Compartilhe
Ir em baixo
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 1/10/2016, 17:29
Pessoal, primeiro quero agradecer esse espaço que podemos compartilhar nossas angústias e saber que não estamos sozinhos nessa aventura. Se soubesse desse espaço anteriormente, sofreria bem menos.
Tenho 30 anos e nenhuma experiência sexual. Sou bem resolvido profissionalmente, familiarmente, falo bem (embora seja um pouco tímido), saio com os amigos sei que tem mulheres que me curtem, mas as dúvidas e angústias sempre andaram comigo. A primeira é chegar aos 30 virgem, algo que estou superando.
Como não me satisfazia realmente, caí no pornô de forma mais acentuada aos 23 anos. Comecei com pornô hétero, depois para orgias, lésbicas, pornôs gays e sadomasoquismo. Já deixei de sair para festas e aniversários para ficar na masturbação noite a dentro. Uma coisa que me chamou atenção em outros relatos que li era o sentimento de culpa: deixei de estar com outras pessoas para isso? Na hora é até bom, mas depois, o sentimento de culpa é horrível. Também já deixei de estudar e entregar trabalhos para ficar no pornô e masturbação. Nos últimos dias, masturbar era quase um ato mecânico e nem tinha muito prazer.
Depois veio o temor da orientação sexual. E se eu for gay? Por conta disso, evitava chegar em mulheres, com medo de ser rejeitado. Mas de forma alguma pensei em sair com homens, pois só de pensar em beijar um outro cara a ideia me parece terrível. E aí ficava numa paranoia horrível ao ver toda mulher bonita na rua tentar uma ereção, ficar pensando em sexo muitas horas por dia para, evitar ficar olhando homens na rua. Era angustiante demais e pensei inclusive em suicídio, chorei durante muitos dias escondido.
Eu percebi que algo estava errado e pornografia estava inserida neste contexto. Sem conhecer o fórum, interrompi a visita a sites pornos e masturbação. Iniciei na segunda-feira e estou até hoje sem acessar sites ou masturbar-me, embora esta última tenho ainda bastante vontade.
Ao mesmo tempo, estou saindo com uma garota que estou gostando muito. Há inclusive o medo da "primeira vez", de falhar, de não ser bom. Porém, é só beijá-la que fico com ereção na hora. Ontem estávamos no apartamento dela, num pega legal, acabou não rolando (embora eu quisesse muito), mas estava com tesão lá em cima. Mas sei que cada um tem seu tempo e estou respeitando o dela. Cheguei em casa com a vontade de "descarregar" na masturbação, mas sei que ficar fantasiando é ruim. Coloquei uma música e fui dormir.
Enfim, vou continuar escrevendo aqui como forma de expressar aquilo que estou vivendo. É bom ver que não estou sozinho nesta jornada. Perdi muito tempo, muitas oportunidades de relacionamentos. Agora é hora de se reconhecer e aos poucos mudar. Estou lendo já o livro e também assistindo as palestras. Estou cogitando também procurar um psicólogo, porém moro em uma cidade pequena e não sei se encontrarei profissionais que reconheçam esse problema.
Pessoal, gratidão a todos. Muito obrigado mesmo.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 2/10/2016, 22:52
02/10 - Sem M e P há seis dias. Lidar com a P até que está razoavelmente fácil, mas a M, principalmente na hora do banho, é a mais complicada. Mas estou conseguindo lidar com a vontade até o momento. Dia foi corrido, então, sem pensamentos e fantasias.
Gratidão.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 3/10/2016, 21:33
Dia 03/10 - Novamente dia bastante corrido. Vejo que não sinto mais tanto a necessidade de P, mas só de pensar na namorada já fico excitado. Não quero cair na M pelas fantasias geradas por esta. A hora do banho é a pior e estou me concentrando no próprio banho e não em outras coisas. Estou agora estudando no PC e sem nenhuma vontade de P. Antes de deitar aprendi a meditar. Hoje completo uma semana livre.
Gratidão.
Mensagens : 67
Data de inscrição : 21/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 3/10/2016, 22:09
Não é fácil essa caminhada, mas não se compara ao prazer de vc ter o controle do seu próprio corpo. Acredito que não é necessário fazer no modo hard, já vi muitas orientações de colegas fizeram que não precisa largar o sexo com a parceira. O meu foi no modo hard forçado, pois minha esposa estava de resguardo da gestação. Força e não desista.

_______________________________________
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 4/10/2016, 20:37
multilaser escreveu:Não é fácil essa caminhada, mas não se compara ao prazer de vc ter o controle do seu próprio corpo. Acredito que não é necessário fazer no modo hard, já vi muitas orientações de colegas fizeram que não precisa largar o sexo com a parceira. O meu foi no modo hard forçado, pois minha esposa estava de resguardo da gestação. Força e não desista.

Não irei desistir não, Multi. Também não vou ficar no modo "hard", apenas ainda não rolou com a namorada. Mas estou bem tranquilo se chegar a rolar, estava com paranoia de broxar. Hoje estou mais tranquilo, de curtir o momento e o que tiver o que acontecer, será. Tudo tem seu tempo.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 4/10/2016, 20:41
Dia 04/10 - Geralmente já acordo com ereção matinal e o desejo de M é bastante grande. O dia está bastante agitado, então quase não penso em sexo ou fantasio sobre. Mas a hora do banho ainda é pior, só de pensar na namorada, já tenho ereção e vontade de praticar M. Hoje tive que tomar banho gelado para evitar. A noite será de estudos e consigo ficar longe dos sites P.
Mais um dia resistindo, 8 dias limpo.
A meditação ao final do dia é ótima e recomendo a todos os companheiros.
Gratidão.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 9/10/2016, 16:58
Fiquei longe do diário por conta da correria. Dias 05/10 e 06/10 continuei sem acessar P e praticar M. No dia 06 inclusive exclui fotos trocadas através do Skype. Dia 07/10 encontrei a namorada e rolou uns amassos, achei que iríamos transar, mas não ainda dessa vez. O saco chegava até a doer tamanho tesão. Por isso recorri à M no dia 08/10, pois estava meio difícil. Mas foi um M diferente, sem fantasias, sem lembrar de filmes pornôs. No dia 08/10 novamente encontrei ela, saímos, conversamos bastante, uns pegas no carro. Tudo vai caminhando para que na próxima semana ocorra.

Em relação à P, quase duas semanas sem ver. Não está sendo algo tão difícil como imaginava.

Gratidão.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 19/12/2016, 09:25
Oi pessoal! Desculpem pela ausência!
Vamos por partes... primeiro, já quase quatro meses sem acessar sites pornôs. Isso foi uma grande vitória! Não sinto nenhuma necessidade de acessar esses sites. A masturbação é quase mínima, talvez menos de uma/duas por semana.
A menina que estava saindo virou minha namorada. Quase quatro meses já. Já tivemos nossa primeira vez já e embora os dois muito ansiosos, acabou rolando. Não foi muito bom porque ela disse que doía muito. A melhor foi a dessa semana que chegamos ao final e tanto ela quanto eu gostamos muito. A camisinha ainda é um problema, pois acaba tirando um pouco da sensibilidade, mas nada que atrapalhe a relação.
Comecei ir à terapia e relatei tudo à psicóloga. Ela não conhecia o termo HOCD, mas confirma que a pornografia faz um mal danado ao cérebro. No meu caso, que ainda era virgem, acabava confundindo tudo, o que era fantasia e o que era realidade. A recomendação foi não assistir mais os vídeos e quando vierem os filmes à mente, não lute contra eles. Quanto mais se luta, pior é. Eles vão desaparecendo ao longo do tempo, com o relacionamento amadurecendo cada vez mais. E não é necessário ficar se testando a todo momento ao ver uma mulher, pois ninguém mantem aceso o libido. Isso para mim era angustiante...
Hoje eu percebo que eu nunca deveria ter acessado esses videos e como eles me fizeram mal! Como a imagem que faço de mim mesmo ficou prejudicada. Quando estou com a namorada, tudo desaparece. Só um amasso mais forte me deixa animadão. E é nessa pessoa que preciso construir, mais confiante de si!
Claro, como homem temos receio de falhar alguma vez, mas isso é normal e não precisamos criar um fantasma gigante e nem uma insegurança excessiva. A gente vive um dia de cada vez.
Aos companheiros que estão nessa, desejo muita força. Eu sei o quanto é angustiante, já chorei por conta disso, já pensei em sumir e achar que minha vida não valia nada. Mas a gente tem que se dar uma chance! Tudo passa e tudo melhora!
Um abraço e continuarei postando...
Gratidão!
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 19/12/2016, 10:27
Mais alguns lembretes que lembrei agora:
1 - Limitem o acesso às redes sociais MESMO. Isso é importante
2 - Não fiquem investigandos outros diários! A experiência do outro não é a sua! Não confunda!
3 - Dediquem-se às atividades que vocês gostam
4 - Um livro muito bom que me ajudou: O PODER DO AGORA.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 31/1/2017, 12:06
Pessoal, postando mais uma vez para mostrar que tudo está bem.
Faz cinco meses que não acesso pornografia. Não usei bloqueadores para isso. Sabia que fazia mal, que me confundia, e por isso decidi não acessar mais.
Em relação ao HOCD: posso afirmar que 95% já passou. Não preciso ficar me testando e sei muito bem daquilo que gosto/quero. Por isso, não há duvida nenhuma por minha parte de minha orientação. Foram os benditos filmes que ferraram minha cabeça durante 10 anos. Hoje vejo que foi um tempo que perdi, que não recupero, mas que consigo reconstruir.
Continuo namorando, cinco meses agora. As relações sexuais estão ótimas. Não tenho DE, ejaculação precoce, nada... a gente tem que aprender a sentir o momento, confiar nos instintos, estar com alguém que te dê amor e tesão na mesma proporção.
Enfim, hoje vejo que estou vencendo. Espero que todos aqui consigam o mesmo.
avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 31/1/2017, 22:41
Parabéns Ryudo!
Brother seus relatos me passaram uma coisa muito boa, uma sensação de esperança e tranquilidade de que tudo vai dar certo.
Fico feliz em saber das suas conquistas, pela sinceridade dos seus relatos e pelos momentos difíceis pelos quais vc passou dá pra ver que foram merecidas!
Eu também estou hoje com 26 anos virgem e com um monte de inseguranças e sentimentos negativos que me assolam. Nunca pensei em me matar, mas cheguei a pensar que se eu morresse não seria tão ruim assim.
Obrigado por compartilhar tua história conosco. É possível deixar todo o sofrimento para trás e seguir adiante.
Desejo muito sucesso em sua vida! Que vc continue livre desse vício para sempre!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 1/2/2017, 15:17
Brit, fico feliz em ver que minhas experiências são positivas para quem lê. Vou lhe dizer uma coisa: era cheio de angústias e inseguranças como você. Vou lhe dar um conselho que gostaria que tivessem me dado alguns anos atrás: procure alguém legal para sair, namorar. Não é fácil, eu sei, mas a gente merece. Cara, não sou bonitão (mas também não sou de jogar fora), mas me visto bem, falo bem, tenho papo... Porque não mereci isso antes? E tenho certeza que com você é assim também: permita-se. Saia desse mundo sombrio da pornografia que só nos faz mal.
Em relação a ser virgem: tudo tem sua hora. Só se sinta confortável de estar com alguém que gosta. E tudo flui, porque já está programado isso em nossa natureza. Você vai ver que não há espaço para pensamentos, apenas curtir mesmo o momento. E aí você vai ficando mais confiante, tenha certeza! Nåo há nada melhor do que estar do lado de alguém que se gosta.
Vou torcer por você... Todos nós merecemos ser felizes!
Um abraço

_______________________________________
avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 2/2/2017, 01:43
Agradeço a mensagem deixada no meu diário Ryudo! Te respondi por lá também.
Obrigado pelos conselhos brother! Vou leva-los pra vida! Principalmente em relação ao sexo, hoje entendo que no momento da relação eu devo relaxar mesmo e que tudo vai fluir naturalmente. Com certeza essa confiança vai me ajudar na hora H!
Concordo contigo! Todos merecemos ser felizes sim! Para isso é preciso ter coragem, pois é muito mais fácil se acostumar a viver na inércia de uma vida infeliz. Estar aqui já é um ato de coragem!
Te agradeço de coração pela força! Abraço!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1016
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 2/2/2017, 15:29
RYUDO escreveu:Pessoal, postando mais uma vez para mostrar que tudo está bem.
Faz cinco meses que não acesso pornografia. Não usei bloqueadores para isso. Sabia que fazia mal, que me confundia, e por isso decidi não acessar mais.
Em relação ao HOCD: posso afirmar que 95% já passou. Não preciso ficar me testando e sei muito bem daquilo que gosto/quero. Por isso, não há duvida nenhuma por minha parte de minha orientação. Foram os benditos filmes que ferraram minha cabeça durante 10 anos. Hoje vejo que foi um tempo que perdi, que não recupero, mas que consigo reconstruir.
Continuo namorando, cinco meses agora. As relações sexuais estão ótimas. Não tenho DE, ejaculação precoce, nada...  a gente tem que aprender a sentir o momento, confiar nos instintos, estar com alguém que te dê amor e tesão na mesma proporção.
Enfim, hoje vejo que estou vencendo. Espero que todos aqui consigam o mesmo.


Ryudo, se for possível instale um contador para que nós possamos acompanhar o seu sucesso. Tem um tópico aqui no fórum sobre ferramentas que ensina como instalar.

Sugiro também que se você quiser dê uma olhada no minha história de sucesso. Eu já estou há quase um ano sem PMO e os benefícios são incríveis. Se eu, que me masturbava quase todos os dias consigo, você também consegue. Um abraço e boa recuperação!

http://comoparar.forumeiros.com/t3301-uma-nova-vida-cheia-de-esperanca-e-felicidade

_______________________________________
Mensagens : 38
Data de inscrição : 18/12/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 2/2/2017, 18:32
Cara que bom ouvir teu relato de superação, em especial, de deixar fluir, a parceira que tenho também tem igual tempo comigo e me assiste afetivamente muito, eu que sou ansioso por natureza. Você interviu no tópico do Brit recentemente, e guardei com atenção duas coisas: a) naõ se fissurar nos outros relatos (eu acabei me despersonalizando, pensando no avanço dos outros, ao invés de respeitar o meu, o que indiretamente me fez a praticar ending ou estimular de leve para ver o progresso nas ereções - além de isso me fazer cobrar mais - por ter me comparado); b) ligar o foda-se e curtir o momento, falo que antes de pensar na palavra reboot as vezes que mais tinha ereção com facilidade e quando tava só me inteirando em curtir o momento, o ato, a estimulação que faço masturbando a mulher, sentir os sussuros, algo que me excita. Contudo no meu tópico, falei de vezes que sabia que aquele dia seria o de chapoletar, acabava ficando receoso e não tendo um encontro no molde que idealizava.

É super real o ditado que "quando a cabeça de cima pensa demais, a debaixo não funciona". Conclui isso num documentário, a gente cria tanta rigores que acaba barrando o prazer. Cheguei na seguinte ideia na cabeça:

"Como um moleque de 13 anos no baile funk transa com 3 gurias desconhecidas e até no salão com ereções que permitem isso... enquanto eu num local reservado com uma mulher super a fim de mim e não consigo??" A verdade é que o segredo é mandar a preocupação pra put@ que parriu.

Tem vídeo de cara muleque transando dentro de coletivo sendo filmado e com baranga que tá comendo, e o cara consegue. Enquanto o homem médio não conseguiria, seja por ter pudor ou por achar a mulher feia.
Do mesmo jeito que tem cara que é "tarado" e penetra escapamento de carro e buraco de tijolo sem problemas.

A verdade que sei é que é nossa mente que nos sabota, em especial, a preocupação por ter que "dar certo a qualquer custo". Só uma vez fui ter um encontro sexual sem esse pensamento, e ironicamente foi o que mais impressinou a mulher que saio.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t4328-o-diario-do-empenho
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Atualizando o diário

em 3/7/2017, 23:23
Olá pessoal. Estou passando para relatar meus progressos até a data de hoje. E sim, é uma luta constante.

- Estou namorando há 10 meses, firme. Tem dias que eu nem acredito nisso, que estou conseguindo manter um relacionamento e, acima de tudo, amar e também ser amado. É um processo também de aprendizagem ver que namoro não se resume só a sexo;

- Em relação a P: desde a minha primeira publicação não acesso mais videos pornôs. Quando estou muito na fissura, vejo algumas imagens, sei que não deveria, mas a vontade ainda acaba sendo maior. Mas não é algo muito recorrente;

- Em relação à M: muito pouco, no máximo uma vez por semana, tem semanas que não pratico. Prefiro ficar "segurando" para quando for com a namorada, mas tem dias que não dá, pois a vontade é muita.

- Em relação às relações sexuais com a namorada: tem vezes que sinto que minha ansiedade ainda é um problema. Na hora você se empolga, curte o momento, o corpo, o toque, as carícias... mas a preocupação em "ter uma ereção" acaba fazendo o efeito contrário, não tendo uma ereção... Eu sei disso. Quando deixo de prestar atenção em mim e prestar mais atenção no corpo da minha namorada, sei que estou com ereção e não me preocupo. As coisas fluem de forma natural... Até a camisinha deixa de ser um problema. Mas quando a ansiedade bate acaba sendo meio difícil a relação engrenar.
Sei que minha educação sexual foi muito falha. Por exemplo, é natural que o homem comece a relação sem ereção e com o toque ele a tenha. Mas para mim (na minha cabeça) não... eu já tenho que tirar a cueca já pronto. Quando vejo que estou sem, já começa um monte de perguntas na cabeça... mas ainda continuo na relação, não me dou por vencido e vejo que a ereção começa e a transa continua normalmente. Tenho que aprender a lidar melhor com meu corpo, minhas reações e entender que a vida real não é um filme pornô.

Já "brochei" com a namorada também... essas me deram um nó na cabeça, de entender o porque... e claro que devido a toda a minha história a resposta mais simplória era "não gosto de mulher e estou virando gay". A primeira vez foi quando viajamos para praia, no carnaval, ficamos 5 dias. Chegamos no hotel, dormimos e tivemos uma relação, ótima por sinal. No segundo dia também... no terceiro, não sei porque, não ia. Entrei em parafuso, chorei... não sabia o que era aquilo. No quinto dia, antes de fecharmos a conta do hotel, rolou e foi tudo tranquilo... mas aquilo continuava a martelar na minha cabeça.
A segunda vez foi no apartamento dela... dessa vez não me recordo bem, só me lembro que era pela manhã. Também não consegui... fiquei nessa angústia de ficar verificando a ereção e não é assim. Racionalmente eu sei que não funciona assim, mas a ansiedade acaba com tudo.
A terceira vez foi neste domingo. Comemoramos os dez meses e tivemos uma relação a tarde, por volta das 18h. Tínhamos marcado de sair, dormimos mais do que o esperado e ficamos no apartamento mesmo. Por volta da uma da madrugada acordamos e acabei começando a trocar carinhos e fizemos novamente, essa bem melhor do que a primeira. Fomos dormir... depois acordamos as sete, de novo troca de carícias, fiz penetração sem camisinha (se fosse para continuar sem teria terminado...), depois que coloquei a camisinha e fiz a penetração, uns dois minutos depois... perdi a ereção. Dessa vez eu ri, levei na esportiva porque tava exausto.
A ansiedade minha acaba me "travando" na hora... Trocar de posição, por exemplo, ainda é incômodo. Meu único pensamento é "vou perder a ereção". Mas estou praticando e tentando ficar mais confiante.

- HOCD: Tem dias ótimos, tem dias péssimos. Neste sábado, por exemplo, estávamos conversando sobre sexo com minha namorada e ela acabou me relatando que também fica meio travada na relação (por exemplo, quer fazer oral, mas na hora algo bloqueia). Como interpretei isso: sou um homem ruim de cama (e claro que não é isso). E aí os pensamentos tomam tal forma que me engolem. A ansiedade da relação sexual acaba virando um questionamento: "será que você gosta de mulher mesmo?". Sei que sim (já com minha namorada foram muitas relações e basta o toque para me excitar). Infelizmente, os pensamentos obsessivos nós não controlamos, mas temos que saber minimizá-los. Gostei do que um usuário do fórum escreveu (não me lembro o nome dele), que gostar de mulher é o todo (o toque, o cheiro, o corpo, a voz)... e isso não se pode mudar. A minha psicóloga disse o mesmo... "se você está no banho com ela e sente excitação/ereção pelo contato, qual a dúvida?". Mas estou seriamente pensando em ir ao psiquiatra para ver alguma medicação para os pensamentos obsessivos, que tem hora que atormentam sim.

- Vida: Estou feliz. Como disse anteriormente, namorar não é só sexo. É muito bom a noite você dormir bem agarrado com sua namorada, mulher ou ficante. Receber e dar um monte de beijos e uma boa passada de mão. Ver um filme. Almoçar, jantar ou viajar. Deitar no colo, fazê-la deitar no seu. Sexo é uma parte só. Deveria ser algo simples, mas para nós (viciados, ansiosos) acaba sendo quase uma "missão". Mas mesmo assim, ainda é bom. Estou na aprendizagem dessa área também e posso ter minhas falhas também. E namoro é uma parte da vida. Continuo trabalhando, escrevendo, indo à academia e fazendo o que eu gosto.

Gratidão a todos.
avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 4/7/2017, 11:59
Oi RYUDO, fiquei muito feliz em vê-lo de volta ao fórum, talvez vc nem se lembre daquela mensagem que me enviou, mas saiba que ela foi mto importante pra mim, sempre me lembro dela, foi depois dela que eu passei a acreditar mais que eu tenho salvação.
Eu continuo fazendo meu reboot e tenho compartilhado aqui no fórum algumas questões mal resolvidas que aos poucos estou superando, ainda não consegui ajeitar a minha vida como quero e ser o cara que quero ser, mas estou no caminho pra isso. O mais importante é que a compulsão por P está cada vez mais controlável.

Brother é muito bom vê-lo feliz e saber que o seu relacionamento está legal, que você é amado e que consegue ama-la de verdade. É legal saber que a sua vida sexual está boa e que você consegue sentir prazer até numa simples troca de carinhos que não envolva sexo, isso sim é uma relação completa. Você merece isso tudo!
Sei que minha educação sexual foi muito falha
Cara, achei muito legal isso que você compartilhou, me identifico com essa sua afirmação e gostei muito de você ter compartilhado os seus aprendizados aqui, com certeza podem ajudar muitos de nós, com a prática você irá melhorar ainda mais seu desempenho, tenho certeza.

Lógico que todos temos falhas e inseguranças, o que torna tudo pior é que vivemos em um mundo de aparências em que não podemos demonstra-las, aqui no fórum eu fui aprendendo mais sobre a realidade com outros caras que passam por todo tipo de coisa e compartilham isso aqui honestamente, com isso eu cresço.

Cara, é sempre bom relembrarmos os ensinamentos do e-book, volte lá na parte de manutenção que trata sobre como prosseguir após termos completado o reboot, acho que pode te ajudar. Tente inserir novos hábitos na sua vida para o seu desenvolvimento e bem estar: meditação ajuda muito na questão da ansiedade, fazer atividades físicas, socializar com amigos, desenvolver um hobby... são algumas ideias...

Abraço!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 4/7/2017, 14:05
Brit escreveu:
Brother é muito bom vê-lo feliz e saber que o seu relacionamento está legal, que você é amado e que consegue ama-la de verdade. É legal saber que a sua vida sexual está boa e que você consegue sentir prazer até numa simples troca de carinhos que não envolva sexo, isso sim é uma relação completa. Você merece isso tudo!

Cara, eu demorei tanto a entender isso... para ser sincero, estou ainda nessa aprendizagem. Namorar não é só transar... igual você escreveu uma vez no diário: mulher não é um depósito de porra. E não é mesmo. Tem dias que você tá lá todo animadão, achando que vai rolar, mas ela teve um dia muito cansativo e quer descansar, quer uma massagem nos pés, nas costas e isso já vale... É muito bom cara ter alguém para conversar, sair, dividir suas angústias, medos e também conquistas. É uma sensação muito boa de estar com alguém e não apenas fisicamente. Como falei, o sexo é a cereja do bolo. Tem dias que tem cereja, tem dias que não. Mas o bolo é o gostoso. E isso se resume em passear, trocar carinhos, fazer almoço, ficar deitado na cama, umas carícias, passadas de mão, beijo... nem sempre o sexo é necessário. É que a gente colocou o sexo num pedestal. Como um outro usuário disse, temos que desconstruir esse pedestal.
avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 4/7/2017, 15:09
RYUDO foi muito legal você ter lido o meu diário. Tenho certeza que foi uma leitura boa para você pois os meus amigos aqui do fórum me passaram grandes lições e tem me ajudado demais a ser um cara melhor. Saber que você leu tudo aquilo me conforta, pois sei que vc tirou lições importantes daquilo. A sua contribuição sem dúvidas vai somar muito também, não só na minha vida como na de outros que acompanham meu diário e aprendem junto comigo. Eu me lembro bem dessa frase sobre a mulher não ser um depósito de porra, embora ela seja bem forte, ela reflete muito o pensamento que viciados em P tem, e lembrar dela me ajuda a ter consciência da realidade quando a fissura aumenta. Cara essa lição de que colocamos o sexo em um pedestal realmente é muito foda, quem compartilhou isso comigo foi o Skullandbones, recomendo a história de sucesso que ele escreveu após concluir o reboot de 90 dias: http://www.comoparar.com/t4807-90-dias-de-reboot-a-historia-de-skullandbones
Quem sabe te inspira a escrever a sua também...
Brother vc disse que gosta de literatura né, me lembrei de uma coisa para compartilhar contigo... um tempo atrás me deparei com uma lista incrível, seria como fazer a volta ao mundo através da literatura, foi escolhido um livro para representar cada país, eu li alguns dos que tem na lista e gostei muito deles terem sido escolhidos, então acho que as recomendações ali valem a pena. Do Brasil foi escolhido "Dom Casmurro", da Algéria foi escolhido "O estrangeiro", da Espanha "Dom Quixote", da Rússia "Guerra e Paz". Fica aí minha sugestão, vou te enviar o link com a lista com todos os países. Abraço!
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/04/18/cultura/1492512207_689285.html

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 11/7/2017, 21:31
Brit, obrigado pelas recomendações!! Entrei no site e peguei bastante referências para ler. "O Estrangeiro", do Camus e "Guerra e Paz", do Tolstói eu já conhecia Smile

Por aqui, pessoal, anda tudo bem. As vezes ainda tenho vontade de assistir P, mas resisto. Estou sem pornografia há 10 meses, data que comecei a namorar. Sei do malefício que isso traz para todos nós. Quero desenhar um futuro diferente do meu passado. Ando pensando seriamente em bloqueadores. O celular é pior, principalmente quando levo para o banheiro.

Em relação ao HOCD, pensei bastante no que o usuário Vimes disse... tudo se baseia em nossa autoconfiança, autopercepção e autoestima. Enquanto nós mesmos não nós vermos como homens que podem ser como os outros, nos veremos como inferiores. E aí queremos ser como os outros. E reforça um ciclo de crenças negativas, inferioridade e complexos. Precisamos nos amar (pode parecer clichê, mas é verdade), para nos sentirmos plenos e confiantes e tão bons quanto os outros. Enquanto formos inseguros, o TOC só aumenta.

Estou pensando em comprar um livro indicado aqui no fórum (acho que o Soli comprou) "The mindfulness book for OCD". Li as páginas gratuitas no Google e parece ótimo. E tudo confirma o TOC que tenho (temos).

Relacionamento com a namorada: ótimo. Estou feliz demais. Ainda tenho algumas inseguranças, mas é normal... No domingo acordamos e tivemos uma ótima relação sexual. Fiquei pensando no que o outro usuário disse, que ficava 30 minutos com penetração. Eu estava a uma semana sem relação... ficamos pelo menos 25 minutos em preliminares e uma nova posição... eu não aguentei sete minutos. Mas foi bom para mim e para ela. Isso que vale.

Vida: Tô muito feliz!! Eu comprei uma casa recentemente e hoje comprei a cozinha. Estou MUITO, MUITO FELIZ.

Fora isso continuo com caminhadas, academia, leituras.

A vida é assim! A gente tem que aprender a ceder para ser levado um pouco!

Paz e alegria para todos!!! Very Happy Very Happy
avatar
Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 12/7/2017, 05:02
Opa, tamos aí! Very Happy

HOCD é complicado porque pega nos pontos mais fracos do homem. Fico feliz em ter ajudado, mesmo que indiretamente. Smile

Mano, o conselho que eu ia te dar você mesmo já se deu. Nunca se compare, nunca exija uma super performance de você mesmo na cama.

Sexo tem que ser bom pros dois. Só isso. Todo o resto é supérfluo.

Então como você falou, se vocês curtiram, ótimo! Quanto menos neura você tiver, mais vai curtir. E, por consequência, melhor será a tua performance.

E aproveita a casa nova mano! Very Happy

_______________________________________
Know, of course, thine enemy. But in knowing him do not forget above all to know thyself. The commander who embraces this totality of battle shall win even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

avatar
Mensagens : 246
Data de inscrição : 05/08/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 12/7/2017, 09:18
Meu caro, você evolui rápido.
parabéns pelo esforço e dedicação.
tá evidente para nós todos o quanto PMO é nocivo e nos atrapalha na vida, de uma forma geral.
questão de tempo e adaptação e você vai longe
sucesso

_______________________________________
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 14/7/2017, 17:03
Torneira escreveu:Meu caro, você evolui rápido.
parabéns pelo esforço e dedicação.
tá evidente para nós todos o quanto PMO é nocivo e nos atrapalha na vida, de uma forma geral.
questão de tempo e adaptação e você vai longe
sucesso

Muito obrigado, amigo Torneira!
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 14/7/2017, 17:16
Atualizando o diário...

Hoje tá muito difícil... saco tá doendo com vontade de M. Mas não vou fazê-lo porque sei que não vale a pena. Mas vocês todos devem saber como é difícil... a vontade vem e volta... Tem hora que nem dá vontade... mas tem hora que vem com tudo. A última vez que tive relação foi no domingo. De lá para cá (06 dias), não me masturbei. Mas tá uma vontade danada...

Confesso que também abri o Google e vi algumas imagens e GIFs. Coisas de minutos... mas não me excitaram como antes. O que estou precisando é de real mesmo... Não sei, mas parece que as imagens não estão mais interessantes.
O mais engraçado é que vi uma imagem homo. Achei broxante, sei lá, não curti mais. É daí que vejo principalmente como as neuras do HOCD vão diminuindo...
Pensei muito em relação ao HOCD. Concordo que esse TOC se alimenta dos nosso medos e de uma imagem deturpada que fizemos de nós. Pensei muito também sobre a questão das fantasias e realidade. Excitar todo mundo se excita com um vídeo... mas aquilo não faz de mim homo. É curiosidade, sei lá, tem pessoas que tem mais, tem pessoas que tem menos. Mas ao ver a imagem hoje vi que perdeu a graça.
Acho que, sinceramente, hoje pagaria uma GP. Mas não vou também não...
O duro é ficar nessa fissura, querendo "satisfazer". Fica difícil se concentrar, fico só pensando nisso... ainda bem que tem gente em casa. E tá dolorido até fisicamente. Se já estivesse morando sozinho, sei que seria bem, bem mais difícil.
Li em um diário que um usuário comprou um "brinquedo" (acho que parecia com uma bunda). Fiquei um tempo navegando nesses sites que vendem masturbadores. A fantasia voou longe, mas não comprei nenhum.
Fora isso, está tudo bem. Não sei, mas estou com a auto-estima lá em cima. Tô ótimo comigo mesmo e pretendo continuar assim. Vou vencendo um dia por vez, assim como todos vocês.
Abraços.
avatar
Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 14/7/2017, 18:07
Fissura é complicado mano. Mas a boa notícia é que ela invariavelmente passa. Smile

Então é continuar o que você anda fazendo, mantenha a cabeça no lugar, espere a fissura passar e lembre-se sempre de que vale a pena. Very Happy

Só tome cuidado com esse lance de dar uma olhadinha, de dar uma testadinha, ver só um ou dois minutinhos, só um ou dois gifzinhos. Essa é uma armadilha traiçoeira, que pode levar a uma recaída.

_______________________________________
Know, of course, thine enemy. But in knowing him do not forget above all to know thyself. The commander who embraces this totality of battle shall win even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum