Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Salvador.Romeu
Mensagens : 214
Data de inscrição : 17/02/2016

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 1/12/2017, 11:41
Fala meu parceiro! Como vai o processo? Você é um dos monges desse fórum! Escreva mais para a gente kkkkkkkk tamo junto sempre meu brother! Acompanhando....
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 992
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 2/12/2017, 08:34
Corredor escreveu:Fala grande 5&4.

Como vai camarada?

Estou a ler seu diário. Há um rico conteúdo produzido por você. Notei que em muitos pontos compartilharmos de coisas em comum: correr, jogar e procrastinar.

A respeito desse último ponto, você sentiu progresso? Certamente você já deve ter relatado isso de maneira mais específica em seu diário, mas estou lendo aos poucos.

Um abraço e muito obrigado por ter produzir um diário tão bacana.
Oi, Corredor! Blz, brother!? Opa, bom saber que o meu diário tem te ajudado de alguma forma, cara! Quanto à procrastinação, consegui reduzir ela bastante com a utilização da agenda. Eu faço o planejamento de 3 dias consecutivos e tento segui-lo, e assim vai. Às vezes, aparece um imprevisto aqui, outro ali. Mas tranquilo, coloco aquilo que não pôde ser feito para ser executado com mais prioridade no dia seguinte. Se pensarmos bem, o planejamento é base de tudo né. Para a construção de uma casa, um edifício, para a realização da Copa do Mundo. Enfim, o planejamento dos nossos afazeres diários é essencial para vivermos uma vida mais produtiva, de progressos.

Eu fui percebendo assim, que um prazer desprendia de mim pelo simples fato de eu ter alcançado uma boa produtividade no dia. Então, descobri mais uma fonte de dopamina para o meu corpo. A leitura é mais uma boa fonte de dopamina para mim, estou lendo 3 livros por mês. Além disso, estou fazendo academia, outra boa fonte para mim. Só que percebi que a procrastinação está no TOP 3 dos piores gatilhos que possuo. Então, estou tendo muito cuidado com ela. 

Agradeço, imensamente, pois dedicar o seu precioso tempo na leitura do meu diário. Espero poder te ajudar de alguma forma. Um forte abraço.


TGuerreiro escreveu:Olá 5&4.
Venho te parabenizar pelo teu progresso e agradecer por todo o apoio que você tem dado aqui no Fórum. Que você consiga alcançar todas essas metas que tem colocado para a sua vida.
Abs.
Obrigado, TGuerreiro. Também desejo que alcance os seus objetivos, metas e sonhos. Eu estou torcendo muito por você, amigo. Um forte abraço.


Salvador.Romeu escreveu:Fala meu parceiro! Como vai o processo? Você é um dos monges desse fórum! Escreva mais para a gente kkkkkkkk tamo junto sempre meu brother! Acompanhando....
Oi, Salvador.Romeu! kkkkkkkkkkkk! Eu, monge? kkkkkkkkkkkk! Tô longe disso ainda kkkkkkkkkkkkk. Mas obrigado, parceiro. Vou continuar escrevendo sim! Abração.


Última edição por 5&4 em 2/12/2017, 15:18, editado 1 vez(es)

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
New Man11
Moderador
Moderador
Mensagens : 206
Data de inscrição : 26/10/2017
Idade : 28
Localização : Minas Gerais

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 2/12/2017, 13:08
Olá 5&4
Tudo bem?

Parceiro, me desculpe, você está sempre a comentar em meu diário e nunca tirei um tempo para lhe conhecer melhor, li algumas de suas postagens e são muito boas, meus parabéns, infelizmente também notei que sofre com o grande problema da procrastinação, geralmente pessoas com muitas tarefas ou pressões são os que mais sentem, pessoas mais jovens geralmente estão fora do mercado de trabalho e não sentem tanto, mas é só o vicio continuar que irão ver a vida passando e os projetos ficando para trás, infelizmente a PMO retira a fonte principal que poderia vencer a procrastinação que é motivação e vontade em fazer coisas pequenas e pra piorar a procrastinação não é doença e nem vicio, ou seja, não tem um remedio, procrastinação e´um hábito, um terrivel hábito que nos destrói, e fiquei muito feliz que você está utilizando a mesma técnica que eu, a técnica da agenda e dos cronograma, eu ainda sinto muito em mim a vontade da procrastinação e sei que levará um tempo enorme, hoje em dia sei o que quer dizer a frase " pessoas de sucesso tem bons hábitos " , outra coisa que me chamou a atenção é que você possui o dom da filosofia e baseado nisso eu lhe pergunto, você acha que após dar um basta na PMO seu dom criativo teve algum melhora e por você estar a varios meses sem este mal gostaria que me dissesse quais foram os benefícios que lhe trouxe, muito provavel de você está ter informado isso em outras postagens que infelizmente por falta de tempo não será possivel ler todos, ficaria muito grato pois quero saber como é a vida do lado dai Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy o que eu posso esperar

Enfim, irei acompanhar você agora, acredito que me ajudará bastante, suas postagens são bem fundadas e não meras poucas palavras e possui uma recuperação gradativa e muito forte, parabéns pelo belo diário

Vamos em frente

_______________________________________
CLICK AQUI PARA ACESSAR O MEU DIÁRIO

avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 992
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 4/12/2017, 14:42
New Man11 escreveu:Olá 5&4
Tudo bem?

Parceiro, me desculpe, você está sempre a comentar em meu diário e nunca tirei um tempo para lhe conhecer melhor, li algumas de suas postagens e são muito boas, meus parabéns, infelizmente também notei que sofre com o grande problema da procrastinação, geralmente pessoas com muitas tarefas ou pressões são os que mais sentem, pessoas mais jovens geralmente estão fora do mercado de trabalho e não sentem tanto, mas é só o vicio continuar que irão ver a vida passando e os projetos ficando para trás, infelizmente a PMO retira a fonte principal que poderia vencer a procrastinação que é motivação e vontade em fazer coisas pequenas e pra piorar a procrastinação não é doença e nem vicio, ou seja, não tem um remedio, procrastinação e´um hábito, um terrivel hábito que nos destrói, e fiquei muito feliz que você está utilizando a mesma técnica que eu, a técnica da agenda e dos cronograma, eu ainda sinto muito em mim a vontade da procrastinação e sei que levará um tempo enorme, hoje em dia sei o que quer dizer a frase " pessoas de sucesso tem bons hábitos " , outra coisa que me chamou a atenção é que você possui o dom da filosofia e baseado nisso eu lhe pergunto, você acha que após dar um basta na PMO seu dom criativo teve algum melhora e por você estar a varios meses sem este mal gostaria que me dissesse quais foram os benefícios que lhe trouxe, muito provavel de você está ter informado isso em outras postagens que infelizmente por falta de tempo não será possivel ler todos, ficaria muito grato pois quero saber como é a vida do lado dai Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy  o que eu posso esperar

Enfim, irei acompanhar você agora, acredito que me ajudará bastante, suas postagens são bem fundadas e não meras poucas palavras e possui uma recuperação gradativa e muito forte, parabéns pelo belo diário

Vamos em frente
Olá New Man11,

Obrigado pela visita em meu diário. A procrastinação é algo difícil de se romper, é um mau hábito que foi se fortalecendo em nosso cérebro durante anos. Eu passo um período usando a agenda, depois paro de usá-la meio que tentando fazer as coisas no automático e não dá certo. Algumas idas e vindas me monstraram que funciono melhor com a agenda mesmo e tenho que acostumar com isso, principalmente anotar as minhas tarefas de final de semana, mesmo que não tenha nada para fazer - então vou escrever "nada para fazer" hehehe.

Quanto à filosofia, obrigado. Mas acho que não tenho todo esse dom ainda kkkkkkkk. Só que eu senti uma melhora em minha concentração, memorização, raciocínio e ideias com o reboot. Como a PMO atua reduzindo o volume e a atividade cerebral, retirando-se essa variável, a pornografia e todos os seus derivados, as coisas tendem a normalizar. Deixo aqui um link de uma postagem que fiz a respeito dos benefícios que adquiri com o reboot: http://www.comoparar.com/t5636p175-basta-somente-e-definitivamente#149678

Obrigado por acompanhar, amigo. Sucesso no reboot!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
New Man11
Moderador
Moderador
Mensagens : 206
Data de inscrição : 26/10/2017
Idade : 28
Localização : Minas Gerais

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 5/12/2017, 07:03
Oi amigo, vi seu relato no link que me passou, meus parabéns, segue o padrão de todos os outros, praticamente uma vida nova, mas uma prova que após os 90 dias se abre uma nova fase nas vidas das pessoas, agradeço muito.

_______________________________________
CLICK AQUI PARA ACESSAR O MEU DIÁRIO

avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 992
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 6/12/2017, 14:29
New Man11 escreveu:Oi amigo, vi seu relato no link que me passou, meus parabéns, segue o padrão de todos os outros, praticamente uma vida nova, mas uma prova que após os 90 dias se abre uma nova fase nas vidas das pessoas, agradeço muito.
Oi, New! Eu que agradeço o apoio. Continue firme, pois, assim, você irá colher frutos maravilhosos em relação ao reboot! Um forte abraço.

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 992
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Dia 108 ao 117

em 6/12/2017, 14:45
Dia 108 ao 117 - Resumo

É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo.

Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas.

De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
Paulo Jorge
Moderador
Moderador
Mensagens : 250
Data de inscrição : 15/07/2017
Idade : 47
Localização : Portugal

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 8/12/2017, 21:50
Muitos parabéns pelo teu percurso, quanto mais avançamos mais fácil fica.

Somos todos diferentes, uns conseguem ir longe no reboot, outros desistem, outros há que tentam e tentam e não conseguem. Mas se aqueles que desistem soubessem o que é chegar tão longe no reboot...meu Deus, é fantástico!!

Eu sinto-me tão orgulhoso de mim próprio e sinto tanta felicidade ao ver outros como eu chegar tão longe. Eu sei o que te vai na alma, a felicidade que deves estar a sentir por teres chegado tão longe e tu sabes o que eu sinto também. Ninguém fora deste mundo entende isto.

Já fui fumador e deixei de fumar na minha primeira tentativa. Mas isto foi e é mais difícil que deixar de fumar...felizmente também na minha primeira tentativa triunfei e não quero voltar a afundar-me na PMO. 5&4, continua forte!

Abraço forte do Português!!

_______________________________________
avatar
ShadowMind
Mensagens : 261
Data de inscrição : 16/03/2017

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 9/12/2017, 08:11
Boa 5&4 !!

Cara, como e bom ver que voce esta bem assim, ver um irmao de guerra se dando bem e muito gratificante, da ate uma sensaçao de paz.
Continue assim mano, ver que voce esta vencendo e da hora demais !
E noisss irmao.

_______________________________________
avatar
Blpr
Moderador
Moderador
Mensagens : 5114
Data de inscrição : 30/05/2015

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 9/12/2017, 08:45
"É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo."

O próprio e-book cita estudos cujos estímulos de jogos eletrônicos provocam picos de dopamina. Legal você evitar.

"Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas."

Bacana esse lance.

"De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot"

Parece mesmo um passe de mágica essa perda de compulsão. Senti isso no terceiro e quarto Reboot e hoje estou de boa. A gente realmente não precisa dessa droga para se sentir bem e fugir dos problemas.

Sobre superpoderes, isto acontece a nível neurofisiológico. Mais concentração, mais percepção das emoções, libido ótima e disposição física. Não é nada extraordinário igual uns vídeos de Nofap mostram por aí. Estes querem chamar a atenção para um estilo e extrapolam os benefícios para chamar atenção.

Seu Reboot expressa muito sucesso e dedicação.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


avatar
luta diária
Mensagens : 121
Data de inscrição : 07/04/2017
Idade : 40
Localização : Goiás

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 9/12/2017, 13:47
Parabéns Blpr! Só temos a ganhar longe da PMO, CPM fé em Deus todos nós venceremos.

Abraço.

_______________________________________
Luta diária
avatar
luta diária
Mensagens : 121
Data de inscrição : 07/04/2017
Idade : 40
Localização : Goiás

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 9/12/2017, 13:48
*com

_______________________________________
Luta diária
avatar
New Man11
Moderador
Moderador
Mensagens : 206
Data de inscrição : 26/10/2017
Idade : 28
Localização : Minas Gerais

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 9/12/2017, 18:05
5&4 escreveu:Dia 108 ao 117 - Resumo

É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo.

Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas.

De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot!

Que bom amigo que notou diferenças, sempre chamo a atenção de muitos rebooters para não trocar um vicio por outro, as pessoas tem que colocar na cabeça que é reboot para regularização de mal hábitos.

Parabens por procurar uma psicoterapeuta, irá lhe ajudar demais, leio muitos diários aqui e vejo que alguns de nossos amigos precisam bastante, mas é um assunto muito frágil a ser abordado, pois quando você diz logo se subentende " ah ele ta falando eu estou louco" e isso está longe da realidade, o mundo seria muito melhor se todas as pessoas fossem no psicologo.

Vamos em frente que um lindo futuro nos aguarda

_______________________________________
CLICK AQUI PARA ACESSAR O MEU DIÁRIO

avatar
RIOT_JUGGERNAUT
Mensagens : 86
Data de inscrição : 10/09/2017

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 9/12/2017, 19:10
5&4 escreveu:Dia 108 ao 117 - Resumo

É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo.

Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas.

De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot!

Incrível como uma coisa puxa a outra né?
E consequentemente as coisas boas que você adquiriu após PMO estão mais conectadas do que nunca também.
Continue na luta brother tamos juntos. Abraços.

_______________________________________
Acesse meu diário: http://www.comoparar.com/t5783-diario-riot_juggernaut

avatar
Zyzz
Mensagens : 754
Data de inscrição : 28/04/2017
Idade : 17

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 10/12/2017, 09:58
Ora, ora parece que temos um bruxo decolando aqui. Serve de incentivo para não trocarmos um vicio pelo outro.

Parabéns grande! Continue nesse pique!

Abração!!!!!! cheers

_______________________________________


"Todo mundo vai morrer um dia e ser esquecido, encontre paixões, forme relacionamentos, não tenha medo de chegar lá e foda-se o que todo mundo pensa."
Zyzz
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 11/12/2017, 07:36
5&4 escreveu:Dia 108 ao 117 - Resumo

É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo.

Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas.

De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot!

Oi 5&4.

Muito obrigado por compartilhar mais esse relato carregado de ensinamentos. Obrigado mesmo, cara. Você tem clara noção o quanto esse tipo de depoimento contribui com o reboot.

Desejo a você uma boa semana e que siga firme sempre!

_______________________________________
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 992
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 11/12/2017, 12:48
Paulo Jorge escreveu:Muitos parabéns pelo teu percurso, quanto mais avançamos mais fácil fica.

Somos todos diferentes, uns conseguem ir longe no reboot, outros desistem, outros há que tentam e tentam e não conseguem. Mas se aqueles que desistem soubessem o que é chegar tão longe no reboot...meu Deus, é fantástico!!

Eu sinto-me tão orgulhoso de mim próprio e sinto tanta felicidade ao ver outros como eu chegar tão longe. Eu sei o que te vai na alma, a felicidade que deves estar a sentir por teres chegado tão longe e tu sabes o que eu sinto também. Ninguém fora deste mundo entende isto.

Já fui fumador e deixei de fumar na minha primeira tentativa. Mas isto foi e é mais difícil que deixar de fumar...felizmente também na minha primeira tentativa triunfei e não quero voltar a afundar-me na PMO. 5&4, continua forte!

Abraço forte do Português!!
Oi, Paulo Jorge! Obrigado pelas palavras. De fato, só nos entendemos o quão valoroso é isso. Parabéns por ter se livrado do cigarro e também da PMO de primeira. Você é um cara muito determinado. Parabéns, meu irmão. Um forte abraço.


ShadowMind escreveu:Boa 5&4 !!

Cara, como e bom ver que voce esta bem assim, ver um irmao de guerra se dando bem e muito gratificante, da ate uma sensaçao de paz.
Continue assim mano, ver que voce esta vencendo e da hora demais !
E noisss irmao.
Eaí, Shadow! Obrigado pelo apoio, cara. Parabéns pelos seus 13 dias, brother. Continue assim que logo, logo estará na linha de chegada. Abraços.


Blpr escreveu:"É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo."

O próprio e-book cita estudos cujos estímulos de jogos eletrônicos provocam picos de dopamina. Legal você evitar.

"Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas."

Bacana esse lance.

"De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot"

Parece mesmo um passe de mágica essa perda de compulsão. Senti isso no terceiro e quarto Reboot e hoje estou de boa. A gente realmente não precisa dessa droga para se sentir bem e fugir dos problemas.

Sobre superpoderes, isto acontece a nível neurofisiológico. Mais concentração, mais percepção das emoções, libido ótima e disposição física. Não é nada extraordinário igual uns vídeos de Nofap mostram por aí. Estes querem chamar a atenção para um estilo e extrapolam os benefícios para chamar atenção. 

Seu Reboot expressa muito sucesso e dedicação.
Obrigado pelas palavras, Blpr. E muito obrigado por me esclarecer essa questão dos superpoderes, às vezes, lia algumas pessoas falando sobre isso e ficava meio confuso sobre essa questão. Seu reboot também é de muita qualidade. Parabéns, cara. E mais uma vez obrigado.


luta diária escreveu:Parabéns Blpr! Só temos a ganhar longe da PMO, CPM fé em Deus todos nós venceremos.

Abraço.
Oi, luta! Sim, Blpr está de parabéns por ser um grande rebooter e moderador. Abraços, luta!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 992
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 11/12/2017, 12:48
New Man11 escreveu:Que bom amigo que notou diferenças, sempre chamo a atenção de muitos rebooters para não trocar um vicio por outro, as pessoas tem que colocar na cabeça que é reboot para regularização de mal  hábitos.

Parabens por procurar uma psicoterapeuta, irá lhe ajudar demais, leio muitos diários aqui e vejo que alguns de nossos amigos precisam bastante, mas é um assunto muito frágil a ser abordado, pois quando você diz logo se subentende " ah ele ta falando eu estou louco" e isso está longe da realidade, o mundo seria muito melhor se todas as pessoas fossem no psicologo.

Vamos em frente que um lindo futuro nos aguarda
Obrigado, New Man11! No meu reboot sempre sinto essa preocupação de não trocar um vício ou mau hábito por outro. A psicoterapia, de fato, é um ótimo recurso, acho que aqueles que o fizerem não vai se arrepender. Abraços.


RIOT_JUGGERNAUT escreveu:Incrível como uma coisa puxa a outra né?
E consequentemente as coisas boas que você adquiriu após PMO estão mais conectadas do que nunca também.
Continue na luta brother tamos juntos. Abraços.
Agradeço pela sua presença em meu diário, RIOT. De fato, o reboot consegue influenciar em outros aspectos, e isso é bom demais. Um forte abraço, amigo!


Zyzz escreveu:Ora, ora parece que temos um bruxo decolando aqui. Serve de incentivo para não trocarmos um vicio pelo outro.

Parabéns  grande! Continue nesse pique!

Abração!!!!!! cheers
Oi, Zyzz! Muito obrigado, meu caro, pelo apoio. Vamos continuar voando e e tomando os devidos cuidados para não cairmos da vassoura haha. Abração.


Corredor escreveu:Oi 5&4.

Muito obrigado por compartilhar mais esse relato carregado de ensinamentos. Obrigado mesmo, cara. Você tem clara noção o quanto esse tipo de depoimento contribui com o reboot.

Desejo a você uma boa semana e que siga firme sempre!
Oi, Corredor! Que bom que apareceu, cara! Já estava preocupado. Obrigado mais uma vez por sua presença aqui e que continuemos firmes. Um forte abraço.

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 992
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : The Black List - Próximo alvo: PMO.

Os monstros do passado

em 11/12/2017, 13:05



Os monstros do passado

Um nó na garganta.
Tremuras...
Lágrimas, dor, ódio.
Voltar ao passado nunca é fácil.
Eu sempre carreguei alguns monstros dentro de mim.
Alguns não. Vários.
Esses monstros eram os assuntos mal resolvidos do meu passado.
Eu cresci tentando ignorá-los.
Achei que seria a solução para suplantar essas questões.
Só que eu estava errado.

Na verdade, eu tinha medo de voltar ao passado.
Eu sabia que daria de cara com esses monstros.
E isso me causava dor, pavor. E era mais confortável fugir disso.
Só que essas questões mal resolvidas me deixava preso, eu não conseguia progredir na vida.
Quando tentava falar sobre isso, minha voz travava.
Perdia a segurança na fala.
Eu tinha vergonha de mim mesmo.
vergonha do meu passado.
Um medo de acessar uma parte de mim que não tinha sido resolvida. Uma ferida ainda não curada.

No ápice da minha dor, encontrei refugio no mundo desgraçado encantado da PMO.
Lá me senti seguro, abrigado.
Eu tinha encontrado, de fato, um lugar no qual eu não precisaria encarar o meu passado.
Só que mais uma vez eu estava errado.
A PMO fazia eu esquecer a minha dor, mas ela se alimentava sempre dela, ou seja, ela nunca me faria esquecer aquilo que eu tanto queria.
Ela me prendia em um ciclo de prazer e desprazer. 
De alegria e tristeza, de bem-estar e sensação de dor.
De remissão e culpa, de verdade e mentira.
As sensações positivas eram fugazes.
As negativas eram fortes e duradouras, pois o ciclo do vício dependia disso.

Eu tenho certeza que, assim como eu, você tem assuntos mal resolvidos do passado. Todos temos.
Talvez uma perda grande e não poder falar sobre a morte de alguém.
Talvez uma decepção amorosa, um abuso.
O divórcio dos seus pais que você ainda se culpa muito. 
Ou mesmo um evento onde se sentiu humilhado. Aquele momento de muita vergonha.
Por um tempo, eu tive medo de olhar. 
Olhava com o canto dos olhos, pois doía só de olhar.
Mas eu olhei mesmo assim. E foi aí que a luz começou a brilhar sobre as trevas.
Implementei o reboot. Saí do mundo desgraçado encantado da PMO.
Tudo se clareou e percebi que precisava voltar ao passado e derrotar esses monstros.
Do contrário, um retorno para esse mundo de ilusão seria bem possível.

Tomei coragem e falei sobre isso.
Foi aí que eu percebi que falar do passado liberta.
A nuvem nebulosa se dissipa.
Foi como se todo o pus de um furúnculo tivesse sido exprimido.
Então, senti-me mais leve. Um peso saiu.
Os monstros ainda não foram derrotados. Mas estão bem enfraquecidos.
É questão de tempo para sumirem de uma vez por todas.
E você, como tem lidado com os seus monstros do passado?
Vai precisar parar de alimentá-los com PMO, se um dia quiser ter a clareza para vencê-los. 

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 



  
Lavajato
Mensagens : 43
Data de inscrição : 04/10/2017

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 11/12/2017, 13:55
5&4,

Belo texto sobre coragem! Vc e todos que aqui estão comprometidos seriamente com o reboot devem enfrentar os seus demônios internos. O Ego mora dentro de nós. Às vezes nos ludibria, porém a Coragem transformada em atitudes nos faz homens novos.
Parabéns, guerreiro! 
Sempre fonte de inspiração para nós.

Força e foco,
Lava jato


Última edição por Lavajato em 11/12/2017, 14:04, editado 1 vez(es)

_______________________________________
avatar
New Man11
Moderador
Moderador
Mensagens : 206
Data de inscrição : 26/10/2017
Idade : 28
Localização : Minas Gerais

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 11/12/2017, 13:58
5&4 escreveu:



Os monstros do passado

Um nó na garganta.
Tremuras...
Lágrimas, dor, ódio.
Voltar ao passado nunca é fácil.
Eu sempre carreguei alguns monstros dentro de mim.
Alguns não. Vários.
Esses monstros eram os assuntos mal resolvidos do meu passado.
Eu cresci tentando ignorá-los.
Achei que seria a solução para suplantar essas questões.
Só que eu estava errado.

Na verdade, eu tinha medo de voltar ao passado.
Eu sabia que daria de cara com esses monstros.
E isso me causava dor, pavor. E era mais confortável fugir disso.
Só que essas questões mal resolvidas me deixava preso, eu não conseguia progredir na vida.
Quando tentava falar sobre isso, minha voz travava.
Perdia a segurança na fala.
Eu tinha vergonha de mim mesmo.
vergonha do meu passado.
Um medo de acessar uma parte de mim que não tinha sido resolvida. Uma ferida ainda não curada.

No ápice da minha dor, encontrei refugio no mundo desgraçado encantado da PMO.
Lá me senti seguro, abrigado.
Eu tinha encontrado, de fato, um lugar no qual eu não precisaria encarar o meu passado.
Só que mais uma vez eu estava errado.
A PMO fazia eu esquecer a minha dor, mas ela se alimentava sempre dela, ou seja, ela nunca me faria esquecer aquilo que eu tanto queria.
Ela me prendia em um ciclo de prazer e desprazer. 
De alegria e tristeza, de bem-estar e sensação de dor.
De remissão e culpa, de verdade e mentira.
As sensações positivas eram fugazes.
As negativas eram fortes e duradouras, pois o ciclo do vício dependia disso.

Eu tenho certeza que, assim como eu, você tem assuntos mal resolvidos do passado. Todos temos.
Talvez uma perda grande e não poder falar sobre a morte de alguém.
Talvez uma decepção amorosa, um abuso.
O divórcio dos seus pais que você ainda se culpa muito. 
Ou mesmo um evento onde se sentiu humilhado. Aquele momento de muita vergonha.
Por um tempo, eu tive medo de olhar. 
Olhava com o canto dos olhos, pois doía só de olhar.
Mas eu olhei mesmo assim. E foi aí que a luz começou a brilhar sobre as trevas.
Implementei o reboot. Saí do mundo desgraçado encantado da PMO.
Tudo se clareou e percebi que precisava voltar ao passado e derrotar esses monstros.
Do contrário, um retorno para esse mundo de ilusão seria bem possível.

Tomei coragem e falei sobre isso.
Foi aí que eu percebi que falar do passado liberta.
A nuvem nebulosa se dissipa.
Foi como se todo o pus de um furúnculo tivesse sido exprimido.
Então, senti-me mais leve. Um peso saiu.
Os monstros ainda não foram derrotados. Mas estão bem enfraquecidos.
É questão de tempo para sumirem de uma vez por todas.
E você, como tem lidado com os seus monstros do passado?
Vai precisar parar de alimentá-los com PMO, se um dia quiser ter a clareza para vencê-los. 

Muito bom, parabéns, esse vicio age de uma forma muito desonesta, todos sabem que droga e bebidas fazem mal e por isso todos evitam, mas PMO não é vista assim e ela vai entrando na vida pessoa sem essa se dar conta e quando vai ver está completamente imerso nesse vicio e quando olha para trás se nota tudo que perdeu e neste momento se vê no fundo de um profundo poço e não há ninguém para conversar e pedir auxilio, ate que apareceu nossos amigos do forum e nos jogam um corda, mas mesmo assim ainda teremos que decidir subir nela e ter a força de continuar a subida, é uma subida dolorosa e muitos cairam mas aqueles que querem realmente sair desse vicio tornarão a subir até que se vê fora desse buraco, a PMO é um grande mal, silencioso e se finge de inocente, gostei muito de seu texto, serviu para refletir sobre muita coisa, parabéns e vamos em frente

Abraços

_______________________________________
CLICK AQUI PARA ACESSAR O MEU DIÁRIO

avatar
Baggins
Mensagens : 116
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 12/12/2017, 09:16
5&4 escreveu:Dia 108 ao 117 - Resumo

É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo.

Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas.

De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot!

Grande 5&4! Como vai a força irmão?

Pelo que vi, está tudo sob controle, fico feliz com isso.

Cara, esse seu post me trouxe alguns insights interessantes sobre games. Vejo uma quantidade considerável de gente aqui, que na abstinência da PMO, acaba descambando para os jogos eletrônicos. Eu mesmo já fui viciado em games, mesmo em uma época em que os jogos não tinham o mesmo apelo gráfico, nem enredos elaborados e muito menos personagens com profundidade dignas de uma produção cinematográfica. Parei no tempo neste quesito, ainda no Super NES, justamente porque percebi que, apesar de fixar minha atenção e ter aquela sensação de ser "produtivo" e bom em alguma coisa, aquela sensação de tempo perdido sempre aparecia depois, principalmente depois de horas de jogo. Quando meu Super NES deu defeito, deixei ele assim e não me fez falta nenhuma, mesmo depois que tinham lançado o PS1, PS2... Na verdade, eu gosto tanto de jogos que percebi que não faria mais nada nessa vida se tivesse que encarar esse jogos com cenários gigantes, vários finais diferentes, centenas de opções de configurações... E claro, hoje encaixo as peças e consigo lembrar que a PMO e o meu vício em jogos estão, de alguma maneira que não consigo explicar, interligados.

E um alimenta o outro, pois ambos os vícios trabalham com as mesmas variáveis: tédio, fuga da realidade, válvula de escape. Ambos acabam promovendo o isolamento social e a procrastinação, deixando a realidade ainda mais difícil de ser encarada. Em suma, uma espiral autodestrutiva sem fim.

Eu mesmo fui vítima disso, nas épocas mais obscuras do meu vício em PMO, eu acabava intercalando jogos de computador entre uma e outra sessão de PMO, apenas para dar um tempo entre um orgasmo e outro. Já pode imaginar o estado letárgico que eu ficava depois disso, não? Me sentia um lixo, um resto de ser humano!

É claro que esta é apenas a minha experiência e que isso pode não se aplicar a outras pessoas. Obviamente não é meu objetivo aqui fazer uma cruzada contra os games, mas como você sabiamente observou 5&4, os games podem ser perigosos e contraproducentes para o reboot. E é o que tenho reparado em muitos relatos por aqui.

Mais uma vez, muito obrigado pelos seus relatos e textos. Realmente são uma grande contribuição para este fórum.

Um grande abraço!


_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins

Record: 72 dias (25/04/2016 a 05/07/2016)
1° reboot registrado no fórum: 57 dias (03/09/2017 a 30/10/2017)
2° reboot registrado no fórum: 31 dias (31/10/2017 a 30/11/2017)
3° reboot registrado no fórum: em andamento (01/12/2017 -  Arrow )
avatar
Baggins
Mensagens : 116
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 12/12/2017, 09:21
Ah, e sobre o texto "Os monstros do passado": não tenho mais o que dizer: show, parabéns! Bastante profundo, nos faz refletir aquele famoso questionamento "por que não fiz isso antes?"

Abraço, meu velho!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins

Record: 72 dias (25/04/2016 a 05/07/2016)
1° reboot registrado no fórum: 57 dias (03/09/2017 a 30/10/2017)
2° reboot registrado no fórum: 31 dias (31/10/2017 a 30/11/2017)
3° reboot registrado no fórum: em andamento (01/12/2017 -  Arrow )
avatar
RIOT_JUGGERNAUT
Mensagens : 86
Data de inscrição : 10/09/2017

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 12/12/2017, 12:19
Baggins
Eu teve época que tive este mesmo perfil aí que você descreveu. Minha placa de vídeo queimou tem mais de ano, por isso parei de jogar e uma placa boa custa caro. Tomara que eu tenha dinheiro pra comprar muitas coisas, menos pra comprar uma placa.
avatar
Corredor
Mensagens : 351
Data de inscrição : 18/01/2016
Idade : 32

Re: Basta, somente. E definitivamente!

em 13/12/2017, 07:46
Baggins escreveu:
5&4 escreveu:Dia 108 ao 117 - Resumo

É incrível como as coisas são. Eu havia percebido no primeiro mês do meu reboot, se não me engano, que um jogo estava me atrapalhando, pois ficava horas jogando, consequentemente, procrastinando. Então, fui meio radical comigo mesmo. Excluí o jogo e bloqueei qualquer tentativa de download dele no meu computador. Só me permitir jogar no trabalho, quando tinha tempo sobrando, o que ocorria por alguns minutos. Entrei de férias da faculdade, graças a Deus, e havia dito que só voltaria jogá-lo após o término do período. Conclusão: estou sem vontade nenhuma de jogá-lo e já ocupei meu tempo vago da faculdade com outras coisas me serão muito produtivas, muito mesmo.

Não cheguei a relatar aqui de uma forma um pouco mais abrangente. Mas já estou a quase 2 meses fazendo psicoterapia. Na medida em que comecei a ser descoberto da PMO, notei que precisava evoluir em outros aspectos, superar algumas questões do passado e que uma intervenção psicoterapêutica seria uma boa solução, e está sendo. O sexo com minha esposa continua espetacular, a EP motivada por inúmeras fantasias, não afeta mais a nossa vida sexual. Sinto-me cada dia mais conectado à realidade; as questões emocionais não me afetam mais como antes, estou aprendendo a lidar com elas.

De fato, não sinto mais aquela compulsão louca e descontrolada por PMO. O computador do meu trabalho, por exemplo, não possui bloqueadores (mas não porque não quero ter, não posso instalá-lo) e não sinto vontade de acessar pornografia por lá, nem por lugar nenhum. De vez em quando aparece umas fantasias, e procuro logo afastá-las. Não acho que ainda tenho superpoderes, pelo contrário, acho que posso cair a qualquer momento, só começar a procrastinar, principalmente, e ignorar alguns preceitos do reboot. No mais, procuro seguir firme. De uma coisa eu tenho certeza: para o mundo de ilusão da PMO eu não quero mais voltar! Obrigado Deus, obrigado reboot!

Grande 5&4! Como vai a força irmão?

Pelo que vi, está tudo sob controle, fico feliz com isso.

Cara, esse seu post me trouxe alguns insights interessantes sobre games. Vejo uma quantidade considerável de gente aqui, que na abstinência da PMO, acaba descambando para os jogos eletrônicos. Eu mesmo já fui viciado em games, mesmo em uma época em que os jogos não tinham o mesmo apelo gráfico, nem enredos elaborados e muito menos personagens com profundidade dignas de uma produção cinematográfica. Parei no tempo neste quesito, ainda no Super NES, justamente porque percebi que, apesar de fixar minha atenção e ter aquela sensação de ser "produtivo" e bom em alguma coisa, aquela sensação de tempo perdido sempre aparecia depois, principalmente depois de horas de jogo. Quando meu Super NES deu defeito, deixei ele assim e não me fez falta nenhuma, mesmo depois que tinham lançado o PS1, PS2... Na verdade, eu gosto tanto de jogos que percebi que não faria mais nada nessa vida se tivesse que encarar esse jogos com cenários gigantes, vários finais diferentes, centenas de opções de configurações... E claro, hoje encaixo as peças e consigo lembrar que a PMO e o meu vício em jogos estão, de alguma maneira que não consigo explicar, interligados.

E um alimenta o outro, pois ambos os vícios trabalham com as mesmas variáveis: tédio, fuga da realidade, válvula de escape. Ambos acabam promovendo o isolamento social e a procrastinação, deixando a realidade ainda mais difícil de ser encarada. Em suma, uma espiral autodestrutiva sem fim.

Eu mesmo fui vítima disso, nas épocas mais obscuras do meu vício em PMO, eu acabava intercalando jogos de computador entre uma e outra sessão de PMO, apenas para dar um tempo entre um orgasmo e outro. Já pode imaginar o estado letárgico que eu ficava depois disso, não? Me sentia um lixo, um resto de ser humano!

É claro que esta é apenas a minha experiência e que isso pode não se aplicar a outras pessoas. Obviamente não é meu objetivo aqui fazer uma cruzada contra os games, mas como você sabiamente observou 5&4, os games podem ser perigosos e contraproducentes para o reboot. E é o que tenho reparado em muitos relatos por aqui.

Mais uma vez, muito obrigado pelos seus relatos e textos. Realmente são uma grande contribuição para este fórum.

Um grande abraço!


Olá caros Baggins e 5&4

As considerações de vocês fazem muito sentido. Semana passado eu deixei de praticar corrida porque cheguei em casa e estava sem sono. Meio fissurado. Aí o que eu fiz? Tentei dormir? Não, liguei o video game e joguei até 2h! Só que no dia seguinte eu precisava acordar ás 5h30min. Não consegui acordar para correr e o meu dia foi péssimo. Esse cenário ocorreu vários vezes nos últimos dois meses. Caras, eu estava substituindo PMO pelo vício em games.

Alguns amigos teceram comentários a esse respeito em meu diário. Por sinal, agradeço muito. Depois disso, eu melhorei mas semana passada ainda dei uma vacilada nos games.

Jogar é muito bom. Porém, nós temos que tentar evitar apenas esse tipo de diversão. Acho que o game reforça aquele lado mais "medroso" que eu tenho e muitos rebooters têm. Aquela vontade de não se expor. De ficar escondido. Estou tentando aos finais de semana sair e levar minhas cachorras para passear, ouvir músicas durante o passeio.

Até mesmo com séries tenho tentado certas restrições.

Enfim, muito bacana o que vocês citaram.

Grande abraço!


_______________________________________
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum