Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 17/7/2017, 06:09
Olá, pessoal. Há mais de um ano eu pesquiso coisas na internet a respeito da ligação entre vício em pornografia e disfunção erétil. Minha vida sexual se iniciou com muita influência de internet discada quando eu tinha 13/14 anos, hoje tenho 25. Durante boa parte desse tempo acessei pornografia sempre, acho que não houve uma semana sequer que não tenha tido contato com sites pornográficos, exibição em  web cam, coisas assim. Nos últimos anos, não sei precisamente desde quando, acessar pornografia era compromisso diário. Quando batia o estresse batia uma, quando batia o tédio batia uma (ou várias), quando precisava estudar parava o que estava fazendo e batia uma, SEMPRE acompanhado de nudes, vídeos, contos eróticos, por aí se vai. Ao longo dos anos coleciono algumas experiências frustradas, ou pq  tentei ser ativo e brochei ou pq era passivo sem muito tesão, literalmente dando de pau mole...
Antes eu não suspeitava, não entendia que a pornografia associada ao excesso de masturbação estava me fodendo. Ainda não sei na prática se há relação, mas hoje sou uma  pessoa absolutamente ansiosa, apesar de ser considerado extrovertido, brincalhão, popular para muitas pessoas. Tive que admitir pra mim que o sexo na minha cabeça algumas vezes era muito mais excitante nas telas do que na vida real, vocês devem entender qual a sensação dessa bad trip. Demorei muito para admitir que sou viciado mesmo, inclusive é até bom escrever isso, é mais uma forma de admitir pra mim. No final do ano passado estipulei que 2017 seria um ano para deixar a pornografia pra trás e olha só, estamos em julho e eu mudei pouca coisa, continuo sendo um punheteiro ansioso pra caralho. Preciso melhorar pra mim mesmo, preciso melhorar para o boy que quero satisfazer sexualmente e afetivamente, tô investindo nessa ideia com mais força agora, lutando para não ter recaída. Não instalei bloqueadores no meu computador e nem quero, preciso fazer isso sem esse tipo de recurso.
Outra coisa, não tenho me masturbado, hj faz 6 dias que não acesso pornografia, que desvio de tudo que dispare gatilhos na timeline das redes sociais, passo direto, oculto visualização de páginas, essas coisas. Meu pau tá estranho, parece que morreu de vez rsrs, as únicas ereções que tive esses dias foi por conta do menino que tá se relacionando comigo e não vou deixar de transar com ele, vou procurar me estimular sexualmente apenas com ele inclusive, nada de masturbação ou pornografia. Tenho muita fé que não tenha mais dsfunção erétil/ejaculação precoce (quando sou ativo fico às vezes fico tanto medo de brochar que gozo rápido). Conto com a força de vocês, aqui quem fala é a Maria Mole Cansada, mole por enquanto, naquele velho "só por hoje".

AJUDA LUCIANO


Última edição por mariamolecansada em 28/7/2017, 17:38, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 18/7/2017, 09:45
Flatline pesada...
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1440
Data de inscrição : 31/07/2016
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 18/7/2017, 12:23
Olá, seja bem-vindo ao fórum.

Você já chegou a ler o e-book sobre o método Como Parar? Se ainda não, você pode baixa-lo gratuitamente neste link: http://comoparar.forumeiros.com/t3070-e-book

Sabe, eu nunca tive problemas com disfunção erétil, mas imagino que deva ser algo horrível para nós homens, independente da orientação sexual, pois acaba mexendo com a nossa autoestima. Pelo que li sobre o assunto aqui no fórum, percebo que é um problema muito complexo, que pode ter várias causas. Procure a aqui mesmo e vc vai encontrar várias discussões sobre o tema que podem te ajudar. Sugiro que dê um lida nessa: http://www.comoparar.com/t1116-disfuncao-eretil-6-meses-de-reboot-e-ainda-nao-estou-curado

Sobre os bloqueadores, é um dos requisitos do método, assim como a prática de atividades de religação (atividades físicas, socialização, paquera, etc). Se você optar por não usá-los, estará pondo em xeque a eficácia do método, o que pode atrasar a sua recuperação. Para que você possa tomar uma maior consciência da importância do uso dessas ferramentas sugiro que leia este tópico: http://www.comoparar.com/t295-as-12-maiores-falacias-que-contamos-a-nos-mesmos-sobre-a-nao-instalacao-de-bloqueadores

Desejo que você tenha êxito na sua recuperação e que possa desfrutar de uma vida sexual mais satisfatória com o seu parceiro. Procure postar com frequência aqui para ser acompanhado e ajudado pelos outros usuários. Até logo e qualquer coisa estamos aqui para ajudar.

_______________________________________


Meu Diário
Minha História de Sucesso
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 19/7/2017, 00:55
TGuerreiro escreveu:Olá, seja bem-vindo ao fórum.

Você já chegou a ler o e-book sobre o método Como Parar? Se ainda não, você pode baixa-lo gratuitamente neste link: http://comoparar.forumeiros.com/t3070-e-book

Sabe, eu nunca tive problemas com disfunção erétil, mas imagino que deva ser algo horrível para nós homens, independente da orientação sexual, pois acaba mexendo com a nossa autoestima. Pelo que li sobre o assunto aqui no fórum, percebo que é um problema muito complexo, que pode ter várias causas. Procure a aqui mesmo e vc vai encontrar várias discussões sobre o tema que podem te ajudar. Sugiro que dê um lida nessa: http://www.comoparar.com/t1116-disfuncao-eretil-6-meses-de-reboot-e-ainda-nao-estou-curado

Sobre os bloqueadores, é um dos requisitos do método, assim como a prática de atividades de religação (atividades físicas, socialização, paquera, etc). Se você optar por não usá-los, estará pondo em xeque a eficácia do método, o que pode atrasar a sua recuperação. Para que você possa tomar uma maior consciência da importância do uso dessas ferramentas sugiro que leia este tópico: http://www.comoparar.com/t295-as-12-maiores-falacias-que-contamos-a-nos-mesmos-sobre-a-nao-instalacao-de-bloqueadores

Desejo que você tenha êxito na sua recuperação e que possa desfrutar de uma vida sexual mais satisfatória com o seu parceiro. Procure postar com frequência aqui para ser acompanhado e ajudado pelos outros usuários. Até logo e qualquer coisa estamos aqui para ajudar.

__

E aí, Guerreiro! Já li o ebook sim. Gsotei de ver a postagem do carinha que se livrou da DE, apesar de que gostaria muito que isso não demorasse tanto. Você já deve ter visto muito disso, mas eu não vou recorrer aos bloqueadores não, tô muito confiante no que estou fazendo e criei meus próprios métodos de me manter afastado de PMO. É difícil botar fé em viciado né? Vamos acompanhar.

Sigo sem libido nenhuma, pelo visto faz parte do processo, incrível que desde quando deixei de lado o acesso aos sites que costumava visitar religiosamente sinto um colapso acontecendo na cabeça e no meio das pernas, o corpo não tem o que eu acostumei ele a pedir e ele simplesmente entra em greve. Durante esses dias eu só tive ereções por conta do menino que eu fico, tenho muito tesão nele, às vezes só de ouvir a voz fico excitado, daí n faz sentindo nenhum na hora H brochar né? Mas é isso aí, incoerências, vou tentar consertá-las como puder.

Tô bastante curioso a respeito do que vai mudar em minha vida depois do reboot, eu fui diagnosticado recentemente com transtorno generalizado de ansiedade e suspeito que isso tem uma relação forte com a minha sexualidade e tbm com meu vícioo. Não sei o que veio antes ou depois, sei que o vício alimenta a ansiedade e ansiedade alimenta o vício. Quando os sintomas do vícios estiveram enterrados tenho muita expectativa de voltar a ser uma pessoa mais despreocupada no sexo, sem essas nóias e expectativas ruins sempre...
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

8 DIAS

em 19/7/2017, 15:48
É isso né. 8 dias sem P/M...

Tô até com medo da próxima vez que for transar, o pau tá triste, coitado. Quase desaparecido. Hoje estava me perguntando se não era o frio, mas olha, acho que só o frio não ia dar conta de fazer esse estrago. Eu sonhei com alguma coisa q me deixou de pau duro nessa última noite, acordei e senti, uma coisa bem xoxa, bem cinquenta centavos. Em pensar que se fosse pra bater uma tava c/ o pau batendo no queixo tranquilamente. TRISTE FIM.

Vou reescrever esse fim pq não sou obrigada


OLHA, ISSO AQUI É MUITO FLOP
CADÊ AS GAYS VICIADAS?
CADÊ DAS HÉTERA COLABORANDO AQUI?
fala comigo bb

PRECISO DE INCENTIVO IGUAL
TÔ QUASE ME MUDANDO LÁ PRA TÓPICO DO POVO DE 25-29 ANOS

avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1099
Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 29
Localização : RJ
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 19/7/2017, 17:20
Olá mariamolecansada, parabéns por ter alcançado o 8° dia continue nesse ritmo que você tem potencial para vencer o vicio.
Percebi que você optou em não utilizar os bloqueadores, e se possível recomendo que você pense melhor na possibilidade de instalar, pelo menos até o período dos 90 dias (É apenas uma sugestão).
Seu reboot está excelente, no mais, continue colocando as recomendações do e-book em prática.
Socialização, exercício, atividades extra net, curso, voluntariado...

Enfim, sobre o transtorno generalizado de ansiedade, que você comentou aqui, sim, tem relação com o vicio em PMO, se você se manter firme e focado na liberdade essa ansiedade vai acabar com o tempo.

Segue firme.

_______________________________________
" Nunca estagne, sempre procure crescer, mesmo que seja aos poucos... ."



                    Meta  29/12/2018
avatar
Mensagens : 344
Data de inscrição : 06/11/2016
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 19/7/2017, 21:15
Fala querido muito obrigado pela força no meu diário e concordo com o que você disse sobre essa seção ser meio parada mas, depois de mais de seis meses frequentando aqui, posso dizer que pelo menos nesse tempo todo nunca houve uma FREQUENCIA absurda de rebooters homossexuais aqui mandando recados, respondendo prontamente como em outras seções. É um tanto quanto complicado entende?

Eu também já pensei em mudar de seção, principalmente por algumas coisas que andam acontecendo no meu reboot. Eu não me considero homossexual exclusivo pois, sinto atração também por mulheres, então se for pra me enquadrar acho que "bi" seria uma boa definição, apesar de que não gosto dessa coisa de classificação. Só que depois de pensar bem não vi necessidade. Leio o diário de muitos outros, respondo quando posso e pelo menos pra mim isso é o suficiente.

No mais, parabéns pelo avanço até então e pode ter certeza que com o tempo sem PMO o cérebro vai se recuperando. Também me considero um cara mega ansioso mas, nesse tempo enfrentando o vício posso dizer com certeza que minha ansiedade diminuiu bastante e você também vai perceber isso se continuar persistindo. F
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

NONO DIA

em 20/7/2017, 23:18
O dia de hoje foi estranho e ao mesmo tempo nada novo sob o sol...é difícil até falar sobre ele pq me sinto cansado das lutas que travo comigo mesmo, uma atrás da outra. Acordei atrasado para a faculdade pq tenho dormido  tarde  e não consigo acordar no horário certo, fui para a aula com relativo bom humor, de cabeça fresca e passei boa parte do meu dia com uma amiga que gosto muito e me dá forças. Pensei muito em sexo  durante o dia,  fiquei numa fissura terrível, mas em nenhum momento passou pela minha cabeça recorrer a pornografia ou a masturbação sozinho.  Durante uma aula de manhã tive uma ereção bem forte, tava pensando no boy, lembrei de nossa última transa e isso aconteceu. Logo a coisa dissipou e segui com o dia.

Me senti muito disperso na primeira aula de dança, não estava conseguindo acompanhar as pessoas, fazendo tudo errado...aquilo começou a me incomodar, meu humor foi mudando, eu fui ficando desanimado, ansioso, angustiado, não deu... desestabilizei, meu humor mudou, comecei minha sessão interna de autodepreciação e foi um inferno.

Infelizmente meu equilíbrio emocional tá muito fodido, uma  hora eu tô falando com mil pessoas, fazendo piadas, transitando, sendo aparentemente a pessoa mais segura se si, sociável, descolada...em outros momentos vou sendo bombardeado, perco pra meus pensamentos e vou me afogando.

Na segunda aula já cheguei nesse clima pesado, comecei a fazer as coisas lá, mas na minha mente só sentia vontade de ir embora, me forcei a ficar, sabia que se fosse embora ia explodir do lado de fora, talvez parar em algum bar e tomar umas fingindo que estava bem ou poderia vir p casa e fica aqui com a cabeça vazia e fodida. As pessoas notaram q eu estava estranho, apesar do pouco tempo de convívio eu tenho sido muito alegre lá, e hj eu tava só peso... segurando um choro que queria aparecer, dando um sorriso para quem sorria pra mim, mesmo sem ter um sorriso para oferecer pra ninguém. Falsidade. Quando a aula terminou eu tava com um nó na garganta, aquela sensação de querer chorar, mas n queria fazer isso ali, algumas pessoas me chamaram para tomar uma cerveja, mas não quis ir...adiantei e voltei pra casa.

Do momento que peguei o ônibus até a hora que pisei na minha rua chorei, n conseguia mais controlar, os pensamentos pipocando e as lágrimas caindo livremente. Outro dia li num site aí que ansiedade e depressão são duas grandes sacadas da indústria farmacêuticas e que os antidepressivos só servem para maquiar um aspecto sociável em pessoas  que estão fodidas por dentro, remédios não tratam as raízes do problema, li tbm que esses remédios nos dão energia e tranquilidade suficiente para seguir com ideias de suicídio. Sim, é foda admitir, mas tenho pensando muito em suicídio...n todos os dias, mas nesses momentos tensos eu me sinto como se não prestasse pra nada, q só sou a porra de uma pessoa problemática, ansiosa p caralho, passa pela minha cabeça q meus amigos vão cansar de mim, q n mereço ser amado pq eu sou essa bagunça, relação familiar conturbadíssima, não se encerra aí...mas é um resumo do que rola. Penso: que vontade de sumir... Quando na verdade o que quero dizer é que vontade de morrer. Contraditório, eu sei sentir com essa mesma intensidade o gosto de estar vivo, sentindo as coisas e as pessoas, mas n me apego nisso, me apego nos meus defeitos e nas minhas faltas...

Eu nem tenho cabeça pra pensar em pornografia agora, hj e espero que nem amanha ou depois, quando cheguei em casa coloquei minha mascara social para fingir q está tudo bem comigo, minha irmã percebeu, mas fica na dela, n pergunta nada. Sabe, muitas vezes eu gostaria que algumas pessoas perguntassem, sei lá, demonstrassem que se importam. Tenho pessoas assim na minha vida, mas n sei se sei valorizá-las, difícil.

Tá puxado, tá complicado. Espero que PELO MENOS esse reboot devolva minha capacidade sexual plena para que algo tão importante na minha vida n siga capenga como tantas outras coisas, estou cansado.


Última edição por mariamolecansada em 28/7/2017, 17:42, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 344
Data de inscrição : 06/11/2016
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 21/7/2017, 20:08
Amigo depois de ler o seu relato sobre seu nono dia eu me senti incumbido de vir aqui pra te falar algumas coisas.

A primeira é que como vc deve saber, o reboot tem os seus altos e baixos. Pra dizer a verdade, a nossa vida é cheia de altos e baixos, dias bons e dias ruins e isso não é coisa de viciado. É coisa de ser humano. O que vai importar no final das contas é como nós iremos encarar cada situação e qual vai ser nosso comportamento diante delas.

Segundo é sobre o que desencadeou toda essa desestabilização. Pelo que eu li o que fez você se sentir tão mal foi a sensação de não estar conseguindo acompanhar as pessoas na aula. Eu prestei bastante atenção naquilo que você colocou sobre sua "sessão de autodepreciação" e posso afirmar com base em vários outros diários que esse tipo de "auto percepção" vem da maneira como você aprendeu á se ver frente á você mesmo e principalmente frente ás outras pessoas. Mas seja lá qual for esta visão ela pode não ser verdadeira e só vai te trazer mais dor e mais sofrimento se você fazer questão de nutri-la

Uma coisa que eu aprendi no reboot é que durante o processo nós não estamos digamos assim, anestesiados diante das sensações que nós sentimos. Se sentimos tristeza, solidão, raiva, medo, nós sentimos de verdade, sem o anestésico da PMO, e isso infelizmente ou consequentemente está incluso no pacote da nossa vida. Mas, toda a alegria, paz, felicidade e amor também são sentidos como nunca foram sentidos quando estamos limpos.

Agora sobre esta questão de "máscara social" peraí! O que existe em você que não pode ser visto? Sua raiva? Sua angústia? Sua sensação de se sentir talvez pior que todo mundo? Engolir isto colocando uma cara de "tá tudo bem" só vai te fazer sofrer ainda mais e não vai te render nenhum troféu.

Talvez eu tenha sido verdadeiro demais contigo á ponto de ter feito doer alguma coisa mas, juro que foi com uma boa intenção. E outra, não espere dos outros o valor que você precisa se dar em primeiro lugar por que quem precisa se amar, se compreender, se aceitar e se dar o maior incentivo antes de qualquer outra pessoa é você mesmo.

Encare o que vier e se tiver que chorar, gritar ou xingar, olha... faça isso tudo. Mas, não recaia.

Muita força pra você e continue prosseguindo!
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

13º DIA

em 24/7/2017, 12:38
Olá meninas, no vídeo de hoje vamos falar sobre os babados dos últimos dias!
Psico, obrigado pelo feedback você falou muitas coisas pertinentes que já passam pela minha cabeça, essas minhas questões de autopercepção depreciativa às vezes toma conta e me leva pra ataques de pânico, cara, é um onda, mas já estou tratando tudo  o que me leva a isso e venho me sentindo mais livre, mais leve, menos preso dentro de mim mesmo, tenho gostado mais de mim, tenho dado mais valor para o que eu sei fazer e para o que sempre apontam que faço bem e não reconheço de verdade. A vida está mudando aos poucos, está sendo invadida por mudanças positivas, vontade de viver e amor.

Então....13º dia. Como estou? Bem, nesse momento agora me sinto muito bem. E também me sinto com muita vontade de dar uma olhadinha naquela nude daquele blog que eu gosto, de entrar rapidinho naquele site q sempre me rendeu muitas punhetas só para ver o que estão postando (toda vez que tentava parar entrava nesse mesmo site com a desculpa de que só ia olhar por cima as novas postagens e sempre terminava todo gozado e com uma culpa querendo aparecer dentro de mim), é isso... e pq estou assim???
Pq sábado, depois de mais de uma semana sem pornografia e sem masturbação eu transei com meu boy e foi uma delícia, tive uma ereção forte como há tempos não tinha, meu pau ficou bem duro e eu estava com muito tesão, fui ativo com ele muito tranquilamente, fiquei com um pouco de medo de broxar...mas nem. Foi ótimo, muito bom. Depois que gozei meu pau amoleceu logo como de costume e ficou morto por um tempo, mas depois de mais ou menos uma hora e meia transamos de novo, dessa vez fui passivo e tbm fiquei com a ereção firme, depois disso nós saímos e chegamoos tarde em casa. Transamos de madrugada de novo e eu já não estava tão empolgado, a libido tava mais baixa e fiquei meia bomba.

Nossa mente é uma onda, mas eu não vou deitar pra ela. Tive um final de semana gostoso, transei, liberei essa energia sexual que tava gritando em mim por dias seguidos sem gozar, sem ereções diárias, sem nada...aí você transa, é massa, e sua cabeça já fica: "Você está bom, vá ali no site rapidinho que não vai fazer mal". CAIA FORAAAA, CAIA FORA DISSO. É NESSA AÍ QUE VOCÊ CAI  E VOLTA PRA ESTACA ZERO!!! Eu não quero saber de vídeo nenhum mais não, n posso dizer q n to com vontade, tô sim, mas tbm tô me controlando bem, eu quero continuar fudendo gostoso ao invés de ficar batendo punheta na frente do notebook, preciso, mereço e tenho que aproveitar isso. Tô investindo nesse reboot, tô confiante e quero levar assim, tenho recebido forças por aqui e tbm por poucas pessoas próximas que sabem desse processo. BORAAAAAAAA  MEU POVOO


Última edição por mariamolecansada em 28/7/2017, 17:43, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 1502
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Para reflexão

em 24/7/2017, 14:07
No mundo moderno, a sexualidade foi de tal forma vulgarizada e estimulada pelas mídias que parece que há uma conotação sexual em quase tudo.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho

avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 24/7/2017, 15:40
Já havia sexo em tudo antes do mundo moderno. O sexo sempre atravessou todas as relações sociais, eu acho furada esse papo de "vulgarização", soa tão casto, cristão. Não é culpa do sexo a nossa situação hoje, desviando de tudo que nos incentive a viver mentiras diante de um computador, agora se há uma armadilha que lucra muito brincando com nosso sentidos e percebemos ter caído nessa armadilha, cabe a nós deixar o papel de vítima pra trás e assumir o papel de protagonista, ninguém vai lutar contra o vício no nosso lugar e sexo real é muito gostoso <3
avatar
Mensagens : 1502
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 24/7/2017, 15:51
mariamolecansada escreveu:Já havia sexo em tudo antes do mundo moderno. O sexo sempre atravessou todas as relações sociais, eu acho furada esse papo de "vulgarização", soa tão casto, cristão. Não é culpa do sexo a nossa situação hoje, desviando de tudo que nos incentive a viver mentiras diante de um computador,  agora se  há uma armadilha que lucra muito brincando com nosso sentidos e percebemos ter caído nessa armadilha, cabe a nós deixar o papel de vítima pra trás e assumir o papel de protagonista, ninguém vai lutar contra o vício no nosso lugar e sexo real é muito gostoso  <3


Ok. Fico feliz que tenho causado inquietação em você. Respeito seu ponto de vista. Só chamo a atenção que o trecho diz 'vulgarização da sexualidade". Sexualidade aqui entendida como o exercício do sexo. O sexo nunca foi e nem será vulgar, senão o que seriam dos pobres animais, plenos seres vulgares? Mas o seu exercício sim, pode se tornar "vulgar" ou para não ficar então na sua contrariedade ao cristianismo substitua o termo vulgar - por excessivo, massivo, exagerado...

Agora se vc me disser que na mídia moderna não há exagero da sexualidade aí convém vc repensar porque está fazendo o reboot. Porque o fato de irmos contra a PMO é irmos contra o sexo massificado, enlatado, filmado, comercializado que nos cerca... Se não há vulgaridade na atualidade no exercício da sexualidade considere ver pornografia duas vezes ao dia todos os dias algo "normal", não exagerado.

Aliás o termo pornografia vem do grego porneia que quer dizer prostituição? (E aí não há vulgarização?)

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho

avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

14º DIA

em 25/7/2017, 23:13
OLÁ JOVENS DE TODO BRASIL

A mão de bater punheta na frente do notebook treme, a cabeça tá sentindo falta, que agonia viu? Ainda mais que eu não tenho bloqueador e sim, vou insistir nessa ideia de não usar. Passei o dia com um tesão da porra, com muita vontade de uma pegação. Não rolou foi nada, passei o dia com o humor oscilando de ruim pra péssimo, ando irritado com algumas coisas e aí tô metendo o pé na porta de quem anda dificultando algumas coisas na minha vida. Mais um dia se passando e estou firme e forte, espero que essa vontade louca de me jogar no pornô vá passado conforme fique sem ver...e tbm pretendo fazer muito sexo pra ir fazendo as religações necessárias com o sexo real. Se eu conseguir canalizar essa energia que aperta minha mente pra ver pornô vai ser um babado fortíssimo, vamos acompanhar.

E David, respeito sua ideia, consegui compreender o que está me dizendo, mas tenho meus poréns sim. O sexo enlatado vendido por aí nos meios de comunicação é mais um aspecto da vida humano que se enlatou pq vende bem e estimula, ilude. Depois que esse inferno for passado ou ainda durante o processo quero vulgarizar o meu sexo fora da lata, tô aqui pra isso tbm rs
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

16º DIA

em 27/7/2017, 23:02
Sigo firme e forte. Não tenho muito o que dizer. Passando por aqui só pra dizer que está tudo tranquilo, a vontade de ver pornografia tá mais adormecida. Acho que o antidepressivo que eu tomo tem me auxiliado nisso, sinto...
avatar
Mensagens : 185
Data de inscrição : 25/06/2015
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 28/7/2017, 20:06
olá...

rapaz vencer esse vício é muito, mas muito mais difícil que vc pensa...

Minha vida é um exemplo para vc ver... Comecei meu reboot, fiquei mais de 180 dias limpo... cai em tentação, usei o note do meu companheiro (q não tinha K9) e tive recaída... depois fiquei mais uns 150 dias limpo, tive de formatar meu PC e fiquei sem K9, e novamente outra recaída...

Entendo vc ao dizer que quer vencer o vício sem os bloqueadores, mas aí lhe pergunto: será se realmente vale a pena essa luta a mais? Não seria menos desgastante, psicologicamente falando, instalar os bloqueadores?

Todas as vezes que eu tentei acabar com o vicio por conta própria, eu ficava até 3 semanas limpo, mas aí dava uma angustia e eu acabava liberando essa tristeza acessando P...

Basicamente, no meu caso, os bloqueadores são essenciais...

pense bem... os bloqueadores só vão lhe ajudar...

um gde abraço... fique bem...

_______________________________________
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

33 DIAS

em 12/8/2017, 12:41
Ando sumidinho do forum, mas o reboot segue firme e forte
Em resumo quero dizer pra vocês que a vontade de ver pornografia não sumiu, mas tem diminuido. Às vezes aparece algo nas minhas timelines que acionam os gatilhos, mas tenho conseguido controlar, o que durante anos pra mim sempre foi convite pra bater punhetas e mais punhetas. Tenho transado, o problema da DE está DE FATO melhorando, minhas ereções estão mais firmes, duradouras e tbm sinto o período refratário diminuindo, ontem inclusive tive uma foda deliciosa que teve muito toque, lambidas, mordidas, dedos, mãos, chupadas, quando chegou na hora da penetração (fui ativo) foi tudo ok, tava firme e forte, cheio de vontade e tesão. É isso que quero pra mim, daí pra melhor. Só o problema da EP que ainda persiste, embora eu esteja tentando criar meus proprios métodos para controlar.

MEUS IMPULSOS SEXUAIS ESTÃO MUITO MAIS FORTES, o babado é canalizar isso sempre para situações reais com GENTE, não com tela de computador :*

avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 27/8/2017, 01:42
Esses dias a D.E bateu tão pesado que durante uma putaria eu não conseguia sentir nada. Tudo mecânico. Às vezes penso que há algo quebrado em mim, uma falha, algo que limita o meu prazer e interesse sexual. Talvez tenha me acostumado muito com os filmes mesmo. É uma inconstância brutal, dias com muito tesão e atividade sexual, dias de INTENSA ANSIEDADE E VONTADE DE MORRER.

Sim, morrer.

Depois de tantos anos romper a rotina diária de pornô e punheta tá até sendo menos pior do que imaginei, talvez seja pq tenho lidado com inimigos ainda maiores, o inferno da ansiedade c crises depressivas fodidas. Tô até pensando em parar de tomar o antidepressivo, às vezes acho que essa porra tá me fritando vivo
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

REINICIADO

em 18/10/2017, 22:23
Então, vou reiiniciar o reboot. Faz tempo que não posto nada aqui. Nesse meio tempo tive momentos de melhora da autoconfiança e da disfunção, mas a ejaculação precoce continua bem forte. Vou recomeçar.

Os últimos tempos foram de altos e baixos. Quando estou bem, estou bem mesmo, tranquilo. Quando não estou é um inferno, uma enxurrada de pensamentos na cabeça. Pensamentos negativos, autodepreciação, insegurança, raiva. Estou vivendo um relacionamento maravilhoso com uma pessoa com a qual eu me dou super bem sem que ngm precisa forçar a barra, nem ele nem eu. Inclusive, temos uma relação aberta que estamos tentando construir juntos. As minhas limitações em relação ao sexo me deixam um pouco tenso, passa pela minha cabeça que ele possa achar por aí alguém mais descomplicado que eu. Por outro lado e agora pensando apenas em mim, tô de saco cheio dessa agonia. Eu tenho tendência a me agarrar em muletas, a falta de pornô tem me deixado com uma compulsão sexual terrível, tenho me masturbado com pouca frequência. TÁ FODA


p.s: continuo tomando antidepressivo e fazendo terapia, tô achando a psicóloga meio engessada, não gosto muito dela. ainda não consigo evitar pensamentos suicidas, às vezes sinto que estou cansado disso aqui, que sou um peso pra família e um erro no sistema dos convívios sociais, quem me vê por aí conversando com um e outro, rindo, fazendo piadinhas e mts vezes sendo o centro das atenções não sabe quanta merda passa pela minha cabeça...se bem que ultimamente já tem sido difícil de esconder dos outros
avatar
Mensagens : 50
Data de inscrição : 09/06/2017
Idade : 31
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 19/10/2017, 01:47
Bom retorno! Bem Vindo!
Sugiro que, Já que tem namorado, faça o reboot no modo hard (sem PMO)í
Os resultados são melhores!!
Não esqueça das atividades de religação (Exercício físico, socialização...)
Evite fantasias... Até em relação ao seu namorado. Quando for na hora do sexo, vai lá e manda ver, mas depois para de pensar. E, por fim, não fique "se testando", por exemplo, " deixa eu ver se meu pau fica duro", "deixa eu ver como tá minha ereção".

O que eu falei acima é um ideal, principalmente quando falo em não fantasiar (eu sei que é muito difícil),  mas tente pelo menos chegar aproximadamente a isso. Você vai notar uma diferença muito grande. E isso tudo vai gerar em ti sanidade mental.

Falo por experiência própria, em decorrência de anos de luta nesse sentido.  Crying or Very sad

A ansiedade vai melhorar, aos poucos. Não seja ansioso pela cura da ansiedade. Até isso é um ciclo vicioso, nada virtuoso. E, por fim, só descansa quem se sente seguro e amado. Então sinta-se amado por Deus e seguro em Deus, porque verdadeiramente és.  

Até logo.
Estamos no mesmo barco pode ter certeza!  Wink
Vai dar certo! Laughing
Ps: Eu te acompanhava desde quando você começou a postar, gostei de você de graça e do seu jeito descolado de falar!

_______________________________________

________________________________________________
MEUS RECORDES:  
33 DIAS (out/2017)
48 DIAS (jul/2018)

MEU DIÁRIO:
http://www.comoparar.com/t5239-meu-diario-eu-simplesmente
Mensagens : 235
Data de inscrição : 01/10/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 19/10/2017, 09:03
mariamolecansada escreveu:Então, vou reiiniciar o reboot. Faz tempo que não posto nada aqui. Nesse meio tempo tive momentos de melhora da autoconfiança e da disfunção, mas a ejaculação precoce continua bem forte. Vou recomeçar.

Os últimos tempos foram de altos e baixos. Quando estou bem, estou bem mesmo, tranquilo. Quando não estou é um inferno, uma enxurrada de pensamentos na cabeça. Pensamentos negativos, autodepreciação, insegurança, raiva. Estou vivendo um relacionamento maravilhoso com uma pessoa com a qual eu me dou super bem sem que ngm precisa forçar a barra, nem ele nem eu. Inclusive, temos uma relação aberta que estamos tentando construir juntos. As minhas limitações em relação ao sexo me deixam um pouco tenso, passa pela minha cabeça que ele possa achar por aí alguém mais descomplicado que eu. Por outro lado e agora pensando apenas em mim, tô de saco cheio dessa agonia. Eu tenho tendência a me agarrar em muletas, a falta de pornô tem me deixado com uma compulsão sexual terrível, tenho me masturbado com pouca frequência.  TÁ FODA


p.s: continuo tomando antidepressivo e fazendo terapia, tô achando a psicóloga meio engessada, não gosto muito dela.  ainda não consigo evitar pensamentos suicidas, às vezes sinto que estou cansado disso aqui, que sou um peso pra família e um erro no sistema dos convívios sociais, quem me vê por aí conversando com um e outro, rindo, fazendo piadinhas e mts vezes sendo o centro das atenções não sabe quanta merda passa pela minha cabeça...se bem que ultimamente já tem sido difícil de esconder dos outros

acompanhando!

abs

_______________________________________
Meu Diário: http://www.comoparar.com/t5901-diario-do-abj

Recorde: 28 dias sem PM em set/out – 2017
avatar
Mensagens : 724
Data de inscrição : 15/08/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 20/10/2017, 22:09
mariamolecansada escreveu:Então, vou reiiniciar o reboot. Faz tempo que não posto nada aqui. Nesse meio tempo tive momentos de melhora da autoconfiança e da disfunção, mas a ejaculação precoce continua bem forte. Vou recomeçar.

Os últimos tempos foram de altos e baixos. Quando estou bem, estou bem mesmo, tranquilo. Quando não estou é um inferno, uma enxurrada de pensamentos na cabeça. Pensamentos negativos, autodepreciação, insegurança, raiva. Estou vivendo um relacionamento maravilhoso com uma pessoa com a qual eu me dou super bem sem que ngm precisa forçar a barra, nem ele nem eu. Inclusive, temos uma relação aberta que estamos tentando construir juntos. As minhas limitações em relação ao sexo me deixam um pouco tenso, passa pela minha cabeça que ele possa achar por aí alguém mais descomplicado que eu. Por outro lado e agora pensando apenas em mim, tô de saco cheio dessa agonia. Eu tenho tendência a me agarrar em muletas, a falta de pornô tem me deixado com uma compulsão sexual terrível, tenho me masturbado com pouca frequência.  TÁ FODA


p.s: continuo tomando antidepressivo e fazendo terapia, tô achando a psicóloga meio engessada, não gosto muito dela.  ainda não consigo evitar pensamentos suicidas, às vezes sinto que estou cansado disso aqui, que sou um peso pra família e um erro no sistema dos convívios sociais, quem me vê por aí conversando com um e outro, rindo, fazendo piadinhas e mts vezes sendo o centro das atenções não sabe quanta merda passa pela minha cabeça...se bem que ultimamente já tem sido difícil de esconder dos outros
Parabéns por recomeçar, tente si manter firme dessa vez. Tente evitar esses pensamentos ruins, pensa nas coisas boas tipo, sua família com certeza te ama.

_______________________________________
Clique aqui para acompanhar meu diário
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 21/10/2017, 01:38
Gregory, tudo ficou mais irônico ao abrir o diário agora. Eu fui expulso de casa ontem, nada imprevisto pra mim, homofobia é isso. Apesar dos pesares eu me sinto tranquilo, também já estava cansado de um convívio familiar que não estava bom pra ninguém, vou seguir meu caminho num novo ciclo que já começou a acontecer. Vida que segue.

Mais um dia sem pornografia e masturbação, e tbm sem ficar sofrendo por aí.

Na minha novela o capítulo de hj se chama : flower TRAQUILINHA flower
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Assumi o vício, agora vou matá-lo

em 21/10/2017, 02:05
Eu simplesmente escreveu:Bom retorno! Bem Vindo!
Sugiro que, Já que tem namorado, faça o reboot no modo hard (sem PMO)í
Os resultados são melhores!!
Não esqueça das atividades de religação (Exercício físico, socialização...)
Evite fantasias... Até em relação ao seu namorado. Quando for na hora do sexo, vai lá e manda ver, mas depois para de pensar. E, por fim, não fique "se testando", por exemplo, " deixa eu ver se meu pau fica duro", "deixa eu ver como tá minha ereção".

O que eu falei acima é um ideal, principalmente quando falo em não fantasiar (eu sei que é muito difícil),  mas tente pelo menos chegar aproximadamente a isso. Você vai notar uma diferença muito grande. E isso tudo vai gerar em ti sanidade mental.

Falo por experiência própria, em decorrência de anos de luta nesse sentido.  Crying or Very sad

A ansiedade vai melhorar, aos poucos. Não seja ansioso pela cura da ansiedade. Até isso é um ciclo vicioso, nada virtuoso. E, por fim, só descansa quem se sente seguro e amado. Então sinta-se amado por Deus e seguro em Deus, porque verdadeiramente és.  

Até logo.
Estamos no mesmo barco pode ter certeza!  Wink
Vai dar certo! Laughing
Ps: Eu te acompanhava desde quando você começou a postar, gostei de você de graça e do seu jeito descolado de falar!

Cara, eu não consigo levar esse reboot no modo hard não. Eu posso me doar o máximo possível para evitar pornografia e masturbação (com ou sem pornografia), mas deixar de dar umas não vai rolar. Eu tô fazendo dança há alguns meses e tá uma delícia pra meu corpo e pra minha mente, deveria ter buscado isso muito antes. Obrigado pelos feedbacks, estamos aí firmes e fortes naquela velha busca de equilíbrios né? Dentre eles o emocional, POR FAVOR kkkkkk
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/07/2017
Ver perfil do usuário

....................

em 26/10/2017, 01:42
Eu nem consigo pensar em pornografia nesse últimos dias, como disse acima fui expulso de casa e aí estou naquela fase de transição resolvendo mil coisas, temporariamente ficando na casa de uma amiga. Esses dias vinha experimentando uma relativa paz no meu coração, sair de um ambiente tenso e com conflitos frequentes me aliviou um pouco. Por outro lado hoje me vi triste e me senti só, minha família é muito pequena, eu tenho contado com a ajuda de poucas pessoas nesse momento e fico romantizando na minha cabeça mesmo sem querer situações nas quais minhas relações familiares fossem outras. Pensar a respeito disso fez com que me sentisse mal no fim da tarde, me sinto assim até agora. Preciso arranjar uma fonte de renda, preciso achar um lugar pra morar, preciso continuar me esforçando para cuidar da minha mente e afastar a ansiedade. Preciso ser forte...só que há momentos nos quais isso não parece ser possível.  Todos os gatilhos autodestrutivos são ativados quando estou assim, PELO MENOS n tô com a mínima vontade de nada de pornografia, no fundo minha vontade passeia pelo desejo de sumir desse mundo sem deixar nenhum rastro. Sei lá , isso não é possível.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum