Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 103
Data de inscrição : 16/03/2018
Ver perfil do usuário

Re: VIVENDO NO AUTOMÁTICO

em 9/11/2018, 10:30
Bom, já faz um tempo que eu não comento aqui, em todo caso não tem muita coisa relevante pra comentar, mas em todo caso, já são mais de 6 meses longe do vício, uma marca que eu achei que nunca conseguiria alcançar, já sinto alguns benefícios, não estou curado e acredito que ainda estou muito longe, já lí diários e histórias de sucesso de pessoas que levou mais de 1 ano pra estarem curadas 100%, e acredito que esse seja o meu caso, não estou desesperado por isso, não mais. Hoje em dia eu penso completamente diferente de 6 meses atrás, eu meio que tenho uma teoria de que nós viciados temos duas personalidades: a primeira que é quem somos de verdade, sem o vício, sem as dúvidas, sem o comportamento compulsivo por sexo e pornografia a todo custo e a segunda que é a do viciado desesperado, escravoceta e inseguro que é como o vício nos deixa, quer dizer, eu nunca fui um conquistador alá Barney Stinson (HIMYM), mas sempre conseguía conversar de boa com uma garota, mesmo que só fosse amizade, mas depois que mergulhei de cabeça no vício, não conseguia nem olhar no rosto de uma, muito menos manter uma conversa, nem se quer olhar nos olhos, bom isso diminuiu mais, já consigo me soltar mais quando converso com uma, sem imaginar ela sem roupa e tal, e isso é bom. Uma coisa muito importante que eu descobri é que, de certa forma eu vinha fazendo meu reboot errado, vejam bem, desde que iniciei esse reboot atual, eu vinha sofrendo com as poluções noturna à cada 10 dias e até menos, e isso vem acontecendo até agora, eu pratiquei MO 3 vezes nesse reboot, mas já fazem mais de 100 dias que tô sem masturbação, mas aí vem outro problema: as fantasias, desde o início do reboot eu me permitia fantasiar, mesmo que por pouco tempo, mesmo "controlando" o máximo que posso, mas depois de um tempo essas fantasias viraram uma espécie de "Polução consciente", quando eu fantasiava durante quase o dia todo, à noite ficava muito vulnerável, e só era preciso uns 2 minutos de fantasias pra ejacular (talvez sofra de EP).Mas aí é que tá, mesmo eu cortando as fantasias, o problema continuou por mais 7 dias seguidos, aí eu percebi que tava voltando para o vício, tomei atitude e consegui ficar 26 sem a prática, as fantasias tinham diminuído mais, mas mesmo assim eu caí, não sabia o que fazer, até que parei pra pensar um pouco no que me deixava muito excitado e fora de controle: uma garota especial, só de pensar nela eu já ficava ereto, só de lembrar do rosto dela eu já ficava mais ansioso ainda, e quando eu fico mais ansioso, as fantasias (de vídeos pornô) começam a me dominar, então decidi que vou esquecê-la, e sinceramente tá funcionando, já fazem 24 dias que não tenho uma ereção, parece que o muleque tá morto kkk, claro que a flatline ajuda, as fantasias estão em quase 0%, e consequentemente as poluções diminuíram, faz 13 dias que não tenho uma, e quero que vá além. Bom, só acho que esse é o meu reboot definitivo,  tô me dedicando mais aos exercícios em casa, que me deixam menos ansioso, tô mais afastado da internet também, que é outro vício que preciso controlar, melhorei meus desenhos e tô mais focado, principalmente depois que descobri o gatilho, e por falar nesse "gatilho", eu me declarei pra ela há uns 2 meses atrás, eu não lembro o que ela me disse porque eu tava muito bêbado, ela terminou o namoro poucos dias depois e eu comecei a me iludir, achando que fosse por minha causa, mas era loucura da minha cabeça, porque uma semana depois descobri que ela já tava ficando com outro cara e  nem olhava mais na minha cara, mas já faz um tempo que a vi, eu tava pensando em fazer mais uma tentativa, talvez pelo Facebook ou whatsapp, mas aí percebi que isso só tava me fazendo mal, eu não posso manter um relacionamento agora, eu não posso fazê-la feliz, se nem eu tô feliz, e só ia atrapalhar meu reboot, além disso se ela quisesse algo comigo já tinha dado algum sinal, mas tô conhecendo outra guria, ela é legal, mas não vou tentar nada ainda, só amizade por enquanto, mas tô de boa com isso.
     Quanto aos benefícios, aquela sensação horrível no meu corpo, quando eu ia fazer qualquer atividade ou qualquer momento de ansiedade, meu corpo queimava, na região do peito e dos braços, era insuportável, lí que isso tem a ver com a adrenalina, e com certeza outra consequência do vício, bom lá pros 100 dias de reboot que isso não acontece, a quantidade de dias sem P e as práticas diárias de exercícios físicos deram um jeito nisso, outra coisa foi a melhora na voz, já consigo falar com mais firmeza, o HOCD diminuiu bastante, mas ainda tenho alguns pensamentos intrusivos, que logo desaparecem, e não fico alimentando, algo parecido com as fantasias e a garota, é como se eu tivesse um certo controle sobre os meus pensamentos agora, e sinto que minha personalidade esteja "voltando", digamos assim, ainda sofro com a ansiedade e a fobia social, muito mesmo, vou ser sincero, não saio de casa pra nada, apesar das pessoas insistirem, não sinto a menor vontade, mas tô administrando muito melhor do que há 6 meses atrás, minha auto estima deu uma melhorada mas não tô muito confiante, mas já não me acho um lixo quando olho no espelho, outra coisa que percebi é que quando eu fico na internet minha ansiedade aumenta um pouco e fico procrastinando nos exercícios, então não tenho mais acesso wifi, também não tenho mais redes sociais, só o whats e converso com poucas pessoas, só gente da família e a nova garota. Bom, a vontade de ver pornografia é ZERO, a de masturbar também, e quero que as fantasias também sumam de vez, junto com os sonhos eróticos já diminuíram uns 95%, tô pensando em por um novo contador, pra marcar uma nova data desse "reboot definitivo" sem P/M/F, não vou contar sem o orgasmo por causa das poluções. É isso, não é uma história de sucesso, ainda tô longe disso, mas, como eu disse, prefiro viver assim pra sempre do que voltar a praticar PMO todos os dias. Um abraço pra galera que me acompanha, esses dias eu tô visitando bastante o fórum, lendo os diários de vocês, que me inspiram bastante.

E algum moderador, peço que mova o meu diário pra sessão dos 22, tá na hora de virar adulto rsrs

_______________________________________










"Bem e mal, às vezes a diferença entre eles é uma linha tênue, às vezes é um borrão, às vezes é como a pornografia: você reconhece quando vê". Matt Murdock

Acompanhe a minha luta>>





[size=40]http://www.comoparar.com/t7195-vivendo-no-automatico[/size]
avatar
Mensagens : 103
Data de inscrição : 16/03/2018
Ver perfil do usuário

Re: VIVENDO NO AUTOMÁTICO

em 9/11/2018, 10:36
Eu tava vendo a terceira temporada da minha série (rsrsrs), e confesso que me inspirou bastante, principalmente no início em que ele está quebrado, desmotivado e sem esperança, mas consegue se reerguer de uma forma impressionante, é muito parecido com quem tá nesse vício, é realmente inspirador, ainda não terminei a temporada completa, mas é uma boa opção pra quem tá precisando de motivação, e além disso é uma ótima série de super herói

_______________________________________










"Bem e mal, às vezes a diferença entre eles é uma linha tênue, às vezes é um borrão, às vezes é como a pornografia: você reconhece quando vê". Matt Murdock

Acompanhe a minha luta>>





[size=40]http://www.comoparar.com/t7195-vivendo-no-automatico[/size]
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum