Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1337
Data de inscrição : 12/06/2015
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 14/7/2017, 17:48
Fala Ryudo,

Ainda não tive tempo de ler o seu diário com detalhes, mas já vejo que está evoluindo bastante e isso é ótimo.
Cara, FUJA desses sites, gifs, lojas que vendem esses produtos ... foge disso tudo! Se for necessário bloqueia por palavras chaves, isso é uma boa.

Abraço

_______________________________________
De pé e lutando.
diário: http://www.comoparar.com/t1157-25-soli-deo-gloria-reinicio





"No sentido mais verdadeiro, a liberdade não pode ser concedida; deve ser alcançada"
Roosevelt
avatar
Mensagens : 1065
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 14/7/2017, 18:00
Eaí meu irmão Ryudo!

Fico feliz de vê-lo participando do fórum. Esse é um lugar mto bom pra compartilharmos nossas coisas, não recebemos julgamentos, o pessoal se entende, te estende a mão dando apenas um apoio sincero e tratam tudo com mta honestidade, com isso vamos aprendendo mais sobre a vida real, sobre a vida sexual, e vamos combatendo as idiotices aprendidas com P.

Brother, que alegria vendo vc falando que está felizão e evoluindo na vida! Vc merece demais! Se acostume a viver feliz! A gente só tem uma vida e não vale a pena perder tempo com coisas inúteis!

Aquelas recomendações são mto boas mano! Como vc disse que gosta de literatura deve curtir, eu tenho a meta de ir lendo aquela lista lá e conhecer um pouco as diferentes culturas desse mundo  Smile

Então cara, você não pode vacilar! Coloque bloqueadores! Na moral, eles não podem te prejudicar em nada... as vezes eu tô lá esquecido e vagando a toa na net até que um site que "aparentemente" não tem nada a ver com P é bloqueado, sabe como me sinto? Grato. Fico mto grato pq isso me faz lembrar de que estou em reboot. É como se fosse uma mensagem enviada dos céus dizendo "lembre-se que vc está em reboot". Vale a pena! Coloque aí o K9 e o Qustodio! São os que eu uso.

Eu também li a mensagem do Vimes falando sobre HOCD e insegurança. Aquilo caiu me serviu como uma luva! Motivos pra insegurança todo mundo tem, mas temos que nos amar, nos aceitar... eu por exemplo consigo reconhecer qualidades em muitas pessoas e busco valorizar essas coisas nelas, comigo eu costumava fazer o oposto, isso é errado. Esse entendimento sobre HOCD e tudo que compartilhamos nesse fórum sobre o assunto realmente estão transformando a minha vida.

Agora sobre o seu relato de hoje, vou jogar a real e ser bem direto, por favor não me leve a mal, sabe que te considero pra caramba.
Primeiro... cara vc é muito melhor do que isso! Não fica nessa de permanecer em casa pensando em PMO a toda hora, com dor no saco, buscando gatilhos, se testando com conteúdo gay (erro grave!!!) e dizendo a si mesmo "eu vou conseguir" continuar assim é pedir pra recair em PMO e se sentir um lixo depois. Dor no saco? Já passei mto por isso. Resolve-se com banho frio! Fissura? Resolve-se fazendo atividades externas! Vc já fez PMO no meio da rua? Não né... e dentro de casa? sim... pois bem, em qual lugar vc deve ficar quando está com mta fissura? Fora de casa!
Tá também não é o fim do mundo. Não vamos fazer tempestade em copo d'água. Vc não é o primeiro rebooter a cometer esses erros. Eu já li vários relatos de caras fazendo as mesmas coisas que vc. Se testar é uma grande besteira, pois vc deixa teu cérebro mais confuso ainda, uma hora vc ensina ele que não deve fantasiar outra hora vc fica se testando... daí complica. Um tempo atrás li  relato de um cara bem parecido comigo e que fazia PMO com conteúdos contrários a sua sexualidade, dps de um tempo em reboot ele foi se testar buscando esse mesmo tipo de conteúdo e não sentiu nada, nem uma excitação, aquilo foi prova suficiente pra mim tbém.

Desculpa se exagerei, mas não posso ver vc dançando na beira de um abismo e não dizer nada.

Não volte um passo atrás depois de avançar tanto meu querido amigo.
Siga seu caminho em busca da paz... a tua trajetória está sendo linda! Um grande abraço!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 17/7/2017, 23:34
Brit escreveu:Eaí meu irmão Ryudo!
Agora sobre o seu relato de hoje, vou jogar a real e ser bem direto, por favor não me leve a mal, sabe que te considero pra caramba.
Primeiro... cara vc é muito melhor do que isso! Não fica nessa de permanecer em casa pensando em PMO a toda hora, com dor no saco, buscando gatilhos, se testando com conteúdo gay (erro grave!!!) e dizendo a si mesmo "eu vou conseguir" continuar assim é pedir pra recair em PMO e se sentir um lixo depois. Dor no saco? Já passei mto por isso. Resolve-se com banho frio! Fissura? Resolve-se fazendo atividades externas! Vc já fez PMO no meio da rua? Não né... e dentro de casa? sim... pois bem, em qual lugar vc deve ficar quando está com mta fissura? Fora de casa!
Tá também não é o fim do mundo. Não vamos fazer tempestade em copo d'água. Vc não é o primeiro rebooter a cometer esses erros. Eu já li vários relatos de caras fazendo as mesmas coisas que vc. Se testar é uma grande besteira, pois vc deixa teu cérebro mais confuso ainda, uma hora vc ensina ele que não deve fantasiar outra hora vc fica se testando... daí complica. Um tempo atrás li  relato de um cara bem parecido comigo e que fazia PMO com conteúdos contrários a sua sexualidade, dps de um tempo em reboot ele foi se testar buscando esse mesmo tipo de conteúdo e não sentiu nada, nem uma excitação, aquilo foi prova suficiente pra mim tbém.

Amigo Brit, obrigado pelas recomendações, obrigado pelo apoio... todos nós estamos nesse mesmo barco e é muito bom contar com a ajuda de amigos.
Eu não consegui me segurar na sexta... acabei cedendo à M, na hora do banho. Tinha que ter mais força, mais resistência, mais força de vontade... Mas acabei cedendo... não me senti derrotado, mas queria ter conseguido superar mais essa.
Os bloqueadores vou ter que colocar, porque tudo começa assim... uma imagem, um gif... e por aí vai. Não quero mais isso para mim. O basta vai ser com os bloqueadores.
Fiquei chateado da masturbação principalmente porque tive uma relação com a namorada no sábado... mas eu não estava muito animado... Ela gostou, mas eu não tava com tanto tesão... por isso vejo a importância de parar com a masturbação. Nesta última novamente fiquei preocupado com a ereção... não senti tão "rijo" e acabei ficando preocupado. Sinceramente, queria ser mais tranquilo nas relações... mas embora a terapeuta já disse uma vez: "cada relação é única, nenhuma é igual a outra".
E hoje começou outra semana... muita força para todos nós.
Paz.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 17/8/2017, 17:00
Olá pessoal...
Estou meio sumido por aqui, mas sempre voltarei para relatar os progressos... ou não.

Em relação ao uso de pornografia: desde a última postagem, não vi mais nenhuma imagem. Meu último erro: ler um conto. Hoje percebo que sou igual um viciado em cigarros, que sempre quer uma desculpa para mais um trago... Após ler o conto, minha mente parece que fica atordoada. Eu não queria ser assim, queria ser como os caras que leem esse material, que assistem vídeos e não tem problemas... mas tenho que conformar em ser quem eu sou.

Em relação a masturbação: acho que desde a minha última postagem, duas vezes, uma em cada semana, em momento que parecia que não ia mais aguentar. Tem hora que minha cabeça só pensa em masturbação ou sexo. Estou mentalmente cansado.

Em relação à ansiedade gerada pelo HOCD: se fosse semana anterior, eu falaria que está tudo ótimo, passei três semanas felizes pra caramba... mas desde segunda que estou extremamente ansioso, principalmente após ler o conto e da relação com minha namorada... tivemos uma relação na sexta a tarde, antes de sair a noite. Quando chegamos do bar, fomos dormir e acordamos de madrugada. Continuamos e tive orgasmo pela segunda vez... descansamos mais um pouco, iniciamos a terceira... embora tivesse ereção, fiquei uns 10 minutos com penetração e nada. No fim, fiquei só cansado.
Eu sei que, racionalmente, meu corpo já estava esgotado. Talvez aquela hora seria dizer um não, pois já estava cansado - e satisfeito também. Mas após essa terceira já começam um monte de questões: "porque não conseguiu terminar?", "será que você estava gostando mesmo?", "outros caras por aí são mais 'machos' que você"... e a mente fica nesse loop infinito, aumentando as questões, duvidando de si, de sua sexualidade. É horrível. Você fica com medo de ver um homem e sua mente já começar a te atordoar, com imagens/pensamentos. Começo a sentir palpitação e até suor na mão.
No sábado encontrei de novo minha namorada, libido zero. É ÓBVIO! Depois de três vezes ainda quer continuar, não sou robô... mas a mente vai me sabotando, me enganando.

Hoje cheguei do trabalho a tarde, deitei na cama e chorei. No fim, eu perguntei: mas porque estou chorando? Tenho que trabalhar a noite, mas o que queria era continuar deitado, peito apertado. Tem hora que o controle sobre os pensamentos está tranquilo, consigo entender que são só pensamentos, mas essa semana os pensamentos estão vencendo. É uma ansiedade horrível, medo, angústia. Acho que só quem passa sabe o que estou dizendo...
Mas sei que dias melhores virão, para todos. O importante é continuar a caminhada.
Abraços e paz.
avatar
Mensagens : 22
Data de inscrição : 28/08/2016
Idade : 32
Localização : Santa Rita, PB
Ver perfil do usuário

Meu Grande Amigo!

em 17/8/2017, 23:22
Tive minha primeira relação aos vinte e sete anos e estava no auge da pornografia e não foi legal no sentido de prazer. Com pouca sensibilidade no Pênis eu não senti aquele prazer que eu imaginei quando me masturbava. Infelizmente foi assim em quase todas as relações. Só estou tendo um prazer legal agora com minha parceira por que eu não assistir mais pornografia e não me masturbei.
Se você estiver sem pornografia e masturbação eu acredito que vai dar tudo certo. Um grande abraço.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 1065
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 18/8/2017, 00:16
Eaí meu irmão! É sempre bom ter notícias suas e saber como você está, me importo contigo e fico feliz que de vez em quando vc apareça para dar notícias.

Mano, eu me identifico bastante contigo e entendo muito bem esses teus sentimentos de insegurança, ansiedade e medo. Como vc mesmo disse, a gente precisa aprender a lidar com esse tipo de coisa e continuar a nossa caminhada. Vou comentar algumas coisas sobre o que vc falou, quem sabe te ajuda.

Você disse que leu um conto... pois bem, o conceito de P é todo material artificial que tem como objetivo causar excitação sexual, então isso que vc fez é consumir P. O correto seria vc ressetar teu contador de dias, se ainda tiver um. Nós somos viciados cara, isso é algo difícil de aceitar no nosso íntimo, mas nós já atingimos um nível em que não nos será mais possível consumir isso de vez em quando de modo "saudável" e manter as coisas sobre controle. Vc disse que queria ser como os outros caras que estão aí fora vendo P. Será que quer mesmo isso? Acho que você é melhor do que esse tipo de cara. Eu mesmo já pensei assim, sempre me menosprezando e querendo ser como os outros caras, mas hoje eu não penso mais assim, primeiro eu sei que não há nada de errado comigo, que eu sou tão bom quanto qualquer outro cara normal por aí... talvez o fato de vc estar pensando assim seja pq a tua autoestima não está legal. A minha não é das melhores, mas hoje eu consigo gostar de mim mais do que antes.

Sobre a masturbação. Acho que vc deveria cortar isso cara, é algo totalmente possível. Tenho certeza que depois que vc "termina" vc não se sente bem e feliz, correto? Deve ficar lá se sentindo mal, vazio... e outra é muito difícil controlar os pensamentos nessa hora, será mesmo que vc não está fantasiando durante essa prática? Fantasias sexuais ativam os mesmos caminhos neurais que a P em nosso cérebro. Então isso está prejudicando o seu reboot. Procure obter prazer através de práticas saudáveis: ouvir uma música, tomar um banho, cuidar da tua casa, da tua aparência, sair pra caminhar, socializar, visitar algum lugar, fazer exercícios, fazer algum esporte... isso tudo exige mais esforço, mas a satisfação será maior depois. Sei que pode ser difícil se segurar, tem dias que é complicado, mas esses dias passam, te garanto que mesmo sem vc se masturbar essa fissura passa. Os dias que realmente são difíceis são minoria, se vc não ceder a eles, eles vão ficar cada vez menos frequentes, mas se vc continua cedendo a eles daí eles vão estar sempre presentes na sua vida. E outra, vc tem uma mulher, então se guarde pra ela irmão.

Mano o HOCD pega mesmo pela insegurança, mas com paciência e firmeza no reboot, nós vamos ficar cada vez melhores... tenho certeza disso. O teu desempenho é normal, como de qualquer cara, se vc ler o relato de alguns caras aqui vai ver que quase todos passam pela mesma coisa que vc, essa insegurança toda, essa cobrança, mas vc sabe que elas não tem motivos concretos pra existirem, não é? Lógico, somos homens e esse tipo de fraqueza faz parte, não somos perfeitos, mas queremos ser melhores, só não se cobre demais, tenho certeza que quanto mais formos amadurecendo melhor vamos lidar com isso tudo.

Todos passamos por momentos de tristeza, a gente tá aprendendo a lidar com nossas emoções agora...  coloque pra fora aquilo que vc sente, faz bem, mas tente ver o porquê de vc estar assim e aproveite esses momentos pra se conhecer melhor e buscar teu autodesenvolvimento.

A gente precisa sair da nossa zona de conforto e tem hora que isso cansa né cara. Eu por exemplo, ao mesmo tempo que quero mudar e ser um cara ativo pra caramba, eu tô tão acostumado a vegetar em frente ao pc, que parece que ainda preciso desse tempo com isso, não consigo me libertar totalmente disso ainda, mas se a gente continuar se esforçando nós vamos continuar evoluindo e uma hora atingiremos um patamar mais próximo do homem que podemos ser.

Mano, desde que troquei ideia contigo a minha vida mudou bastante, depois do que vc me falou eu mudei muito e passei a acreditar que eu podia fazer tantas coisas e ser um homem pleno e feliz, te devo muito, saiba que tem um amigo aqui e sempre que precisar pode contar comigo. Se quiser conversar vc pode me mandar um e-mail também, é só clicar no envelope em baixo da minha foto de perfil.

Te desejo muita força! Estou sempre torcendo por vc e espero vê-lo ainda melhor!
Um grande abraço! Se cuida! Fique com Deus!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 142
Data de inscrição : 18/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 18/8/2017, 05:07
Não conhecia seu diário, sua história é muito chocante. Parabéns pela evolução na vida de forma geral e podes ter certeza que seu desempenho com sua namorada é bom, até porque criamos a imagem que o homem deve ser uma máquina de sexo já que vemos isso nos vídeos pornográficos. Um tapa na minha cara que aprendi lendo seu diário foi esse negócio de colocar o sexo num pedestal. Vou fazer um relato sobre esse assunto no meu diário.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t5463-diario-do-sheik

1ª tentativa: 81 dias sem PMO
2ª tentativa: 43 dias sem PMO
3ª tentativa: 98 dias sem PMO
4ª tentativa: 10 dias sem PMO
5ª tentativa: 27 dias sem PMO
6ª tentativa: 26 dias sem PMO
7ª tentativa: 25 dias sem PMO
8ª tentativa: 100 dias sem PMO
9ª tentativa: 14 dias sem PMO (*)
(*) recaída sem MO.

Maior tempo sem sexo: 67 dias
Maior tempo sem orgasmo (hard mode): 50 dias
Maior tempo sem masturbação: 69 dias
Sem PMO desde: 11/04/2018
Sem MO desde: 18/06/2018

Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 4/9/2017, 20:36
Olá meus amigos.
Minha última participação aqui foi no dia 17/08. De lá para cá, pouca coisa mudou.

A. Em relação ao sexo com a namorada: Está ótimo. Lembro que nas minhas primeiras relações tinha medo de troca de posições. Hoje fazemos ao menos com duas trocas e me sinto bastante tranquilo. A camisinha não é problema, mas sinceramente fazer sem ela é bem melhor. A libido e o desejo estão ok também... por exemplo, se transamos no domingo, lá pela quarta já estou quase subindo pelas paredes. É aí que mora o problema, pois não conseguimos nos ver sempre... fica difícil gerenciar todo esse tesão acumulado. Tem semanas que, infelizmente, ainda caio na masturbação. Sei que é um vício e tenho noção desse problema. Mas para quem passava quatro horas no PC tentando ver o "filme perfeito", já é uma vitória. É pouco, mas é uma vitória. Sei que posso ser melhor e vocês já me deram tantas dicas (amigo Brit, muito obrigado por tudo).

B. Pornografia online: Já faz um ano que não vejo vídeos. Semana passada caí em ver imagens no Google... e não, não foi bom. Até estava quando via imagens hetero... mas aí vi uma imagem de dois caras. Não sei o porque, mas aquilo fica na minha mente. Eu luto, mas ela fica. Parece que minha mente me engolfa em perguntas infundadas: "você não queria estar naquela imagem?", "você não queria dar para aquele cara?" e por aí vai... Tem horas que o TOC (que aqui ficou conhecido como HOCD) está bem controlado, tem horas que é um descontrole completo. Uma frase de um outro usuário do fórum passa a sensação que tenho: "será que não estou dentro do armário?". Eu sei que não, claro que não, me sinto um idiota escrevendo isso... mas me sinto assim quando estou "bom". Quando não estou, parece que sou escravizado pelos meus pensamentos. Esses dias tive até receio de ir no banheiro masculino, de alguém "me pegar" ou eu "pegar" alguém. É horrível. A mão soa e a ansiedade vai lá a mil. Tento fazer a técnica do mindfullness, mas nem sempre é fácil. Esses questionamentos vão além disso... por exemplo, quando escrevo no whats para minha namorada "Te amo", minha mente prega peças no sentido: "você ama mesmo?", "o que é amar?", "Será que eu sei o que é amar?". Fiquei pensando nos orgasmos nas relações sexuais "será que é só isso mesmo?", "será que transar com outro cara não dá um orgasmo melhor?", "E se eu deixar de gostar de mulher?"... são coisas tão infundadas. Se não fosse bom, não a procuraria (e na grande maioria das vezes sou eu que a procuro...). Passo horas e horas lendo sobre TOC na internet. Tem horas que espero a hora do banho para chorar no chuveiro. Tem horas que eu não gosto de ser eu.

C. Sou feliz? Sim, eu sou... Mas eu queria não pensar tanto e nem ser escravizado pela minha própria mente. Parece que eu vivo mais pensando do que no mundo concreto. E como todo bom portador de TOC, todo pensamento é realidade... e é horrível. Vou cotar seriamente a ida no psiquiatra para acalmar esses pensamentos. Posso falar que estou bem agora, mas não sei como estarei amanhã.

Vou levando, meus amigos, como me é permitido. Me abrir e estar em um relacionamento me trouxe muitas coisas boas que até não tinha sentido. Mas ao mesmo tempo me trouxe essa série de pensamentos que também não tinha (isso não quer dizer que não tinha TOC... sempre tive, mas relacionado a doenças, morte...). No fim, eu queria ser só um cara que curte sua namorada. E eu curto? DEMAIS... a gente sai demais, passeia, se diverte, namora muito. Mas aí vem a minha mente ferrada e pergunta: "será que curte mesmo?". É foda.

Um abraço a todos e muita, muita paz.
avatar
Mensagens : 110
Data de inscrição : 22/08/2017
Idade : 42
Localização : São José do Rio Preto / SP
Ver perfil do usuário

Ola

em 4/9/2017, 21:04
RYUDO escreveu:Olá meus amigos.
Minha última participação aqui foi no dia 17/08. De lá para cá, pouca coisa mudou.

A. Em relação ao sexo com a namorada: Está ótimo. Lembro que nas minhas primeiras relações tinha medo de troca de posições. Hoje fazemos ao menos com duas trocas e me sinto bastante tranquilo. A camisinha não é problema, mas sinceramente fazer sem ela é bem melhor. A libido e o desejo estão ok também... por exemplo, se transamos no domingo, lá pela quarta já estou quase subindo pelas paredes. É aí que mora o problema, pois não conseguimos nos ver sempre... fica difícil gerenciar todo esse tesão acumulado. Tem semanas que, infelizmente, ainda caio na masturbação. Sei que é um vício e tenho noção desse problema. Mas para quem passava quatro horas no PC tentando ver o "filme perfeito", já é uma vitória. É pouco, mas é uma vitória. Sei que posso ser melhor e vocês já me deram tantas dicas (amigo Brit, muito obrigado por tudo).

B. Pornografia online: Já faz um ano que não vejo vídeos. Semana passada caí em ver imagens no Google... e não, não foi bom. Até estava quando via imagens hetero... mas aí vi uma imagem de dois caras. Não sei o porque, mas aquilo fica na minha mente. Eu luto, mas ela fica. Parece que minha mente me engolfa em perguntas infundadas: "você não queria estar naquela imagem?", "você não queria dar para aquele cara?" e por aí vai... Tem horas que o TOC (que aqui ficou conhecido como HOCD) está bem controlado, tem horas que é um descontrole completo. Uma frase de um outro usuário do fórum passa a sensação que tenho: "será que não estou dentro do armário?". Eu sei que não, claro que não, me sinto um idiota escrevendo isso... mas me sinto assim quando estou "bom". Quando não estou, parece que sou escravizado pelos meus pensamentos. Esses dias tive até receio de ir no banheiro masculino, de alguém "me pegar" ou eu "pegar" alguém. É horrível. A mão soa e a ansiedade vai lá a mil. Tento fazer a técnica do mindfullness, mas nem sempre é fácil. Esses questionamentos vão além disso... por exemplo, quando escrevo no whats para minha namorada "Te amo", minha mente prega peças no sentido: "você ama mesmo?", "o que é amar?", "Será que eu sei o que é amar?". Fiquei pensando nos orgasmos nas relações sexuais "será que é só isso mesmo?", "será que transar com outro cara não dá um orgasmo melhor?", "E se eu deixar de gostar de mulher?"... são coisas tão infundadas. Se não fosse bom, não a procuraria (e na grande maioria das vezes sou eu que a procuro...). Passo horas e horas lendo sobre TOC na internet. Tem horas que espero a hora do banho para chorar no chuveiro. Tem horas que eu não gosto de ser eu.

C. Sou feliz? Sim, eu sou... Mas eu queria não pensar tanto e nem ser escravizado pela minha própria mente. Parece que eu vivo mais pensando do que no mundo concreto. E como todo bom portador de TOC, todo pensamento é realidade... e é horrível. Vou cotar seriamente a ida no psiquiatra para acalmar esses pensamentos. Posso falar que estou bem agora, mas não sei como estarei amanhã.

Vou levando, meus amigos, como me é permitido. Me abrir e estar em um relacionamento me trouxe muitas coisas boas que até não tinha sentido. Mas ao mesmo tempo me trouxe essa série de pensamentos que também não tinha (isso não quer dizer que não tinha TOC... sempre tive, mas relacionado a doenças, morte...). No fim, eu queria ser só um cara que curte sua namorada. E eu curto? DEMAIS... a gente sai demais, passeia, se diverte, namora muito. Mas aí vem a minha mente ferrada e pergunta: "será que curte mesmo?". É foda.

Um abraço a todos e muita, muita paz.

Ryudo, boa noite.
Meu relato é parecido com o seu.
Logo no inicio do meu fórum, o amigo brit escreveu à mim sobre o HOCD:

"Brother, o melhor conselho que eu posso te dar é pra vc ignorar todos os pensamentos que queiram te colocar pra baixo, ignore os pensamentos que vão tentar te convencer que vc é gay, não busque dar respostas as suas dúvidas, apenas ignore."

Achei este conselho otimo, por isso estou passando a voce. Não lute com os pensamentos HOCD, apenas ignore.

Leve a serio o reboot, nao veja P de nenhum genero.
Se Deus quiser, ficaremos livres.

Um grande abraço.

_______________________________________
Marcos


http://www.comoparar.com/t5665p25-minha-vida-luta#136348
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 5/9/2017, 16:03
Ryudo, boa noite.
Meu relato é  parecido com o seu.
Logo no inicio do meu fórum, o amigo brit escreveu à mim sobre o HOCD:

"Brother, o melhor conselho que eu posso te dar é pra vc ignorar todos os pensamentos que queiram te colocar pra baixo, ignore os pensamentos que vão tentar te convencer que vc é gay, não busque dar respostas as suas dúvidas, apenas ignore."

Achei este conselho otimo, por isso estou passando a voce. Não lute com os pensamentos HOCD, apenas ignore.

Leve a serio o reboot, nao veja P de nenhum genero.
Se Deus quiser, ficaremos livres.

Um grande abraço.

Amigo Marc, eu tento seguir essa dica sim... mas tem horas que minha mente está tão cansada que não consigo.
Agora, por exemplo, estou tranquilo. No período da manhã estava com uma tristeza horrível, mas agora passou. Estou me dedicando na apresentação de minha qualificação de mestrado, que será amanhã.
Meu problema é ficar fuçando a internet, pesquisando e imaginar que aquilo pode ser eu. Um exemplo: um cara casou com uma mulher, mas depois fugiu com o amante homem. Eu já penso que pode ser eu, já fico duvidando que amo minha namorada, quero me separar e acho que tenho que ficar sozinho e infeliz para o resto da vida. É muita catastrofização de pensamento. Eu sofro por pensar coisas que não ocorrem e não ocorreram.
Uma vez conversando com o Brit lembro de algo que disse a ele, mas ainda não coloquei em prática: quando vejo um homem, quero ser como ele. As vezes minha alto-estima cai lá em baixo... e cara, não sou feio, sou inteligente, gosto de me comunicar, de me socializar, minha pegada é boa... não sei porque fico com isso. Tem semanas que estou ótimo, mas tem dias que bate uma tristeza.
A dúvida de ser homossexual é a pior. Uma vez eu até pensei em ir, sei lá, a uma boate gay. Mas isso não entra na minha cabeça. Eu não me imagino beijando um cara e tendo relações com ele. Mas a minha cabeça coloca toda hora um "será", "se"... que atormenta. Como disse, tem semanas que isso zera... mas tem dias que vivo um inferno mental.
Eu sei que também tenho que parar de ver qualquer tipo de imagem na internet. Tenho que fazer esse compromisso comigo mesmo.
Hoje estou melhor. Obrigado pela ajuda.
Paz para todos.
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 5/9/2017, 16:44
Coloquei um contador.
Cansei de ficar vendo imagens e com masturbação, por menor quantidade que seja.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 1065
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 5/9/2017, 20:32
Faala meu amigão!!

Parabéns pela atitude de zerar o contador! Gostei de ver! Mesmo sendo "apenas" imagens, pro nosso cérebro funciona do mesmo jeito que P qualquer estímulo artificial que seja usado como estímulo sexual deve ser considerado P. Agora sim você está voltando às origens do reboot, do programa que é proposto para curar o nosso cérebro tão judiado pela P e os problemas sexuais decorrentes, cuide do seu cérebro, dê um descanso a ele, ele está cansado já... continue buscando a paz, lembre-se desse seu objetivo tão nobre.

Algo fundamental pra esse objetivo é aprender a usar o pc com responsabilidade!

Outra coisa mano, sei como é difícil sair da zona de conforto, mas cara, você ficou tanto tempo na MO, já sofreu tanto por isso, dê um basta! Vejo que está sendo difícil vc largar esse velho hábito, mas mano, vc tem que deixar isso pra trás. Pra gente isso faz mto mal, eu não tô falando com base na minha experiência apenas, mas eu vi muitos caras aqui que diziam que iam voltar a praticar MO de forma controlada, mas eles logo admitiam que perdiam o controle e se esforçavam pra retornar pro hard mode. Nós não precisamos disso. Vc menos ainda.

Mano vc tem uma mulher maravilhosa do teu lado e a relação de vocês é muito forte, mto bonita e com muito amor. Sabe como eu sei isso? Só de ler teus relatos, dá pra sentir isso, vc conseguiu transmitir esse sentimento pra mim. Aquele teu relato da sua primeira vez com ela foi mto significativo, me ajudou demais a não alimentar certos medos. Acho que pra nós que vivemos o HOCD o maior medo é esse de estar vivendo uma mentira, de estar dentro do armário, e que uma hora vamos explodir, mas isso é apenas um medo. Cada um aqui tem seus próprios medos, e nós não temos o direito de achar que esse nosso medo é algo mais difícil de lidar, cada um sabe a dor que sente, a nossa não é maior nem menor que a de ninguém, são equivalentes. E quer saber? Apesar de seus medos estão todos aí vivendo suas vidas. Temos que ser fortes e viver apesar desse medo. Sim, eu tbém as vezes penso "estou apenas enganando a mim mesmo?" putz cara, isso dói demais dentro de mim se eu parar pra pensar... se eu for alimentar essas dúvidas, então o melhor que posso fazer é não pensar e conforme o tempo for passando isso deve ficar mais fácil de lidar. Independente da dúvida eu sei aquilo que eu desejo e vou buscar aquilo que eu desejo sem deixar nada me tirar desse caminho, além disso, aos poucos estou sentindo melhoras em relação a isso graças ao reboot, então, tenho que ter paciência e continuar melhorando, não posso recuar nesse processo.

Gostei muito de saber que você se sente feliz. Assim como vc eu tbém tenho outros problemas a serem superados, na minha mente imagino tanta coisa, vivo tanta coisa, passo por tanta coisa, mas na realidade eu me sinto muuuuuito travado e sei que apenas eu mesmo estou me limitando, é isso que vc disse, nós pensamos demais e fazemos de menos. Outro dia vi um relato de um cara dizendo que ele estava em um lugar bem deserto e queria dar um grito e ele não conseguia, nada o impedia de fazer isso, apenas ele mesmo, não me lembro se no final ele conseguiu gritar, acho que sim, mas eu sou exatamente assim, não consigo fazer certas coisas, ter atitudes e apenas eu mesmo estou me limitando, quem sabe fazendo um pouco de terapia resolvo isso.


Ryudo, eu queria te fazer uma pergunta, se vc achar que ela é muito pessoal e não se sentir a vontade pra falar isso eu entendo, não vou me ofender nem nada, mas eu lembro que vc falou pra sua namorada que era virgem e ela te confidenciou que tbém era né... queria saber se depois você se arrependeu de ter contado isso pra ela? Queria saber como vc se sentiu por ter "confessado" isso a ela? Pergunto isso pois eu tenho vontade de perder a minha virgindade com uma mulher especial que eu tenha uma relação bacana e fico com essa dúvida, será que vale a pena confessar isso? Se quiser vc pode me mandar um e-mail tbém clicando no envelope embaixo da minha foto de perfil.

Mano, esses dias completei o reboot de 90 dias, ainda não vou escrever minha história de sucesso, mas deixei uma mensagem de agradecimento e incentivo lá no meu diário pra galera que me ajudou e quero que vc saiba que foi um dos que mais me ajudou, vê lá.

Força aí parceiro! Sucesso na tua qualificação do mestrado! Vai com tudo campeão! Estou aqui torcendo por você, te desejo uma ótima sorte e vou fazer uma oração aqui pra vc. Pra que tudo ocorra bem e vc dê o melhor de si mesmo! Abração!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 5/9/2017, 21:31
Brit, meu amigo, como é bom ler as suas respostas. E eu concordo com tudo o que você disse.

Também achei que estava na hora do contador. Cansei de me autosabotar, de falar "só mais uma vez", "só mais uma imagem". Quero me limpar e me afastar disso. Totalmente, agora.

Cara, o TOC é uma coisa horrível. Tem horas que não me aguento de tanta felicidade, tem horas que o meu pensamento tortura. Ele amplia quando vejo pornografia. Por isso tenho que me afastar de vez de qualquer fonte externa. Eu tenho também que parar de pesquisar sobre TOC, HOCD, ler um monte de coisa. Tenho que ser produtivo na frente do PC e não procrastinando.

E cara, você sabe que não estamos nos enganando. Estamos, apenas, nutrindo uma mentira/fantasia mental e superestimamos o valor dela. O que temos que fazer? VIVER! Viver apesar de tudo. É o que estamos fazendo. Vivendo cada dia, nas suas possibilidades. E claro, buscar a felicidade, que pode ser encontrada em pequenas coisas (pode parecer piegas, mas é verdade!). E sim, tenho uma namorada maravilhosa! Eu não poderia ter outra melhor! Sei que a amo e também sei que sou amado!

Brit, uma ida a terapia sempre é bom. Para mim, me ajudou muito. Quando você diz, por exemplo, que não consegue ter atitudes... pense, que atitude? O que você gostaria de fazer e não faz? Se não faz, porque? Cara, vou te falar uma coisa... você já viu quantas pessoas você já ajudou aqui neste espaço virtual? Você é cheio de qualidades. Orgulhe-se do homem que você é.

Não tem problema em fazer essa pergunta. Eu ia explodir caso não contasse para ela. Eu percebia que pelo jeito que ia as coisas entre nós, ia rolar. Eu queria muito, cara, mas e a pressão que a gente cria para nós mesmos? Então eu contei... para aliviar do sofrimento que eu passava. Ela reagiu bem tranquila, mas ficou surpresa. Lembro certo da resposta "Também tenho uma coisa para te falar. Eu também sou". Hoje eu vejo que isso foi sensacional. Brit, eu tenho 30 e ela 27. Quando no mundo duas pessoas assim iriam se encontrar? A gente aprendeu muito (e ainda aprende). Mas ela me confessou que se eu não contasse para ela, não desconfiaria que era a minha primeira. Qual o segredo? Carinho, atenção, dar tempo e espaço para ela, muito carinho, ir devagar. Vou te dizer uma coisa e acredite em mim... Você vai saber o que tem que fazer. Está tudo programado aí dentro de você. Só ache alguém legal para compartilhar esse momento. Agora, contar ou não.. só cabe a você decidir. Avalie o contexto, a parceira...

Fiquei muito contente com seus 90 dias. Pagaria uma rodada de chopp para você, haha! Você merece muito. E não tem ideia do quanto me ajuda! Também estou sempre torcendo para você!

Muito obrigado pela oração! Vai dar tudo certo amanhã!

Meu amigo, muito obrigado.
Obrigado por tudo.
Abração e paz para todos!!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 1065
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 5/9/2017, 22:18
Poxa meu irmão fiquei feliz demais ao ler a tua resposta, bom, o sentimento é recíproco, tbém me sinto bem lendo as tuas mensagens, mas confesso que não tinha noção mesmo de que eu realmente te ajudava de alguma forma, não tenho nem palavras pra agradecê-lo, em especial isso que você me disse: pra eu ter orgulho do homem que sou... essa me atingiu em cheio, me tocou profundamente. Quando nos propormos a ajudar um amigo a gente consegue tirar o melhor de nós mesmos, é muito louco isso, vamos evoluindo juntos, teus conselhos eu vou levar pra vida toda cara. Aquilo que eu falei de atitudes são algumas coisas gerais que eu queria conseguir fazer, mas não consigo, travo, mas nada muito preocupante, eu apenas pretendo evoluir em outros aspectos da minha personalidade. Sobre a sua relação com a namorada, isso que vc falou "Quando no mundo duas pessoas assim iriam se encontrar?" é verdade, isso foi totalmente mágico, inexplicável que duas pessoas tão raras tenham se encontrado nesse mundo gigante, coisa de alma gêmea, um plano divino... não sei, mas é algo mto bonito e fico feliz de vc ter compartilhado isso aqui. Obrigado por responder, vou refletir, e ter paciência, até conseguir encontrar uma boa mulher pra ter ao meu lado Very Happy "Pagaria uma rodada de chopp para você, haha! Você merece muito." haha valeu irmão! Sim dará tudo certo! Tamo junto! Eu que te agradeço, tem me ajudado a evoluir muito mesmo. Sou grato por essa amizade.

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 8/9/2017, 10:32
Três dias sem masturbação ou pornografia.
Pode parecer pouco, mas é um passo. Não estou com vontade de P, mas de M sim. Mas vou resistindo, fazendo outras atividades.
Vi minha namorada quarta e quinta, mas não nos relacionamos. Ela está com gripe forte. Isso é o legal: não precisa do sexo para complementar. Estou com vontade, sim, mas estar ao lado dela, abraçar, passear e também cuidar dela me faz muito feliz.
TOC em relação ao HOCD: extremamente baixo.
Paz para todos!

_______________________________________
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 10/9/2017, 09:48
Oi pessoal, bom dia!
Atualizando o diário:

- Sexta-feira: encontrei minha namorada e fomos sair, tinha uma feira na cidade. Andamos e comemos alguma coisa. Ambos estávamos com muita vontade de relação sexual. Eu estava subindo pelas paredes mesmo. Fomos para um motel e foi ótimo. Voltamos para a feira e assistimos um show.

- Sábado: Vim para o apartamento dela. Conversamos um pouco, depois fui tomar banho. Deitamos na cama e acabou rolando mais um vez. Não estava com tanto tesão quanto estava na sexta, mas foi legal. Dica: camisinha de morango OLLA é horrível. Perdi toda a sensibilidade. Vou continuar com a que eu sempre uso. Depois fizemos a janta e tomamos vinho no sofá. Exagerei no vinho e acordei de madrugada suando, quase passei mal.

- Domingo (agora): acordei e já estava muito animado. Começamos a trocar carícias e acabou levando mais uma vez à relação. Mas quando faço sequencial (todo dia) a camisinha tira um pouco a sensibilidade. Acabei não gozando, mas curti pra caramba enquanto fiz a penetração sem ela. Estamos conversando para tirar a camisinha da relação.
PS. Se fosse outros tempos, já ia ficar encanado por não ter gozado. Ia pensar um monte de maluquices. Hoje o que eu mais quero é curtir estar com ela, o momento. É isso que vale. E vejo o quanto gosto de ficar com ela e não apenas na relação sexual. Mas fazer o café, comida, dormir ao lado dela, trocar carinho. É nisso que tenho que me concentrar, nessa felicidade!!!

Continuarei sem pornografia e sem masturbação. Essa é minha meta!!

Mais uma novidade: adquiri o livro "Mindfullness for OCD". Deve chegar no fim dessa semana. Prometo ir traduzindo e colocando aqui para vocês.

Abraços e paz, muita paz para todos!!!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 717
Data de inscrição : 15/08/2017
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 10/9/2017, 09:52
RYUDO escreveu:Oi pessoal, bom dia!
Atualizando o diário:

- Sexta-feira: encontrei minha namorada e fomos sair, tinha uma feira na cidade. Andamos e comemos alguma coisa. Ambos estávamos com muita vontade de relação sexual. Eu estava subindo pelas paredes mesmo. Fomos para um motel e foi ótimo. Voltamos para a feira e assistimos um show.

- Sábado: Vim para o apartamento dela. Conversamos um pouco, depois fui tomar banho. Deitamos na cama e acabou rolando mais um vez. Não estava com tanto tesão quanto estava na sexta, mas foi legal. Dica: camisinha de morango OLLA é horrível. Perdi toda a sensibilidade. Vou continuar com a que eu sempre uso. Depois fizemos a janta e tomamos vinho no sofá. Exagerei no vinho e acordei de madrugada suando, quase passei mal.

- Domingo (agora): acordei e já estava muito animado. Começamos a trocar carícias e acabou levando mais uma vez à relação. Mas quando faço sequencial (todo dia) a camisinha tira um pouco a sensibilidade. Acabei não gozando, mas curti pra caramba enquanto fiz a penetração sem ela. Estamos conversando para tirar a camisinha da relação.
PS. Se fosse outros tempos, já ia ficar encanado por não ter gozado. Ia pensar um monte de maluquices. Hoje o que eu mais quero é curtir estar com ela, o momento. É isso que vale. E vejo o quanto gosto de ficar com ela e não apenas na relação sexual. Mas fazer o café, comida, dormir ao lado dela, trocar carinho. É nisso que tenho que me concentrar, nessa felicidade!!!

Continuarei sem pornografia e sem masturbação. Essa é minha meta!!

Mais uma novidade: adquiri o livro "Mindfullness for OCD". Deve chegar no fim dessa semana. Prometo ir traduzindo e colocando aqui para vocês.

Abraços e paz, muita paz para todos!!!
Parabéns pelo fim de semana, ainda espero ter um fim de semana assim. Sobre tirar a camisinha da relação, acho meio perigoso, ela vai acabar engravidando assim

_______________________________________
Clique aqui para acompanhar meu diário
avatar
Mensagens : 1065
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 10/9/2017, 12:17
Bom domingo aí meu irmão!

Cara, é isso aí, agora sim estamos levando o reboot a sério... olha como vc ficou completamente limpo nesses 5 dias, continue assim brow! Tá indo bem demais e melhorando absurdamente a cada dia!
Vou compartilhar uma reflexão que acabei de ler no diário do Chabal:
Chabal escreveu:Percebo que o ser humano não tem fisiologia para ejacular todos os dias. Embora possa conseguir, a energia despendida com isso é muito grande.
O problema é que as mulheres não gastam tanta energia no ato sexual, assim elas cobram sexo com mais frequência. Lidar com isso, é complicado.
Estou tentando administrar isso em casa. Mas, às vezes, é estressante.
Interessante o livro mano, assim como 99% dos caras que tem HOCD eu tbém tenho outros toc's eles não me incomodam tanto, são coisas bobas que faço, tipo uns jogos mentais, umas contagens mentais, sincronização de ações, etc mas acho difícil me livrar deles. Vou acompanhar as tuas observações sobre o livro, quem sabe o compre tbém mais pra frente.

Ryudo, tô sempre aqui acompanhando teu diário, qualquer dificuldade pode contar comigo, se precisar ou quiser conversar pode me mandar um e-mail tbém é só clicar no envelope abaixo da minha foto e perfil.

Abraço!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 11/9/2017, 22:32
Gregory, fique tranquilo que você chegar a ter finais de semana assim! Agora pense, tem outras coisas boas para fazer, não é mesmo? Aproveite para sair com os amigos, paquerar, ler, ouvir música, conhecer novos lugares... tem muita coisa para ser feita! Em relação à gravidez: ela usa anticoncepcional. E também sempre estamos utilizando camisinha, é que agora eu "cansei" mesmo de usar.

Brit, meu amigo, sinta-se a vontade para vir no diário e comentar. Nós aprendemos uns com os outros e estou aqui para aprender!

Ainda em relação ao domingo:
Fiquei até a noite no apartamento da namorada. Na hora de ir embora, acabamos nos relacionando mais uma vez , estava com vontade também. Como não tinha mais camisinha, fizemos sem ela. Mas para "terminar", fizemos M mútua. Não vou reiniciar o contador porque não acredito que isto interfira. Mas já disse para ela que não quero ficar "viciado" na relação dessa forma. Mas foi bom!

Hoje:
Sem vontade alguma de M ou P. HOCD muito baixo. Hoje tomei banho gelado (realmente é bom) e pratiquei caminhada.

Aos amigos: força!! E paz!!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 110
Data de inscrição : 22/08/2017
Idade : 42
Localização : São José do Rio Preto / SP
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 12/9/2017, 06:37
RYUDO escreveu:Gregory, fique tranquilo que você chegar a ter finais de semana assim! Agora pense, tem outras coisas boas para fazer, não é mesmo? Aproveite para sair com os amigos, paquerar, ler, ouvir música, conhecer novos lugares... tem muita coisa para ser feita! Em relação à gravidez: ela usa anticoncepcional. E também sempre estamos utilizando camisinha, é que agora eu "cansei" mesmo de usar.

Brit, meu amigo, sinta-se a vontade para vir no diário e comentar. Nós aprendemos uns com os outros e estou aqui para aprender!

Ainda em relação ao domingo:
Fiquei até a noite no apartamento da namorada. Na hora de ir embora, acabamos nos relacionando mais uma vez , estava com vontade também. Como não tinha mais camisinha, fizemos sem ela. Mas para "terminar", fizemos M mútua. Não vou reiniciar o contador porque não acredito que isto interfira. Mas já disse para ela que não quero ficar "viciado" na relação dessa forma. Mas foi bom!

Hoje:
Sem vontade alguma de M ou P. HOCD muito baixo. Hoje tomei banho gelado (realmente é bom) e pratiquei caminhada.

Aos amigos: força!! E paz!!

Bom dia.
Não reseta não "Mas para "terminar", fizemos M mútua. ".
O reset tem haver com P e não com namoro na vida real. As vezes isso acontece comigo tb. Não reseto kkk.
Abs.

_______________________________________
Marcos


http://www.comoparar.com/t5665p25-minha-vida-luta#136348
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 12/9/2017, 22:32
Continuando firme no reboot! Não é fácil e sei que agora a vontade fica cada vez maior, mas irei controlar!

Libido: alta
Vontade de M: alta
Vontade de P: baixa
HOCD: muito baixo

_______________________________________
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 14/9/2017, 17:06
Mais um dia sem pornografia ou masturbação. Mas a vontade continua.
Libido - alta
Vontade de P ou M - média
HOCD - Baixo

Pessoal, chegou o livro "The mindfulness worbook for OCD". Em relação ao HOCD não é muita coisa (p 129 - 141). Prometo ir traduzindo aos poucos e colocando aqui.

Paz para todos.

_______________________________________
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 14/9/2017, 18:06
Tradução pp. 129 - 130

Orientação Sexual OCD (HOCD)

A prevalência de obsessões de orientação sexual é muitas vezes subestimada. Monnica Williams e Samantha Farris (2011) descobriram que 8 por cento dos pacientes com TOC identificaram os sintomas como atualmente obcecados pela orientação sexual e 11,9 por cento apresentaram sintomas em algum momento ao longo de suas vidas. O problema é que as pessoas tendem a não obter tratamento e evitar falar sobre isso, porque tantas pessoas têm opiniões muito variadas sobre o que significa ter diferentes tipos de pensamentos sexuais.
Orientação sexual TOC é freqüentemente designado como HOCD ("H" para "homossexual") ou TOC gay, embora não seja exclusivo para heterossexuais, e alguém que se identifica como homossexual pode facilmente ser atormentado por medos obsessivos de ser heterossexuais. Orientação sexual TOC é o medo de não ter certeza de sua orientação, emparelhado com o medo de nunca poder ter um relacionamento saudável e amoroso com um parceiro para quem se sente genuinamente atraído. O medo obsessivo está enraizado no terror de viver com incerteza, não apenas sendo uma orientação ou outra.
Aqui estão algumas obsessões comuns em HOCD:

  • Temor que a presença de pensamentos, sentimentos ou sensações contrários à sua orientação original significa que agora você está definido por outra orientação;
  • Medo de viver "na negação" de sua orientação sexual;
  • Medo de os outros vêem você como sendo de uma orientação diferente;
  • Temor que as situações da vida sejam indicadores de questões de orientação (por exemplo, relacionamentos problemáticos, gostos na música, mudanças na libido);
  • Ter medo de que as experiências passadas provem que você é de uma orientação diferente;
  • Ter medo de que os sentimentos por amigos sejam indicadores de atração sexual;
  • Medo de que reconhecer qualidades atraentes em alguém significa que você está orientado para esse gênero.

O livro nos deixa um questão: Quais são algumas das formas em que o seu HOCD se apresenta?

_______________________________________
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 17/9/2017, 18:00
Saudações, pessoal. Atualizando o diário.

Fiquei de domingo a sábado sem masturbação. Infelizmente, no sábado, acabei de masturbando. Sem fantasias, sem nada. Só que estava com o tesão lá em cima e na hora do banho, que para mim é a pior, acabei caindo. Não estou me sentindo derrotado, nada disso. Sei que não deveria, sei que deveria focar em outras coisas no banho, mas a vontade falou mais alto. Agora é reiniciar o contador.

Na sexta feira tive uma relação com a namorada. Saímos para comer alguma coisa e acabamos no motel. Foi bom, embora ela disse que estava com ardência. Estava com outra camisinha diferente da que eu uso e a sensibilidade diminui um pouco. Mas foi bom. Sábado e domingo (hoje), nos encontramos, mas não tivemos relação sexual. No domingo ficamos um tempo na cama, depois do almoço, só trocando carinho e depois tiramos um cochilo. Isso vale tanto... me sinto tão bem dessa forma!

Pensei muito em relação ao HOCD esta semana. Não posso falar que zerou, mas é algo que simplesmente não me incomoda. Pensei inclusive em como a pornografia é capaz de alterar as nossas sensações e emoções. Não vejo mais graça em pornografia, parece que é algo frio, distante, sem calor, sem emoção. Para mim, que nunca havia me relacionado sexualmente, a pornografia era válvula de escape. Não enxergo mais a pornografia como algo excitante (embora goste de contos eróticos).
E sobre pornografia gay? Pensei sobre isso também. Não posso mentir que achava excitante ver vídeos dessa forma. Mas depois que se descobre o sexo real com uma mulher (e principalmente aquela que se ama!) isso desaparece. Não tenho a mínima vontade de ver vídeos dessa natureza. E todas as aquelas dúvidas ("e se eu for gay?") desaparecem quando não se luta contra. Uma vez eu respondi para mim: tá, e se eu for, qual o problema? Aí vem aquela voz, da verdade, interna: "fique tranquilo, que você sabe o que gosta e o que não gosta". Aí tudo passa. Não tenho que temer absolutamente nada.

Com o tempo, também se aprende sobre o seu próprio corpo. Que não somos máquinas de fazer sexo, também temos nosso período de descanso. Aprende-se a curtir de outras formas, não necessariamente a penetração. Esse um ano para mim valeu dez, em que muitos jovens aprendem sobre sexo. Eu tive fazer um "intensivão".

Contei para minha namorada sobre a pornografia. Contei que já fiquei quase quatro horas me masturbando. Contei também que faz um ano que não assisto vídeos pornográficos. Mas que vez ou outra, durante a semana, quando bate a vontade, me masturbo, apenas (essa semana que consegui fechar sem ela!).

Sei que estou muito feliz, pessoal, principalmente pela diminuição dos pensamentos obsessivos do HOCD. Estou vivendo uma paz que a muito tempo não sentia.

Paz para todos!!

_______________________________________
Mensagens : 64
Data de inscrição : 01/10/2016
Ver perfil do usuário

Re: Em busca de paz! - Diário do Ryudo

em 20/9/2017, 19:36
Olá pessoal, atualizando o diário.
Mantenho firme sem P ou M. Mas não nego que a vontade de M está alta.

Hoje fiquei pensando sobre a pornografia. Ela não dá tesão, ela ocupa nossos momentos ociosos ou de ansiedade. Mas aquilo não é tesão. Tesão é quando você está ao lado da namorada, começa a passar a mão... isso é o tesão real. A pornografia é fria.
Hoje me considero viciado. Tenho muitas coisas para fazer, mas a mente pensa: só um imagem, só um conto, só uma M. É igual o alcoolatra que fala "só mais uma". É triste constatar que sou um viciado, porém, dia a dia, conquistando muitas coisas que para mim eram impossíveis.

Vontade de P - Média
Vontade de M - Média
HOCD - Muito baixo

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum