Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

Final do Dia 12

em 3/12/2017, 14:54
David Silva escreveu:
Limbo escreveu:Gregory, David

Ontem comecei a perceber esse amor próprio quando estava buscando na internet algumas informações. Quando realmente percebi o que é amor próprio quero dizer que tudo mudou, pois percebi que estava quase sempre me atacando por dentro, me fazendo mal.

Tinha muita dificuldade de diferenciar o amor próprio do orgulho e vaidade, algo que não quero. Estava tentando cuidar mas do meu corpo, ou tentando focar mais em mim só que não estava dando certo. E ENTÃO EU PERCEBI O QUE É AMOR PRÓPRIO QUANDO EU VI ESSE VÍDEO:



QUANDO EU APLIQUEI O MESMO QUE ELA FEZ EM MIM EU COMECEI A PERCEBER O QUANTO EU SOU VALIOSO.

ESPERO QUE SIRVA PARA VOCÊS

Limbo,

O Vídeo é ótimo, mas só tem sentido se aplicado no dia a dia. O desenvolvimento do amor próprio é um exercício diário. Fazer este exercício como é feito no vídeo é fundamental. Mas quando você diz "quando eu apliquei o mesmo que ela fez em mim..." vc está equivocado, pois vc nao aplicou vc apenas repetiu o exercício. Aplicar é no dia a dia. De nada adianta se ela sair ali da terapia e voltar a pensar da mesma forma. A cena da terapia é apenas uma ilustração do que tem que acontecer no dia a dia... Mas é sempre conquista! Devagar e com calma.

Muito obrigado pela resposta David, eu realmente estou aplicando ao dia a dia pois você consegue pegar os pensamentos e verificar que você esteá ferindo a si próprio, e quando você aplica esse exercício você não quer fazer isso. Você pode se ferir sem perceber, se achando feio e inútil por exemplo, mas quando você olha você mesmo de fora isso muda, e então tudo melhora por que você viu valor em você, ou seja, amor próprio.

Atualizando hoje também fiz exercícios e tomei banho frio, na hora respirei como um cavalo de tanto gelo, mas foi bom para ativar o sistema imunológico.

ME SINTO PROGREDINDO

avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

15 Dias Recaída

em 8/12/2017, 03:41
Com 15 Dias tive uma nova recaída
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

Reviravolta Novamente

em 10/12/2017, 18:07
Depois de recair hoje de manhã novamente eu fiquei jogando videogame quase o dia inteiro, fiz uns afazeres de casa e me veio intuição pra estudar, ler e etc.

Era pra eu estudar uns assuntos de matemática, mas acabei lendo um livro sobre homossexualidade, fazia um tempo que não tocava nele.

Não demorou mais que quatro páginas lendo o livro pra eu começar a sentir meu corpo se libertar, me deu vontade de chorar, me deu uma euforia, meu corpo se sentiu melhor.

Eu tava respirando tão mal que meu peito "estalou" um osso que devia estar afundado por meus pulmões estarem se movimentando pouco.

Minha cabeça parou com os pensamentos ruins, senti a energia percorrer meu corpo, senti minhas capacidades mentais melhorarem.

Eu também senti raiva dentro da minha cabeça sobre outras pessoas que condenam e falam mal sobre a homossexualidade.

Tudo isso ta guardado dentro de mim e consegui soltar um pouco.


O PROBLEMA

Ao sair na rua depois me senti melhor, minha percepção da realidade estava melhor. O problema foi ver um cara que acho bonito na rua, me senti mal por achar ele bonito, pois ele é casado.

Sempre que gosto de alguém que sei que não haverá possibilidade (hetero, casado) eu me culpo, me vem uma culpa grande.

Até chegar no lugar onde queria foi esse tormento, e piorou quando vinha um casal na minha direção, o cara era um gato, mas por estar com uma garota do lado eu me senti um bosta, eu não sei descrever, sentia vergonha, sentia que não deveria estar com desejo por aquele homem. Passei por eles sem nem olhar na cara, senti que ele olhou pra mim mas eu não poderia encarar. Poderia até ser alguém conhecido mas na hora eu nem pensei nisso

A homossexualidade pra mim é muito frustrante nesse sentido, mas o interessante é que minhas capacidades mentais ficam libertas, me sinto liberto, mas fica esse preconceito comigo, falta de amor próprio, sei lá o que é essa droga, só sei que me deixa muito pra baixo.

Quando cheguei em casa me deu vontade de chorar, por um lado é bom, estou mexendo no local certo, onde está ferido.

Por outro lado me senti mal demais e nem quis continuar o livro, o que vai contra minha razão, pois é lendo que irei curar essa ferida.

Complicado

Ressalto que senti uma certa feminilidade novamente
avatar
Mensagens : 1446
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 11/12/2017, 08:03
Limbo escreveu:Depois de recair hoje de manhã novamente eu fiquei jogando videogame quase o dia inteiro, fiz uns afazeres de casa e me veio intuição pra estudar, ler e etc.

Era pra eu estudar uns assuntos de matemática, mas acabei lendo um livro sobre homossexualidade, fazia um tempo que não tocava nele.

Não demorou mais que quatro páginas lendo o livro pra eu começar a sentir meu corpo se libertar, me deu vontade de chorar, me deu uma euforia, meu corpo se sentiu melhor.

Eu tava respirando tão mal que meu peito "estalou" um osso que devia estar afundado por meus pulmões estarem se movimentando pouco.

Minha cabeça parou com os pensamentos ruins, senti a energia percorrer meu corpo, senti minhas capacidades mentais melhorarem.

Eu também senti raiva dentro da minha cabeça sobre outras pessoas que condenam e falam mal sobre a homossexualidade.

Tudo isso ta guardado dentro de mim e consegui soltar um pouco.


O PROBLEMA

Ao sair na rua depois me senti melhor, minha percepção da realidade estava melhor. O problema foi ver um cara que acho bonito na rua, me senti mal por achar ele bonito, pois ele é casado.

Sempre que gosto de alguém que sei que não haverá possibilidade (hetero, casado) eu me culpo, me vem uma culpa grande.

Até chegar no lugar onde queria foi esse tormento, e piorou quando vinha um casal na minha direção, o cara era um gato, mas por estar com uma garota do lado eu me senti um bosta, eu não sei descrever, sentia vergonha, sentia que não deveria estar com desejo por aquele homem. Passei por eles sem nem olhar na cara, senti que ele olhou pra mim mas eu não poderia encarar. Poderia até ser alguém conhecido mas na hora eu nem pensei nisso

A homossexualidade pra mim é muito frustrante nesse sentido, mas o interessante é que minhas capacidades mentais ficam libertas, me sinto liberto, mas fica esse preconceito comigo, falta de amor próprio, sei lá o que é essa droga, só sei que me deixa muito pra baixo.

Quando cheguei em casa me deu vontade de chorar, por um lado é bom, estou mexendo no local certo, onde está ferido.

Por outro lado me senti mal demais e nem quis continuar o livro, o que vai contra minha razão, pois é lendo que irei curar essa ferida.

Complicado

Ressalto que senti uma certa feminilidade novamente


Oi Limbo
Interessante essas percepções suas, elas fazem parte do seu processo de autoconhecimento, e escrever sobre elas ajuda você a se libertar.
Deus abençoe você. Não é mesmo fácil todo esse processo de nos encontrarmos com a nossa sombra. A minha tá a me perseguir, mas eu sempre tento fechar os olhos a ela. Somente quando eu encará-la de frente mesmo é que realmente haverá um processo de despertar e de cura.

Abraços.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho


avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

2018 Recomeço

em 11/1/2018, 15:18
Quero recomeçar, depois de recair várias vezes estou voltando ao fórum.

Estou pior do que antes, mas sei que não é o fim, muito pelo, contrário, mais um começo.
Moderador
Moderador
Mensagens : 313
Data de inscrição : 07/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 11/1/2018, 16:12
Sua história me inspira, querido Limbo!
Avante !!!!!

Acompanhando.

_______________________________________
Visite meu diário e me ajude a vencer!

http://www.comoparar.com/t6668-reboot-marcos
avatar
Mensagens : 1446
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 11/1/2018, 17:03
Limbo escreveu:Quero recomeçar, depois de recair várias vezes estou voltando ao fórum.

Estou pior do que antes, mas sei que não é o fim, muito pelo, contrário, mais um começo.

Olá
Estamos todos juntos.
Vamos fazer um trato: vamos, dessa vez!
Estou mais decidido.

Força! Paz! Bom ver vc de volta aqui

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho


avatar
Mensagens : 77
Data de inscrição : 05/10/2015
Idade : 26
Ver perfil do usuário

oieeee

em 11/1/2018, 17:34
Limbo escreveu:Quero recomeçar, depois de recair várias vezes estou voltando ao fórum.

Estou pior do que antes, mas sei que não é o fim, muito pelo, contrário, mais um começo.

estamos votando juntos então amore!! segura a ooooonda, força, foco e sucesso!!

_______________________________________
"Aquele que esquece seu passado está condenado a repeti-lo."
"Às vezes a gente se imagina incompleto e é apenas jovem." I. Calvino
avatar
Mensagens : 41
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 11/1/2018, 19:28
Limbo escreveu:Depois de recair hoje de manhã novamente eu fiquei jogando videogame quase o dia inteiro, fiz uns afazeres de casa e me veio intuição pra estudar, ler e etc.

Era pra eu estudar uns assuntos de matemática, mas acabei lendo um livro sobre homossexualidade, fazia um tempo que não tocava nele.

Não demorou mais que quatro páginas lendo o livro pra eu começar a sentir meu corpo se libertar, me deu vontade de chorar, me deu uma euforia, meu corpo se sentiu melhor.

Eu tava respirando tão mal que meu peito "estalou" um osso que devia estar afundado por meus pulmões estarem se movimentando pouco.

Minha cabeça parou com os pensamentos ruins, senti a energia percorrer meu corpo, senti minhas capacidades mentais melhorarem.

Eu também senti raiva dentro da minha cabeça sobre outras pessoas que condenam e falam mal sobre a homossexualidade.

Tudo isso ta guardado dentro de mim e consegui soltar um pouco.


O PROBLEMA

Ao sair na rua depois me senti melhor, minha percepção da realidade estava melhor. O problema foi ver um cara que acho bonito na rua, me senti mal por achar ele bonito, pois ele é casado.

Sempre que gosto de alguém que sei que não haverá possibilidade (hetero, casado) eu me culpo, me vem uma culpa grande.

Até chegar no lugar onde queria foi esse tormento, e piorou quando vinha um casal na minha direção, o cara era um gato, mas por estar com uma garota do lado eu me senti um bosta, eu não sei descrever, sentia vergonha, sentia que não deveria estar com desejo por aquele homem. Passei por eles sem nem olhar na cara, senti que ele olhou pra mim mas eu não poderia encarar. Poderia até ser alguém conhecido mas na hora eu nem pensei nisso

A homossexualidade pra mim é muito frustrante nesse sentido, mas o interessante é que minhas capacidades mentais ficam libertas, me sinto liberto, mas fica esse preconceito comigo, falta de amor próprio, sei lá o que é essa droga, só sei que me deixa muito pra baixo.

Quando cheguei em casa me deu vontade de chorar, por um lado é bom, estou mexendo no local certo, onde está ferido.

Por outro lado me senti mal demais e nem quis continuar o livro, o que vai contra minha razão, pois é lendo que irei curar essa ferida.

Complicado

Ressalto que senti uma certa feminilidade novamente

Opa, Limbo!

Tenho lido seu diário. E percebo o quanto você está lutando contra esse mal da PMO. Sugiro que você deixe essas emoções e choros virem e durarem o tempo que forem. É como um desabafo. Um alívio. Eu já reprimi muito meu choro. Mas hoje em dia, apesar de chorar muito pouco, devido justamente a essa repressão, deixo ele vir. Me sinto aliviado. Não sei se você está fazendo psicoterapia. Mas te sugiro que faça. A PMO pode ser responsável por vários males e potencializar outras coisinhas que a gente já tem guardado. E a psicoterapia te ajudará muito quanto a ambos.

Culpa, falta de amor próprio, baixo estima, todos estão interligados, né? Parece que um alimenta o outro. Mas saiba de uma coisa, culpa você não deve ter. Culpar-se é extremamente nocivo quando não se é culpado. Se ame. Será preciso que você passe a se amar para conseguir vencer esse vício.

Dedique um tempo para você refletir sobre essas coisas e descobri o porquê das coisas. Você não é uma bosta! Você é um cara legal que merece coisas boas e precisa buscar isso!
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

5 Dias

em 13/1/2018, 08:08
Foi muito bom ler essas palavras de apoio, estou em momentos bem difíceis, embora tenha momentos de melhora.

Antes de ontem estava muito bem e acordei ótimo pois de noite ao dormir fui para lugares incríveis, tive a sensação de estar voando em volta do planeta, em uma velocidade incrível e com uma sensação de espaço enorme, me sentia muito feliz, aquela sensação de liberdade era ótima, lembro de algumas pessoas que estavam comigo também, pode ter sido tudo um sonho, mas não parecia.

Ontem já me senti um pouco ruim por algumas notícias que recebi.

Preciso ainda bloquear o celular, mas me mantenho em frente usando os bloqueadores no notebook e fazendo outras atividades.

Sombra eu tenho que colocar isso para fora mesmo, estou fazendo sessão com a psicóloga e tem muitos momentos que quero chorar mas tenho vergonha de chorar na frente dela, sinto que todos me julgam inclusive ela, é difícil explicar. Em razão disso não consigo levar as coisas muito a sério, não encontro uma saída.

Os melhores momentos são quando eu durmo e minha mente fica mais livre e consigo pensar melhor nessas coisas, e acordo muitas vezes bem, embora decaia ao decorrer do dia.

Retirar a pornografia irá melhorar um pouco isso creio eu, já que sempre recorro à ela nesses momentos difíceis.

Avante !
Moderador
Moderador
Mensagens : 313
Data de inscrição : 07/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 13/1/2018, 09:15
Limbo eu entendo você perfeitamente.
Sobre sonhos, já tive sonhos desse cunho também! Lugares lindos, conversas confortáveis e afáveis. Nos ajudam muito no nosso reboot.

Esta semana conversei com alguns amigos sobre meu vício em PMO e eles entenderam e me apoiaram também, apesar de não saberem do reboot, sabem que estou tomando providência.

Hoje estou no meu 18º dia de reboot e não sinto nenhuma vontade de PMO, apesar de estar utilizando os apps (com MUITA cautela). Não os recomendo pra quem está no ápice do reboot, são gatilhos.

Espero ansiosamente que nossas vidas mudem com o reboot e voltemos, de fato, à normalidade que deveríamos ser.

Abraços!
avatar
Mensagens : 41
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 14/1/2018, 08:39
Limbo escreveu:

Sombra eu tenho que colocar isso para fora mesmo, estou fazendo sessão com a psicóloga e tem muitos momentos que quero chorar mas tenho vergonha de chorar na frente dela, sinto que todos me julgam inclusive ela, é difícil explicar. Em razão disso não consigo levar as coisas muito a sério, não encontro uma saída.


Limbo, eu também tenho essa sensação de que todos estão me julgando. Pq realmente estavam. Eu cresci em um ambiente onde a crítica e o julgamento eram coisas presentes e muito fortes. Assim, eu desenvolvi uma baixo estima e falta de confiança muito grande. Também minha personalidade é de uma pessoa que acha que sempre será julgada pelas pessoas. Isso é muito ruim. Perdi várias oportunidades. E deixei de ter muitas iniciativas por medo do julgamento das pessoas. Até que procurei ajuda psicológica, onde identifiquei esses problemas, antes inconscientes. Agora, trabalho contra isso. E já tenho uma postura diferente. Não fico pensando no julgamento das pessoas. Pois isso poda minha atitudes. E me deixa mal.

Lembro que quando comecei no tratamento com a psicológa, também pensei que ela me julgaria, entao omiti várias coisas, e o que eu falava , falava com receio de ser julgado. Claro! Eu vivi minha vida toda recebendo críticas, pq seria diferente! Mas ali no consultório, era. Era diferente. Eu só percebi depois. Depois de umas sessões. Minha psicológa não me julgava. Ela me ajudava. Me ajudou a entender meus problemas e resolvê-los. Ali era um lugar onde eu não era julgado. Então, não sei se esse pensamento de sua psicólogas te julgar são impressão sua. Como foram minhas. Mas experimente se entregar sem medo nas sessões. Assim também como o choro. Se o choro vier, chore. Você está ali para melhorar. Ali é o lugar que vocẽ tem que chorar. Você está diante de uma profissional que dedicará seu tempo para te ajudar. Permita isso! Se permita ser verdadeiro e livre. Livre.

Independe de qualquer coisa, você ainda tem a gente aqui. Não te julgaremos! Te ajudaremos. Você tem nosso apoio aqui. Se sinta a vontade para falar com a gente tb.
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

12 Dias

em 20/1/2018, 05:58
Estou indo até bem, é só começar o reboot que diversas coisas começam a acontecer. Estou me descobrindo de novo, e novamente senti desejos heterossexuais por alguns momentos, mas o medo volta e eu torno a voltar para a homossexualidade.

Quando fico sem emoções fico normal, inclusive a felicidade, dar risada, isso me deixa mal. Parece que meu cérebro esta superestimulado de emoções, e que devo ser mais racional.

Estou confuso, mas a vontade de recair nem é tão forte, estou com claras brechas que posso utilizar mas sei que não vai valer a pena.

Eu até tentei me forçar a chorar pra me libertar um pouco mas não consegui.

Bem, sei que mais coisas acontecerão durante o reboot, sempre acontecem.

Ahh, e o programa Revert está me ajudando muito por ser no formato vídeo, minha concentração para ler o ebook esta muito ruim

Abraços
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

13 Dias - EU ESTOU FELIZ PRA CARALHO !!!

em 21/1/2018, 12:48
Finalmente estou vencendo a ansiedade, finalmente estou tendo resultados reais dos meus testes. Finalmente estou vivendo 100%.

Pessoal eu falava direto das minhas doideras espirituais em outros diários, sonhos e projeções astrais e sempre percebi que esse lado espiritual me deixava estranho e nunca sabia porque. Pensava que era um espírito do passado que me incomodava, pensava que eu era médium quando ia nos centros espíritas e etc, etc. Cheguei até a incorporar, mas mesmo assim eu sabia dentro de mim que tinha algo errado.

EU NUNCA ME SENTI COMO MÉDIUM, ESPIRITUALISTA E ETC, mesmo quando as pessoas me falavam e davam evidências eu sabia que não era isso, mas que ALGUM DESEQUILÍBRIO MEU causava isso.

Eu relatei alguns posts atrás sobre minha ansiedade social, medo de pessoas na rua, de carros e de julgamento.

Tenho feitos testes para diminuir isso:

-Tentei ouvir música enquanto andava na rua
-Tentei pensar compulsivamente para que meu foco saísse das pessoas
-Tentei olhar um ponto fixo enquanto olhava na rua para me concentrar nele e não olhar para as pessoas
-Tentei olhar para as pessoas e pensar compulsivamente coisas positivas sobre elas
-Tentei ouvir coisas religiosas enquanto andava em lugares públicos para manter meu pensamento no bem

Os que mais funcionaram foi olhar para um ponto fixo e pensar compulsivamente, e cheguei a ficar alguns dias assim.

Mas acontece que comecei a fazer outros testes que envolviam sensações psicossomáticas. A ansiedade gera sensações no corpo, então comecei a perceber quais sensações eu estava sentindo e quais comportamentos faziam com que essas sensações fossem embora. As sensações psicossomáticas eram:

-Sensação estranha no testículo esquerdo
-Nervos pulsando pelo corpo, como se estivessem com tensão
-Zumbido no ouvido
-Garganta seca
-Respiração fraca
-Pensar em música compulsivamente, música sem fim na cabeça
-Alteração da face, tensão muscular na face
-Dor do lado esquerdo da barriga
-Sensação estranha no ombro esquerdo
-Fome intensa
-Gases e intestino irritado

No início comecei a perceber que uma certa sensação de relaxar, pensar em relaxar, ouvir músicas relaxantes e fazer sessões de meditação  me deixava melhor, mas pouco depois tudo voltava. Ao tentar relaxar muito, me libertar, não conseguia. Fiquei meses nessa tentativa, praticamente 2017 inteiro.

No final de 2017 tentei buscar formas de me manter no presente, parar de ficar com os pensamentos compulsivos e focar mais na realidade. Foi quando peguei alguns conceitos do Osho sobre o pensamento, krishnamurti e outros. QUASE ENLOUQUECI, pois o pensamento tem um fluxo, e se você tentar pará-lo não irá conseguir, irá enlouquecer. É necessário apenas observá-los sem julgar ou interferir. Tive alguns progressos mas ainda sim estava muito focado em minha própria mente.

E AGORA ALGUNS DIAS ATRÁS, comecei a fazer alguns testes enquanto andava de ônibus. Tentei ao máximo manter meu foco o presente, mas não de uma forma compulsiva ou feroz como antes, ansioso, mas de uma maneira concreta e lógica, o que eu não consigo colocar em palavras.

Acontece que eu me sentia como se metade do meu corpo estivesse lá no espaço pensando sobre infinitas coisas e a outra metade aqui no presente. E então era como se eu puxasse essa metade que estava lá no espaço e trouxesse pra cá de novo.

O RESULTADO:

Quando desci do ônibus eu me senti muito assustado, minha percepção da realidade estava 100%, as pessoas estavam evidentes, os detalhes, sons, tudo estava tão nítido e presente que eu me senti vivo de verdade.

Meus desejos homossexuais também haviam ido embora nesse momento, e senti mais desejos heterossexuais. Comecei a colocar mais em prática esse "exercício" e tive grandes surpresas hoje:

-VERIFIQUEI QUE TODOS EFEITOS PSICOSSOMÁTIOS VÃO EMBORA COM ESSE 'ESTADO MENTAL'
-O tempo parecia passar mais devagar e tinha mais noção da realidade
-Andar na rua e ir ao mercado não me causaram ansiedade
-Os homens que me causariam ENORME ATRAÇÃO simplesmente me pareciam indiferentes
-Maior atenção para o sexo feminino
-PERCEBI QUE CONSIGO ALTERNAR ENTRE OS DOIS. Enquanto voltava à 'ANSIEDADE' me sentia muito atraído pelo sexo MASCULINO. E quando fazia esse exercício ficava indiferente para os HOMENS e sentia leve atração pelas mulheres, pois ainda é muito difícil manter esse estado.
-Maior racionalidade e menor sensibilidade para emoções e sentimentos
-Percebo meu corpo suando mais, eu raramente fico suado, mesmo em situações de grande esforço

BEM. ESTOU FELIZ, MUITO FELIZ, MUITO FELIZ MESMO ! O REBOOT SEMPRE ME DÁ BOM ÂNIMO PARA CONTINUAR NA CAMINHADA.

ESPERO QUE EU SIGA DESSA PARA MELHOR. ABRAÇOS !!!
Moderador
Moderador
Mensagens : 313
Data de inscrição : 07/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 21/1/2018, 13:20
Oi Limbo!
Acho interessante seus pensamentos e profunda espiritualidade e conexão com astral. Espero que de fato você se encontre e seja quem realmente é.
Eu também sinto, muitas vezes, atração pelo sexo feminino, mas nunca me descaracterizei como homo. Acho que pelo fato de sermos homens e toda a evolução histórico científico, somos perfeitamente capazes de nos relacionarmos com mulheres, é algo biológico.
O que atrapalha nossas vidas não é a nossa sexualidade em si mas a compulsão sexual causada pelo PMO.
O que tenho notado nesses meus 24 dias de Reboot é que a vida real é muito diferente da internet. Interagir, conversar, sentir, são coisas que nos fazem vivos e nos tornam seres sociais.
Deixe-se levar pelo Reboot e depois tire maiores conclusões.

Abraços e boa sorte na sua caminhada!!

_______________________________________
Visite meu diário e me ajude a vencer!

http://www.comoparar.com/t6668-reboot-marcos
avatar
Mensagens : 717
Data de inscrição : 15/08/2017
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 21/1/2018, 14:37
Limbo escreveu:Estou indo até bem, é só começar o reboot que diversas coisas começam a acontecer. Estou me descobrindo de novo, e novamente senti desejos heterossexuais por alguns momentos, mas o medo volta e eu torno a voltar para a homossexualidade.

Quando fico sem emoções fico normal, inclusive a felicidade, dar risada, isso me deixa mal. Parece que meu cérebro esta superestimulado de emoções, e que devo ser mais racional.

Estou confuso, mas a vontade de recair nem é tão forte, estou com claras brechas que posso utilizar mas sei que não vai valer a pena.

Eu até tentei me forçar a chorar pra me libertar um pouco mas não consegui.

Bem, sei que mais coisas acontecerão durante o reboot, sempre acontecem.

Ahh, e o programa Revert está me ajudando muito por ser no formato vídeo, minha concentração para ler o ebook esta muito ruim

Abraços
Parabéns, você está indo bem. Sobre sua sexualidade, não me parece que vvocê seja gay não, não a primeira vez (nem a segunda, 3ª etc) que te vejo associando a sua homossexualidade ao medo, insegurança etc. Talvez você seja hétero mas ou a PMO ou alguma revolta com as mulheres (como por exemplo: você achar que elas não gostam de vocÊ) esteja atrapalhando a sua sexualidade natural. Sugiro que corte todo tipo de fantasia por uns tempos (se puder), aí seu corpo, cérebro tudo se resolve naturalmente. Já ficou com alguma mulher?
Passe no meu diário

_______________________________________
Clique aqui para acompanhar meu diário
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

20 Dias

em 28/1/2018, 09:20
Nunca tive um avanço tão grande como esse. Estou reconhecendo meu lado mais ativo/versátil e estou me libertando dos medos.

Por acaso estava vendo sobre a espiritualidade e vi que o chackra mais básico, e o mais forte, da energia sexual é bloqueado pelo medo. Sempre me sinto muito fraco, com o corpo sem energia. Quando me permiti sentir prazer esse medo foi embora e a energia fluiu.

Minha ansiedade melhorou muito. O post anterior que eu disse que estava me sentindo ótimo não é nada perto disso. Estou ainda melhor.

O programa revert está ajudando muito.

Gregory, pode ser que eu não seja gay mesmo, mas não estou pronto para ter algo com alguma garota, ser gay pra mim não é algo ruim pois desde muito cedo sentia isso, então continuarei saindo com homens. Quando me ver seguro que posso tentar algo com uma garota eu tentarei.

Beijos e abraços pra vocês
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

Dia 1

em 10/2/2018, 14:10
Eu nem sei o que escrever, eu recaí bastante ...

Saí com muitos caras para me testar, e realmente eu vejo que nem sou gay, mesmo assim posso agir como um pois isso esta muito profundo em mim.

Quero sair dessa e por isso agora bloqueei legal meus dispositivos.

Preciso abandonar esse lado emocional e trabalhar mais o racional.

Tem uma garota que admiro, ela sempre olha pra mim mas nem tive coragem pra falar um oi pra ela ainda.

Essas coisas me perseguem, mas tenho que ter calma.

Vir escrever aqui já é uma ação dos bloqueadores senão eu estava em salas de bate papo ou afins.
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

Tentando voltar aos trilhos

em 2/4/2018, 17:13
Eu não tenho recaído nesses últimos meses, melhorei muito minha ansiedade mas ainda saio muito com homens


Saí nesse período talvez com mais de 20 homens diferentes, não posso dizer que foi ruim pois a maioria das vezes foi bom, tanto no sentido prazer quanto no sentido descobrimento. Saí com caras extremamente gostosos e outros extremamente desagradáveis, serve de experiência.

Dos agradáveis consegui retirar o medo, sentir um prazer legal, mas ainda sinto que não é o que eu quero.

O desejo por mulheres vem ficando bem mais notável, embora eu saia muito ainda somente com homens, o que prova que algo interno estava me bloqueando, hetero seria difícil de ser, mas bissexual eu tenho certeza que sim.

Foi muito legal ter o medo fora de tudo isso, sai com esses caras sem culpa, tentei me libertar ao máximo, descobri que existem muitos afeminados ativos que transam muito bem kkk, embora eu ainda prefira os mais masculinos.

Conhecer esse monte de homem e gays me deu uma visão bem mais amplas de como as outras pessoas vivem sua sexualidade, desde o mais discreto até o mais liberto e carinhoso.

Não me sinto mais isolado

Nesse tempo todo eu vi nudes pq acabava trocando pra sair com algum cara, mas sempre focava no real, e mesmo aquela nude maravilhosa ficava esquecida porque não sai com o cara de verdade.

Eu mudei, eu gosto de sexo, de estar com o cara, de ficar junto.

Foi bom ficar um pouco longe do fórum e esquecer o moralismo pra chegar nesse resultado, eu realmente aprendi algo

Agora eu vou deixar rolando como está, mas parando um pouco com essa frequencia de sexo e fazendo outras coisas importantes tambem

Como eu sempre pensei eu adoro fazer oral, e descobri que gosto de receber oral tambem, embora ainda fique nervoso

Tudo isso tem me ajudado a seguir em frente

Abração pra todos

avatar
Mensagens : 1446
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 2/4/2018, 18:19
Que bom! Sempre quando há aprendizado toda situação por mais incômoda ou ruim que ela seja é válida.
Estou com você.
Sou seu amigo. Um amigo que fiz no fórum e acho que precisamos falar menos de reboot e mais de lazer, de vida, de energia de paz que pode pulsar na gente
Conto com vc. To resetando aqui.

Abraços,

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho


avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

Retornando

em 14/7/2018, 06:20
Tenho tido avanços consideráveis contra a pornografia. Ela já não é mais um problema na minha vida.

Conversando com o amigo David tenho pensado na possibilidade da castidade, eliminando minha preocupação excessiva em ser gay ou hetero.

Meu maior problema ainda continua sendo a ansiedade, mas que vem melhorando com o tempo. Nesses últimos tempos saí com bastante homens, mas com nenhuma mulher.

Bom, embora tenha ficado um tempo fora eu não me esqueci do fórum. Senti necessidade de voltar a escrever aqui no meu diário, pois me faz refletir, e no momento estou precisando disso.
avatar
Mensagens : 1446
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 14/7/2018, 08:15
Excelente sua volta. Amigo Limbinho!!!!

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho


avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

Dia 2

em 31/7/2018, 19:30
Desde segunda com o qustodio instalado não tenho tido como acessar pornografia, assinei o premium e instalei no celular e no notebook, além de passar a senha para um amigo do fórum.

Ontem fiquei jogando videogame, e hoje sai para dar uma volta de noite mesmo, sozinho.

Essas atitudes vão acontecendo meio que automaticamente quando não tenho mais acesso a pornografia, mas ainda me sinto bem ansioso.

Faz um tempo que não saio com homens, pelo menos não da maneira como estava antes, saindo até com três caras diferentes no mesmo dia. Fiz os exames de DST e ta tudo ok, tirando o peso da minha consciência de ter contraído algo (embora não tivesse feito nada com risco alto de infecção).

Ainda sim saí com um cara domingo, mas agora nem tem com os bloqueadores me impedindo de entrar em bate papo e apps ...

Seguindo...
avatar
Mensagens : 73
Data de inscrição : 22/07/2017
Ver perfil do usuário

VOLTANDO

em 17/9/2018, 15:07
Tentando voltar, nos últimos dias tenho tido baixa motivação para me masturbar ou ver pornografia, mas um grande problema estão sendo bloqueadores.
avatar
Mensagens : 1446
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: O Retorno de Limbo

em 17/9/2018, 15:31
Oi Limbo
Seja bem vindo
Vamos nos ajudar novamente?

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho


Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum