Compartilhe
Ir em baixo
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty Real x Virtual.

em 18/12/2018, 23:05
O dia extremamente quente de hoje foi cansativo. Eu pensei em dar uma ida no cinema assistir á um filme legal, mas a fadiga do dia de hoje me desanimou completamente. Além disto eu estava com muita fome uma vontade louca de entrar debaixo de uma ducha fria. Acabei vindo pra casa.

O reboot segue. Não tenho sentido muita vontade de praticar MO e vou definir a pratica pra uma vez na semana em breve. Quanto á P, bom, Uma vez havia dito que tudo começa na mente. Imagens mentais que são fortalecidas á cada momento são de fato um ponto fraco pra todos nós. Tenho focado no real e tenho preenchido meu tempo ou lendo, ou escrevendo, ou ouvindo musica, ou fazendo qualquer outra coisa. Isso vem enfraquecendo aquela fissura mental de ver alguma coisa picante á cada dia na tela do PC. O controle desses impulsos aumentou consideravelmente nesses últimos dias.

Domi e Master muito obrigado pela atenção!

Acredito que eu tenha criado uma expectativa irreal em cima do cara e acabei me frustrando, mas no fim isso serviu logicamente pra saber qual é o meu gosto. Este ano eu tive apenas 4 experiencias sexuais, até em 2016 no primeiro ano havia ficado mais vezes com alguém. É importante levar em consideração que 2017 foi o ano de tentar recuperar minha ereção e por isso não rolou sexo com ninguém. De uma certa forma, eu sou inexperiente nesses assuntos então acho normal esse baque inicial. Confesso que fui SIM, repito, com a intenção pura de fazer sexo. Isso pode até soar como... devasso? Mas, sou realista ao dizer que quem entra numa sala de bate papo procurando o amor pra vida toda, tá no lugar errado. É obvio, não quer dizer que vou sair por ai ficando com um e outro sem pensar e isso reflete na quantidade de vezes que me envolvi com alguém durante todo esse ano. Mas eu tinha 4 opções naquela noite. Ou sexo real, ou MO, ou dormir na vontade, ou deixar um monte de pensamentos virem á minha mente (lembrando que já estava á 8 dias sem MO) e aumentar o risco de ter uma queda. Em outros tempos, eu ia desconsiderar todas as três primeiras opções então ainda considero um avanço ter saído de casa nem que seja pra me frustrar afinal de contas o reboot nos coloca de volta no mundo real, seja ele do jeito que for.

Sobre expectativas sobre mim, não sou de querer me achar ou me mostrar o CARA na cama. Sou um rapaz normal e em nenhum momento ao conversar com quem eu pretendo ter alguma relação sexual, prometo coisas INCRÍVEIS e descabíveis da realidade. Muito pelo contrário, pela minha falta de experiencia eu nem falo muito e acho que quem escuta de alguém esses tipos de coisas (seja homem ou mulher) e ACREDITA, precisa criar um pouco mais de senso crítico.

No mais, reboot seguindo!


psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty Rotina

em 19/12/2018, 22:47
Nada muito importante á relatar hoje galera. Talvez, foi o ultimo dia de aula. Vamos aguardar.

Master_DW
Master_DW
Mensagens : 682
Data de inscrição : 15/11/2018
Idade : 18

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 19/12/2018, 23:15
Força psico!! Se mantenha firme e na disciplina! Grande abraço!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t8521-estilo-de-vida-diario-de-um-homem


Objetivos iniciais:
1 dia
3 dias
7 dias
10 dias

Objetivos de médio prazo:
14 dias
21 dias ( Meu recorde)

Objetivos de longo prazo:
30 dias
60 dias
90 dias

avatar
Vencendo a DE
Mensagens : 53
Data de inscrição : 21/02/2018

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 19/12/2018, 23:15
Oi Psico! Acompanhando!

No auge do meu vício, eu mal procurava caras pra algo sexual. So beijo mesmo. Ai jogava várias desculpas: medo de doenças, falta de sentimento, etc. Mas a real era que o sexo p mim era mto sem graça. E o fantasma da DE me assombrava. Então, por esses dois motivos, eu quase nao transava quando estive solteiro, dos 19 aos 22 anos.
Nunca me esqueço uma vez q conheci um boy belissimo, fui no ap dele, suuuper gostoso, mas o bicho nao subiu de jeito nenhum.
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty "Recai" ?

em 20/12/2018, 20:17
Calma. Eu posso explicar.

Ontem, quarta feira, foi um dos dias os quais eu estipulei que poderia, se quiser, praticar MO. Mesmo que tenha conseguido ficar uma semana inteira sem nem pensar nisso e tenha realmente achado benéfico, ontem na hora do banho estava na dúvida se ficaria mais uma semana ou não. Até que algo aconteceu.

Já era meio tarde e eu tenho deixado pra tomar banho perto da hora de dormir por causa do calor. Durmo mais fresco e consigo pegar no sono melhor depois de uma ducha. E assim fiz, entrei no banheiro, tirei minha roupa e o que tinha na minha frente? O espelho do banheiro. E ele não é um espelho nada pequeno.

Eu confesso que tenho um corpo "atraente" e comecei á reparar. Não demorou muito e tive uma ereção. Da ereção começou a masturbação e bom... fui até o fim. O grande dilema é, foi em frente á um espelho e já relatei aqui uma vez sobre o meu... fetiche? por esse tipo de fonte de excitação, ainda mais se tratando do meu próprio corpo.

Fiquei na dúvida. Seria hipocrisia dizer que pratiquei MO somente pelas sensações sendo que na hora eu estava vidrado no que eu tava vendo na frente do espelho. E agora? Isso se poderia classificar como queda? Deveria resetar? O que eu faço?



Tirando esse fato de ontem, ainda me lembrando do que aconteceu no domingo, estou querendo marcar com algum rapaz pra ver o que pode acontecer. É realmente muito ruim você não conseguir se sentir excitado quando tem alguém te beijando todo e gostando disso. Acho que só vou conseguir apagar isso da minha mente depois de aproveitar de verdade o momento com outra pessoa.

No mais é isso gente. Nem acredito que estou conseguindo aguentar esse numero de dias! É um sonho kkkkk. Mas, comentem ai, o que eu faço? Reseto?
Domi1
Domi1
Moderador
Moderador
Mensagens : 788
Data de inscrição : 21/09/2015

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 21/12/2018, 13:00
Sim, você caiu.
Mas vou explicar o porque, utilizar o espelho é uma forma de tentar reproduzir o que você via em vídeo, só que de uma forma que passe batido pela seu julgamento, como você mesmo disse é quase como uma fantasia se ver no espelho, ver está ligado de forma mais forte ao seu prazer do que se masturbar de fato, expandindo esse ato ele pode chegar ao ponto de quando você começar a sair com outras pessoas vai querer também um espelho no teto para ver o que você estão fazendo, vai ter que ver para sentir e esse não é nosso objetivo.

Mas vamos dizer que essa foi uma queda leve, mas queda é queda.
Pratique a MO de forma limpa sempre, lembre que você é viciado e terá que sempre ter cuidado com essas coisas.

Beijinhos
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty Queda é queda!

em 21/12/2018, 19:34
Mesmo á contra-gosto (e esperando uma colher de chá da moderação) decidi zerar o contador. Ter praticado MO naquela noite na frente do espelho do banheiro pode sim ser considerado uma queda pois o que me trouxe excitação foi o que eu vi e não o que eu senti. Então, pra ser, digamos, coerente com aquilo que o processo de reboot tem como principal objetivo, melhor fazer o certo. Não poderá mais ocorrer isso de novo e agora tenho um novo inimigo pra enfrentar, o que torna o meu reboot ainda mais complicado. Mas de qualquer forma, muito obrigado pela sinceridade Domi. Eu prefiro ler uma mensagem de alguém me falando algo que vai me ajudar de fato, mesmo que seja desagradável, do que alguém que faça vista grossa. Valeu mesmo!


Mas, mesmo com essa "queda" tive um sonho erótico nessa madrugada de quinta pra sexta. E acredito que tenha sido o sonho, talvez, mais chocante que tive o ano todo.

Seguinte... tem uma moça na minha sala o qual eu sinto atração. Gosto do jeito dela, acho ela meiga por ser alguém que não precisa de se mostrar sensual pra sensualizar, fora que ela é super inteligente. Ah, e pra completar, estou fazendo meu trabalho de conclusão de curso justamente com ela. Falta coragem pra dizer o que eu sinto? SIM! E muito! Principalmente por que eu acho que ela não sente nenhum pingo de atração por mim.  Calma! Não estou apaixonado, perdendo quilos e noites de sono por ela, mas, se fosse querer algo com uma mulher, nem que fosse pra ficar apenas, ela estaria no topo da lista.

E com quem eu sonhei essa noite? Com ela! Foi algo tão real o sonho que quando acordei pela manhã eu estava me sentindo esquisito. Hoje no ônibus indo pro trabalho, uma moça ficou bem próximo de mim e eu confesso que me faltou o ar. Não acho que estou virando totalmente hétero, até por que hoje mesmo, fazendo entrega, vi dois rapazes sem camisa voltando da praia e bom... olhei pra um deles e ele olhou pra mim. Tive ereção na hora! Hormônios. Só pode ser hormônios.

O processo continua. Pena ter que zerar o contador, mas é assim que funciona  Rolling Eyes
avatar
Mikes23
Mensagens : 71
Data de inscrição : 14/11/2018

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 23/12/2018, 08:33
Lamento psico pela queda, mas foque no reboot pra não ficar queda após queda como eu que só fiquei me lamentando. Tenta se aproximar dessa garota, você parece estar se apaixonando *-*
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty Não dá pra ficar parado.

em 23/12/2018, 19:59
Não dá pra ficar parado e bom, eu dou um boi pra não entrar numa briga e uma boiada pra não sair dela. Como havia dito, eu estava precisando meio que "lavar a alma" no que diz respeito á fazer sexo com alguém, principalmente pra esquecer o que ocorreu com o rapaz gordinho.

Na sexta feira a noite encontrei um rapaz que parecia ser digamos, legal. Ele não queria algo apressado e como eu também sou meio enrolado pra essas coisas, esperei até ontem de noite (sábado) pra decidir o que faria. Num primeiro momento, não iria ir por que descobri que ele morava um pouco longe e além disso, já era um pouco tarde. No fim das contas, ou era ele ou era MO e isso eu não iria querer. Mandei uma mensagem, ele respondeu e se ofereceu pra vir me buscar. Mesmo com receio, aceitei e tive uma surpresa. Ele se mostrou bastante simpático e aí, fomos pra sua casa. E que casa!

Um duplex, perto da praia, com piscina, churrasqueira, quatro cachorros e tudo mais! Fiquei até meio sem graça ao entrar principalmente por ele ser um ano mais novo do que eu e ter tudo aquilo. Conversamos uns 5 minutos e começamos á nos beijar e ficamos assim um tempo. Até chegar a hora mais temida. A da penetração. Ele pediu pra fazer oral, eu deixei e depois de uns minutos adivinhem? O gás foi todo embora. Eu fiquei extremamente constrangido. Confesso que estava nervoso, muito nervoso, e não deu outra. Depois daquilo não subiu. Ele entendeu mas, como tenho outras cartas na manga... não deixei por menos e fiz o possível pra ele sentir prazer.

Depois daquilo conversamos bastante até dar sono e subimos pra suíte dele. Eram por volta de 2:30 da manhã. Tomamos banho e nos deitamos. Conversamos mais um pouco e os beijos recomeçaram. A ereção voltou, e ali no escuro resolvi penetrá-lo... sem camisinha. Bom... foram quase uma hora direto e eu fiquei extremamente surpreso. Dormimos mortos de cansaço e quando acordamos pela manhã, fizemos de novo!

Ele me mandou uma mensagem dizendo que gostou muito de mim Very Happy e que se eu quisesse, poderíamos nos conhecer melhor. Ele é um amor de pessoa, mas acho que é muito cedo pra decidir alguma coisa agora.

No fim, acho que foi a... "melhor noite do ano?" Com certeza. Vai demorar um tempo pra acontecer de novo, mas vai acontecer.


Mike, sobre a moça que eu falei, bom... Não posso mentir que estou tendo sim uma paixonite bem disfarçada por ela á tempos. Mas, eu não sei como agir e depois desse cara que conheci, aí que eu não sei mesmo como vai ficar. Não que ele tenha me balançado. Conheço ele á dois dias e ela eu conheço á três anos. Não há nada definido ainda. Aguardemos os próximos capítulos rsrsrs.

David Silva
David Silva
Mensagens : 2186
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 24/12/2018, 11:03
Sexo sem camisinha? Eita... Não é legal, mas também já fiz. Só cuidado.
Acho que você deveria se abrir a conhece-lo melhor, parece um cara bastante decidido do que quer.
Quanto a moça eu já senti isso pela minha melhor amiga. Acho que é apenas uma racionalização. Entre todas as mulheres com quem haveria possibilidade de você ter algo, seria ela. Não acredito que você seja hétero. Estamos juntos.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho


Domi1
Domi1
Moderador
Moderador
Mensagens : 788
Data de inscrição : 21/09/2015

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 27/12/2018, 14:41
Olá Psico!

Olha que bom, você está começando a entrar em um novo ciclo por isso cuidado com as frustrações.

Como eu já havia dito antes de você "sumir" eu acho que você gosta tanto de homens como de mulheres só que a sombra do seu primeiro amor te trava nessa esfera da vida. e justamente por isso estou muito contente que depois desse longo tempo você está começando a ter novas paixonites por mulheres.

Meu conselho: Se joga, só tenha cuidado com as frustrações pois no amor elas são recorrentes com todas as pessoas. Se preferir espera terminar o TCC para não gerar um climão. Mas não guarda isso não, melhor superar um não do que um talvez.


Além disso, você pode sair com esse boy magia novas vezes, parece que foi bom para ambos, então porque não? Só deixe claro sempre seus sentimentos tanto para ele quanto para você. No momento vocês dois só estão se conhecendo o que há de mal neh? Sexo bom, um cara compreensivo, te deu um bom retorno, eu te incentivo a sair com ele ninguém estará perdendo com isso e de quebra você poderá fazer sexo com frequência o que vai te ajudar muito no reboot.

E por fim, que bom que você entendeu, eu acredito que se dermos colheres de chá damos espaço para novos desvios e não é isso que queremos.

Te adoro BB e bom final de ano

psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty Resumo da semana.

em 29/12/2018, 21:21
Dei uma ausentada do fórum essa semana, mas quero dizer que tudo está caminhando certinho em relação ao reboot.

Sobre o carinha de semana passada bom, não sei se vai rolar outra vez kkkkk. Pra dizer a verdade, como só fui experimentar sexo de verdade agora depois de grande, estou meio que acostumado á ficar sem ele então... Vai demorar um pouquinho pra acontecer de novo. É lógico que tudo o que aconteceu com o rapaz foi muito legal, mas por enquanto, vou ficar no jejum rsrs.

Domi, como sempre você é cirúrgica nos seus comentários. Só pra esclarecer pra galera, meu primeiro amor foi por uma menina kkkkk. Eu gostei dela de verdade porém, como na infância me envolvia na brincadeira com os meninos e houve uma quebra no meio do caminho, digamos que o "mais fácil" pra mim permaneceu até a idade adulta. E sobre a moça da faculdade, olha... Embarassed eu tenho muita vergonha rsrs. Eu simplesmente não sei o que falar, o que fazer e ao me imaginar na situação me sinto com 11 anos de novo. (Acho que com 11 anos eu tinha mais facilidade pra chegar e conversar com uma menina do que agora nessa idade) E bom, ela é muito tímida também, acho que por isso que gostei dela. Ah! enfim.

De qualquer forma, acho que se for acontecer, vai acontecer. Não vou ter pressa ou ficar na neura.

Sobre o reboot, ainda estou mantendo a rotina de praticar MO só na quarta e domingo. A ultima vez foi na quarta e se caso ocorrer amanhã, vai ser a ultima do ano.
avatar
Futuro Vencedor
Mensagens : 16
Data de inscrição : 28/12/2018

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 29/12/2018, 21:35
Eu sou novo aqui no fórum e quero interagir. Infelizmente nunca me apaixonei por meninas (na 5a série cheguei a sentir uma atração por uma menina, mas nada muito forte). Apenas uma paixão platônica por um homem inacessível.

Acho que sou muito "romântico", não no sentido de ser meloso, mas de querer companheirismo, simplicidade. Embora nunca na vida me relacionei com ninguém, falo isso pois sou muito carente. Eu só quero começar a pensar em relacionamentos quando eu já tiver vivendo fora de casa, formado, com renda própria. Tenho medo de preconceito e ainda não me aceitei por completo.

_______________________________________
Domi1
Domi1
Moderador
Moderador
Mensagens : 788
Data de inscrição : 21/09/2015

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 2/1/2019, 13:38
Olá Psico,

Feliz Ano novo!

E vai no seu tempo, eu acho que medo todos temos, no amor há muita expectativa e por isso é natural travar ou ter medo da rejeição. Porém vai com calma, mas vá, talvez no final do curso seja uma boa época para uma declaração, afinal, se você for rejeitado não precisará ficar tendo que fingir que está tudo bem na frente de ninguém.

beijinhos
Domi1
Domi1
Moderador
Moderador
Mensagens : 788
Data de inscrição : 21/09/2015

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 2/1/2019, 13:41
Olá Futuro Vencedor,

Realmente é melhor você pensar em se relacionar depois que você se aceitar, é necessário ter clareza sobre quem você é para que o relacionamento se desenvolva de forma saudável. Porém só não espere que sua vida fique perfeita para só aí você se permitir amar.

O melhor momento é sempre aquele agora em que algo acontece e não o que foi milimetricamente planejado.

Beijinhos
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty Dependência Ou Ruptura

em 2/1/2019, 21:14
Á um tempinho havia dito que esse ano seria um ano extremamente significante pra mim em vários aspectos.

Conclusão do reboot que sim, não vai passar deste ano ao que tudo indica. Ultimo ano de faculdade e por fim mas, não menos importante, minha relação com a igreja.

Este vai ser mais um relato onde eu vou contar mais um pouco da minha famigerada história e como disse que faria á alguns posts atrás, explicaria o por quê desse inicio de ano se configurar como uma verdadeira prova para mim.


Com 16 anos comecei á frequentar a igreja e como fui muito bem recebido, logo me enturmei com todos. Os passeios, as saídas, acampamentos, retiros. Tudo aquilo surgiu pra mim como uma oportunidade pra tentar recuperar todo o tempo no qual eu vivi em minha adolescência onde permaneci sozinho e sem amigos. Na igreja comecei á fazer parte de um ministério muito especial que lida com adolescentes, onde me tornei um dos lideres. Com todos os problemas que passei nessa fase, desenvolvi um tato muito especial pra conseguir ouvir e entender cada angústia que aqueles meninos e meninas viviam (e vivem, pode-se dizer assim).

Pouco á pouco fui criando uma reputação, um nome. Me tornei um cara admirável á ponto de ouvir alguns meninos chegarem pra mim e me contarem coisas que até mesmo os pais não sabiam. Coisas relacionadas á traumas, medos, sexualidade, conflitos, enfim... muitas coisas. Porém, chegou um momento em que eu comecei á perceber que tudo aquilo que eu fazia não passava de uma tentativa desesperada pra tampar o buraco que ficou da imensa solidão que eu senti na minha adolescência e quando notei que esse ministério era este tal tapa buraco, as coisas ficaram críticas.

Olhando para mim hoje, sou um adulto ainda solitário. Meus amigos, por mais vergonhoso ou não que isso pareça, ainda são adolescentes e tudo o que eu faço parece que remete aquela época de quando eu tinha onze anos. As saídas, as conversas, os assuntos. Parece que eu não cresci, e bom... daqui á pouco mais de duas semanas faço mais um aniversário e já estou indo pra casa dos TRINTA.

Por isso, á partir de amanhã começa o meu desafio. Irei viajar com essa galera com a qual eu estou junto e trabalhando á mais ou menos dez anos. Será um evento gigantesco que vai reunir quase cinquenta mil pessoas, talvez, apareça alguma notícia em algum canto por aí, e eu decidi que se for a ultima vez, será dessa vez. Sei que nenhum deles imagina o que eu passo, o que eu sinto, o que quero e também como o reboot vem se encaixando nessa história toda. Tenho muito medo do que pode acontecer depois que eu "sair". Eu me importo muito e me preocupo muito. Um desses garotos, ele já é grande e tem certa maturidade, é bastante parecido comigo em personalidade e penso em depois da viagem contar isso pra ele pois, de todos, o que mais tem uma amizade de fato comigo é ele á ponto dele mesmo dizer que eu sou seu melhor amigo. Como não ficar receoso com uma decisão complicada dessas? Já não basta que a menina que ele mais gosta teve que se mudar, e quem teve que virar a madrugada conversando e tentando acalmar fui eu rsrs. E agora o melhor amigo também vai embora. É muito difícil ser indiferente á isso.

Todo esse processo o qual eu estou passando é pesado mas, eu sabia que uma hora eu teria que tomar uma decisão. O fato é que vou ficar aproximadamente uns dez dias fora. Nesse meio tempo, o período em modo hard vai se alongar ainda mais. Só que eu sinceramente não sei o que me aguarda.

Ainda estou analisando o que fazer. As duas decisões são difíceis. Eu só queria saber qual das duas é a certa.

Quando voltar, conto como foi. Até lá!
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty A volta e a queda. Parte 1

em 17/1/2019, 19:30
Esse relato vai ter duas partes não necessariamente em ordem cronológica. Desse jeito eu consigo organizar melhor as ideias pra não ficar algo maçante de se ler no fim das contas.

Como eu havia dito no ultimo post, realizei uma viagem muito especial com a pessoal da igreja. Me diverti bastante, conheci muita gente bacana, já que o evento no qual eu participei foi gigantesco, e pude desfrutar da companhia de pessoas que gostam muito de mim.

Tudo foi inesquecível e tenho certeza que vai ficar na minha memória por muito tempo. Mas, existe aquele outro lado complicado que eu tinha comentado muitas vezes aqui no meu diário sobre minha relação com a igreja. Será que continuo? Será que paro? As vezes eu fico um tanto constrangido em expor esses tipos de coisas aqui no fórum afinal de contas, o foco aqui é o vício em PMO. Mas, acabo contando esses outros detalhes sem nem perceber. Não sei se estou fazendo o certo ou não mas, de qualquer forma, se eu achava que seria fácil pra mim seguir meu caminho, tranquilo e calmo, depois desse passeio as coisas complicaram bastante. Uma vez eu havia dito pra um jovem que quanto mais velhos nós vamos ficando, mais repercussão as nossas escolhas acabam trazendo pra nós e para os outros. Na época eu não imaginava o quanto isso era verdade.

Eu poderia talvez ligar o "foda-se" e fazer aquilo que eu quero e me preparar para a tempestade que vai vim sobre mim mas, definitivamente, depois de tudo o que ocorreu, qualquer coisa que eu faça vai reverberar na vida de um monte de pessoas e pior, pessoas que eu amo muito. O impacto vai ser grande e o que me resta agora é suportar a ideia de que não importa o que eu escolha, alguém vai sofrer. No caso, eu vou sofrer independente daquilo que eu faça. É meio que inevitável. O que tem martelado a minha é se continuar assim vale a pena.

No meio disso tudo acabei recaindo. Não tive disciplina o suficiente pra suportar e acabei meio que "me revoltando" e novamente descontei tudo no vício. Mas agora já passou e o importante é interromper a fissura e colocar a cabeça no lugar pra não ficar tendo sucessíveis quedas. Eu até pensei hoje em ir atrás de sexo, mas minha condição meio que me impede pelo menos nesses primeiros dias depois de ter extraído o maldito do siso que inclusive doeu bastante durante o passeio algumas vezes.

O que segurou a onda mesmo foram os remédios. Mas enfim, consegui ficar quase um mês limpo e mesmo com a queda, os benefícios não foram totalmente perdidos. Eu estou pretendendo marcar um sexo com alguém esse final de semana. Não tenho lá muita certeza se farei isso por causa da extração mas, de qualquer maneira, não quero ficar praticando MO.  

No mais tudo está... Bom, eu realmente não sei dizer se está tudo bem ou não. Só posso dizer que muitas coisas estão para acontecer.
Domi1
Domi1
Moderador
Moderador
Mensagens : 788
Data de inscrição : 21/09/2015

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 18/1/2019, 10:34
Olá,

Estão claros os motivos de sair da igreja?
Porque pelo o que parece lá te faz bem e você faz bem para as pessoas, e eu sei que é nisso que rondam suas angustias.

Se você está tão exitante é porque o motivos de sair ou ficar não estão claros e definidos o suficiente, toda mudança vem com desconforto e algumas com dor, por isso mudar é tão difícil. O seu vício está aí para te jogar na cara que é verdade.

Acho que você poderia começar escrevendo de forma objetiva os porquês de ficar e os de não ficar e aí refletir em cima de cada um.
Não é uma questão de quantidade de motivos para definir e sim qual deles te dá uma maior felicidade. Mesmo que nas ideias.

Vai dar tudo certo.
beijos
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty A volta e a queda. Parte 2

em 18/1/2019, 16:20
Acho que agora já dá pra contar um pouquinho do que ocorreu na viagem e que me fez ficar completamente angustiado em relação á minha situação de sair ou não da igreja.

Disse em posts anteriores que eu mantenho uma forte amizade com um jovem que se parece muito comigo. Somos, digamos, muito bons amigos. Sou o Tio digamos assim. A família dele também me admira bastante e diz que eu sou um exemplo á ser seguido e que sou muito especial para ele. Mas, durante o passeio tivemos uma conversa no mínimo dramática.

Fomos numa praça fazer um lanche. Sentamos no banco e começamos á bater papo. Ele falando da menina que ele gostava (e que inclusive eu ajudei para que os dois ficassem rsrs) e eu ouvindo. Falamos sobre muitas coisas até chegar o momento em que eu soltei a bomba. Não falei que iria sair da igreja mas disse algo equivalente.

Esse ministério na igreja que tem como foco os adolescentes demanda um bom tempo. Só essa viagem que fizemos durou 11 dias e bom, comigo me formando este ano fica um pouco incerto a quantidade de tempo que eu vou ter para me dedicar interinamente ao cargo. Tanto que nem mesmo sei se teria condições de fazer essas viagens que comumente fazemos. Desde o inicio do ano passado (2018) venho dizendo á todos que neste ano eu não teria como estar presente principalmente por causa do TCC. Mas pra ele disse a verdade e que era provável que aquele seria o ultimo passeio que faria junto daquele ministério em específico. Não poderia dizer se teria tanto tempo assim novamente.

Aquele garoto não é de chorar mas, de repente desabou em lágrimas e assim ficou por quase 20 minutos! Começou á me contar sobre algumas coisas do seu passado e aquilo foi me fazendo pensar um monte de coisas. Dei um abraço nele pra tentar consolar e o choro só aumentou. Ele mesmo disse "cara, só você pra me fazer chorar".

Depois de um tempo ele parou. Eu pedi desculpas mas disse que aquela era a minha unica oportunidade pra falar. Depois eu não sei se conseguiria. Na volta pra casa dentro do ônibus foi a minha vez de chorar litros por causa daquilo que eu havia dito. Pensei seriamente. "Se gerou todo esse drama eu dizer que vou sair de UM ministério, imagina se eu sair da IGREJA?" Isso por que ainda há outros que assim como ele tem um grande contato comigo.

Sabe Domi, os motivos estão digamos claros tanto no que diz respeito á sair como á ficar.

É difícil ficar por que sei muito bem que o principal motivo que me faz querer continuar frequentando a igreja é justamente esse meu contato com as outras pessoas. Eu não quero ver ninguém sofrendo por minha causa então eu acabo me sujeitando á continuar. É um ambiente bom, onde eu sei que sou especial pra muita gente, mas a sensação de estar sendo meio que hipócrita persiste. Parece que tudo o que eu faço é falso e esse sentimento já dura QUATRO anos e ainda não foi embora. O tempo passa, as pessoas mudam e parece que eu continuo do mesmo jeito.

É dificil também sair por que existe aquele medo que me persegue e que está relacionado á adolescência e até mesmo a infância. O medo de ficar sozinho. Fora que o impacto que a minha saída pode causar bom, não vai ser pequeno e uma pequena amostra foi vista nesse passeio. Tudo isso faz a minha vida ficar meio que truncada. Parece que nada anda e entra ano e sai ano e a mesma angústia continua. Tem hora que cansa e no final das contas, o vício tá aqui pra me fazer companhia. Sair, talvez, me daria uma autonomia pra seguir a vida com as minhas próprias pernas, ir atrás dos meus objetivos sem me preocupar em agradar X ou Y. Mas, como ignorar os sentimentos das outras pessoas? Eu não consigo ser assim tão indiferente.

Como eu disse,  é tudo complicado. É por isso que eu estou dando um ultimato em relação essa questão esse ano. Vou ir até o limite pra ver o que vai acontecer.
avatar
hereandnow
Mensagens : 126
Data de inscrição : 21/04/2018

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 25/1/2019, 09:03
Realmente cara imagino que sua situação tá bem difícil. Não é nada fácil sair de algo que faz parte da sua vida há tanto tempo (até uma parte central) sem grandes "emoções". Eu me identifiquei contigo porque eu ia a igreja...era (ainda sou) uma pessoa com muita dificuldade de socializar e lá conseguia me encaixar, me atarefar e ter colegas. Eu era adolescente e a melhor coisa era meus colegas lá, a gente saia, tocava, conversava. Era legal porque eles não ligavam lá pra igreja. Iam mais pelos pais. Só que um dia todo mundo cresceu, os encontros se rareavam e tudo ficou mais chato porque aí me encontrava de novo meio sozinho. Como na época mudei bastante minha visão de religião (ensino médio e tal) além de muitos questionamentos entre sexualidade X religião, decidi sair. Não foi muito fácil. As pessoas não compreendiam muito bem, preferi sair sem avisar pra não ter que me explicar. Porém foi necessário pra eu sair de uma vida falsa pra procurar coisa melhor. Não tenha medo de deixar o passado pra trás Psico. O futuro nos guarda tantas possibilidades...por mais doloroso que possa ser, se sentirá melhor, descobrirá novos prazeres e novas pessoas. Seja corajoso. Vale a pena. Não fique nessa por facilidade
joaocrv
joaocrv
Mensagens : 149
Data de inscrição : 17/01/2018

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 25/1/2019, 09:14
Oi meu querido,

Compreendo o que está sentindo e acho bastante genuíno. Acho muito bonito esse sentimento de não querer deixar as pessoas na mão. Em minha visão superficial, e de fora, vejo que em algum momento você terá que se dedicar mais à você, e a sua evolução pessoal. E esse sentimento angustiante de certa "hipocrisia" é muito ruim, além de ver as pessoas evoluindo e você, de certa forma, estagnado. Muita gente fala para pensarmos mais nos outros, mas acho que essa é a hora de pensar mais em você. Se sair, poderia procurar outras atividades nas quais teria um potencial de interação... Além disso, você irá trabalhar daqui a pouco, ampliando muito seu círculo social, provavelmente. Posso estar errado, mas falo de uma visão mais superficial (não consigo saber realmente o que você está vivendo). E vou te falar uma coisa que aprendi com muito custo: as coisas se ajeitam, sempre. Precisamos saber, e aceitar, a hora de fechar ciclos.

Bjo grande procê! Qualquer coisa estou aqui!
Like a Star @ heaven

_______________________________________
Clique aqui pra acompanhar meu diário

will_broots
will_broots
Mensagens : 579
Data de inscrição : 08/06/2016

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 25/1/2019, 11:46
Oi Psico. Entendo que a situação é delicada, mas concordo muito com o Here and now. Se a igreja está te fazendo tão mal, por que continuar nela?

Eu tb era evangélico e posso dizer com tranquilidade que ficar lá dentro com todas as questões não resolvidas com minha orientação sexual só faziam eu me sentir ainda pior do que eu já estava. Eu acho sinceramente que vc continuar ali só vai piorar a sua situação.
Tb era visto como um referencial na igreja que eu ia, mas vc precisa priorizar a sua saúde mental. Uma hora ou outra vc não vai aguentar segurar esse conflito e isso vai estourar de alguma forma. Sim, vc pode até deixar "pessoas na mão" como eu deixei, muitos vão te julgar pela sua saída, mas vc vai ficar com a consciência muito mais tranquila. A não ser que vc quiser continuar lá dentro, mas celibatário e consciente da sua escolha, o q tb é um direito seu.

Quem for seu amigo de vdd, se não compreender, pelo menos vai respeitar a sua escolha. Se vier cobranças, seja firme e diga que era algo que vc precisava fazer, mas, jamais fique lá se vc não e sente bem. Sua saúde mental não tem preço, de vdd.

Do mais, estou disponível caso queira conversar. Beijinho.

_______________________________________





''All good things to those who wait'' (Mother Gothel, Enrolados)
Domi1
Domi1
Moderador
Moderador
Mensagens : 788
Data de inscrição : 21/09/2015

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 15/2/2019, 16:14
Olá Psico.

Já pensou em pensar na situação se retirando dela?

Contar a história tirando você, e depois contar a história como se fosse de uma outra pessoa.
Esse exercício é bom para avaliar o que realmente é lógico e importe e o que são nossos medos, ego e sentimentos.

Tente fazer isso, não é tão difícil.

Você está confuso porque está lidando com muitas emoções, mas se conseguir se distanciar, tirar o seu ego e coração da história o que sobra concretamente? Acredito que tendo essas respostas ficará mais simples de lidar com você depois.

Vou te dar um exemplo simples (e por isso mais banal que o seu caso) para ilustrar como fazer.

Ontem, eu fiquei chateada porque meu parceiro chegou tarde porque estava jogando com os amigos de trabalho, um jogo que eu também gosto, me senti excluída por não ter sido convidada e ele estar se divertindo enquanto eu estava em casa morrendo de tédio.

Então eu resolvi por em prática o que estou te propondo:

Eu contei a mim mesma a história me excluindo:
Ontem um homem resolveu depois do trabalho jogar com os amigos que já estavam no local, afim de descontrair e reafirmar os vínculos sociais dentro da empresa que ele ajudou a fundar, depois de 3 horas ele retornou para a casa dele.

Então eu percebi que não tinha nada demais na história, afinal não havia uma intensão de ferir ninguém, trair ou coisa do tipo, a história em nenhum momento era "um homem afim de excluir sua alguém..." , então percebi que o problema era o meu Ego.

Depois eu contei a história para mim mesma como se eu estivesse narrando
Ontem, um homem resolveu jogar com seus colegas de trabalho e como era para ser algo rápido não compensaria ele buscar sua mulher em casa ou esperar ela chegar o local, mandou uma mensagem, jogou e ao retornar em casa sua mulher estava se sentindo excluída.

Percebe que quando eu me retiro só sobra o meu ego? Então eu consegui ver onde estava a minha insegurança e criar um diálogo muito mais rico comigo mesma e com ele. A minha intensão não é que os sentimentos sejam ignorados e sim compreendidos, não há motivos para eu ignorar minha insatisfação, mas só se pode fazer algo com ela se eu a compreender bem. Há muitas versões a serem consideradas e espero que o exercício te ajude a tomar uma decisão.

Beijinhos
psico
psico
Mensagens : 424
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 23 Empty Socorro.

em 20/4/2019, 21:46
No começo do ano, após quase um mês limpo eu estava me sentindo completamente o oposto do que sou agora. As coisas simplesmente aconteciam, os problemas eram resolvidos e pra mim ir atrás de P era um sacrifício que eu não estava nem um pouco afim de realizar. Tudo estava bem. Tudo mesmo.

Mas, veio a primeira queda, a segunda e depois disso, passar de 4 dias limpo se tornou um martírio enorme.

Parece que tudo perdeu o sentido e lutar pra alcançar 90 dias limpos me pareceu algo impossível, improvável e desanimador. Caí de cabeça no vício e mesmo não tendo problemas relacionados á DE já que fiz sexo umas três vezes nesse meio tempo, aquela sensação de cabeça limpa me faz falta e depois de relutar até o ultimo momento, voltei aqui. De novo.

Completei as primeiras 24horas. A primeira semana é a pior de todas como sempre ouvi e sempre soube. Já era pra mim ter conseguido.

Um viciado nunca admite o tamanho do seu vício. Foi dificílimo até mesmo mandar essa mensagem pra dizer a verdade Crying or Very sad , mas não dá pra continuar assim. Eu preciso de ajuda e vir aqui já é um primeiro passo.
Alflau guetteur
Alflau guetteur
Mensagens : 30
Data de inscrição : 04/08/2018
Idade : 24

Diario psico - Página 23 Empty Re: Diario psico

em 21/4/2019, 02:31
Recomponha-se amigo!Não perca seu tempo com pensamento negativos que não acrescentaram em nada.Observe que a cada queda você se levanta mais forte e experiente,aprendendo e corrigindo o erros anteriores.No começo será difícil mas viva um dia de cada vez e logo você se sentirá de volta nos trilhos.

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum