Compartilhe
Ir em baixo
fightingmyself
Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/11/2017
Idade : 28

fightingmyself.

em Ter 5 Dez - 9:36
Bom dia, galera. Estou escrevendo por estar passando por um momento muito ruim e precisando saber se alguém tem algo a contribuir comigo.

Pra atualizar a minha situação: tenho 27 anos. Desde muito cedo realizo PMO e nunca enxerguei/acreditei que isso poderia fazer mal. Durante todo esse tempo, a não ser com o meu primeiro relacionamento e experiência sexual, a atividade sexual sempre foi sem graça p/ mim. Eu nunca percebi isso como um problema, mesmo tendo, como consequência dessa falta de graça, desenvolvido DE. Namorei durante 3 anos e sempre notei o quanto eu sempre fui o mais desinteressado no sexo. Sempre me relacionei com outras pessoas, mas raramente parti p/ o ato sexual - justamente por entender, mesmo sem racionalizar, que o sexo era sem graça p/ mim. Mas isso nunca me fez mal. PMO bastava e ponto final.

Acontece que atualmente namoro outra pessoa e já há algum tempo essa falta de interesse sexual passou a me incomodar e me fazer enxergar que eu tenho algum problema. Novamente, comecei a pensar que queria mais ficar sozinho, mas o fato de eu gostar muito dessa pessoa me fez enxergar que, na realidade, eu não quero ficar sozinho mas sim eu tenho problema de DE e de falta de libido. A partir daí comecei a procurar entender minha situação... cheguei a considerar ser assexuado. Mas isso nunca me convenceu pelo fato de eu ter interesse sim em outras pessoas; mas na hora H esse desejo some. Passei, então, a sofrer e perceber como eu sempre fui assim. O desespero bateu por não saber o que fazer. Nesse meio tempo, sempre que possível, continuei com PMO. Já havia diminuído muito a PMO por conta de não estar sozinho, mesmo não rolando muito o ato sexual em si.

Fui perceber que podia haver algo relacionado com a PMO quando, nessa busca por entender o que tenho, acabei não conseguindo nem me M com P. Fui realizar a PMO como sempre fiz e comecei a perceber que não tinha mais graça - e nem assim consegui mais uma M satisfatória. Isso me fez perceber o ato da PMO e a partir daí pesquisei e li muitas coisas, chegando por fim aqui.

Comecei a experimentar cortar a P da minha vida. Iniciei dia 14 de novembro (portanto hoje fechando 21 dias sem PMO). Acontece que nesse últimos dias me vejo com muita variação de humor por me perguntar muitas coisas: será que realmente esse é meu problema? com todo respeito a quem acredita 100% nisso tudo, mas será que realmente adianta?

Fora isso, tem momento que me bate o desespero por pensar que, nem que eu queira, eu vou me M pq nem isso eu achei mais a graça. E penso no quão diferente é essa minha situação: ou seja, meu medo não é nem recair e voltar com PMO, mas sim saber que, além da falta de desejo sexual, nem me M eu provavelmente conseguiria.

Minha vida sempre foi ok: malho, estudo (já estou no doutorado), tenho uma família e amigos maravilhosos; mas vejo o quanto esse lado sexual é problemático p/ mim. Portanto, esses relatos de procrastinação e falta de energia nunca aconteceram comigo. Mas acredito, sim, que desde muito cedo me estimulei demais com P via internet. Procurei alguma pesquisas e vejo que os resultado científicos são um pouco contraditórios, embora existam relatos de que a P é sim viciante e pode afetar toda a vida de um indivíduo.

Quis fazer esse relato com a intenção de receber alguma ideia de vocês. Caso alguém já tenha ou está passando por algo semelhante, por favor, compartilhe.

Desejo boa sorte e boas energias a todos. Wink
avatar
David Silva
Mensagens : 1425
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 32

Re: fightingmyself.

em Ter 5 Dez - 10:45
fightingmyself escreveu:Bom dia, galera. Estou escrevendo por estar passando por um momento muito ruim e precisando saber se alguém tem algo a contribuir comigo.

Pra atualizar a minha situação: tenho 27 anos. Desde muito cedo realizo PMO e nunca enxerguei/acreditei que isso poderia fazer mal. Durante todo esse tempo, a não ser com o meu primeiro relacionamento e experiência sexual, a atividade sexual sempre foi sem graça p/ mim. Eu nunca percebi isso como um problema, mesmo tendo, como consequência dessa falta de graça, desenvolvido DE. Namorei durante 3 anos e sempre notei o quanto eu sempre fui o mais desinteressado no sexo. Sempre me relacionei com outras pessoas, mas raramente parti p/ o ato sexual - justamente por entender, mesmo sem racionalizar, que o sexo era sem graça p/ mim. Mas isso nunca me fez mal. PMO bastava e ponto final.

Acontece que atualmente namoro outra pessoa e já há algum tempo essa falta de interesse sexual passou a me incomodar e me fazer enxergar que eu tenho algum problema. Novamente, comecei a pensar que queria mais ficar sozinho, mas o fato de eu gostar muito dessa pessoa me fez enxergar que, na realidade, eu não quero ficar sozinho mas sim eu tenho problema de DE e de falta de libido. A partir daí comecei a procurar entender minha situação... cheguei a considerar ser assexuado. Mas isso nunca me convenceu pelo fato de eu ter interesse sim em outras pessoas; mas na hora H esse desejo some. Passei, então, a sofrer e perceber como eu sempre fui assim. O desespero bateu por não saber o que fazer. Nesse meio tempo, sempre que possível, continuei com PMO. Já havia diminuído muito a PMO por conta de não estar sozinho, mesmo não rolando muito o ato sexual em si.

Fui perceber que podia haver algo relacionado com a PMO quando, nessa busca por entender o que tenho, acabei não conseguindo nem me M com P. Fui realizar a PMO como sempre fiz e comecei a perceber que não tinha mais graça - e nem assim consegui mais uma M satisfatória. Isso me fez perceber o ato da PMO e a partir daí pesquisei e li muitas coisas, chegando por fim aqui.

Comecei a experimentar cortar a P da minha vida. Iniciei dia 14 de novembro (portanto hoje fechando 21 dias sem PMO). Acontece que nesse últimos dias me vejo com muita variação de humor por me perguntar muitas coisas: será que realmente esse é meu problema? com todo respeito a quem acredita 100% nisso tudo, mas será que realmente adianta?

Fora isso, tem momento que me bate o desespero por pensar que, nem que eu queira, eu vou me M pq nem isso eu achei mais a graça. E penso no quão diferente é essa minha situação: ou seja, meu medo não é nem recair e voltar com PMO, mas sim saber que, além da falta de desejo sexual, nem me M eu provavelmente conseguiria.

Minha vida sempre foi ok: malho, estudo (já estou no doutorado), tenho uma família e amigos maravilhosos; mas vejo o quanto esse lado sexual é problemático p/ mim. Portanto, esses relatos de procrastinação e falta de energia nunca aconteceram comigo. Mas acredito, sim, que desde muito cedo me estimulei demais com P via internet. Procurei alguma pesquisas e vejo que os resultado científicos são um pouco contraditórios, embora existam relatos de que a P é sim viciante e pode afetar toda a vida de um indivíduo.

Quis fazer esse relato com a intenção de receber alguma ideia de vocês. Caso alguém já tenha ou está passando por algo semelhante, por favor, compartilhe.

Desejo boa sorte e boas energias a todos. Wink



Olá querido amigo!
Seja bem vindo!

Temos algo em comum, também já estou no doutorado, mas eu tenho 32 anos.
Acredito que seu problema tenha a ver sim com a PMO, de fato. Mas também pode haver algo interior em você, sua aceitação como homossexual, a entrega que você executa ao relacionamento, se é o parceiro "certo", digamos a sua alma gêmea, o cara da sua vida... Várias coisas... a se pensar.
Acho que um primeiro passo é cortar a PMO ou pelo menos a P, de início. 21 dias já é uma vitória e tanto. Que venha mtos e mtos mais dias. Você consegue. Estamos juntos. Muita força, paz e abraços a você. Conte sempre comigo.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro


avatar
Gregory16
Mensagens : 721
Data de inscrição : 15/08/2017

Re: fightingmyself.

em Ter 5 Dez - 11:10
Bem vindo ao fórum, parabéns pelas 3 semanas já já deve ver alguns benefícios.
"nem que eu queira, eu vou me M pq nem isso eu achei mais a graça", isso é bom, perder o interesse pela M, elimine ela também.

_______________________________________
fightingmyself
Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/11/2017
Idade : 28

Re: fightingmyself.

em Ter 5 Dez - 11:37
Galera, muito obrigado pelas respostas.
Por favor, pelo fato de estar assustado com tudo isso, gostaria de ler de outras pessoas alguma coisas. Por isso continuem postando!

Meninos que responderam - David Silva e Gregory16, vcs tiveram muitos benefícios com o reboot? Se sim, houveram muitas recaídas? Pq existem recaídas se ocorrem benefícios? (tenho muitas dúvidas! obrigado se puderem responder!)

Fico assustado em me ver desse jeito: sem desejo e sem vontade - e nem conseguir - de M. Li sobre a flatline, mas acontece que a queda na M foi antes mesmo de eu conhecer essas questões do vício em P e suas possíveis consequências, por isso não entendo o que está acontecendo.

Eu não quero me tornar assexual - pelo contrário, quero ter uma ida sexual saudável e não sei se estou no caminho certo!
Pedro M. Agostinho
Mensagens : 15
Data de inscrição : 21/11/2017
Idade : 27

Re: fightingmyself.

em Qua 6 Dez - 23:30
Sobre as recaídas, acredito que é o condicionamento ou hábito que já se instaurou. As pesquisas podem dizer melhor. Mas na vivência, a PMO é algo extremamente prazeroso e satisfatório, basta um click e uma grande satisfação acontece, é fácil. As causas podem ser variadas o estresse, isolamento social etc. Coisas que muitas vezes nos levam para a busca de tudo que envolve essa realidade virtual. Problema: se torna um vício. Todo vício é maléfico, independente de credos ou moralidade. Ele rouba a liberdade e traz inúmeras consequências subjetivas e sociais, que são negativas.
avatar
Gregory16
Mensagens : 721
Data de inscrição : 15/08/2017

Re: fightingmyself.

em Qui 7 Dez - 19:39
fightingmyself escreveu:Galera, muito obrigado pelas respostas.
Por favor, pelo fato de estar assustado com tudo isso, gostaria de ler de outras pessoas alguma coisas. Por isso continuem postando!

Meninos que responderam - David Silva e Gregory16, vcs tiveram muitos benefícios com o reboot? Se sim, houveram muitas recaídas? Pq existem recaídas se ocorrem benefícios? (tenho muitas dúvidas! obrigado se puderem responder!)

Fico assustado em me ver desse jeito: sem desejo e sem vontade - e nem conseguir - de M. Li sobre a flatline, mas acontece que a queda na M foi antes mesmo de eu conhecer essas questões do vício em P e suas possíveis consequências, por isso não entendo o que está acontecendo.

Eu não quero me tornar assexual - pelo contrário, quero ter uma ida sexual saudável e não sei se estou no caminho certo!
Sim eu tive alguns, (leia meu relato de 90 dias http://www.comoparar.com/t5612p125-diario-do-gregory na página 6), eu não tive muitas recaídas não, nesses últimos 5 meses só tive um dia de queda isso porque eu fui me testar. Muita coisa melhora quando se passa um longo tempo sem P e sem M, sentia um grande desânimo a uns 6 meses atrás coisa que já não sinto mais.

_______________________________________
Conteúdo patrocinado

Re: fightingmyself.

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum