Compartilhe
Ir em baixo
sarahackles
Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/08/2017

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 19/8/2017, 11:58
Conor Mcgregor. escreveu:Sara, eu tenho uma namorada que não sabe que sou viciado em PMO. Mas sabe que já fui. Para ela, eu não pratiquei mais. Realmente escondo essa realidade que vivo no momento. Mas estou lutando com unhas e dentes para se livrar disso. No meu caso, minto pois ela não me apóia da forma que você apóia o seu namorado. Infelizmente nessa luta estou sozinho. Coloque ele nesse fórum, apresente o ebook para ele. Em fim. É uma situação delicada

Como sabe que ela não irá te apoiar Conor? É muito mais fácil unir forças e lutar juntos do que viver com isso sozinho. Te sugiro contar a ela, acredite, de quem está do lado como parceira e ama, nós entendemos muito mais do que vocês acreditam que entendemos. Tente. Você pode se surpreender com o conforto e o apoio que ela pode te oferecer.

Como disse para o Luis, estou evitando que ele venha para o fórum pois estamos evitando que ele use o computador. Vou instalar os bloqueadores, porque ele tem que escrever seu TCC agora. Mas opção de fórum ainda está sendo trabalhada para nós dois.

Obrigada pelas dicas Conor!

sarahackles
Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/08/2017

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 19/8/2017, 14:00
Antônio71 escreveu:Sara, boa tarde! Eu convido a você a olhar as possíveis mentiras dele sob outro ângulo.

Não estou dizendo que mentir é correto, mas muitas vezes eu uso a mentira para fugir de um possível confronto.

Eu sei que como você é uma pessoa com a personalidade forte e verdadeira e que você prefere muitas vezes ser sincera e até mesmo agressiva do que mentir, contudo eu me identifico um pouco com a personalidade do seu namorado e talvez, no caso dele, o fato de mentir seja, por incrível que pareça, uma forma de respeito a sua pessoa.

Não encare isso como uma traição ou desonestidade.

Vale à pena você demonstrar a ele o máximo de carinho e compreensão com seus possíveis erros.

Isso fará com que ele minta menos para você.

Por outro lado se você bater de frente com as questões da mentira ele mentirá ainda mais para evitar uma possível briga, entende?

Mesmo na hipótese de ele está mentindo porque está lhe traindo com outra, se você acreditar nele você estará na vantagem pois a sua confiança o machucará mais do que um ferro incandescente.

Por outro lado se não tiver havendo traição alguma você também ficará na vantagem pois o relacionamento de vocês estará cada dia melhor.

Acredito que para ele, assim como para mim, o mais importante no relacionamento não é a verdade, mas é a harmonia e a paz.

Não é que você esteja errada mas cada pessoa pensa de uma forma diferente e eu gostaria de convidá-la a mudar um pouco a sua forma de pensar em relação a isso.

Estou dizendo isso porque estou querendo ajudar e o faço com a melhor das intenções. Em nenhum momento eu quero criticar a sua atitude, mas apoiá-la para que vocês possam ser verdadeiramente felizes.

Um grande abraço Antônio 71

Hey, confesso que sua sugestão me pegou bastante de surpresa Antônio, não havia olhando por essa perspectiva, pois não acredito nela. Não acredito que mentira e relacionamento possam coexistir e fazer com que dê certo. Prova disso, foi a experiencia que tive no inicio da semana com meu parceiro. Vou te contar...

Eu não estava querendo vê-lô, pois estava para baixo e queria esquecer um pouco o assunto que estamos vivendo. Então eu queria sair e espairecer, como foi durante a semana e ele tem aula, eu fui ao cinema acompanhada de um amigo e não contei para ele. Eu disse que ia estudar de noite e desliguei meu celular para a sessão. Só que o filme foi muito longo, não achei que ia demorar tanto assim. Ele acabou ligando para telefone fixo de casa e minha mãe disse que eu não estava em casa, que fui ao cinema com um amigo (que ele conhece, claro).

Minha mentira não tinha sido na intenção de magoa-lo, eu só queria me distrair, só isso. Sair com alguém, desviar o foco da minha vida e eu sabia que se contasse para ele sobre isso, ia deixa-lo ansioso. Ele diz que fica com medo de me deixar sair sozinha porque ele fica muito ansioso com os pensamentos. O que você acha que aconteceu?

Ele começou a ter duvidas, achou que eu estava tendo um caso. Achou que eu estava traindo ele, que não o amava mais. Começou a me encher de perguntas sobre o passado, se as vezes que eu disse que tinha ido para algum lugar, eu de fato tinha ido. E ele só ficava repetindo frases como "eu jamais esperei que você fosse me magoar desse jeito"; "ta me doendo tanto saber que você mentiu na minha cara, é horrível", "eu achei que você nunca ia mentir para mim"; "eu confiei em você". Durante a discussão, prestando atenção em tudo que ele estava me dizendo no seu desabafo e nas suas frases, eu percebi que pela primeira vez, ele era eu na situação. Pela primeira vez, ele estava experimentando o gosto da mentira na nossa relação. Ele estava vivendo aquilo e estava transtornado, estava ferido e magoado. Não parava de chorar e me perguntar se eu não estava traindo ele, se eu ainda o amava. E eu via a dúvida que estava consumindo ele, a luta interna em querer acreditar em mim e não saber se poderia. Eu não disse nada. Não me desculpei, porque não estava me sentindo arrependida.

Passado dois dias, ele quis conversar sobre de novo. No meio disso ele chegou a ir numa conveniência e comprar algumas cervejas - o que não é do feitio dele, pois ele não bebe - Enfim, no final das contas, sabe o que ele fez? Me pediu perdão. Ele me pediu perdão por todas as mentiras que me contou, ele disse que estava sentindo na pele o quanto doía confiar tanto em quem amávamos e a pessoa trair essa confiança por causa de nada. Ele disse que eu não havia necessidade de mentir que tinha saído com meu amigo, que ele entenderia e eu sabia disso. Que ele não conseguia entender porque minha decisão tinha sido esconder, se eu sabia que ele não ia se opor. E eu disse que não sabia, que não queria fazer mal a ele. Não queria deixa-lo ansioso, não queria magoa-lo. E ele dizia que não entendia o porque, se o coração dele estava totalmente aberto para mim e eu podia contar qualquer coisa para ele, que éramos parceiros. Eu dei risada e sorri "Você ouviu o que acabou de me dizer?" ele parou, pensou e começou a chorar desesperadamente. Ele disse EXATAMENTE a mesma frase que eu disse para ele Antônio. A MESMA FRASE. Sem mudar uma virgula, ele falou a mesma coisa que eu disse quando ele mentiu para mim na 2x sobre o PMO. Ele disse que estava experimentando isso uma vez e estava desmoronando, que não poderia imaginar em quanta dor eu sentia por ve-lo mentir para mim repetidas vezes".

Não foi proposital da minha parte, eu não queria me "vingar" dele ou fiz de caso pensado. Mas no final das contas, acho que ele tomou essa situação como lição, sabe? Ele ficou tão sentido. Ele ainda está. Fica falando "você vai ficar em casa hoje, se você for sair, você vai me contar né amor? você pode me contar" e coisas do tipo.

Eu sei que dizer a verdade para alguém nem sempre é fácil. Ela magoa. Ela nos fere. Ela nos faz enfrentar demônios dos quais nem sempre queremos. As vezes a verdade vai contra a paz e a harmonia no relacionamento sim. Mas se eu considerasse a "harmonia" mais importante que a verdade, eu poderia deixa-lo vivendo nesse vício. Assim eu não teria tantas discussões ou desgaste. Não teria tanta dor de cabeça, teria? Quando eu escolhi combater isso ao lado dele, eu escolhi o mais difícil Antônio. O mais fácil - obviamente - seria deixa-lo. Viver minha vida. Encontrar outro homem que não viva com esse problema. Afinal eu sou jovem, me considero bonita. Eu poderia encontrar alguém.

Mas se eu escolhi combater isso, se eu escolhi reconstruir o meu relacionamento novamente, eu escolhi faze-lo em valores das quais sempre prezei a minha vida toda e não tive ao lado dele: Lealdade, companheirismo e verdade. Eu não tive nenhuma dessas no namoro e não quero continuar vivendo assim. Se eu sou capaz de sustentar essas 3 coisas, meu namorado também pode. Na verdade, ele DEVE fazer isso. Ninguém diz que amar são apenas flores e rosas, são dores e feridas também.

Não há espaço para meias mentiras. Não há espaço para meias verdades. É ou não é. Eu sou extremamente intolerante quanto isso e sei disso. Mas sou assim, porque reconheço que é possível viver na honestidade. Sou assim, porque reconheço que a verdade vai me trazer paz e a harmonia que tanto quero para nós. Claro que escorregões podem ocorrer, somos humanos. Não somos perfeitos. Com certeza eu errei com ele mentindo sobre no começo da semana. Mas assim como ele se diz intolerante quanto a quedas em PMO, eu quero que ele seja com mentiras. Eu cansei de discursos dele sobre mentiras "você sabe que eu posso cair, que vou fazer de novo". Não querido, você não tem que tolerar isso. Porque quando eu digo sobre quedas em PMO, ele é severo e diz "não vai acontecer, eu não vou deixar, eu não quero". Mas com a mentira podemos ser um pouco coniventes? Não, não podemos. Porque uma coisa está intrinsecamente ligada a outra. Uma coisa sustenta a outra. E se estamos querendo eliminar gatilhos e quedas, não há espaço para mentira. Em nenhum aspecto de sua vida.

Eu sei que a mentira fez parte de sua vida desde o começo, pela criação severa e religiosa do seu pai, pela falta de dialogo em casa e enfim... Eu sei que ele se condicionou a se sentir seguro com a mentira. Que é uma questão de infância que ele trouxe a vida adulta. Mas ele não deve ser escravo disso. Afinal, porque mentir? A vida é essa e devemos tentar ser honestos o máximo possível conosco e com aqueles que amamos. Eu me comprometi a ama-lo, eu estou do seu lado com esse problema, então se sou severa com a questão da honestidade, acredito que não seja nada perto de tudo que eu fiz e faço por ele todos os dias.

Mas te agradeço Antônio por tentar me trazer uma nova perspectiva, a visão do seu lado, dizer como se sente e até elencar minha "agressividade" rsrs, mas se eu não permanecer fiel aos meus princípios e as minhas crenças, o que vai ser de mim como pessoa? No fim, é tudo que eu tenho e vou mante-las até quando acreditar ser oportuna.

Obrigada Antônio,

Com carinho,
Sarah.
avatar
Conor Mcgregor.
Mensagens : 1164
Data de inscrição : 05/05/2017
Idade : 28

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 19/8/2017, 19:14
sarahackles escreveu:
Conor Mcgregor. escreveu:Sara, eu tenho uma namorada que não sabe que sou viciado em PMO. Mas sabe que já fui. Para ela, eu não pratiquei mais. Realmente escondo essa realidade que vivo no momento. Mas estou lutando com unhas e dentes para se livrar disso. No meu caso, minto pois ela não me apóia da forma que você apóia o seu namorado. Infelizmente nessa luta estou sozinho. Coloque ele nesse fórum, apresente o ebook para ele. Em fim. É uma situação delicada

Como sabe que ela não irá te apoiar Conor? É muito mais fácil unir forças e lutar juntos do que viver com isso sozinho. Te sugiro contar a ela, acredite, de quem está do lado como parceira e ama, nós entendemos muito mais do que vocês acreditam que entendemos. Tente. Você pode se surpreender com o conforto e o apoio que ela pode te oferecer.

Como disse para o Luis, estou evitando que ele venha para o fórum pois estamos evitando que ele use o computador. Vou instalar os bloqueadores, porque ele tem que escrever seu TCC agora. Mas opção de fórum ainda está sendo trabalhada para nós dois.

Obrigada pelas dicas Conor!


Pois eu já sondei ela sobre o assunto. Ela acredita que é a coisa mais nojenta do mundo. Ela disse que jamais perdoaria se soubesse desse "segredinho" por isso, guardo a sete chaves para mim. Mas vou lutar com todas as forças pra me livrar. Agora, ela está lá em baixo fazendo uma pizza pra nós. Nem imagina que estou aqui conversando com você sobre isso. Rolling Eyes Têm pessoas que encaram isso como uma traição. e pra alguns, a traição não têm perdão, que é o caso meu e dela. Já conversamos sobre traição e dissemos que se ocorrer, não terá perdão. E isso ela encara como se fosse.

_______________________________________
DA UMA PASSADA NO MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t5738-diario-do-mcgregor

"NOS VEMOS NO PÓDIO" - TOGURO  ( A LENDA DO FORUMEIROS).

Toguro, entra em contato meu velho!

avatar
EspíritoAzul
Mensagens : 29
Data de inscrição : 31/05/2017

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 20/8/2017, 12:00
Conor Mcgregor. escreveu:
sarahackles escreveu:
Conor Mcgregor. escreveu:Sara, eu tenho uma namorada que não sabe que sou viciado em PMO. Mas sabe que já fui. Para ela, eu não pratiquei mais. Realmente escondo essa realidade que vivo no momento. Mas estou lutando com unhas e dentes para se livrar disso. No meu caso, minto pois ela não me apóia da forma que você apóia o seu namorado. Infelizmente nessa luta estou sozinho. Coloque ele nesse fórum, apresente o ebook para ele. Em fim. É uma situação delicada

Como sabe que ela não irá te apoiar Conor? É muito mais fácil unir forças e lutar juntos do que viver com isso sozinho. Te sugiro contar a ela, acredite, de quem está do lado como parceira e ama, nós entendemos muito mais do que vocês acreditam que entendemos. Tente. Você pode se surpreender com o conforto e o apoio que ela pode te oferecer.

Como disse para o Luis, estou evitando que ele venha para o fórum pois estamos evitando que ele use o computador. Vou instalar os bloqueadores, porque ele tem que escrever seu TCC agora. Mas opção de fórum ainda está sendo trabalhada para nós dois.

Obrigada pelas dicas Conor!


Pois eu já sondei ela sobre o assunto. Ela acredita que é a coisa mais nojenta do mundo. Ela disse que jamais perdoaria se soubesse desse "segredinho" por isso, guardo a sete chaves para mim. Mas vou lutar com todas as forças pra me livrar. Agora, ela está lá em baixo fazendo uma pizza pra nós. Nem imagina que estou aqui conversando com você sobre isso. Rolling Eyes Têm pessoas que encaram isso como uma traição. e pra alguns, a traição não têm perdão, que é o caso meu e dela. Já conversamos sobre traição e dissemos que se ocorrer, não terá perdão. E isso ela encara como se fosse.

Também passo pela mesma situação. Acredito que a minha namorada não toleraria isso. Tento vencer isso sozinho para mostrar o quanto posso ser melhor. Se ela já me ama sendo um viciado, irá gostar quando eu me tornar a melhor versão de mim mesmo.
Eu fico até impressionado como algumas mulheres lutam tanto, são determinadas para ajudar o seu companheiros. São verdadeiras companheiras que acreditam e lutam pelo amor que sente. Um belo instinto feminino de zelo e cuidado.
Já participo de fórum relacionado ao assunto a quase 3 anos. mas o que eu mais estou gostando de ler são esses relatos de namoradas. é tipo um tapa na cara ao ler o quanto elas sofrem.
e isso é extremamente importante , afinal quando iniciamos no vício pensamos que aquilo é um segredinho sujo que só nosso e que se faz mal, fará somente para nós. Porém quando entramos no fórum e tomamos consciência do tamanho do monstro, observamos que ele afeta não somente o nosso eu interior e exterior, mas como também, as pessoas que vivem ao nosso redor e principalmente aquelas que nos ama. E ai entramos na contradição que anda de mão dada com o fator vício, ferir a si mesmo e aquele que amamos.

Meninas, obrigado pelos seus relatos eles me ajudam em dias de fissura !!! quando leio cada palavra eu consigo dizer: Vamos seguro que a vontade irá passar.

Muito obrigado, você não estão aqui a toa, irão ajudar milhares de pessoas.

_______________________________________





Total de dias em recaída em 2017: 16
avatar
Luis Santos
Mensagens : 1298
Data de inscrição : 13/01/2015

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 21/8/2017, 08:08
sarahackles escreveu:Olá Luis,

Obrigada por vir me visitar. É bom para mim olhar os relatos de pessoas que passaram por isso. O lado da "namorada/esposa" eu já conheço bem, pois estou nele. Mas ouvir a perspectiva do outro lado é muito reconfortante e esclarecedor! Obrigada!

Por nada, Sarah. Eu fico feliz por estar ajudando você e seu namorado.



sarahackles escreveu:Eu dei uma passadinha no seu fórum. Realmente sua luta é muito impressionante! Me permita lhe dar os parabéns! Você não faz ideia do quanto sua história me inspira a continuar acreditando que esse problema pode ser superado - com vigilância eterna, é claro. - Mas que podemos deixar isso para trás de certa maneira e ter uma vida plena. Eu quero tanto isso para meu parceiro, que ele chegue em seu estágio! Mas vamos-lá, um dia de cada vez.

Agradeço por me parabenizar! Fico feliz também em saber que minha história te inspirou; desejo sinceramente ler seu relato de vitória aqui, seu e de seu namorado.

Sarah, segundo minha experiência de reboot posso lhe garantir uma coisa: se seu namorado estiver disposto a abandonar o vício ele terá uma vida sem a P, não será mais um escravo. Com o passar do tempo os cuidados do reboot se tornam fáceis e leves, ficar longe da P para mim hoje é algo tão simples e bom; todos cuidados que continuo mantendo não são pesados, aliás são todos gratificantes.


Luis Santos escreveu:
Li todo seus relatos. Seu namorado deve primeiro reconhecer que é um viciado, e depois ele mesmo buscar conhecimento a respeito do reboot. O reboot é dele e não seu! É claro que com você ajudando as coisas ficam muito mais fáceis,porém, o desejo e a força para lutar e mudar devem sair dentro dele.

Aconselho que sugira a ele em participar aqui do fórum, mostre os materiais, faça pra ele criar um diário. Aparecendo sempre aqui o reboot fica menos difícil, eu mesmo só consegui vencer essa luta após participar desse espaço constantemente.

sarahackles escreveu:Bom, eu honestamente não quero sugerir a criação do fórum agora. Sabe porque? Ele tem um dia bastante corrido, por conta do trabalho e da faculdade. Então durante a semana, o tempo que lhe sobra para estar no computador é de noite - que era um dos horários que ele tinha esse "costume" - Portanto por agora, eu o estou incentivando a simplesmente esquecer o computador do planeta terra. Para que lhe sobre tempo de noite para ler um livro, escrever poesia ou mesmo passar um tempo com a sua família. Ele sai todos os dias as 6h20 de casa e chega as 23h. Nos finais de semana, ele literalmente fica grudado em mim. Nós dois desde o começo do relacionamento somos bem grudados (o que me chocou muito quando descobri, afinal todo tempo "livre" que ele tinha, ele estava comigo. Mas como te disse, de noite era o seu momento). Geralmente aos sábados de manhã ele joga bola, depois lava o carro e vai para curso de inglês (aliás ia, porque ele parou agora) e aí vem para minha casa. Nos domingos também são assim, de manhã ele dorme até 12h, depois vem para minha casa e ficamos juntos. Então não acho que se faça necessário a criação do fórum agora. Ele tem a psicóloga para se abrir, a mãe e a mim. Por enquanto, isso parece estar sendo o suficiente por ele estar demonstrando bastante força de vontade. Ele chegou a marca de 32 dias sem PMO , até onde eu sei. Claro que ele pode mentir, mas... Torço que não.

Entendi. Se o tempo está preenchido e ele está determinado a abandonar o vício, participar do fórum torna-se algo opcional. Falei sobre ele participar porque muitos só conseguem largar o vício após frequentarem aqui, como foi o meu caso.



sarahackles escreveu:Em relação a procurar informações, eu COM certeza acho válido. E gostaria muito que ele fizesse isso. Mas como combinamos que ele vai evitar o computador ao máximo, nos comprometemos a comprar o e-book, ele vai imprimir e ler. Foi o meio que encontramos. De resto... Eu sempre mostro vídeos para ele sobre quando posso. Trago informações para ele.

Ótimo! Assistindo os vídeos do Gary e lendo o e-book o conhecimento acerca do vício será o suficiente.


sarahackles escreveu:Na sexta-feira ele teve uma "crise" de abstinência, não sei se dá para ser chamado assim e nem se existe, mas ele teve. Ficou com muuuuita vontade no serviço. Ele me contou que a cabeça dele estava pedindo muito aquilo para que se aliviasse. A psicóloga disse que sempre que ele sentisse vontade, deveria me ligar. Ele nunca fez isso nos 30 dias, mas no 31 ele me ligou. Ele disse que estava com medo de cair e precisou me ligar. Conversamos sobre outro assunto, tentei distrai-lo e ele ficou mais calmo. Enfim, você também tinha crises do tipo Luis? Como lidava com elas?


As crises existem sim, praticamente todos viciados em tratamento apresentam-a.
Isso que ele fez de te ligar foi ótimo! Uma ótima estratégia para vencer a vontade de consumir P.

Eu tive crise sim, a pior de todas foi perto de completar os 90 dias. Inclusive é bom falar pra ele ficar atento a elas mesmo após certo tempo de reboot. Mas desde o início do reboot -até completar os 90 dias- a vontade de consumir pornografia sempre esteve presente.

Eu lidava com as crises ocupando meu tempo, não acessava internet em casa, quando voltei a ter pc em casa instalei o bloqueador e tinha horário, limite de tempo e objetividade para acessar a internet. Fora que excluí facebook, também habilitei o whatsapp para baixar somente os arquivos que eu queira, não estava em grupos que poderiam mandar conteúdos eróticos.

Aqui vão algumas dicas para seu namorado quando as crises vierem, inclusive outros rebooters adotam elas:

- Sair de casa, mesmo que seja para sentar no banco da praça e esperar o tempo passar
- Fazer flexões, abdominais, tomar banhos gelados, dar tapas na cara
- Pegar o ônibus somente para ir até o ponto final e depois voltar
-Ligar para alguém
- Orar, ler a Bíblia, meditar, rezar o terço
- Correr

Existem muitas possibilidades, o importante é: mudar o foco, sair do ambiente em que se possa consumir pornografia, fazer outras atividades que deem prazer naturalmente ao corpo e substitua o prazer artificial da P.






Luis Santos escreveu: Segue os passos básicos do reboot, aconselho que mostre a ele esses passos:



Breve resumo do reboot:


-Ler o E-book, assistir os vídeos do Gary Wilson
-Ler as postagens do fórum: Histórias de sucesso, importância dos bloqueadores, outros assuntos.
- Criar um diário na sessão correspondente à sua idade


# Tapar as brechas e substituir a antiga rotina da pornografia:

Não ficar sozinho em casa
Ser objetivo no que acessa na internet
Instalar os bloqueadores
Fazer coisas diferentes nos momentos em que consumia pornografia
Praticar exercícios, sair com amigos, visitar familiares, algo que dê "prazer" naturalmente ao corpo.

# Excluir gatilhos:

Facebook
Twitter
Sair de grupos de whatsapp que enviam pornografia
Não olhar sites que contenham fotos de mulheres na praia, modelos paparazzi e etc.

- Ficar atento as fantasias que vierem a mente, buscar sempre ocupar o tempo com atividades e outras rotinas

sarahackles escreveu:1. Sobre o Gary ok, fazemos isso. Eu mostrei os vídeos. O e-book ele vai começar a ler.
2. Sobre o fórum? E sobre ele vir aqui? Evitamos.
3. Ele não fica sozinho, está ignorando o computador. Embora hoje iremos instalar os bloqueadores.
4. Estou criando rotinas que demandem que ele se exercite, exclui completamente a nossa rotina de "casal netflix". Agora começamos a tentar cozinhar juntos, caminhamos, sentamos e ficamos conversando um com o outro sem qualquer externalidade envolvida (música, PC ou TV).

Ótimo! O caminho é esse mesmo; agora é questão de tempo mesmo, e também empenho da parte dele. O resultado disso tudo será o enfraquecimento das vias neurais do vício e consequentemente seu namorado irá conseguir dizer não a pornografia.

sarahackles escreveu:5. Gatilhos "online" foram excluídos. O aparelho celular que ele usa, são aqueles mobile sem internet sabe? Os "tijolinhos antigo" sabe? Então quando nos comunicamos, é apenas através de ligação e sms, afinal o celular não possui outras funcionalidades.

Perfeito! Vocês estão tapando as brechas que permitam ele consumir pornografia, isso é ótimo! Essa questão do celular sem internet é excelente!

sarahackles escreveu:Agora os gatilhos "reais" é que ainda estamos em processo... Ele ainda não conseguiu identificar quais são seus gatilhos, ele ainda está inerte esperando que eu diga para ele o que é e o que não é. Ele ainda está com dificuldade para admitir essa parte para si mesmo, então estou aguardando. Ele disse que está pensando a respeito para me dizer e podemos evitar.

Esse ponto é algo que apenas ele saberá identificar. Uma coisa que posso afirmar é que o vício na mente do viciado é feito,também, de duas coisas:

1° - Fantasias
2° - Ambiente virtual (ambiente não real)

Seu namorado tem muitas fantasias, todas elas oriundas da P. Não fique "grilada" achando que ele quer se relacionar com todas mulheres da rua ou algo do tipo, as fantasias são parte do vício. Muito menos se compare com outras mulheres, isso só irá te prejudicar. A mente viciada dele, no momento não tem controle sobre isso. E como eu disse, as fantasias fazem parte do ambiente virtual, ou seja: não é real!

O que ele tem a fazer é: toda vez que vierem as fantasias ele calmamente observá-las e mudar o foco para outra coisa. Um rebooter relatou que quando vem as fantasias ele pensa em formas geométricas, vai pensando em várias até que as fantasias vão embora.
Alguns rebooters usam um elástico no pulso; toda vez que as fantasias vem eles puxam e soltam o elástico, assim é uma forma de se manterem atentos e evitarem elas. Outros fazem meditação, essa é uma boa opção, isso ajuda a relaxar os pensamentos.



sarahackles escreveu:Minhas dúvidas Luis, são as relações intimas que temos. Não sei bem como me comportar e agir e ele também tem essa dificuldade. Como você lida com isso?! Não sabemos o que podemos dizer ou não podemos. O que é permitido fazer ou não. É díficil essa linha tênue entre a fantasia e o real. Nós estamos bem limitados em relação a isso, com medo de fazer qualquer coisa que o empurre para cair ou qualquer coisa que me magoe também.

Quanto a relações íntimas, eu e minha namorada por sermos cristãos não temos relações pois esperamos o casamento.
Mas o método expõe que no início é indicado suspender as relações sexuais, pelo menos por alguns dias, ao menos os primeiros do reboot. Aos poucos o rebooter e a parceira devem ir retomando-as, elas fazem parte do processe de religação; lembrando que o sexo deve ser algo leve e suave, deve fluir naturalmente e não pode ser uma cobrança de ambas as partes. Outra coisa importante: não tente realizar nenhuma fantasia dele ligada ao vício, isso só irá prejudicar o reboot. Vocês também não devem falar coisas que o façam lembrar o vício, falem coisas que possam fazer juntos. Quanto a conversas de teor sexual aconselho que evitem pelo menos nos primeiros dias, isso pode levar a fantasias e fantasias levam a quedas.



sarahackles escreveu:Obrigada pela ajuda Luis,

Um beijo,
Sarah.      


Por nada,
Que Jesus Cristo abençoe sua semana a e de seu amado Smile


Luís Santos.

_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
Conor Mcgregor.
Mensagens : 1164
Data de inscrição : 05/05/2017
Idade : 28

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 21/8/2017, 08:48
EspíritoAzul escreveu:
Conor Mcgregor. escreveu:
sarahackles escreveu:
Conor Mcgregor. escreveu:Sara, eu tenho uma namorada que não sabe que sou viciado em PMO. Mas sabe que já fui. Para ela, eu não pratiquei mais. Realmente escondo essa realidade que vivo no momento. Mas estou lutando com unhas e dentes para se livrar disso. No meu caso, minto pois ela não me apóia da forma que você apóia o seu namorado. Infelizmente nessa luta estou sozinho. Coloque ele nesse fórum, apresente o ebook para ele. Em fim. É uma situação delicada

Como sabe que ela não irá te apoiar Conor? É muito mais fácil unir forças e lutar juntos do que viver com isso sozinho. Te sugiro contar a ela, acredite, de quem está do lado como parceira e ama, nós entendemos muito mais do que vocês acreditam que entendemos. Tente. Você pode se surpreender com o conforto e o apoio que ela pode te oferecer.

Como disse para o Luis, estou evitando que ele venha para o fórum pois estamos evitando que ele use o computador. Vou instalar os bloqueadores, porque ele tem que escrever seu TCC agora. Mas opção de fórum ainda está sendo trabalhada para nós dois.

Obrigada pelas dicas Conor!


Pois eu já sondei ela sobre o assunto. Ela acredita que é a coisa mais nojenta do mundo. Ela disse que jamais perdoaria se soubesse desse "segredinho" por isso, guardo a sete chaves para mim. Mas vou lutar com todas as forças pra me livrar. Agora, ela está lá em baixo fazendo uma pizza pra nós. Nem imagina que estou aqui conversando com você sobre isso. Rolling Eyes Têm pessoas que encaram isso como uma traição. e pra alguns, a traição não têm perdão, que é o caso meu e dela. Já conversamos sobre traição e dissemos que se ocorrer, não terá perdão. E isso ela encara como se fosse.

Também passo pela mesma situação. Acredito que a minha namorada não toleraria isso. Tento vencer isso sozinho para mostrar o quanto posso ser melhor. Se ela já me ama sendo um viciado, irá gostar quando eu me tornar a melhor versão de mim mesmo.
Eu fico até impressionado como algumas mulheres lutam tanto, são determinadas para ajudar o seu companheiros. São verdadeiras companheiras que acreditam e lutam pelo amor que sente. Um belo instinto feminino de zelo e cuidado.
Já participo de fórum relacionado ao assunto a quase 3 anos. mas o que eu mais estou gostando de ler são esses relatos de namoradas. é tipo um tapa na cara ao ler  o quanto elas sofrem.
e isso é extremamente importante , afinal quando iniciamos no vício pensamos que aquilo é um segredinho sujo que só nosso e que se faz mal, fará somente para nós. Porém quando entramos no fórum e tomamos consciência do tamanho do monstro, observamos que ele afeta não somente o nosso eu interior e exterior, mas como também, as pessoas que vivem ao nosso redor e principalmente aquelas que nos ama. E ai entramos na contradição que anda de mão dada com o fator vício, ferir a si mesmo e aquele que amamos.

Meninas, obrigado pelos seus relatos eles me ajudam em dias de fissura !!! quando leio cada palavra eu consigo dizer: Vamos seguro que a vontade irá passar.

Muito obrigado, você não estão aqui a toa, irão ajudar milhares de pessoas.

Sim. Acredito que não é uma questão de estarmos errados ou certos. Eu prefiro manter comigo o vicio e lutar sozinho contra ele, pois sei que minha namorada não entenderia. E também sei que ninguém aqui têm culpa nenhuma de estar viciado em PMO. Porque até hoje, a mídia, profissionais como médicos, psicólogos etc insentivam o uso. Do mais, cabe a nós que sabemos a verdade, sair fora disso.

_______________________________________
DA UMA PASSADA NO MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t5738-diario-do-mcgregor

"NOS VEMOS NO PÓDIO" - TOGURO  ( A LENDA DO FORUMEIROS).

Toguro, entra em contato meu velho!

sarahackles
Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/08/2017

Despedida!

em 22/8/2017, 12:25
Ei pessoal,

Vim dar essa ultima passadinha para agradecer todos vocês pelas palavras de incentivo e apoio. Sou extremamente grata por todos oferecerem conforto e ajudar nas dúvidas que surgem em nós em relação ao PMO. Como todos sabem, não é nenhum pouco fácil ser parceira de um.

Esse final de semana tive uma "intervenção" do meu pai. Não foi nenhum pouco legal, mas ele me fez enxergar o que o namoro e esse problema estavam fazendo comigo. Eu passei a viver em função do meu parceiro na esperança de livra-lo disso e não estava sendo sadio para mim. Passamos os últimos 2 meses tendo muitas discussões todos os dias. Eu andava de cara "amarrada", deixei meus afazeres na faculdade e em casa, estava totalmente focada em obter informações sobre o PMO e tentar ajuda-lo. Como tudo na vida... Nada que é em excesso faz bem certo? rs

Bom, eu e meu namorado estamos sem nenhum tipo de contato desde domingo. Eu sugeri 1 semana longe completamente um do outro para que possamos tomar alguma decisão sobre continuar ou terminar de uma vez por todas. Não sei como ele está lidando com PMO, estou evitando me preocupar ao máximo e tentando focar e voltar as minhas atividades de rotina. Isso inclui eliminar meu contanto com o fórum também. Visitar isso aqui, é uma lembrança constante de um problema que tenho na minha relação. As vezes me sinto bem em ler algumas mensagens, outras vezes não. Então acredito que seja melhor assim.

Não sei se iremos continuar juntos ou não, sinceramente a posição que estou diante da minha relação e diante da minha família, me pede que tudo isso seja eliminado completamente da minha vida. Quando você só tem 22 anos de idade e sua família fica contra o namoro, não tem muito o que se fazer não é? Afinal você mora na casa dos seus pais, não tem livre arbítrio de ir e vir a hora que quer e enfim. Tudo está contra nós.

Só quero desejar sucesso a todas as mulheres fortes e guerreiras que permanecem aqui, que conseguem lutar por seus parceiros e conseguem lidar com isso com o possível de "normalidade". Como meu pai diz, estou apenas num namoro, não sou casada com ele e ele gastou todas as "fichas" de erros possíveis comigo.

Enfim,

Sucesso a todos vocês! De coração, que tudo possa ser superado e que Deus deem forças para que consigam ganhar essa batalha!

Com muito carinho,
Sarah.
avatar
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 76
Data de inscrição : 07/04/2017

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 22/8/2017, 22:05
sarahackles escreveu:Ei pessoal,

Vim dar essa ultima passadinha para agradecer todos vocês pelas palavras de incentivo e apoio. Sou extremamente grata por todos oferecerem conforto e ajudar nas dúvidas que surgem em nós em relação ao PMO. Como todos sabem, não é nenhum pouco fácil ser parceira de um.

Esse final de semana tive uma "intervenção" do meu pai. Não foi nenhum pouco legal, mas ele me fez enxergar o que o namoro e esse problema estavam fazendo comigo. Eu passei a viver em função do meu parceiro na esperança de livra-lo disso e não estava sendo sadio para mim. Passamos os últimos 2 meses tendo muitas discussões todos os dias. Eu andava de cara "amarrada", deixei meus afazeres na faculdade e em casa, estava totalmente focada em obter informações sobre o PMO e tentar ajuda-lo. Como tudo na vida... Nada que é em excesso faz bem certo? rs

Bom, eu e meu namorado estamos sem nenhum tipo de contato desde domingo. Eu sugeri 1 semana longe completamente um do outro para que possamos tomar alguma decisão sobre continuar ou terminar de uma vez por todas. Não sei como ele está lidando com PMO, estou evitando me preocupar ao máximo e tentando focar e voltar as minhas atividades de rotina. Isso inclui eliminar meu contanto com o fórum também. Visitar isso aqui, é uma lembrança constante de um problema que tenho na minha relação. As vezes me sinto bem em ler algumas mensagens, outras vezes não. Então acredito que seja melhor assim.

Não sei se iremos continuar juntos ou não, sinceramente a posição que estou diante da minha relação e diante da minha família, me pede que tudo isso seja eliminado completamente da minha vida. Quando você só tem 22 anos de idade e sua família fica contra o namoro, não tem muito o que se fazer não é? Afinal você mora na casa dos seus pais, não tem livre arbítrio de ir e vir a hora que quer e enfim. Tudo está contra nós.

Só quero desejar sucesso a todas as mulheres fortes e guerreiras que permanecem aqui, que conseguem lutar por seus parceiros e conseguem lidar com isso com o possível de "normalidade". Como meu pai diz, estou apenas num namoro, não sou casada com ele e ele gastou todas as "fichas" de erros possíveis comigo.

Enfim,

Sucesso a todos vocês! De coração, que tudo possa ser superado e que Deus deem forças para que consigam ganhar essa batalha!

Com muito carinho,
Sarah.    

Querida Sarah,

Nem sei o que posso te falar agora...

Sou muito grata a ti por todas palavras de conforto!!!

Entendo muito bem a sua escolha em se afastar do seu namorado.

É muito difícil não se afetar pelos vacilos e com a despreocupação dos moços quanto o reboot, às vezes, parece que só nós estamos dispostas a sangrar e a lutar... Isso realmente acaba com a gente, nossos estudos, nossa rotina pessoal, tudo fica abalado...

Por isso compreendo teu cansaço e a tua decisão... O apoio dos pais também pesa muito, já lidei com algumas intervenções da minha mãe quanto o meu namoro, por causa do desgaste decorrente do vício dele, embora ela não tenha sido pró término diretamente...

Bem, não sei se você ainda irá ver essa resposta, espero que siga o seu coração respeitando seus limites! Desejo que sejas feliz e que ame e seja amada!!

Deus abençoe sua caminhada!!

Abraços com carinho,

Liz

_______________________________________
Meu diário:
http://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
avatar
Luis Santos
Mensagens : 1298
Data de inscrição : 13/01/2015

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 23/8/2017, 09:22
sarahackles escreveu:Ei pessoal,

Vim dar essa ultima passadinha para agradecer todos vocês pelas palavras de incentivo e apoio. Sou extremamente grata por todos oferecerem conforto e ajudar nas dúvidas que surgem em nós em relação ao PMO. Como todos sabem, não é nenhum pouco fácil ser parceira de um.

Esse final de semana tive uma "intervenção" do meu pai. Não foi nenhum pouco legal, mas ele me fez enxergar o que o namoro e esse problema estavam fazendo comigo. Eu passei a viver em função do meu parceiro na esperança de livra-lo disso e não estava sendo sadio para mim. Passamos os últimos 2 meses tendo muitas discussões todos os dias. Eu andava de cara "amarrada", deixei meus afazeres na faculdade e em casa, estava totalmente focada em obter informações sobre o PMO e tentar ajuda-lo. Como tudo na vida... Nada que é em excesso faz bem certo? rs

Bom, eu e meu namorado estamos sem nenhum tipo de contato desde domingo. Eu sugeri 1 semana longe completamente um do outro para que possamos tomar alguma decisão sobre continuar ou terminar de uma vez por todas. Não sei como ele está lidando com PMO, estou evitando me preocupar ao máximo e tentando focar e voltar as minhas atividades de rotina. Isso inclui eliminar meu contanto com o fórum também. Visitar isso aqui, é uma lembrança constante de um problema que tenho na minha relação. As vezes me sinto bem em ler algumas mensagens, outras vezes não. Então acredito que seja melhor assim.

Não sei se iremos continuar juntos ou não, sinceramente a posição que estou diante da minha relação e diante da minha família, me pede que tudo isso seja eliminado completamente da minha vida. Quando você só tem 22 anos de idade e sua família fica contra o namoro, não tem muito o que se fazer não é? Afinal você mora na casa dos seus pais, não tem livre arbítrio de ir e vir a hora que quer e enfim. Tudo está contra nós.

Só quero desejar sucesso a todas as mulheres fortes e guerreiras que permanecem aqui, que conseguem lutar por seus parceiros e conseguem lidar com isso com o possível de "normalidade". Como meu pai diz, estou apenas num namoro, não sou casada com ele e ele gastou todas as "fichas" de erros possíveis comigo.

Enfim,

Sucesso a todos vocês! De coração, que tudo possa ser superado e que Deus deem forças para que consigam ganhar essa batalha!

Com muito carinho,
Sarah.    


Sarah,


Realmente cada um sabe onde o calo aperta. De fato apenas Deus e você sabem da luta que tu vem enfrentando.

Bons pais são uma bênção na vida dos filhos, se você se abriu com seus pais sobre o vício de seu namorado é um sinal de que confia neles. Acredito que Deus fez tudo com um propósito, os pais estão inclusos nos propósitos dEle também. Penso que seu pai está apenas pensando em seu melhor, qual bom pai irá gostar de ver seu filho sofrendo? Nenhum!

Desejo que Deus te dê sabedoria e tu saiba qual decisão tomar. Espero também que seu namorado, ou ex, mude de rumo e se abandone de uma vez por todas o vício.

Que Deus te abençoe e lhe dê a Paz Smile



Abraço,
Luís.

_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
Conor Mcgregor.
Mensagens : 1164
Data de inscrição : 05/05/2017
Idade : 28

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

em 23/8/2017, 11:53
sarahackles escreveu:Ei pessoal,

Vim dar essa ultima passadinha para agradecer todos vocês pelas palavras de incentivo e apoio. Sou extremamente grata por todos oferecerem conforto e ajudar nas dúvidas que surgem em nós em relação ao PMO. Como todos sabem, não é nenhum pouco fácil ser parceira de um.

Esse final de semana tive uma "intervenção" do meu pai. Não foi nenhum pouco legal, mas ele me fez enxergar o que o namoro e esse problema estavam fazendo comigo. Eu passei a viver em função do meu parceiro na esperança de livra-lo disso e não estava sendo sadio para mim. Passamos os últimos 2 meses tendo muitas discussões todos os dias. Eu andava de cara "amarrada", deixei meus afazeres na faculdade e em casa, estava totalmente focada em obter informações sobre o PMO e tentar ajuda-lo. Como tudo na vida... Nada que é em excesso faz bem certo? rs

Bom, eu e meu namorado estamos sem nenhum tipo de contato desde domingo. Eu sugeri 1 semana longe completamente um do outro para que possamos tomar alguma decisão sobre continuar ou terminar de uma vez por todas. Não sei como ele está lidando com PMO, estou evitando me preocupar ao máximo e tentando focar e voltar as minhas atividades de rotina. Isso inclui eliminar meu contanto com o fórum também. Visitar isso aqui, é uma lembrança constante de um problema que tenho na minha relação. As vezes me sinto bem em ler algumas mensagens, outras vezes não. Então acredito que seja melhor assim.

Não sei se iremos continuar juntos ou não, sinceramente a posição que estou diante da minha relação e diante da minha família, me pede que tudo isso seja eliminado completamente da minha vida. Quando você só tem 22 anos de idade e sua família fica contra o namoro, não tem muito o que se fazer não é? Afinal você mora na casa dos seus pais, não tem livre arbítrio de ir e vir a hora que quer e enfim. Tudo está contra nós.

Só quero desejar sucesso a todas as mulheres fortes e guerreiras que permanecem aqui, que conseguem lutar por seus parceiros e conseguem lidar com isso com o possível de "normalidade". Como meu pai diz, estou apenas num namoro, não sou casada com ele e ele gastou todas as "fichas" de erros possíveis comigo.

Enfim,

Sucesso a todos vocês! De coração, que tudo possa ser superado e que Deus deem forças para que consigam ganhar essa batalha!

Com muito carinho,
Sarah.    

Sarah. Você uma grande Guerreira. Voce fez o que pôde...Agora só ele pode mudar tudo. Te desejo muito sucesso na sua caminhada. Continue essa pessoa maravilhosa que você é. No final, tudo da certo...

_______________________________________
DA UMA PASSADA NO MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t5738-diario-do-mcgregor

"NOS VEMOS NO PÓDIO" - TOGURO  ( A LENDA DO FORUMEIROS).

Toguro, entra em contato meu velho!

Conteúdo patrocinado

Re: Como ter certeza se ele é sincero?

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum