Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 1
Data de inscrição : 29/06/2018
Ver perfil do usuário

Diário Clavicula333

em 2/7/2018, 10:38
Olá, leitores! Eu sou um garoto de 17 anos. Não lembro precisamente quando comecei com o vício em PMO, mas acredito que isso existe em mim por pelo menos 9 anos.

Era uma pessoa bastante criativa, extrovertida e confiante. Aos 14 anos eu mudei de cidade e depois de um tempo passei a viver um verdadeiro inferno. Com graves problemas psicológicos como depressão e ansiedade, eu estava morando distante da minha família e odiando as pessoas com as quais era obrigado a compartilhar a casa. Eu me sentia abusado por elas. Esse caso só é relevante para esta história pois foi o momento em que mais me afundei no vício. Eu estava totalmente infeliz e sem amigos. Apesar de, no passado, eu ver P com frequência, o ano de 2017 foi o mais marcante nesse sentido.

No fim desse mesmo ano eu comecei a ler alguns artigos sobre como a P é prejudicial para as próprias atrizes, várias vezes forçadas a produzir cenas degradantes (4 atrizes morreram no começo de 2018, todas com menos de 35 anos), e como a P gay também patrocina isso. Eu já tinha começado a odiar praticar PMO e essas leituras só me fizeram repudiar cada vez mais esse tipo de coisa, decidi que não iria contribuir nunca mais com essa indústria.

Para 2018, que para mim é ano de vestibular, decidi que iria focar 100% nos estudos e deixar esses vícios para trás. Mudei de volta para a casa da minha mãe e, achando que o problema era apenas a P, passei 90 dias sem esse tipo de conteúdo, comecei a ir à academia e senti alguns benefícios, embora não tivesse abolido a MO, a qual não consegui controlar.

Depois desse reboot da P, acabei voltando ao vício completo. Tenho acompanhado o fórum a um tempo e entendi como tudo isso me prejudica de forma pessoal. Meu recorde sem PMO é de 20 dias. Estou no dia 0 há três dias e decidi nunca mais ser um zero...

Esse tipo de coisa causa danos mentais e físicos extremamente sérios. É impressionante que mesmo sabendo disso, muitas pessoas, incluindo eu, acaba desejando PMO de novo. É tão complicado... Ninguém NUNCA fala sobre isso abertamente. Só achei este site depois de inúmeras pesquisas sobre os malefícios da P, algumas das quais eu fiz me levaram a artigos que falavam sobre como ela na verdade é benéfica (????)

Enfim, eu me sinto solitário nessa jornada. Não tive ninguém com quem eu pudesse conversar sobre até agora. O fato de eu não ser uma pessoa muito estável contribui muito para que eu não cumpra os 90 dias, mas acredito que com dedicação suficiente eu posso vencer. É muito difícil sair dessa quando se tem 0 amigos e os que você acredita que “tem” não dão muita importância para você.

Dentre os problemas que eu desenvolvi, os principais foram: ansiedade social, baixa-autoestima, dificuldade na fala e na leitura, certa dificuldade em olhar nos olhos das pessoas e vergonha de fazer qualquer coisa em público. Os reboots que eu já fiz me tiraram muitas dessas dificuldades, mas algumas sempre voltam quando recaio. Uma das coisas que eu percebo é que a PMO moldou a minha personalidade durante esses 9 anos e então, quando paro com ela, sinto uma certa sensação de vazio, já que não resta muita coisa em mim quando ela vai embora. O desafio é tentar se preencher finalmente com coisas boas ao invés desses atos tóxicos.

Para nunca mais recair, além das recomendações do projeto, eu elaborei umas regrinhas pessoais: não pesquisar qualquer coisa relacionada a P; não ficar nu, a menos quando for obviamente necessário; quando estiver sozinho, ir direto tomar um banho gelado; meditar todos os dias; não tocar na parte genital se não for para necessidades básicas, como lavar e urinar.

Bom, então é isso. Pretendo não me tornar um zero nunca mais. Esse problema é, muitas vezes, criado na solidão, mas, com toda certeza, precisa ser tratado em grupo. Espero contar com vocês! Smile
avatar
Mensagens : 120
Data de inscrição : 25/12/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário Clavicula333

em 21/8/2018, 12:01
Oi! Me enxerguei muito no seu relato, desde o ser viciado desde muito cedo até a implementação de regrinhas pessoais. hahaha

Como está o seu reboot? Por mais difícil que seja, e por mais que você tropece, não deixe de relatar o que acontece aqui no fórum. Isso nos ajuda de uma maneira que a gente nem imagina, além de ajudar outras pessoas também. Smile

Abraço e foco nesse vestibular! Very Happy
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum