Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 28/12/2017, 10:47
HOCD, DE, ER, Death Grip, sadomasoquismo, homossexualismo, ansiedade, depressão! Expenriciei tudo isso! Parece um coquetel do inferno. Desde a infância, sempre fui compulsivo por alguma coisa. O vício que mais recordo foi o de jogos eletrônicos. Esse foi o que mais durou. Na adolescência, outros TOCs também existiram. Assim, de um TOC para o outro, conheci a masturbação. Posteriormente, a pornografia e o PMO.

A compulsão por pornografia na internet começou por volta dos 15 anos. Nunca consumi pornografia em revistas especializadas, antes disso. Conheci direto no computador. Mas uma vez viciado nela, via pornografia em tudo. Até naquelas propagandas de produtos de ginástica da Polishop de pessoas com corpos sarados. Em desenho nas revistas de jogos também via pornografia.
Chegava do colégio e desejava que ninguém estivesse em casa só para passar a tarde inteira no computador vendo pornografia. Até chegar hoje, onde procurei ajuda e estou fazendo o Reboot, foram anos de sofrimento. A verdade é que só quis procurar ajuda, mesmo, por causa da DE - Disfunção Erétil. Como homem, acho que isso foi o pior. Depender de remédios com 26 anos foi horrível para mim. Antes de descobrir que estava doente, achava que minha vida não teria jeito.

1 - Já morava com minha namorada e considerávamos casados quando senti os sintomas da DE e da ER. Minha namorada era compreensiva em alguns momentos. Mas em outros não. Pensamos que era falta de energia e eu usei todos os tipos de garapa para tentar levantar o pinto. Mas não adiantava. Até usei a masturbação, achando que se eu me M 8 vezes no dia, eu ia voltar a ficar excitado com ela. O que não deu certo. Eu ficava com a pornografia (que ela não sabia que eu consumia), mas não ficava com ela. Nós tentávamos de tudo. Mas nada funcionava. Ela chegou até a sugerir outra mulher. Mas eu recusava a ideia. Primeiro, pq não queria passar a vergonha do DE duplamente. A PMO me levou a me sentir um fracassado como homem. Me sentia muito mal. Tão mal que, eu mesmo, terminei o relacionamento duas vezes. Voltamos. Mas na última tentativa, terminei de um vez. Não queria passar por esses momentos ruins de novo. Isso me deu muita insegurança nas relações sexuais. Sempre pensava que iria falhar e esse era meu destino. Às vezes, pensava que eu tinha nascido para ficar sozinho e pronto! Não tem como descrever o quão horrível foram esses momentos. Os piores de minha vida.

2 - A PMO servia para me aliviar. Se eu tivesse estressado, PMO. Várias vezes me M com o pau mole. Não me importava. O objetivo era o O. E cada vez a M era mais violenta. Apertava meu p com o máximo de força possível e nem me dava conta disso. O vício era tanto que eu me M no trabalho todos os dias. Eu levava o celular pro banheiro com o fone, assistia os vídeos e PMO. Se eu fosse no banheiro para defecar, eu me M antes ou depois. Já era um ritual. Banheiro = PMO. Nesse período recordo que a P que via eram as que fossem mais violentas. Sexo com força. Se tivesse agressão física, ótimo. Se a mulher sofresse, ótimo. Se tapassem a boca dela, melhor. Achava que a mulher nem deveria gritar, falar. Gostava de vídeos com a mulher calada. Já estava odiando a voz. Nas minhas fantasias, o sexo era sempre com o sofrimento da mulher, se tivesse sangue, melhor. Como se eu precisasse puni-las. Estupro e todas as humilhações, que não envolvesse porcarias e nojo, estavam valendo. Assim, mulher pra mim tinha que sofre e essa carga eu colocava toda no meu pau quando eu me masturbava. Desse jeito, adquiri a Death Grip. Não duvido que se uma mulher morresse numa trepada, eu ficaria muito excitado.

3 - O HOCD esteve comigo nem sem precisar. Até porque descobri a existência desse toque há exatamente 4 dias. O dia que iniciei meu Reboot. Depois de pesquisar muito. Nem precisa a PMO para iniciar o HOCD. Basta uma autoestima baixa e as dúvidas de sua sexualidade surgem. Eu cheguei ao ponto de esquecer todas as minas que me relacionei, que gostava. Do tesão que tinha por mulher. De como desde de criança já procurava um jeito de levar as meninas pra minha casa, de roçar nelas, ... O HOCD ficou tanto tempo em minha mente que me fez pesquisar fotos masculinas. Lembro que no início eu queria ser igual aos homens que via. Pensava: pô, quero ser igual a esse cara. Às vezes, tinha muita raiva dos homens que se davam melhor com as meninas do que eu. Muita raiva de desejar a morte deles e ao mesmo tempo de querer ser como eles. Muito paradoxal. E assim, posteriormente, também comecei a desejar eles. Inclusive pessoas de minha família. Me dá nojo falar sobre isso. Pq na hora me dá nojo desses pensamento. Vontade até de cuspir. Uma mistura de nojo/ódio/desejo. E eu me sentia mal. Muito mal. Não me recordava desses eventos iniciais. Acho que pq isso foi se entranhando em mim de modo que eu até esquecia que não tinha o HOCD e isso já fazia parte do meu ser. Isso durou tanto tempo e ficou tão forte que em 2016 eu já tinha decretado que era gay e era gay mesmo. Tipo um "aceite logo que é melhor". Antes disso, consumia muita pornografia hétero e gay. E sentia atração e nojo. Mas o nojo só vinha no final dos vídeos. Eu cheguei até as vias de fato. Experimentei o Homossexualismo. Antes tinha vergonha. Mas sei que foi a doença mesmo. Pq hoje vejo tudo com aversão e penso "como eu me sujeitei a isso? Como eu me sujeitei a essas humilhações?". Não pratico mais o homossexualismo. Mas ainda tenho o HOCD, atualmente fraco. Mas tenho.

4 - O Sadomasoquismo. Não percebi o quanto eu sou sadomasoquista. Acho que começou com o pornô gay que assistia. Mas sempre curtir o sofrimento de outra pessoa no sexo. Sendo mulher ou homem. Quando a mulher sofria e era impedida de gritar ou falar, eu gostava. E no pornô gay o que mais me excitava era o sofrimento de um dos homens. Só me excitava o pornô violento em que um deles sofria. Gostava de ver um homem subjugado por outro homem, se tivesse violência física e sangramento, eu curtia mais ainda. Às vezes, me colocava no lugar do sofredor, mas geralmente, eu me colocava no lugar do agressor. Como se eu precisasse que alguém sofresse muito. Uma vingança minha por direito. No pornô hétero eu cheguei ao ponto de variar entre me colocar no lugar do homem e da mulher. Agora sei que tem a ver com a baixo estima que tenho. Por isso, pensava que eu merecia sofrer quando era a mulher. O que não é verdade. Não mereço nada dessa porra! Mas era o que eu pensava. Me sentia merecedor do sofrimento, por isso queria que outras pessoas sofressem - devolver o mal que fizeram a mim - ou que eu sofresse - reviver um situação de sofrimento que me colocaram.

5 - A ansiedade sempre esteve comigo, acho. Mesmo antes da PMO. Mas o vício piorou muito. Com isso a depressão veio. A depressão em minha vida existiu e eu nem relacionei com a PMO. Surgiu no final da adolescência e perdurou até a idade adulta. Mas eu não sabia que a P tinha efeito direto em tudo isso.

Li muitos diários antes de começar o meu. E eles foram de EXTREMA importância. Estou escrevendo meu diário como parte do processo de tratamento. Leio muitas histórias aqui de sucesso, de persistência. Sei que o pensamento buscado é sempre de pensar no futuro. Eu penso! Enfim, é isso! Vida que segue.


Última edição por Radeon Graphics em 4/1/2018, 21:54, editado 3 vez(es) (Razão : Atualização)

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
Mensagens : 232
Data de inscrição : 21/10/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 28/12/2017, 11:47
Seja muito bem vindo, aqui vc vai encontrar pessoas que passam ou passaram por situações iguais ou parecidas com as suas. Mesmo nao se conhecendo fisicamente aqui é uma grande família onde todos se ajudam e ninguém fica julgando o outro. Logo um moderador irá te passar dicas de como caminhar com êxito. Conte conosco, sucesso

_______________________________________
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 29/12/2017, 22:09
Vlw, Buscando a Paz! Isso foi uma das coisas que notei aqui no fórum. Realmente, forma-se uma grande família de pessoas com objetivos comuns.

Estou no quarto dia de Reboot! Há um dia de cumprir minha primeira meta de 5 dias sem PMO. Coloquei metas pequenas no início, pq achei mais fácil alcançá-las. E alcançar as metas nesse processo de desintoxicação é essencial. Iria só escrever nos dias de alcance das metas. Mas sinto a necessidade de escrever quando tiver vontade, sem regras.

Hoje apaguei algumas fotos que tinha no PC. Fotos que pareciam pornográficas, mesmo sem nudez. Que era um hábito que eu tinha de baixar fotos sensuais, mesmo sem nudez, e armazenar no PC. Chegava até a esquecer que tinha as fotos. Mas sempre acumulava mais e mais. Não revisitava. Só baixava mais e mais e guardava tudo. Enquanto excluía as fotos, deu uma vontade de não apagar. Por isso, selecionei as que eu via motivos pornográficos e apaguei.

Nesses 4  dias de Reboot em Hard Mode, não senti nada muito forte. Apenas alguns desejos de M, mas que desviei com outros pensamentos ou ações como ouvir músicas que eu gosto, jogar, assistir um filme e ler o fórum. Ler os depoimentos é muito bom. Alivia. Penso que estou relax e ainda não senti essa investida do vício forte como muitos relatam. A consciência do vício é fundamental para poder lutar contra ele. Lembro de já ter tido feito Reboots anteriormente sem a consciência do que era. Apenas um ato de parar. Isso desde a adolescência, mas nunca conseguia e sentia aquele arrependimento mortal, com choro e mais promessas de que da próxima vez pararei. Tentativas fracassadas. Achava que tinha um demônio que me seguia. Isso por motivo religioso da coisa. Agora, depois de saber o que tenho, percebo que não há demônio e, sim, um vício, provocado por ações sistemáticas.

Acredito também que a psicoterapia me ajudou muito, antes mesmo de eu saber do vício. Devido a consciência de como inúmeros problemas que temos, em diversos campos, sociais, somáticos, podem ser resolvidos. O mais importante em descobrir sobre o vício, foi saber que ele tem tratamento e é possível uma vida saudável daqui para a frente.

Sigamos!


Última edição por Radeon Graphics em 30/12/2017, 01:38, editado 1 vez(es) (Razão : correção ortográfica)

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 481
Data de inscrição : 22/12/2017
Idade : 19
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um obsessivo!

em 29/12/2017, 23:36
Po cara, eu também tinha completado 4 dias ! Mas acabei sedendo por causa de gatilhos de fotos. Agora desativei todas as minhas redes sociais e bora começar de novo

Enviado pelo Topic'it
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 30/12/2017, 01:42
Sinto, Vitor0 pela recaída! Mas o importante é prosseguir mesmo! Segue com esse reboot de novo! Faz o contador, se não fez. Eu deixo sempre uma aba com o contador e coloco ele na assinatura para eu sempre lembrar que estou em tratamento. Põe metas. Lê o livro. Faz tudo pra te fortalecer, man! Tb saí do Insta e do tt. Só estou com o face por motivos de trabalho.


_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 30/12/2017, 19:06
Cumpri minha primeira meta!
De 5 dias! Estrelinha pra mim. Like a Star @ heaven
Coloquei a primeira meta bem pequena pra já me dar um incentivo bom! Continuo no Reboot!

No quinto dia, eu senti uma necessidade do corpo em me M. Mas ainda foi baixa e eu consegui controlar desviando os pensamentos e ouvindo música. O HOCD também apareceu. Geralmente estou de boa. Mas percebi que quando passo pela sala de casa e alguma cena que está passando na televisão envolve sexo, sinto estímulos no corpo para me M.

Me sinto seguro para não praticar PMO. Mas sei que justamente os que se sentem seguros que caem. Por isso continuarei com a guarda levantada.

Ah! Senti uma vontade enorme de ler contos eróticos. Mas considerei que isso seria um deslize e então tirei da cabeça. A P visual quer estímulos literários. Isso seria uma grande armadilha. Tô fora! Tenho muito o que conquistar e não quero zerar meu cronômetro.
Uma das coisas que mais busco é a humanidade e socialização. Eu me tornei uma pessoa muito fria. E já estava crendo que sempre fui assim. Mas lembrei que não. Eu era bem comunicativo e sociável! Era líder de grupos no colégio e etc... Mas, agora, mudo de calçada para não encontrar um conhecido. Não tenho a mínima vontade de falar com qualquer pessoa, principalmente se for homem. E o ruim é que as pessoas percebem essa indisposição em socializar e criam uma imagem de mim péssima. Várias vezes, eu ouvi que eu era uma pessoa ruim, um sádico, frio e escroto. Pessoas que me conheciam e mal me conhecia. Sem precisar de muito contato comigo já identificavam minhas características de personalidade nada boas. E eu tentava não passar essa impressão. O que era em vão. Pq já estava impregnada em minha postura e meu corpo. E minha ações. Tentava evitar esse comportamento. Mas não conseguia. Minha postura social já estava contaminada com a indiferença por outro ser humano. Algo que quero mudar. Quero ser sociável de novo. Sadio.

Vamos q vamos!




_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 128
Data de inscrição : 01/03/2015
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 31/12/2017, 18:55
E isso ai cara força também estou começando espero que esse ano eu consiga me libertar do vicio.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

7 dias

em 1/1/2018, 17:06
7 dias Like a Star @ heaven! Agora a próxima meta é de uma semana!
Hoje realmente senti desejo de M. Que se eu não estivesse consciente do significado do vício em PMO, teria cedido. Mas não cedi. Tive pensamentos fortes de sadomasoquismo, hardcore e homossexualismo, mas me distraí com outras coisas que eu gostava de fazer para tirar esses pensamentos da minha cabeça. E se não passasse, eu iria dormir, pois sabia que acordaria mais de boa.

Assim que acordei também tive pensamentos com a irmã de uma amiga minha, da qual estava presente no réveillon desse ano. Isso me deixou "meia-bomba" e eu fiquei pensando um pouco, mas depois desviei o pensamento. Acordei bem e segui o dia.

Assisti um filme a tarde e percebi que cenas de paquera, antes de rolar alguma coisa, uma conversa em um bar e tal, me deixam ansioso e irritado. Como se aquela cena fosse desnecessária. Parece a questão da objetivação da pessoa, do sexo, do corpo, possivelmente oriundo do vício em PMO, que me dizem que aquilo é desnecessário. "Pq não pular logo para o sexo e parar de conversinha". Romantismo Mad ! Como esse vício vai tirando a sensibilidade mesmo! Percebi também que sempre me irritou a mulher que fica fazendo doce. Se fazendo de difícil e tal. Sempre me deu vontade de espancá-la e lhe causar dor. E pensamentos como "vad... put.. , etc..." vinham junto com essa irritação. E nas cenas de fantasia, sempre pensava em deixar a mulher imobilizada e não me importava, e até preferia, que ela não sentisse prazer, mas sofresse. Sofresse muito. Inclusive tapar sua boca e etc... Tb acho q é do vício.

Voltando para as metas. Já tinha ficado uma semana sem PMO. Mas sem saber que era viciado. Apenas por circunstâncias da vida mesmo que eram prioridades e eu não tinha tempo para me "divertir". Percebo que meu vício maior não é nem P. Consigo ficar sem Pornografia. O mais difícil é a M. Estava acostumado a fazer pelo menos duas vezes na semana antes do Reboot. Eu já tinha até parado ver P, antes do Reboot, com frequência. E penso que por isso passei pelos piores momentos de abstinência sem saber que estava passando por isso. Agora é seguir para 15 dias! Um passo de cada vez! Sempre atento.

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 1/1/2018, 17:51
maverick escreveu:E isso ai cara força também estou começando espero que esse ano eu consiga me libertar do vicio.

Vlw, Maverick! Vai conseguir, sim! Em 2018 vamos que vamos lutando contra a PMO. E força pra tu também!

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 3/1/2018, 15:31
Hoje acordei e passei o dia com uma vontade considerável de M. Que passou com o HOCD. Quando passou por minha cabeças a possibilidade de ver imagens de homens nus que eram meus parentes. Foi algo muito nojento que fez até os pensamentos de M sumirem. Fiquei pensando até em quando os desejos de M virem eu pensar nessas cenas grotescas e bizarras. Deu uma vontade de sair do ambiente que eu estava pois esse parente meu se encontrava. Não tem como descrever o nojo dessa situação. É inacreditável como esses pensamentos surgem. Aff! Mad

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 5/1/2018, 10:01
As vezes o vício em PMO está forte, outras, fraco. Mas o que percebi nesses dias é que o vício passa. Pode demorar ou ser rápido, ele passa. Basta eu me distrair com outras coisas. No mais, muita sonolência.

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 219
Data de inscrição : 27/11/2017
Idade : 31
Localização : SÃO PAULO
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 6/1/2018, 05:18
Fala, Radeon Graphics...

Vi que a PMO prejudicaram muito a sua vida, mas felizmente você já percebeu isso, e agora está se transformando em um novo homem. Força companheiro.

YES REBOOT
NO PMO

_______________________________________




DIÁRIO DA MUDANÇA: http://www.comoparar.com/t6555-a-vontade-de-mudar
avatar
Mensagens : 21
Data de inscrição : 04/01/2018
Idade : 42
Localização : bahia
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 6/1/2018, 14:15
Radeon Graphics escreveu:HOCD, DE, ER, Death Grip, sadomasoquismo, homossexualismo, ansiedade, depressão! Expenriciei tudo isso! Parece um coquetel do inferno. Desde a infância, sempre fui compulsivo por alguma coisa. O vício que mais recordo foi o de jogos eletrônicos. Esse foi o que mais durou. Na adolescência, outros TOCs também existiram. Assim, de um TOC para o outro, conheci a masturbação. Posteriormente, a pornografia e o PMO.

A compulsão por pornografia na internet começou por volta dos 15 anos. Nunca consumi pornografia em revistas especializadas, antes disso. Conheci direto no computador. Mas uma vez viciado nela, via pornografia em tudo. Até naquelas propagandas de produtos de ginástica da Polishop de pessoas com corpos sarados. Em desenho nas revistas de jogos também via pornografia.
Chegava do colégio e desejava que ninguém estivesse em casa só para passar a tarde inteira no computador vendo pornografia. Até chegar hoje, onde procurei ajuda e estou fazendo o Reboot, foram anos de sofrimento. A verdade é que só quis procurar ajuda, mesmo, por causa da DE - Disfunção Erétil. Como homem, acho que isso foi o pior. Depender de remédios com 26 anos foi horrível para mim. Antes de descobrir que estava doente, achava que minha vida não teria jeito.

1 - Já morava com minha namorada e considerávamos casados quando senti os sintomas da DE e da ER. Minha namorada era compreensiva em alguns momentos. Mas em outros não. Pensamos que era falta de energia e eu usei todos os tipos de garapa para tentar levantar o pinto. Mas não adiantava. Até usei a masturbação, achando que se eu me M 8 vezes no dia, eu ia voltar a ficar excitado com ela. O que não deu certo. Eu ficava com a pornografia (que ela não sabia que eu consumia), mas não ficava com ela. Nós tentávamos de tudo. Mas nada funcionava. Ela chegou até a sugerir outra mulher. Mas eu recusava a ideia. Primeiro, pq não queria passar a vergonha do DE duplamente. A PMO me levou a me sentir um fracassado como homem. Me sentia muito mal. Tão mal que, eu mesmo, terminei o relacionamento duas vezes. Voltamos. Mas na última tentativa, terminei de um vez. Não queria passar por esses momentos ruins de novo. Isso me deu muita insegurança nas relações sexuais. Sempre pensava que iria falhar e esse era meu destino. Às vezes, pensava que eu tinha nascido para ficar sozinho e pronto! Não tem como descrever o quão horrível foram esses momentos. Os piores de minha vida.

2 - A PMO servia para me aliviar. Se eu tivesse estressado, PMO. Várias vezes me M com o pau mole. Não me importava. O objetivo era o O. E cada vez a M era mais violenta. Apertava meu p com o máximo de força possível e nem me dava conta disso. O vício era tanto que eu me M no trabalho todos os dias. Eu levava o celular pro banheiro com o fone, assistia os vídeos e PMO. Se eu fosse no banheiro para defecar, eu me M antes ou depois. Já era um ritual. Banheiro = PMO. Nesse período recordo que a P que via eram as que fossem mais violentas. Sexo com força. Se tivesse agressão física, ótimo. Se a mulher sofresse, ótimo. Se tapassem a boca dela, melhor. Achava que a mulher nem deveria gritar, falar. Gostava de vídeos com a mulher calada. Já estava odiando a voz. Nas minhas fantasias, o sexo era sempre com o sofrimento da mulher, se tivesse sangue, melhor. Como se eu precisasse puni-las. Estupro e todas as humilhações, que não envolvesse porcarias e nojo, estavam valendo. Assim, mulher pra mim tinha que sofre e essa carga eu colocava toda no meu pau quando eu me masturbava. Desse jeito, adquiri a Death Grip. Não duvido que se uma mulher morresse numa trepada, eu ficaria muito excitado.

3 - O HOCD esteve comigo nem sem precisar. Até porque descobri a existência desse toque há exatamente 4 dias. O dia que iniciei meu Reboot. Depois de pesquisar muito. Nem precisa a PMO para iniciar o HOCD. Basta uma autoestima baixa e as dúvidas de sua sexualidade surgem. Eu cheguei ao ponto de esquecer todas as minas que me relacionei, que gostava. Do tesão que tinha por mulher. De como desde de criança já procurava um jeito de levar as meninas pra minha casa, de roçar nelas, ... O HOCD ficou tanto tempo em minha mente que me fez pesquisar fotos masculinas. Lembro que no início eu queria ser igual aos homens que via. Pensava: pô, quero ser igual a esse cara. Às vezes, tinha muita raiva dos homens que se davam melhor com as meninas do que eu. Muita raiva de desejar a morte deles e ao mesmo tempo de querer ser como eles. Muito paradoxal. E assim, posteriormente, também comecei a desejar eles. Inclusive pessoas de minha família. Me dá nojo falar sobre isso. Pq na hora me dá nojo desses pensamento. Vontade até de cuspir. Uma mistura de nojo/ódio/desejo. E eu me sentia mal. Muito mal. Não me recordava desses eventos iniciais. Acho que pq isso foi se entranhando em mim de modo que eu até esquecia que não tinha o HOCD e isso já fazia parte do meu ser. Isso durou tanto tempo e ficou tão forte que em 2016 eu já tinha decretado que era gay e era gay mesmo. Tipo um "aceite logo que é melhor". Antes disso, consumia muita pornografia hétero e gay. E sentia atração e nojo. Mas o nojo só vinha no final dos vídeos. Eu cheguei até as vias de fato. Experimentei o Homossexualismo. Antes tinha vergonha. Mas sei que foi a doença mesmo. Pq hoje vejo tudo com aversão e penso "como eu me sujeitei a isso? Como eu me sujeitei a essas humilhações?". Não pratico mais o homossexualismo. Mas ainda tenho o HOCD, atualmente fraco. Mas tenho.

4 - O Sadomasoquismo. Não percebi o quanto eu sou sadomasoquista. Acho que começou com o pornô gay que assistia. Mas sempre curtir o sofrimento de outra pessoa no sexo. Sendo mulher ou homem. Quando a mulher sofria e era impedida de gritar ou falar, eu gostava. E no pornô gay o que mais me excitava era o sofrimento de um dos homens. Só me excitava o pornô violento em que um deles sofria. Gostava de ver um homem subjugado por outro homem, se tivesse violência física e sangramento, eu curtia mais ainda. Às vezes, me colocava no lugar do sofredor, mas geralmente, eu me colocava no lugar do agressor. Como se eu precisasse que alguém sofresse muito. Uma vingança minha por direito. No pornô hétero eu cheguei ao ponto de variar entre me colocar no lugar do homem e da mulher. Agora sei que tem a ver com a baixo estima que tenho. Por isso, pensava que eu merecia sofrer quando era a mulher. O que não é verdade. Não mereço nada dessa porra! Mas era o que eu pensava. Me sentia merecedor do sofrimento, por isso queria que outras pessoas sofressem - devolver o mal que fizeram a mim - ou que eu sofresse - reviver um situação de sofrimento que me colocaram.

5 - A ansiedade sempre esteve comigo, acho. Mesmo antes da PMO. Mas o vício piorou muito. Com isso a depressão veio. A depressão em minha vida existiu e eu nem relacionei com a PMO. Surgiu no final da adolescência e perdurou até a idade adulta. Mas eu não sabia que a P tinha efeito direto em tudo isso.

Li muitos diários antes de começar o meu. E eles foram de EXTREMA importância. Estou escrevendo meu diário como parte do processo de tratamento.  Leio muitas histórias aqui de sucesso, de persistência. Sei que o pensamento buscado é sempre de pensar no futuro. Eu penso! Enfim, é isso! Vida que segue.

Cara, esse vicio esse mal habito é silencioso o pior disso é que quando a vitima se da conta já se passou muito tempo até anos de vida desperdiçados.
É raro ver alguém aqui mencionar que se deu conta a pouco tempo é triste isso e até nos sentimos culpados.

Irmão força na sua luta, não desista, aqui é o lugar certo para procurar forças para seguir na batalha, estamos todos unidos para atingir um só objetivo.

Força.

_______________________________________



Já experimentou acreditar em você? Tente... Você não faz ideia do que é capaz!
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 10/1/2018, 13:23
Vlw a todos pelo incentivo!
Continuo firme ainda. Minha maior luta é contra a vontade de fazer sexo agora. Pois estou no modo hard e por necessidade. Devido aos problemas de DE não tenho condições ainda de fazer sexo. E preciso desse tempo para meu organismo se recuperar. Consegui alcançar minha meta de 15 dias. O que não tem sido muito fácil. Mas nada impossível. Vou seguindo. Percebi que minha mente tá tão contaminada com a pornografia virtual que até cenas de beijo ou de romance em filmes, fazem com que meu corpo reaja. Como se fosse o inicio de um filme pornô, o que não tem nada a ver.

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 409
Data de inscrição : 17/12/2016
Ver perfil do usuário

Vamos caminhando

em 10/1/2018, 13:44
Entendo bem você. Eu tava assistindo um filme e vi uma cena de nudez. E bateu aquele gatilho rápido. Qualquer coisa agora. Você vai ter que ser intolerante. Por isso que vai ter que cortar muita coisa da TV.

_______________________________________


avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 28/12/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 11/1/2018, 22:19
Estou com um problema muito horrível:

Quando meu pai passa em minha frente sem camisa, vem pensamentos nojentos como se existisse um possibilidade de relação sexual. Que nojo! Que horror! Eu não consigo olhar para ele. Eu abaixo a cabeça e desvio o olhar quando ele está se aproximando! Isso existiu há algum tempo, mas não tinha enxergado isso como um problema! Mas sempre foi! E agora, quando meu irmão mais novo também está sem camisa em minha frente, me dá uma vontade de desviar o olhar e eu abaixo a cabeça ou desfoco. Pq me dá muito nojo. Eu não enxergo imagens nem nada. Mas me vem a mente a existência da possibilidade de algo sexual com eles. Me dá uma sensação muito ruim! Isso é um horror! Uma vontade de cuspir! De quase vômito! De não sei.... E isso está acontecendo com alguns outros parentes. Basta eles estarem sem camisa que me dá um nojo horrível! E essa possibilidade de imaginar que nem chega a ser uma imagem em minha mente, mas um pensamento!

Socorro!
Isso é um tormento!
Me dá vontade de chorar!

_______________________________________
Radeon Reboot Hard Mode


5  Like a Star @ heaven | 7 Like a Star @ heaven | 15 | 30 | 45 | 60 | 75 | 90 dias
avatar
Mensagens : 1755
Data de inscrição : 26/04/2017
Idade : 16
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 11/1/2018, 22:28
Olá Manin! Isso É H.O.C.D Ou resumindo Toc Gay e etc.. Bom eu tenho Hocd e no começo era bem assim kkk, te doou uma dica pro toc sumir foque no reboot e não de bola pra esses pensamentos.
Sei como é dificíl mais isso ajudará, tipo quando um parente ou familiar fazer isso e os pensamentos viver, ignore os ou contraios. Contrai tipo, "Que Bosta kk" de risada com pensamentos viver e ignorando. E isso ai kk
Relaxa mano isso vai passar.


Att.
Vysk

Enviado pelo Topic'it
avatar
Mensagens : 23
Data de inscrição : 19/01/2018
Idade : 36
Localização : RJ
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 25/1/2018, 22:56
CARAL.... MANO, SÉRIO, QUE SINISTRO. NÃO IMAGINAVA QUE ISSO PUDESSE SER ALGO QUE IRIA ACONTECER COMIGO, MAS EU SEI QUE SIM E ME SINTO RENOVADO AO SABER QUE ISSO VAI PASSAR. TAMO JUNTO.

_______________________________________
O SENHOR DE SI NUNCA CEDERÁ AOS SEUS DESEJOS.
[url=https://servimg.com/view/19847989/3[/url]
avatar
Mensagens : 87
Data de inscrição : 27/05/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 28/1/2018, 19:45
Eae, parceiro? Como anda o seu processo de reboot?

Força!!

_______________________________________
CHEGA! DEFINITIVAMENTE CHEGA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sem internet por um tempo.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1815
Data de inscrição : 18/08/2017
Idade : 33
Localização : Daily War - A guerra ainda não acabou!
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 30/1/2018, 14:37
Cara, li todo o se diário. Que história, mano! Você, assim como qualquer um aqui, merece vencer esse vício. Notei que você desde o dia 12 não relatou mais. Está tudo bem? Não se sinta constrangido ou com medo de partilhar suas derrotas e vitórias conosco. O nosso intuito é justamente criar um ambiente imparcial, sem julgamentos, sem apontamentos de dedos para que todos tenham a liberdade, a tranquilidade, a leveza de fazer o experimento.

Vou deixar algumas recomendações aqui em baixo. Se já tiver adotando alguma delas, parabéns!

  • Faça o download do Guia Introdutório - Vício em Pornografia, Como Parar?" Guia Introdutório ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado). Leia o guia introdutório na íntegra, se possível aprofunde-se com o curso online Programa Revert para extirpar definitivamente a pornografia em sua vida por meio do método "Como Parar".
  • Instale os bloqueadores no seu computador. Download do K9 Web Protection e Tutorial de Configuração do K9 Web Protection / Blok Supreme (Super Recomendado. É pago, custa em torno de R$ 30 - R$40) / Download do Qustodio (Versão gratuita já ajuda bastante e você também pode utilizar uma versão mobile).
  • Proteja seus dispositivos digitais. Exclua seus navegadores convencionais e instale o Kids Safe Browser ou Mobicip. Além disso, instale o NetAngel para restrições e bloqueios em geral, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. (Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para android, iOS, Windowns Phone, acesse a Seção "Ferramentas e Bloqueadores").
  • Instale um contador de dias. Tutorial Contador de Dias (O contador ajuda a te situar melhor durante esse processo, bem como na motivação).
  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Inclusive, conte-nos melhor como foi o seu envolvimento com a PMO, para que possamos te orientar melhor. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te ajudar, e na medida do possível ajude outros aqui também.

Sucesso no reboot. Um forte abraço!

_______________________________________
“Quando até o laço do sapato tentar te derrubar, ande sozinho, ande descalço, mas não pare de andar.” 


Mensagens : 4
Data de inscrição : 18/01/2018
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 31/1/2018, 08:36
Radeon Graphics escreveu:Estou com um problema muito horrível:

Quando meu pai passa em minha frente sem camisa, vem pensamentos nojentos como se existisse um possibilidade de relação sexual. Que nojo! Que horror! Eu não consigo olhar para ele. Eu abaixo a cabeça e desvio o olhar quando ele está se aproximando! Isso existiu há algum tempo, mas não tinha enxergado isso como um problema! Mas sempre foi! E agora, quando meu irmão mais novo também está sem camisa em minha frente, me dá uma vontade de desviar o olhar e eu abaixo a cabeça ou desfoco. Pq me dá muito nojo. Eu não enxergo imagens nem nada. Mas me vem a mente a existência da possibilidade de algo sexual com eles. Me dá uma sensação muito ruim! Isso é um horror! Uma vontade de cuspir!  De quase vômito! De não sei.... E isso está acontecendo com alguns outros parentes. Basta eles estarem sem camisa que me dá um nojo horrível! E essa possibilidade de imaginar que nem chega a ser uma imagem em minha mente, mas um pensamento!

Socorro!
Isso é um tormento!
Me dá vontade de chorar!

Tenho esses mesmos pensamentos que você, chega ao ponto de medo de sentir atração até mesmo pelo meu pai, coisa que nunca tinha passado pela minha cabeça.  Mas relaxa e não se culpe. O segredo é não ficar "discutindo" sobre com o pensamentos, por que esse é o seu ritual (é o mesmo do meu). Tenho HOCD há quase 20 anos, mas só há 2 anos descobri que isso era uma doença. Descobri semana passada que isso tem a ver com meu vício com pornografia. Imagine o tanto que sofri antes!  Escrevo um blog há algum tempo sobre o tema, me ajuda a desabafar. Estou sem pornografia e masturbação há duas semanas. Não tenho DE, e sexo agora só real com a esposa. Caso não mellhore só com isso vou dar um  jeito de fazer no modo hard...
avatar
Mensagens : 125
Data de inscrição : 18/07/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 31/1/2018, 12:08
Fiquei tocado com a sua história, parabéns pelo progresso no reboot. O problema que tenho é com travestis.... Numa viagem que fiz cheguei ao ponto de ficar pensando, fantasiando, racionalizando sobre relações com travestis enquanto estava no ônibus viajando. Mas com o tempo esses pensamentos foram ficando cada vez mais raros. Após os 50 dias de reboot eles não sumiram por completo, mas são cada vez mais raros. As vezes chego a passar até uma semana sem pensar nisso, o que pra mim é sensacional. Acredito que com o passar do tempo, com o progresso no reboot seu HOCD vai melhorar. O meu já melhorou bastante e tem várias histórias aqui no fórum de pessoas que ficaram praticamente 100% curadas com o reboot.

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t5463-diario-do-sheik

1ª tentativa: 81 dias sem PMO
2ª tentativa: 43 dias sem PMO
3ª tentativa: 98 dias sem PMO
4ª tentativa: 10 dias sem PMO
5ª tentativa: 27 dias sem PMO
6ª tentativa: 26 dias sem PMO
7ª tentativa: 25 dias sem PMO
8ª tentativa: 100 dias sem PMO
9ª tentativa: 14 dias sem PMO (*)
(*) recaída sem MO.

Maior tempo sem sexo: 67 dias
Maior tempo sem orgasmo (hard mode): 50 dias
Maior tempo sem masturbação: 69 dias
Sem PMO desde: 11/04/2018
Sem MO desde: 18/06/2018

avatar
Mensagens : 653
Data de inscrição : 18/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 31/1/2018, 12:42
Só fui conhecer seu diário hoje , que história em . Com uma história dessa quando voce vencer o vício vai ser muito mérito pra voce , uma enorme vitória .Imagine só.

Tamo junto nessa guerra,
Forte abraço

_______________________________________


CLIQUE PARA ACESSAR O MEU DIÁRIO  study
avatar
Mensagens : 128
Data de inscrição : 01/03/2015
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 15/2/2018, 16:42
Cara muito interessante o seu relato, eu também quase cheguei ao homocexualismo, via mais videos de trans e cheguei a me encontrar com uma, mais na hora H desisti, meu instinto de homem falou mais alto, me senti péssimo só de ter entrado no quarto com mesmo não tendo ocorrido nada. mais estou acompanhando seu diário.

_______________________________________
avatar
Mensagens : 585
Data de inscrição : 28/12/2016
Idade : 41
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Receita para se produzir um fudido: HOCD, DE, ER, Sadomasoquismo ...

em 15/2/2018, 18:10
Fala Radeon, no sossego?

Então mano, eu imagino o quanto seja assustador todo esse lance, mas como você já deve ter percebido, esse problema tá intimamente ligado ao vício na PMO. Esquece homossexualismo ou incesto que eles não são o problema aqui. Pelo menos nesse caso específico.

Você passou anos e anos consumindo P freneticamente e, pra piorar, relacionando qualquer imagem inocente à P. Isso obviamente fez teu cérebro relacionar qualquer pele exposta (como alguém sem camisa, por exemplo) a tantas e tantas cenas de P que estão enraizadas nos teus pensamentos.

A grande merda é que tudo isso é automático. Se você é um fumante inveterado, simplesmente ver uma taça de café já vai te fazer pensar automaticamente no cigarro. Se você é alcoólatra, ver dois sujeitos sentados em uma mesa conversando de forma descontraída vai te fazer automaticamente pensar numa cerveja. Você é viciado em PMO, então ver qualquer parte do corpo nua de qualquer um vai te fazer automaticamente pensar em sacanagem. Querendo você ou não.

Mesmo sem ter imaginado cenas ou qualquer coisa do tipo, a relação "pele nua = sexo" tá bem clara. Se fosse qualquer outro, você até pensaria que é atração normal. Mas como é alguém da tua família, o alerta vermelho soou, junto com esse medo gigantesco de ser incestuoso.

E qual é o caminho? O caminho não é sair correndo quando aparece um parente. Nem é se apavorar com pensamentos intrusivos, já o controle consciente disso é bem limitado.

O caminho é continuar o que você tá fazendo: Lutar contra o vício da PMO e parar de alimentar a relação automática de pele nua com o vício.

Só que isso não vai acontecer em uma semana, isso é um processo que vai lentamente mostrando seus resultados. Tem gente por aqui que depois de um mês já conseguem se livrar das relações automáticas danosas. Tem gente que leva mais tempo..

Então mano, chore se precisar chorar (todo viciado sabe que faz parte Smile ), fique com nojo se for o caso, faça o que você achar melhor. Mas continue lutando contra o vício da PMO, continue cortando as relações automáticas e logo teu problema vai começar a desaparecer. Very Happy


Radeon Graphics escreveu:Estou com um problema muito horrível:

Quando meu pai passa em minha frente sem camisa, vem pensamentos nojentos como se existisse um possibilidade de relação sexual. Que nojo! Que horror! Eu não consigo olhar para ele. Eu abaixo a cabeça e desvio o olhar quando ele está se aproximando! Isso existiu há algum tempo, mas não tinha enxergado isso como um problema! Mas sempre foi! E agora, quando meu irmão mais novo também está sem camisa em minha frente, me dá uma vontade de desviar o olhar e eu abaixo a cabeça ou desfoco. Pq me dá muito nojo. Eu não enxergo imagens nem nada. Mas me vem a mente a existência da possibilidade de algo sexual com eles. Me dá uma sensação muito ruim! Isso é um horror! Uma vontade de cuspir!  De quase vômito! De não sei.... E isso está acontecendo com alguns outros parentes. Basta eles estarem sem camisa que me dá um nojo horrível! E essa possibilidade de imaginar que nem chega a ser uma imagem em minha mente, mas um pensamento!

Socorro!
Isso é um tormento!
Me dá vontade de chorar!

_______________________________________
Know, of course, thine enemy. But in knowing him do not forget above all to know thyself. The commander who embraces this totality of battle shall win even with the inferior force.

http://www.comoparar.com/t4912-diario-de-vimes

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum