Compartilhe
Ir em baixo
Mensagens : 3
Data de inscrição : 25/08/2018
Ver perfil do usuário

Meu relato - Ascendente

em 25/8/2018, 19:48
Oi gente, nem sei se deveria estar aqui, mas vamos lá. Sou uma garota de 19 anos que sofre com ansiedade, procrastinação e alguns outros vícios. Acredito que a pornografia seja um deles (sei que o vício pode levar à ansiedade e tudo mais, mas pelo menos comigo acredito que sejam coisas separadas).
Enfim, tive meus primeiros contatos com sexo na internet quando tinha uns 10 anos, mas não foi através da pornografia. Eu costumava ver aqueles sites femininos falando sobre "as dez melhores posições na cama" e "como enlouquecer seu parceiro e apimentar a relação" e só isso já me excitava. Com o tempo, por volta dos 12 ou 13 fui acessando contos eróticos e me masturbava com eles. Também me masturbava sem auxílio visual, mas fantasiando com as coisas que eu lia. Porém, como todo vício, fui precisando de coisas mas pesadas para me satisfazer. Acabei nos contos de sadomasoquismo e hardcore, e só sentia prazer mesmo quando havia força e dor envolvida na fantasia. Até uns 17 anos não via vídeos nem nada, era só histórias, porque as imagens eram muito explícitas, aquela repulsa natural. Hoje esses limite foram ultrapassados, o que me preocupa muito. Vejo vídeos de bdsm, hardcore, até sites de homens que realmente acreditam na inferioridade feminina, tudo pautado na humilhação e degradação. E eu sou totalmente contra isso na vida "real" (é óbvio!), não suporto sentir alguém se sentindo superior e dor no sexo está longe de algo que eu quero reproduzir na vida real. Ao mesmo tempo, me excito com isso.
Pra piorar, namoro uma garota (não tem relação com hocd, pornografia lésbica é algo que eu realmente nunca vejo) e não consigo ter relações satisfatórias com ela. É a primeira vez que tenho uma parceira e quanto me vi fantasiando pra conseguir prazer com ela percebi que algo estava muito errado! Atualmente tomo antidepressivos, o que me faz ter menos libido. é uma faca de dois gumes, pois não tenho tanta vontade de masturbar (inclusive é bem raro, por isso até demorei a me identificar como viciada), porém é ainda mais difícil ter prazer real.
Escrevo porque hoje tive uma recaída, mesmo há um tempo tendo me comprometido a parar. De novo situações violentas. De novo não conseguindo ter prazer sem estímulos.
Acho que precisava mais desabafar mesmo, por isso o texto. A cultura da pornografia nos torna doentes (gosto muito de ver as palestras da Gail Dines, recomendo). Boa sorte para todos!
avatar
Mensagens : 304
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Meu relato - Ascendente

em 27/8/2018, 11:55
Seja bem-vinda ao fórum!

Algumas perguntas são essenciais diante desse seu relato. A primeira delas é: você faz acompanhamento com profissionais? Isso é essencial.

Além disso, qual sua rotina? Falando por experiência própria, é impossível vencer esse vício sem mudar radicalmente a própria rotina, as atividades gerais e até mesmo os hobbies.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Meta inicial: 30 dias (53.3% concluído)
Reboot (inicial): 16/90

avatar
Mensagens : 30
Data de inscrição : 01/03/2018
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t8153-a-caminhada-de-sandokai-a-identid

Re: Meu relato - Ascendente

em 2/9/2018, 22:34
Olá Morgana,
já lesse o material e instalasse os bloqueadores?
Não pense que somente o tipo de pornografia que acessa é "errada", e que você deve mudar somente porque é algo fora do que se chama "normal". Toda a pornografia é perniciosa para o cérebro, até mesmo aquela que é considerada mais "leve". A exposição pode acabar afetando as preferências dos nosso cérebro, que passa julgar aquilo como "necessário".
Siga firme na Jornada, Morgana!

_______________________________________

DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t8153-a-caminhada-de-sandokai-a-identidade-do-relativo-e-do-absoluto
Mensagens : 3
Data de inscrição : 25/08/2018
Ver perfil do usuário

Re: Meu relato - Ascendente

em 7/9/2018, 14:59
Oi gente, obrigada pelas mensagens. Não escrevi nesse tempo mas continuo na contagem. Bom, minha rotina é casa e faculdade, tenho algumas tardes livres na semana. Tenho que voltar logo ao psicólogo e fazer exercícios, reconheço. Estou enrolando. Quanto aos materiais, já li, mas não instalei nenhum bloqueador específico. Tenho evitado mesmo é ficar mt tempo a toa na internet. Tem funcionado. No mais tudo normal e tenho me sentido bem. É bom ter um objetivo a alcançar. Abraços!
avatar
Mensagens : 267
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Meu relato - Ascendente

em 4/10/2018, 19:29
Morgana,

Instale pelo menos um bloqueador, a mente doente e viciada é muito sagaz em nos ludibriar e sempre arruma um jeito para manter o vício no primeiro vacilo dado. Não navegar a esmo na net, como você tem feito, é excelente, mas não abra mão de um reforço que é o bloqueador.

Siga firme na sua saga!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 ( X )  90 (  )



Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum