Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1680
Data de inscrição : 27/07/2014
Ver perfil do usuáriohttp://www.vicioempornografiacomoparar.com

Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 13/10/2014, 14:52
Demorou, mas chegou!

Espero que o meu relato seja útil de alguma forma....


Bom, não vou revelar o meu nome aqui, até porque não vejo utilidade nenhuma nisso. Gostaria apenas de dizer que atendo pelo apelido de Projeto, já que fui eu quem criou esse site e o tenho mantido até o momento (por isso Projeto). Devido aos vários pedidos, abaixo está o meu relato. Tentei resumir ao máximo a minha história, mas mesmo assim o texto ficou grande. Como existem poucos depoimentos de pessoas que concluíram o reboot em português, penso que isso justifique o seu tamanho.

Bem vindo ao mundo encantado da pornografia

Assim como a maioria das pessoas eu descobri a pornografia logo na adolescência. Aos 11 anos lembro-me de ter ganhado de presente uma revista de mulher pelada, mas até aí nada de mais. O problema mesmo veio aos 12 com a internet. Primeiro a discada e depois a internet banda larga de alta-velocidade. Acredito que assim como a maioria dos meus colegas, aos 12 anos meu consumo de pornografia era alto, e mesmo sem desconfiar disso na época, tenho para mim que já estava completamente viciado em pornografia. A internet foi o refugio da minha geração.

Como era um adolescente, tudo era novidade. No inicio sentia vergonha ao procurar fotos pornôs e só via fotos de mulheres peladas e nada mais. No decorrer do processo, fui escalando para gêneros cada vez mais pesados de pornografia. Com 14 anos já tinha visto de tudo um pouco e perdi completamente o respeito por mim mesmo. Fui um “adolescente problema” e na época atribui isso a minha idade e as questões pessoais e familiares, mas hoje sabendo das pesquisas científicas sobre o assunto não tenho duvidas de que a pornografia foi uma influência fundamental nesse processo. Minhas notas pioraram, meus relacionamentos afetivos eram ridículos e eu me tornei uma pessoa cruel.

Primeira tentativa de parar

Aos 16, foi quando comecei a ter vergonha de mim mesmo, senti que precisava de uma namorada e decidi parar com a pornografia e masturbação pela primeira vez. Foi uma época em que eu percebi que a masturbação era algo humilhante e estava determinado a parar.

Achei que seria fácil parar, e nem suspeitava que a tarefa seria praticamente impossível. Nessa época eu não fazia ideia das consequências desastrosas do vicio, apenas intuía que não era uma coisa boa e já não me sentia bem com esse hábito. Além do mais não existia nenhum método sobre como parar e o assunto não era debatido seriamente. Pelo contrário, a pornografia não era nem considerada um vício e era vista como saudável e recomendável no meu circulo de amizades.

Depois de algumas tentativas ingênuas para parar, eu voltei para o hábito da masturbação e pornografia, mas como o vício era espaçado (por exemplo, uma ou duas vezes por semana), depois de um tempo, eu já havia esquecido completamente o meu desejo de parar e passei a ver isso apenas como um hábito “normal” e “natural”.

Namoro e autoengano

Com 17 anos comecei a namorar e a ter uma vida sexual ativa. Aliás, o meu pensamento para justificar a pornografia antes desse período era de que quando eu fizesse sexo eu não iria mais querer assistir pornografia. Era algo até meio lógico para quem nunca tinha feito sexo até então. Ou seja, eu pensava que o vício em pornografia era apenas um reflexo do meu desejo natural por sexo e logo que começasse a transar esse desejo iria passar. Penso que muitos adolescentes pensam assim também e por isso nem suspeitam que estejam viciados.  

Obviamente que mesmo com o namoro e com uma vida sexual normal, esse hábito não terminou. Ao contrário, só foi piorando ao longo dos anos, já que como sabemos graças aos recentes estudos sobre o vício em pornografia, o cérebro de um viciado está dessensibilizado a velhos estímulos e está sempre à procura de novidades. Nesse sentido, por mais que eu gostasse ou amasse a minha namorada, minha mente sempre tinha a tendência de procurar por novidades virtuais, mesmo que de vez em quando.

A minha performance sexual era ótima e eu sempre aguentei fazer sexo por várias horas seguidas, então a pornografia não era ainda considerada por mim como um “grande problema” ou uma emergência a ser tratada nessa fase da minha vida.

Fundo do poço

Durante o namoro, houve alguns períodos em que eu diminuí fortemente a quantidade de pornografia, porque eu realmente gostava da minha namorada e não me sentia bem por olhar fotos de outras mulheres (exemplo: tinha sessões de pornografia apenas uma vez por mês). Para dizer a verdade, eu nem me considerava propriamente um “viciado em pornografia”, apenas alguém que gostava de sexo, como a maioria das pessoas. Mas sempre que havia uma crise ou um desentendimento o recurso “desafogador de mágoas” era a pornografia.

Quando o namoro acabou foi o fundo do poço. Completamente descontrolado, fui caindo para gêneros mais pesados até o ponto em que o sexo virou o centro da minha vida. Nem preciso dizer que as outras áreas como emprego, trabalho e dinheiro, estavam completamente desestabilizadas. E o desleixo para comigo mesmo era digno de um viciado. Só que no meu caso, comecei a passar o dia inteiro trancado no meu quarto vendo pornografia ou dormindo.

Mas o fundo do poço mesmo foi quando começou a DE (Disfunção Erétil). Com apenas vinte e poucos anos eu não conseguia mais ter ereções com as minhas parceiras. Eram mulheres lindas, sem nenhum problema que justificasse a Disfunção Erétil, mas na hora H, eu falhava. No começo pensei que era falta de exercícios físicos, excesso de refrigerante, ansiedade, medo de falhar ou até mesmo apego ao meu ultimo relacionamento ou algum outro problema.

Quando chegou a um ponto em que eu não conseguia me excitar nem com pornografia foi quando bateu um desespero. Vergonha eu já não tinha fazia muito tempo, mas a sensação de impotência foi algo muito humilhante e desesperador. Somado a isso o estado caótico da minha vida, comecei a procurar desesperadamente por uma explicação.

A Busca

Ah, esqueci de dizer que durante a fase do namoro eu cheguei a procurar um psicólogo para falar sobre o meu problema e também busquei ajuda religiosa! Nenhuma alternativa funcionou e no caso do psicólogo, ele disse para mim que a masturbação era normal, saudável e que “com o tempo isso iria passar”. Percebam que não estou criticando ninguém aqui, nem dizendo que psicologia não funciona, apenas relatando exatamente o que aconteceu. (*obs: apesar disso, a psicologia me ajudou em muitas outras áreas, menos com o vício em pornografia).

Depois, passei a procurar desesperadamente na internet uma explicação e encontrei apenas sites religiosos. Eu já me sentia um lixo há muito tempo e quanto mais eu procurava mais as minhas esperanças decaiam, pois eu percebia sem sombra de duvidas que a maioria das pessoas que escreviam os textos sobre como parar(sobretudo de sites religiosos) estavam também completamente afundadas no vicio e apenas dissimulavam que sabiam o “como” parar, como uma forma de fugir do próprio sentimento de culpa e vergonha, já que o que elas ensinavam eram métodos ridículos e nem um pouco funcionais (estes sites, por mais “bem intencionados” que sejam, infelizmente ainda são a maioria do conteúdo existente sobre o tema na internet brasileira).

Pensando que não havia mais solução e completamente desiludido. Cheguei ao ponto, pela primeira vez na minha vida de considerar me suicidar. Não fui muito longe nessa ideia, mas o fato é que, de acordo com a minha própria percepção distorcida pelo vício e a autoimagem negativa que eu tinha de mim mesmo, a minha vida da forma como estava, já não tinha utilidade e não valia a pena ser vivida!

Uma nova esperança

Cansado dos sites brasileiros que não falavam nada com nada e que abordavam o assunto apenas superficialmente, tive a ideia de começar a procurar por sites em inglês. Até que finalmente cheguei no yourbrainonporn, o site do Gary Wilson. No inicio, estava desconfiado já que não tinha mais muita fé em achar uma solução realmente eficaz para o problema. Depois de algumas páginas de leitura, comecei a me identificar com os relatos e com a abordagem científica. Depois de ler alguns casos de sucesso, uma esperança se reacendeu no meu coração.

Reboot de 90 dias

Não preciso dizer que comecei o reboot ali mesmo. No começo, assim como todo mundo, eu achei que não precisava de bloqueadores. Depois de umas 30 recaídas, eu não tive dúvidas e comecei a levar mais a sério o experimento. Recaí muito também em sites de relacionamento e com o facebook. Chegou um ponto que eu não aguentei mais me auto enganar e bloqueei esses sites também. Foi nesse período que eu consegui ficar o maior tempo sem pornografia desde os meus 11 anos de idade e comecei a sentir os “superpoderes” na pele.

Comecei a namorar sério com uma outra garota, só que estava atravessando a flat-line e ainda estava com o medo de a minha DE não ter acabado. Na primeira transa levei um pacote de Viagra junto por precaução, mas não usei. A ereção foi mais ou menos, mas já foi uma grande coisa já que fazia tempo que isso não ocorria. Depois de algumas relações sexuais esporádicas eu estava mais “ereto” do que nunca. Em menos de 30 dias eu tinha me recuperado da DE. O Reboot funciona!!!

Uma nova realidade

Bom, daí para a frente eu recuperei minha vontade de viver. Meus sonhos e projetos voltaram com tudo. Meus relacionamentos melhoraram em uns 200%. Meu relacionamento com a minha família nunca esteve tão bom. O sexo nem se fala. Eu acabei terminando com essa minha nova namorada, mas por outros motivos e não por causa do reboot. Na verdade, percebi que na prática, o reboot faz aumentar os nossos laços e o respeito pela nossa companheira, assim como o dela por nós.

Projeto Sabedoria

Por fim, como durante o processo do reboot eu lia muitos textos dos sites gringos e traduzia para mim mesmo esses textos, e compadecido e até um pouco indignado por perceber tanta desinformação nos sites em português, decidi compilar um ebook sobre como parar para as pessoas que assim como eu, sempre tentaram parar, mas não sabiam o “como”, tivessem ao menos uma referência para consultar. Coloquei para mim mesmo que eu não me meteria na vida das pessoas e nem faria uma cruzada contra a pornografia, mas que aqueles que buscassem sinceramente por respostas, deveriam encontra-las de alguma forma e que o ebook seria essa ajuda inicial. O resto da história vocês conhecem.

Dicas:

São várias as dicas que eu teria para dar, elas estão registradas no ebook e nos fóruns que participo, mas se eu pudesse resumir as principais, seriam essas:

- Instalar vários bloqueadores (não tem jeito, mesmo depois de “rebotado” eu ainda uso os bloqueadores)..
- Ser radical (no sentido de não considerar a pornografia mais como uma opção para a vida).
- Arrumar uma namorada (a ideia não é virarmos “monges”).
- Ler os benefícios de quem parou (essa foi a minha principal motivação, porque eu percebi serem verdadeiros os relatos e os benefícios elencados).
- Estudar as estratégias e o “como” essas pessoas conseguiram parar (e procurar aplica-las, obviamente).
- Ler as pesquisas cientificas sobre o vício (para entender como tudo funciona e se perdoar pelo seu passado).
- Ajudar os outros (parece piegas, mas sinto que quando estou ajudando os outros eu é que sou o mais ajudado, pois esse compromisso, sem querer me ajuda a me manter “limpo” e a ter compaixão pela situação das outras pessoas, assim como a compreender cada vez mais a natureza humana. Por isso obrigado a todos, de coração!).

Para finalizar, um resumo dos prejuízos e benefícios que eu constatei durante o processo:

Antes  do Reboot:

- Mal humor e irritação comigo mesmo e com as outras pessoas.
- Falta de foco, procrastinação e perda de tempo.
- Muito sono e preguiça.
- Muita vergonha e culpa.
- Fraqueza física (pernas bambas, voz fraca, pele suja e desleixo pela aparência).

Depois do Reboot:

- Maior socialização.
- Muito mais tempo livre (impressionante!)
- Interesse pela natureza e coisas simples da vida.
- Amor pelos meus semelhantes e disposição em ajudar.
- Foco e concentração, assim como melhorias na aparência e melhor desempenho no trabalho e tarefas do dia-dia.
- Melhor relacionamento com o sexo oposto.
- Muito mais assediado pelo sexo oposto (sério! Não sei explicar o porquê disso, mas é verdade)
- Às vezes, até excesso de energia e um gozo espontâneo pela vida, sem precisar fazer nada para sentir isso.

Fim

É isso pessoal, obviamente existem mais coisas, mas tentei sintetizar aquilo que pode servir de referência para vocês. É claro que isso não resolveu todos os problemas da minha vida, ao contrário, ela sempre apresenta um novo desafio. A diferença é que agora eu sei que tenho força para superara-los, me sinto mais sábio e adquiri a certeza de que nem tudo está perdido, seja para quem tem 12, 20, 40  ou 80 anos!
No mais, vamos aguardar pelos próximos relatos e pesquisas. Desejo que você que esteja lendo isso nesse momento, seja o próximo a relatar o seu reboot aqui nessa sessão.

Um grande abraço a todos!

Projeto

Post: http://vicioempornografiacomoparar.com/2014/10/13/relato-projeto-27-anos-curado-de-de-e-uma-nova-esperanca/


Última edição por Projeto em 5/11/2016, 18:30, editado 6 vez(es)
avatar
Mensagens : 99
Data de inscrição : 09/09/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 13/10/2014, 17:51
Excelente, projeto. Acredito que todos nós vemos muito de nossa história nas suas palavras, o que torna seu caso uma motivação indescritível, além do tanto que você já nos ajuda pontualmente. Sempre digo que, se dividimos o problema, podemos dividir a solução. Sobre ajudar os outros, é mesmo impressionante como isso dá um gás. Em dois anos eu nunca fiquei tanto tempo sem PMO, e só quando descobri um fórum que me conectava com outras pessoas é que fui caminhando rumo à libertação do vício.

Emocionante também sua trajetória quando você cita as ideias suicidas. Eu mesmo já me peguei pensando o mesmo: ora, o ápice do prazer na minha mente era o sexo, se não houvesse isso, se não pudesse exercer meu papel como homem, não valia a pena seguir em frente. Descobri com o rebot 1) várias formas de prazer que não envolvem o sexo (na caminhada para me livrar do PMO descobri várias atividades que liberam dopamina, serotonina, adrenalina... enfim); 2) exercer minha sexualidade ainda é possível (ou será, no meu caso, já que estou solteiro, rs).

Fato é que nós aqui no fórum, todos nós, somos percursores no Brasil nesse tipo de experimento, e no mundo somamos uma pequena parcela de pessoas que buscam ajuda de forma assertiva, usando as ferramentas certas, o que justifica o desconhecimento do seu psicólogo sobre o tema. Devemos disseminar essas informações para que ideias suicidas não passem na cabeça de mais ninguém, e isso torna o eBook, assim como este fórum e o seu blog, peças chaves no país que espero eu, vai salvar muitas pessoas.

Bola para frente, PMO nunca mais!
Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/10/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 13/10/2014, 19:09
Espero daqui 6 meses estar com essa disposição e ânimo pela vida.

Vlw o depoimento.

Abs.,

_______________________________________
avatar
Mensagens : 500
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Na luta!

em 13/10/2014, 19:37
Excelente como jamais poderia deixar de ser, Projeto. Como costumo dizer, maturidade é algo crucial em nossas vidas. Somente quando nos tomamos por adultos e reconhecemos nossas mazelas seremos capazes do triunfo. Hoje olho para trás e reconheço quem fui, seguindo firme rumo à complete estabilidade psicológica.
Força a todos nós!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido



Win or die trying.
avatar
Mensagens : 78
Data de inscrição : 12/09/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 15/10/2014, 12:33
Acabei de ler a sua história de sucesso, e a achei extremamente inspiradora, do início ao fim, por mais que alguém possa discordar, o seu ingresso aos 11 anos, e aos 12 você começou a explorar a internet no seu início, aos 16 você decidiu arranjar uma namorada e um anos depois arranjou a namorada, tentou se recuperara da pornografia namorando, tentou conversar com um psicólogo sobre o assunto, pesquisou em vários sites em português até achar em um site americano sobre o assunto, você recaiu umas 30 vezes, até encontrar um método eficaz, escreveu um Ebook para orientar as pessoas que sofrem desse vício e ainda criou um fórum para apoiar o pessoal. Uma pessoa a qual tenho bastante respeito, e que não seria errado chamá-lo de um homem com uma motivação gigantesca. Eu só fiquei curioso com uma coisa, é meio pessoal essa pergunta, mas entre os 12 e 16 anos, fora a pornografia, o que tipo de outros vícios você tinha pare lhe tornar tão solitário? Se o vicio tiver sido só a pornografia, ou não achar necessário responder, só dizer que a pornografia foi o seu maior e único mal daquela época. Congratulações, do rebootando Tiagosp.

_______________________________________
 
Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/10/2014
Ver perfil do usuário

Preciso de ajuda

em 20/10/2014, 12:48
Já faz bastante tempo que venho tentando parar... me masturbo compulsivamente, todos os dias... não consigo fazer amizades... me sinto deslocado no mundo, as mulheres também não prestam atenção em mim.... também perdi a capacidade de ter uma relação sexual normal... meu ultimo relacionamento acabou por conta disso... então, peço ajuda de todos vocês...
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1680
Data de inscrição : 27/07/2014
Ver perfil do usuáriohttp://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 21/10/2014, 14:26
Obrigado a todos pelos comentários. Como disse o New, "se dividimos o problema, podemos dividir a solução". Essa é a minha intenção.

Quanto à sua pergunta Tiago, não eu nuca tive nenhum outro vício. E também não era tãoooo solitário assim...

Juan, Seja bem vindo. Penso que aqui você irá encontrar bastante informação para lidar com os problemas citados ou, ao menos, com grande parte deles.

Abraços,
Projeto

_______________________________________



"Você pode não ter força de vontade para parar de ver pornografia, mas certamente tem para instalar os bloqueadores - Porque ainda não o fez?"

"Prefiro ser escravo dos bloqueadores, do que escravo da pornografia"
avatar
Mensagens : 132
Data de inscrição : 07/09/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 22/10/2014, 20:47
Nem sei como te agradecer Projeto, se não fosse pela sua compilação provavelmente eu "perderia" mais alguns anos da minha vida envolvido no vicio da pornografia.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 17
Data de inscrição : 23/10/2014
Ver perfil do usuário

Agradecimento

em 24/10/2014, 08:57
Oi, eu so novo aqui, só vim agradecer

_______________________________________
Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/10/2014
Ver perfil do usuário

Obrigado, projeto.

em 24/10/2014, 14:08
comecei a abstinência e por incrível que pareça, em tão pouco tempo, já começo a me sentir bem....
avatar
Mensagens : 21
Data de inscrição : 07/09/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 25/10/2014, 14:02
Paulista escreveu:Nem sei como te agradecer Projeto, se não fosse pela sua compilação provavelmente eu "perderia" mais alguns anos da minha vida envolvido no vicio da pornografia.

Tenho a mesma sensação. Ainda bem que consegui encontrar o site e ainda bem que temos o forum. Tenho muito a te agradecer pela iniciativa e saiba que sua história de sucesso é um forte fator motivacional para todos.

_______________________________________
Mensagens : 9
Data de inscrição : 08/10/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 25/10/2014, 16:26
Seu post é inspirador, aliás, como tudo o que vem fazendo aqui, e como todos aqui só tenho a agradecer.

Espero em breve poder dizer que estou completamente livre, e o que posso dizer é que já me reconheço como uma outra pessoa, já passo a ter sensações que achava que não poderia ter, espero continuar firme na luta, porque é como todo mundo que está passando disse: a vida muda, você se sente muito mais capaz, sente um poder que sempre teve, mas que por conta do mal causado pelo vício da pornografia nunca pôde sentir.

Meu muito obrigado, meus parabéns, e a todos que aqui estão e virão, força sempre!

_______________________________________

avatar
Mensagens : 176
Data de inscrição : 30/10/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 30/10/2014, 12:35
Olá, Projeto. Parabéns por vencer esta batalha, que todos nós sabemos o quanto é difícil. Não faz ideia de como eu comemorei, há dois dias atrás, quando encontrei este site e fórum. Realmente, estou no fundo do poço, e me identifiquei muito com a pior fase do seu relato. Tenho 30 anos, sou casado há 11, e o vício (tenho desde os 18) é um segredo perante minha esposa, que sofre com a minha constante DE. Saber que há pessoas na mesma situação, e saber que muitos estão conseguindo chegar aos 90 dias e se libertar desta maldição, produz muita motivação, algo impossível de se obter sozinho.
Muito obrigado, Projeto, pela iniciativa. Espero conseguir chegar ileso aos 90 dias, e nunca mais assistir a esta praga do mundo moderno. Já instalei os bloqueadores indicados. Pretendo chegar aos 4 dias, que já será uma grande vitória para mim, e continuar com pequenas metas até a libertação final. Graças a você, um verdadeiro anjo que apareceu pra me salvar. Pretendo, nesta jornada conhecer mais sobre este vício, para esvair-me da culpa, já que é uma doença, e não "safadeza", como eu imaginava.
Agradeço pela sua ajuda, assim como a de todos que frequentam este forum e buscam a tão sonhada libertação do vício.
FORÇA, GUERREIROS!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 132
Data de inscrição : 07/09/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 31/10/2014, 16:55
Cadê você Projeto? Hoje já fazem 9 dias que você não entra no fórum!

_______________________________________
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1680
Data de inscrição : 27/07/2014
Ver perfil do usuáriohttp://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 2/11/2014, 12:30
Prezados, sou grato a todos pelas mensagens de incentivo.

Desculpem minha ausência temporária do fórum. Estou trabalhando num novo projeto profissional que não tem a ver com o tema do vício em pornografia, mas que tem me consumindo bastante. Como tenho apenas um dia de folga por semana, está dificil acompanhar tudo. Sem falar dos e-mails que recebo diariamente do contato do site e que também preciso respondê-los. Mas isso é algo temporário (uns dois meses só) e logo responderei a todos, não se preocupem.

No mais, sou eu quem agradeço vocês por compartilharem aqui suas experiências. Acho que temos que parabenizar a nós mesmos, que estamos procurando compreender e lidar com isso frente, independente das dificuldades. Ao contrário de nós, muitos infelizmente, nem imaginam que estão viciados e tantos outros que nem tem ideia de alguma solução, mesmo que incompleta.

Estive lendo alguns artigos do Gary Wilson e a boa noticia é que o "nosso movimento" está se expandindo pelo mundo. Para vocês terem uma idéia, tem um fórum na China que tem mais de 800 mil membros! No Brasil, somos pioneiros e ainda um número muito pequeno perto dos potenciais viciados.

Se considerarmos que 60% da audiência da internet brasileira é voltada para sites pornôs, já dá para termos uma noção das enormes proporções que essa questão terá no Brasil num futuro próximo.

Depois vou ler com atenção todas as mensagens de vocês. Mas pelo pouco que li, as respostas estão ótimas. Vejo que está todo mundo aprendendo e compartilhando aquilo que aprendeu uns com os outros. Essa é a idéia. Sem querer ser redundante, mas cada dia mais me convenço da verdade da frase do New "se dividimos o problema, podemos dividir a solução".

Aos que estão com dificuldades, por hora, só tenho a dizer que levantem a cabeça quantas vezes forem necessárias e aprendam com os erros. O estado do vício, é muito pior do que qualquer dificuldade temporária. Não há opção. Chega um ponto que não há saída. A situação fica tão insustentável que o reboot é algo praticamente inevitável. É uma necessidade de vida ou morte para o nosso cérebro.
Quanto as dificuldades e falhas temporárias, elas contém justamente a indicação e o ensinamento de onde estamos errando e o que precisa ser feito para superá-las.

No mais, ninguém disse que ia ser fácil. Vejam esse pequeno trecho do ebook do Gary. É um relato de um cara que me lembrou muito o que o nosso amigo Fiodor falou esses dias:

"I've battled a few addictions in my life, from nicotine to alcohol and other substances. I've overcome all of them, and this was by far the most difficult. Urges, crazy thoughts, sleeplessness, feelings of hopelessness, despair, worthlessness, and many more negative things were all part of what I went through with this porn thing. It's a wicked awful thing that I will never have to deal with ever again in my life – ever."

Tradução: "Eu já lutei contra alguns vícios na minha vida, de álcool para cigarro e outras substâncias. Eu superei todas, mas esse é de longe o mais difícil. Desejos, pensamentos loucos, insônia, sentimentos de desesperança, desespero, inutilidade, e muitas coisas negativas foram o que eu tive que passar durante o processo de me livrar dessa "coisa pornô". É uma coisa terrível que eu nunca mais quero ter que lidar durante a minha vida - nunca!"

Então, apesar das dificuldades, sobretudo as do inicio, não desanimem! É complicado mesmo, mas é assim para todo mundo...

E quanto aos que já estão colhendo os benefícios, ótimo! Continuem assim. Esse gostinho da liberdade não tem preço. Ou melhor, tem um preço sim que é a abstenção completa e definitiva de pornografia pelo resto das nossas vidas. E essa intenção tem que ser para sempre. Ou seja, pornografia nunca mais. Se "testar" não é mais opção. "Simular" não é mais opção. "gatilhos virtuais", mesmo após os 90 dias, não são uma opção. Se deixarmos a "porta aberta", no sentido de achar que estaremos livres após os 90 dias, cairemos. Quando sentimos os benefícios, é fácil esquecer os prejuízos!

Só para terem uma ideia. Ontem, mesmo depois desse tempo todo de reboot, após um desentendimento com a minha namorada e me sentindo bastante auto-confiante em relação ao "controle" do vício, me ocorreu uma ideia que não me ocorria há tempos... A de "procurar a senha do bloqueador", por não julgar mais necessária. Logo eu que as vezes chego até a ser chato com essa questão do bloqueador- imaginem! Que "coincidência" esse pensamento "inocente" ter ocorrido logo após a briga, não acham? Lembrei imediatamente das histórias do New e do Magrão que mesmo depois dos 90 dias recaíram e me contive. Não foi difícil para mim me conter, talvez até pelo tempo de reboot, mas percebam: eu estava em pleno auto-controle e na minha cabeça é impossível que eu recaísse, mas mesmo assim surgiu esse pensamento "do nada".

E é justamente esse tipo de "pensamentozinho inocente" o que contém a "semente da desgraça" (risos). Sério! Estou rindo, porque eu não cheguei às vias de fato e abortei a ideia logo no seu nascimento (sabe lá o que teria acontecido se eu ficasse dando trela pra ela). Talvez não acontecesse nada, mas talvez abrisse o caminho para uma recaída, porque não? O fato é que o tema da ponografia tem que chegar num ponto em que não faça mais parte da nossa realidade. Temos que ter a capacidade de nos desidentificarmos da nossa própria mente, observando criticamente seus pontos de vista, como se não fossem nossos. Tenho para mim que a pornografia é um mundo aparte e que eu não quero mais ter contato por escolha própria. Talvez essa crença tenha me protegido.

É por essas e outras razões que 90 dias é só uma meta para nos "limparmos" e ganharmos a força necessária para superar o "transe" do vício, mas se não nos protegermos, estaremos sempre vulneráveis. Trata-e de um vício que está diretamente associado com o sistema básico de recompensas. Esse sistema é o sistema que regula e impulsiona a nossa própria sobrevivência e foi distorcido por este fenômeno virtual não previsto pela natureza. Por isso é tão difícil superá-lo.

Um Abraço a todos!

_______________________________________



"Você pode não ter força de vontade para parar de ver pornografia, mas certamente tem para instalar os bloqueadores - Porque ainda não o fez?"

"Prefiro ser escravo dos bloqueadores, do que escravo da pornografia"
Convidado
Convidado

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 2/11/2014, 14:06
Projeto parabéns, o que você tá fazendo é algo muito, mas muito legal.
Tu gastar seu tempo pra ajudar as pessoas, isso é muito nobre, de verdade.
Eu não tinha comentado ainda, pois quero deixar os agradecimentos ao meus post de historia de sucesso (eu vou chegar lá), mas de todo meu coração muito obrigado e parabéns por fazer isso apenas pela vontade de ajudar.
Eu sempre quis fazer algo assim também, algo que some pra vida das pessoas, e o seu empenho em trazer as informações pra gente é algo muito incrível.
Espero fazer valer o seu esforço e vencer essa luta!
avatar
Mensagens : 153
Data de inscrição : 09/11/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 16/11/2014, 17:33
Projeto eu tenho muito a te agradecer pelo forúm e site, e a todos que participam e me encorajam pois se não fossem vcs galera eu ia continuar sendo um viciado louco e nem quero imaginar que fim eu teria.Se pudesse daria um abraço em todos aqui. Obrigado de coração,vcs foram uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida e daqui a 81 dias eu vou postar aki meu relato de vitória sobre essa droga de PMO! valew!
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1680
Data de inscrição : 27/07/2014
Ver perfil do usuáriohttp://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 21/12/2014, 22:24
Muito obrigado Fenix e Gabriel. Meu desejo é que vocês dois estejam nessa seção o quanto antes e que vão até mais longe do que eu fui. Não existe mistério nenhum no reboot. Quando falhamos, geralmente é por algum motivo bobo, algum comportamento mental inocente, alguma crença não detectada e que não damos muita importância, mas que no fim faz toda a diferença. Não desistam de vocês... apenas revisem quais partes de vocês geralmente os sabotam e não se identifiquem mais com elas. Um abraço de coração! Projeto

_______________________________________



"Você pode não ter força de vontade para parar de ver pornografia, mas certamente tem para instalar os bloqueadores - Porque ainda não o fez?"

"Prefiro ser escravo dos bloqueadores, do que escravo da pornografia"
avatar
Mensagens : 281
Data de inscrição : 18/01/2015
Ver perfil do usuáriohttp://vicioempornografiacomoparar.com

Obrigado

em 18/1/2015, 17:17
To começando a restauração esses dias.
Tá difícil! Vim aqui buscar ajuda. Seu post ajudou muito.
Obrigado "Projeto".

_______________________________________
.
"Este método pode parecer demorado, muito demorado, mas eu estou convencido de que é o mais rápido."
– Gandhi

avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1680
Data de inscrição : 27/07/2014
Ver perfil do usuáriohttp://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 19/1/2015, 07:16
Finado \"Neguin" escreveu:To começando a restauração esses dias.
Tá difícil! Vim aqui buscar ajuda. Seu post ajudou muito.
Obrigado "Projeto".

Isso. Tenha paciência que depois dos 30 dias vai ficando "menos difícil".

Abraço.

_______________________________________



"Você pode não ter força de vontade para parar de ver pornografia, mas certamente tem para instalar os bloqueadores - Porque ainda não o fez?"

"Prefiro ser escravo dos bloqueadores, do que escravo da pornografia"
avatar
Mensagens : 36
Data de inscrição : 05/01/2015
Idade : 34
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 21/2/2015, 02:01
Nossa que história Parabéns!!!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 27/12/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 22/2/2015, 20:57
Juan Carlos escreveu:Já faz bastante tempo que venho tentando parar... me masturbo compulsivamente, todos os dias... não consigo fazer amizades... me sinto deslocado no mundo, as mulheres também não prestam atenção em mim.... também perdi a capacidade de ter uma relação sexual normal... meu ultimo relacionamento acabou por conta disso... então, peço ajuda de todos vocês...

Meu caro, estou à disposição pro que você precisar. Acho que todos aqui estamos. Não hesite em falar, ok?

_______________________________________
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 27/12/2014
Ver perfil do usuário

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 22/2/2015, 21:07
Projeto, sua história é inspiradora e você é realmente um pioneiro dessa batalha. Espero, no futuro, poder ajudar outras pessoas da mesma forma que você tem nos ajudado.

Poderia comentar muita coisa sobre o seu relato, mas fico com apenas um ponto. É impressionante como todos dizem o quanto a nossa relação com as outras pessoas muda depois do reboot. É como se o fato de "usarmos" aquelas mulheres durante a masturbação se espalhasse por todos os âmbitos das nossas vidas. Acho que, de alguma forma, esse vício faz todas as nossas relações ficarem mais utilitárias.

É claro que não podemos botar a culpa de todos os nossos defeitos e faltas com os outros no vício, mas está claro que ele vai muito além da nossa vida sexual stricto sensu. Para você ver como isso é devastador.

Enfim, uma semana na luta. Espero chegar ao final dessa caminhada com muita coisa boa pra contar também. Abraços a todos!

_______________________________________
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1680
Data de inscrição : 27/07/2014
Ver perfil do usuáriohttp://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 28/2/2015, 21:46
Gladius escreveu:Projeto, sua história é inspiradora e você é realmente um pioneiro dessa batalha. Espero, no futuro, poder ajudar outras pessoas da mesma forma que você tem nos ajudado.

Poderia comentar muita coisa sobre o seu relato, mas fico com apenas um ponto. É impressionante como todos dizem o quanto a nossa relação com as outras pessoas muda depois do reboot. É como se o fato de "usarmos" aquelas mulheres durante a masturbação se espalhasse por todos os âmbitos das nossas vidas. Acho que, de alguma forma, esse vício faz todas as nossas relações ficarem mais utilitárias.

É claro que não podemos botar a culpa de todos os nossos defeitos e faltas com os outros no vício, mas está claro que ele vai muito além da nossa vida sexual stricto sensu. Para você ver como isso é devastador.

Enfim, uma semana na luta. Espero chegar ao final dessa caminhada com muita coisa boa pra contar também. Abraços a todos!

Muda sim! E muito. O vício em pornografia é como um "filtro" perceptivo, em que passamos a enxergar a realidade de forma distorcida. Só notamos o tamanho e influência desse "filtro" quando paramos com ele.  Mas antes tarde do que nunca, né...

Um Abraço Gladius!

_______________________________________



"Você pode não ter força de vontade para parar de ver pornografia, mas certamente tem para instalar os bloqueadores - Porque ainda não o fez?"

"Prefiro ser escravo dos bloqueadores, do que escravo da pornografia"
avatar
Admin
Admin
Mensagens : 1680
Data de inscrição : 27/07/2014
Ver perfil do usuáriohttp://www.vicioempornografiacomoparar.com

Re: Projeto, 27 anos, Curado de DE e uma nova esperança.

em 28/2/2015, 22:01
Projeto escreveu:
Gladius escreveu:Projeto, sua história é inspiradora e você é realmente um pioneiro dessa batalha. Espero, no futuro, poder ajudar outras pessoas da mesma forma que você tem nos ajudado.

Poderia comentar muita coisa sobre o seu relato, mas fico com apenas um ponto. É impressionante como todos dizem o quanto a nossa relação com as outras pessoas muda depois do reboot. É como se o fato de "usarmos" aquelas mulheres durante a masturbação se espalhasse por todos os âmbitos das nossas vidas. Acho que, de alguma forma, esse vício faz todas as nossas relações ficarem mais utilitárias.

É claro que não podemos botar a culpa de todos os nossos defeitos e faltas com os outros no vício, mas está claro que ele vai muito além da nossa vida sexual stricto sensu. Para você ver como isso é devastador.

Enfim, uma semana na luta. Espero chegar ao final dessa caminhada com muita coisa boa pra contar também. Abraços a todos!

Muda sim! E muito. O vício em pornografia é como um "filtro" perceptivo, em que passamos a enxergar a realidade de forma distorcida. Só notamos o tamanho e influência desse "filtro" quando paramos com ele.  Mas antes tarde do que nunca, né...

Um Abraço Gladius!



_______________________________________



"Você pode não ter força de vontade para parar de ver pornografia, mas certamente tem para instalar os bloqueadores - Porque ainda não o fez?"

"Prefiro ser escravo dos bloqueadores, do que escravo da pornografia"
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum