Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Artur Monteiro
Mensagens : 171
Data de inscrição : 05/03/2015
Idade : 30
Localização : França Paris

EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 22/1/2018, 10:59
AVISO: Isto não é um diário, mas sim um tópico para debater o tema.


Eu penso que é uma das razões que faz com que na nossa equipa, muitos não consigam avançar no reboot.
Nós para os solteiros sobretudos, os apps e as redes sociais sempre foram uma forma de socializar e encontra parceiros e fazer amizades. Mas agora, para poder avançar no reboot, eles estão bloqueados e proibidos!!!!!

A verdade é que conseguimos até estar longos dias sem PMO, mas com o tempo percebemos que estamos a entrar num cenário de completa castidade.
A fase de religação é muito importante e se nós não encontramos formas de paqueirar, conhecer e fazer novas amizades, pessoas interessantes em que podemos gerar um relacionamento sério, iremos cair no retorno à P mais tarde ou mais cedo.

No caso hetro e de igual forma para nós, a proposta do Reboot é dentro do período de 90 dias reaprender a socializar, e encontrar novos parceiros/as sem a ajuda da dita cuja internet.
E de uma forma natural encontrar um novo caminho e aprender a caminhar nele. Substituindo o velho pelo novo. Sem novo, o velho permanecerá.

E agora nós??? O que fazer quando o mundo não joga as nossas regras???
Apps: meio passo para um reset, quando não é o passo completo!!!
Noite gay: quando estamos longe de uma grande cidade não ajuda.
Descobrir pelos olhares no mundo real?!?! Alguém já teve alguma experiência encorajadora??
...

Quem sentir o mesmo compartilhem histórias e experiências, opiniões e, para quem tiver uma solução, exponha.

Peço também ao Projecto que intervenha neste dilema, que penso que é partilhado por muitos de nós aqui neste grupo.

Obrigado por tudo e
FORÇA A TODOS

_______________________________________
MEU DIÁRIO:
http://www.comoparar.com/t4903-diario-artur-vicio-p-vs-paixoes-desordenadas

RECORDS:
P - 46 dias
M - 32 dias
O - 24 dias Janeiro 2018
avatar
Gregory16
Mensagens : 654
Data de inscrição : 15/08/2017

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 23/1/2018, 18:03
"Apps: meio passo para um reset, quando não é o passo completo!!!
, realmente, a primeira coisa que vão te pedir ao baixar esses apps são nudes, mas talvez isso não seja algo dos gays, seja algo dos homens, já me passei por uma mulher algumas vezes (já parei coom isso faz tempo) e eles pediam bastante . Não sei se mulher com mulher tem essas coisas.

_______________________________________
avatar
Artur Monteiro
Mensagens : 171
Data de inscrição : 05/03/2015
Idade : 30
Localização : França Paris

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 24/1/2018, 03:35
NUDES nos appps

Se tu conduzires a conversa no modo certo, digo no respeito, normalmente não te pedem nudes, só fotos normais. Se te enviarem, podes rapidamente delectar. Mas ai já pisas o risco do perigo.

Até o dia em que alguém desperta a tua curiosidade e te faz querer mais... trocas fotos que te fazem perder a cabeça esqueces do reboot ...
Os apps para mim disparam a minha ansiedade, não por nudes mas sexo. E quando não há, queda directa na P.

Haverá uma forma de utilizar os APPs sem cairmos??

_______________________________________
MEU DIÁRIO:
http://www.comoparar.com/t4903-diario-artur-vicio-p-vs-paixoes-desordenadas

RECORDS:
P - 46 dias
M - 32 dias
O - 24 dias Janeiro 2018
marcosbanc
Moderador
Moderador
Mensagens : 283
Data de inscrição : 07/01/2018

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 25/1/2018, 10:49
Eu ainda não caí com os apps, mas já caí com polução noturna um tempo atrás.
Os apps de fato no geram uma ansiedade. Na minha opinião só devem ser usados por quem tem segurança de si e do que quer. Ficar horas e horas a fio procurando alguém é meio caminho para cair.


Abraços.

_______________________________________
Visite meu diário e me ajude a vencer!

http://www.comoparar.com/t6668-reboot-marcos

avatar
Christian
Mensagens : 89
Data de inscrição : 23/01/2018

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 25/1/2018, 17:18
Exclui todos os aplicativos como scruf e grinder! Fiquei com facebook mas nele só posto alguma foto minha e olho quem curtiu nem rolo para baixo para não vê oque não devo. Pelo menos por 30 dias em modo hard. Não vejo a hora de me livrar da DE, e não vai ser por causa desses aplicativos que vou cair nessa. Vamos com foco e quando aparecer a recaída vamos lembrar do porquê estamos nessa abstinência. Abracos

_______________________________________
avatar
Tenzin
Mensagens : 17
Data de inscrição : 23/01/2018

A solidão nos é um desafio em comum.

em 29/1/2018, 22:10
RESUMO: Quanto aos apps, o que indico é o seguinte: Você sabe que há apps e apps, alguns se voltam de imediato para o sexo (gindr, scruff, hornet etc.). Além de nos colocarmos em uma esfera sexual que por si só inicia um turbilhão de pensamentos, as conversas geram expectativas em nós que nem sempre são (ou não podem) ser atendidas, e daí vem a frustação com uma carga de sentimentos. Já tive picos de crise de abstinência por causa dessas tralhas.

Arthur, nossa batalha é extremamente mental.  

Existem aplicativos nos quais é possível conversar com pessoas sobre diversos assuntos de cunho não sexual, se seu objetivo é criar novos vínculos eles estão aí. A propósito, até as redes sociais mais convencionais (twitter, facebook, etc.) têm mecanismos de bloqueio de conteúdo sensível ou indesejado. Dá para usar, como você disse - com respeito às pessoas, mas o legal ainda é usar pouco. Ver as fotos do final de semana ou um conteúdo que realmente vale a pena – e sair para fazer outra coisa.

TEXTÃO: Arthur, eu te entendo e te entendo muito. Querendo ou não, pela maneira como o mundo ainda se apresenta para as pessoas gays, existe uma certa carga de solidão destinada para este grupo. Esse isolamento é ainda maior quando tratamos de pessoas solteiras ou, como no meu caso, que não são abertamente gays. Não estou dizendo que todos os membros da equipe devem obrigatoriamente ser infelizes, muito pelo contrário, todos podem, devem e merecem a felicidade. O que quero realmente ressaltar é minha atual percepção sobre as relações humanas e "o momento".  

Como você bem destacou, uma das propostas do reboot é reaprender a socializar. Isso faz tanto sentido para mim, de tantas formas rs. A proposta é mais do que estar com pessoas, na rodinha com a galera, mas também a maneira como você está com as pessoas. É sobre conexões e a qualidade destas conexões.

Há um preciosismo gigantesco em relação ao sexo. Em quase todas as formas de mídia vemos conteúdos relacionados ao sexo. As entrevistas abordam sexo, as músicas falam de sexo, a cena é de sexo, as propagandas possuem cunho sexual. No entanto, a vida e as relações humanas não se resumem a sexo!

Veja. Não estou negando quão maravilhoso é transar. Só quem já teve um orgasmo genuíno sabe o que é quase chegar ao céu kkkkk. Entretanto, as relações humanas vão muito mais além disso. Sexo é importante? – sim. É a coisa mais importante? Não.

E é aqui que entram as conexões de qualidade. Naturalmente sou bem solitário, me identifico com aquilo que chamam de extrovertido-introvertido, o que significa que me relaciono bem com as pessoas, mas não as trago para dentro da minha intimidade. Vivo cercado de pessoas, porém muitas vezes me sinto sozinho por isso.

O que percebo estar acontecendo com o projeto, e isto porque me dispus a fazer isso, é um up, uma evolução em como estou convivendo com as pessoas a minha volta. Eu já saía antes,  mas saía e ficava naquilo mesmo, a vida seguia, aquele momento era algo meio que indiferente para mim. Eu não tinha prazer em estar ali, na verdade, era algo necessário que eu precisava fazer.

A razão dessa mudança na qualidade da convivência é que com o projeto passo a perceber, novamente, que a vida humana é única. Humanos possuem coisas preciosas para te ofertar. Da mais simples experiência de vida ao complexo conhecimento técnico científico. As pessoas têm sentimentos, emoções, reações, expressões, respirações e muito do que está nelas está em nós. Não é só sexo. Esse é um dos meus maiores desafios, acabar com a objetificação de pessoas. Focar no que o outro está dizendo, em cada parte da mensagem que está sendo transmitida, nas mínimas nuances que aparecem, olhar nos olhos e pensar no que está sendo dito é um meio que estou encontrando para evoluir neste ponto.

Se você já possui momentos de convivência com outras pessoas te aconselho a fazer este experimento e melhorar suas conexões. Se não, procure estabelecer (criar) conexões, faça cursos, trabalhos voluntários, aceite convites, se um estranho puxar assunto evolua a conversa. Mesmo que sozinho, saia mais de casa ande de a pé, bicicleta, sente em um lugar e simplesmente observe o movimento da vida.

Quanto aos apps, o que indico é o seguinte: Você sabe que há apps e apps, alguns se voltam de imediato para o sexo (gindr, scruff, hornet etc.). Além de nos colocarmos em uma esfera sexual que por si só inicia um turbilhão de pensamentos, as conversas geram expectativas em nós que nem sempre são (ou não podem) ser atendidas, e daí vem a frustação com uma carga de sentimentos. Já tive picos de crise de abstinência por causa dessas tralhas.

Arthur, nossa batalha é extremamente mental.  

Existem aplicativos nos quais é possível conversar com pessoas sobre diversos assuntos de cunho não sexual, se seu objetivo é criar novos vínculos eles estão aí. A propósito, até as redes sociais mais convencionais (twitter, facebook, etc.) têm mecanismos de bloqueio de conteúdo sensível ou indesejado. Dá para usar, como você disse - com respeito às pessoas, mas o legal ainda é usar pouco. Ver as fotos do final de semana ou um conteúdo que realmente vale a pena – e sair para fazer outra coisa.

Conheço bem a realidade de não viver em um grande centro e ainda mais a de não se envolver afetiva/sexualmente com alguém. Cara... é um inferno na terra! Depois que você transa algumas vezes então... é terrível. As vezes boas lembranças ficam, reaparecem e doem. Dói. Dói pra caramba. Se você pode e está disposto a viver um relacionamento, por falta de experiência na área não vou te dar um conselho, mas acho que o princípio é deixar as coisas acontecerem naturalmente (aquela velha história de cuidar do seu jardim para que os pássaros venham até ele).  

Se você, assim como eu, não está apto a ingressar em uma relação afetiva humana, o que está funcionando para mim é reforçar a ideia de que a vida está muito além do sexo e que hoje não é o momento para isso. Hoje é o dia de me divertir com meus amigos, rir muito, trabalhar bastante, estudar mais ainda, me manter saudável e crer que vou conseguir viver "o momento" na hora certa. NÃO É FÁCIL. MAS NEM UM POUCO FÁCIL. Tenho me frustado em determinados pontos do reboot com isso, porque o objetivo é fazer o reboot para ter mais tempo e estudar mais - o que não está acontecendo muito não kkkkkk.  

Contudo, para mim este está sendo o caminho.

Cara, força! Sempre.

Um abraço!

Obs: A parte sobre justificativas mentais do manual (p. 121 ss.) é pertinente nessa luta.
avatar
JotaPê
Mensagens : 688
Data de inscrição : 18/09/2017

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 30/1/2018, 10:38
Realmente , para os gays pode ser mais difícil , mas muito longe de impossível. É o sacrifício para uma vida melhor.

_______________________________________



avatar
Tenzin
Mensagens : 17
Data de inscrição : 23/01/2018

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 6/2/2018, 19:02
Eu não estaria sendo honesto se não voltasse nesse tópico. E também não me sentiria bem. É o seguinte, no 31º dia do reboot tive um reset com M. Não considero que coloquei tudo a perder, porque não vi P. Só que foi ruim. Não foi bom não, foi estranho. Não deu prazer, foi meu mecânico, zoado. Na manhã seguinte efeito caçador veio com tudo. Ansiedade, inquietação e muito tesão. Foi foda! Nisso, baixei um app de pegação, coisa que para meu quadro eu jamais deveria fazer, mas fiz. Cidade pequena é complicado, porém tinha um cara de fora. Conversamos por uns dois dias, me despertou o interesse, enfim, me convenceu a correr o puta risco. Cara, FOI BOM! MUITO BOM! Eu saí de casa tremendo de nervosismo, mas meu, controlei tudo certo, fiquei firme, durou o maior tempão (hahahaha) e foi foda!!!  

O problema vem depois. Sexo casual, por mais que eu me esforce pra caramba, sempre fica algo na memória e muitas vezes uma vontade de conhecer melhor a pessoa. Eu fico só na vontade mesmo, por razões pessoais. No entanto, essa vontade dói pra caramba e dá uma ferrada com minha cabeça. Pensando agora, acho que sexo casual agrava a carência. Não sei como estarei daqui alguns dias...

Então cara, três coisas:

1) Confesso usei app.
2) Por ora, ter transado tá me motivando para caralho a continuar com o projeto. Não, não estou nem um pouco afim de ver P e o efeito caçador está contido. Eu to feliz bixo kkkkkk.
3) Se você quer e pode se envolver abertamente com outras pessoas em relações íntimas de afeto, não perca seu tempo com apps e vai ser feliz!

Um abraço!!!
avatar
Ayil
Mensagens : 32
Data de inscrição : 20/01/2017

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 7/2/2018, 12:46
Também vejo que nós gays nao temos a oportunidade de sair flertando no dia a dia ou festa, não sabemos quando vamos sofrer um episodio de homofobia. Entao depois de manter meu reboot por um tempo ate me sentir mais seguro, não descarto a possibilidade de usar um aplicativo mais leve como o tinder para conhecer gente nova.

_______________________________________
Somos seres espirituais vivendo uma experiência humana.

avatar
Internet
Mensagens : 132
Data de inscrição : 11/09/2017

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 19/2/2018, 08:47
Nunca usei esses apps de forma saudável.

Eles basicamente me serviram como um complemento à P.

Eu criava fakes pra conseguir nudes e ficava fantasiando com essas imagens.

Meu perfil real (sem foto de rosto) nunca me rendeu nada. Não sou malhado. Aqui na minha cidade prevalece a cultura do corpo perfeito. Se você não é uma barbie trabalhada na academia, nenhum ativo vai te querer aqui.

Enfim, os apps acabam me desencadeando ansiedade e frustração.
avatar
Pesar
Mensagens : 20
Data de inscrição : 17/02/2018

Re: EQUIPA GAY, SOLTEIRO E APPS BLOQUEADOS, E AGORA??

em 19/2/2018, 16:43
Estava me questionando quanto a isso ultimamente, mas penso que o meu foco, agora, é completar o reboot e ver se me livrei dos sintomas associados. Depois tentar encontrar uma pessoa, já que agora não adianta muito. Quanto ao uso de app, realmente dá pra usar de modo a conhecer pessoas, sem voltar tanto ao sexo casual, tudo depende de nós e do tipo de pessoas com as quais conversamos.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum