Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Vimes
Mensagens : 644
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 17/3/2018, 06:55
Resumindo tudo em uma única frase: trabalhar com família é fod's! Very Happy

Bom trabalho em relação aos teus gatilhos mano. Você trocou o app, apagou o vídeo e segurou a onda com o computador desbloqueado. Ótimo!

Tá bem consciente e tá com estratégias muito boas! Vai ser difícil te derrubar assim!

Continua firme e forte, continua ficando de olho às armadilhas do vício e os 90 vão estar garantidos! Very Happy

_______________________________________
Know, of course, thine enemy. But in knowing him do not forget above all to know thyself. The commander who embraces this totality of battle shall win even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 18/3/2018, 11:22
Que prova de fogo, hein, amigo!?  A PMO é uma merda. Quando ela quer ficar nos azucrinando, ela consegue mesmo. 

Mas você está bem determinado a cumprir o reboot e permanecer limpo o maior tempo possível (que possa ser por toda a vida)! 

Parabéns pela postura de vencedor e estou aguardando, ansiosamente, pela cenas dos próximos capítulos. Abraços.

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 19/3/2018, 17:15
Saudações nobres rebooters!

Obrigado a todos pelo apoio!

No entanto, o máximo que eu posso dizer no momento é:


Certamente este seria o post para relatar as boas notícias mas... veio um reset junto. Rolling Eyes

Não que as boas notícias tenham se esvaído. Pelo contrário. A minha principal fonte de preocupação e frustração, a parte profissional, terá boas e bem-vindas mudanças.

Tinha mandado um currículo faz algum tempo e nem lembrava mais disso. Mas no dia 15/03 fui chamado para uma entrevista e começo amanhã em meu novo emprego. O melhor de tudo é que dá para conciliar com os afazeres da minha empresa. E sem contar que ter novas tarefas e objetivos é bem revigorante.

Já estava muito instável com minha crise de angústia, mas esses eventos recentes com gatilhos terminaram por colocar tudo a perder. Quero dizer, "tudo a perder" é apenas uma expressão. Apenas terei que iniciar novamente o experimento, pois os muitos benefícios eu tenho mantido, apesar de estar começando minha 5ª tentativa.

A brecha que levou ao reset não é necessariamente nova. O computador de casa já não é novo, já está ficando meio lento, com alguns bugs, mas como não o usamos muito, isso não chega a preocupar. A tecla F8 já está neutralizada, mas se o computador trava por algum motivo, quando se liga de novo ele automaticamente entra na tela para poder escolher o modo de segurança com rede.

Já havia tentado tapar essa brecha pelo DNS, mas sempre tive dificuldade nisso, além de ter de trocar meu modem algumas vezes por causa da minha operadora de telefonia. Por isso eu apenas decidi não ter mais acesso ao wi-fi e ponto final. Mas isso obviamente não encerrava a questão.

Decidi então tentar eliminar essa tela de modo de segurança de alguma forma. Pesquisava, mas sempre achava o que eu já sabia. Não conseguia achar palavras-chave que pudessem me ajudar e sempre que me deparava com a tela durante os testes, me dava vontade de ultrapassar o limite. Fora que para acessar essa tela, eu tinha que desligar o computador puxando a tomada, o que é bastante prejudicial para o sistema operacional. E isso foi caindo no esquecimento, no "depois eu vejo", vocês já devem saber como é se auto enganar...

Bem, hoje estava fazendo um pedido de uns produtos que eu revendo e puf... O computador desliga na minha cara. Pensei que tinha queimado, mas vi que o cabo de carregamento da bateria estava desconectado e a bateria desse notebook já está danificada, não segura mais carga. Ao ligar novamente, lá estava a maldita tela. Já estava meio "lobo mau" por estes dias e pronto: uma queda catastrófica.

Mas, sempre se pode tirar algo positivo disso tudo. Aproveitei que já estava derrubado e em vez de ceder a pressão do cérebro para mais uma dose, resolvi de uma vez por todas resolver esse problema. Futuquei a BIOS, pesquisei sobre o modo de segurança na net, demorei horrores até descobrir que a telinha tem "nome de batismo": Recuperação de Erros do Windows 7. Só aí fui achar algo que talvez funcione. Só não testei ainda porque só no perfil de administrador pode desabilitar essa tela. Vou esperar minha mulher chegar em casa para fazer as alterações.

O reboot funciona perfeitamente bem. Eu é que ainda pago uma de idiota por pensar que problemas se resolvem sozinhos simplesmente deixando-os pra lá. Gostaria de começar em meu novo trabalho com uma moral mais elevada. Mas tive que pagar o preço da minha negligência.

Frase que ilustra bem minha situação, retirada do Senho dos Anéis:

O trabalho que nunca se começa é o que mais demora para terminar, como diria o pai de Samwise Gamgi. Um sábio hobbit, sem dúvida!

Jogo que segue! Rumo aos simbólicos (e tão aguardados) 90 dias!

Um grande abraço!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Broda
Mensagens : 1698
Data de inscrição : 10/12/2015

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 19/3/2018, 21:45
Fala Bro!

Cara, é foda. Uma coisa que eu disse há muito tempo no meu diário é que o reboot é muito parecido com póquer. Vou fazer a analogia e espero que você já tenha jogado, vai ficar mais fácil de entender, apesar que acho que de todo jeito entenderá. Quando você cai de um torneio, normalmente você não perdeu o torneio quando você realmente caiu e foi eliminado dele por ter perdido todas as fichas, mas sim naquele momento em que você resolve apostar uma quantidade absurda de fichas, ou até mesmo dar all in (ou seja, apostar todas as fichas) e acabou ficando com uma quantidade de fichas muito curta para continuar com o jogo.

Deixando mais claro, na maioria das vezes, quando você fica muito curto de fichas, você cai, mas você não foi eliminado no momento em que acabaram as fichas, mas sim quando você fez uma jogada arriscada anterior que te prejudicou pesado e ter recaído logo depois é somente a consequência dessa jogada, pois foi nesse momento em que você entregou o jogo.

O mesmo é com o reboot. Sua queda não começou hoje, podemos até mesmo dizer que você caiu do "torneio do reboot" quando você foi ver os vídeos e outras coisas arriscadas. Ainda que não tenha sido fatal e feito você se masturbar, aquilo fez com que você se tornasse muito mais instável e aí hoje vemos o resultado de tudo isso. Como as redes neurais do vício tinham sido reativadas, infelizmente, a maior tendência é que você completasse a queda dentro de pouco tempo mesmo.

Digo isso porque já aconteceu comigo esse fenômeno mais vezes do que posso contar. É por isso que, nesse reboot, eu estou em um estado de alerta absoluto constante, não deixo com que uma pequena chama acabe queimando toda a minha floresta. Eu sei que o momento em que acontece a queda é quando eu me permito um pouco mais do que deveria, ou seja, quando eu tomo o "primeiro gole". Nunca acontecia, quando eu estava com vontade de fazer o reboot e muito focado no mesmo, de acontecer uma situação em que eu fosse direto abrir um pornozão hardcore pesadão. Não, sempre começava pelas sutilezas, uma olhada maior do que eu devia num negocinho aqui, uma fantasia que eu demoro um pouco mais para cortar ali, um gatilho que eu fico admirando por alguns segundos e por aí vai. Quando menos espero, de repente, aparece uma oportunidade qualquer de furar o bloqueio e eu já estando bem mais debilitado para resistir, pronto, eu só vou lá e termino o que eu já tinha começado antes.

Eu imaginava que você fosse completar o reboot dessa vez, chegou muito perto, inclusive você estava prestes a realizar a minha primeira intenção nesse ano que era de começar o ano firme no reboot e não recair mais, é uma pena que não deu. Porém, vendo o tão longe que você chegou e seu histórico como um todo, é certo que você completará muito em breve. A questão que eu acho que mais serve de lição nesse caso é se fortalecer ainda melhor emocionalmente para o próximo reboot para que não aconteça novamente de situações da sua vida pessoal interferirem na sua capacidade de abster, bem como focar ainda mais na questão de não tomar jamais o primeiro gole, que foi ele que te derrubou, não a falha no seu sistema de bloqueio. Você ter burlado o sistema é uma consequência que, claro, pode e deve ser corrigida, mas o principal é trabalhar onde a queda começou, é aí que você pode se aprimorar ainda mais para que, independente do estado do bloqueio, você consiga completar o reboot.

Estou torcendo profundamente pela sua recuperação e sei que, ainda esse ano e provavelmente nessa sua atual tentativa, terei o prazer de parabenizá-lo por ter alcançado o pódio dos 90 dias.

Forte abraço Bro, boa recuperação e boa sorte no novo emprego, que dê tudo certo!

_______________________________________


Meu diário I > http://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II > http://www.comoparar.com/t5904-virando-homem (continuação)
avatar
Marco
Mensagens : 1723
Data de inscrição : 09/01/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 20/3/2018, 06:28
Força meu amigo!

Recomeçar não é facil depois de tantos dias, mas vejo muita motivação e consciência no seu relato.

Cuidado com o apelo do cérebro primitivo nesses dias iniciais por mais uma dose.

Vais vencer, sem dúvida. Foi apenas um pequeno tropeço numa trajetória vitoriosa.

Sucesso!

_______________________________________
Crux Sacra sit mihi lux, non draco sit mihi dux. Vade retro satana!

avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 20/3/2018, 07:23
Fala Grande Baggins,

Tem uma frase do Henry Ford bem interessante: "O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar com mais inteligência". Se pegarmos o seu histórico aqui no Fórum, veremos claramente que a cada queda você tem se levantado com mais madureza e argúcia. Sendo assim, fico feliz por saber que você tem seguido bem o que Ford falou. 

Infelizmente, as questões emocionais são foda mesmo! Elas já estiveram (hã?), no meu caso, no Top 1 dos gatilhos. Hoje, elas continuam no Top 1 kkkkkkkkkkkkk. Mas estou aprendendo ainda a lidar cada vez mais com elas, embora em alguns momentos seja um pouco complicado. O que não posso negar é que desenvolvi um controle bem maior para lidar com isso. Entretanto, não é fácil, pois passamos por algumas mudanças hormonais em virtude disso que regaça qualquer "sistema operacional humano". Assim, o cérebro primitivo reconhece a ativação de um neurônio que sempre ligou isso tudo à PMO. Como o Broda bem disse, acredito também que as questões emocionais deve ser um aspecto que você deve se ater nesse novo reboot.

Vamos lá, amigo! O pódio está cada vez mais perto. Eu não tenho dúvidas de que você vai conseguir atingi-lo. Fique com Deus, um forte abraço.

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


avatar
Wurth
Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/02/2018

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 20/3/2018, 10:33
Saudações a todos!

Até ontem eu não entendia essas recaídas, até ser exposto à situações que me fizeram querer mergulhar de cabeça no pornô. O que aprendi até aqui é que a pornografia não é a causa dos nossos problemas, mas achamos que ela pode ser a solução. Pelo menos essa é minha experiência. Achar que é a solução um grande, ou melhor, enorme, engano. Atualmente a vida cobra demais, pelo menos para mim, acho que está tudo muito desequilibrado, você tem que sempre se anular em função de atender as expectativas das pessoas, faculdade, trabalho, mercado, da namorada ou esposa, acho que chega uma hora que precisa dar uma descarregada, ai batemos na porta do inferno para pedir socorro. No seu caso surgiu um boa oportunidade para conquistar mais vitórias e não dar brechas a essa porcaria. Utilize essa conquista a seu favor, levante- se e não caia mais. Um forte abraço, força e sucesso no novo reboot. Não se entregue novamente.

_______________________________________
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 27/3/2018, 11:28
Salve salve, nobres rebooters!

Desculpem esta pequena ausência, mas ainda estou adaptando minha nova rotina com relação a horários, conciliando o que eu já tinha com meu novo emprego.

E está sendo ótimo, uma semana já se passou e realmente passou voando! Me sinto mais tranquilo profissionalmente porque de certa forma consegui resolver por hora o que mais estava me desestabilizando, que era a falta de perspectivas e de ter que mexer nas minhas reservas, mexer no meu rico dinheirinho. Laughing

No entanto, ainda estou meio inseguro por estar no começo, algo normal, mas já fazia um bom tempo que eu me sentia assim, um noob em alguma coisa. Mas com o tempo tudo se ajusta. Só está sendo um pouco cansativo, mas não posso me queixar de que meu tempo não está sendo preenchido com algo útil.

Então estou aqui  no meu dia de folga para matar um pouco da saudade de postar aqui. Sim, realmente sinto falta de vocês, de acompanhar e compartilhar vitórias, superações, derrotas, recomeços, ensinamentos e reflexões.

Mas vamos responder rapidamente a essa rapaziada:

anthrax escreveu:Li o seu relato meu nobre! E estou acompanhando sua história de superação, você não sabe o quanto me fortalece ver você vencer todos os problemas e o vício como chave de ouro.
Estou torcendo por ti e que possas chegar aos 90, 180, 360, 720...

Fala anthrax!

Obrigado por ter lido meu relato, fico feliz de ter ajudado de alguma forma. Os problemas sempre estarão aí param serem superados, estejamos preparados ou não. O caminho nós já sabemos. Só nos resta fazermos os ajustes necessários para nos mantermos nele, observar nossos erros e aprender com eles. E o ajuste mais importante que temos que fazer é não desistir. Só temos a ganhar com isso. Rumos aos 90 novamente!

Vimes escreveu:Resumindo tudo em uma única frase: trabalhar com família é fod's!  Very Happy  

Bom trabalho em relação aos teus gatilhos mano. Você trocou o app, apagou o vídeo e segurou a onda com o computador desbloqueado. Ótimo!

Tá bem consciente e tá com estratégias muito boas! Vai ser difícil te derrubar assim!

Continua firme e forte, continua ficando de olho às armadilhas do vício e os 90 vão estar garantidos!  Very Happy  

Fala Vimes!

Tem toda razão, trabalhar com família é quase uma arte... Como comecei a trabalhar também em outro lugar, pude confirmar o que eu já percebia: estava sufocado com aquela situação. Hoje me sinto mais cansado, mas a vibe é outra.

Com relação aos gatilhos, são atitudes que realmente devemos ter, fazer de tudo para permanecer firme, se utilizar de qualquer artifício para se manter longe do perigo. Mas ainda estou errando, estou deixando a situação chegar lentamente a níveis irreversíveis de alguma forma. E a lição que fica é que uma brecha, mesmo ela sendo improvável de ser usada mesmo em períodos mais críticos, vai se tornar uma certeza quando os momentos ruins da vida surgirem.

Portanto você, nobre rebooter, quando estiver traçando suas estratégias de bloqueio, quando estiver pensando nos meios possíveis de burlar os bloqueadores para configurá-los de forma eficiente, fique atento a pensamentos do tipo "que nada, isso é pouco provável de acontecer" ou "nunca tive reset por determinado  aparelho, não preciso ter esse trabalho". Se você pensou que isso pode ser uma possibilidade, então o cérebro viciado vai guardar essa informação com "muito carinho" para te derrubar lá na frente. Fiquem de olho!

Aproveitei o ensejo de sua resposta para falar sobre esse tipo de racionalização. Agradeço mais uma vez sua presença aqui Vimes! Um abraço!

Broda escreveu:Fala Bro!

Cara, é foda. Uma coisa que eu disse há muito tempo no meu diário é que o reboot é muito parecido com póquer. Vou fazer a analogia e espero que você já tenha jogado, vai ficar mais fácil de entender, apesar que acho que de todo jeito entenderá. Quando você cai de um torneio, normalmente você não perdeu o torneio quando você realmente caiu e foi eliminado dele por ter perdido todas as fichas, mas sim naquele momento em que você resolve apostar uma quantidade absurda de fichas, ou até mesmo dar all in (ou seja, apostar todas as fichas) e acabou ficando com uma quantidade de fichas muito curta para continuar com o jogo.

Deixando mais claro, na maioria das vezes, quando você fica muito curto de fichas, você cai, mas você não foi eliminado no momento em que acabaram as fichas, mas sim quando você fez uma jogada arriscada anterior que te prejudicou pesado e ter recaído logo depois é somente a consequência dessa jogada, pois foi nesse momento em que você entregou o jogo.

O mesmo é com o reboot. Sua queda não começou hoje, podemos até mesmo dizer que você caiu do "torneio do reboot" quando você foi ver os vídeos e outras coisas arriscadas. Ainda que não tenha sido fatal e feito você se masturbar, aquilo fez com que você se tornasse muito mais instável e aí hoje vemos o resultado de tudo isso. Como as redes neurais do vício tinham sido reativadas, infelizmente, a maior tendência é que você completasse a queda dentro de pouco tempo mesmo.

Digo isso porque já aconteceu comigo esse fenômeno mais vezes do que posso contar. É por isso que, nesse reboot, eu estou em um estado de alerta absoluto constante, não deixo com que uma pequena chama acabe queimando toda a minha floresta. Eu sei que o momento em que acontece a queda é quando eu me permito um pouco mais do que deveria, ou seja, quando eu tomo o "primeiro gole". Nunca acontecia, quando eu estava com vontade de fazer o reboot e muito focado no mesmo, de acontecer uma situação em que eu fosse direto abrir um pornozão hardcore pesadão. Não, sempre começava pelas sutilezas, uma olhada maior do que eu devia num negocinho aqui, uma fantasia que eu demoro um pouco mais para cortar ali, um gatilho que eu fico admirando por alguns segundos e por aí vai. Quando menos espero, de repente, aparece uma oportunidade qualquer de furar o bloqueio e eu já estando bem mais debilitado para resistir, pronto, eu só vou lá e termino o que eu já tinha começado antes.

Eu imaginava que você fosse completar o reboot dessa vez, chegou muito perto, inclusive você estava prestes a realizar a minha primeira intenção nesse ano que era de começar o ano firme no reboot e não recair mais, é uma pena que não deu. Porém, vendo o tão longe que você chegou e seu histórico como um todo, é certo que você completará muito em breve. A questão que eu acho que mais serve de lição nesse caso é se fortalecer ainda melhor emocionalmente para o próximo reboot para que não aconteça novamente de situações da sua vida pessoal interferirem na sua capacidade de abster, bem como focar ainda mais na questão de não tomar jamais o primeiro gole, que foi ele que te derrubou, não a falha no seu sistema de bloqueio. Você ter burlado o sistema é uma consequência que, claro, pode e deve ser corrigida, mas o principal é trabalhar onde a queda começou, é aí que você pode se aprimorar ainda mais para que, independente do estado do bloqueio, você consiga completar o reboot.

Estou torcendo profundamente pela sua recuperação e sei que, ainda esse ano e provavelmente nessa sua atual tentativa, terei o prazer de parabenizá-lo por ter alcançado o pódio dos 90 dias.

Forte abraço Bro, boa recuperação e boa sorte no novo emprego, que dê tudo certo!

E aí Bro? Sempre uma honra ter sua presença aqui!

Pois é Broda, seu exemplo do poker é bem pertinente... Quem aqui nunca caiu nesse erro de o vício ir se infiltrando aos pouquinhos e depois não ter como segurar a onda? Outra analogia boa é a de um dique ou represa: cuide logo de uma pequena rachadura, porque se ela aumentar, o dique arrebenta de uma hora pra outra e não há mais nada que se possa fazer. E errei nisso mais uma vez. Alerta total, você tem toda a razão!

Um grande abraço!

Marco escreveu:Força meu amigo!

Recomeçar não é facil depois de tantos dias, mas vejo muita motivação e consciência no seu relato.

Cuidado com o apelo do cérebro primitivo nesses dias iniciais por mais uma dose.

Vais vencer, sem dúvida. Foi apenas um pequeno tropeço numa trajetória vitoriosa.

Sucesso!

Grande Marco!

Obrigado pelo apoio irmão, eu ando devendo algumas visitas, continuo acompanhando seu diário, mas ando com tempo um pouco restrito ultimamente.

Sobre recomeçar depois de tantos dias, não considero mais aquele "fim de mundo", nem ligo mais para isso. Não que eu esteja sendo leviano, quero e vou completar os 90 dias e erradicar esse vício, é muito importante para mim conseguir esse objetivo. Só que já consigo perceber e manter tantos benefícios longe daquela porcaria, que não me importo em começar de novo. E isso deixa tudo melhor, mais leve!

E obrigado pelo lembrete: nesses primeiros dias a vontade por mais é bem perigosa. Tenho estado alerta para meu "olhar de lobo mau" nessa semana que passou, porque estava muito intenso e realmente tinha que fazer um esforço adicional para resistir. Mas vamos em frente.

Um abraço, meu amigo!

5&4 escreveu:Fala Grande Baggins,

Tem uma frase do Henry Ford bem interessante: "O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar com mais inteligência". Se pegarmos o seu histórico aqui no Fórum, veremos claramente que a cada queda você tem se levantado com mais madureza e argúcia. Sendo assim, fico feliz por saber que você tem seguido bem o que Ford falou.

Infelizmente, as questões emocionais são foda mesmo! Elas já estiveram (hã?), no meu caso, no Top 1 dos gatilhos. Hoje, elas continuam no Top 1 kkkkkkkkkkkkk. Mas estou aprendendo ainda a lidar cada vez mais com elas, embora em alguns momentos seja um pouco complicado. O que não posso negar é que desenvolvi um controle bem maior para lidar com isso. Entretanto, não é fácil, pois passamos por algumas mudanças hormonais em virtude disso que regaça qualquer "sistema operacional humano". Assim, o cérebro primitivo reconhece a ativação de um neurônio que sempre ligou isso tudo à PMO. Como o Broda bem disse, acredito também que as questões emocionais deve ser um aspecto que você deve se ater nesse novo reboot.

Vamos lá, amigo! O pódio está cada vez mais perto. Eu não tenho dúvidas de que você vai conseguir atingi-lo. Fique com Deus, um forte abraço.

Bom e velho 5&4!

Mais uma vez agradeço pelas sábias e reconfortantes palavras! Como você e o Broda perceberam, essa questão emocional ainda é meu maior ponto fraco. Tenho que dizer que com esse novo trabalho, estou bem mais centrado, sereno, era justamente essa área de minha vida que estava parecendo um "beco sem saída". Claro que não vou apostar todas as fichas (olha o poker do Broda aí rolando What a Face ) nesse trabalho, como se fosse a solução de todos os meus problemas. Novos problemas relacionados a essa atividade virão e não posso simplesmente deixar que isso me pegue de guarda baixa novamente.

Mas além dessa nova mudança, esqueci de mencionar que estou indo numa psicóloga também. Tive apenas uma sessão, mas foi ótimo. A próxima só para maio, mas tive boa impressão dela. Falei sobre o reboot e ela reconheceu que para ela era algo novo, mas quis saber mais. Vou imprimir o e-book gratuito para ela (ela disse que gosta mais de ler no papel) e vamos ver no que dá. Acredito que isso também será de grande ajuda para o processo do reboot como um todo.

E por enquanto é isso 5&4. Enquanto não escrevo minha história de sucesso, vou aqui escrevendo minhas histórias da carochinha! Laughing

Um abraço irmão, fique com Deus!

Wurth escreveu:Saudações a todos!

Até ontem eu não entendia essas recaídas, até ser exposto à situações que me fizeram querer mergulhar de cabeça no pornô. O que aprendi até aqui é que a pornografia não é a causa dos nossos problemas, mas achamos que ela pode ser a solução. Pelo menos essa é minha experiência. Achar que é a solução um grande, ou melhor, enorme, engano. Atualmente a vida cobra demais, pelo menos para mim, acho que está tudo muito desequilibrado, você tem que sempre se anular em função de atender as expectativas das pessoas, faculdade, trabalho, mercado, da namorada ou esposa, acho que chega uma hora que precisa dar uma descarregada, ai batemos na porta do inferno para pedir socorro. No seu caso surgiu um boa oportunidade para conquistar mais vitórias e não dar brechas a essa porcaria. Utilize essa conquista a seu favor, levante- se e não caia mais. Um forte abraço, força e sucesso no novo reboot. Não se entregue novamente.

Fala Wurth!

Que belas palavras, irmão e sua experiência está correta. Eu logo que comecei a frequentar o fórum também me perguntava a mesma coisa, como alguém pode cair depois de ter chegado tão longe. Só depois de "ver com meus próprios olhos" é que eu pude experimentar o que era. Mesmo nosso lado racional entendendo que a PMO não é a solução, estamos habituados a isso e acabamos por ter que combater nosso automatismo.

Obrigado pelo apoio, cada vez mais vamos nos distanciando desse passado nebuloso. Siga firme também, rumo aso 90!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Renovatio
Moderador
Moderador
Mensagens : 264
Data de inscrição : 11/01/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 27/3/2018, 16:01
Vamos juntos nesses recomeços, quantos sejam necessários. Como você, já não estou tão preocupado com o número de dias e, por isso, coloco contadores no meu celular (como tinha antes), porque só fomentam a ansiedade. Não são os dias, mas a atitude que importa.
Um abraço.
avatar
JoeyWheeler88
Mensagens : 30
Data de inscrição : 31/03/2018

Acompanhando o Topico

em 31/3/2018, 02:21
Opa, sou novo aqui e nao sei se tinha algum outro meio de acompanhar o tópico sem ser respondendo ao mesmo. De qualquer forma, ainda não consegui ler todas as msgs, mas ja me interessei e pretendo ler amanhã com calma, por isso to escrevendo pra achar ele mais facil amanha! Valeu

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t7526-diario-do-joey

PMO 1 - 31/03 a 07/05 - 37 Dias
PMO 2 - 08/05 a 24/05 - 16 Dias
avatar
5&4
Moderador
Moderador
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 32
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 24/4/2018, 13:25
Grande Baggins,

Como está indo essa caminhada, brother? Tá meio sumido, hein, rsrs!

Acho que vou ter que espalhar cartaz de desaparecido, hahahahaha!

Brincadeira, amigo! Espero que tudo esteja bem. Quando puder, mande notícias. Abração.

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


avatar
arcanjo_85
Mensagens : 106
Data de inscrição : 19/04/2018

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 25/4/2018, 18:11
Baggins escreveu:Saudações nobres rebooters!

Obrigado a todos pelo apoio!

No entanto, o máximo que eu posso dizer no momento é:


Certamente este seria o post para relatar as boas notícias mas... veio um reset junto. Rolling Eyes

Não que as boas notícias tenham se esvaído. Pelo contrário. A minha principal fonte de preocupação e frustração, a parte profissional, terá boas e bem-vindas mudanças.

Tinha mandado um currículo faz algum tempo e nem lembrava mais disso. Mas no dia 15/03 fui chamado para uma entrevista e começo amanhã em meu novo emprego. O melhor de tudo é que dá para conciliar com os afazeres da minha empresa. E sem contar que ter novas tarefas e objetivos é bem revigorante.

Já estava muito instável com minha crise de angústia, mas esses eventos recentes com gatilhos terminaram por colocar tudo a perder. Quero dizer, "tudo a perder" é apenas uma expressão. Apenas terei que iniciar novamente o experimento, pois os muitos benefícios eu tenho mantido, apesar de estar começando minha 5ª tentativa.

A brecha que levou ao reset não é necessariamente nova. O computador de casa já não é novo, já está ficando meio lento, com alguns bugs, mas como não o usamos muito, isso não chega a preocupar. A tecla F8 já está neutralizada, mas se o computador trava por algum motivo, quando se liga de novo ele automaticamente entra na tela para poder escolher o modo de segurança com rede.

Já havia tentado tapar essa brecha pelo DNS, mas sempre tive dificuldade nisso, além de ter de trocar meu modem algumas vezes por causa da minha operadora de telefonia. Por isso eu apenas decidi não ter mais acesso ao wi-fi e ponto final. Mas isso obviamente não encerrava a questão.

Decidi então tentar eliminar essa tela de modo de segurança de alguma forma. Pesquisava, mas sempre achava o que eu já sabia. Não conseguia achar palavras-chave que pudessem me ajudar e sempre que me deparava com a tela durante os testes, me dava vontade de ultrapassar o limite. Fora que para acessar essa tela, eu tinha que desligar o computador puxando a tomada, o que é bastante prejudicial para o sistema operacional. E isso foi caindo no esquecimento, no "depois eu vejo", vocês já devem saber como é se auto enganar...

Bem, hoje estava fazendo um pedido de uns produtos que eu revendo e puf... O computador desliga na minha cara. Pensei que tinha queimado, mas vi que o cabo de carregamento da bateria estava desconectado e a bateria desse notebook já está danificada, não segura mais carga. Ao ligar novamente, lá estava a maldita tela. Já estava meio "lobo mau" por estes dias e pronto: uma queda catastrófica.

Mas, sempre se pode tirar algo positivo disso tudo. Aproveitei que já estava derrubado e em vez de ceder a pressão do cérebro para mais uma dose, resolvi de uma vez por todas resolver esse problema. Futuquei a BIOS, pesquisei sobre o modo de segurança na net, demorei horrores até descobrir que a telinha tem "nome de batismo": Recuperação de Erros do Windows 7. Só aí fui achar algo que talvez funcione. Só não testei ainda porque só no perfil de administrador pode desabilitar essa tela. Vou esperar minha mulher chegar em casa para fazer as alterações.

O reboot funciona perfeitamente bem. Eu é que ainda pago uma de idiota por pensar que problemas se resolvem sozinhos simplesmente deixando-os pra lá. Gostaria de começar em meu novo trabalho com uma moral mais elevada. Mas tive que pagar o preço da minha negligência.

Frase que ilustra bem minha situação, retirada do Senho dos Anéis:

O trabalho que nunca se começa é o que mais demora para terminar, como diria o pai de Samwise Gamgi. Um sábio hobbit, sem dúvida!

Jogo que segue! Rumo aos simbólicos (e tão aguardados) 90 dias!

Um grande abraço!

Saudações, Baggins! Cara, queria dizer que eu bloqueei o meu note e celular configurando o DNS em cada um, sem acessar o roteador mesmo.

No Windows é possível, mas tem que utilizar o painel de controle e, com as propriedades de administrador, vc pode ver como fazer...
No celular tb é possível. Em Android podes modificar a rede>Exibir configurações avançadas> e colocar o DNS nos campos corretos =)

Um abraço e força no reboot!

_______________________________________
     

Para ler o meu diário, clique aqui


ObjetivosResets (data/qtd de dias de reboot)
Objetivo 1: 15 dias28/04/18 - 8 dias
Objetivo 2: 30 dias05/05/18 - 7 dias
Objetivo 3: 90 dias30/05/18 - tiveram outros resets, mas não contei
Objetivo 4: 6 meses
Objetivo 5: 1 ano
avatar
Marco
Mensagens : 1723
Data de inscrição : 09/01/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 25/4/2018, 22:43
Cade você Bolseiro? Espero que esteja derrotando o Smaug.

Sucesso. Fica com Deus.

_______________________________________
Crux Sacra sit mihi lux, non draco sit mihi dux. Vade retro satana!

avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 27/4/2018, 19:45
Saudações nobres rebooters!

Só tenho a agradecer o apoio de vocês. Estou de volta na área, depois de um mês bastante intenso! Passou muito rápido!

Como vocês podem ver, não saí ileso desse período, rolou um reset e contarei os detalhes. Obviamente nada referente a baixar a guarda em si, ou ser descuidado e negligente com o reboot. O caso é que ainda não consegui achar meu rumo profissionalmente, tento colocar garra em meus intentos e acabo exagerando na dose, o que me deixa sobrecarregado, angustiado e instável. Acabo confundindo as coisas.

Esse novo emprego que relatei foi um exemplo disso. Posso dizer que o chamado para entrevista foi bem repentino, alguém na minha situação não tinha muito tempo para ponderar. A empresa é bem conhecida no Brasil, mas a função que eu exerceria simplesmente não era o meu perfil. E aí fiquei confuso: a função não era "a minha praia" ou essa era mais uma "verdade" sabotadora que eu contava para mim mesmo? Aquilo não era pra mim ou estava me colocando pra baixo, como fiz muitas vezes?

E aí rapidamente raciocinei: o que eu tenho a perder? Tenho que tentar! Vou me empenhar e verei que não tem bicho de sete cabeças! Então nem fiz muito rodeio, aceitei.

De fato, os primeiros dias foram de treinamento e aprendizado e tudo que eu podia absorver, eu absorvia. E realmente peguei os procedimentos e as rotinas bem rápido, mas foi também nesse meio tempo que eu percebi que aquele receio em aceitar esse trabalho não era o vício maquinando contra mim, era realmente meu coração que no fundo sabia que não iria me adaptar. E essa é a nova bagagem para meu atual reboot: de certa forma consigo enxergar melhor o que eu realmente posso mudar e o que faz parte da minha natureza, do meu jeito de ser.

Não ter dado atenção à minha intuição só fez piorar o problema, justamente tentando melhorá-lo. Em aproximadamente 20 dias, já ia para o novo trabalho com vontade de voltar para casa, indício típico de desgaste. Conhecia muito bem a sensação, algo estava errado, não era normal sentir isso com tão pouco tempo, sempre me questionando "o que estou fazendo aqui?".

Enquanto isso, conciliava minha jornada com a loja de minha família, que, para quem acompanha este Livro Vermelho, é uma fonte quase inesgotável de angústias para mim. Se antes eu me sentia angustiado em um trabalho, agora estava assim em dose dupla... Pelo menos nesse período de 31 dias, eu estava tão ocupado que vício nem sequer passou pela minha mente. Mas meus reais objetivos estavam cada vez mais distantes...

Acabei resetando na loja. Apesar de todos os computadores que eu acesso estarem bloqueados, um deles acessa o modo de segurança. E não posso desabilitar o F8, porque um dos softwares importantes só funciona em rede no "Modo de serviço de diretório" ou algo assim. Nesse modo, o bloqueio funciona normalmente, mas para acioná-lo precisa haver acesso pela mesma tela do modo de segurança.

Como sempre chego na loja depois, sempre encontro todas as máquinas já ligadas e aí fica mais tranquilo. Mas já me sentia massacrado, angustiado e sem norte, quando um dia tive que abrir a loja. Não estava naquela fissura incontrolável, de ficar ansioso, mas indiferente, cansado de tudo e de todos. Simplesmente um reset.

Não me senti ruim depois do reset e uma luz se acendeu depois disso. Aquela sensação de determinação típica de quem já apanhou um bocado voltou com força total. Precisava reagir. Tentei melhorar a situação e só piorei, mas não era hora de ficar se lamentando.

Já estava ensaiando uma conversa com o gerente para dizer o que estava se passando mas não precisou. Ele me chamou um dia e me perguntou o que estava achando do trabalho. E fui sincero com ele. Ele já havia pressentido que eu não estava me encaixando ali e apesar de meu empenho, ele conseguiu enxergar que por mais que me esforçasse, eu continuaria deslocado. Não é à toa que o cara era o gerente. Não só um gerente, um líder.Isso me deixou aliviado e após pouco menos de um mês, já estava desligado da empresa, mas com as portas abertas.

Isso abriu precedente para minha decisão mais radical. Como meu irmão já havia consolidado uma rotina sem minha presença na loja, optei por quase não ir lá. Estar ali por muito tempo, além de me deixar psicologicamente doente, é um risco grande para mim, já que não posso bloquear os computadores 100%.

Estou praticamente desempregado, mas me sinto muito melhor agora. Esses 7 dias aí no contador passaram correndo e cá estou de volta com meus textos quilométricos.

Apesar de todos os tropeços, não tem como não notar a grande melhoria na atenção, serenidade e a disposição para fazer as coisas. Afinal de contas, fosse bom ou ruim, estava levando duas jornadas de trabalho a sério, sem enrolações. Minhas atividades físicas estão a todo vapor e reformei agora uma bike antiga de alumínio que eu tenho e que estava abandonada em um canto. Pedalo quase todos os dias, mesmo que sejam trajetos curtos. Já perdi mais de 5kg entre hidroginástica e pedalada. Não tenho mais problemas de ER já tem um bom tempo.

E por agora é só, meus amigos. Aos poucos vou retomando o ritmo aqui do fórum e confesso que estava me fazendo muita falta postar aqui.

Só não pode desistir. Continuo aqui pedalando, por que se parar, a gente cai! Wink

Um grande abraço!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
RIOT_JUGGERNAUT
Moderador
Moderador
Mensagens : 235
Data de inscrição : 10/09/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 27/4/2018, 20:52
Muito bom Baggins
Altos e baixos faz parte das nossas vidas. O bom é que saiu bem, e continua no Reboot.
Abraços.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5783-diario-riot_juggernaut

Último reboot: Em Hard Mode 110 dias.
Reboot atual: Mais de 200 dias.
Próxima Meta: 270 dias (01/09/2018)
História de sucesso: 365 Dias (1 ano de reboot)
avatar
arcanjo_85
Mensagens : 106
Data de inscrição : 19/04/2018

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 27/4/2018, 21:00

E aí, Baggins?

Me identifiquei muito com a sua postagem em relação ao âmbito profissional!

Não cheguei a ler ainda o seu diário, mas me identifico com a angústia em estar numa empresa familiar e só se estressar...foi assim com a marcenaria do meu pai, e eu desviei completamente o caminho dos meus estudos...

Tb me dediquei a outras coisas como grupos religiosos, pensando que me dedicando pra uma causa, as coisas iriam se encaixar na vida...só perdi o meu tempo

Agora seguimos nessa, cara! Correndo atrás na vida mesmo! O importante é persistir e não deixar a PMO nos abalar!

Força aí!

_______________________________________
     

Para ler o meu diário, clique aqui


ObjetivosResets (data/qtd de dias de reboot)
Objetivo 1: 15 dias28/04/18 - 8 dias
Objetivo 2: 30 dias05/05/18 - 7 dias
Objetivo 3: 90 dias30/05/18 - tiveram outros resets, mas não contei
Objetivo 4: 6 meses
Objetivo 5: 1 ano
avatar
Renovatio
Moderador
Moderador
Mensagens : 264
Data de inscrição : 11/01/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 30/4/2018, 13:56
Vamos juntos nessa retomada, Baggins. Um dia após o outro, um de cada vez.
Já sabemos como faz bem estar longe dessa droga. Só precisamos de um empurrãozinho para largarmos de vez esse vício.
Um abraço.
avatar
LawL
Mensagens : 87
Data de inscrição : 29/04/2018

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 30/4/2018, 14:29
Estou contigo Baggins, compartilho da sua dor, mas a persistência lhe tornará vitorioso! Eu creio nisso!
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/5/2018, 16:01
Saudações nobres rebooters!

Passando aqui para responder alguns posts e logo em seguida um texto interessante.

arcanjo_85 escreveu:Saudações, Baggins! Cara, queria dizer que eu bloqueei o meu note e celular configurando o DNS em cada um, sem acessar o roteador mesmo.

No Windows é possível, mas tem que utilizar o painel de controle e, com as propriedades de administrador, vc pode ver como fazer...
No celular tb é possível. Em Android podes modificar a rede>Exibir configurações avançadas> e colocar o DNS nos campos corretos =)

Um abraço e força no reboot!


E aí, Baggins?

Me identifiquei muito com a sua postagem em relação ao âmbito profissional!

Não cheguei a ler ainda o seu diário, mas me identifico com a angústia em estar numa empresa familiar e só se estressar...foi assim com a marcenaria do meu pai, e eu desviei completamente o caminho dos meus estudos...

Tb me dediquei a outras coisas como grupos religiosos, pensando que me dedicando pra uma causa, as coisas iriam se encaixar na vida...só perdi o meu tempo

Agora seguimos nessa, cara! Correndo atrás na vida mesmo! O importante é persistir e não deixar a PMO nos abalar!

Força aí!


Fala arcanjo! Obrigado pelas preciosas dicas do DNS! Isso me faz lembrar que também resolvi como bloquear qualquer tipo de acesso ao modo de segurança, mas postarei isso na parte de bloqueadores.

Passei agora em seu diário e tenho que dizer a reciproca é verdadeira: também me identifiquei muito com seus relatos. Posteriormente postarei lá. Mas quanto à sua dedicação em outras atividades, não diga que perdeu seu tempo. A busca de um propósito é essencial, mas não é nada fácil achar um direcionamento. O problema é que às vezes colocamos expectativas demais em alguma coisa e na hora não temos a sabedoria de ponderar muito do que nos é exposto. Prefiro dizer que foi uma experiência e que não me identifiquei com ela.

No mais, muito obrigado pelo apoio! Um abraço!


Renovatio escreveu:Vamos juntos nessa retomada, Baggins. Um dia após o outro, um de cada vez.
Já sabemos como faz bem estar longe dessa droga. Só precisamos de um empurrãozinho para largarmos de vez esse vício.
Um abraço.

Fala Renovatio!

Sempre uma honra tê-lo por aqui! Falou tudo, o caminho já sabemos de cor e salteado, e os empurrõezinhos a gente encontra aqui com esta galera aqui do fórum!

Abraço!

LawL escreveu:Estou contigo Baggins, compartilho da sua dor, mas a persistência lhe tornará vitorioso! Eu creio nisso!

Valeu pelo apoio LawL! E sua crença é verdadeira, mas que se aplica a todos nós: a persistência é uma das chaves!

Um grande abraço!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/5/2018, 16:59
Que o reboot, com sua simples proposta, acaba aos poucos se tornando algo maior do que se imagina a princípio, é algo constatado por diversas pessoas que resolvem fazer o experimento.

Longe de querer exaltar o reboot com os tão citados "superpoderes", é fato que o processo de restauração do cérebro acaba se tornando uma boa oportunidade de refletir sobre si mesmo, um verdadeiro processo de autoconhecimento, cuja questão central do vício acaba se desdobrando em muitos outros aspectos da vida, antes completamente negligenciados ou mesmo ignorados.

Um dos aspectos já considerados por mim como vitória consolidada graças ao reboot é a leitura. Com a concentração e foco melhorados, consigo ler mais livros com assuntos mais sérios e com textos densos. Só que o mais curioso é que constantemente tenho insights dos textos com o reboot, mesmo que o texto não tenha relação direta com o assunto.

O trecho a seguir, por exemplo, foi retirado de um texto onde o autor destaca que para que você possa apreender o que está escrito em um romance ou peça de teatro a partir do que você conhece de si mesmo, revivendo a trama como um "sonho acordado dirigido"

Mas, reparando bem, ele poderia estar descrevendo o simples fato de como se dedicar ao reboot pode aumentar e muito nosso leque de possibilidades, bem como nossas reações sabotadoras:

O reconhecimento interior não é só um exercício de memória, mas um esforço sério para ampliar a imaginação de modo que possa abarcar mesmo as possibilidades mais extremas e inusitadas. Você não pode fazer isso se não se dispõe a descobrir na sua alma monstros, heróis e santos que jamais suspeitaria encontrar lá.

Compreensivelmente, os monstros são mais fáceis de descobrir do que os heróis e santos. O medo, o nojo, a raiva e o desprezo são emoções corriqueiras, e bastam para tornar verossímil o que quer que nos pareça pior do que nós mesmos. Já aquilo que é nobre e elevado só transparece a quem o ama, e esse amor traz imediatamente consigo um sentimento de dever, de obrigação, como no célebre soneto de Rilke em que a perfeição de uma estátua de Apolo transcende a mera contemplação estética e convoca o observador a mudar de vida, a tornar-se melhor. A impressão humilhante de não estar à altura desse apelo produz quase automaticamente uma reação negativa — o despeito. Negando a existência do melhor, reduzindo-o ao banal ou fazendo dele uma camuflagem enganosa do feio e do desprezível, a alma encontra um alívio momentâneo para o seu orgulho ferido, restaurando uma autoimagem tranquilizante à custa de encurtar miseravelmente a medida máxima das possibilidades humanas.

(Fonte: CARVALHO, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. [recurso eletrônico] 1. edição. editora Record, Rio de Janeiro, 2013; organização Felipe Moura Brasil. pg 393/394)

Amemos o que é nobre. E nada parece ser mais nobre do que a simplicidade de ser quem nós somos, longe das amarras do vício.

E por hoje é só.

Até mais!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
RIOT_JUGGERNAUT
Moderador
Moderador
Mensagens : 235
Data de inscrição : 10/09/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 3/5/2018, 18:13
Fala grande Baggins
Ótimo texto para refletir. Os monstros são mais fáceis de se identificar mesmo. A toda hora a todo momento eles aparecem durante o Reboot.
Só que a cada dia ficamos mais longe do "campo de tortura" deles que é a permanência na PMO.
Continue sempre iluminando este fórum com mais textos.
Um grande abraço.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5783-diario-riot_juggernaut

Último reboot: Em Hard Mode 110 dias.
Reboot atual: Mais de 200 dias.
Próxima Meta: 270 dias (01/09/2018)
História de sucesso: 365 Dias (1 ano de reboot)
avatar
Renovatio
Moderador
Moderador
Mensagens : 264
Data de inscrição : 11/01/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 4/5/2018, 21:34
Bom texto. Concordo com ele quando diz que a gente nem sempre é capaz de reconhecer o que há de mais nobre em nós. Às vezes é pela falta de auto conhecimento, já que a vida do viciado é bastante dispersa e focada na satisfação egoísta (que, no fundo, a gente sabe que nunca satisfaz). O vício nos faz egoístas e, paradoxalmente, parece que o egoísta só atenta mais o que é ruim em si (talvez por vaidade, talvez por narcisismo). O processo de desintoxicação e reeducação a que nos propomos aqui ajuda a redimensionar as coisas.
Um abraço, e obrigado pelas suas contribuições neste fórum.
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 15/5/2018, 11:28
Renovatio escreveu:Bom texto. Concordo com ele quando diz que a gente nem sempre é capaz de reconhecer o que há de mais nobre em nós. Às vezes é pela falta de auto conhecimento, já que a vida do viciado é bastante dispersa e focada na satisfação egoísta (que, no fundo, a gente sabe que nunca satisfaz). O vício nos faz egoístas e, paradoxalmente, parece que o egoísta só atenta mais o que é ruim em si (talvez por vaidade, talvez por narcisismo). O processo de desintoxicação e reeducação a que nos propomos aqui ajuda a redimensionar as coisas.
Um abraço, e obrigado pelas suas contribuições neste fórum.

Fala Renovatio!

Gostei da sua análise do texto, muito boa. Trarei outros textos aqui, com certeza!

Obrigado pela força, irmão!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 18/5/2018, 17:54
Saudações rebooters!

Durante esse período de 24 dias que antecederam esse reset (vide contador), nada mudou muito: os exercícios estão em dia, tenho leituras bastante proveitosas e prazerosas (inclusive aqui no fórum), sexo muito bom com minha mulher, mas minha angústia é algo que praticamente me acompanha o tempo inteiro.

Enquanto espero minha segunda sessão com a psicóloga (que só é no dia 23/05), vou tentando levar numa boa os reveses da vida, da grana curta, do sentimento amargo que teima em permanecer. Mas aos poucos estou construindo novos pensamentos e tomando outras atitudes, que podem parecer pequenas no início, mas todas as vitórias que tive neste processo foram assim: lentas, pequenas, mas graduais.

Quanto ao reset, nada demais: um problema com o Qustodio e acabei vendo algumas fotos, o suficiente para ter uma noção da falha, mas também foi o suficiente para considerar um "primeiro gole". Nada de MO, mas o fato de estar ali buscando o que não devia é que é o fato gerador do reset. Hora de retomar a tolerância zero para meu lado obscuro. E o fato de escrever isso aqui já me renova.

E por enquanto é só. Postarei com mais detalhes minhas novas ações em breve.

Um grande abraço a todos!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
avatar
Renovatio
Moderador
Moderador
Mensagens : 264
Data de inscrição : 11/01/2017

Re: O Livro Vermelho de Baggins

em 19/5/2018, 15:17
Que bom vê-lo de volta. Espero que as intempéries da vida não atrapalhem a sua luta por uma nova Vida. Estamos mais ou menos na mesma situação do reboot. Vou com 26/27 dias e, se Deus quiser, a gente vai se manter firme.
Um abraço.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum