Diário do Pablo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Diário do Pablo

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 24/6/2017, 15:11

Esse post é o início de um compromisso público que assumo com a adesão ao propósito de passar 90 dias num estado de bem-estar mental, sem PMO.

Logo em seguida farei um breve relato sobre minha história com esse vício maldito e seus desdobramentos até agora.

Até breve, amigos.
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do Pablo

Mensagem  Cicero johnny em 26/6/2017, 09:20

Ola pablo seja bem vindo irmão , relate sua historia para que possamos ajudar você. Coloque os bloqueadores no pc e no celular. Relate seu dia e sua evolução. Leia o e- book , ele é essencial para aprender a lidar com o vicio . Vamos vencer irmão.

_______________________________________
avatar
Cicero johnny

Mensagens : 74
Data de inscrição : 09/05/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do Pablo

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 29/6/2017, 11:01

Vou fazer um relatoda minha vida até quando eu decidi fazer parte desse fórum.

Início

O vício em M começou na minha vida quando tinha 12 anos, pouco tempo depois de ganhar o meu primeiro computador. Um garoto nerd, com afinidade com a máquina, logo após assinar o primeiro pacote de banda larga, inevitavelmente, seguiria por esse caminho. Curioso é que  me lembro  exatamente do primeiro vídeo, da primeira ocasião, que tive contato com a P e a M. Não foram as duas simultaneamente, mas uma veio em decorrência da outra. É sabido por todos vocês que a pressão social que incide em um menino adolescente para as descobertas sexuais é o maior gatilho para esse vício: a pressão por uma vida sexual leva a experiências solitárias (se é que me entendem). Comigo, infelizmente, não foi diferente. Quando tinha 12, 5 entre 3 assuntos que rolavam numa roda de conversa eram sobre sexo. Sim, falava-se muito sobre sexo entre os meus amigos, e a pressão pela perda do BV e da virgindade, fazia com que todos nós corressemos para as experiências. Os anos se passaram e essa prática foi se tornando cada vez mais recorrente. Até que com 15 anos, uma experiência desagradável fez com que ela se e intensificasse.

Meio

Demorei até ter minha primeira experiência sexual. Antes dela, tinha noção de que a M era um hábito que me fazia procrastinar e não alavancava minha vida ao patamar que desejava. Intuitivamente, percebi que a minha noção de realidade era distorcida pelas experiências vividas durante os anos submetido à P. Até então, nunca tinha tido um relacionamento duradouro, apesar
de ser completamente sociável. Não sofri tanto com as consequências sociais que grande parte dos frequentadores desse fórum sofrem, apesar de ligar o meu vício a essa falta de jeito com o sexo oposto.

Fim

Minha namorada apareceu num momento interessante da minha vida. Eu já tinha decidido abandonar esse vício, já tinha tentado, e inevitavelmente, falhado. Instalei bloqueadores, li o e-book e iniciei a minha jornada. Falhei, antes da primeira vez com ela. Consequentemente, tive uma DE que me deu um baque grande e logo associei ao vício. Felizmente, ela compreendeu.(e eu acabei contornando a situação de outras formas. Desde então, estamos juntos, ela sabe do meu vício e me ajuda de todas as formas possíveis). Agora estou disposto a dar um fim nesse vício, por ela e por mim. Percebo que perdi muito tempo nessa vida e estou querendo muito mudar. É importante ter claro que a M te retira muito tempo útil, muita criatividade e energia que poderiam ser bem melhor gastas em outros projetos interessantes.

De maneira sucinta, acho que o meu propósito visa uma substituição de hábitos e um mindset vencedor. Acredito que dá pra ter um panorama geral da minha vida a partir daí. Quis retratar de maneira a estar complementando essas experiências no diário, para capturar as reflexões que terei ao encontrar comigo antes do vício, desenvolver o meu potencial e me tornar a melhor pessoa que posso ser, livre desses incomodos.
Não garanto uma assiduidade na atualização do meu diário, no entanto, prometo atualizar em cada 3 dias os relatos da experiência do reboot.

BLOQUEIO

Desinstalei os programas de torrent, instalei o kurupira e restringi as minhas visitas a internet. Troquei minha home pela busca do google e fiz o seguinte esquema com o bloqueador:
Segui as instruções do Oliver (http://www.comoparar.com/t3221-estrategia-para-nunca-mais-burlar-os-bloqueadores) e associei a uma imagem que me remete a um trauma de infância. A senha do bloqueador está num txt dentro de um rar escondido numa imagem. O e-mail de recuperação está cadastrado com o da minha namorada. Então, acredito que dê pelos primeiros dias.

Alguém me dá instruções para colocar um contador na assinatura?


Última edição por Pablo Mariano Ortega em 29/6/2017, 17:29, editado 1 vez(es)
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do Pablo

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 29/6/2017, 11:02

Cicero johnny escreveu:Ola pablo seja bem vindo irmão , relate sua historia para que possamos ajudar você.  Coloque os bloqueadores no pc e no celular. Relate seu dia e sua evolução.  Leia o e- book , ele é essencial para aprender a lidar com o vicio . Vamos vencer irmão.

TMJ, irmão. Vamos vencer esse cérebro primitivo!


Última edição por Pablo Mariano Ortega em 29/6/2017, 18:34, editado 1 vez(es)
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dia #1

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 29/6/2017, 17:57

#1 ‎quinta-feira, ‎29‎ de ‎junho‎ de ‎2017

Hoje foi um dia que fiquei em casa. Normalmente, faria uma longa sessão de PM antes de fazer qualquer coisa da minha lista de afazeres e funcionaria mais ou menos dessa forma: dedicaria 2 horas a PM, depois 0,5 hora pra outra tarefa. Mais 2 horas de PM e assim seria meu dia até às 18:00, com pausa pro almoço, procrastinação e lanche. Todos nós sabemos que o que dura mais em uma sessão não é o ato em si, mas a procura pelo "vídeo perfeito" (6 abas abertas, às vezes 4 vídeos simultâneos). Escrevendo hoje, percebo o quanto estava viciado em M. MUITO TEMPO PERDIDO!, meu Deus. A gente sabe que enquanto o bloqueador age, o cérebro maquina formas de burlar o bloqueador e tudo começa com o primeiro passo. Acho que se eu não buscar meios para burlar os bloqueadores pela primeira vez, acho que com o tempo vai acabando isso daí.
Hoje a tarde minha namorada veio pra cá, pra me recompensar pelos dias em abstinência. Nós gostamos muito da forma como nos completamos sexualmente, então acredito que se eu conseguir canalizar as minhas energias sexuais para os fins de semana com ela, acho que não vou sofrer tanto com a abstinência. Eu sinto uma perda na qualidade da ereção e uma falta de sensibilidade no meu pênis quando me submeto a PM. Tenho que analisar a eficácia do método que adotei com a senha do bloqueador, mas hoje, quando pensei em desbloquear para me despedir, pensei na imagem, desisti, então tá dando certo.  Very Happy

Minha meta é conseguir ficar sem tocar no meu pênis sem motivo até o fim de semana. Acredito que por ter o fim de semana cheio de obrigações fora de casa, vai ser alcançável.

_______________________________________
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

#2 e #3

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 1/7/2017, 16:54

#2 ‎sexta-feira , ‎30‎ de ‎junho‎ de ‎2017.

Fiquei lendo os diários que não foram bloqueados antes de cair no sono. Vi que ainda falta uma etapa na configuração do meu bloqueador: bloquear o acesso ao site de downloads de clientes torrent . Só de pensar q vou ter que extrair um arquivo da imagem já me dá calafrios.

Sexta-feira é o dia que tenho acesso a um computador que não tem bloqueadores e geralmente tenho que usar em modo anônimo para burlar alguns limites de programas. Inevitavelmente, Ctrl + Shift + N já ativa um gatilho. Automaticamente, qndo penso em sair do caminho (claro, ainda no segundo dia de experimento) penso que se eu sair dele no fim de semana estarei comprometido no rendimento, se é que me entendem.

Minhas interações reais não são tão prejudicadas qndo as de alguns. Eu não tenho EP, DE com frequência; pelo contrário, tenho ER e só consigo chegar ao O com a M da minha parceira ou minha. Isso me intriga, pq não tenho fantasias, realmente vivo o momento, no entanto sinto que isso não é algo natural. Acredito que a insensibilidade contribui para isso.

Meu maior teste será no sábado, que tenho o dia inteiro sozinho. Vou tentar adiantar o máximo de coisas pra semana que vem pra me ocupar e sair de noite com a minha namorada. Acho que esses dias de esforço valerão a pena no domingo.

#3 ‎sábado, ‎1‎ de ‎julho‎ de ‎2017.

Preenchi meu dia com atividades e não pensei em M. Identifiquei uns gatilhos e vou trabalhar neles: não posso usar o meu notebook na cama (tentar não fazer mais).
Eu não consegui bloquear apenas o site do download. Dei um block nos termos bittorrent no bloqueador do programa. Vou utilizar apenas um bloqueador.
Confesso que ao configurar o bloqueador me deu aquela fissura característica. Hoje eu vou pro terceiro dia reboot e o que me conforta é que amanhã eu vou compensar essa luta.

_______________________________________
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

#4, #5 e #6

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 4/7/2017, 19:37

#4 domingo, 2 de julho de 2017.

Conforme o planejado, deu quase tudo certo. O único problema foi a procrastinação que fez com que eu adiasse minha programação para a manhã, mas consegui ficar tranquilo quanto a M e P. Ereção de uns 80%, que eu ligo diretamente à expectativa. A sensibilidade tá aumentando bastante e acho que to no caminho certo.  O único problema relatado foi de outra ordem (me acidentei com na cozinha). Não cumpri minha meta de tocar sem motivo no meu Pênis, mas é uma meta que tenho e tentarei cumprir aos poucos.  

#5 segunda, 3 de julho de 2017.

Semana normal, corrida e apertada com atividades no dia inteiro. Como consequência do meu acidente, tive que fazer curativos e minha namorada acabou vindo me ajudar. Rolou alguns momentos mais quentes, com a ereção boa, e pela primeira vez ejaculei sem M. 3 vezes. Bastante e com o período refratário curto.  

CARAMBA! Tá dando certo!

4 dias e a minha libido ainda não foi atingida, apesar de não poder estar 100% na relação por causa da preocupação com o meu corte. Mas, a parte física e fisiológica já entenderam que a partir de agora a banda vai tocar desse jeito, e se quiser aproveitar, vai ter que ser assim.
Escrevo hoje, na terça-feira pela manhã, pois tentei me concentrar em atividades extranet ontem dps de tudo e refletir melhor sobre os acontecimentos. Começei a ler "O Milagre da Manhã" de Hal Elrod e acho que vou escrever o dia anterior pela manhã cedo, pra me conectar com os avanços e me motivar pro dia a partir da próxima semana (detectando procrastinação). Tenho um grande problema com o uso de camisinhas (uso da sensitive, que é a mais fina, mas msmo assim ainda sinto minha ereção prejudicada) e tenho que corrigir isso pq aumentaram os riscos de um Pablito aparecer (mesmo ela usando pílula, eu me sinto no dever de tomar meus cuidados também). Acredito que por ter uma vida sexual ativa, seja mais fácil o meu reboot, mesmo pensando que é bom traçar panoramas depois de passados 21 dias do experimento. Resolvi estabelecer algumas metas nesse experimento, pra ver se consigo ter um parâmetro para acompanhar melhor a evolução:

1. Parar de me tocar sem motivos;
2. Restabelecer a sensibilidade do meu pênis;
3. Usar camisinhas nas relações;
4. Orgasmo e ejaculação somente com ação real;
5. Modificar hábitos negativos;
6. Reprogramar o meu cérebro.

Lembrando que os meus avanços nesse curto período de tempo são pontos fora da curva, inclusive, vou passar a tratar como avanços passados os primeiros 21 dias. Então, nada de voltar ao dia #0 e manter o foco para os primeiros 7 dias.

RUMO AOS 7 DIAS!!!

#6 ‎terça-feira, ‎4‎ de ‎julho‎ de ‎2017.


Hoje o dia foi intenso (faculdade em período integral com duas provas no mesmo dia e aproximando), como consequência, nem pensar em PM
Ao voltar pra casa, pra me livrar do gatilho, tomei um açaí com tapioca e vim feliz pra casa pra uma noite intensa de estudos.
Vou tentar dormir cedo, sem o computador perto, pra tbm me livrar de gatilhos. Coloquei na cabeça que tudo é gatilho. Tudo é um motivo para você cair novamente naquela espiral de desejo, satisfação e culpa. Parando pra pensar, ontem fiz sexo, e tenho uma parceira que gosta e não regula meus desejos. Satisfazê-la é o motivo pelo qual vale a pena, pois sei que se ela está bem é pq estou melhor ainda.
Amanhã escrevo o dia #7 e 1/3 da minha meta primária estará concluída.
Acredito que comece a ler o e-book novamente no fim de semana e tenha um parâmetro interessante sobre o meu progresso nesses primeiros dias. Tudo indica que é esse o caminho pelo qual eu devo andar.

Bora contador!

_______________________________________
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diário do Pablo

Mensagem  Alexandre17 em 4/7/2017, 22:20

Pablo Mariano Ortega escreveu:#4 domingo, 2 de julho de 2017.

Conforme o planejado, deu quase tudo certo. O único problema foi a procrastinação que fez com que eu adiasse minha programação para a manhã, mas consegui ficar tranquilo quanto a M e P. Ereção de uns 80%, que eu ligo diretamente à expectativa. A sensibilidade tá aumentando bastante e acho que to no caminho certo.  O único problema relatado foi de outra ordem (me acidentei com na cozinha). Não cumpri minha meta de tocar sem motivo no meu Pênis, mas é uma meta que tenho e tentarei cumprir aos poucos.  

#5 segunda, 3 de julho de 2017.

Semana normal, corrida e apertada com atividades no dia inteiro. Como consequência do meu acidente, tive que fazer curativos e minha namorada acabou vindo me ajudar. Rolou alguns momentos mais quentes, com a ereção boa, e pela primeira vez ejaculei sem M. 3 vezes. Bastante e com o período refratário curto.  

CARAMBA! Tá dando certo!

4 dias e a minha libido ainda não foi atingida, apesar de não poder estar 100% na relação por causa da preocupação com o meu corte. Mas, a parte física e fisiológica já entenderam que a partir de agora a banda vai tocar desse jeito, e se quiser aproveitar, vai ter que ser assim.
Escrevo hoje, na terça-feira pela manhã, pois tentei me concentrar em atividades extranet ontem dps de tudo e refletir melhor sobre os acontecimentos. Começei a ler "O Milagre da Manhã" de Hal Elrod e acho que vou escrever o dia anterior pela manhã cedo, pra me conectar com os avanços e me motivar pro dia a partir da próxima semana (detectando procrastinação). Tenho um grande problema com o uso de camisinhas (uso da sensitive, que é a mais fina, mas msmo assim ainda sinto minha ereção prejudicada) e tenho que corrigir isso pq aumentaram os riscos de um Pablito aparecer (mesmo ela usando pílula, eu me sinto no dever de tomar meus cuidados também). Acredito que por ter uma vida sexual ativa, seja mais fácil o meu reboot, mesmo pensando que é bom traçar panoramas depois de passados 21 dias do experimento. Resolvi estabelecer algumas metas nesse experimento, pra ver se consigo ter um parâmetro para acompanhar melhor a evolução:

1. Parar de me tocar sem motivos;
2. Restabelecer a sensibilidade do meu pênis;
3. Usar camisinhas nas relações;
4. Orgasmo e ejaculação somente com ação real;
5. Modificar hábitos negativos;
6. Reprogramar o meu cérebro.

Lembrando que os meus avanços nesse curto período de tempo são pontos fora da curva, inclusive, vou passar a tratar como avanços passados os primeiros 21 dias. Então, nada de voltar ao dia #0 e manter o foco para os primeiros 7 dias.

RUMO AOS 7 DIAS!!!

#6 ‎terça-feira, ‎4‎ de ‎julho‎ de ‎2017.


Hoje o dia foi intenso (faculdade em período integral com duas provas no mesmo dia e aproximando), como consequência, nem pensar em PM
Ao voltar pra casa, pra me livrar do gatilho, tomei um açaí com tapioca e vim feliz pra casa pra uma noite intensa de estudos.
Vou tentar dormir cedo, sem o computador perto, pra tbm me livrar de gatilhos. Coloquei na cabeça que tudo é gatilho. Tudo é um motivo para você cair novamente naquela espiral de desejo, satisfação e culpa. Parando pra pensar, ontem fiz sexo, e tenho uma parceira que gosta e não regula meus desejos. Satisfazê-la é o motivo pelo qual vale a pena, pois sei que se ela está bem é pq estou melhor ainda.
Amanhã escrevo o dia #7 e 1/3 da minha meta primária estará concluída.
Acredito que comece a ler o e-book novamente no fim de semana e tenha um parâmetro interessante sobre o meu progresso nesses primeiros dias. Tudo indica que é esse o caminho pelo qual eu devo andar.

Bora contador!

fala pablo ! bem vindo e parabéns pelos 5 dias superados ! va caminhando dando um passo de cada vez , vencendo dia após dia , não se preocupa com a marca. va levando de boa pois vc vencerá !. aproveita o fato de ter uma namorada ao teu lado , isso é uma grande ferramente no processo e te ajudará a vencer mais rapido. e sobre os teu objetivos , destaco alguns que ocorreram comigo. hoje com quase 84 dias , a sensibilidade do meu pênis melhorou de uma maneira impressionante..semana passada transei com uma gp e a sensação foi incrivel e eu tava com camisinha ! , logo logo com o tempo passando vc vai melhorar tanto sua sensibilidade como tuas ereções , a ponto de que vc se podera ter relações de boa usando camisinha. segue firme no reboot parceiro.

_______________________________________







Meu Diário ; http://comoparar.forumeiros.com/t3212-23-diario-do-vegeta-reiniciando-novamente
avatar
Alexandre17

Mensagens : 338
Data de inscrição : 11/05/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Zerei o contador :(

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 22/7/2017, 13:22

Zerei o contador. Infelizmente cheguei novamente ao dia #0.

Nas próximas postagens irei falar mais sobre os motivos que me fizeram cair antes de bater a minha meta de 21 dias.

Infelizmente não pude atualizar o meu diário por problemas na minha máquina.


_______________________________________
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

#0, voltando ao início

Mensagem  Pablo Mariano Ortega em 23/7/2017, 20:35

#0 ‎domingo, ‎23‎ de ‎julho‎ de ‎2017

Infelizmente, tive que zerar o meu contador. Caí na tentação de achar que estava suficientemente capaz de superar esse maldito vício e infelizmente acabei extrapolando os limites.
Meu computador recentemente deu problemas nas configurações do Windows e tive que formatá-lo. Com isso, todas as configurações do meu bloqueador zeraram, abrindo uma janela gigantesca para o cérebro primitivo atuar. Sendo sucinto, não achava que esta compulsão realmente fosse tão incontrolável ao ponto de me tentar a simplesmente abrir uma aba com pornografia. Aí, contente com os resultados que tinha conseguido até então, achei que não teria problema em abrir um vídeo, lembrando que meu computador estava completamente zerado de configurações para o bloqueio de conteúdo impróprio. E não deu em outra, acabei numa longa e recorrente sessão de M, por alguns dias, sempre com a desculpa de quando eu configurasse os bloqueadores, pararia.
É interessante pq notei que a P chama a M, assim como o desejo pelo sexo real. Eu sei que possuo um comportamento compulsivo por essas coisas, e lido com isso no que é normal, simplesmente cerceando os gatilhos. Só que com a P não consigo, pois sempre acho uma brecha no meu mindset que justifique uma sessão de P. O prazer, a alta carga de dopamina e os consequentes minutos de prazer proporcionado são realmente viciantes, como já sabido por todos; assim como sabem que o problema, ao meu ver não é a pornografia em si, mas os males que ela causa e como a banda-larga fez com que ela se potencializasse como um estímulo viciante. Isso reforça a minha intenção de combater o meu vício, principalmente percebendo de maneira empírica que esse comportamento, o ataque ao córtex ocasionado pelo vício, me atrapalha em vários aspectos da vida.
No fundo, bem no fundo, ninguém quer ser viciado numa coisa tão aparentemente besta, afinal é um comportamento humano normal, só que para nós, se torna patológico uma vez que bagunça seriamente a nossa fisiologia.
Esse é o problema, aceitar que vc é viciado, que vc precisa se curar e não subestimar a força de um desejo tão primitivo que te impele a abrir uma página na internet tal como um viciado em cocaína abre um pino do pó branco.

Abraços aos que leem.

_______________________________________
avatar
Pablo Mariano Ortega

Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum