Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Não estou curado

em 4/9/2017, 07:40
Lá estava eu, a sós com uma mina, no auge dos meus vinte anos e... Broxei. Sai um pouco frustrado, mas bola pra frente, sei trabalhar na minha mente e isso não vai me afetar. Após uma broxada, o que você faria? Pegaria um tempo de descanso pra assimilar a situação e depois resolver o problema? Não... No dia seguinte o gênio aqui foi tentar com outra, kkk. E, por incrível que pareça, subiu, mas parecia uma tripinha... Mas subiu! É treta, porra! Agora é só mandar bala, certo? Que nada. Após várias tentativas de fazer o negócio rolar de pé veio o receio de perder a ereção (se é que podia ser chamada assim) e, simplesmente, deixei pra lá. Assim mesmo, eu realmente disse ''melhor deixar pra outro dia'' sem a mínima vontade de continuar.
Por que isso? Será que sou gay? Ou, quem sabe, assexuado? Claro que não! Eu tenho desejo por mulheres pra caralho, não posso ver uma foto que.... Só pode ser isso! Meu cérebro deve ter se acostumado tanto com a masturbação que não deve ver sentido em uma mulher nua de verdade, deve estar exigente demais devido as fantasias que tenho. Já sei, vou cortar a masturbação e a P, quem sabe assim eu fique mais sensível a estímulos físicos.
Passei quinze dias sem M e sem P, no começo, li uns contos eróticos e tive conversas eróticas por WhatsApp pois não sabia que era prejudicial também, mas aí enquanto procurava por mais relatos sobre os tais superpoderes de quem parava de se tocar (como muitos eu pensava que o problema principal era a masturbação) encontrei o fórum. No começo veio o estranhamento: esses caras se consideram viciados em P? Como todo mundo, não achava isso possível. Depois disso, devorei todas as histórias de sucesso e li vários diários. Como o conhecimento liberta, vi que deveria evitar qualquer tipo de excitação artificial e parei também com os contos, de ver fotos e, obviamente, vídeos.
No final dos quinze dias, surgiu uma oportunidade. Bora ver! Jogar toda essa potencia na mina! Já vai preparando o analgésico aí! Eu sabia que grande parcela da DE é psicológica (o que me impressionava muito já que nunca me cobrei no sexo, apesar de ter feito apenas uma vez até então) e também que quanto mais experiências de DE mais iria reforçar isso na minha mente, então eu teria que me esforçar pra dessa vez dar certo. Bum! Meti logo uma meditação Kundalini (pesquise) de uma hora, tentei ficar ao máximo no agora e entrei na mentalidade do foda-se pro resultado (essa faz milagres), tudo é experiência e não tem por que levar essa porra a sério. Chegando lá, última estratégia (essa vale a pena anotar, kk) dei um mingué de que não iria rolar porque poderia chegar meu pai e blá, a gente iria ficar só nos amassos. Assim já tirei grande parte da pressão em mim e da expectativa dela (mas claro que ia rolar). A pegação então rolando, as preliminares, roupas pro ar e... Pera! Deixa isso pro final, primeiro vou contar como foi o meu período de desintoxicação após esse dia, do início até o fim dos famigerados 90 dias.

Primeiro Mês

Posso dizer que foi o mais fácil por conta da flatline. As racionalizações vinham, as dúvidas se eu conseguiria também, mas fui prosseguindo. Nessa fase, como todo mundo, foi a que fui mais radical. Eu evitava de olhar mulheres na rua e de falar sobre sexo (difícil tarefa em rodas masculinas, kk). Pelo meio desse mês o dia mais complicado foi quando fiquei com uma mina daquelas... Daquelas que não tenho costume, kkk. O fica foi muito bom, parecia que os beijos estavam voltando a ter gosto novamente, fazia tempo que não sentia algo parecido. Vi então o quanto estava dessensibilizado. Cheguei em casa e a vontade de M era grande, mas fiquei lá esperando ela passar e poder dormir. Felizmente resisti e cravei assim um mês.

Segundo Mês

Bem quando conquisto um mês, surge a oportunidade de passar uns tempos em outra cidade, agarrei com prontidão pois sabia que me ajudaria bastante. Nem tanto... A flatline havia acabado e eu senti na pele, literalmente, as crises de fissura. Nesse período o que mais me ajudou foram os banhos gelados. Também tentei me distrair vendo séries, mas percebi que atrapalhavam mais que ajudavam. Em uma dessas séries apareceu uma mulher em cenas quentes, e coincidentemente a mulher tinha todos os traços e se vestia como um ponto fraco meu. Decidi então abandonar a série. Mas a metade do reboot não foi marcada só por dificuldades, também começou a aparecer pequenos vislumbres de recuperação. Comecei a ter ereções fortes e espontâneas. Ora, pra me masturbar eu já estava penando muito pra ficar ereto, necessitando ver P relacionada a tortura e incesto. Isso me animou bastante. Perto do final de mais trinta dias, em um dia que estava caminhando pela praça, fui invadido por uma alegria muito grande, como de criança, um contentamento e paz interior que chegaram sem motivo algum.

Terceiro Mês


Iniciando o terceiro mês, a saudade já me chamava pra terra natal, lá eu poderia voltar a correr, meditar e , principalmente, paquerar as cocotas. Voltei e comigo a saudoza flatline, mas também muita energia, confiança e masculinidade. Eu simplesmente não sentia ansiedade social, mesmo estando sozinho. Tudo ia bem, até que um personagem não citado ainda foi embora pra outra cidade em busca de emprego. Bem, esse personagem era nada menos que o único amigo que eu tinha pra sair e quando falo ''sair'' era sair mesmo, everithing fucking day. Foi uma perda grande para o meu reboot, agora um dos pilares principais, a socialização, estava comprometido. Mas vamos lá, jogue com as cartas que tem. Me esforcei pra manter meus hábitos, porém passei a ficar as noites em casa e isso me fez perder qualquer contato que tinha com mulheres (mulheres essas que eu estava voltando a sentir desejo e isso era incrível, me sentia um macho de verdade). Na última semana, fui pego por uma depressão profunda, não queria fazer nada e pra completar o amigo que restou, com quem eu matava um pouco as tardes foi passar uma semana viajando. Justamente A MINHA semana! Kkk. Universo, seu sacana! Passei a última semana inteira deitado e no celular, mas passei e tô aqui pronto pra meter bala!

Como Consegui Passar Por Tudo Isso? Mindsets Essenciais


Sua visão de sí, da PMO e do reboot. Nunca se menospreze, se culpe ou se veja como incapaz, são apenas estratégias do seu cérebro primitivo. Se você ficar pensando o quanto é gostoso PMO como espera parar? Não lute contra, mas pare de ver sentido nela. Dedar o seu caneco muito provavelmente será gostoso, vai fazer isso também? Essa é outra estratégia, ridicularize a PMO (mas nunca baixe a guarda). Abrace tudo o que o reboot trouxer e veja como positivo, é sinal de que está se recuperando e, além do mais, você está mudando sozinho algo em seu corpo, quão foda isso é? Anime-se e celebre cada pequena vitória!

Meditação, corrida, socialização... As atividades que todo mundo mencionam não só te livrarão do vício como servirão de catapulta para uma vida foda! Afinal somos aquilo que fazemos. Pesquise sobre a ciência do hábito (sugiro os canais ComoSerUmaPessoaMelhor, Felipe Marx SB e Gabriel Goffi) e não negligencie nenhum antes de experimentar. MEDITE!

Não fantasie ou pense sobre o reboot. Sempre que vier uma fantasia, foque em sua respiração, sem pressão, isso é mais do que normal e, sim, eu sei que é tentador alimentá-las, mão o faça, nem lute contra elas pois isso as deixa maior. Faça o mesmo quando se pegar pensando sobre o reboot em um nivel baixo de consciência, isso te levará à racionalizações.

Tenha disciplina. E se tiver outro celular a sua disposição? E se você for traído? Demitido? Vai voltar pra mamadeira da PMO? Dias ruins virão, vocês está na vida real agora. Não adianta, no fim de tudo só ela ficará com você, a disciplina. Treine!

Agradecimentos


No final de tudo, somente cada rebooter sabe pelo o que passou e se identifica pelos perrengues de quem está na jornada. Não pense que foi fácil pra mim, pois não foi. Passei essa fase toda desempregado, sem namorada e em hard mode. Enfrentei de indiferença de uma mina que eu estava muito afim a escutar meu pai tentando trair minha mãe. Cheguei a chorar de madrugada ali, no local em que aconteciam as sessões de PMO, em meio às racionalizações. Fiquei bêbado, usei maconha (coisas que não pretendo mais fazer) e nada me fez cair. Não tenho bloqueadores porque meu celular é um pocket e nem abre a play store mais! Kkk. Nem o e-book li pelo simples fato de não ter dinheiro! Porra, não são nem 30 reais! E por mais que meu ego adore achar que sou o fodão por ter completado nessas condições, a verdade é que só foi assim porque não tive outra escolha! Mas espero que isso tudo sirva de motivação e exemplo pra quem acha que é normal recair, não é! Se você não tirar isso da mente, nunca se livrará do vício! Nunca se culpe, mas também não se auto sabote assim.

Quero agradecer a todos que cumpriram o reboot, me inspiraram muito. Ao Projeto, porque sem esse fórum com certeza não conseguiria, cairia na primeira flatline, kkk. Ao Conor McGregor e ao Brit (parabéns, cara). E a todos que estão na caminhada, vamo pra cima cachorro!
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 4/9/2017, 07:47
Calma, não esqueci do final da história, kkk. O que aconteceu no dia com a mina? Na verdade usei isso mais pra prender atenção aa leitura porque não foi nada demais. Sim, Subiu, rolou, mas tive ER e perdi a ereção depois. Esse final serve como metáfora pra você não cometer o mesmo erro que o meu, de esperar muito do reboot em pouco tempo! KKk.

Aproveitando pra explicar meu título e fazer um convite. Não estou curado e, devido a idade que tenho, dividi meu reboot em dois períodos de 90 dias cada, Este primeiro foi um simples período de desintoxicação e hoje inicio o meu reboot propriamente dito. E pra marcar isso anuncio que estou criando um diário na sessão de 20 anos, cola lá!
avatar
Mensagens : 124
Data de inscrição : 19/07/2017
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 5/9/2017, 07:23
Belo relato e você escreve muito bem!
Estou no meu 55° dia e algumas coisas que escreveu vão me ajudar.
Siga firme!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 249
Data de inscrição : 15/08/2017
Idade : 23
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 5/9/2017, 07:37
Caraaaaa que relato que relato , parabéns mano , espero chegar assim , sua animação sua vontade de viver foi vista só de ler , cara parabéns ! Que exemplo , eu recai ontem e agora sim vou fazer do meu Reboot algo mais sério ainda !

_______________________________________
Que a força esteja com vocês!
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 24/08/2017
Idade : 23
Localização : Nordeste
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 5/9/2017, 08:06
Pra cima meu amigo, pra cima!! Gostei do relato..

_______________________________________



Meu diário: http://www.comoparar.com/t5681-iniciando-o-reboot
avatar
Mensagens : 1086
Data de inscrição : 05/05/2017
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 5/9/2017, 11:21
Aquilles escreveu:     Lá estava eu, a sós com uma mina, no auge dos meus vinte anos e... Broxei. Sai um pouco frustrado, mas bola pra frente, sei trabalhar na minha mente e isso não vai me afetar. Após uma broxada, o que você faria? Pegaria um tempo de descanso pra assimilar a situação e depois resolver o problema? Não... No dia seguinte o gênio aqui foi tentar com outra, kkk. E, por incrível que pareça, subiu, mas parecia uma tripinha... Mas subiu! É treta, porra! Agora é só mandar bala, certo? Que nada. Após várias tentativas de fazer o negócio rolar de pé veio o receio de perder a ereção (se é que podia ser chamada assim) e, simplesmente, deixei pra lá. Assim mesmo, eu realmente disse ''melhor deixar pra outro dia'' sem a mínima vontade de continuar.
    Por que isso? Será que sou gay? Ou, quem sabe, assexuado? Claro que não! Eu tenho desejo por mulheres pra caralho, não posso ver uma foto que.... Só pode ser isso! Meu cérebro deve ter se acostumado tanto com a masturbação que não deve ver sentido em uma mulher nua de verdade, deve estar exigente demais devido as fantasias que tenho. Já sei, vou cortar a masturbação e a P, quem sabe assim eu fique mais sensível a estímulos físicos.
    Passei quinze  dias sem M e sem P, no começo, li uns contos eróticos e tive conversas eróticas por WhatsApp pois não sabia que era prejudicial também, mas aí enquanto procurava por mais relatos sobre os tais superpoderes de quem parava de se tocar (como muitos eu pensava que o problema principal era a masturbação) encontrei o fórum. No começo veio o estranhamento: esses caras se consideram viciados em P? Como todo mundo, não achava isso possível. Depois disso, devorei todas as histórias de sucesso e li vários diários. Como o conhecimento liberta, vi que deveria evitar qualquer tipo de excitação artificial e parei também com os contos, de ver fotos e, obviamente, vídeos.
    No final dos quinze dias, surgiu uma oportunidade. Bora ver! Jogar toda essa potencia na mina! Já vai preparando o analgésico aí! Eu sabia que grande parcela da DE é psicológica (o que me impressionava muito já que nunca me cobrei no sexo, apesar de ter feito apenas uma vez até então) e também que quanto mais experiências de DE mais iria reforçar isso na minha mente, então eu teria que me esforçar pra dessa vez dar certo. Bum! Meti logo uma meditação Kundalini (pesquise) de uma hora, tentei ficar ao máximo no agora e entrei na mentalidade do foda-se pro resultado (essa faz milagres), tudo é experiência e não tem por que levar essa porra a sério.  Chegando lá, última estratégia (essa vale a pena anotar, kk) dei um mingué de que não iria rolar porque poderia chegar meu pai e blá, a gente iria ficar só nos amassos. Assim já tirei grande parte da pressão em mim e da expectativa dela (mas claro que ia rolar). A pegação então rolando, as preliminares, roupas pro ar e... Pera! Deixa isso pro final, primeiro vou contar como foi o meu período de desintoxicação após esse dia, do início até o fim dos famigerados 90 dias.

Primeiro Mês

    Posso dizer que foi o mais fácil por conta da flatline. As racionalizações vinham, as dúvidas se eu conseguiria também, mas fui prosseguindo. Nessa fase, como todo mundo, foi a que fui mais radical. Eu evitava de olhar mulheres na rua e de falar sobre sexo (difícil tarefa em rodas masculinas, kk). Pelo meio desse mês o dia mais complicado foi quando fiquei com uma mina daquelas... Daquelas que não tenho costume, kkk. O fica foi muito bom, parecia que os beijos estavam voltando a ter gosto novamente, fazia tempo que não sentia algo parecido. Vi então o quanto estava dessensibilizado. Cheguei em casa e a vontade de M era grande, mas fiquei lá esperando ela passar e poder dormir. Felizmente resisti e cravei assim um mês.

Segundo Mês

Bem quando conquisto um mês, surge a oportunidade de passar uns tempos em outra cidade, agarrei com prontidão pois sabia que me ajudaria bastante. Nem tanto... A flatline havia acabado e eu senti na pele, literalmente, as crises de fissura. Nesse período o que mais me ajudou foram os banhos gelados. Também tentei me distrair vendo séries, mas percebi que atrapalhavam mais que ajudavam. Em uma dessas séries apareceu uma mulher em cenas quentes, e coincidentemente a mulher tinha todos os traços e se vestia como um ponto fraco meu. Decidi então abandonar a série. Mas a metade do reboot não foi marcada só por dificuldades, também começou a aparecer pequenos vislumbres de recuperação. Comecei a ter ereções fortes e espontâneas. Ora, pra me masturbar eu já estava penando muito pra ficar ereto, necessitando ver P relacionada a tortura e incesto. Isso me animou bastante. Perto do final de mais trinta dias, em um dia que estava caminhando pela praça, fui invadido por uma alegria muito grande, como de criança, um contentamento e paz interior que chegaram sem motivo algum.

Terceiro Mês


Iniciando o terceiro mês, a saudade já me chamava pra terra natal, lá  eu poderia voltar a correr, meditar e , principalmente, paquerar as cocotas. Voltei e comigo a saudoza flatline, mas também muita energia, confiança e masculinidade. Eu simplesmente não sentia ansiedade social, mesmo estando sozinho. Tudo ia bem, até que um personagem não citado ainda foi embora pra outra cidade em busca de emprego. Bem, esse personagem era nada menos que o único amigo que eu tinha pra sair e quando falo ''sair'' era sair mesmo, everithing fucking day. Foi uma perda grande para o meu reboot, agora um dos pilares principais, a socialização, estava comprometido. Mas vamos lá, jogue com as cartas que tem. Me esforcei pra manter meus hábitos, porém passei a ficar as noites em casa e isso me fez perder qualquer contato que tinha com mulheres (mulheres essas que eu estava voltando a sentir desejo e isso era incrível, me sentia um macho de verdade). Na última semana, fui pego por uma depressão profunda, não queria fazer nada e pra completar o amigo que restou, com quem eu matava um pouco as tardes foi passar uma semana viajando. Justamente A MINHA semana! Kkk. Universo, seu sacana! Passei a última semana inteira deitado e no celular, mas passei e tô aqui pronto pra meter bala!

Como Consegui Passar Por Tudo Isso? Mindsets Essenciais


Sua visão de sí, da PMO e do reboot. Nunca se menospreze, se culpe ou se veja como incapaz, são apenas estratégias do seu cérebro primitivo. Se você ficar pensando o quanto é gostoso PMO como espera parar? Não lute contra, mas pare de ver sentido nela. Dedar o seu caneco muito provavelmente será gostoso, vai fazer isso também? Essa é outra estratégia, ridicularize a PMO (mas nunca baixe a guarda). Abrace tudo o que o reboot trouxer e veja como positivo, é sinal de que está se recuperando e, além do mais, você está mudando sozinho algo em seu corpo, quão foda isso é? Anime-se e celebre cada pequena vitória!

Meditação, corrida, socialização... As atividades que todo mundo mencionam não só te livrarão do vício como servirão de catapulta para uma vida foda! Afinal somos aquilo que fazemos. Pesquise sobre a ciência do hábito (sugiro os canais ComoSerUmaPessoaMelhor, Felipe Marx SB e Gabriel Goffi) e não negligencie nenhum antes de experimentar. MEDITE!

Não fantasie ou pense sobre o reboot. Sempre que vier uma fantasia, foque em sua respiração, sem pressão, isso é mais do que normal e, sim, eu sei que é tentador alimentá-las, mão o faça, nem lute contra elas pois isso as deixa maior. Faça o mesmo quando se pegar pensando sobre o reboot em um nivel baixo de consciência, isso te levará à racionalizações.

Tenha disciplina. E se tiver outro celular a sua disposição? E se você for traído? Demitido? Vai voltar pra mamadeira da PMO? Dias ruins virão, vocês está na vida real agora. Não adianta, no fim de tudo só ela ficará com você, a disciplina. Treine!

Agradecimentos


No final de tudo, somente cada rebooter sabe pelo o que passou e se identifica pelos perrengues de quem está na jornada. Não pense que foi fácil pra mim, pois não foi. Passei essa fase toda desempregado, sem namorada e em hard mode. Enfrentei de indiferença de uma mina que eu estava muito afim a escutar meu pai tentando trair minha mãe. Cheguei a chorar de madrugada ali, no local em que aconteciam as sessões de PMO, em meio às racionalizações. Fiquei bêbado, usei maconha (coisas que não pretendo mais fazer) e nada me fez cair. Não tenho bloqueadores porque meu celular é um pocket e nem abre a play store mais! Kkk. Nem o e-book li pelo simples fato de não ter dinheiro! Porra, não são nem 30 reais! E por mais que meu ego adore achar que sou o fodão por ter completado nessas condições, a verdade é que só foi assim porque não tive outra escolha! Mas espero que isso tudo sirva de motivação e exemplo pra quem acha que é normal recair, não é! Se você não tirar isso da mente, nunca se livrará do vício! Nunca se culpe, mas também não se auto sabote assim.

    Quero agradecer a todos que cumpriram o reboot, me inspiraram muito. Ao Projeto, porque sem esse fórum com certeza não conseguiria, cairia na primeira flatline, kkk. Ao Conor McGregor e ao Brit (parabéns, cara). E a todos que estão na caminhada, vamo pra cima cachorro!

Boa meu garoto...Parabéns pela batalha...Vlw pelo agradecimento...Vamos pra luta, a luta continua...Sucesso!

_______________________________________
DA UMA PASSADA NO MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t5738-diario-do-mcgregor

"NOS VEMOS NO PÓDIO" - TOGURO  ( A LENDA DO FORUMEIROS).

Toguro, entra em contato meu velho!

avatar
Mensagens : 1059
Data de inscrição : 09/01/2017
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 6/9/2017, 20:13
Parabéns Aquilles!!! Mano, que bom que conseguiu não recair nessa tua primeira tentativa.

Gostei muito do seu relato e das experiências que vc compartilhou aqui. Bem, vc não precisava ter passado por tudo isso sozinho mano. Olha só, o e-book é disponibilizado gratuitamente. Link para baixar o E-book Vício em Pornografia Como Parar? Versão antiga (GRATUITO):
https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E

Está ao alcance de todos entender esse vício e as ferramentas pra supera-lo. Leia-o, será importante pra vc. A versão que é paga tem algumas coisas extras, mas tudo que é fundamental está aí.

Te agradeço pelos comentários e quero que saiba que vc tbém me ajudou, inclusive esse teu relato foi um grande PRESENTE pra mim, muito obrigado mano, parece que escreveu pensando em mim cara, os seus conselhos me ajudaram muito. É exatamente isso que vc disse, o reboot me serviu como um período de desintoxicação por 90 dias, mas a vida real nem sempre é fácil, não devemos esperar demais, mas não precisamos ter medo da vida e da realidade. O vício em PMO é em muitas vezes uma fuga que ganha força pelos nossos medos. Agora, mesmo com as dificuldades nós estamos aí vivendo e indo a luta de cara limpa, me fala se isso não é bom? É bom demais!

Assim como vc, eu tbém pretendo continuar participando do fórum e mantendo meu diário atualizado, continuaremos nos superando, melhorando, curando...

Mano, não posso deixar de comentar umas coisas que me fizeram rir demais no teu relato
Aquilles escreveu:subiu, mas parecia uma tripinha... Mas subiu!
hahahaha aiai essa foi foda mano, daora teu bom humor, concordo, o que importa é que subiu né e que bom que rolou o sexo. Vou te dizer que desde que cortei a MO o meu amigo lá embaixo mudou bastante a aparência, parece mais desenvolvido, não me envergonha mais e antes ele ficava bem encolhido Embarassed isso é um dos motivos de eu não voltar pra MO.
Aquilles escreveu: Dedar o seu caneco muito provavelmente será gostoso, vai fazer isso também?
hahaha essa foi demais XD. Excelente a sua reflexão de não nos menosprezar, isso tem a ver com algo que compartilhei, de que recomeçar é voltar a acreditar em nós mesmos. Não julgo os que fizeram isso de dedar o caneco, não posso negar que na época de viciado em PMO passei a considerar tanta coisa válida em busca de prazer pra alimentar meu vício, nem considero essa a pior das coisas, mas com certeza um cara limpo de PMO vai enxergar isso como apenas mais um sintoma do vício.

Gostei das tuas dicas, vou conferir os canais que indicou e procurar saber sobre a meditação cundalini. Uma pena vc não ter criado um diário antes... sobre teu amigo, sei como é isso, mas pense nisso como um incentivo a mais pra sair da tua zona de conforto, sei que vc não vai deixar nada te abater! Vc é um guerreiro intrépido!
Com certeza vou acompanhar teu diário com mta felicidade Very Happy Grande abraço amigo! Tamo junto!

_______________________________________
Recomeçar - relato do meu 90º dia de reboot:
http://www.comoparar.com/t4440p525-diario-do-brit#136565
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t4440-diario-do-brit
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 8/9/2017, 10:13
Chabal escreveu:Belo relato e você escreve muito bem!
Estou no meu 55° dia e algumas coisas que escreveu vão me ajudar.
Siga firme!

Muito obrigado! Fico feliz em ter te ajudado. Uma coisa muito curiosa é que vendo seu contador, deu uma certa saudade do tempo em que estava com 60 dias. Pra você ver que o certo é mesmo se apaixonar pela jornada. Mas a minha continua, só que com outros desafios. Abraço!

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 8/9/2017, 10:15
jedi27 escreveu:Caraaaaa que relato que relato , parabéns mano , espero chegar assim , sua animação sua vontade de viver foi vista só de ler , cara parabéns ! Que exemplo , eu recai ontem e agora sim vou fazer do meu Reboot algo mais sério ainda !

É isso aí, cara. O processo é difícil sim, mas não precisamos deixá-lo mais ainda. Acho que precisamos sim nos animar e aprender a gostar de desafios, quanto mais difícil o desafio mais tu vai evoluir quando completá-lo. Afinal, você teve que se tornar muito mais forte do que era. Obrigado e pra cima!

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 8/9/2017, 10:16
Duratec2.0 escreveu:Pra cima meu amigo, pra cima!! Gostei do relato..

Valeu, cara. Vamo meter bala!

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 8/9/2017, 10:17
Conor Mcgregor. escreveu:
Aquilles escreveu:     Lá estava eu, a sós com uma mina, no auge dos meus vinte anos e... Broxei. Sai um pouco frustrado, mas bola pra frente, sei trabalhar na minha mente e isso não vai me afetar. Após uma broxada, o que você faria? Pegaria um tempo de descanso pra assimilar a situação e depois resolver o problema? Não... No dia seguinte o gênio aqui foi tentar com outra, kkk. E, por incrível que pareça, subiu, mas parecia uma tripinha... Mas subiu! É treta, porra! Agora é só mandar bala, certo? Que nada. Após várias tentativas de fazer o negócio rolar de pé veio o receio de perder a ereção (se é que podia ser chamada assim) e, simplesmente, deixei pra lá. Assim mesmo, eu realmente disse ''melhor deixar pra outro dia'' sem a mínima vontade de continuar.
    Por que isso? Será que sou gay? Ou, quem sabe, assexuado? Claro que não! Eu tenho desejo por mulheres pra caralho, não posso ver uma foto que.... Só pode ser isso! Meu cérebro deve ter se acostumado tanto com a masturbação que não deve ver sentido em uma mulher nua de verdade, deve estar exigente demais devido as fantasias que tenho. Já sei, vou cortar a masturbação e a P, quem sabe assim eu fique mais sensível a estímulos físicos.
    Passei quinze  dias sem M e sem P, no começo, li uns contos eróticos e tive conversas eróticas por WhatsApp pois não sabia que era prejudicial também, mas aí enquanto procurava por mais relatos sobre os tais superpoderes de quem parava de se tocar (como muitos eu pensava que o problema principal era a masturbação) encontrei o fórum. No começo veio o estranhamento: esses caras se consideram viciados em P? Como todo mundo, não achava isso possível. Depois disso, devorei todas as histórias de sucesso e li vários diários. Como o conhecimento liberta, vi que deveria evitar qualquer tipo de excitação artificial e parei também com os contos, de ver fotos e, obviamente, vídeos.
    No final dos quinze dias, surgiu uma oportunidade. Bora ver! Jogar toda essa potencia na mina! Já vai preparando o analgésico aí! Eu sabia que grande parcela da DE é psicológica (o que me impressionava muito já que nunca me cobrei no sexo, apesar de ter feito apenas uma vez até então) e também que quanto mais experiências de DE mais iria reforçar isso na minha mente, então eu teria que me esforçar pra dessa vez dar certo. Bum! Meti logo uma meditação Kundalini (pesquise) de uma hora, tentei ficar ao máximo no agora e entrei na mentalidade do foda-se pro resultado (essa faz milagres), tudo é experiência e não tem por que levar essa porra a sério.  Chegando lá, última estratégia (essa vale a pena anotar, kk) dei um mingué de que não iria rolar porque poderia chegar meu pai e blá, a gente iria ficar só nos amassos. Assim já tirei grande parte da pressão em mim e da expectativa dela (mas claro que ia rolar). A pegação então rolando, as preliminares, roupas pro ar e... Pera! Deixa isso pro final, primeiro vou contar como foi o meu período de desintoxicação após esse dia, do início até o fim dos famigerados 90 dias.

Primeiro Mês

    Posso dizer que foi o mais fácil por conta da flatline. As racionalizações vinham, as dúvidas se eu conseguiria também, mas fui prosseguindo. Nessa fase, como todo mundo, foi a que fui mais radical. Eu evitava de olhar mulheres na rua e de falar sobre sexo (difícil tarefa em rodas masculinas, kk). Pelo meio desse mês o dia mais complicado foi quando fiquei com uma mina daquelas... Daquelas que não tenho costume, kkk. O fica foi muito bom, parecia que os beijos estavam voltando a ter gosto novamente, fazia tempo que não sentia algo parecido. Vi então o quanto estava dessensibilizado. Cheguei em casa e a vontade de M era grande, mas fiquei lá esperando ela passar e poder dormir. Felizmente resisti e cravei assim um mês.

Segundo Mês

Bem quando conquisto um mês, surge a oportunidade de passar uns tempos em outra cidade, agarrei com prontidão pois sabia que me ajudaria bastante. Nem tanto... A flatline havia acabado e eu senti na pele, literalmente, as crises de fissura. Nesse período o que mais me ajudou foram os banhos gelados. Também tentei me distrair vendo séries, mas percebi que atrapalhavam mais que ajudavam. Em uma dessas séries apareceu uma mulher em cenas quentes, e coincidentemente a mulher tinha todos os traços e se vestia como um ponto fraco meu. Decidi então abandonar a série. Mas a metade do reboot não foi marcada só por dificuldades, também começou a aparecer pequenos vislumbres de recuperação. Comecei a ter ereções fortes e espontâneas. Ora, pra me masturbar eu já estava penando muito pra ficar ereto, necessitando ver P relacionada a tortura e incesto. Isso me animou bastante. Perto do final de mais trinta dias, em um dia que estava caminhando pela praça, fui invadido por uma alegria muito grande, como de criança, um contentamento e paz interior que chegaram sem motivo algum.

Terceiro Mês


Iniciando o terceiro mês, a saudade já me chamava pra terra natal, lá  eu poderia voltar a correr, meditar e , principalmente, paquerar as cocotas. Voltei e comigo a saudoza flatline, mas também muita energia, confiança e masculinidade. Eu simplesmente não sentia ansiedade social, mesmo estando sozinho. Tudo ia bem, até que um personagem não citado ainda foi embora pra outra cidade em busca de emprego. Bem, esse personagem era nada menos que o único amigo que eu tinha pra sair e quando falo ''sair'' era sair mesmo, everithing fucking day. Foi uma perda grande para o meu reboot, agora um dos pilares principais, a socialização, estava comprometido. Mas vamos lá, jogue com as cartas que tem. Me esforcei pra manter meus hábitos, porém passei a ficar as noites em casa e isso me fez perder qualquer contato que tinha com mulheres (mulheres essas que eu estava voltando a sentir desejo e isso era incrível, me sentia um macho de verdade). Na última semana, fui pego por uma depressão profunda, não queria fazer nada e pra completar o amigo que restou, com quem eu matava um pouco as tardes foi passar uma semana viajando. Justamente A MINHA semana! Kkk. Universo, seu sacana! Passei a última semana inteira deitado e no celular, mas passei e tô aqui pronto pra meter bala!

Como Consegui Passar Por Tudo Isso? Mindsets Essenciais


Sua visão de sí, da PMO e do reboot. Nunca se menospreze, se culpe ou se veja como incapaz, são apenas estratégias do seu cérebro primitivo. Se você ficar pensando o quanto é gostoso PMO como espera parar? Não lute contra, mas pare de ver sentido nela. Dedar o seu caneco muito provavelmente será gostoso, vai fazer isso também? Essa é outra estratégia, ridicularize a PMO (mas nunca baixe a guarda). Abrace tudo o que o reboot trouxer e veja como positivo, é sinal de que está se recuperando e, além do mais, você está mudando sozinho algo em seu corpo, quão foda isso é? Anime-se e celebre cada pequena vitória!

Meditação, corrida, socialização... As atividades que todo mundo mencionam não só te livrarão do vício como servirão de catapulta para uma vida foda! Afinal somos aquilo que fazemos. Pesquise sobre a ciência do hábito (sugiro os canais ComoSerUmaPessoaMelhor, Felipe Marx SB e Gabriel Goffi) e não negligencie nenhum antes de experimentar. MEDITE!

Não fantasie ou pense sobre o reboot. Sempre que vier uma fantasia, foque em sua respiração, sem pressão, isso é mais do que normal e, sim, eu sei que é tentador alimentá-las, mão o faça, nem lute contra elas pois isso as deixa maior. Faça o mesmo quando se pegar pensando sobre o reboot em um nivel baixo de consciência, isso te levará à racionalizações.

Tenha disciplina. E se tiver outro celular a sua disposição? E se você for traído? Demitido? Vai voltar pra mamadeira da PMO? Dias ruins virão, vocês está na vida real agora. Não adianta, no fim de tudo só ela ficará com você, a disciplina. Treine!

Agradecimentos


No final de tudo, somente cada rebooter sabe pelo o que passou e se identifica pelos perrengues de quem está na jornada. Não pense que foi fácil pra mim, pois não foi. Passei essa fase toda desempregado, sem namorada e em hard mode. Enfrentei de indiferença de uma mina que eu estava muito afim a escutar meu pai tentando trair minha mãe. Cheguei a chorar de madrugada ali, no local em que aconteciam as sessões de PMO, em meio às racionalizações. Fiquei bêbado, usei maconha (coisas que não pretendo mais fazer) e nada me fez cair. Não tenho bloqueadores porque meu celular é um pocket e nem abre a play store mais! Kkk. Nem o e-book li pelo simples fato de não ter dinheiro! Porra, não são nem 30 reais! E por mais que meu ego adore achar que sou o fodão por ter completado nessas condições, a verdade é que só foi assim porque não tive outra escolha! Mas espero que isso tudo sirva de motivação e exemplo pra quem acha que é normal recair, não é! Se você não tirar isso da mente, nunca se livrará do vício! Nunca se culpe, mas também não se auto sabote assim.

    Quero agradecer a todos que cumpriram o reboot, me inspiraram muito. Ao Projeto, porque sem esse fórum com certeza não conseguiria, cairia na primeira flatline, kkk. Ao Conor McGregor e ao Brit (parabéns, cara). E a todos que estão na caminhada, vamo pra cima cachorro!

Boa meu garoto...Parabéns pela batalha...Vlw pelo agradecimento...Vamos pra luta, a luta continua...Sucesso!

Sim, não adianta esperar moleza da vida, temos que dançar conforme a música. Obrigado pelas parabenizações e pelas vezes que esclareceu algumas dúvidas minhas!

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 8/9/2017, 10:22
Brit escreveu:Parabéns Aquilles!!! Mano, que bom que conseguiu não recair nessa tua primeira tentativa.

Gostei muito do seu relato e das experiências que vc compartilhou aqui. Bem, vc não precisava ter passado por tudo isso sozinho mano. Olha só, o e-book é disponibilizado gratuitamente. Link para baixar o E-book Vício em Pornografia Como Parar? Versão antiga (GRATUITO):
https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E

Está ao alcance de todos entender esse vício e as ferramentas pra supera-lo. Leia-o, será importante pra vc. A versão que é paga tem algumas coisas extras, mas tudo que é fundamental está aí.

Te agradeço pelos comentários e quero que saiba que vc tbém me ajudou, inclusive esse teu relato foi um grande PRESENTE pra mim, muito obrigado mano, parece que escreveu pensando em mim cara, os seus conselhos me ajudaram muito. É exatamente isso que vc disse, o reboot me serviu como um período de desintoxicação por 90 dias, mas a vida real nem sempre é fácil, não devemos esperar demais, mas não precisamos ter medo da vida e da realidade. O vício em PMO é em muitas vezes uma fuga que ganha força pelos nossos medos. Agora, mesmo com as dificuldades nós estamos aí vivendo e indo a luta de cara limpa, me fala se isso não é bom? É bom demais!

Assim como vc, eu tbém pretendo continuar participando do fórum e mantendo meu diário atualizado, continuaremos nos superando, melhorando, curando...

Mano, não posso deixar de comentar umas coisas que me fizeram rir demais no teu relato
Aquilles escreveu:subiu, mas parecia uma tripinha... Mas subiu!
hahahaha aiai essa foi foda mano, daora teu bom humor, concordo, o que importa é que subiu né e que bom que rolou o sexo. Vou te dizer que desde que cortei a MO o meu amigo lá embaixo mudou bastante a aparência, parece mais desenvolvido, não me envergonha mais e antes ele ficava bem encolhido Embarassed isso é um dos motivos de eu não voltar pra MO.
Aquilles escreveu: Dedar o seu caneco muito provavelmente será gostoso, vai fazer isso também?
hahaha essa foi demais XD. Excelente a sua reflexão de não nos menosprezar, isso tem a ver com algo que compartilhei, de que recomeçar é voltar a acreditar em nós mesmos. Não julgo os que fizeram isso de dedar o caneco, não posso negar que na época de viciado em PMO passei a considerar tanta coisa válida em busca de prazer pra alimentar meu vício, nem considero essa a pior das coisas, mas com certeza um cara limpo de PMO vai enxergar isso como apenas mais um sintoma do vício.

Gostei das tuas dicas, vou conferir os canais que indicou e procurar saber sobre a meditação cundalini. Uma pena vc não ter criado um diário antes... sobre teu amigo, sei como é isso, mas pense nisso como um incentivo a mais pra sair da tua zona de conforto, sei que vc não vai deixar nada te abater! Vc é um guerreiro intrépido!
Com certeza vou acompanhar teu diário com mta felicidade Very Happy Grande abraço amigo! Tamo junto!

Dedar o caneco, kkkk. Foi a única coisa que me apareceu na cabeça na hora. Não julgo quem faz, mas acho que serve pra grande maioria que não faz por achar impensável fazer levar esse conceito para a PMO, ridicularizar mesmo. Mano, eu pensava que a versão primeira do e-book não existisse mais, muito obrigado mesmo. Vai ser não só mais uma arma, mas também um pilar pra mim. Já comecei a leitura.

Muita coisa que tinha pra te dizer eu já disse no meu diário, mas deixo aqui um muito obrigado mais uma vez. E tô esperando teu relato, cara! Tu pode ajudar muita gente com ele. Abraço!

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/09/2017
Idade : 24
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 3/10/2017, 14:39
Quando vejo esses posts me sinto muito motivado, já parei para pensar que aqui nesse fórum circula uma energia muito forte, todas as pessoas transmitem uma energia umas para as outras e faz com que elas se sintam motivadas, eu me sinto muito motivado apesar de não ter muitos dias de reboot, gostaria de lhe agradecer por esse seu relato, pra mim foi incrível. Muito obrigado e parabéns que você possa continuar firme e forte!!
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 3/10/2017, 19:43
Borgesmvictor escreveu:Quando vejo esses posts me sinto muito motivado, já parei para pensar que aqui nesse fórum circula uma energia muito forte, todas as pessoas transmitem uma energia umas para as outras e faz com que elas se sintam motivadas, eu me sinto muito motivado apesar de não ter muitos dias de reboot, gostaria de lhe agradecer por esse seu relato, pra mim foi incrível. Muito obrigado e parabéns que você possa continuar firme e forte!!

Se te motivou, já cumpriu o propósito, man! Obrigado pela força!

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
Mensagens : 6
Data de inscrição : 29/10/2017
Ver perfil do usuário

Não quero deixar essa coisa feia matar meus sonhos

em 29/10/2017, 09:20
A pornografia esta e tem destruído a vida de muita gente. A miséria de nós (viciados em pornografia ) tem enriquecido essa industrias porque são esses acessos aos sites e vídeos pornograficos sobre os quais outrora tivemos acessado que lhe servem de pagamento enriquecendo essa indústria . Pensar nesse tipo de coisa e nas consequências que essa coisa suja tem trazido na minha vida, pensar no lamaçal em que fiquei mergulhado, as coisas que pedi e tenho perdido me fizeram e me reforçaram a determinação de vencer esse lixo. E ver essas experiências e saber que estou numa luta com varios caras pelo mundo e que muitos ja venceram me fez aumentar a minha determinação de vencer este lixo que em muitas vezes como cachorro que volta ao seu vómito me voltei para essas coisas que não traz nenhum benefício em minha vida. De hoje em diante quero e vou lutar mais determinantemente para vencer esse lixo . E ajudar aqueles que também têm lutado com esse lixo.
avatar
Mensagens : 360
Data de inscrição : 25/10/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 29/11/2017, 14:58
Mano na moral essa tua história é parecida com a minha já to com 40 dias de reboot ,a estrategia do ridicularizar P funciona ,não uso bloqueador nem nada e não sinto menor vontade disso kkkk eu também to desempregado e não tenho um centavo pra comprar o ebook ,porém tiro vários proveitos pelo ebook grátis e também as dicas que dão aki no forum
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 2/2/2018, 18:30
Voltando aqui no fórum depois de tanto tempo nem parece que foi eu que vivi tudo isso, é insano o quanto não consigo lembrar desses sentimentos ruins. Passando pra dizer que nunca mais vi pornografia, nem tenho a mínima vontade disso.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Mensagens : 481
Data de inscrição : 22/12/2017
Idade : 19
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 2/2/2018, 18:35
Aquilles escreveu:Voltando aqui no fórum depois de tanto tempo nem parece que foi eu que vivi tudo isso, é insano o quanto não consigo lembrar desses sentimentos ruins. Passando pra dizer que nunca mais vi pornografia, nem tenho a mínima vontade disso.
que felicidade ler essas palavras! É isso ai cara ! Continua assim

Enviado pelo Topic'it
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 2/2/2018, 18:58
Spartan escreveu:
Aquilles escreveu:Voltando aqui no fórum depois de tanto tempo nem parece que foi eu que vivi tudo isso, é insano o quanto não consigo lembrar desses sentimentos ruins. Passando pra dizer que nunca mais vi pornografia, nem tenho a mínima vontade disso.
que felicidade ler essas palavras!  É isso ai cara ! Continua assim

Enviado pelo Topic'it

Tamo junto, meu brother! É muito bom vir aqui e ver a gana da galera, o ser humano é mesmo incrível e tem um potencial de mudança enorme.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 618
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 22
Localização : Pernambuco
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 3/2/2018, 13:05
Iae meu amigo! Muito bom o relato!

Meus parabéns por ter conseguido completar os 90 dias de Reboot, creio que você já experimentou muitos benefícios por conta disso. Gostei muito de ler sua História de Sucesso. Continua no foco e tudo de bom acontecerá na sua vida. Um grande abraço, fica na paz!

_______________________________________
"Champions keep playing until they get it right"



avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 9/5/2018, 08:25
Um ano sem pornografia. Venho aqui pra tentar lembrar da importância de ficar sem, não me dá vontade nenhuma, mas também minha mente não lembra como algo prejudicial, está muito distante. De lá pra cá tive muitos problemas, muitos mesmo, chorei, passei por dificuldades, ansiedades, falhas, mas nem a ideia de me refugiar nisso aparecia. Espero que leiam isso como um ''sim, você nem vai lembrar disso mais, por mais que hoje pareça algo impossível''. Chega de mimimi e boa se responsabilizar pela própria vida, galera. Abraços!

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
Mensagens : 292
Data de inscrição : 24/03/2018
Idade : 19
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 21/5/2018, 19:44
Aquilles, que relato foda, irmão! Gostei bastante, me inspirou muito. Mano, parabéns por tudo, pela disciplina, pela força de vontade e pelo peito de aço de fazer em Hard mode no começo kkkkk.

Mano, eu tenho algumas dúvidas sobre o pós Reboot (queria umas dicas sobre essas dúvidas pra não acabar recaído depois, por não saber lidar com certas situações tlg)... Posso te mandar uma msg, mano?

_______________________________________






MEU DIÁRIO
http://www.comoparar.com/t7233-virando-o-jogo#177280


'''Aqueles que cultivam o hábito da persistência parecem ter um seguro contra o fracasso'' - Napolleon Hill


“O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo.” - Winston Churchill
avatar
Mensagens : 270
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 26/6/2018, 08:54
Fala cambada!

Tudo normal. Na verdade estou com 16 dias de reboot hard mode. Como falei antes, não por ter caído, mas porque punheta mesmo sem pornografia acaba com a performance do cara. Estou em um grupo do WhatsApp, que me ajuda a me manter focado, vários caras fodas lá com mais de 90 dias, isso me faz me lembrar do meu reboot e dos conceitos, que acabam ficando cada vez mais distantes com o passar do tempo. Hoje não tenho nenhuma relação com pornografia, com fotos, vídeos, contos e nem mesmo conversas por WhatsApp, não sinto vontade. Hoje eu quero mesmo é sexo, e nem tenho, mas mesmo assim nada me satisfaz a não ser isso. Não interpreto a energia sexual com vício, não tem nenhuma ligação pra mim, pra mim energia sexual é vontade de comer alguém, kk.

Sei que a mente é traiçoeira e por isso tento sempre me manter atento. Meu foco hoje em dia é arrumar uma namorada, acho que essa religação com o real ainda não foi feita de maneira tão eficaz. Meu plano é ir ficando com a mina em hard mode, ir religando. Depois que estiver fazendo sexo continuar, e aí sim ficar só com o sexo saudável. Estou investindo nisso e me amarrando em uma menina muito sexy, breve mais detalhes, kk. Ela vai cair no papo, é questão de tempo.

Abraços, galera! Foco no reboot que vale muito a pena.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
Mensagens : 27
Data de inscrição : 17/05/2018
Ver perfil do usuário

PARABÉNS Aquiles.

em 26/6/2018, 14:13
É isso meu brother achar uma companhia e fazer a religação com ela, gostei do seu relato muito maneiro e importante para nós que estamos no projeto.Você escreve bem cara ! Pretendo fazer isto também arranjar uma namorada e fazer este processo naturalmente está na hora de crescer mano largar, deixar essas coisas de lado e virar" homenzinhos".PARABÉNS e continue assim cara que você terá um grande sucesso! Smile
avatar
Mensagens : 84
Data de inscrição : 30/06/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não estou curado

em 3/8/2018, 09:52
Aquiles, bom dia, permita-me dar minha singela opinião acerca do seu último comentário. Quando dizes que alguém sente dificuldade em reencontrar a visualização do "humano" e não somente a carne, digo que é normal por toda a vivência que vejo de muitos aqui e a minha própria. Contudo, o que quero dizer é que 20 dias ou 1 mês ou 2 meses igual estou ainda é muito recente, apesar de ser visível os benefícios, entretanto para quem viveu anos condicionado em determinado padrão, alterar tal maneira em tão pouco tempo é impossível. O adicto comum, entre aspas, passa a vida toda sob vigilância, claro que o mesmo está sob influência de substâncias químicas, todavia a busca é a mesma, prazer. Desta forma, a perseverança é fundamental, não quero da lição em ninguém, mas sempre para mim o "óbvio tem quer ser dito" funciona. E por último, não mais se esquecendo, quando dizes que pretende adquirir um relacionamento para contribuir para seu desligamento desta prática, eu digo na minha humilde percepção, é preciso ir com cautela, pois apesar de estar muito recente seu Reboot, é preciso treinar o treinador primeiro para posteriormente o cavalo. Eu estou me referindo a não tornar o sujeito como muleta, preste atenção, não estou incitando nada que você irá fazer isto, mas temos que supor as possibilidades. Assim, outro fator é sua recaída durante um relacionamento, onde existe uma grande possibilidade da mesma descobrir tal costumes que você rotineiramente pratica. Lembrando, o fator primordial aqui segundo você é o resgate da visão do ser humano e não somente dum pedaço de carne, concluindo-se que o outro também é humano os olhares devem ser congruentemente. Obrigado, por favor tenho as melhores das intenções perante a ti.

_______________________________________
Deus é fiel
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum