Compartilhe
Ir em baixo
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 16/1/2018, 22:18
Dia 9 - Voltei ao trampo, fiz minha aula de dança e estou ótima com a minha auto estima. Penso ainda umas paradas que me deixaram triste, principalmente pelas relações afetivas, mas tento controlar, pois entendo a função negativa para o meu Reboot.
Tenho algumas ideias engavetadas que precisam sair. Isso ocupará boa parte do meu tempo e também me motivará aos passos nesses trabalhos que quero realizar.
Leio todos os dias o fórum e tem me dado força pra continuar. Sinto muito pelos resets do parceirxs aqui, mas entendo também a força de vontade que é preciso pra continuar. Aliás, prestei atenção e não acho que só 90 dias sejam necessários. É uma apreensão e como viciados, estamos sujeitos a gatilhos mais imperceptíveis do que para os que não são.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
avatar
JotaPê
Mensagens : 691
Data de inscrição : 18/09/2017

Re: Diario MM

em 17/1/2018, 06:28
Parabéns por mais um dia! cheers cheers

É verdade, o reboot é pra vida toda. É um valor.


_______________________________________


mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 18/1/2018, 09:30
Dia 10 - Trabalhei normalmente e , no fim do dia, fui me dedicar ao carnaval. Foi bem massa e aprendi boa parte musical. Cheguei em casa, me alimentei e fiquei conversando com um cara que encontrarei na semana que vem (obs.: o app de relacionamento me trouxe 3 matches). Ele é bem bacana e super divertido. Não tô interessada em namorar, porém conhecer e se sentir bem. Comecei a ficar excitada de novo ontem e saí da conversa pra não me M. Mas não teve jeito e hoje de manhã, estava super lubrificada e não resisti. Meu limite são dois dias de MO :'(. Estou no meu período fértil e fico doida. Farão quase 3 meses sem transar e isso tem me ferrado. Ao contrário de PMO, não me vem a culpa, pois sinto até mais intenso os O. O que me frustra é não ficar mais do que 2 dia sem um O. Alguma dica contra a M, galera?

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
avatar
DiegoPimentel
Mensagens : 279
Data de inscrição : 09/09/2017
Idade : 29

Re: Diario MM

em 18/1/2018, 10:15
mmoriginal escreveu:Dia 10 - Trabalhei normalmente e , no fim do dia, fui me dedicar ao carnaval. Foi bem massa e aprendi boa parte musical. Cheguei em casa, me alimentei e fiquei conversando com um cara que encontrarei na semana que vem (obs.: o app de relacionamento me trouxe 3 matches). Ele é bem bacana e super divertido. Não tô interessada em namorar, porém  conhecer e se sentir bem. Comecei a ficar excitada de novo ontem e saí da conversa pra não me M. Mas não teve jeito e hoje de manhã, estava super lubrificada e não resisti. Meu limite são dois dias de MO :'(. Estou no meu período fértil e fico doida. Farão quase 3 meses sem transar e isso tem me ferrado. Ao contrário de PMO, não me vem a culpa, pois sinto até mais intenso os O. O que me frustra é não ficar mais do que 2 dia sem um O. Alguma dica contra a M, galera?

Enviado pelo Topic'it

A melhor dica contra a "M" são as atividades de religação.

_______________________________________

avatar
Gregory16
Mensagens : 721
Data de inscrição : 15/08/2017

Re: Diario MM

em 18/1/2018, 11:20
mmoriginal escreveu:Dia 10 - Trabalhei normalmente e , no fim do dia, fui me dedicar ao carnaval. Foi bem massa e aprendi boa parte musical. Cheguei em casa, me alimentei e fiquei conversando com um cara que encontrarei na semana que vem (obs.: o app de relacionamento me trouxe 3 matches). Ele é bem bacana e super divertido. Não tô interessada em namorar, porém  conhecer e se sentir bem. Comecei a ficar excitada de novo ontem e saí da conversa pra não me M. Mas não teve jeito e hoje de manhã, estava super lubrificada e não resisti. Meu limite são dois dias de MO :'(. Estou no meu período fértil e fico doida. Farão quase 3 meses sem transar e isso tem me ferrado. Ao contrário de PMO, não me vem a culpa, pois sinto até mais intenso os O. O que me frustra é não ficar mais do que 2 dia sem um O. Alguma dica contra a M, galera?

Enviado pelo Topic'it
Tem que cortar a M se não vai acabar caindo em P, e a masturbação também é algo muito ruim. Tem que se manter firme nos momentos em que a vontade de se M vier forte, com o tempo você desenvolve o auto-controle

_______________________________________
avatar
joaocrv
Mensagens : 92
Data de inscrição : 17/01/2018

Re: Diario MM

em 18/1/2018, 20:24
Oi minha querida! Acompanhando sua jornada aqui!
Queria entender melhor o que geralmente as mulheres sentem com a PMO. No seu caso, o que levou a procurar o reboot: foi alguma questão que vc estava experimentando negativamente durante o sexo ou pelos malefícios da pornografia per si?
Te desejo muita força. Qualquer coisa estou aqui!
Like a Star @ heaven

_______________________________________

mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 19/1/2018, 20:13
joaocrv escreveu:Oi minha querida! Acompanhando sua jornada aqui!
Queria entender melhor o que geralmente as mulheres sentem com a PMO. No seu caso, o que levou a procurar o reboot: foi alguma questão que vc estava experimentando negativamente durante o sexo ou pelos malefícios da pornografia per si?
Te desejo muita força. Qualquer coisa estou aqui!
Like a Star @ heaven

Olá! Bem, alguns fatores me levaram a entender a PMO com danosa. Primeiro,a questão sexual. Eu amo transar, mas só tive orgasmo duas vezes durante o ato e somente com uma pessoa. Eu me relacionei com babacas, mas também com caras que queriam mesmo que eu sentisse toda a troca. Algum bloqueio tinha (ainda tem) pra eu travar dessa forma e eu não conseguir chegar ao ápice. Acredito que seja em parte pelas idealizações da pornografia e pelas frequentes masturbações. Segundo, relações afetivas. Eu tive três relações mais duradouras e que não fluíram. Eu sempre visualizei um estereótipo das pessoas, salientando o melhor como único. Vez ou outra, me chateava com o relacionamento e caía na PMO. Era a minha fuga favorita e que supria a necessidade daquele outro que namorava comigo.
Terceiro, família. Minha família é torta, nada tradicional e cheia de porralouquice. Eu não sabia pra onde correr, em quem confiar, como contar meus medos e saber que não seria julgada.
Bem, esses foram os principais. Há particularidades que debaterei mais pra frente.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 19/1/2018, 20:25
Gregory16 escreveu:

Tem que cortar a M se não vai acabar caindo em P, e a masturbação também é algo muito ruim. Tem que se manter firme nos momentos em que a vontade de se M vier forte, com o tempo você desenvolve o auto-controle

Cara, tudo me remete a porra de M. Hj, deitada na banheira pra tomar banho, o barulho da água me remeteu a orgasmo. Quase uma definição poética, mas sei que é o vício gritando, saindo da alma e indo pro corpo. Quero tanto o autocontrole, mas como?! Descobri uma grande fraqueza nessa aparente fortaleza de mulher.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 19/1/2018, 20:26
Gregory16 escreveu:

Tem que cortar a M se não vai acabar caindo em P, e a masturbação também é algo muito ruim. Tem que se manter firme nos momentos em que a vontade de se M vier forte, com o tempo você desenvolve o auto-controle

Cara, tudo me remete a porra de M. Hj, deitada na banheira pra tomar banho, o barulho da água me remeteu a orgasmo. Quase uma definição poética, mas sei que é o vício gritando, saindo da alma e indo pro corpo. Quero tanto o autocontrole, mas como?! Descobri uma grande fraqueza nessa aparente fortaleza de mulher.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 21/1/2018, 17:56
Dia 11 ao 14 - Me distanciei das redes sociais por um tempo. De quinta à sábado, seguiram os afazeres de trabalho. Tirei boa parte de excessos do meu quarto para uma vida mais enxuta. Acredito que o minimalismo possa me trazer um crescimento interno maior. Me masturbei faz 2 dias e caminho forte. Me excitei há pouco, mas não quero fazer nada. Eu sei que é um impulso por conta do encontro que tenho amanhã. Aliás, tenho a ansiedade, mas estou confiante. Pensei também que não devo transar de bate pronto com o novo affair. Preciso ficar uma semana pelo menos limpa de MO pra cogitar uma relação sexual verdadeira. A procrastinação é um outro fator retardante nessa minha recuperação. Estou tão triste como lido mal com meu tempo, insumo este mais precioso que alguém pode ter. Estou há dias sem estudar pra concorrer ao meu mestrado no meio do ano e me sinto impotente de dar o start. Fato que estou observando demais a vida pelos planos que já tracei há tempos para ser realizado. Mal comecei o ebook e também tardo em termina-lo. Mas não longe de mim, o pensamento sexual as vezes acompanha displicentemente um cafézinho, um caminhar apressado ou momentos antes de cair no sono. Mobilizo boa parte de minha energia vital num ato instintivo não real de querer fazer sexo o tempo todo. Fato que foram condicionantes ao longo de anos que colocaram este cabresto em mim.
Vocês me dão muita força rebooters. Abraço grande e me manterei forte no fórum.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
avatar
JotaPê
Mensagens : 691
Data de inscrição : 18/09/2017

Re: Diario MM

em 22/1/2018, 09:26
Também to dentro desse lance do minimalismo, queria morar numa casinha daquela kkk

_______________________________________


mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 23/1/2018, 11:20
JPaulo escreveu:Também to dentro desse lance do minimalismo, queria morar numa casinha daquela kkk

A casinha por enquanto eu não tenho, mas meu guarda-roupa e quarto estão mais enxutos.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 23/1/2018, 11:29
Dia 15 - Ontem rolou aquela transa mágica, galera. Conheci o cara que falei pra vocês e tivemos uma noite incrível. Ele é mais gentil, simpático, inteligente e bonito do que aparentava pelo app. Foi a primeira vez que realmente relaxei nos braços de alguém e pude ter prazer único. Um fato q me intrigou foi o não orgasmo, mas não foi por falta de estímulo, não! Ele é bonzão em muitos quesitos cama, mas quando tava quase chegando lá, desviei meu cérebro pra um assunto que nem lembro. Não sei pq fiz isso, na real. Talvez a associação de MO ainda estejam super fortes e não consegui sair desse ciclo. Nos encontraremos daqui duas semanas por conta do trabalho dele e uma viagem minha. Quero muito conseguir esses 14 dias livres de PMO. Será uma redescoberta, certeza. Feliz e super motivada!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: Diario MM

em 23/1/2018, 15:07
Fala MM!

Sei que pode parecer meio difícil para você acreditar agora, mas essa inquietação por orgasmo vai diminuindo conforme o reboot avança, apesar de não ser linear, com dias mais fáceis, outros mais difíceis.

Mas pelo que pude perceber dos seus relatos, você terá que fazer uma forcinha a mais para segurar essa masturbação (um hard mode) por um tempo, pra você conseguir sair do ciclo.

O que pode estar dificultando é justamente o efeito caçador proporcionado pela masturbação. Apesar de você não  sentir aquele conhecido sentimento de culpa por ter se masturbado com P, o orgasmo proveniente vai gerar o efeito caçador (a procura de mais dessa sensação) a curto prazo, às vezes no dia seguinte ou em dois dias após o orgasmo. Junte isso às expectativas criadas de um próximo encontro com o cara que você gostou e pronto: temos a perfeita fórmula da fissura! Aí claro, surgem a inquietação, a dificuldade para dormir e o cérebro viciado pedindo por mais "umazinha"... E aí temos o ciclo.

Se você vai ser encontrar com o cara só daqui a duas semanas, só pense em fazer sexo com ele quando já estiver com ele. Não foque sua atenção antecipadamente para isso, porque assim a fissura ficará mais forte. É como nadar contra a correnteza de um rio.

E ainda há outro motivo para não criar expectativas antes da hora: e se, por um motivo ou outro, esse encontro não ocorrer quando você espera? Se você tiver que esperar por mais dois dias além do previsto, por exemplo? O que acontece com expectativas não realizadas? É, isso mesmo, ficamos desapontados, frustrados. E adivinhe quem adora quando você fica assim? O vício está lá para te "consolar", mais uma vez ferrando com a sua vida.

Sei que é difícil nessas primeiras semanas, mas mude sua atenção para as famosas atividades de religação, como exercícios físicos, sair de casa para um passeio, tocar algum instrumento, praticar algum hobby etc. Aliado a isso, termine de ler o E-book, você não vai se arrepender de ir até o final. Lá você entenderá em detalhes o porquê de cada uma das recomendações.

No mais, estou aqui na torcida. Força, que você chega lá!

Um abraço!

_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 23/1/2018, 17:42
Baggins escreveu:Fala MM!

Sei que pode parecer meio difícil para você acreditar agora, mas essa inquietação por orgasmo vai diminuindo conforme o reboot avança, apesar de não ser linear, com dias mais fáceis, outros mais difíceis.

Mas pelo que pude perceber dos seus relatos, você terá que fazer uma forcinha a mais para segurar essa masturbação (um hard mode) por um tempo, pra você conseguir sair do ciclo.

O que pode estar dificultando é justamente o efeito caçador proporcionado pela masturbação. Apesar de você não  sentir aquele conhecido sentimento de culpa por ter se masturbado com P, o orgasmo proveniente vai gerar o efeito caçador (a procura de mais dessa sensação) a curto prazo, às vezes no dia seguinte ou em dois dias após o orgasmo. Junte isso às expectativas criadas de um próximo encontro com o cara que você gostou e pronto: temos a perfeita fórmula da fissura! Aí claro, surgem a inquietação, a dificuldade para dormir e o cérebro viciado pedindo por mais "umazinha"... E aí temos o ciclo.

Se você vai ser encontrar com o cara só daqui a duas semanas, só pense em fazer sexo com ele quando já estiver com ele. Não foque sua atenção antecipadamente para isso, porque assim a fissura ficará mais forte. É como nadar contra a correnteza de um rio.

E ainda há outro motivo para não criar expectativas antes da hora: e se, por um motivo ou outro, esse encontro não ocorrer quando você espera? Se você tiver que esperar por mais dois dias além do previsto, por exemplo? O que acontece com expectativas não realizadas? É, isso mesmo, ficamos desapontados, frustrados. E adivinhe quem adora quando você fica assim? O vício está lá para te "consolar", mais uma vez ferrando com a sua vida.

Sei que é difícil nessas primeiras semanas, mas mude sua atenção para as famosas atividades de religação, como exercícios físicos, sair de casa para um passeio, tocar algum instrumento, praticar algum hobby etc. Aliado a isso, termine de ler o E-book, você não vai se arrepender de ir até o final. Lá você entenderá em detalhes o porquê de cada uma das recomendações.

No mais, estou aqui na torcida. Força, que você chega lá!

Um abraço!

Salve, Baggins!

Entendi o que você me disse sobre a fissura e o efeito caçador. Tem total sentido sobre a minha MO. A pornografia veio dia desses como memória de um vídeo muito visto por mim, mas logo me desfoquei e ainda assim, finalizei a M com lembranças de transas reais. Hoje, completam um pouco mais de 3 dias sem MO e não me dá muita vontade depois da relação sexual de ontem. Tenho q me policiar pra não ficar com essa ansiedade pega até encontrar o boy de novo. E nada garante que vai rolar sexo, afinal, estamos nos conhecendo.

Terminando mais um capítulo do E-book e admito um pouco de frustração. Os relatos são muito direcionados à homens cis e, eu como mulher, me sinto pouco representada. Mas faz parte, ainda mais por ser tão incipiente os estudos.

Você é uma inspiração de continuidade e redescobertas. Creio que mais do que os números recordes de reboot, a sua melhora ao reinicia-lo com mais consciência é essencial pra bater uma nova meta.

Obrigada por acompanhar o meu diário e lembre-se que suas palavras fazem diferença nessa rede de apoio contra o vício.

Abraço

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
avatar
Baggins
Moderador
Moderador
Mensagens : 260
Data de inscrição : 22/09/2017
Idade : 36
Localização : Salvador

Re: Diario MM

em 24/1/2018, 10:10
Oi MM

Fico feliz em poder ajudar. O reboot é isso mesmo, aos poucos vamos encontrando um ritmo que seja confortável para chegarmos lá.

Eu recaí muito por causa do efeito caçador. Na minha lógica, como eu tinha feito sexo a pouco tempo, pensava que ficava mais tranquilo. E aí dois dias depois, de repente me atacava uma fissura fora do normal, criava expectativa de fazer de novo com minha mulher. Mas imprevistos acontecem e quando não rolava mais sexo, o cenário do caos se instalava em minha mente . Não havia mais volta e eu resetava, de uma forma ou outra.

Quanto a isto:

mmoriginal escreveu:Terminando mais um capítulo do E-book e admito um pouco de frustração. Os relatos são muito direcionados à homens cis e, eu como mulher, me sinto pouco representada. Mas faz parte, ainda mais por ser tão incipiente os estudos.

Não fique chateada por isso. Entendo que sempre buscamos casos que sejam os mais semelhantes ao nosso, mas o caso é que o número de relatos de mulheres são bem inferiores aos dos homens. Se você está lendo o e-book gratuito, há um capítulo bônus no final sobre a P e as mulheres. Já no e-book atualizado, este conteúdo é estendido e mostra com estatísticas o porquê de terem tão poucos relatos de mulheres.

Mas à medida que você for lendo outros relatos, perceberá que existem muito mais semelhanças do que diferenças no combate ao vício. Comigo até aconteceu de buscar casos que sejam bem diferentes do meu, apenas para tentar criar uma empatia maior e tentar entender mais detalhadamente quais são as angústias e anseios da pessoa. Talvez seja uma forma de compensar o vício por novidade condicionada pela P, quem sabe. A diferença é que é para uma causa útil.

No mais, continuo acompanhando. Continue firme!

Um grande abraço!


_______________________________________


Diário - o Livro Vermelho - http://www.comoparar.com/t5868-o-livro-vermelho-de-baggins
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 24/1/2018, 23:25
Baggins escreveu:Oi MM

Fico feliz em poder ajudar. O reboot é isso mesmo, aos poucos vamos encontrando um ritmo que seja confortável para chegarmos lá.

Eu recaí muito por causa do efeito caçador. Na minha lógica, como eu tinha feito sexo a pouco tempo, pensava que ficava mais tranquilo. E aí dois dias depois, de repente me atacava uma fissura fora do normal, criava expectativa de fazer de novo com minha mulher. Mas imprevistos acontecem e quando não rolava mais sexo, o cenário do caos se instalava em minha mente . Não havia mais volta e eu resetava, de uma forma ou outra.

Não fique chateada por isso. Entendo que sempre buscamos casos que sejam os mais semelhantes ao nosso, mas o caso é que o número de relatos de mulheres são bem inferiores aos dos homens. Se você está lendo o e-book gratuito, há um capítulo bônus no final sobre a P e as mulheres. Já no e-book atualizado, este conteúdo é estendido e mostra com estatísticas o porquê de terem tão poucos relatos de mulheres.

Mas à medida que você for lendo outros relatos, perceberá que existem muito mais semelhanças do que diferenças no combate ao vício. Comigo até aconteceu de buscar casos que sejam bem diferentes do meu, apenas para tentar criar uma empatia maior e tentar entender mais detalhadamente quais são as angústias e anseios da pessoa. Talvez seja uma forma de compensar o vício por novidade condicionada pela P, quem sabe. A diferença é que é para uma causa útil.

No mais, continuo acompanhando. Continue firme!

Um grande abraço!


Hoje já me deu uma vontade endoidecida de transar e me tocar e sentir tudo de novo. Mas é o efeito do processo de distanciamento dos hábitos. Sigo forte, embora tenha me dado uma ansiedade um pouco descompassada.

Quanto ao E-book, estou trazendo releituras que podem vir de encontro à minha realidade. Só olhar de outra forma e consigo extrair o essencial. Escreverei no diário sobre isso.

Agradeço mais uma vez.

Abraço!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 24/1/2018, 23:40
Dia 16 - Nem dá pra acreditar que passei mais de meio mês sem P e mais de 4 dias sem MO! Estou felizona e por mais que a meta esteja longe, o reset parece ainda maior.
Eu ainda não me adaptei a bloqueadores e estou só no policiamento, mas não acho que consiga ficar de boa até um mês. Embora o progresso seja super visível, preciso de uma trava pra não abrir a válvula de escape.
Continuo com a leitura do E-book e sempre no estresse, pego o bendito e vou ler. Tem sido quase um lembrete de "termine o capítulo, termine o capítulo".
Li vários relatos hoje falando sobre as inúmeras categorias que vai se progredindo no vício em P. Eu percebi que fazia o mesmo, idem os homens. Não tinha nada hardcore, mas estranhezas dos meus gostos habituais. Via shemales, gays, lésbicos, grupal e muito compilation. Queria apenas ver o ápice do tesão, a ejaculação e já era. Isso não tem nada a ver com sexo real. Demoramos pra chegar no orgasmo por ser um processo estimulante e como não tem nada a ver com os vídeos. Durante uma transa, mal se vê os órgãos sexuais, e sim o olho, a mão do outro deslizando sobre o corpo, o cansaço pela falta de ar natural. Como é bom lembrar que existe o sexo real, de veracidade e de troca.
Estou expandindo minhas análises e acredito que melhore com o tempo. Eba, mais um dia começando!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
avatar
JotaPê
Mensagens : 691
Data de inscrição : 18/09/2017

Re: Diario MM

em 25/1/2018, 09:24
Parabéns pela meta atingida cheers cheers
Nova meta, 1 mes?

_______________________________________


mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 25/1/2018, 14:47
JPaulo escreveu:Parabéns pela meta atingida [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_cheers.png[/smiley] [smiley]https://illiweb.com/fa/i/smiles/icon_cheers.png[/smiley]
Nova meta, 1 mes?

Maéclaro! Primeiro que o maior intervalo sem P foi de uns 20 dias e de MO nunca passei de 7. Segundo, botei na minha cabeça que quero ser uma história de sucesso para as manas com mesmo problema que eu. Terceiro, o benefício em visualizar um futuro mais concreto surge a cada dia de reboot.

Valeu pelo acompanhamento, JPaulo!

Abração!😊

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 26/1/2018, 05:29
Dia 17 - Procrastinei parte da manhã, mas acordei no pique e fiz várias coisas que me dão prazer. Cozinhei um almoço massa pra família (até suco teve), voltei pra descansar depois e senti que tava dando um nó na minha cabeça. Fiz um intensivo de um curso se línguas e fiquei testando maquiagens para o carnaval. Aparentemente, banalidades, mas que me afastei de pensamentos libidinosos. No final da tarde, me veio o instinto caçador e tentei focalizar em conseguir sair com outro cara neste fim de semana que se aproxima (detalhe que não comentei até agora, mas em outubro do ano passado, me descobri não-monogamica). Talvez dê certo vê-lo, mas não é certeza. Em compensação, um amigo que mora na praia está na minha cidade e nos encontraremos pra uma breja. Socializando e me estimulando ao convívio. Veja, a vontade de MO veio, como todos os dias, mas com cada vez menos força. Meu sono não vinha e resolvi ficar testando um app de ritmo, pois tocarei em um bloco de carnaval este ano. Foi louco que estudei em quase 1h30 e o sono bateu forte. Tudo certo pra mais um dia e bora trabalhar!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 27/1/2018, 08:04
Dia 18 - Acordei cedo, trabalhei até o final da tarde e depois fui às compras caóticas de material escolar. Isso me esgotou muito, e acabei chegando cansadona em casa. A vontade de MO foi quase remota. Pensei em sexo sim, mas durou pouco. Não li o E-book ontem e vou adiantar dois capítulos hoje pra suprir. Em compensação, fiquei até às 3h falando com outro cara, resquício do app de relacionamento. As coisas estavam esquentando no papo, mas tava sem ânimo para aqueles joquinhos.
Me acho uma mulher muito atraente, inteligente e carismática. Estes são fatores centrais da minha personalidade. Mas a PMO são a minha face oculta, meu segredo envergonhado do meu auto-controle abalado. Ontem ainda, falei pra um grande amigo sobre o vício e ele achou que fosse brincadeira. É irônico, que nas primeiras vezes, também tinha esse sarcasmo.
Vou me dedicar à umas pesquisas hoje, pois estou com um plano de negócios sendo formulado. Mais estímulos de crescimento, menos enclausurada vou me sentir.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
avatar
JotaPê
Mensagens : 691
Data de inscrição : 18/09/2017

Re: Diario MM

em 28/1/2018, 14:47
mmoriginal escreveu:Dia 18 - Acordei cedo, trabalhei até o final da tarde e depois fui às compras caóticas de material escolar. Isso me esgotou muito, e acabei chegando cansadona em casa. A vontade de MO foi quase remota. Pensei em sexo sim, mas durou pouco. Não li o E-book ontem e vou adiantar dois capítulos hoje pra suprir. Em compensação, fiquei até às 3h falando com outro cara, resquício do app de relacionamento. As coisas estavam esquentando no papo, mas tava sem ânimo para aqueles joquinhos.
Me acho uma mulher muito atraente, inteligente e carismática. Estes são fatores centrais da minha personalidade. Mas a PMO são a minha face oculta, meu segredo envergonhado do meu auto-controle abalado. Ontem ainda, falei pra um grande amigo sobre o vício e ele achou que fosse brincadeira. É irônico, que nas primeiras vezes, também tinha esse sarcasmo.
Vou me dedicar à umas pesquisas hoje, pois estou com um plano de negócios sendo formulado. Mais estímulos de crescimento, menos enclausurada vou me sentir.

Enviado pelo Topic'it

Oi mmoriginal
Parabéns pela meta atingida!
App de relacionamento é considerado pornografia no método Como Parar

_______________________________________


mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 30/1/2018, 11:51
Dia 19 a 21 - Fiquei distante, pois a MO veio a tona de novo. Dessa vez, foram 8 dias sem, mas não é muita glória. A P tem sido uma lembrança distante, sem muito sentido atual. Antes, tinha um perfil no Instagram sobre ilustrações sexuais e isso me estimulava a definir como o contato a P fosse saudável e artístico. Isso sempre criava uma fantasia perene das relações sexuais... Percebi também que a minha vontade de MO vem sempre que procrastino demais. Tinha muitos planos para o fim de semana e concretizei apenas um. Saí com meus amigos e ainda sim me senti lenta e pouca ativa.
Uma dúvida me surgiu se talvez eu não fosse viciada em sexo também. Eu penso em sexo todos os dias, sem exceção. Eu queria ter uma relação sexual por semana, pelo menos. Teve momento no meu passado que tinha 4 e algumas vezes com parceiros diferentes. Vejo tudo isso como uma válvula de escape pra algo que me sufoca em não ter uma definição do futuro próximo.
Como na recuperação, há vales e picos. No momento, estou no vale Sad

_______________________________________
 
mmoriginal
Mensagens : 66
Data de inscrição : 08/01/2018

Re: Diario MM

em 30/1/2018, 20:43
Dia 22 - Acabo de terminar o E-book gratuito e a parte de mulheres me foi muito esclarecedor. Me dá um vontade tremenda de chorar de felicidade em saber os motivos das angústias que eu passei e passo, e o que declinava pra P e ainda com uma parte MO.
Meu estado emocional variava muito com as respostas e a reciprocidade das pessoas com quem me envolvia/envolvo. Isso é uma fator divisor de águas que culmina na maior parte da minha procrastinação e dedicação cega a relações pouco saudáveis que eu criava.
Este quase um mês sem P me fez olhar como eu descuido do meu eu, do meu físico e da minha perspectiva futura. Eu quero acabar com essa codependencia em que coloco outro no meu próprio lugar pra gerenciar minha vida.
Meus trutas de jornada, nada é fácil e muito menos linear. Apoio e agradecimentos gigantes por esse fórum e pelo material massa que é compartilhado aqui.
Por mais que observe o fator fisiológico e que a neurociência trouxe brilhantemente para nos estudar, não descarto raízes também psicológicas para mantermos um estado emocional tão entorpecido.
Equilíbrio e a busca constante, pois sabemos bem da nossa corda bamba.

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
 
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum