Compartilhe
Ir em baixo
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Início de uma nova etapa na minha vida

em 24/6/2018, 15:28
Acabei de entrar no forum e vou contar a minha historia em 2 partes para não ficar muito longo:

Tenho 44 anos e estou no início de um processo que pode mudar a minha vida... Sou gay e muito bem casado há quase 12 anos, eu e o meu companheiro fomos praticamente os primeiros um do outro no aspecto sexual, mas eu mesmo assim iniciei a minha vida afetiva e sexual com um problema que eu nem tinha consciência que existia. Eu nunca aceitei ser gay e nem tinha certeza disso até conhecer o meu marido, antes eu achava que sentir atração por homens fosse devido a um grande trauma que tive no inicio da minha vida sexual, eu nasci e fui criado numa cidade do interior onde era comum a iniciação sexual ser feita através de prostitutas, apesar de eu ter fácil acesso a isso devido ao meu pai ser um grande frequentador de puteiros eu nunca senti vontade disso, mas quando eu tinha 15 anos, prestes a completar 16, o meu pai me levou para ir num puteiro para perder a virgindade... talvez por ele já saber que eu poderia ter ido sozinho (o meu pai por ser grande frequentador de puteiros tinha conta em todos os puteiros da cidade, se eu quisesse ter ido sozinho poderia ter ido e marado na conta dela) me levou em dia de semana durante a tarde para perder a virgindade, foi uma coisa mecânica, como se estivesse levando o carro pra revisão e ficasse aguardando o carro ficar pronto, não teve nenhum clima ou momento de sedução com alguma garota (nem tanto garota, era mais velha do que eu), eu fui para o quarto com alguma que estava disponível e só queria fazer um dinheiro extra durante a tarde... não lembro bem da transa toda, mas sei que não tive nenhum problema com ereção e nem usei camisinha (idiota, né), mas não usei porque eu era completamente inexperiente e achei que ela fosse me indicar a hora de colocar a camisinha (que risco, né), a penetração aconteceu normalmente e eu estava sentindo as sensações até então desconhecidas para mim, mas no decorrer do sexo ela começou a falar para eu gozar logo porque o namorado dela estava chegando (namorado de puta = o cara que ela dá sem cobrar), e continuou falando isso até que eu resolvi parar a transa porque estava muito chato ficar ouvindo ela falar que o namorado estava chegando, interrompi mesmo com ereção porque não estava me sentindo confortável com ela falando isso (acho que ela deveria ter se esforçado mais para fingir que estava gostando, afinal esse era o trabalho dela) (*)... interrompi porque me incomodou o jeito dela mas a ereção estava 100% (aliás, acho que todo garoto de 15 anos tem ereção fácil), ao sair do quarto contei ao meu pai que não tinha finalizado porque ela ficava falando para ir rápido que o namorada dela ia chegar e ele me levou em um outro puteiro para tentar de novo, nesse novo puteiro a garota foi bem mais carinhosa e eu curti alguns momentos bons e sempre com ereção 100% (nessa época nem fazia ideia que eu poderia não ter tido ereção), mas eu já estava travado e não tive orgasmo... acho que a ideia de estar tendo esse primeiro momento com uma prostituta não era legal para mim, eu tinha pensamentos românticos de ter a primeira vez com uma namorada que eu amasse... bem, até o momento eu não tinha noção que era gay, já sentia sensações diferentes em ver alguém pelado no vestiário, mas achava que isso era coisa passageira e que quando eu tivesse relacionamento com alguma menina iria passar, mas por ter tido uma educação bem repressora nunca me permiti ter algum tipo de experiência com meninos, o máximo que tive era tocar em um amigo quando ele estava dormindo, mas me sentia bem mal  quando isso acontecia e tentava fugir disso... permaneci virgem até os 25 ou 26 anos (não lembro bem) e só tendo pequenos relacionamentos com mulheres, mas nada muito sério... na primeira transa com uma namorada recente tive ereção normal mas de novo não consegui chegar ao orgasmo, e isso se repetiu nas transas posteriores até que terminamos, não por causa disso mas porque morávamos em cidades diferentes e era complicado para se encontrar, mas no fundo eu sentia que não deveria continuar o namoro devido a responsabilidade que eu teria quando ela fosse se apegando cada vez mais em mim e eu não iria me apegar tanto assim... foi ai que eu realmente comecei a pensar que eu poderia ser gay, mas esse processo de me aceitar gay levou muitos anos, tanto que só uns 3 anos depois que eu me permiti experimentar alguma coisa com um homem, foi bem lento esse processo, e só aconteceu porque eu fiz um amigo novo que deve ter percebido que no fundo eu era gay e começou a me estimular sobre essa ideia, mas ele era mais complicado ainda do que eu, era uma pessoa bem autodestrutiva e eu fiquei nessa relação uns 2 anos, até que optei por desistir dessa relação porque percebi o quanto era destrutiva... ele me seduzia e depois bloqueava, isso me deixava muito confuso, apesar de ficar excitadíssimo com a ideia de um “hetero” estar dando bola para mim (chegamos a ficar e tentar transar umas 3 vezes) fui percebendo que era uma relação doentia que eu estava entrando porque estava vivendo as paranoias dele, eu já tinha decidido a um bom tempo tentar uma relação gay para ver como era, mas ele ficava nessa historia de seduz e depois afasta e eu cai fora... foi difícil no começo mas fui continuando a vida sozinho e pensando nas melhores opções para tentar uma relação gay, nesse momento já tinha interrompido as relações com mulheres para descobrir o que eu queria de verdade e não machucar ninguém... depois de um tempo fui procurar conhecer homens pela internet e lentamente fui abrindo espeço para uma relação real, nesse momento eu só gostava de conversar com homens pela internet, não tinha vontade de fazer sexo virtual (aliás, nunca tive), tive a primeira relação e tb nada de conseguir chegar ao orgasmo durante a relação, até esse momento eu nem ficava preocupado com isso porque ainda estava na duvida se era hetero ou gay, então achava que quando eu me envolvesse de verdade com alguém eu iria conseguir chegar ao orgasmo durante o sexo... tentei mais algumas vezes com outros homens que conheci na internet mas a historia se repetiu (sempre com ereção 100% e não tendo orgasmo nas relações)... até que um dia me cansei de ficar tentando conhecer caras pela internet e fui desabafar com uma amiga, disse que daquele momento em diante queria ser livre e ficar com quem eu quisesse, naquele dia fomos a uma boate gay e conheci o meu marido, justamente no primeiro dia que eu disse que ia me libertar e passar a ficar com homens sem ser pela internet eu conheci o meu marido, meu tempo de tentar ser galinha durou apenas poucas horas... me apaixonei e desde o primeiro dia ficamos muito grudados, toda semana nos víamos e sempre nos falávamos, não demorou mais que 6 meses até a decisão de irmos morar juntos...
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Parte 2

em 24/6/2018, 15:35
Depois que fomos morar juntos a nossa relação sempre foi crescendo, nenhum problema que passamos abalou o nosso amor e a solidez da relação temos até hoje, somos monogamicos e nunca houve nenhuma traição de ambas as partes, enfim sempre transbordamos amor um pelo outro... Mas o orgasmo durante a relação sexual nunca aconteceu, no começo eu achava que era questão de tempo e intimidade que iria acontecer, mas nunca aconteceu... até que eu fui me acomodando e comecei a usar a internet para ver porno e masturbar para chegar ao orgasmo, pois como nunca tive disfunção eretil e somente tenho ejaculação retardada (eu nem sabia que existia um nome para essa condição) eu ficava com dores nos testículos após muitos dias tendo relações sexuais e não tendo o orgasmo... Inocentemente eu achei que usar a internet para ver porno era uma boa válvula de escape, eu não tinha ideia do mal que isso poderia fazer... Logico que antes disso eu já usava a internet para ver porno, mas eram situações bem espaçadas de tempo, porque como eu ainda não me compreendia como gay eu ficava com bastante culpa depois e passava um bom tempo longe disso, mas talvez pela culpa eu já tinha começado a praticar o edding, talvez na expectativa de achar que se eu não gozasse vendo porno gay eu não seria gay de verdade, ou talvez eu já estivesse curtindo a explosão de dopamina que o edding proporcionava... Nesse periodo eu basicamente via fotos de homens pelados ou videos da G Magazine, aliás hoje eu fazendo uma recapitulação da minha vida e do meu vicio percebo que a G Magazine foi o inicio do meu vicio em pornografia, era muito excitante ver homens "famosos" pelados e com o pênis ereto, tanto que até hoje o que sempre desperta desejode ver na internet é nudes que escapam de algum famoso, ou algum nude amador, não tenho tanto tesão em videos, assisto mais para ver o penis do ator ereto e ver se é bonito (tanto faz porno hetero ou gay) e depois passo pra frente, na maioria das vezes nem vejo a cena de ejaculação, não dou bola pra ver ejaculação, no maximo acho legal se espirra longe (que nem as minhas ejaculações quando praticava edding), mas no geral sou meio indiferente a cenas de ejaculação, sempre me concentro em ver se os penis são bonitos... Aliás eu sou mais viciado em fantasias do que porno, tinha muito mais o habito de ficar lendo contos do que ver cenas de sexo, mas esse habito de praticar o edding só piorou o meu estado de não conseguir chegar ao orgasmo com a penetração, e eu nem tinha noção disso até descobri que existe o vicio em pornografia (no meu caso muito mais vicio em fantasias)... Tenho consciência que devido ao bloqueio em ter orgasmo nas relações sexuais desenvolvi o vicio em pornografia como alternativa para chegar ao orgasmo, e estou disposto a superar esse vicio (quer dizer, saber que nunca mais vou poder ver pornografia), mas não sei se isso vai ser o suficiente para eu ter orgasmo nas relações sexuais... Há algum tempo tenho pesquisado sobre a minha condição e descobri que se chama de ejaculação retardada (nunca tive disfunção erétil) e pesquisando mais decobri que tenho a síndrome do punho de ferro (death grip) devido a praticar o edding e ejacular através de masturbações vigorosas e que nenhuma penetração proporciona as mesmas sensações... Como não tem muita informação sobre esse assunto eu decidi a 75 dias não me masturbar mais, pois era somente essa recomendação que encontrei sobre esse problema, mas como sou casado continuo mantendo relações sexuais, mesmo que tenha diminuído a frequência ainda temos uma vida sexual bem ativa... Nesse período comecei a perceber que estou com mais sensibilidade no pênis durante a penetração, mas ainda não o suficiente para ter o orgasmo com a penetração... Uma coisa que me estimulou a iniciar esse processo de não mais me masturbar foi que um pouco antes desses 75 dias eu consegui ter o meu primeiro orgasmo com o sexo oral, o primeiro da minha vida, isso me deu um animo para iniciar esse processo de fazer uma mudança na minha vida... No inicio desses 75 dias sem me masturbar eu fiquei 21 dias sem ejacular, mas devido as dores frequentes no testiculo resolvi ter orgasmo com o sexo oral, foi maravilhoso e me deu uma sensação de vitoria, mas uma vitoria parcial, ainda não atingi o meu objetivo de ejacular com a penetração... O sexo nesses 75 dias ficou melhor ainda, com uma frequencia de pelo menos uma vez por semana eu ejacular com o sexo oral ou com o meu marido me masturbando (sempre com caricias juntos e sem nem lembrar de porno ou fantasias), inclusive comecei a atingir o orgasmo bem mais rapido do que antes (aboli o edding da minha vida), mas observei que mesmo com essas mudanças eu ainda não atingi o meu objetivo de ter orgasmo com penetração devido a continuar vendo porno ou lendo contos eroticos, então resolvi abolir o porno faz 5 dias, não estou tendo dificuldades no momento, somente é estranho mudar os habitos de ver algum site porno durante o dia (eu via constantemente sem masturbação) e troquei esse habito por ficar lendo os relatos do forum comoparar.com (alias ando meio compulsivo em ler todos os relatos, não sei se isso é bom ou ruim), mas no geral estou bastante animado com a ideia que parar com o vicio em pornografia me ajude no objetivo de gozar durante uma relação sexual, entendi que a pornografia não faz bem e que a solução é eliminar da minha vida, por mais que o meu cerebro tente dizer que não tem problema nenhum em ver pornografia e que o meu problema é devido ao trauma da primeira vez com a prostituta... Não tenho certeza se vou precisar de mais alguma medida para resolver esse problema mas sei que parar de me masturbar (75 dias) e parar de ver pornografia (5 dias) só vai me fazer bem, então estou firme e forte nesse processo. O meu marido sabe de tudo que estou fazendo e me dá o maior apoio, ele é a melhor pessoa do mundo para mim, inclusive quando eu for instalar os bloqueadores no tablet (não usava computador para ver pornografia desde que comprei o meu primeiro tablet) ele que vai colocar as senhas para mim... Não sinto necessidade de colocar os bloqueadores porque instalei esses bloqueadores no meu cerebro (sou muito teimoso quando me proponho a fazer alguma coisa), mas vou instalar porque li que para fazer parte do reboot é necessario instalar os bloqueadores, essa semana vou instalar os bloqueadores, mesmo sem sentir necessidade vou fazer esse reboot 100%, mesmo que eu não atinja tão cedo a minha meta de ejacular com penetração vou continuar firme e forte porque sei que está me fazendo muito bem. A parte dificil agora é a religação, ocupar o tempo vago sem ver porno com outras coisas, por enquanto tenho ocupado esse tempo vendo os relatos do forum, mas sei que daqui a pouco vou cansar de ler tantos relatos (mas vou continuar acompanhando e fazendo o meu relato pelo menos uma vez por semana) e tenho que acrescentar coisas novas na minha rotina, tenho sentido vontade de voltar a ler livros em vez de ficar o tempo todo livre no tablet, acho que vai me fazer bem, nesses 75 dias sem me masturbar eu já comprei 2 livros e já terminei de ler um, vou pesquisar mais livros do meu interesse para comprar e começar a deixar o tablet mais de lado.
avatar
Mensagens : 32
Data de inscrição : 17/02/2018
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 24/6/2018, 15:56
Olá, Nino.

Li toda a sua história e estou contente que tenha conseguido identificar sua condição e começar a tratá-la. Tente pensar no reboot em uma escala maior sabe, você está focando em somente se livrar da ER, mas inúmeros benefícios irão surgindo durante o processo e só você passando por eles para saber do que eu falo. Quanto a ER, penso, com base em alguns relatos lidos, que a extinção de qualquer estímulo por pelo menos 30 dias possa ser mais eficaz para o retorno da sensibilidade do seu pênis.Sugiro que instale os bloqueadores sim, principalmente nos sites que costuma ler o contos que são mais atrativo pra você e além disso leia o e-book completo.
Enfim, boa sorte na jornada e estou te acompanhando.


_______________________________________
avatar
Mensagens : 1502
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 24/6/2018, 19:00
Que bom ter alguém na sua idade nesta seção. Às vezes eu me sinto o tiozinho daqui, tenho 32 anos, pois os nossos companheiros daqui são bem jovens. 
Se você já tem o apoio do seu marido, meio caminho andado. Se você já conseguiu ter orgasmo com sexo oral, isso significa que não há nenhum problema físico com você então, pois se tivesse vc não teria orgasmo de forma alguma. Creio que é um misto de fatores que o levou a essa ER intensa. Não somente o trauma na iniciação sexual com prostituta, mas ele colaborou também, só que é uma série de fatores. Na modernidade em que vivemos ficar isento de material de carga erótica é praticamente impossível, mas temos mesmo que bloquear nossa mente como vc disse e sobretudo ter atitude, mudar hábitos, mudar de canal quando tiver passando uma cena forte na TV e etc. Porém, eu fui o mais insistente dos rebooters aqui do fórum quanto a instalar os bloqueadores de PC e celular. Tive muitas quedas e não foram poucas. Somente depois que me dobrei e instalei estou há 49 dias. E pretendo vencer.
Estamos juntos. Vou acompanhar vc e torço pelo seu sucesso. Não desanime se vierem quedas. Faz parte do processo. Reerga. Cabeça ereta e continue na luta.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho

avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 258
Data de inscrição : 11/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 24/6/2018, 20:27
Bem-vindo, Nino!

Bom, você já tem meio caminho andado por ter abandonado a M há 75 dias, o que de fato melhora muito a sensibilidade do p*nis.

Agora tem que seguir firme no reboot de P, que é o mais nocivo, na minha opinião, pois não há como recuperar a libido sem ficar longe desse vício.

Eu também me senti bastante estranho quando abandonei o hábito diário de assistir P. Sentia que tinha aberto um buraco na minha vida. Não sabia bem o que fazer pra preencher a lacuna da P, que era meu passatempo favorito desde os 21 anos. Mas fique tranquilo porque isso se ajeita com o tempo.

Sou muito firme quando tomo uma decisão. Por isso não instalei bloqueador em lugar nenhum, porém acho fortemente recomendável utilizá-los.

Abs!

_______________________________________
 
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 25/6/2018, 09:38
Após compartilhar a minha historia fiquei bem contente de ler os comentarios de apoio de vocês, primeira vez na vida da que estou falando sobre algo que me incomoda e que quero mudar, a ansiedade de mudar (me curar) é forte mas não tem o que eu possa fazer para antecipar isso... Só posso me abster de ver pornografia, e por enquanto não está tão dificil porque estou muito empolgado por ter dado o passo de participar desse fórum, já estou acompanhando como leitor há algum tempo, e agora que estou participando estou bem animado em continuar esse reboot... Enfim, me comprometo a vir postar o meu processo do reboot pelo menos uma vez por semana, mas provavelmente vou escrever mais vezes, rsrs.
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 25/6/2018, 09:49
Nossa David, lendo o seu comentario senti como se estivese conversando comigo mesmo mas numa versão mais clara, sem tantas encanações... Vou reler o seu diario e acompanhar a sua jornada também, mas desde já te desejo sucesso para vencer, eu sei que estou muito ansioso e que vou ter que ter muita paciencia nesse processo, e por enquanto vou ficar relendo os comentarios de vocês para me acalmar e ter força para continuar. Obrigado

Que bom ter alguém na sua idade nesta seção. Às vezes eu me sinto o tiozinho daqui, tenho 32 anos, pois os nossos companheiros daqui são bem jovens. 
Se você já tem o apoio do seu marido, meio caminho andado. Se você já conseguiu ter orgasmo com sexo oral, isso significa que não há nenhum problema físico com você então, pois se tivesse vc não teria orgasmo de forma alguma. Creio que é um misto de fatores que o levou a essa ER intensa. Não somente o trauma na iniciação sexual com prostituta, mas ele colaborou também, só que é uma série de fatores. Na modernidade em que vivemos ficar isento de material de carga erótica é praticamente impossível, mas temos mesmo que bloquear nossa mente como vc disse e sobretudo ter atitude, mudar hábitos, mudar de canal quando tiver passando uma cena forte na TV e etc. Porém, eu fui o mais insistente dos rebooters aqui do fórum quanto a instalar os bloqueadores de PC e celular. Tive muitas quedas e não foram poucas. Somente depois que me dobrei e instalei estou há 49 dias. E pretendo vencer.
Estamos juntos. Vou acompanhar vc e torço pelo seu sucesso. Não desanime se vierem quedas. Faz parte do processo. Reerga. Cabeça ereta e continue na luta.[/quote]
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 25/6/2018, 09:55
Eu já li o ebook quando parei de me masturbar, mas vou reler e instalar os bloqueadores para participar 100% desse projeto, por enquanto estou muito ansioso e vou procurar focar no processo de religação, novas atividades para ocupar o tempo que eu ocupava com pornografia...

Olá, Nino.

Li toda a sua história e estou contente que tenha conseguido identificar sua condição e começar a tratá-la. Tente pensar no reboot em uma escala maior sabe, você está focando em somente se livrar da ER, mas inúmeros benefícios irão surgindo durante o processo e só você passando por eles para saber do que eu falo. Quanto a ER, penso, com base em alguns relatos lidos, que a extinção de qualquer estímulo por pelo menos 30 dias possa ser mais eficaz para o retorno da sensibilidade do seu pênis.Sugiro que instale os bloqueadores sim, principalmente nos sites que costuma ler o contos  que são mais atrativo pra você e além disso leia o e-book completo.
Enfim, boa sorte na jornada e estou te acompanhando.

[/quote]
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 25/6/2018, 10:04
Olá internet, eu tb sou bem firme quando tomo as minhas decisões, por isso não sinto falta de instalar os bloqueadores, mas pretendo instalar para sigar a risca o processo do reboot... Uma coisa que estou na duvida é como funciona o bloquaeador, ontem instalei o K9 nomeu tablet e na hora de me cadastrar no forum eu não conseguei concluir o processo de cadastro, sempre dava erro na hora de concluir, então eu desinstalei o K9 e consegui concluir o cadastro, quero reinstalar de nivo mas estou meio perdido em como funciona, será que que vou ter dificuldade de utilizar o forum se estuver com o bloqueador instalado?

Bem-vindo, Nino!

Bom, você já tem meio caminho andado por ter abandonado a M há 75 dias, o que de fato melhora muito a sensibilidade do p*nis.

Agora tem que seguir firme no reboot de P, que é o mais nocivo, na minha opinião, pois não há como recuperar a libido sem ficar longe desse vício.

Eu também me senti bastante estranho quando abandonei o hábito diário de assistir P. Sentia que tinha aberto um buraco na minha vida. Não sabia bem o que fazer pra preencher a lacuna da P, que era meu passatempo favorito desde os 21 anos. Mas fique tranquilo porque isso se ajeita com o tempo.

Sou muito firme quando tomo uma decisão. Por isso não instalei bloqueador em lugar nenhum, porém acho fortemente recomendável utilizá-los.

Abs![/quote]
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Dia 7

em 26/6/2018, 09:18
Hoje faz 7 dias que estou sem ver pornografia e 2 dias que comecei a participar do forum, está tudo indo bem, mas hoje acordei bem triste e desanimado, sei que essa tristeza não é devido a me abster de ver pornografia (tenho que resolver alguns problemas profissionais que me deixam ansioso), mas era nesses momentos que a pornografia servia para dar uma aliviada e supostamente me animar um pouco... Enfim, hoje é o primeiro dia que estou passando por isso após iniciar o reboot, e sei que essa tristeza vai passar, então tenho que seguir firme no meu objetivo de não utilizar mais a pornografia... Acredito que as atividades de religação vão me ajudar nesses momentos, vou procurar introduzi-las na minha rotina o mais breve possivel.
avatar
Mensagens : 1502
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 27/6/2018, 11:35
Nino escreveu:Hoje faz 7 dias que estou sem ver pornografia e 2 dias que comecei a participar do forum, está tudo indo bem, mas hoje acordei bem triste e desanimado, sei que essa tristeza não é devido a me abster de ver pornografia (tenho que resolver alguns problemas profissionais que me deixam ansioso), mas era nesses momentos que a pornografia servia para dar uma aliviada e supostamente me animar um pouco... Enfim, hoje é o primeiro dia que estou passando por isso após iniciar o reboot, e sei que essa tristeza vai passar, então tenho que seguir firme no meu objetivo de não utilizar mais a pornografia... Acredito que as atividades de religação vão me ajudar nesses momentos, vou procurar introduzi-las na minha rotina o mais breve possivel.

Parabéns pelos 7 dias. Para quem ficou uma vida inteira ligado ao vício já é uma marca e tanto!
Espero que consiga resolver seus problemas profissionais da melhor maneira possível. Sobre o fato da pornografia ser subterfúgio e alívio nos momentos de dificuldade todos nós a encaramos da mesma maneira. Eu sempre na solidão, na carência me saciava com pornografia. Só que aí é que tá ela não sacia e só provoca o círculo vicioso de querer mais e mais e aí depois fica difícil em conseguir parar.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho

Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 28/6/2018, 08:55
David Silva escreveu:
Nino escreveu:Hoje faz 7 dias que estou sem ver pornografia e 2 dias que comecei a participar do forum, está tudo indo bem, mas hoje acordei bem triste e desanimado, sei que essa tristeza não é devido a me abster de ver pornografia (tenho que resolver alguns problemas profissionais que me deixam ansioso), mas era nesses momentos que a pornografia servia para dar uma aliviada e supostamente me animar um pouco... Enfim, hoje é o primeiro dia que estou passando por isso após iniciar o reboot, e sei que essa tristeza vai passar, então tenho que seguir firme no meu objetivo de não utilizar mais a pornografia... Acredito que as atividades de religação vão me ajudar nesses momentos, vou procurar introduzi-las na minha rotina o mais breve possivel.

Parabéns pelos 7 dias. Para quem ficou uma vida inteira ligado ao vício já é uma marca e tanto!
Espero que consiga resolver seus problemas profissionais da melhor maneira possível. Sobre o fato da pornografia ser subterfúgio e alívio nos momentos de dificuldade todos nós a encaramos da mesma maneira. Eu sempre na solidão, na carência me saciava com pornografia. Só que aí é que tá ela não sacia e só provoca o círculo vicioso de querer mais e mais e aí depois fica difícil em conseguir parar.

Obrigado David Silva, realmente a pornografia tinha esse papel na minha vida, muito mais que a PMO, as vezes só ficava consumindo pornografia para ter algum alivio momentaneo quando estava passando por algum momento dificil... E eu nem tinha noção que isso era um vicio, tanto que quando parei com a PMO (79 dias) eu continuei consumindo pornografia (em menor quantidade) por achar que o problema era somente a PMO, eu não tinha me conscientizado que o principal problema era pornografia...
Faz 9 dias sem P e agora que caiu a minha ficha que o tempo livre que eu tenho não sei mais o que fazer... Como antes  sempre que eu ficava pesquisando algo na internet por lazer eu via simultaneamente algum site com  pornografia (normamelmente fotos ou contos) mesmo sem praticar PMO, agora não sei mais o que buscar na internet por medo de ter algum assunto em algum blog ou site de noticias ou atualidades que possa me despertar algum gatilho (por exemplo a noticia de um nude de alguém famoso, mesmo que não seja um site porno vai ser um gatilho para eu pesquisar sobre essa nude)... Tenho me limitado a usar a internet para vir nesse forum ou entrar no facebook... o facebook não é um gatilho para mim porque uso basicamente para ver noticias da atualidade e os meus amigos se limitam a familiares e amigos que já conheci no decorrer da vida (amigos do colegial, da faculdade e os meus amigos atuais), mas por exemplo essa semana um amigo que só compartilha noticias sobre politica, ou momentos com a esposa e o filho, compartilhou uma noticia que mostrava que essa semana o facebook em massa estava compartilhando uma fake news dizendo que um jovem brasileiro (tinha a versão da fake news com uma moça tb) tinha se classificado para algum evento de fisica importante mas que ninguem estava compartilhando a noticia porque não era futebol, enfim com esse apelo essa fake news virou viral e na verdade o jovem da foto da fake news era um ator porno, foi uma pegadinha que muita gente caiu... antes de parar com a pornografia eu iria imediatamente procurar foto do ator referido na fake news nu para ver se ele tinha o pênis bonito, até senti vontade na hora mas descartei devido ao reboot...
É muito complicado se readequar ao uso da internet durante o reboot porque os nossos habitos estão tão arraigados que não sabemos como utilizar a internet sem depararmos com gatilhos... Gosto muito de cultura pop e sempre acompanhei as novidades de musicas, cinema, series, mas agora tenho receio de entrar nos canais de comunicação que divulgam essas noticias porque sempre com as novidades vem alguma noticia mais sexy (tipo quando o Orlando Bloom foi flagrado nu com a Katy Perry), e tenho medo de ser um gatilho...
Bem, me prolonguei na resposta do seu comentario David, rsrs... Vou deixar pra continuar esse assunto em outra postagem...
Quanto aos problemas profissionais eles estão se resolvendo sim, estou mudando a minha forma de trabalhar e isso gera muita ansiedade em mim, mas acredito que essa reavaliação da minha forma de trabalhar foi o start para eu procurar ajuda com a minha ER e acabar descobrindo esse forum sobre o vicio em PMO,, então estou em uma fase de mudanças em todos os aspectos da minha vida.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 758
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 28/6/2018, 15:05
Olá Nino, estarei te acompanhando a partir de agora.

O vício em pornografia é de alguma forma um vício em fantasias, não aquelas do fetiche mas aquelas puramente da imaginação.
Eu respondi uma publicação sua em algum diário que eu não lembro mais o nome, porém expliquei um pouco sobre o vício lá.

Acho que o David te instigou da forma certa e é importante nesse início que foque em compreender o seu vício, o que te leva a ver Pornografia, o que ela representa para você, quais hábitos que você adquiriu para manter seu vício, assim fica mais simples de manter o reboot até o final.
Eu digo isso porque quando nos viciamos, sem querer modelamos o nosso cotidiano para sustentar o nosso vício e criamos muitas desculpas também.
Quais são essas desculpa? E o que você ganhou como hábito?

Sinto muito que sua primeira vez tenha sido assim, o machismo machuca os homens profundamente, ainda bem que as coisas estão mudando. E fico muito feliz de ver casais de tanto tempo de casa lutando para manter a relação equilibrada.

O reboot no geral faz com que o relacionamento se reinvente, pois o dependente acaba prestando mais atenção em outros aspectos da vida, aproveite o momento para se transformar em alguém melhor ainda (pois da para ver que é uma pessoa incrível)

Beijinhos
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 30/6/2018, 11:05
Domi1 escreveu:Olá Nino, estarei te acompanhando a partir de agora.

O vício em pornografia é de alguma forma um vício em fantasias, não aquelas do fetiche mas aquelas puramente da imaginação.
Eu respondi uma publicação sua em algum diário que eu não lembro mais o nome, porém expliquei um pouco sobre o vício lá.

Acho que o David te instigou da forma certa e é importante nesse início que foque em compreender o seu vício, o que te leva a ver Pornografia, o que ela representa para você, quais hábitos que você adquiriu para manter seu vício, assim fica mais simples de manter o reboot até o final.
Eu digo isso porque quando nos viciamos, sem querer modelamos o nosso cotidiano para sustentar o nosso vício e criamos muitas desculpas também.
Quais são essas desculpa? E o que você ganhou como hábito?

Sinto muito que sua primeira vez tenha sido assim, o machismo machuca os homens profundamente, ainda bem que as coisas estão mudando. E fico muito feliz de ver casais de tanto tempo de casa lutando para manter a relação equilibrada.

O reboot no geral faz com que o relacionamento se reinvente, pois o dependente acaba prestando mais atenção em outros aspectos da vida, aproveite o momento para se transformar em alguém melhor ainda (pois da para ver que é uma pessoa incrível)

Beijinhos

Olá Domi,
Fiquei muito feliz em ler o seu comentário e saber que vc está acompanhando o meu diário, desde que parei com a MO (81 dias) comecei a ler esse forum e aos poucos fui entendendo que o principal é me livrar da P (11 dias), no começo eu não tinha consciencia do meu vício em P e que e do mal que ele fazia e sempre ao ler os diarios aqui do forum ao ler os seus comentarios pensava no quanto vc é uma pessoa especial e que escreve coisas com muito conteudo e ao mesmo tempo a sua escrita é muito acolhedora, o que proporciona muito animo e força para nós que estamos passando por esse processo de combater o vicio contra a P (quer dizer, o vicio sempre existirá, estamos no processo de reaprendizado de viver a vida sem ter contato com a P)... quando comecei o meu diario esperei ansiosamente por vc começar a ler o meu diario para receber a mesma energia boa que sempre percebi nos comentarios dos diários dos nossos colegas. Enfim, seja bem vinda ao meu diario e obrigado pelo apoio durante o incio dessa nova etapa da minha vida (desculpe a piada pronta com o nome meu diario, não resisti, rsrs)... Nesses primeiros 11 dias tenho tido todas as sensações naturais de um processo de desintoxicação, ansiedade, alguns momentos de angustia, alguns momentos de euforia, insonia... apesar que a insonia faz tempo que tenho devido a stress pelo trabalho, mas junto com o reboot estou fazendo mudanças no meu lado profissional para ter uma vida mais leve e sem tanta ansiedade, percebo que quando iniciamos um processo de mudança em algum aspecto da nossa vida isso se reflete em todos as areas da nossa vida... Estou feliz por estar iniciando uma mudança na minha vida e tb um pouco triste por ter que abrir mão de uma coisa que eu gostava (infelizmente eu gostava de ver P), mas sei que toda mudança para uma coisa nova e melhor requer abrir mão de habitos antigos e que a nossa mente não gosta de abrir mão de nada, então só o que posso fazer é seguir em frente com os meus objetivos e ir aprendendo a lidar com as emoções que surgem nesse processo... Eu sou muito analítico (pode observar que os meus comentarios são lempre longos, rsrs) e por isso gosto muito de ler os comentários aqui do forum, ajuda bastante nesse processo.
Pode falar ao seu companheiro que ele é um sortudo em ter uma companheira como você, rsrs...
Beijos!!!
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 758
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 2/7/2018, 23:39
Olá,

Muito obrigada pelas mensagens de carinho, da para perceber que você é uma pessoa analítica e eu gosto da forma como você desenvolve seu pensamento. 

Com certeza é de ficar triste em abandonar algo que se gosta, todos os viciados aqui no fórum gostam de pornografia, e gostam muito, alguns admiram inclusive como arte, seguem as atrizes entre outras coisas, porém se está fazendo mal é melhor parar, ainda mais quando o mal afeta a vida como um todo e os vícios fazem isso. 
Uma pessoa viciada em comida afeta a vida toda para comer, assim como a viciada em jogos, em sexo, em esportes e claro que em PMO não é diferente. 

Os sintomas começam a pegar mesmo na segunda metade do primeiro mês, mas nada do que não estava previsto, infelizmente todos acabam tendo que superar, mas esse sofrimento para a maioria serve como um processo de reflexão e que confirma que havia uma dependência. 
Acho que por você estar bem lúcido sobre sua decisão será mais simples de arrumar motivação até que essa sensação ruim passe. 

Desculpe pela demora em responder é que eu tiro os finais de semana para me dedicar a família. ^^

Beijinhos Nino.
avatar
Mensagens : 1502
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 3/7/2018, 14:12
Sobre o que você falou no meu comentário sobre o uso da internet, há anos tento desenvolver um projeto chamado Uso Consciente da Internet. E o principal comportamento a partir dele é você somente acessar a internet sabendo o que vai buscar nela. Uma vez alguém já fez a analogia que vou fazer por aqui. É igual você ir ao supermercado com fome, você irá comprar de TUDO. Agora se você se alimenta primeiro e vai ao supermercado somente para buscar os produtos de limpeza que faltam na sua lavanderia, você vai no objetivo, age e não volta com culpas. Procure traçar um roteiro antes de entrar na internet. Eu vou buscar fazer isso a partir de agora. Vou até escrever no papel: "Rota da Internet de Hoje" e depois te conto como está sendo. Sobre a pornografia, todos gostam mesmo. É como qualquer droga. Ela é prazerosa no início, mas os seus efeitos colaterais é que causam danos.
Força e coragem! Paz! Estamos juntos!

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto - último
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho

Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

14 dias

em 3/7/2018, 17:07
Hoje completei 14 dias sem P (e 84 dias sem MO), esse forum tem sido extremamente importante nesse periodo, pois como eu via P na internet na maioria das vezes como passatempo (na maioria das vezes via P sem praticar PMO) agora estou me adaptando a usar a internet sem ver P, e com isso fico sem saber o que ver na internet nos momentos de lazer, então vir aqui no forum conhecer a historia dos colegas tem sido muito bom para ajudar na minha historia e tb aprender a utilizar a internet sem ver P. Tenho procurado interagir com os colegas do forum pois sinto que essa interação me ajuda , e acredito que ajuda os demais colegas, pois fico muito contente ao ler os comentarios no meu diario (ou respostas de comentarios que faço nos outros diários), mas vamos aos efeitos que estou sentindo nesses primeiros 14 dias...
Comecei esse reboot com o objetivo de me curar da ER, pois esse foi o único motivo que me levou a buscar  informações na internet para saber o que acontece comigo e dai por diante chequei até o reboot... No começo dessa busca para curar a ER eu resolvi parar com a MO e fiquei 21 dias sem MO, (depois fiquei mais alguns periodos de 14 dias) nesse periodo eu tive ganhos significativos como conseguir ter orgasmo com o sexo oral (eu nunca tinha conseguido isso na vida,) e tb ter orgasmo com masturbação bem mais rapido (mas nesse periodo me restringi a MO executada pelo meu companheiro com caricias de ambos, como se fosse uma relação sexual sem penetração), mas a ER ainda continua (mesmo que a minha sensibilidade tenha aumentado muito nesse perido)...
Fiz essa introdução para dizer que nesses 14 dias sem P reavaliei os meus objetivos e a partir de agora o meu FOCO é me abster de ver pornografia (para sempre, espero eu) pois independente do motivo que comecei esse reboot ter sido me curar da ER eu percebi que o principal foco é me curar de ver P, pois esse é o meu vicio e a ER é apenas uma consequencia que pode ter sido gerada, ou agravada, pelo vicio em P... no inicio do meu diario conto um pouco da minha historia onde dá para ver que a ER pode (ou deve) ter sido gerada por outros motivos e o vicio em P fez a solidificação desse problema. Então a meta agora é continuar o reboot focado em excluir a P da minha vida, pois ela é o meu vício e nem preciso repetir aqui todos os maleficios que ela gera... Portanto não vou pensar mais na ER por um periodo, pois não faço ideia quanto tempo vai levar para eu conseguir superar a ER, eu espero que um dia eu não tenha mais ER, mas sendo realista eu não tenho o que fazer para vencer a ER e muito menos criar uma expectativa de quanto tempo vai levar...
Outro ponto é que estou bem mais tranquilo em fazer o reboot (e todo o tempo posterior aos 90 dias iniciais) sem ser em Hard Mode, como sou casado isso é muito complicado, e acredito que nem seja a proposta para pessoas casadas fazerem o reboot em Hard Mode,  eu estava muito ansioso em me curar logo da ER que antes de entender o meu vicio em P já havia parado com a MO solitaria e tive alguns periodos sem O (21 dias foi o maximo), mas como continuei tendo relações com meu marido eu sentia muita dor nos testiculos por ficar muito tempo sem O.
Meu foco agora é passar pelo processo de desintoxicação do vicio em P e reprogramar a minha mente para passar o resto da vida sem ver P... sei que é triste pensar que NUNCA mais na vida vou poder ver P, mas cada dia mais estou me acostumando com essa ideia e tenho fé que vou conseguir... Diferente da ER que não tenho certeza se vou curar, ou se vai demorar muito tempo para curar, pois só de pensar em quanto tempo vai demorar cria uma ansiedade angustiante... Mas o lado bom é que durante esse processo de parar com a MO e o inicio do reboot de P eu já tive muitos benefícios na minha vida sexual, antes eu só tinha orgasmos através da PMO (normalmente após ter relações com meu marido onde só ele tinha O) e hoje SÓ tenho orgasmos junto com o meu marido, é muito gratificante essa conquista.
Da parte ruim do processo de desintoxicação eu acho que tenho tido várias sensações (momentos de angustia, ansiedade, insonia)  mas nenhuma dessas sensações ruins é nova para mim, já conhecia todas elas em menor ou maior intensidade, a diferença é que agora não tenho mais a P para aliviar... mas no geral acho que está tudo indo bem, pois a realização que estou sentindo em estar nesse processo de tirar a P da minha vida é muito grande... Talvez seja o momento da desintoxicação que as sensações de tristeza por se abster de ver P se misturem com a euforia de estar conseguindo ir em frente no reboot, acredito que com o tempo as coisas vão se normalizar, tanto a tristeza quanto a euforia...
Estou contente com todos os resultados obtidos até agora e estou mais leve de não ter que lidar com a ansiedade de me curar da ER (lógico que vou ficar muito feliz se isso acontecer, rsrs)... Assumir o vicio em ver P é muito recompensador,  pois se sei que não tem nada que eu possa fazer para curar isso, não adianta eu pensar que um dia eu vou poder ver P porque sei que isso não vai ser possivel... Parece pesado eu pensar dessa forma, mas prefiro lidar com a realidade do que ficar me iludindo, e a unica forma é me abster de ver P... então vou seguindo em frente uma semana de cada vez, gosto de pensar em metas semanais porque é um periodo em que desenvolvo todas as minhas atividades principais (trabalho, contato com familiares e amigos, lazer, etc) e acho interessante a cada semana reavaliar o processo do reboot (e me reavaliar) para analisar o que aconteceu nesse período,  tenho até optado em publicar 1 vez por semana aqui nesse diario  com uma analise geral da semana.
Deixa eu contar uma coisa curiosa... Domingo foi um dia atípico, o meu companheiro amanheceu doente (acho que alguma virose, ele já está melhor) e passou praticamente o dia todo de cama, eu fiz todos os cuidados para ele melhorar, liguei para um amigo medico, comprei os remedios que ele receitou, fui no hortifruti comprar frutas e legumes, fiz sopa, etc... eu gosto de cuidar, não é nenhum incomodo para mim. Como domingo é um dia que passamos o dia todo juntos eu senti a falta dele e fiquei meio que sem saber o que fazer, então fui assistir filmes na Netflix, como temos o habito de assitir filmes e séries juntos eu procurei assirtir alguma coisa que ele não se interessaria em ver... vi algumas comedias romanticas (o romantico de casa sou eu, rsrs) e dramas, aí fui procurar filmes com tematica lgbt (descobri que agora mudou para lgbtq) e não tinha muita coisa que eu já não tivesse visto... gosto de filmes com tematica lgbt que mostrem as relações humanas , processo de descoberta, dificuldade de aceitação,, as relações do dia a dia, etc... gosto muito de saber mais da historia das pessoas e de certa forma reavaliar a minha historia... Enfim, das poucas opções disponiveis coloquei um filme que era bem confuso e bem voltado ao sexo (mas era filme de arte, rsrs... Netflix pessoal), no decorrer do filme teve cena de nu frontal masculino, na hora eu senti uma excitação inicial mas nem dei bola (excitação mental, não ereção,) e até acabei dormindo no decorrer do filme, (já era noite de domingo) quando acordei eu voltei a parte que eu tinha dormido mas só que além de voltar essa parte voltei até a parte que mostrava o nu frontal masculino... Depois que terminei o filme fui dormir sem nada relacionado a P (nem ver P nem ter fantasias), mas o que me fez pensar depois foi que ter visto uma cena de nu frontal me deu uma excitação de que como não era P não tinha problema nenhum em ve-la, mas quando voltei o filme porque dormi e aproveitei para voltar até a parte do nu eu percebi que nenhuma dosagem de P é permitida para mim,, pois o cerebro vai imediatamente querer começar tudo de novo aos poucos e tentar arrumar desculpas para isso. Eu acho que daqui um tempo (bastante tempo, rsrs) eu vou acostumar com esse tipo de situação de ver nu frontal em filmes e series, acho que vou sentir a sensação de como se eu visse um carro na rua que eu já tive e gostava muito mas que tive que vender e agora não posso mais ter (eu já passei por isso, rsrs) um misto de vontade com frustração de não poder ter mais aquilo, mas que com o tempo passam essas sensações...
Bem, tem mais alguns topicos que eu gostaria de abordar (procrastinação, por exemplo) mas já escrevi demais, deixa eu trabalhar, rsrs.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 758
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 3/7/2018, 17:39
Realmente o começo é bem frustrante porque o mundo é bem sexualizado. Então além de acabar abrindo mão da P acaba-se abrindo mão também de videos clipes, alguns tipos de filme e programas de TV, e em alguns casos até passar em bancas de jornal, mas isso passa.  Surprised 

Pense em uma  reeducação alimentar, no começo não se pode comer nada que parece delicioso para alguém que gosta de comida gorda, mas com o tempo até um Big Mac pode ser incorporado, mas só depois que se aprende a comer, só depois que a compulsão por comida gorda passa.
No seu caso, infelizmente, a pornografia não poderá ser incorporada, porém todo o resto sim. Você terá uma vida completamente normal, e até mais saudável e consistente.
No momento evite ao máximo qualquer exposição a corpos nus que não seja real, desvie o olhar e atenção se for inevitável, e aí com o tempo, quando o reboot estiver chegando ao fim você terá outra cabeça, seu corpo estará mais limpo e fica mais fácil encarar a nudez como arte novamente. Certo? 

Eu sei que parece ser uma castração esse começo, mas se chegamos até aqui é porque as coisas não estavam no seu devido lugar. Tente gastar a sua energia com coisas simples e produtivas, como fazer uma comida nova, comprar algo novo para decorar a casa, jogar fora coisas velhas, reorganizar o quarto, isso da uma sensação para a sua cabeça que você está mudando e o reboot fica mais simples, pois você terá um reforço positivo dentro do seu cotidiano. 

Eu gosto do seu método de pensar a cada semana, que tal se recompensar no final de cada 15 dias? Com algo simples como comer um bolo, tomar um sorvete, ir ver cinema.... Faça sua saída da vitória, vai te animar e isso recompensa a sua cabeça.
E como andam os exercícios físicos? Eles ajudam não só na auto estima como repõe um pouco de dopamina no seu corpo e isso dá uma estabilizada na abstinência.

Acho que é isso.
Não fique sofrendo por não ver mais P depois você perceberá que ela é totalmente desnecessária e que há coisas melhores para passar o tempo e descarregar os estresse. 

Beijinhos
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 3/7/2018, 20:29
Domi1 escreveu:Realmente o começo é bem frustrante porque o mundo é bem sexualizado. Então além de acabar abrindo mão da P acaba-se abrindo mão também de videos clipes, alguns tipos de filme e programas de TV, e em alguns casos até passar em bancas de jornal, mas isso passa.  Surprised 

Pense em uma  reeducação alimentar, no começo não se pode comer nada que parece delicioso para alguém que gosta de comida gorda, mas com o t até um Big Mac pode ser incorporado, mas só depois que se aprende a comer, só depois que a compulsão por comida gorda passa.
No seu caso, infelizmente, a pornografia não poderá ser incorporada, porém todo o resto sim. Você terá uma vida completamente normal, e até mais saudável e consistente.
No momento evite ao máximo qualquer exposição a corpos nus que não seja real, desvie o olhar e atenção se for inevitável, e aí com o tempo, quando o reboot estiver chegando ao fim você terá outra cabeça, seu corpo estará mais limpo e fica mais fácil encarar a nudez como arte novamente. Certo? 

Eu sei que parece ser uma castração esse começo, mas se chegamos até aqui é porque as coisas não estavam no seu devido lugar. Tente gastar a sua energia com coisas simples e produtivas, como fazer uma comida nova, comprar algo novo para decorar a casa, jogar fora coisas velhas, reorganizar o quarto, isso da uma sensação para a sua cabeça que você está mudando e o reboot fica mais simples, pois você terá um reforço positivo dentro do seu cotidiano. 

Eu gosto do seu método de pensar a cada semana, que tal se recompensar no final de cada 15 dias? Com algo simples como comer um bolo, tomar um sorvete, ir ver cinema.... Faça sua saída da vitória, vai te animar e isso recompensa a sua cabeça.
E como andam os exercícios físicos? Eles ajudam não só na auto estima como repõe um pouco de dopamina no seu corpo e isso dá uma estabilizada na abstinência.

Acho que é isso.
Não fique sofrendo por não ver mais P depois você perceberá que ela é totalmente desnecessária e que há coisas melhores para passar o tempo e descarregar os estresse. 

Beijinhos

Olá Domi!!!
É sempre muito bom ler os seus comentários, além de positivos e muito animadores ajuda a dar uma centrada nos objetivos principais do reboot (além dos comentarios que vc faz no meu diario me inspiro bastante nos seus comentários nos diários dos outros colegas que estão fazendo o reboot), vou me lembrar das suas dicas nos proximos passos do reboot.
Eu levantei essa questão da nudez e sexo nos filmes comerciais porque como relatei hoje aos meus 14 dias de reboot passei por uma experiencia estranha ao assistir um filme na Netflix, fiquei estimulado a rever aquela cena de nudez em um filme "normal" (que não é vendido como P), mas não me aprofundei nisso e agora vou ficar mais atento para desviar o foco quando esse tipo de situação acontecer novamente.
Quanto as atividades fisicas eu estou bem devagar, no inicio do meu processo particular de não praticar PMO e nem MO solitaria (eu ainda não tinha parado de ver P e por isso não conta como reboot) eu estava caminhando 3 ou 4 vezes por semana no parque, e isso eu gosto muito, sempre utilizei esse tipo de atividade fisica para me ajudar em momentos em que estava deprimido e tenho total conhecimento dos efeitos que fazem no meu corpo e mente (a liberação de dopamina), mas depois que chegou o inverno eu parei por causa do frio ou por estar chovendo (sempre demoro um tempo para me acostumar com a chegada do inverno, rsrs), e depois começou a copa e tive que reorganizar os meus horarios porque sou profissional liberal e tenho que manter a entrega dos meus trabalhos semanalmente, independente se tem feriado (ou jogo) durante a semana, mas pretendo em breve retomar essas caminhadas, elas me fazem muito bem. Já pratiquei muito tempo de musculação em academia, mas hoje em dia não sinto mais prazer em ficar em um local fechado fazendo exercicios com o objetivo principal de conquistar um corpo melhor, prefiro focar nos exercicios que me tragam os beneficios relacionado a saude, e principalmente que me tragam bem estar emocional, por isso já faz alguns anos que optei por fazer caminhadas no parque, onde além do contato com a natureza eu respiro melhor e aproveito para fazer refelexões sobre a minha vida. Como uma nova atividade de religação pretendo voltar a fazer natação (gosto muito do contato com a água), mas ainda vou esperar o inverno passar (já deu pra ver que não sou muito chegado ao frio, rsrs), por enquanto a minha meta é retomar as caminhadas no parque, me fazem muito bem.
Vou procurar ir incorporando as suas outras dicas no meu dia a dia, gostei bastante de todas elas.
Grande beijo e boa semana!!!
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 3/7/2018, 20:45
David Silva escreveu:Sobre o que você falou no meu comentário sobre o uso da internet, há anos tento desenvolver um projeto chamado Uso Consciente da Internet. E o principal comportamento a partir dele é você somente acessar a internet sabendo o que vai buscar nela. Uma vez alguém já fez a analogia que vou fazer por aqui. É igual você ir ao supermercado com fome, você irá comprar de TUDO. Agora se você se alimenta primeiro e vai ao supermercado somente para buscar os produtos de limpeza que faltam na sua lavanderia, você vai no objetivo, age e não volta com culpas. Procure traçar um roteiro antes de entrar na internet. Eu vou buscar fazer isso a partir de agora. Vou até escrever no papel: "Rota da Internet de Hoje" e depois te conto como está sendo. Sobre a pornografia, todos gostam mesmo. É como qualquer droga. Ela é prazerosa no início, mas os seus efeitos colaterais é que causam danos.
Força e coragem! Paz! Estamos juntos!

Olá David,
Muito interessante a sua ideia de fazer uma programação do que vamos ver na internet, eu nunca pensei dessa forma e talvez por isso esteja me sentindo meio perdido em como usar a internet nos momentos de lazer (a P ocupava tanto tempo que nunca tinha percebido isso)... Achei interessante a sua ideia e vou tentar colocar em pratica.
Quanto gostar de ver P é bem isso mesmo, quase todos gostam, alguns mais outros menos, mas no meu caso não posso mais ver, então tenho que ocupar esse tempo com outras atividades até o meu cerebro se acostumar com essa nova rotina... não tenho sofrido em ficar sem ver P, até porque é um objetivo que construi aos poucos e estou batalhando por ele, mas está sendo bom tomar consciencia que eu nunca mais poderei ver P, tenho certeza que com o passar do tempo vou estar acostumado com isso e que saberei lidar muito melhor com os gatilhos que existem por aí que não estão inclusos na categoria P (tipo o filme da Netfliz que comentei no meu comentario sobre os meus 14 dias).
Obrigado por acompanhar o meu diario, é sempre muito bom ler os comentarios por aqui, dá muita força.
Abraços e boa sorte na jornada!!!
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 758
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 4/7/2018, 14:34
Olá,

Enquanto está friozinho e suar não é uma boa opção para friorentos como nós, pratique alongamentos, eles são ótimos para a saúde do corpo como um todo e dão uma sensação muito boa.

E conte mais sobre a procrastinação que o outro texto você não conseguiu dissertar.  Wink
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 5/7/2018, 07:25
Domi1 escreveu:Olá,

Enquanto está friozinho e suar não é uma boa opção para friorentos como nós, pratique alongamentos, eles são ótimos para a saúde do corpo como um todo e dão uma sensação muito boa.

E conte mais sobre a procrastinação que o outro texto você não conseguiu dissertar.  Wink

Olá Domi,
Muito legal a sua dica de praticar alongamentos, eu sempre gostei de me alongar e sentir os beneficios que proporciona (flexibilidade, relaxamento, melhor postura, etc), mas como várias outras coisas na minha vida fui deixando de lado sem perceber... impressionante como não valorizamos pequenas coisas que nos fazem bem e vamos deixando para depois para resolver as coisas "importantes" da vida (trabalho, contas, relações familiares e amizades, etc), e essas coisas nos exigem um desgaste emocional absurdo que muitas vezes nem seria necessário, mas que acabamos tendo para atender o alto nivel de exigência que nos é imposto, eu sou muito atencioso com as pessoas ao meu redor (muitas vezes permissivo demais) e quando vou perceber estou carregando responsabilidades que nem deveriam ser minhas, sempre tive muita dificuldade de dizer não e colocar limites... tenho tentado mudar há bastante tempo (faz tempo que converso sobre isso na terapia) e acredito que estou dando alguns passos para focar mais em mim e no meu crescimento em todos os setores, inclusive foi isso que me permitiu descobrir a existencia do meu vicio, parece brincadeira mas eu não tinha noção que eu era viciado em P (e nem tinha conhecimento sobre o asunto), faz cerca de 90 dias que comecei a acompanhar esse fórum e fui entendendo sobre isso até chegar a decisão do inicio do meu reboot... Na verdade estou fazendo o reboot sem pensar muito nos 90 dias e sim focado em superar cada dia e ir fortalecendo essa mudança no meu cérebro, sinto como se essa mudança proporcionada pelo reboot é a oportunidade que estou tendo para descobrir a minha sexualidade e prazer da forma genuina, que deveria ter sido se eu não tivesse passado por situações traumaticas que me travaram e deixaram a minha sexualidade limitada somente ao prazer individual proporcionado pela masturbação...
Mas isso é um assunto que ainda estou organizando na minha mente, vim responder o seu comentario para dizer que vou escrever depois sobre a procrastinação (que no meu caso eu chamo muitas vezes de ressaca emocional) mas explico melhor numa outra postagem... Entrei rapidinho por aqui porque acordei mais cedo que o necessario e acabei escrevendo uma carta, tenho uma tendencia muito grande de me alongar nos assuntos, tenho dificuldade de ser sucinto, rsrs...
Estou pensando em ir escrevendo sobre os asuntos que o processo do reboot está me despertando no bloco de notas no decorrer da semana e depois de organizar melhor as ideias (e dar uma boa editada para não virar um livro, rsrs) postar no meu diario... e assim tentar interagir com os comentarios e outros diarios aqui no forum de forma mais sucinta, não sei se vai funcionar mas vou tentar, rsrs.
Como sempre adoro os seus comentarios e interagir com você aqui no meu diario, obrigado por estar acompanhando o meu reboot.
Grande beijo!!!
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 758
Data de inscrição : 21/09/2015
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 5/7/2018, 13:46
Nino,

Eu também uso esse termo "ressaca emocional" e eu fiquei feliz por saber que mais uma pessoa sabe exatamente o que isso significa  Laughing

Eu não sei se é porque eu gosto de poesia, mas quando acho uma pessoa que entende exatamente o significado de algo que eu quero falar eu me sinto tão compreendida que explode felicidade em mim. 

Olha pode me responder um livro, eu adoro gente que fala e escreve muito, pois eu falo e escrevo e me mexo demais! Eu também invejo pessoas que conseguem se expressar com uma frase ou pasme, com um emoji. Gente, como consegue ser tão prático? 

Mas se faz parte do que você pretende melhorar acho que fazer um resuminho ajuda ou escrever por tópicos, são práticos e resume bem as coisas. 

Já te adoro mais depois dessa ressaca emocional, estou completa agora!
sunny
Moderador
Moderador
Mensagens : 140
Data de inscrição : 24/06/2018
Idade : 45
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 8/7/2018, 11:15
Domi1 escreveu:Nino,

Eu também uso esse termo "ressaca emocional" e eu fiquei feliz por saber que mais uma pessoa sabe exatamente o que isso significa  Laughing

Eu não sei se é porque eu gosto de poesia, mas quando acho uma pessoa que entende exatamente o significado de algo que eu quero falar eu me sinto tão compreendida que explode felicidade em mim. 

Olha pode me responder um livro, eu adoro gente que fala e escreve muito, pois eu falo e escrevo e me mexo demais! Eu também invejo pessoas que conseguem se expressar com uma frase ou pasme, com um emoji. Gente, como consegue ser tão prático? 

Mas se faz parte do que você pretende melhorar acho que fazer um resuminho ajuda ou escrever por tópicos, são práticos e resume bem as coisas. 

Já te adoro mais depois dessa ressaca emocional, estou completa agora!
sunny

Olá Domi, depois eu venho escrever mais sobre isso, tb fiquei muito feliz de compartilhar uma forma de pensar com vc...
Mas deixa eu desabafar um pouquinho, hoje acordei bem triste e frustrado, parece que o meu cerebro está me testando... O tempo todo vem um pensamento que não está adiantando nada eu fazer o reboot, que não adianta eu ficar tentando que eu não vou ter cura, estou me sentindo a um passo de ter uma recaida... Mas o que me ajuda é ter o meu marido por perto e eu não vou desistir. Eu nem sinto vontade de PMO, é só vontade de P, mas vou me manter firme e continuar no reboot... Espero que essa angustia passe logo.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 258
Data de inscrição : 11/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Início de uma nova etapa na minha vida

em 8/7/2018, 11:58
Nino escreveu:
Olá Domi, depois eu venho escrever mais sobre isso, tb fiquei muito feliz de compartilhar uma forma de pensar com vc...
Mas deixa eu desabafar um pouquinho, hoje acordei bem triste e frustrado, parece que o meu cerebro está me testando... O tempo todo vem um pensamento que não está adiantando nada eu fazer o reboot, que não adianta eu ficar tentando que eu não vou ter cura, estou me sentindo a um passo de ter uma recaida... Mas o que me ajuda é ter o meu marido por perto e eu não vou desistir. Eu nem sinto vontade de PMO, é só vontade de P, mas vou me manter firme e continuar no reboot... Espero que essa angustia passe logo.

Oi, Nino.

Esses pensamentos são normais, principalmente no começo do reboot.

O teu cérebro sente muita falta do prazer ilimitado que a P te proporcionava.

Com o tempo você vai se adaptar e não vai mais sentir esse vazio deixado pela falta de P.

Me identifico com o seu caso, pois a P também era um passatempo diário pra mim. Nem praticava MO, gostava mais da P também. Demorei bastante pra me acostumar.

Veja pelo lado bom: você tem um relacionamento e pode fazer sexo e se religar ao prazer real a qualquer momento.

Eu tô em reboot há 63 dias e quase três meses sem nenhum contato sexual, um hard mode não intencional. Surgem trilhões de dúvidas na minha cabeça. Não sei se a libido vai morrer no meio transa caso eu consiga um encontro...

Abraços!

_______________________________________
 
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum