Compartilhe
Ir em baixo
Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/07/2017
Ver perfil do usuário

Descobri da pior forma

em 20/7/2017, 21:48
Olá a todos! Tenho 29 anos, me casei em 2013 e namorei meu marido desde 2011. Tinhamos uma história longa de namoros em 2007, 2009 na época da faculdade. Enfim, desde quando nos casamos aconteceu dele ter a primeira disfunção eretil e foi bem chato, ele se sentiu mal mas dei apoio e força a ele.
Sempre tivemos no namoro uma vida sexual ativa, gostosa....Mas qdo casamos e depois deste episódio vieram outros parecidos ao ponto dele não se sentir nem atraido sexualmente por mim. Eu conversei zilhões de vezes, dizendo que ele precisava ir a um psicólogo pq ele alegava que era stress do trabalho, Eu e ele somos psicólogos, sabemos que a terapia é o caminho nestes casos.
Sempre estive ao lado dele e para rolar algum namoro comigo eu tinha que armar o maior circo, ainda assim não rolava. Passei a me sentir desanimada, não o procurei mais e estamos há mais de 7 meses sem ter relações.
Ele sempre ausente, no celular durante horas, ia ao banheiro para tomar banho e ficava horas trancado.
Há 4 dias ele saiu do banheiro, digamos, excitado. Eu o questionei dizendo, pq vc ta assim? Ele negou, dizendo que eu estava louca, perguntei se ele estava conversando com alguém e ficou "animado"? Ele negou e negou.
No dia seguinte decidi procurar, ele deixou a senha do e-mail gravada e enfim entendi tudo. Ele estava em sites de relacionamento sexual, trocando fotos, videos com outras mulheres reais. Vi coisas horriveis, conversas que nao deveria ter visto. Ele chegou até a mandar foto dele no dia do nosso casamento. Fiquei chocada, ele era o pior falso moralista. Julgando todo mundo por nada.
Estou muito triste, porque sempre pedi a verdade a ele e fiquei ao lado dele, mesmo sabendo que nosso casamento era uma amizade. Foi só assim que ele me contou desse vicio. Eu perguntei o que você faria se fosse eu no seu lugar, ele disse pediria pra você ir embora de casa. Então é isso, ele foi embora, eu mal consigo olhar pra ele. Não sei se ele queria ser tratado porque nunca buscou isso, o comportamento dele é abaixar a cabeça e ficar calado. Me ajudem. estou dando apoio a ele mas a distancia, mas estou me sentindo traída.
avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 21/7/2017, 00:58
Oi Bianca, bem, eu não costumo comentar nessa seção pq nunca nem tive um relacionamento, como posso ajuda... e vcs aqui nos fazem lembrar o pior lado do nosso vício que é quando ele atinge outra pessoa... mas, a ocasião me fez ver a sua mensagem então vou tentar ajudar como posso que é dizendo um pouco sobre como é um cara viciado em P.
Eu sou um viciado em P, e refutei a aceitar isso de verdade no meu íntimo. Todos nós somos mesmos grandes hipócritas e levamos uma vida dupla. Nos escondemos em nossos quartos, banheiros, etc até pra motel pra ver P eu já fui, temos nossa sessão de PMO e depois nos sentimos um lixo, tentamos nos limpar daquilo e colocamos a nossa máscara pra enfrentar o mundo real. É assim que funciona. Levamos uma vida dupla. É horrível mesmo. Até no dia do casamento? Pois é... provavelmente ele estava ansioso ou qualquer coisa, pq pra gente qualquer coisa é motivo pra correr pra PMO, pra fugir da realidade, a gente se alivia, dps ficamos anestesiados e colocamos a nossa máscara pra viver a vida real outra vez.
Ele fez coisas horríveis, bem, vc sabe como um vício funciona, nós vamos escalando, aquilo que nos satisfazia antes já não é suficiente, precisamos mais, no caso da P é a mesma coisa, vamos alimentando cada vez mais fantasias e mtos chegam ao ponto de coloca-las em prática. Perdemos o controle.
Bianca, sinto muito por vc estar passando por isso, vc não tem culpa nenhuma tá. A reação apática do seu marido não significa que ele não está nem aí pra vc, significa que ele é viciado em P, ele simplesmente não consegue mais reagir, perdemos o gosto pela vida. Eu já li vários diários principalmente na seção dos 30+ de caras que perderam suas esposas e que tbém nem sentiram nada na hora, só que aquilo os fez tentar o reboot e depois de um tempo eles percebiam o que tinha acontecendo, as vezes tarde demais pra recuperar a relação, outras vezes deve dar certo. Leia alguns dessa seção pra entender melhor o lado do homem se achar isso importante.
Não sou nem louco em dizer se vcs devem tentar ficar juntos. Pra vc eu te aconselharia encarar a situação como se fosse um outro vício. Se seu marido fosse viciado em drogas, em jogos ou um alcoólatra, vc ficaria com ele. Eu vejo na minha família, por exemplo, todos os homens são alcoólatras, tem minha mãe que se separou do meu pai e tem minha tia que está com o marido dela, cada uma teve sua razão pra ficar junto ou separar.
O que vc pode fazer pro seu marido é apresentar o fórum a ele e pedir que ele leia o e-book. A leitura do e-book deve ser suficiente pra que ele entenda tudo que está acontecendo, quando eu li aquilo começou a me despertar e me mostrou um mundo de possibilidades que eu já tinha desistido.
Boa sorte! Força! Espero ter ajudado!

_______________________________________

Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 21/7/2017, 04:53
Oi Bianca!

Você foi descobrir da pior forma possível mesmo, imagino a cara que meus amigos ou família fariam se vissem o tipo de P estranha que eu já vi, ou que a maioria aqui do fórum já viu. Imagino o baque que foi pra você ver tudo aquilo.

Entendo ele ter ido embora, entendo você ter se sentido traída. Nada mais natural, não é? Tudo pelas costas, tentando manter uma imagem de normalidade. Acho louvável você continuar ajudando ele, não sei se eu conseguiria fazer o mesmo se estivesse na tua situação.

Mas você tem uma vantagem enorme aqui. Você é psicóloga.

Então você sabe que vício é uma coisa complicada. Pega a gente nos nossos pontos mais fracos, pega a gente pela emoção e não pela razão, faz a gente literalmente perder o controle e, muito importante, faz a gente entrar em conflito com nós mesmos.

É duro admitir para nós mesmos que somos impotentes. É duro admitir que não temos controle. É duro admitir que o vício é mais forte.

Eu sou literalmente um alcoólatra da PMO. Se eu tomar o primeiro gole, eu não paro mais. Já passei até 14 horas seguidas no vício, sem parar, absolutamente sem poder de decisão nenhum.

Seguindo isso vem o sentimento de culpa, vem a auto crítica, vem jurar pra mim mesmo "essa foi a última vez", vem uma vergonha inconsciente de socializar, intimidado pelos meus próprios segredos.

O que o Brit falou é a mais pura verdade, o companheiro ou companheira do viciado tende a se culpar ou a se sentir insuficiente, mas você não tem culpa de nada. O vício funciona mesmo em escalada, começa pequeno e, com o tempo, vai ficando maior e maior.

Bom, você é psicóloga, então você sabe perfeitamente que o teu poder de ação nessa situação é muito limitado. Porque se ele não se conscientizar, se ele não procurar mudar, não existe nada que você possa fazer, não importa quantos bons conselhos der.

A vontade de mudança DEVE partir dele.

Esse fórum foi algo que melhorou em muito a minha vida. Então dou a mesma sugestão do Brit, a melhor coisa que seu marido pode fazer é ler o e-book e começar a participar do fórum, se possível de modo anônimo, ou seja, sem o seu acompanhamento.

Eu relatei detalhadamente uma das crises de fissura que tive lá no meu diário. Pode ajudar a compreender melhor as coisas, talvez seja interessante ler.

Bianca, força nesse momento complicado. Sinta-se absolutamente livre para usar esse espaço sempre que precisar de algum conselho, ou mesmo se precisar só desabafar.

_______________________________________
Know, of course, thine enemy. But in knowing him do not forget above all to know thyself. The commander who embraces this totality of battle shall win even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1679
Data de inscrição : 02/10/2015
Idade : 37
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 21/7/2017, 20:59
Olá seja bem vinda.

A melhor ajuda é entender o vício e tentar convence-lo a fazer o reboot. Ele tem que se ajudar também, não adianta só você querer ajuda-lo sem esforço e vontade de ser ajudado da parte dele.

Abçs

Sucesso.

_______________________________________
" A PORNOGRAFIA MATA O AMOR" ...

NÃO PERMITA QUE SEU CÉREBRO PRIMITIVO LHE COMANDE E TE DEIXE EM ESTADO DE HIPOFRONTALIDADE.

..."É MELHOR SER ESCRAVO DOS BLOQUEADORES QUE SER ESCRAVO DA PORNOGRAFIA"... (PROJETO, TOGURO)

ABÇS E SUCESSO NESSA JORNADA!!!

Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/07/2017
Ver perfil do usuário

Obrigada

em 24/7/2017, 10:25
Pessoal, muito obrigada pelas respostas de vocês. Eu estou colocando tudo no lugar e entendendo mais sobre o tema também.
Ele esta lendo o e-book e já instalou os bloqueadores, vamos ver como será isso tudo daqui alguns meses.

Parabéns á vocês por assumirem isso e buscar ajuda.

Abs
Bianca
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1016
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 24/7/2017, 11:03
Bianca escreveu:Pessoal, muito obrigada pelas respostas de vocês. Eu estou colocando tudo no lugar e entendendo mais sobre o tema também.
Ele esta lendo o e-book e já instalou os bloqueadores, vamos ver como será isso tudo daqui alguns meses.

Parabéns á vocês por assumirem isso e buscar ajuda.

Abs
Bianca

Oi, Bianca, fico muito feliz por ele ter tomado essa atitude de ler o ebook e instalar os bloqueadores. Já é um grande passo. Mostre a ele também os vídeos de Gary Wilson. Assistam juntos, se possível. Está no site abaixo:

http://vicioempornografiacomoparar.com/tag/gary-wilson/

Olha, eu sei que é difícil acreditar, mas a disfunção erétil dele e o desinteresse sexual não tem nada a ver com você, Bianca, tem a ver com o vício.

Hoje, sou muito feliz ao lado de G, minha alma-gêmea e minha melhor amiga por mais de 21 anos. Ela sempre foi minha amiga, mesmo quando eu acabei o namoro há 15 anos atrás. O motivo? Esse mesmo: Pornografia. Eu perdi completamente o interesse sexual nela. A DE também já existia.

Hoje, com mais de 500 dias de reboot, apesar dela está 15 quilos acima do peso, eu me sinto mais atraído por ela do que pela Cláudia Raia ou pela morena da globeleza. Nossas relações sexuais são maravilhosas e disfunção erétil é uma expressão que não existe mais no meu dicionário.

Percebe? Estamos falando da mesma pessoa: 15 quilos mais gorda e 15 anos mais velha, mas, aos meus olhos, muito, muito mais atraente e sensual do que na época que eu era viciado em PMO.

Essa dificuldade que vocês estão passando é uma ótima oportunidade de você expressar o seu amor para ele. Continue firme no seu melhor e conte sempre conosco. Um abraço: Antônio


_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1016
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 46
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 24/7/2017, 11:03
Bianca escreveu:Pessoal, muito obrigada pelas respostas de vocês. Eu estou colocando tudo no lugar e entendendo mais sobre o tema também.
Ele esta lendo o e-book e já instalou os bloqueadores, vamos ver como será isso tudo daqui alguns meses.

Parabéns á vocês por assumirem isso e buscar ajuda.

Abs
Bianca

Oi, Bianca, fico muito feliz por ele ter tomado essa atitude de ler o ebook e instalar os bloqueadores. Já é um grande passo. Mostre a ele também os vídeos de Gary Wilson. Assistam juntos, se possível. Está no site abaixo:

http://vicioempornografiacomoparar.com/tag/gary-wilson/

Olha, eu sei que é difícil acreditar, mas a disfunção erétil dele e o desinteresse sexual não tem nada a ver com você, Bianca, tem a ver com o vício.

Hoje, sou muito feliz ao lado de G, minha alma-gêmea e minha melhor amiga por mais de 21 anos. Ela sempre foi minha amiga, mesmo quando eu acabei o namoro há 15 anos atrás. O motivo? Esse mesmo: Pornografia. Eu perdi completamente o interesse sexual nela. A DE também já existia.

Hoje, com mais de 500 dias de reboot, apesar dela está 15 quilos acima do peso, eu me sinto mais atraído por ela do que pela Cláudia Raia ou pela morena da globeleza. Nossas relações sexuais são maravilhosas e disfunção erétil é uma expressão que não existe mais no meu dicionário.

Percebe? Estamos falando da mesma pessoa: 15 quilos mais gorda e 15 anos mais velha, mas, aos meus olhos, muito, muito mais atraente e sensual do que na época que eu era viciado em PMO.

Essa dificuldade que vocês estão passando é uma ótima oportunidade de você expressar o seu amor para ele. Continue firme no seu melhor e conte sempre conosco. Um abraço: Antônio


_______________________________________
avatar
Mensagens : 44
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 31
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 1/8/2017, 14:03
Oooh Bianca, força!!! não há palavras para descrever essa dor, chega a ser dilacerante.

Não posso dizer para você lutar ou desistir do seu marido, mas pense a pmo exclusivamente como um vício de fundo emocional (baixa auto-estima, estress, depressão, ansiedade, etc...) que resulta neste câncer que sim, há possibilidade de cura.

Estou aprendendo sobre o vício e como pode ser doentio, podre e feio. Estou observando os efeitos da "abstinência" no meu marido.

Dá uma lida no e-book, veja os vídeo que te passaram e procura no youtube pornografia Padre Paulo Ricardo.

Você não precisa tomar nenhuma decisão neste momento e muito menos aceitar as atitudes do seu marido, mas tente compreender que seu marido está doente, sob efeito da droga da pmo.

Desejo muita força, paz e sabedoria para você.

Porque o amor é bom e piedoso.
O bem sempre vence o mal!
Ótimo dia minha querida, fica com Deus no coração!

Abraços com carinho,
esposa esperançosa


Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 14/8/2017, 00:32
Esposa, você compara o vício como um câncer né? Você já teve câncer? Eu sim.
E é bem diferente, o câncer não me fez amar menos meu marido, não colocou em jogo mentira, falta de respeito, fica tudo tão mais fácil quando dizem: Ah mas é que ele é viciado. Ah então tudo bem.
Afetivamente, como esposa e mulher não estou mais ao lado do meu marido não só por mim mas pq ele não tem esta disposição também. Não quer ter trabalho de reconquistar o que ele perdeu. O que ele machucou, toda mentira a vida toda. Sempre estive aqui aberta a entender o que rolava pq ele não me queria.
Eu dei todo suporte a ele, fórum, psicólogo especializado no tema, está morando em casa, dormindo em outro quarto. Mas afetivamente não me doarei ou lutarei por alguém que não corresponde a nada. Que não tem vontade de lutar pela relação, o amor próprio precisa ser maior.
Não me sinto uma pessoa ma, por pensar e agir assim. Cada um sabe dos seus limites na vida.
Por muito mas muito menos ele já me agrediu verbalmente quando achou que eu era uma FDP.
Ele disse que TB estava cansado da nossa relação, olha só que coisa né! A pessoa que mentiu a vida toda, me enganou, me fez acreditar que o problema era eu, tá cansado tbem, nunca me disse isso.
Eu sempre o apoiarei mas agora como uma amiga. Pq desta forma ninguém se machuca mais ainda.
Já estávamos infelizes antes de eu descobrir sozinha a verdade, e fiz uma pergunta que não tive resposta. Será que todo comportamento que ele tinha e tem esta relacionado com o vício? Ou será que certas coisas estão sendo enviadas guela abaixo do vício pq assim o peso é menor?
As pessoas precisam entender que toda ação gera consequências, seja vício ou não.
Ele é psicólogo, estudioso de psicanálise. Não sabia que era viciado? Estudamos isso o tempo em nossa formação. Sei que santo de casa não faz milagre, mas minha posição é que depois de ter lutado pra ficar viva por 1 ano devido ao meu câncer de mama que mexeu com minha sexualidade pq meu corpo todo mudou eu aprendi que meu tempo vale ouro. Que viver sofrendo não dá, minha cota de dor já foi. É isso não quer dizer que eu não o amo, mas me amo mais é isso é fundamental pra amar seu próximo. Se amar e se aceitar antes.
avatar
Mensagens : 44
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 31
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 14/8/2017, 10:47
Olá Bianca,

Realmente me desculpe se essa comparação de alguma forma, na sua concepção, não foi feliz.....não foi minha intenção.

A intenção foi te dar apoio e dizer que sei exatamente o que você passa, sem julgamento, crítica ou valoração de melhor ou pior.

Mas é justamente isso, fisicamente e emocionalmente como a descoberta do câncer e o tratamento são doloridos e demorados, assim, fazendo uma analogia com a descoberta, aceitação e a luta diária da reabilitação do vício na pmo.....foi essa comparação, mas novamente desculpa se essa comparação, por você ter vencido um câncer, não foi legal.

E o bacana do fórum é que um grupo de apoio de um problema específico, mas o mais bacana do fórum, não só do fórum.....da vida na realidade, são as opiniões e visões diferentes de um mesmo assunto, sem julgamentos ou críticas, apenas apoio e acolhimento neste momento tão dolorido pelo qual passamos.

Mas que bom que você conseguiu desabafar, colocar para fora suas angústias e sabe que também me pergunto muito o limite entre as ações pelo impulso do vício das ações com a desculpa do vício, por isso, às vezes preciso dar umas corrigidas no meu marido rsrs e não somente apoiar incondicionalmente o que ele faz com a desculpa ou encoberto pelo vício. Sim, muito complicado e dolorido.

Talvez, minha humilde opinião tá?, essa luta interna que travamos com a seguinte questão: quando parar de lutar pelo nosso casamento?

Resposta: quando sentirmos que não podemos fazer mais nada, que enfrentar isso nos machuca e mata a auto-estima, nem mesmo estender mais uma mão amiga. E isso realmente é muito pessoal e envolve inúmeros fatores, desde a nossa criação, base familiar, religião, concepções pessoais, traumas e lembranças do desenvolvimento da relação, etc, etc...Como lidar da melhor maneira com essas feridas abertas né? Eis a grande questão.

Um situação que passo atualmente: virei extremamente controladora e ciumenta, cheguei ao cúmulo de invadir o e-mail dele porque ele trocou a senha. Reflexo do vício dele em mim....a insegurança e ciúmes que nunca tive. Estou trabalhando isso.

Mas, lembre-se antes do seu marido ser  psicólogo, estudioso de psicanálise e ter a compreensão se era ou não viciado, ele é humano....nós somos humanos.

Sim, partilho da mesma opinião, quando perceber que o sofrimento já está insuportável e que não podemos mais ajudar, melhor preservar o nosso amor próprio, mesmo ainda amanda o outro... porque sim, precismos nos amar, nos aceitar para amar e aceitar o próximo.

Aliás, vou partilhar um recadinho que deixei hj para meu marido:

"O amor é nobre: pois é o resultado da união de outros sentimentos bons que se transformaram em algo maior, num único sentimento."

Mas fique à vontade para discordar rsrs, afinal....o que torna o ser humano especial é a capacidade de assimilação e externalizar óticas diferentes sobre um assunto, ainda mais sentimentos, algo tão subjetivo e indeterminado.

Desejo muita força, paz e sabedoria para você.

Abraços,

esposa esperançosa.


Bianca escreveu:Esposa, você compara o vício como um câncer né? Você já teve câncer? Eu sim.
E é bem diferente, o câncer não me fez amar menos meu marido, não colocou em jogo mentira, falta de respeito, fica tudo tão mais fácil quando dizem: Ah mas é que ele é viciado. Ah então tudo bem.
Afetivamente, como esposa e mulher não estou mais ao lado do meu marido não só por mim mas pq ele não tem esta disposição também. Não quer ter trabalho de reconquistar o que ele perdeu. O que ele machucou, toda mentira a vida toda. Sempre estive aqui aberta a entender o que rolava pq ele não me queria.
Eu dei todo suporte a ele, fórum, psicólogo especializado no tema, está morando em casa, dormindo em outro quarto. Mas afetivamente não me doarei ou lutarei por alguém que não corresponde a nada. Que não tem vontade de lutar pela relação, o amor próprio precisa ser maior.
Não me sinto uma pessoa ma, por pensar e agir assim. Cada um sabe dos seus limites na vida.
Por muito mas muito menos ele já me agrediu verbalmente quando achou que eu era uma FDP.
Ele disse que TB estava cansado da nossa relação, olha só que coisa né! A pessoa que mentiu a vida toda, me enganou, me fez acreditar que o problema era eu, tá cansado tbem, nunca me disse isso.
Eu sempre o apoiarei mas agora como uma amiga. Pq desta forma ninguém se machuca mais ainda.
Já estávamos infelizes antes de eu descobrir sozinha a verdade, e fiz uma pergunta que não tive resposta. Será que todo comportamento que ele tinha e tem esta relacionado com o vício? Ou será que certas coisas estão sendo enviadas guela abaixo do vício pq assim o peso é menor?
As pessoas precisam entender que toda ação gera consequências, seja vício ou não.
Ele é psicólogo, estudioso de psicanálise. Não sabia que era viciado? Estudamos isso o tempo em nossa formação. Sei que santo de casa não faz milagre, mas minha posição é que depois de ter lutado pra ficar viva por 1 ano devido ao meu câncer de mama que mexeu com minha sexualidade pq meu corpo todo mudou eu aprendi que meu tempo vale ouro. Que viver sofrendo não dá, minha cota de dor já foi. É isso não quer dizer que eu não o amo, mas me amo mais é isso é fundamental pra amar seu próximo. Se amar e se aceitar antes.
Mensagens : 20
Data de inscrição : 29/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 20/2/2018, 09:57
Olá Bianca,

Será que ainda aparece por aqui? Gostaria de conversar com vc.
Espero realmente que veja.

Paz e Bem!
Bela adormecida, já não tão adormecida
avatar
Mensagens : 10
Data de inscrição : 12/04/2018
Idade : 21
Localização : Desire is natural to the human being.
Ver perfil do usuário

Re: Descobri da pior forma

em 12/4/2018, 06:02
Acho que esse suposto vício dele era jogo pra terminar com você, mas relaxa, o mundo há vários homens que realmente vale a pena viver junto.

_______________________________________
Quando se dorme no chão, não se precisa temer cair da cama.
                                                                                              Anton Lavey

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum