resto da vida. Vício não é uma dano é sim uma aprendizagem patológica.


Imagem mostra a atividade cerebral de voluntários saudáveis ​​expostos a pornografia, em comparação com viciados em pornografia. A resposta no grupo de viciados foi muito maior, indicando gatilhos e impulsos muito mais fortes. Fonte: Figth the New Drug



A pornografia muda seu comportamento.

Há algum tempo o pesquisador Jim Pfaus fez um experimento com ratos . Ele colocou em uma gaiola ratos machos virgens, junto pôs também fêmeas lambuzadas de um líquido que cheirava rato morto, um cheiro de morte. Em circunstâncias normais ao ratos se afastariam desse cheiro, mas o impulso do desejo do acasalamento foi mais forte do que a repulsa pelo cheiro de podre. Os ratos acasalaram e o resultado disso foi não só uma tolerância a esse cheiro mas uma  vinculação dele a uma coisa boa. Depois disso Jim colocou os ratos machos junto com algumas buchas encharcadas do mesmo líquido mal cheiroso, mas eles brincavam e se divertiam desimpedidamente com as buchas.

Isso parece pesado pra você? Pois é, isso pode acontecer com alguém que se vicia em pornografia. O sistema de recompensa do cérebro está presente em todos os mamíferos e funciona do mesmo jeito. A pornografia dessensibiliza o usuário com relação a aceitação de práticas de sexo violentas ou degenerativas. Como o cérebro se adapta ao excesso de dopamina o viciado em pornografia precisará ver cenas cada vez mais pesadas para se sentir satisfeito. Nos conteúdos pornográficos as mulheres são meras servas dos homens, prontas para satisfazer seus desejos. Daí a dessensibilização causa tolerância à violência. Mesmo que a pessoa não pratique violência contra a mulher ela se tornará menos sensível a essa violência. A pornografia é, na minha opinião, um dos principais motivos da onda de crimes violentos que acontecem recentemente contra as mulheres. Isso é uma deturpação severa de como Deus projetou os relacionamentos humanos. A pornografia é uma arma do inferno para te tornar um escravo, um depravado sexual. Não se engane, não há, em nenhuma medida, nível saudável para o consumo da pornografia.

Há esperança!

Do mesmo jeito que hábitos podem ser abandonados e novos criados, os vícios podem sim ser vencidos. O seu cérebro é capaz de construir novas conexões boas, mas isso não será um trabalho fácil, não é da noite pro dia.

Créditos

Publicado por Jean Santos  em 25 de dezembro de 2017 no site Howshea

_______________________________________


Meu Diário
Minha História de Sucesso
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum