Compartilhe
Ir em baixo
Kaue
Mensagens : 38
Data de inscrição : 03/11/2017

Re: Minha vida é uma Babilônia!

em 18/1/2018, 11:44
Essa coisa de se "testar" é uma bosta pq você sente que não é mais viciado e não vai recair. Já recai me "testando" também, mas isso após os 90 dias quando achei que cam4 não era pornografia pq eram pessoas reais que tavam lá. E depois de dois dias seguidos de recaídas percebi que não tava curado não, muitos "sintomas" voltaram. E enfim, é bem subjetivo o caso dos bloqueadores. Mas agora eu sou mais radical nesse sentido, nunca mais vou querer fazer algo só pra ~testar~ pq sei que volta tudo. É reboot pra vida inteira.
avatar
joaocrv
Mensagens : 73
Data de inscrição : 17/01/2018

Re: Minha vida é uma Babilônia!

em 18/1/2018, 15:09
Kaue escreveu:Eu já cheguei a pensar que esses sites de cam não eram pornografia pq são pessoas reais se mostrando hahahaha é péssimo ficar tentando justificar né, mas eu fazia isso quando descobri que era viciado, eu achava que ali era como se fosse um sexo virtual, e não pornografia. Mas sabemos que é tudo a mesma coisa. Mas então, se pra você já perdeu a graça você tem confiança de que não vai recair nisso, continue vivendo normalmente sem P que tá tudo certo. E nunca caia no erro de um dia, no tédio, em uma madrugada qualquer abrir um desses sites pq não se considera mais viciado e tá tudo bem. Eu fiz um reboot certinho uma vez, e passou uns seis meses, tava tudo bem, eu tinha terminado com meu marido e estava em casa sozinho, resolvi abrir um site de show de webcam pq afinal não era mais viciado e não tinha mal nenhum. Fiquei nessa de esperar o cara fazer alguma coisa, aí eu ia procurar outro mais rápido, e outro, e outro, fiquei mais tempo escolhendo do que assistindo, e quando elegi um, me M e foi tudo muito rápido, veio a famigerada culpa e fiquei me sentindo um lixo. No dia seguinte, foi tudo exatamente igual. Aí eu decidi que não importa quanto tempo passe, eu nunca vou me sentir curado completamente, nunca vou querer me "testar" pq tudo volta, as inseguranças e os hábitos antigos voltam. Hoje eu tenho a consciência que não quero P nunca mais.
Agora, em relação a sexo, uma coisa que me ajudou muito e eu recomendo pra todos que tinham o costume de fantasiar enquanto transavam: sentir o que tá fazendo. Mas sentir mesmo. Fecha os olhos, ou apaga a luz e só sente. Presta atenção em todas as sensações, faz as preliminares mais longas que conseguir e perceba cada detalhe, cada toque e o prazer que cada toque te dá. Parece uma coisa óbvia, mas isso mudou completamente a minha percepção sobre sexo, coisa que antes do reboot eu nem era lá muito fã.

Cara, interessante isso que você fala. Muitas vezes a gente arruma muitas desculpas para voltar a fazer o que fazíamos antes. Mas tudo isso, vejo, fazemos por medo de expor, pra nós mesmos, nossa fraqueza.
Vejo isso porque eu recaí, depois de 72 dias, com a desculpa de que se eu visse P sem M durante, estava ok. Nisso tudo, acabou evoluindo para uma M após ver P, mas nunca durante. E eu achava que isso eu não estava dentro da PMO.
Também mentia pra mim mesmo falando que estar nos aplicativos e ver fotos dos outros caras pelados, sem M, não zerava meu reboot. Bando de desculpas, rsrs.
Temos que ter sempre em mente que tudo que foge do sexo real e saudável, de uma forma ou de outra, nos impede de resetar nossa cabecinha hahahaha.
Essa dica de sentir mais o sexo é ótima.
Força aí cara! Abraço!

_______________________________________
Clique aqui pra acompanhar meu diário
avatar
sombra
Mensagens : 31
Data de inscrição : 10/01/2018

Re: Minha vida é uma Babilônia!

em 21/1/2018, 22:04
Fiquei um pouco afastado das postagens nesses dias. Mas continuo no reboot, entretanto, não no modo hard mais.
Descreverei meus últimos dias durante esse reboot e o porquê não estou mais no modo hard.

Eu estou a quase 30 dias no reboot. E senti uma necessidade de fazer sexo com homens. Estava adiando isso. Mas senti uma vontade muito forte. Por isso, decide sair do modo hard com uns 20 dias de reboot. Para saciar meu desejo, eu decidi baixar apps para ter sexo com homens, apesar de indicarem para não baixarem esse app. Mas para quem quer transar com homem e não tem uma vida em meios gays, essa é a maneira única que eu enxergo. Por isso, baixei o Tinder e outros. De la para cá tive dois encontros com dois caras, vou descrever mais abaixo. Antes, informo que eu não tive vontade de pornografia nem PMO. Mas de sentir outro corpo mesmo. Eu já sabia que meu reboot, como está no início, ainda não estaria curado da ER, DE e falta de sensibilidade no pau. Mas mesmo assim, eu queria ter relações com os caras. Diante disso, sabia que teria que ser passivo nas relações. Que não é problema para mim, mas não é minha preferência. E também estava disposto a não ejacular, pois eu não queria alcançar o orgasmo com masturbação. Assim, eu estava com essas conscientizações antes mesmo de instalar os apps. Depois de instalado os apps, não demorou muito para eu acertar com um cara um encontro.

Cara 1 - R (abreviação do nome do cara)

Eu já tinha conversado com R antes, e quando reinstalei o app vi o histórico de nossa conversa. Achei ele bonito e decidi que queria transar com o cara. Eu fiquei um pouco stressado, quase desisti, pq R não era muito objetivo, e como eu sou bastante, isso me stressou um pouco. Mas eu fui conversando tranquilamente, e marcamos para nos encontrar a noite. Me preparei como passivo e fui. Chegando lá, R nem esperou 1 minutos e já startou a coisa. Que foi andando muito bem. De modo que eu quis até gozar me masturbando mesmo. Durante as preliminares meu pau ficou muito duro. Muito, mais do que o de R. Eu fiquei impressionado. Acredito que foram os dias de reboot. (Eu sempre fiquei com o pau duro nas preliminares, minha DE sempre foi na hora da penetração. Meu libido na DE sempre foi alto). Percebi que durante a transa, eu como passivo, meu pau continuava duro, mas em alguns momentos ele fica um pouco mais duro do que uma meia-bomba, mas perdia a potência da ereção. Mas durante a transa continuou aceitavelmente ereto. Num dado momento R queria que eu gozasse, eu tentei me masturbar, aí que meu pau foi perdendo mais a ereção e a ER se mostrou presente. Não estava conseguindo ejacular, mesmo com tesão e meu pau foi ficando cada vez mais mole enquanto eu me masturbava. (Algumas vezes quando eu me masturbava e isso acontecia, eu começava a usar muita força. Eu fazia movimentos muito violentos para conseguir ejacular me masturbando sem pornografia). Eu não queria continuar com a prática de uma masturbação violenta, pois isso iria contra o meu reboot, então, rapidamente interrompi a masturbação e passei a aproveitar o sexo como passivo, o que estava me dando um bom prazer. Assim, falei com R que eu não iria gozar, continuamos. E eu fiquei satisfeito com a transa, mesmo não ejaculando. Mas verifiquei que ainda tenho ER, DE e pouca sensibilidade no pau.

* Gostaria de falar uma coisa sobre R. Nos transamos e, no geral, eu não tive o que reclamar. Mas R não conseguiu gozar na penetração. Ele precisou se masturbar para chegar a ejaculação. Como eu tenho conhecimento do PMO, provavelmente ele tem o vício, pois ele também é jovem. Ele precisou de masturbar e violentamente para conseguir ejacular. Tentamos várias vezes e posições diferentes para ele gozar na penetração. Mas ele não conseguiu. Durante a penetração o pau dele ficou ereto e trabalhou legal, não vi DE em R. Apenas ER. Pensei em falar com ele sobre isso, eu outro momento. Ou se tivéssemos uma intimidade maior. Entretanto, meu lance com R não seguiu. Ele é o típico cara que transa com outro apenas uma vez. Percebi isso, porque eu fui assim durante muito tempo. E no sexo parecia ser alguém influenciado pela pornografia. Como ele não deu muita abertura, e queria só um transa naquela hora, não me senti confortável em falar de PMO nem reboot. Meu caso com R acabou assim.
avatar
sombra
Mensagens : 31
Data de inscrição : 10/01/2018

Re: Minha vida é uma Babilônia!

em 21/1/2018, 22:19
Cara 2 - Y (abreviação do nome do cara)

Eu já conhecia Y de um app. E já tínhamos transado uma vez. Por coincidência, ele entrou em contato comigo pelo whats. A conversa foi fluida. Eu não estava com intenção de transar com ele antes mais, depois da primeira vez. Coisa minha. A transa tinha sido boa. Mas eu tinha um comportamento muito muito seletivo. Mas dessa vez que Y me contactou, eu aceitei me relacionar com ele. Marcamos e transamos. Ele é ativo e eu fui passivo novamente. A transa foi boa e tranquila. Avisei que não iria gozar. Y ficou intrigado. Como se eu não tivesse gostado. Então, eu inventei uma desculpa de que não queria me masturbar e continuamos a transa. Sempre percebi que Y tem um desejo em se relacionar comigo além do só sexo. Entretanto, eu não tenho esse interesse. Eu espero, com receio, o dia em que ele vai falar essa proposta. Ele já dá várias indiretas sobre namoro. Mas nunca disse isso diretamente por mim. Acredito que por eu saber dessa intenção dele, evitava fazer sexo com ele antes. Mas eu estou preparado para dizer que não é do meu interesse. E fico bastante criterioso nas palavras e ações para não alimentar essa expectativa dele. Não quero magoá-lo. Mas não tenho intenção de namorar com ele nem nenhum homem por agora, ou, talvez até nunca.

Sobre a ER, DE e falta de sensibilidade no pau: fique com o pau duro durante toda as preliminares. Na verdade, até antes. Eu já cheguei na casa de Y com o pau duro. Isso tem acontecido ultimamente. Estou ficando excitado com mais facilidade e aleatoriamente. E durante a transa, mesmo sendo passivo, fiquei o tempo todo com o pau duro. Senti o mesmo problema, quando pensava em me masturbar na transa senti que ainda estava com ER. Y me fez dois sexos orais no pau e senti que a sensibilidade que eu já tinha. Muito na região da cabeça da glande, da cabeça do pênis. Mas lembro que essa sensibilidade eu sempre tive. Minha sensibilidade no resto do pau praticamente não senti. Então continuou com a falta de sensibilidade. Lembro que no primeiro sexo oral que recebi na minha vida, eu quase gozei em minutos, e precisei pedir pro cara para. Mas com Y não cheguei nesse ponto. Espero que o reboot resolva. Acredito nisso. Então, é isso. Saí do modo hard e estou me relacionando com homens.

avatar
sombra
Mensagens : 31
Data de inscrição : 10/01/2018

Re: Minha vida é uma Babilônia!

em 21/1/2018, 22:23
Sobre o uso dos apps: eu pretendo continuar com eles até tem uns caras legais para eu me relacionar com frequência.
Depois disso, pretendo excluir os apps. Assim, eu procuro levar os caras para o whats sempre, para dali seguir com a conversa. Para não ficar no app.
Sinto a necessidade de me relacionar sexualmente com os caras. O app me proporciona isso. Não sinto vontade de PMO com o app.
Só preciso me concentrar para não fantasiar com as fotos dos caras de peitoral. Eu sinto essa força em querer fantasiar com os caras atraentes para mim.
Esse é um grande problema. Mas que eu tenho em toda minha vida. As vezes, estou andando na rua, e estou fantasiando situações comuns que eu gostaria que ocorresse que não são nem pornografia. Eu tenho a mania de fantasiar. Trazer as coisas para o meu mundo da fantasia onde as coisas são mais interessantes para mim. Por isso, estou mudando esse comportamento NA VIDA além da pornografia. Mas para tudo. Pois acho prejudicial.
Kaue
Mensagens : 38
Data de inscrição : 03/11/2017

Re: Minha vida é uma Babilônia!

em 21/1/2018, 22:54
Eai, sombra!
Fiquei feliz em saber que foi tudo bem! E principalmente, por você ter essa foco em não fantasiar olhando as fotos no app. Acredito que isso seja a pior coisa desses apps, o "cardápio" aberto ali pra você escolher, igual os sites P. Mas tendo foco de estar ali pra conhecer as pessoas, acho que não se torna prejudicial, principalmente evitando trocar nudes e conversas mais picantes, isso voce deixa pra quando encontrar o cara pessoalmente hahaha.
O foco tem que ser na vida e nas situações do cotidiano mesmo. Não pode descuidar.
Hoje mesmo passei por uma situação bem chata. Mas acho que não devo ficar usando o seu diário como se fosse o meu. Hahahaa preciso criar um pra mim, mas acabo achando meio nada a ver criar um agora do nada, sendo que nunca tive.
Mas é isso aí, não perca esse foco que vai dar tudo certo!
marcosbanc
Moderador
Moderador
Mensagens : 274
Data de inscrição : 07/01/2018

Re: Minha vida é uma Babilônia!

em 13/2/2018, 19:47
Olá amigo, como está o processo do seu Reboot? Não suma!!!
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum