Compartilhe
Ir em baixo
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 22/6/2015, 13:45
lucasco escreveu:6 dias caras! Ontem comecei a ter sintomas de abstinencia de PMO!!! Senti imensa vontade de me masturbar, mas como sei que minha Masturbação leva a fantasias sexuais, lutei imensamente contra, e venci, consegui desligar o notebook sem acessar P, no momento da vontade, entrei aqui no fórum e comecei a ler algumas conversas, e voces me ajudaram! O fórum me ajudou nos argumentos contra o meu cérebro, e então venci a luta de ontem, hoje temos mais um leão pra vencer! Bora lutar! Dias mais hard estão pra chegar pra mim, mas com ajuda de voces, do fórum, do e-book, sei que vou conseguir! Abraço! Força, foco e fé. Boa segunda pra todos!

Força cara! É realmente um leão por dia que temos que enfrentar. Te desejo toda força e pode contar com a nossa ajuda. Se quiser me acompanhar também, te convido a ler o meu relato.
Um grande abraço!
Até mais.
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 07:48
7 DIAAAAAAS! Pensei que nao ia chegar até aqui! De ontem pra hoje foi a madrugada mais terrível de todas! Achei que não conseguiria suportar! Eu lembrei que havia os bloqueadores instalados - mas mesmo assim, Ele não vai bloquear um vídeo do youtube que tenha conteúdo sensual - um vídeo clipe musical por exemplo.. pelo menos ele nao bloqueou aqui :c Foi difícil, vi um clipe de uma cantora famosa aí, não é brasileira, mas não vou falar o nome por motivos de respeito pra quem está fazendo o reboot, e depois vi um vídeo daqueles testes de fidelidade. Aquele programa é horrível, é um lixo, não asissto TV À mais de um ano e meio, já me libertei disso, mas o programa me chamou atenção por causa das mulheres que tentam o cara a trair sua mulher, não há nudez explícita, mas as mulheres ficam praticamente seminuas, com langerie, cortei o vídeo 2 vezes, não me masturbei, apenas olhei a cena, mas antes de terminar o vídeo, desliguei o notebook e fui dormir. Talvez meu cérebro tentou encontrar uma alternativa mesmo com os bloqueadores de cair na PMO. Devo reiniciar o reboot? Mesmo sem nenhuma atitude de PMO? Acho que não, mas o que voces acham? - Na luta, vou vencer este dia, e vamos chegar aos 90, 150, e o resto da vida sem esse problema! Abraço e bom dia!

_______________________________________
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 07:56
lucasco escreveu:7 DIAAAAAAS! Pensei que nao ia chegar até aqui! De ontem pra hoje foi a madrugada mais terrível de todas! Achei que não conseguiria suportar! Eu lembrei que havia os bloqueadores instalados - mas mesmo assim, Ele não vai bloquear um vídeo do youtube que tenha conteúdo sensual - um vídeo clipe musical por exemplo.. pelo menos ele nao bloqueou aqui :c Foi difícil, vi um clipe de uma cantora famosa aí, não é brasileira, mas não vou falar o nome por motivos de respeito pra quem está fazendo o reboot, e depois vi um vídeo daqueles testes de fidelidade. Aquele programa é horrível, é um lixo, não asissto TV À mais de um ano e meio, já me libertei disso, mas  o programa me chamou atenção por causa das mulheres que tentam o cara a trair sua mulher, não há nudez explícita, mas as mulheres ficam praticamente seminuas, com langerie, cortei o vídeo 2 vezes, não me masturbei, apenas olhei a cena, mas antes de terminar o vídeo, desliguei o notebook e fui dormir. Talvez meu cérebro tentou encontrar uma alternativa mesmo com os bloqueadores de cair na PMO. Devo reiniciar o reboot? Mesmo sem nenhuma atitude de PMO? Acho que não, mas o que voces acham? - Na luta, vou vencer este dia, e vamos chegar aos 90, 150, e o resto da vida sem esse problema! Abraço e bom dia!


Eu já assisti esse programa, não durante o reboot, mas não vejo como recaída não. Além de tudo, o programa logicamente é uma farsa e isso já foi comprovado. Mas, confesso que quando assistia eu ficava exc. com algumas cenas e coisas picantes que as atrizes falavam. As vezes começava a fantasiar (como se ela estivesse realizando aquela cena comigo). Por isso, acho melhor você nunca mais assistir. Se não fantasiou e nem teve esse pensamento, siga com o reboot cara.
Grande abraço.
boa sorte irmão!
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 08:12
Anonymus escreveu:
Eu já assisti esse programa, não durante o reboot, mas não vejo como recaída não. Além de tudo, o programa logicamente é uma farsa e isso já foi comprovado. Mas, confesso que quando assistia eu ficava exc. com algumas cenas e coisas picantes que as atrizes falavam. As vezes começava a fantasiar (como se ela estivesse realizando aquela cena comigo). Por isso, acho melhor você nunca mais assistir. Se não fantasiou e nem teve esse pensamento, siga com o reboot cara.
Grande abraço.
boa sorte irmão!

VALEEEEEU Anonymous! Obrigado por estar junto na caminhada! Então cara, nao cheguei a fantasiar, até porque estava lutando contra assistir aquilo, e fui cortando as cenas, sempre que aparecia a mulher eu passava pra frente porque sabia que talvez aquilo me levaria a desejar mais cenas piores, mas nao cheguei a fantasiar nem pensar eu com a mulher, por pouco mesmo... não vou mais assistir! Valeeeu! Sigo no reboot! Abraço! igualmente! Boa sorte aí! Very Happy

_______________________________________
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 08:19
lucasco escreveu:
Anonymus escreveu:
Eu já assisti esse programa, não durante o reboot, mas não vejo como recaída não. Além de tudo, o programa logicamente é uma farsa e isso já foi comprovado. Mas, confesso que quando assistia eu ficava exc. com algumas cenas e coisas picantes que as atrizes falavam. As vezes começava a fantasiar (como se ela estivesse realizando aquela cena comigo). Por isso, acho melhor você nunca mais assistir. Se não fantasiou e nem teve esse pensamento, siga com o reboot cara.
Grande abraço.
boa sorte irmão!

VALEEEEEU Anonymous! Obrigado por estar junto na caminhada! Então cara, nao cheguei a fantasiar, até porque estava lutando contra assistir aquilo, e fui cortando as cenas, sempre que aparecia a mulher eu passava pra frente porque sabia que talvez aquilo me levaria a desejar mais cenas piores, mas nao cheguei a fantasiar nem pensar eu com a mulher, por pouco mesmo... não vou mais assistir! Valeeeu! Sigo no reboot! Abraço! igualmente! Boa sorte aí! Very Happy


Boa garoto! Fique longe mesmo desse programa ridículo. Eu mesmo, desde que iniciei o reboot, não assisto mais essa porcaria. Porque dá asas a imaginação e isso acaba me levando a PMO.
Seguindo a sua luta cara. Espero poder ajudar.
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 08:29
Aaah, preciso compartilhar algo com voces que me ajuda, não sei se é cientificamente comprovado, queria perguntar isso pro gary wilson rs Mas galera, ontem, na minha louca vontade e abstinencia coloquei músicas mais pesadas do que escuto normalmente, eu sou músico e toco folk (violão, banjo, cello, instrumentos acústicos) Coloquei um rock e músicas bem mais hards do que estou acostumado a ouvir, era como se aquilo aliviasse a pressão! Logo Ouvir Música pesada ajuda contra o vício? Não sei, queria ouvir de voces se ja tiveram experiencias com músicas, outra coisa, se eu ouvir uma música na hora da vontade, por exemplo, que me lembre a minha namorada, ou que seja uma musica com ritmo sensual, aquilo vai me dar mais vontade ainda. No caso do rock não sei se voces já tiveram a experiencia reversa, mas comigo escutar animal as leaders fez meu cérebro parar de enlouquecer.

_______________________________________
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 08:37
lucasco escreveu:Aaah, preciso compartilhar algo com voces que me ajuda, não sei se é cientificamente comprovado, queria perguntar isso pro gary wilson rs Mas galera, ontem, na minha louca vontade e abstinencia coloquei músicas mais pesadas do que escuto normalmente, eu sou músico e toco folk (violão, banjo, cello, instrumentos acústicos) Coloquei um rock e músicas bem mais hards do que estou acostumado a ouvir, era como se aquilo aliviasse a pressão! Logo Ouvir Música pesada ajuda contra o vício? Não sei, queria ouvir de voces se ja tiveram experiencias com músicas, outra coisa, se eu ouvir uma música na hora da vontade, por exemplo, que me lembre a minha namorada, ou que seja uma musica com ritmo sensual, aquilo vai me dar mais vontade ainda. No caso do rock não sei se voces já tiveram a experiencia reversa, mas comigo escutar animal as leaders fez meu cérebro parar de enlouquecer.

Cara, ontem eu escutei rock e deu super certo. Senti uma adrenalina correr sobre minhas veias, rs.
Como já disse, não sou muito fã de Rock, mas gosto de alguns. Esses dias, por um acaso, acabei conhecendo essa banda aqui e achei demais! Ontem, a primeira coisa que fiz ao chegar em casa, foi dar play e começar a curtir. Meu, os caras são loucos.
Por isso, acredito sim que possa ser algo positivo. Não sei porque cara. Mas, de uma coisa eu sei, se a música é internacional e não conhecemos ou não entendemos a letra, acho ser melhor. Porque pensa comigo, tem muitas músicas que nos instigam a pensar em PMO. Grande parte, fazem apologia a situações que nos levam a isso.E o rock? ou outras músicas internacionais? Pode até conter, mas se eu não entendo inglês, só gosto da batida, como pode me afetar direta e indiretamente?
Me compreende?
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 08:38


Meu, esses caras são loucos demais!
Não sei porque, me apaixonei pelo som!
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 21:19
CAAAAAAAAAAARA! é exatamente isso anonymous! e a resposta está no que voce disse: adrenalina o livro comenta algo sobre isso, quando nosso corpo libera adrenalina, isso ajuda no processo contra a PMO, e este som que tu achou, demais cara! Curti muito! Ouvindo aqui! Concluindo meu sétimo dia na vitória! Vamos lutar! Achei que nunca chegaria até aqui... estava na PMO 2 à 3 vezes por semana, com a ajuda dos relatos do e-book, o fórum, e todos vocês, estou vencendo! Abraço a todo mundo e boanoite!

_______________________________________
avatar
Allistex
Mensagens : 24
Data de inscrição : 08/06/2015

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 23/6/2015, 22:11
Parabéns, lucasco! 07 dias sem PMO para quem estava mergulhado no vício já é uma grande conquista! força, foco e fé!
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 07:24
lucasco escreveu:CAAAAAAAAAAARA! é exatamente isso anonymous! e a resposta está no que voce disse: adrenalina o livro comenta algo sobre isso, quando nosso corpo libera adrenalina, isso ajuda no processo contra a PMO, e este som que tu achou, demais cara! Curti muito! Ouvindo aqui! Concluindo meu sétimo dia na vitória! Vamos lutar! Achei que nunca chegaria até aqui... estava na PMO 2 à 3 vezes por semana, com a ajuda dos relatos do e-book, o fórum, e todos vocês, estou vencendo! Abraço a todo mundo e boanoite!

Energiaaa na veiaaaaa meu brother
O som é muito bom, não é?
Mas tenho algumas dúvidas referente ao reboot.
Cara, é normal sentir um vazio, uma triste que não tem fim?
É isso que estou sentindo nesse exato momento, 2 dias e algumas horas sem PMO e um vazio, uma tristeza, que não quer passar.
Será que é normal?
Grande abraço!
avatar
Snowman
Mensagens : 39
Data de inscrição : 19/06/2015

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 08:41
Muito legal a sua história, lucasco.

Sobre as mulheres, pelo que eu saiba mesmo que elas recebam o mesmo estímulo visual que o homem, não é suficiente para as excitarem, precisando também de um estímulo pelo tato, se eu não me engano. Então, deve ser bem mais fácil parar com a P. Até pela educação diferente dos homens que elas recebem também.

E também escuto músicas quando me dá vontade de PMO. Esqueço a vontade e fico me imaginando cantando num show. lol!

_______________________________________


"Na luta contra a impureza, vence quem foge" - São Filipe Neri

Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 09:03
Snowman escreveu:E também escuto músicas quando me dá vontade de PMO. Esqueço a vontade e fico me imaginando cantando num show. lol!


Boa, gostei! Estou me sentindo assim também (...) cantando, pensando ser um astro da música.
KKKK
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 11:45
Allistex escreveu:Parabéns, lucasco! 07 dias sem PMO para quem estava mergulhado no vício já é uma grande conquista! força, foco e fé!

Muito Obrigado Allistex! Está bem difícil, estou lutando bastante! Principalmente nos últimos 2 dias meu Deus cara, ta tenso! Mais voces me ajudam demais! Obrigado pela ajuda! Noiz!!! Continuando na luta! Força, foco e fé!

_______________________________________
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 11:51
Anonymus escreveu:

Energiaaa na veiaaaaa meu brother
O som é muito bom, não é?
Mas tenho algumas dúvidas referente ao reboot.
Cara, é normal sentir um vazio, uma triste que não tem fim?
É isso que estou sentindo nesse exato momento, 2 dias e algumas horas sem PMO e um vazio, uma tristeza, que não quer passar.
Será que é normal?
Grande abraço!

O Som é demais cara!
Cara, é até interessante tu falar isso agora, porque ontem mesmo de tarde e a noite passei grande parte do meu tempo conversando com minha namorada sobre esse sentimento meio angustiante e depressivo, ela me ajudou bastante, mas mesmo assim continuei sentindo, descobri que é porcausa da dopamina! Assim como a paixão, a PMO causa o mesmo vício - chamado por alguns de Psicose Temporária! É loucura demais cara, temos que tomar cuidado, Em Inglaterra, Robert Burton, autor de Anatomia da Melancolia (1621), relaciona-o com a palidez, o pulso irregular, a insónia, a perda de apetite... A paixão intensa “faz que não sejamos melhor do que os animais, irracionais, estúpidos e cabeçudos”. Então mano, é normal sim, tente substituir e dizer para o seu cérebro que ficar sem PMO na verdade é a verdadeira alegria, OBS PARA TODOS : NAO LUTEM NA MENTE - LUTEM EM VOZ ALTA, ME AJUDAVA BASTANTE E AINDA ME AJUDA. Na mente teu cérebro tem mais força que voce, fale em voz alta, traz vergonha ao cérebro, porque ele nao tem voz audível, voce tem. Logo voce o controla - é como retomar o controle. Outra coisa também, é que tem as vezes familiares por perto que podem escutar voce brigando sozinho hahaha, isso ajuda no processo de sair do casulo do vício, são camadas, destrua as camadas, e voce protege sua essencia e integridade!

Acho que é isso,
No mais, estamos aí
Grande Abraço!

_______________________________________
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 11:53
Snowman escreveu:Muito legal a sua história, lucasco.

Sobre as mulheres, pelo que eu saiba mesmo que elas recebam o mesmo estímulo visual que o homem, não é suficiente para as excitarem, precisando também de um estímulo pelo tato, se eu não me engano. Então, deve ser bem mais fácil parar com a P. Até pela educação diferente dos homens que elas recebem também.

E também escuto músicas quando me dá vontade de PMO. Esqueço a vontade e fico me imaginando cantando num show. lol!

Exatamente Snowman! Bem isso! Pra minha namorada foi bem mais fácil lutar contra PMO.
É isso aí cara! Vamos indicar isso pra todo mundo! Sentiu vontade --> escuta música top que já ajuda haha.


_______________________________________
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 11:56
Meu Oitavo Dia amigos! Nem acredito! Que vitória já pra mim! Eu estava direto mergulhado na PMO, toda madrugada e se estivesse sozinho durante o dia também. Obrigado a todo apoio que voces estão me oferecendo dentro do fórum! Quando dá tempo tento ajudar outros usuários também! Um amigo meu disse que eu estou mais viciado no fórum do que na PMO e em breve vou precisar de um outro fórum para me libertar deste fórum (zuera never ends) rs Mas caras! Obrigado mesmo! Hoje está sendo o dia mais difícil, o demonio da PMO fica gritando no meu ouvido para eu cair, é loucura isso, quem já chegou no oitavo dia, sabe que é tenso... to lutando - vou conseguir! Mais uma vez, obrigado! Força, foco e fé. Sempre.

_______________________________________
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 24/6/2015, 12:04
Outra coisa incrível está acontecendo comigo : Eu trabalhava em casa sozinho trancado no quarto, eu e o notebook - ninguém via o que eu fazia, logo durante o dia, eu me preenchia vez ou outra com PMO e depois voltava para as atividades do trabalho normalmente como se aquilo fosse comum. Hoje eu trabalho na sala, onde todos podem ver. E hoje mesmo fiz uma entrevista em uma multinacional e foi super bem - Vou voltar a trabalhar fixo em uma empresa - ontem foi minha ultima aula na Auto escola, já marquei meu exame, e estou mais alegre durante os dias, pretendo me casar até o final do ano. Muito Obrigado! Voces são demais!

_______________________________________
avatar
Dr. Medicina
Mensagens : 87
Data de inscrição : 15/06/2015
Idade : 26

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 25/6/2015, 19:27
lucasco escreveu:Outra coisa incrível está acontecendo comigo : Eu trabalhava em casa sozinho trancado no quarto, eu e o notebook - ninguém via o que eu fazia, logo durante o dia, eu me preenchia vez ou outra com PMO e depois voltava para as atividades do trabalho normalmente como se aquilo fosse comum. Hoje eu trabalho na sala, onde todos podem ver. E hoje mesmo fiz uma entrevista em uma multinacional e foi super bem - Vou voltar a trabalhar fixo em uma empresa - ontem foi minha ultima aula na Auto escola, já marquei meu exame, e estou mais alegre durante os dias, pretendo me casar até o final do ano. Muito Obrigado! Voces são demais!


Melhor do que sair do vício são as coisa boas que isso nos trás... que bom que você já está experimentando um pouco disso!! Very Happy

_______________________________________
Diário
~~> http://comoparar.forumeiros.com/t753-dr-medicina-diario-ultimo-post-uma-dica-incrivel


A minha maior ARMA para vencer o PMO: Manter minha mente ocupada no gerenciamento do meu próprio negócio Online. Não fico ocioso, produzo coisas boas e ainda ganho para me manter na facul.
Para mim funciona, se quiser tentar ~~> http://bit.ly/ArmaParaVencer
Meu sonho é trocar o vício em PMO pelo de ser um Empreendedor Digital







Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa
e esperar resultados diferentes.
Albert Einstein
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 29/6/2015, 00:06
Recaída feia Sad completando 12 dias na quinta feira passada eu caí feio, havia brigado com minha namorada, e fiquei com raiva demais, descontei a raiva na PMO pelo celular - sem bloqueador no celular Sad Aí desde quinta nao entrava aqui pela vergonha da queda e pela raiva que isso me deu, hoje quis muito entrar no fórum, mas nao entrei. Mas continuei lutando levantei a cabeça porém hoje era pra ser o terceiro dia sem, eu acabei de cair minutos atrás, minha namorada está com muita saudade, se beijamos muito no sábado e a vontade ficou a flor da pele, como tenho o vício e somos cristãos, não há sexo, logo ficamos apenas na vontade, e isso me deixa na loucura, consegui tratar isso sem pensar em P. hoje depois de dar tchau pra ela estava com vontade derealmente tê-la aqui, aí saciei a vontade procurando imagens - o meu bloqueador - kurupira - bloqueou todos os sites - o que é bom : Ele nao me deixa ver vídeos P. porém ele nao bloqueou o vímeo e o youtube Sad procurei loucamente até encontrar e achei um vídeo explícito de strip só a mulher no vídeo e caí na PMO. Sad O maior argumento que me faz cair agora é : voce nao é viciado como eles, voce só está fazendo isso porque quer transar com sua namorada, quando se casar vai passar. voce nao tem DE nem todos os problemas q ue eles falam. voce tem ereções normais quando está com sua namorada e deseja ele normalmente. Voce só faz isso porcausa dela e pensando nela. Mas caras, lá no fundo eu sei que sou viciado e preciso de tratamento. ME AJUDEM A VOLTAR NO REBOOT por favor! Outra coisa que nao sei se alguem é igual a mim , eu nao consigo ver homens em vídeo. Se o homem está junto com a mulher me sinto enojado, e burro porque nao é eu que está lá, é o cara. Logo quando pesquiso videos procuro vídeos de mulheres sozinhas. ou que homens nao apareçam muito. Nao subo de categorias em P. Acho horrível e sempre vou achar. quando recaí, como disse, era em um vídeo de P leve. o que nao pode fazer com que me consciencia nao fique pesada porcausa disso. Uma coisa que aconteceu hoje e que achei estranho mas ao mesmo tempo achei que estou me curando, ao pesquisar as imagens em uma determinada rede social e no youtube, nada eu gostava (lembrei que no livro fala sobre voce precisar aumentar seu nível de recompensa) mas no caso de hoje, eu desprezava totalmente as imagens e quanto mais imagens fortes apareciam mais eu menosprezava aquilo como se fosse uma desonra pra minha namorada imaginei ela no meu lado vendo eu ver aquilo, seria horrível, eeu lembrei das cenas que tive com ela, e como foi bom, ela está me ajudando bastante a curar isto indiretamente. mas depois a vontade do cérebro se fortaleceu e lutei lutei lutei até que a namorada fosse apenas uma lembrança distante e o desejo fosse tudo que eu tivesse, por isso ainda preciso de um reboot forte no meu cérebro. nao vou descansar até ficar 90 dias sem isso. Essa pra mim vai ser a prova de que estou livre. Alguém aí? pra ajudar? Obrigado. Crying or Very sad

_______________________________________
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 29/6/2015, 00:16
Outra coisa que pensei seriamente agora seria contar pra minha namorada e dar um tempo.
Mas acho que isso seria a pior coisa a se fazer, eu ficaria mais nervoso, mais irritado, mais triste, mais sozinho, mais ansioso, e acho que entao a PMO me consumiria. o livro chama esse tipo de reboot meu de reboot nível HARD porque é sem substituição de prazer no sentido do Sexo. Tenho praticado exercícios físicos em casa, isso está me ajudando bastante, o clima da minha cidade nao me ajuda muito, o frio extremo e a garoa faz-nos ficar enclausurados dentro de casa na maior parte do tempo, isso é prejudicial pra mim eu sei, mas estou tentando sair nesses dias de frio mesmo assim. Amanhã, ou melhor hoje, segunda feira, tenho uma entrevista às 16h30 pra fazer em uma empresa, eu sei que isso vai melhorar muito meu desempenho no reboot. PRECISO MUITO DESSA VAGA. torçam por mim! O trabalho vai ser das 8h Às 18h e lá nao vou ter acesso à youtube, vimeo, essas coisas que as vezes tiravam minha atenção e traziam imagens que geravam fantasias e posteriormente PMO. Também vou receber bem e poder investir no meu casamento, e em uma casa própria. Logo - trabalho = esposa = casa = casamento = lua de mel = sexo livre = mais ajuda no reboot assim espero. É óbvio que nao estou casando com ela por este motivo, mas isso também me motiva ainda mais. Eu sou muito orgulhoso, infelizmente, e reconheço e luto contra esse orgulho, se nao fosse ela, talvez nao estaria no reboot, o orgulho diria que eu consigo sozinho, mas nunca consegui e sempre voltei a tentar, quando recaio costumo recair 2 vezes seguidas, com intervalo de 2 à 3 dias, já aconteceu cm alguém isso? abraços!

_______________________________________
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 29/6/2015, 08:35
Cara, é realmente muito complicada essa situação. Eu não tenho a miníma moral para dizer algo, pois desde aqueles 3 dias sem PMO, caí profundamente e agora estou basicamente na sombra do fundo do poço. É incrível o poder que a PMO tem sobre nossas vidas, parece que somos reféns de algo que deveríamos ter total controle, mas não temos.
Apesar de tudo, resolvi prestar minhas singelas palavras, a fim de pelo menos tentar ajudar alguém (já que não consigo ajudar a mim mesmo).
Enfim, o fato de você não ter relação sexual com sua namorada, ao meu ponto de vista, não influencia muita coisa e eu digo porquê: Brother, eu tenho relação com a minha, mas a PMO é tão forte e ativa na minha vida, que você acha que consigo me dedicar ao prazer da minha parceira? Certamente não. Acha que consigo deixar de fantasiar e imaginar coisas que eu sei que não vão acontecer, mas que mesmo assim insisto? A resposta é não e não. Talvez você ache que por não ter onde saciar sua vontade (...) haverá uma maior dificuldade em controlar seus impulsos, mas do que adiantaria ter essa relação se ainda está "infectado" (digamos assim) pela PMO? Consegue imaginar o risco que você correria de frustrar sua companheira assim como nós (inclusive eu) frustramos as nossas quando tentamos ter uma relação sexual digna e não conseguimos devido à PMO?
É de se levar em consideração isso também.
E pelo que percebo, o que ocorreu com você é o que sempre ocorre comigo; discussão no relacionamento. Parece que não conseguimos superar a desavença e a primeira coisa que fazemos quando temos uma crise no namoro, é correr e dedicar todo o tempo a PMO. Ou as vezes, pode acontecer o inverso (pelo menos comigo acontece), acabo dedicando "tanto tempo" à PMO que isso faz com que eu me distancie da minha parceira e automaticamente, acaba gerando um conflito que resulta em briga.
Comigo, particularmente, acontece isso. Acho que fico tão vidrado na PMO que esqueço que tenho um relacionamento a zelar. Quando percebo, estamos discutindo e sem perceber (quando me dou conta de que tudo deu errado de novo) estou sentado à frente do Notebook acessando conteúdos P.
O que será que acontece conosco?
Será que somos incapazes de separar um problema do outro?
É muito triste e angustiante essa sensação que só nós mesmos podemos sentir (cada um com uma intensidade diferente). Mas o que podemos fazer?
Lucasco, te desejo tudo de bom na sua vida, e que você consiga realmente sair dessa, já que conseguiu tantos dias sem, poderá (com certeza) repetir essa bela proeza.
Quanto à mim, me sinto amplamente derrotado e talvez não saia jamais "da sombra do fundo do poço" que é onde estou. Mas, apesar disso, como eu disse no início: espero mesmo assim, poder ajudar os outros. Mesmo que eu não consiga ajudar a mim mesmo.
Grande abraço!
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 30/6/2015, 08:41
Poxa e aí brother anonymous! Tenho acompanhado sua luta contra PMO aqui, e mano, o fato de voce reconhecer o vício e saber o quanto isso está sendo prejudicial pra sua vida é um GRANDE AVANÇO - imagine que voce está na frente de milhares de homens que nao lutam contra isso e estão convivendo com seus vícios sem achar que isso seja o problema real neles!!!! Leia o capítulo 6 do ebook cara! é Destruidor! Eu li ontem e foi um tapa na cara. Não se sinta muito pra baixo, isso só vai te colocar mais pra baixo ainda! logo, mais PMO vem pela frente. Brother, corre dos problemas, instale os bloqueadores - nao lembro agora se voce já tem eles instalados, mas faz de tudo pra sua rotina mudar, nao fique muuuuuuuuuuuito tempo no fórum, o tema "P" pode preencher muito tempo sua mente desnecessariamente, O fórum foi feito pra ajudar e nao pra morar nele, o que eu estava fazendo era ficando aqui quase o dia inteiro, e isso ao invés de me ajudar, me prejudicou, porque o tema se tornou algo rápido de ser acessado em meu cérebro, logo quando vieram os dias mais difíceis que são 7,10,12 dias, eu caí porque aquilo já estava preenchendo minha mente. Mas peço de coração que leia o capítulo do ebook, vai te ajudar muito nessa fase. O gary wilson disse que as primeiras semanas são as mais difíceis, voce começou o reboot, vamos lá velho! Voce consegue, eu acredito em voce! Voce já ficou 3 dias sem PMO! eu vi seu progresso aqui mesmo! Força brother! Abraço! Estamos juntos!

_______________________________________
Convidado
Convidado

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 30/6/2015, 08:55
Obrigado Lucasco. Espero realmente conseguir ajudar você de alguma forma, como ajudar a mim mesmo também. Grande abraço!
avatar
lucasco
Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/06/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba/PR
http://lucascomunicacao.com

Re: De uma Revista P até a Violência - O RECOMEÇO

em 30/6/2015, 21:31
Estamos juntos Anonymous! quero ver nós dois chegando lá!

Pessoal! Hoje a noite se completa meu 2 dia de reboot depois de uma recaída drástica, agora começa se manifestar o chamado efeito caçador, está bem difícil controlar a busca por imagens P, mas estou controlando, lendo 3 livros ao mesmo tempo, aumentei minha frequencia em exercícios físicos, e estou ficando quase o dia todo fora do quarto - o que era horrível pra mim com respeito à PMO. Acho que venço hoje! abraço pra todo mundo!

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum