Compartilhe
Ir em baixo
floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Meu reinicio

em 9/6/2015, 13:24
Eu tenho 32 anos. Infelizmente sou um viciado em pornografia e masturbação. Eu comecei a me masturbar aos 14 anos e ver pornografia (internet) com 19 anos. Eu chego a ficar até 6 horas por dia vendo pornografia na internet e segurando a ejaculação por todo este tempo. Sou casado há 9 anos, não tenho filhos e trabalho em casa. Fico muito em casa e sozinho. A masturbação foi uma grande fonte de alívio da ansiedade para mim. Eu tenho TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) desde a adolescência. Eu já melhorei muito nas compulsões, menos na masturbação. Inicialmente eu via sites de mulheres mostrando os pés (sou podolatra) e usando as famosas calças de ginastica. Depois comecei a ver as mulheres com “cameltoe”. Depois sexo explícito. Eu não tenho atração por homens, somente por mulheres. Mas há 3 anos eu também passei a ver pornografia gay. Não sei o motivo, mas fico excitado. Infelizmente por isso passei a mostrar meu corpo na internet. Por cam ou por fotos e a entrar em salas de bate-papo na minha cidade. Nunca traí minha esposa. Mas cheguei perto disso. Não fiz porque no final me sentia triste em fazer isso com ela e não tenho, fora da tela do computador, atração pelo mesmo sexo. Eu já cheguei a me masturbar vendo minhas próprias fotos e a usar algumas roupas da minha esposa. Nunca tive nenhum relacionamento homosexual. Eu não suporto mais esta situação. Tenho um casamento feliz, bom sexo e mesmo assim sou viciado em pornografia e masturbação. Já teve dias em que acordei tremendo e sentindo o estomago ruim só por “fissura”. Foi péssimo. Tenho dificuldades em controlar o pensamento e tenho postergado todos os meus trabalhos. Está tudo ficando pior. Eu já fiquei um mês sem masturbação e pornografia. Isso antes de conhecer o site em inglês e português. Mas acabei voltando achando que poderia controlar. Foi meu grande erro. Eu sou um viciado e tenho que conviver com isso. Como tenho compulsão por ler notícias e elas aumentam minha ansiedade, acabo me masturbando. Não me controlo. Eu voltei a fazer exercícios físicos. Isso realmente ajuda. Tenho passado por dias muito tristes. Já pensei em me matar por isso. Não suporto viver mais assim. A responsabilidade pela situação é completamente minha. Eu não consigo subjugar minha vontade em ver pornografia e masturbação. As vezes fico uma semana sem me masturbar. Entretanto fico muito triste também. O vício não é fácil. Hoje é meu primeiro dia do desafio. Eu espero conseguir. Depois relato mais do meu cotidiano e dificuldades. Eu me sinto desmotivado, com memória fraca e estou tendo dificuldades em ter sexo prazeroso com minha mulher. Ela não sabe nem imagina que eu sou um viciado.

Já tentei bloqueadores e largar o computador. Não deu certo. Hoje começo tentando tendo pela conciência das minhas responsabilidades em relação a esta questão. É força interna mesmo. Espero que dure. É minha primeira tentativa de reinicio com os métodos do site e com a ajuda de vocês. Eu preciso muito. Obrigado.


Última edição por floydweber1983 em 9/6/2015, 17:18, editado 1 vez(es)

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

Meu reinicio Empty Boas novas

em 9/6/2015, 16:56
Boa tarde,

Como vai amigo, boas novas para vc! Nada do que vc fizer ou falar vai nos causar estranheza. Somos todos viciados e padecemos do mesmo mal: PMO. Sou ansioso assim como vc e me aliviava na pornografia. É uma das melhores maneiras de esquecer do mundo e dos problemas, até se tornar o pior deles. Porém, tu tens a sorte de ter uma companheira aí do teu lado. Confesso que também não contei pra minha do meu problema, mas foi é ela quem me dá a mão quando começo a fraquejar. Quando me sinto desprotegido e quero cair a procuro e ela me pede para esperá-la. A recompensa é tão boa que me condicionei a procurá-la toda vez que a ansiedade cresce. Hoje, por exemplo, me sindo pra baixo, sem estímulo de continuar, achando que poderia ter feito mais por mim e minha família e com uma vontade louca de esquecer do mundo. Mas, com o passar do tempo sem cair na PMO a gente começa a perceber como funcionam os gatilhos e nossa reação fisiológica. Meu corpo não manifesta qualquer necessidade, não tive qualquer estímulo visual que me fizesse querer ver pornografia, apenas me sinto um fracasso e quero aliviar a pressão liberando um monte de dopamina com um orgasmo depois de ver um monte de pornografia. Mas hj não! Sei bem onde isso vai me levar.
floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 9/6/2015, 17:18
Obrigado pelas palavras. Não é fácil lidar com este vício. Quando fico alguns dias sem masturbação eu fico muito excitado. Na rua minha atenção com as mulheres aumenta muito. Apenas visualmente. Fico vendo os pezinhos e fico louco para chegar em casa e me masturbar e ver pornografia. O gatilho é sempre o computador. É como um ritual. Levanto, arrumo a cadeira, ligo o computador, digo que não farei, entro em algum site com qualquer foto minimamente sensual de mulheres e, pronto, começa a loucura. É difícil controlar estas inclinações. Hoje vejo que o melhor não é lutar contra, mas ocupar a mente com outra coisa. A baixa autoestima realmente causa problemas. A masturbação é com um analgésico para a ansiedade, o mundo, a baixa autoestima, a preguiça, as frustrações…. Mas tem um preço muito alto. O custo é perder a própria liberdade. Eu sou escravo do meu próprio corpo. A compulsão ajuda muito nisso também. A minha compulsão por notícias sempre me leva para a masturbação. É como se meu corpo soubesse o caminho a trilhar quando me nego a saciá-lo. E eu leio notícias por achar que se eu não me informar, além de ficar desinformado, algo de ruim acontecerá. É uma luta! Mas eu tenho que superar a mim mesmo. Se eu não fizer isso, a minha vida, que está sem sentido no momento, perderá toda esperança de dias melhores. E melhores eu quero dizer sem masturbação e com melhor saúde mental.

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 11/6/2015, 12:41
Agradeço o apoio de todos. Infelizmente hoje eu tive uma recaída. Me masturbei e vi muita pornografia. Mas a recaída me foi instrutiva. Eu não posso usar o computador quando estiver sozinho de maneira alguma. Ele é um poderoso gatilho. Não sou religioso, mas neste caso, vale a seguinte reflexão: “Se um dos teus olhos te fez pecar, arranca-o, e lança-o fora de ti...”

Não posso contar para a minha esposa. Eu a conheço bem e sei que ela não conviveria bem com o meu vício.

O bom deste site é que batalhamos juntos. E juntos podemos vencer o vício.

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

Meu reinicio Empty Sei o que é isso.

em 11/6/2015, 14:35
Sei o que é isso, mas cada vez que caímos depois de nos reconhecermos como viciados, o fazemos por motivos diferentes, a minha vez foi por curiosidade, para saber o que tinha mudado nas minhas páginas favoritas, mas para minha surpresa.. não vi nada diferente e gozei pensando nas noites com minha mulher. Foi sorte, pq nada me predeu a atenção, minha mente tem tanta pornografia que precisa de algo novo para capturar minha atenção, afinal foram quase duas décadas de pornografia. Quando vi que não conseguia me excitar com as mesmas fotos e vídeos tentei outros sites, mas também tinha muita coisa repetida. Ai eu percebi que quem tinha mudado era eu. Não controlo o meu vício, mas já criei uma resistência, ainda que pequena eu a tenho.

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 23/6/2015, 10:56
Caros companheiros de luta, segue meu relato destes dias sem masturbação e pornografia.

Pontos positivos:

1- Realmente começo a sentir uma melhora da memória.

2- Sinto o pênis mais ereto e mais sensível. Sinto até melhoras no momento de mijar. Aumentou minha sensibilidade (em uma semana senti a diferença).

3- Transei com minha esposa no final de semana. Fui mais intenso (ela disse isso) e ejaculei mais (não me senti na capacidade máxima. Mas melhorou).

4- No momento do sexo não precisei pensar em pornografia para ter prazer. Isso me deixou muito feliz.

5- Me sinto mais motivado (melhora lenta mais perceptível).

6- Eu melhorei a capacidade de concentração (melhora lenta mas perceptível).

7- Minha ansiedade diminuiu um bom nível (com esforço diário).


Pontos que estou com dificuldades:

1 – Ainda sinto vontade de ver pornografia e de me masturbar (como viciado tenho que aprender a conviver com isso).

2- Minha mente quer me enganar com frequência (com estímulos a fantasias e a recaídas).

3- Sinto ainda um pouco de calafrio ou mal-estar em decorrência do corte do vício.

4- Na rua as mulheres têm me chamado muita atenção. O que me estimula muito.

5- Tenho tido a tendência a ficar entediado e triste.

6- As vezes fico com o humor ruim e com tendência a ter mais raiva de acontecimentos do cotidiano.


O que eu tenho feito contra as dificuldades:

1- Estou com força de vontade para superar o vício. As melhoras e as expectativas futuras têm me ajudado a aumentar a força de vontade.

2- Estou evitando todos os poderosos gatilhos. Em relação ao computador, qualquer site com fotos sensuais. Tenho evitado as fantasias mentais. Evito usar computador quando estou sozinho e procuro não ficar em casa sozinho. Estou priorizando trabalhos fora de casa. Em relação a fantasias, assim que a mente estimula começo a pensar em outra coisa. Não nego as fantasias, apenas procuro ficar indiferente e penso em outra coisa.

3- Exercícios físicos têm me ajudado a superar problemas com o corpo.

4- Tenho procurado ficar indiferente as mulheres na rua. Não é simplesmente achar uma mulher bonita. Quem é viciado sabe que não se trata apenas desta avaliação. É ver tudo o que nos apetece e fantasiar… fantasiar….

5- Para evitar o tédio e a tristeza tenho lido mais literatura que eu gosto, faço exercícios físicos, estudo o que eu gosto e me dedico mais a esposa (converso mais com ela e fazemos mais coisas juntos). A motivação crescente ajuda também.

6- Imaginar melhoras para o futuro e ter uma vida mental melhor tem me auxiliado também.

7- Tudo tem seu tempo e coisas erradas acontecem. Tenho que lidar com a ansiedade e com a raiva.

8 – Participar do fórum ajuda a superar o vício. Ler outros depoimentos, escrever sobre si mesmo, exteriorizar o que está acontecendo em sua mente, receber ajuda de vários companheiros na luta, ler as dicas, tudo isso é de importância fundamental na batalha. Não estamos sozinhos. Este vício existe. Ele não é um desvio de caráter. Não se está sozinho. Este espaço é fundamental para a descoberta de procedimentos contra o vício e para uma maior clareza sobre o vício e suas consequências.


Conclusões:

1- Recaídas são fáceis de acontecer se eu não me cuidar.

2- Não adianta nenhum sentimento de culpa. O que aconteceu eu não mudo mais. Mas conhecendo o vício e as maneiras de lidar com ele construo um futuro diferente. É isso que importa.

3- EU SOU UM VICIADO. Não posso mudar isso. Eu tenho que conviver com este problema.

4- É possível conviver com o vício. Eu posso controlar esta inclinação terrível.

5- A luta é diária e vale a pena. Cada dia sem quedas é uma vitória.

6- Para mim é uma questão de me sentir bem, de gostar de mim mesmo, sem vaidades. Apenas quero cumprir as exigências do dia e construir as soluções para as escolhas que fiz.

7- Não é fácil lutar contra este vício. Não existe nada milagroso. Eu não vou acordar amanhã liberto. Eu tenho que lutar contra o vício. Isto requer muito esforço. Se eu tiver uma recaída, vou prosseguir e aprender porque recaí. Não abandonarei a luta. A vida é melhor sem a realização deste vício. Tenho que abanonar a "infância". A luta é minha e somente minha.  

A luta continua.


Última edição por floydweber1983 em 23/6/2015, 14:11, editado 2 vez(es)

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 23/6/2015, 12:47
A luta é assim mesmo cara. Dia a dia. E as pequenas melhorias fazem muita diferença. A força se gera com muita fé, pequena como o grão de mostarda.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 23/6/2015, 12:49
Um diagnóstico completo como você fez é importante. Ajuda a monitorar pontos fracos e estabelecer os pontos fortes. Serve de exemplo, cara. Eis o bom caminho!

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


avatar
Convidado
Convidado

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 23/6/2015, 15:40
floydweber1983 escreveu:
Eu tenho 32 anos. Infelizmente sou um viciado em pornografia e masturbação. Eu comecei a me masturbar aos 14 anos e ver pornografia (internet) com 19 anos. Eu chego a ficar até 6 horas por dia vendo pornografia na internet e segurando a ejaculação por todo este tempo. Sou casado há 9 anos, não tenho filhos e trabalho em casa. Fico muito em casa e sozinho. A masturbação foi uma grande fonte de alívio da ansiedade para mim. Eu tenho TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) desde a adolescência. Eu já melhorei muito nas compulsões, menos na masturbação. Inicialmente eu via sites de mulheres mostrando os pés (sou podolatra) e usando as famosas calças de ginastica. Depois comecei a ver as mulheres com “cameltoe”. Depois sexo explícito. Eu não tenho atração por homens, somente por mulheres. Mas há 3 anos eu também passei a ver pornografia gay. Não sei o motivo, mas fico excitado. Infelizmente por isso passei a mostrar meu corpo na internet. Por cam ou por fotos e a entrar em salas de bate-papo na minha cidade. Nunca traí minha esposa. Mas cheguei perto disso. Não fiz porque no final me sentia triste em fazer isso com ela e não tenho, fora da tela do computador, atração pelo mesmo sexo. Eu já cheguei a me masturbar vendo minhas próprias fotos e a usar algumas roupas da minha esposa. Nunca tive nenhum relacionamento homosexual. Eu não suporto mais esta situação. Tenho um casamento feliz, bom sexo e mesmo assim sou viciado em pornografia e masturbação. Já teve dias em que acordei tremendo e sentindo o estomago ruim só por “fissura”. Foi péssimo. Tenho dificuldades em controlar o pensamento e tenho postergado todos os meus trabalhos. Está tudo ficando pior. Eu já fiquei um mês sem masturbação e pornografia. Isso antes de conhecer o site em inglês e português. Mas acabei voltando achando que poderia controlar. Foi meu grande erro. Eu sou um viciado e tenho que conviver com isso. Como tenho compulsão por ler notícias e elas aumentam minha ansiedade, acabo me masturbando. Não me controlo. Eu voltei a fazer exercícios físicos. Isso realmente ajuda. Tenho passado por dias muito tristes. Já pensei em me matar por isso. Não suporto viver mais assim. A responsabilidade pela situação é completamente minha. Eu não consigo subjugar minha vontade em ver pornografia e masturbação. As vezes fico uma semana sem me masturbar. Entretanto fico muito triste também. O vício não é fácil. Hoje é meu primeiro dia do desafio. Eu espero conseguir. Depois relato mais do meu cotidiano e dificuldades. Eu me sinto desmotivado, com memória fraca e estou tendo dificuldades em ter sexo prazeroso com minha mulher. Ela não sabe nem imagina que eu sou um viciado.

Já tentei bloqueadores e largar o computador. Não deu certo. Hoje começo tentando tendo pela conciência das minhas responsabilidades em relação a esta questão. É força interna mesmo. Espero que dure. É minha primeira tentativa de reinicio com os métodos do site e com a ajuda de vocês. Eu preciso muito. Obrigado.


Ótimo relato cara! Sou do grupo dos mais novos, porém nada me impede de dar um pulinho aqui e tentar ajudar de alguma forma, não é mesmo?
Legal saber que você é Podolatra também (legal pelo fato de saber que não há só eu por aqui) Porém, meio constrangedor, pois eu particularmente sofro um pouco quanto a isso.
Cara, segue forte no reboot que sua vida vai melhorar e muito!
Quanto à Podolatria; eu mesmo já não sei mais o que fazer, pois vivo o meu dia-a-dia desejando pés pelas ruas e é realmente constrangedor, pois me leva a pensamentos ruins e consequentemente acabado caindo na PMO.
Só tenho que te desejar forças e te convidar a ler o meu relato, lá também dou algumas dicas que funcionaram e que funcionam comigo. Espero poder te ajudar.
Grande abraço!
floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 27/6/2015, 10:51
Bom dia companheiros de luta.

Não é fácil lutar contra este vício. Mas não é impossível.

Esta noite eu tive um sonho erótico e ontem eu senti pequenas dores no pênis e escroto. Mas foram rápidas. É interessante como a mente cria mecanismos para ser recompensada. Sonhos eróticos, fantasias, estímulos mentais a raiva e a ansiedade…. Eu amanheci muito excitado mas me concentrei e não recaí.

A cada dia me sinto melhor. No entanto, sinto que apesar das melhoras, a mente tenta me fazer recair. Tem momentos que surgem sugestões como “você está melhor, pode controlar” e “você já mostrou que consegue, uma não fará mal”.

É preciso vigilância. Não é negar a todo momento, mas não dar importância e desviar a atenção. Fazer outras coisas. Se entrarmos no jogo de apenas dizer “não” cedemos ao vício.

Eu estou conseguindo melhoras todos os dias. São lentas. O corpo e a mente precisam de tempo para as transformações. Não existe solução mágica. Mas cada mudança é uma grande conquista. A memória melhorou, a capacidade de atenção, tenho mais momentos alegres, mais força interior, melhor autoestima…. Eu me sinto melhor.

Contudo eu continuo um viciado. E não posso negar isso. Não posso fraquejar.

Obrigado a todos pela ajuda.

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 27/6/2015, 15:07
Tudo o que você disse são as experiências gerais que todos nós vivenciamos no reeboot. É, o caminho é esse e cada pequena vitória sobre as dificuldades é recompensador.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 28/6/2015, 09:50
Caros companheiros de luta.

Ontem a noite eu quase me masturbei e vi pornografia. Eu fiquei sozinho em casa. Minha esposa foi visitar uma amiga. Ontem eu não tive relações sexuais com minha esposa. Fui ver um filme na TV e de repente me aparece uma vontade louca de me masturbar e ver porno. Foi muito forte. Pênis muito duro e latejando. Difícil não tocar nele. Liguei o computador, abri o navegador e entrei no Youtube para ver mulheres dançando. Eu "pensava" que isso não me faria mal. Mas assim que entrei no site e fui pesquisar não consegui abrir nenhum vídeo. Fiquei paralisado. Pensei no que estava fazendo, na minha esposa e que não queria voltar ao que era. Foi muito difícil. Eu fiquei apavorado. Não esperava ficar naquela situação. O que eu fiz? Entrei no fórum e fui ler relatos dos companheiros. Depois de algum tempo a vontade passou, minha esposa finalmente chegou e pude voltar a me controlar. Isto me ajudou. Ainda bem que eu não vi pornografia e nem me masturbei. Hoje estaria me sentindo um lixo. Eu quase estou me sentindo assim pelo simples fato de ter chegado tão perto de recair. Estou com medo. Estava me achando bem. Este vício é foda. Foi por muito pouco que não recaí. É preciso muita perseverança e disciplina para superar a si mesmo.

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 1/7/2015, 17:20
Infelizmente hoje eu não suportei a pressão da mente. Sonhei com sexo e acordei sentindo calafrios e tremores. Apesar de não ter ido até o fim (gozado), vi fotos de mulheres usando biquíni, nuas, vídeos no youtube de moças dançando funk e entrei em salas de bate-papo. Toquei-me mas não gozei. Não posso considerar isso vantagem. Fiz isto na parte da manhã. Vou resetar o meu contador e voltar para a luta. Ao menos aprendi mais um pouco das artimanhas da minha mente. Não é desculpa, mas, pelo menos, aprendi algo.  Rumo a cem dias sem PMO.

De volta a luta.

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
floydweber1983
floydweber1983
Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/06/2015

Meu reinicio Empty Re: Meu reinicio

em 2/7/2015, 13:34
Infelizmente terei que me afastar do forum. O computador é um importante gatilho para a PMO. Não posso usá-lo. Ao menos por enquanto. Até eu passar uns 30 dias de reboot. Desejo a todos muita força contra este vício.

Obrigado a todos.

_______________________________________
Meu reinicio Img?u=6238265531170816
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum