Compartilhe
Ir em baixo
Morrisey
Mensagens : 1
Data de inscrição : 21/02/2018

Desabafo

em 7/3/2018, 22:21
Tenho 23 anos, sou viciado em pornografia, e hoje completaria minha segunda semana limpo.
Desde tenra idade iniciei meu contato com porno, acredito que com 9 ou 10 anos. Não consigo me lembrar muito bem de minha infância e adolescência. Sempre que penso nessa época me deparo com um menino muito tímido, que passava horas e horas sozinho, sem querer contato com praticamente ninguém. Com a chega da internet rápida passava horas e horas em sites pornográficos, nunca tinha disposição para nada, os poucos amigos que tinha, não fazia questão de manter contato. Com a descoberta da homossexualidade tudo piorou. O que meus pais iam pensar? E se alguém descobrir? E se for só uma fase?  Será que Deus vai me castigar? Descontava ainda mais essas questões em porno, que era a minha válvula de escape para todos os problemas. Santa Pornografia, não?
Assim que terminei o EM, com 17 anos, me mudei para uma cidade maior e entrei em uma universidade particular. Senti que tinha uma chance de recomeçar, não queria ser aquela pessoa deveras tímida e sem amigos para sempre. E de fato fiz algum "esforço" para melhorar, consegui alguns poucos amigos, enterrei minha homossexualidade, mas nunca conseguia me relacionar com ninguém, o simples fato de olhar alguém nos olhos me assustava. Quem em sã consciência iria querer se relacionar com esse menino estranho e feio?
Passei os dois primeiros anos da faculdade nesse ciclo eterno de depressão e pornografia, até que um dia que não aguentei mais. Fui em um psicologo que me ajudou bastante, criei coragem suficiente para me assumir pra minha mãe e alguns amigos mais próximos, e a partir tive uma real melhora em minha vida. Descobri que o tempo deu alguma melhora em minha aparência, e que o mundo gay pode ser bastante sociável e amigável se você se permitir entrar nele. A partir daí nada me impediria de conseguir algum relacionamento, não é mesmo? Tinha aprovação de parte da família, dos amigos, e já não me sentia aquele menino feio o tempo todo. Ao menos era isso o que eu pensava...
Descobri o mundo dos apps e não perdi tempo em conseguir alguns encontros,  mas independente do quanto eu estivesse afim, nunca conseguia manter uma ereção. Nas incontáveis horas de porno o amigão de baixo nunca me decepcionava, por que justo quando importava ele não subia?? Isso se repetiu várias vezes ao ponto de eu evitar qualquer tipo de contato sexual por vários meses. Com a depressão de volta minha média na faculdade caiu, e eu me afundava cada vez mais na pornografia e procrastinação. Comecei a pesquisar causas de DE em jovens e me deparei com alguma informação sobre o vicio em P, mas na época não quis acreditar inteiramente. Fiz alguns testes e fiquei uns 6 dias sem porno e masturbação, não tive resultado de novo e desisti da ideia.
Passado algum tempo voltei a conseguir alguns encontros, mas dessa vez me permitindo uma experiencia completa sendo passivo. Nunca era tão prazeroso, e o amigão continuava lá , apático e sem vida. Mas pelo menos não era tão frustante...
No ultimo ano da faculdade (ano passado) conheci uma pessoa maravilhosa, e logo depois começamos a namorar. Pensava que se encontrasse a pessoa perfeita, magicamente minha DE iria sumir. Nada disso. E com o passar do tempo ela passou a ser um grande problema pra mim no relacionamento. Eu sempre me cobrava mas nada e nada...Mais pornografia como porta de escape...
No inicio desse ano conclui os estudos, e voltei pra cidade dos meus pais. Era de ouro de minha vida. 23 anos, jovem, formado, situação financeira estável, alguns amigos, apoio familiar, e um namorado maravilhoso, que mesmo a distancia conseguíamos manter uma boa relação. Mas eu não me sentia assim. Lá estava eu voltando ao fundo do poço novamente, lugar que ainda me encontro nesse momento.
Duas semanas atrás depois de uma crise de ansiedade decidi parar de vez com a pornografia, busquei mais informações na internet e acabei encontrando o fórum. Passei o dia inteiro lendo o e-book e os relatos daqui. Descobri como a pornografia fodeu com a minha vida e a da maioria das pessoas daqui, e jurei nunca mais ter contato com ela, instalei os bloqueadores e tentei seguir a risca todas as instruções do e-book. Não vou dizer que foi fácil, mas eu até estava me conseguindo manter razoavelmente bem, mas como consequência dos meus constantes afastamentos e da distancia, ontem, meu relacionamento acabou por encontrar um precoce fim. E em uma falha de planejamento por causa de um celular novo, hoje, acabei por cair de novo.

Minha ultima queda.

Não vou ser mais refém do meu vicio
Custe o que custar!

Desculpem o textão, mas precisava desabafar um pouco.
Vou tentar manter sempre atualizado o forum com os relatos do reboot
Forças a todos nós!
avatar
sehis
Mensagens : 29
Data de inscrição : 01/03/2018
Idade : 40
Localização : Rio de Janeiro

Re: Desabafo

em 8/3/2018, 10:37
Use sua queda como uma despedida. Um marco instalado! The Queen is dead! A partir daquele dia você vai ser mais carinhoso consigo mesmo e não vai mais entrar por strangeways! Não vai se tocar somente para orgasmo e sim para se cuidar! Se der deprê, nada de ficar em casa no ócio! Vá para rua ou em contato com outros para não se tocar a todo momento! Here we Come!

_______________________________________
marcosbanc
Moderador
Moderador
Mensagens : 274
Data de inscrição : 07/01/2018

Re: Desabafo

em 8/3/2018, 11:24
Oi querido, fico feliz por ter procurado o fórum. Também perdi parte da minha adolescência nesse vício. É horrível!
Seja bem-vindo, pedimos que você instale os bloqueadores e leia o e-book. Qualquer dúvida estamos aqui para nos ajudarmos!


_______________________________________
Visite meu diário e me ajude a vencer!

http://www.comoparar.com/t6668-reboot-marcos

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum