Compartilhe
Ir em baixo
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Não sei como agir... estou perdida.

em 16/10/2018, 08:04
Sou casada há 7 meses. Nesses 7 meses, meu marido só me procurou no primeiro dia de casamento. Depois, sempre eu o procurava. E o mais estranho para mim é que mesmo passando muitos dias sem eu procurar, ele ainda me evitava.

Comecei a ficar com uma pulga atrás da orelha. Até que certo dia eu falei "ou você se masturba ou você tem outra, não é possível!". Ele negou.

Mesmo ele negando eu comecei a observar ele. Reparei que no chão, perto do computador, sempre ficava sujo, como se tivesse caído uma coisa melequenta. Aquilo só podia ser esperma.

Teve um dia que ele acordou no meio da noite e foi para o sofá. Por que? Muito estranho isso... Eu o questionei e ele disse que estava com tosse e não queria me acordar. Conta outra, né.

Tinha um jogo besta que jogávamos juntos, mas eu desanimei completamente dele, pois cada dia que passava ele adicionava mais mulheres atraentes. Parecia um sultão com um harém de mulheres. Até que então ele excluiu o jogo.

Num certo dia, eu percebi que ele tinha o jogo de volta. Minha intuição me disse que tinha merda nesse jogo... Fui lá, criei uma conta fake com uma mulher bem peituda e adicionei ele. Depois de uns dias, pimba! Ele me chamou para conversar. Naquele dia meu mundo caiu... Ele elogiou a mulher como nunca me elogiou antes, pediu nudes, pediu facebook e whatsapp.

Perguntei se ele iria se encontrar com ela, ele disse que nunca faria isso, que era só uma conversa boba pela aparência dela, que não iria passar de conversa, que ele jamais iria me deixar para ir atrás de vagabunda de internet e também que a mulher fake morava longe demais. De fato, muitíssimo longe para apenas uma aventura. Nem sei quantas horas de viagem.

Mas eu perdi a confiança. Eu sempre fico atormentando ele, falando que ele está se masturbando e me deixando de lado. Ele sempre nega e ainda diz que eu sou ninfomaníaca e que ele não sente tanta vontade de fazer sexo quanto eu.

Não estamos dormindo juntos mais, eu não quero encostar nele mais, nem olhar para ele. Acho que meu casamento não tem solução.

Eu não sei se ele é um traidor ou viciado em masturbação. Em qualquer uma das duas opções, ele me deixa de lado e só quer saber de internet, internet...

Não sei como agir, pois sou cristã, católica e o divórcio é a ultima das ultimas opções para mim. Não quero fazer nada que me afaste de Deus.
Mensagens : 22
Data de inscrição : 26/09/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 16/10/2018, 10:30
Bom dia Lain Iwakura,
começando do final do teu texto, realmente não creio que o divórcio seja a melhor solução, até por que vocês tiveram razões para se casar. Se divorciar seria "uma solução fácil".
Fiquei em dúvida no teu relato, pois não deixaste claro qual é a frequência que vocês praticam sexo. Foi apenas uma vez em 7 meses, se sim, isto é um problema que provavelmente um psicólogo vai resolver. Caso a frequência seja de 2 a 4 vezes por mês também não é uma frequência normal. Minha sugestão é que aproveite este fórum, ele tem muitos, mas muitos relatos, e vários deles são similares aos teus, creio que as sugestões e discussões vão te ajudar muito.
De minha parte como ex-viciado em pornografia, posso te dar alguns conselhos. O primeiro é que homens se masturbarem é algo normal, se faz isso desde os 12-13 anos, aqui a gente pode falar sobre um monte de teorias, a mais aceita pela ciência é a que os homens são poligâmicos, enquanto as mulheres são monogâmicas. Então não trate isto como se fosse um bicho de 7 cabeças. Contudo se ele não está transando contigo e ainda procurando outras isto realmente pode ser um problema, fale mais um pouco de vocês, quanto tempo namoraram antes de se casar?
Sugiro que leias os materiais sugeridos no início do fórum, além disso, existe uma palestra disponível no youtube, coloque na busca TED Gary Wilson, vai entender um pouco mais sobre a pornografia. Creio que esta é primeira distinção que tem que ser feita, pornografia sim é algo terrível para a saúde do homem. Quanto à masturbação podemos discutir isto muito aqui e não chegar a uma conclusão definitiva.

Tenho lido muitos relatos de mulheres de viciados, isto me ajudou muito, principalmente a entender minha relação com minha namorada, talvez possas mostrar o fórum para ele.

Espero ter ajudado,

_______________________________________
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 16/10/2018, 11:09
Nós fazemos sexo no máximo 2x ao mês. Isso porque eu o procuro. Mas as vezes acontece de ficarmos mais de 20 dias sem e se eu o procuro ele se esquiva.

Namoramos por 7 anos, entre idas e vindas. O que me faz raiva é que no meio do namoro eu me converti ao catolicismo, portanto eu queria esperar o casamento para poder ter relações novamente. Ele "concordou" só com palavras, porque ficava forçando. Era terrível ficar perto dele, porque estava sempre querendo passar a mão em mim, forçar.

Então, depois de algum tempo nos casamos... e o que aconteceu? Ele sequer encosta em mim. Me parece que todo aquele desejo dele era fetiche. Só queria porque era proibido.

Ah, detalhe... antes de eu me converter, ele também não tinha tanto desejo de fazer sexo. Eu já cheguei a falar com ele que ele não gosta de sexo, gosta é de fetiche.

Mas agora, o que eu faço? Eu continuo nesse casamento sem sexo, pois eu não vou procurá-lo mais, ou eu peço o divórcio ? Mas o divórcio não é saída para mim. Estou fadada a um casamento fracassado? Eu não vejo que ele vá mudar, pois ele nega até a morte que assiste pornografia e ainda me acusa de ser ninfomaníaca. Eu queria ter filhos, um esposo atencioso, uma familia feliz... Mas meu marido escolheu se casar com computador e celular. Isso é triste.

E olhe que ele é muito moralista. Eu jamais iria imaginar que ele fosse essa pessoa que conheci depois do casamento.
avatar
Mensagens : 231
Data de inscrição : 27/03/2018
Idade : 21
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 16/10/2018, 18:12
Olá Lain, seja bem vinda ao fórum! Olha sobre o que você falou deve evitar o sexo, pode ter duas possibilidades. Ou ele tem medo e vergonha de pedir, depois que você disse que só queria transar depois do casamento isso deve ter deixado ele um pouco confuso, ou então é falta de interesse mesmo. Mas de qualquer jeito, essa conversa que você conseguiu com a conta fake é bem suspeita, existe sim a possibilidade dele te trair, eu acho que na verdade não trata somente de vício de pornografia e sim do caráter dele, na minha opinião. Muito dos viciados em pornografia e masturbação que traíram suas parceiras, eles geralmente fazem isso com o "motivo" de que quer experimentar coisas novas ou então porque suas parceiras não transavam com eles na frequência que desejavam, porém seu marido não transa contigo de maneira regular e nem vai atrás e é sempre você que vai atrás. Ele pode ser viciado em pornografia sim com certeza, pelo que você conta, o chão sujo de esperma em baixo da cadeira ou ele acordando de madrugada pra ir no sofá, e esse vício em pornografia deve ter deixado ele sem interesse por sexo real também, são várias hipóteses que você vai descobrir aos poucos e conversando com ele.

_______________________________________
Quer ler o meu diário? >>>> Clique aqui <<<<
Metas:

1ª Meta: 1 semana sem PMO (X) 06/04/2018
2ª Meta: 2 semanas sem PMO (X) 09/05/2018
3ª Meta: 3 semanas sem PMO ( )
4ª Meta: 1 mês sem PMO ( )


"Aqueles que não se lembram do seu passado, estão condenados a repeti-lo."

E-mail de contato: anjofdp70@gmail.com
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 16/10/2018, 19:48
Obrigada pela atenção de vocês!

São só 7 meses de casamento!
Se ele não me achava atraente, por que se casou?
Se ele não sente desejo pelo sexo real, por que se casou?
Parece que foi só para desgraçar a minha vida... Trair, mentir, me ignorar. Será que ele é psicopata?

Eu sinto tanta aversão por ele, que não consigo chegar perto. Como ainda não sei o que fazer, vou continuar dormindo longe dele.

Eu já tentei conversar, já pedi para me procurar também. Infelizmente, não adianta. Se eu digo "por que você ficou tantos dias sem nem encostar em mim?" Ele simplesmente inverte "você que ficou esse tempo todo sem encostar em mim. Por que?". Usa a imbecil técnica do espelho, enquanto estou sofrendo e quero resolver a situação.

Acho que me casei com um psicopata mesmo.

De toda forma, eu tenho certeza de que ele é viciado em pornografia, por várias coisas que já aconteceram. E ele também sempre goza muito muito rápido.

Ah, agora me lembro. Várias vezes que o questionei por não me procurar e sempre eu que vou atrás, ele diz "você quer que eu faça todas as suas vontades. Até me casei na igreja por você. Por mim eu nem casava, só morava junto. Agora quer que eu fique pedindo por sexo."
Mensagens : 22
Data de inscrição : 26/09/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 16/10/2018, 20:23
Boa noite Lain,
não creio que teu marido seja indiferente a ti até porque vocês praticam sexo, embora numa frequência baixa. O que pode estar havendo é realmente a pornografia estar tomando conta da vida dele, alguns homens relatam que a pornografia parede melhor que sexo real, embora eles percebam que não conseguem mais se satisfazer com a pornografia, por isso tem que mudar constantemente o tipo de pornografia.
Não acredito que seu marido seja um psicopata, mas sem dúvida ele precisa de ajuda, a questão é que ele é o primeiro que tem que reconhecer isso.
Contudo sugiro cuidado, muitas vezes as pessoas tem dificuldade de se verem de verdade e se tornam violentas.

_______________________________________
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015
Ver perfil do usuário

Muita calma.

em 17/10/2018, 07:33
Lain Iwakura

Olá, primeiramente; quero lhe dar as boas vindas. Sei que o momento é terrível para você, mas saiba que apesar das nossas limitações aqui do fórum; você encontrará informação e apoio.

De acordo com seu relato, tu tem certeza que seu marido é viciado em pornografia; neste caso o ponto mais importante é ele reconhecer, entender o vício e buscar ajuda. Como ex-viciado posso lhe assegurar que deve partir do próprio viciado toda iniciativa. É claro que você como esposa deve ajudá-lo, já que o mesmo não percebe a lama que se enfiou. Acontece que para piorar a situação o vício em pornografia não é muito conhecido e as pesquisas ainda estão em andamento, muitas pessoas pensam que consumir P é saudável; talvez este seja o caso do seu esposo.

Nesse momento, aconselho que você busque uma pessoa na igreja para lhe aconselhar e dar suporte. Um Padre, conselheiro; sei que nas igrejas tem pois tb sou cristão, congrego em uma igreja evangélica. Somado a este aconselhamento uma ajuda profissional de um Psicólogo será útil tb, visto que sua situação emocional é terrível.

Após este apoio sugiro que você entenda o vício, como ele funciona e como vencê-lo. Com estas informações você poderá ajudar mais seu marido.

Estarei enviando alguns passos, saiba que são importantes e que se seguidos a risca você entenderá de fato como funciona o vício, e consequentemente a abordagem correta para vencê-lo.


Breve resumo do reboot:


-Ler o E-book, assistir os vídeos do Gary Wilson

-Ler as postagens do fórum: Histórias de sucesso, importância dos bloqueadores, outros assuntos.

- Criar um diário na sessão correspondente à sua idade



# Tapar as brechas e substituir a antiga rotina da pornografia:



Não ficar sozinho em casa

Ser objetivo no que acessa na internet

Instalar os bloqueadores

Fazer coisas diferentes nos momentos em que consumia pornografia

Praticar exercícios, sair com amigos, visitar familiares, algo que dê "prazer" naturalmente ao corpo.



# Excluir gatilhos:


Facebook

Twitter

Instagram

Sair de grupos de whatsapp que enviam pornografia

Não olhar sites que contenham fotos de mulheres na praia, modelos paparazzi e etc.



- Ficar atento as fantasias que vierem a mente, buscar sempre ocupar o tempo com atividades e outras rotinas



Links importantes:



E-book: http://www.comoparar.com/t3070-e-book

Frases motivacionais: http://vicioempornografiacomoparar.com/motivacao/

Orientações básicas: http://www.comoparar.com/f1-orientacoes-basicas





Abraço,
Luís Santos.

_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 07:45
Lain Iwakura escreveu:Obrigada pela atenção de vocês!

São só 7 meses de casamento!
Se ele não me achava atraente, por que se casou?
Se ele não sente desejo pelo sexo real, por que se casou?
Parece que foi só para desgraçar a minha vida... Trair, mentir, me ignorar. Será que ele é psicopata?

Eu sinto tanta aversão por ele, que não consigo chegar perto. Como ainda não sei o que fazer, vou continuar dormindo longe dele.

Eu já tentei conversar, já pedi para me procurar também. Infelizmente, não adianta. Se eu digo "por que você ficou tantos dias sem nem encostar em mim?" Ele simplesmente inverte "você que ficou esse tempo todo sem encostar em mim. Por que?". Usa a imbecil técnica do espelho, enquanto estou sofrendo e quero resolver a situação.

Acho que me casei com um psicopata mesmo.

De toda forma, eu tenho certeza de que ele é viciado em pornografia, por várias coisas que já aconteceram. E ele também sempre goza muito muito rápido.

Ah, agora me lembro. Várias vezes que o questionei por não me procurar e sempre eu que vou atrás, ele diz "você quer que eu faça todas as suas vontades. Até me casei na igreja por você. Por mim eu nem casava, só morava junto. Agora quer que eu fique pedindo por sexo."


Aconselho que você procure o diário da Neoii, ela é esposa de um ex-viciado; creio que por ela ser mulher você encontrará melhores conselhos em relação a parte emocional feminina, visto que vocês mulheres possuem uma estrutura emocional diferente de nós homens.

Quanto ao fato de seu marido ejacular rápido, pode ser um dos efeitos do vício; o melhor seria ele cumprir o reboot e avaliar se com a conclusão dele a EP (ejaculação precoce) desapareceu.

Quanto a ele antes de casar lhe procurar com mais frequência, talvez seja porque isso dava um ar de proibido, já que tu não queria sexo antes do casamento depois de sua conversão, aumentando assim o prazer dele. O vício em P é assim, ele "atiça" o desejo pelo que é proibido, o prazer é maior.

Em relação a masturbação no momento desconheço estudos atuais que mostrem que ela é benéfica, o que existem são opiniões pessoais de pessoas. Tratando-se aqui do fórum, as experiências mostram que a maioria dos rebooters que concluíram o reboot não fizeram uso dela, e os que fizeram foi mínimo. Do tempo que tenho de reboot não vi um rebooter afirmar que aconselha o uso da masturbação durante e pós-reboot.



Que Deus abençoe você e seu casamento.
Luís Santos.


_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 08:36
Bom dia, Lain!

Primeiramente, te desejo força e equilíbrio para superar este momento! Além de tudo o que foi dito e aconselhado aqui, considerando que você não está disposta a se divorciar, sinto que uma boa medida da sua parte seria procurá-lo para uma nova conversa e deixar bem claro que quer ajudá-lo, independentemente do que vier a acontecer. Tente deixá-lo bem à vontade para desabafar sobre todas as questões que o incomodam, assim como externe toda a sua angústia com a situação do casamento. Se for o caso, busquem ajuda profissional com um psicólogo.

Paz e Bem!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 08:40
ap.bacana, meu marido jamais encostaria em mim para me machucar. É mais fácil o contrário, pois sou bem colérica. Mas eu também jamais faria algo contra ele.

Luis, realmente, ele não se reconhece como um viciado. Para ele a pornografia e masturbação é algo tão comum quanto comer. Como ele ainda não colheu nenhuma consequência desse vício, para ele está tudo ótimo. Até o momento, só eu estou colhendo as consequências do que ele planta.

Para você ter uma ideia, pelo fato dele não sentir tanto desejo pelo sexo real, ele se sente superior, iluminado. Que uma pessoa que tem muito desejo pelo sexo real é uma pessoa inferior. Que enquanto o desejo está só na mente dele (e na mão), tudo bem. Ruim é quando acontece de verdade. Talvez, na cabeça dele, o sexo real é sujo... Exatamente por isso, quando falo com ele sobre sexo, ele diz que eu sou ninfomaníaca. Uma vez ele até chegou a me dizer que uma vez a cada 6 meses está bom para ele.

Eu já falei para ele que o sexo entre marido e mulher não é sujo, que Deus quis assim. Se para Deus é bom, por que eu vou achar ruim? Suja é a pornografia que ele vê.


Mas atualizando... quando eu disse a ele que não dormiríamos juntos mais, ele disse "então não te levo mais para o trabalho". Eu disse que tudo bem, eu me viro. Então não estamos dormindo juntos e ele está com cara de ódio. Isso que não entendo, já que ele nem sequer me encosta, que diferença faz dormirmos juntos ou separados?

Como eu falei para ele "você precisa fazer a sua escolha, ou a pornografia ou eu", então vou continuar assim até ele decidir o que ele quer.

Eu não vou conseguir convencer ele a fazer o reboot, pois ele dirá que isso tudo é besteira e que ele não vê pornografia, que eu sou paranoica. É preciso antes que ele colha alguma consequência disso. A unica consequência que eu posso devolver a ele é a fragilidade do nosso casamento. Agora só posso esperar... Se ele der valor ao casamento, ele fará alguma coisa.
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 08:44
Aproveito para contar como eu entrei e saí desse vício.

Na adolescência comecei a me masturbar. Nunca tive acesso a materiais pornográficos nessa época, graças a Deus. Mas eu sempre me sentia um lixo depois de me masturbar, então resolvi parar. Foi bem fácil. Simplesmente decidi e parei.

Até que então conheci meu marido. E ele começou me apresentando contos eróticos. Comecei a ler, achei legal, mas alguns eram muito nojentos, me sentia mal no meio daquilo, então parei de ler. No entanto... eu voltei a me masturbar.

Aí ele certa vez me mandou vídeos pornográficos. Umas 2 vezes, no inicio do namoro... Aí a coisa ferrou de vez. Eu não conseguia mais parar. E o pior é que eu só ia descendo ladeira abaixo, com desejos bem agressivos contra mim. Meu marido, que era meu namorado na época, chegou a dizer não queria me machucar.

Eu comecei a pensar então no que eu estava fazendo da minha vida. Me sentia um lixo... Eu até falava de alguns desejos meu para meu marido naquela época, mas não falava que assistia pornografia. Eu perguntei a ele se ele continuava assistindo, ele negou. Então eu me senti pior ainda, por acreditar que era a única afundada naquela imundice.

Pouco tempo depois eu me converti, pois não conseguia mais conviver na miséria em que eu estava, queria mudar. Eu estava me destruindo. Eu cheguei em estado de choque no confessionário, mas saí de lá uma nova pessoa.

Então comecei a luta. Nos momentos em que eu sempre ficava sozinha e tinha desejo de me masturbar, eu passei a rezar o terço. No inicio era difícil me concentrar com aquele desejo enorme, mas depois de umas 20 ave-maria eu já ficava mais calma. rs...

Mesmo assim, eu ainda caí algumas vezes, e sempre corria para o confessionário. Até que um dia eu caí e por um momento perdi as esperanças. Porque de tanto cair a gente se desespera. Pensei "não tem jeito mesmo, jamais vencerei o vício". Como eu estava só, caí em prantos diante da cruz, pedi muito a Deus que tivesse piedade de mim, implorava a Deus que me salvasse daquela imundice. Naquele momento me pareceu ouvir alguma coisa me dizendo "levanta, vá lavar o rosto e continue a luta, eu estou com você." Eu não pensei duas vezes, levantei, lavei o rosto e me senti mais forte que antes. Depois desse dia, eu não mais caí. Sempre que eu tinha desejo de me masturbar, eu me lembrava do que ouvi "eu estou com você" e o desejo passava logo. Tem mais de ano que eu sequer me masturbo.

Outra coisa também que me ajudou foi eu começar a ler sobre a vida dos santos, ler coisas edificantes todos os dias. Sua mente se eleva, parece que você começa a vibrar numa frequência mais alta, então a frequência mais baixa não te atinge.
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 09:00
Seeker, ele não se sente à vontade para falar sobre isso. Sabe por que? porque ele é moralista. Do tipo que julga muito os outros, mas julga muitíssimo mais a si mesmo. Como alguém moralista é incapaz de lidar com as próprias imperfeições, eles recalcam essas imperfeições, escondem de si mesmos, fingem que não existem. Então, um moralista jamais vai falar sobre a própria fraqueza, porque isso o exporia como alguém imperfeito e isso o machucaria muito, e ele fugirá dessa dor como o diabo foge da cruz. Se expor, isso eles não querem. A pessoa não quer cair na real de que não é Deus, sabe. "enquanto eu puder manter a pose de Deus, eu vou manter.". É assim... E quando a pessoa tira das costas o peso de ser Deus, de ser perfeito, a vida se torna mais leve. Meu marido só vai largar o fardo da perfeição quando esse fardo se tornar pesado demais e ele não aguentar carregar, isto é, quando estiver no fundo do poço. Só assim ele vai dizer "realmente, eu sou um viciado em pornografia e quero sair dessa."

Digo isso porque eu já fui assim. Já menti muito para mim mesma. Mesmo diante de toda evidência, eu mentia para mim e acreditava na minha própria mentira, porque a realidade era muito dolorosa.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 09:05
Lain Iwakura escreveu:ap.bacana, meu marido jamais encostaria em mim para me machucar. É mais fácil o contrário, pois sou bem colérica. Mas eu também jamais faria algo contra ele.

Luis, realmente, ele não se reconhece como um viciado. Para ele a pornografia e masturbação é algo tão comum quanto comer. Como ele ainda não colheu nenhuma consequência desse vício, para ele está tudo ótimo. Até o momento, só eu estou colhendo as consequências do que ele planta.

Para você ter uma ideia, pelo fato dele não sentir tanto desejo pelo sexo real, ele se sente superior, iluminado. Que uma pessoa que tem muito desejo pelo sexo real é uma pessoa inferior. Que enquanto o desejo está só na mente dele (e na mão), tudo bem. Ruim é quando acontece de verdade. Talvez, na cabeça dele, o sexo real é sujo... Exatamente por isso, quando falo com ele sobre sexo, ele diz que eu sou ninfomaníaca. Uma vez ele até chegou a me dizer que uma vez a cada 6 meses está bom para ele.

Eu já falei para ele que o sexo entre marido e mulher não é sujo, que Deus quis assim. Se para Deus é bom, por que eu vou achar ruim? Suja é a pornografia que ele vê.

A mente de um viciado tende a ficar meio turva mesmo. Isto é consequência do vício.


Lain Iwakura escreveu: Mas atualizando... quando eu disse a ele que não dormiríamos juntos mais, ele disse "então não te levo mais para o trabalho". Eu disse que tudo bem, eu me viro. Então não estamos dormindo juntos e ele está com cara de ódio. Isso que não entendo, já que ele nem sequer me encosta, que diferença faz dormirmos juntos ou separados?

Como eu falei para ele "você precisa fazer a sua escolha, ou a pornografia ou eu", então vou continuar assim até ele decidir o que ele quer.

Eu não vou conseguir convencer ele a fazer o reboot, pois ele dirá que isso tudo é besteira e que ele não vê pornografia, que eu sou paranoica. É preciso antes que ele colha alguma consequência disso. A unica consequência que eu posso devolver a ele é a fragilidade do nosso casamento. Agora só posso esperar... Se ele der valor ao casamento, ele fará alguma coisa.

Repito: sugiro que busque aconselhamento com alguém da igreja e tb de um profissional. O abalo emocional é grande e deve ter a abordagem correta.

_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
avatar
Mensagens : 281
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 09:26
Seja bem-vinda, Lain Iwakura. Notar a importância que você dá à fé é algo enobrecedor - e mantenha isso, porque você vai precisar.

Todas as relações devem ser pautadas em regras claras. Na nossa sociedade pós-moderna, parece que os conceitos, os arquétipos e as funções estão completamente desfigurados e as pessoas, em geral, não sabem mais o que devem exigir ou oferecer em seus relacionamentos.

O que você deve ter bem claro na sua mente é: quais são os princípios que devem nortear seu casamento? Quais são as regras, os limites, as obrigações, os benefícios que cada um deve esperar do outro e oferecer ao outro? A liberdade só faz sentido se servir a um propósito; caso contrário, é uma prisão.

Você mesma relatou ter conseguido superar o vício. Você tomou uma decisão e fez. O que impede seu marido de fazer o mesmo? Por acaso ele não pode ter fé e usar os mesmos recursos que você usou? É mais cômodo justificar nossos erros. É mais conveniente e confortável justificar o que fazemos de errado, incluindo o vício em pornografia. A mudança é dolorosa - mas definitivamente dói muito menos do que prosseguir na desgraça e na autodestruição.

Eu só comecei a lutar contra isso porque as consequências ficaram bastante claras pra mim. Minha esposa foi bastante objetiva, direta e sincera com o que aconteceria caso eu continuasse nesse estilo de vida. Não haveria espaço no casamento pra ser dividido entre ela e o vício - eu teria de escolher. É essa a escolha que você deve dar ao seu marido: ou você, ou o vício (a menos que queira continuar dividindo espaço e ser preterida em relação à masturbação dele). Se ele realmente te ama, vai saber o que escolher e, com todas as dificuldades, vai aceitar e assumir o processo e vai receber sua ajuda.

E um conselho adicional: jamais se coloque como a responsável pela salvação dele. Você pode ajudá-lo, mas é dele o dever de assumir o erro e lutar contra isso.


_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Meta inicial: 30 dias (0% concluído)
Reboot (inicial): 0/90

Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 10:58
Beren Erchamion, eu queria ter provas objetivas de que ele tem esse vício. Infelizmente, eu não tenho. Eu tenho certeza de que ele é viciado, mas quando o confronto, ele diz que não assiste pornografia. O que fazer então? É a palavra dele contra a minha e eu ainda me passo por paranoica.

Mesmo sem provas, eu já disse a ele para escolher entre a pornografia e eu, que não dormiremos juntos mais até ele resolver isso. Só que dormirmos juntos não deve fazer diferença para ele, pois ele continua se satisfazendo com a internet. Apesar de que ele parece estar incomodado com a situação.

Até o momento a situação está assim para ele: ele é sexualmente saudável e eu sou ninfomaníaca. Eu briguei com ele por paranoia minha de achar que ele vê pornografia, mas ele não vê. E além disso ainda não estou dormindo com ele. Com isso ele se acha coberto de razão e ainda está com cara de ódio para mim.

Mas, seguindo o conselho do Luis, eu vou procurar aconselhamento com alguém da igreja... e Deus também me enviará uma prova e esse homem não poderá mais fugir da realidade.

Qualquer novidade posto aqui.
avatar
Mensagens : 281
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 17/10/2018, 13:48
Mas você não está sem provas. Um homem sexualmente saudável sente vontade natural de se relacionar com a mulher. A menos que ele seja verdadeiramente um santo ou um guru (algo que parece não ser), ele, tanto quanto qualquer outro homem saudável, tem alta carga de testosterona e precisa naturalmente descarregar isso. O comportamento estranho dele, a recusa em se relacionar mais com você, o fato de adicionar mulheres (mesmo num jogo) e o que você mesma relatou em relação a sempre encontrar traços de esperma perto do computador, tudo isso é indicativo de que ele é sim viciado.

O passo mais importante, junto com o apoio espiritual/mental, é forçá-lo a tomar uma atitude.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Meta inicial: 30 dias (0% concluído)
Reboot (inicial): 0/90

Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 07:13
Você está certo, Beren, mas até que eu encontre uma solução melhor, estamos dormindo separados e eu já disse "se não resolver isso, é questão de tempo para o casamento terminar."

Eu o conheço bem e ele também me conhece... ele não está fazendo nada ainda, primeiro porque está magoado com as coisas que eu disse, porque eu falei muita coisa mesmo, que sinto ódio dele, que preferia não tê-lo conhecido, que ele desgraçou a minha vida... E também, ele está pensando que daqui a pouco eu esqueço tudo e volto a tratá-lo como antes. Mas dessa vez eu serei irredutível. Enquanto ele não tomar uma atitude, nada vai mudar para melhor. Pode mudar para pior. Quando ele perceber isso, alguma coisa ele vai fazer. É sempre assim... ele primeiro quer ver até onde eu vou com isso.

Eu não quero sair de casa para depois voltar, caso ele mude. Isso pra mim é cachorrada, além de expor nossa relação para os curiosos. Só sairia de casa em ultimo caso mesmo. Até lá vou aguentando.

Interessante isso que você disse sobre testosterona. Antes de eu me converter eu já havia questionado sobre a falta de interesse em mim, e ele disse que era por causa da testosterona baixa. Como ele já teve depressão, pensei que fosse alguma consequência disso. Mas aí eu me converti e a testosterona dele voltou a funcionar normalmente, assim, do nada. Curioso, né.

Tantos anos sofrendo com isso, achando que era normal, e na pior das hipóteses me achando ninfomaníaca. Sério, já cheguei a pensar que eu fosse. Também já pensei que fosse normal um homem dentro de um relacionamento ficar mais de mês sem sexo, sem masturbação, sem pornografia. Como ele é o único homem que conheço, nunca tive nenhum comparativo. Mas lendo o que vocês homens pensam sobre um relacionamento saudável, percebo que ele sempre teve muito mais desejo que eu, mas que canalizou esse desejo para outras mulheres (ou melhor, para a tela do tão adorado computador). Esse fórum foi a melhor coisa que me aconteceu. A partir dele eu consegui ver que tem MUITA coisa errada no meu relacionamento.

Agora, eu tenho uma dúvida... Neste tempo que não estamos nem conversando direito, ele com certeza está assistindo pornografia. Será que ele se sente mal com isso, mas vai empurrando com a barriga? Será que ele se arrepende, mas não tem forças para sair disso? Ou será que ele nem liga, não sente nada?

Ele sabe que é errado, caso contrário não teria necessidade de mentir sobre isso. Se ele achasse certo, ele bateria no peito e diria "eu assisto!", mas ele se esconde igual rato.
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 07:45
Lain Iwakura escreveu:

Agora, eu tenho uma dúvida... Neste tempo que não estamos nem conversando direito, ele com certeza está assistindo pornografia. Será que ele se sente mal com isso, mas vai empurrando com a barriga? Será que ele se arrepende, mas não tem forças para sair disso? Ou será que ele nem liga, não sente nada?

Ele sabe que é errado, caso contrário não teria necessidade de mentir sobre isso. Se ele achasse certo, ele bateria no peito e diria "eu assisto!", mas ele se esconde igual rato.

Na minha opinião ele sabe que está errado mas esconde, justamente por causa da consciência que deve pesar. Se ele pensasse que era normal -como acontece com muitas pessoas- ele diria abertamente que consome P e diria que "todo mundo faz isso".

O fato dele dizer que tu é ninfomaníaca -na minha opinião- é uma tentativa de justificar o baixo desejo sexual que ele sente, sendo assim, a culpa é sua, e não dele por preferir a pornografia.

Você já assistiu os vídeos do Gary Wilson? Leu os livros?



Abraço,
Luís.

_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: http://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 08:25
Luis, eu li o Guia Introdutório 2x, vi os vídeos do Gary Wilson e também alguns vídeos do Padre Paulo Ricardo, onde pude perceber que o vício em pornografia é consequência de 2 problemas... a dificuldade de solidão, onde a pessoa não se dá bem consigo mesma e precisa de uma fuga, precisa fugir de si mesma, então ela encontra essa fuga no prazer. E também a dificuldade de administrar o tempo.

Meu marido tem um trabalho onde não tem muita rotina, então acho que essa falta de rotina fez com que piorasse as coisas para ele. Nos primeiros dias de casamento eu até tentei manter alguma rotina na casa, porque eu tenho necessidade disso, de ordem, rotina, gosto da vida bem regrada. Mas não deu certo, não consegui fazer com que ele seguisse qualquer rotina.

E ele também é muito procrastinador. Se eu estou em casa, ele almoça comigo. Quando eu tenho que almoçar no trabalho e ele fica em casa, ele não almoça. Já cheguei a pensar que minha comida era muito ruim, mas eu acredito que o vício sequer deixa ele comer. Então parece que quando não está trabalhando, ele está no computador ou na cama mexendo no celular.

Ele se matriculou em uma academia, mas sequer tem ido. Sempre desanimado de ir. As vezes vai 1x na semana.
avatar
Mensagens : 281
Data de inscrição : 25/06/2018
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 08:59
Ninfomania é um problema psicológico/hormonal bastante sério. Creio que ele não faça ideia do que seja isso. Você é uma mulher jovem e saudável, é natural sentir desejos sexuais - assim como ele. Não aceite essa lógica de inversão de culpa como se o problema estivesse em você.

Continue pressionando para que haja uma mudança. Se seu marido também for católico, seria bom vocês dois procurarem apoio juntos e de modo aberto.

_______________________________________
Acompanhe meu Diário

Meta inicial: 30 dias (0% concluído)
Reboot (inicial): 0/90

avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 09:26
Lain,

Longe de querer acirrar os ânimos e semear a discórdia no seu relacionamento, mas penso que, diante de todo o seu relato, o melhor que você pode fazer é dar um ultimato a ele, deixar bem claro toda a sua angústia e resolver, de fato, a situação. Até que ponto é saudável para ti continuar vivendo desse jeito? Como disse o Beren, não aceite que ele use da lógica de inversão da culpa, a sua parte em relação ao vício da P. você já fez, reconheceu o problema e tratou de saná-lo, cabe a ele também fazer o mesmo, caso ainda queira manter o casamento!

Que você possa ter uma vida plena em todos os sentidos!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 12:25
Seeker, eu acabei ouvindo seu conselho e dei um ultimato para ele, disse para escolher entre a pornografia e eu. Resultado, ele bateu o pé que não assiste pornografia. Então eu estou saindo de casa. Não sei como vou ficar nessa situação, pois sou católica. Que Deus me ajude!
Mensagens : 15
Data de inscrição : 15/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 12:33
Pior é que agora eu fico tentando me enganar, pensando "talvez ele não seja viciado em pornografia" "talvez ele tenha outro problema". Enfim...
avatar
Mensagens : 105
Data de inscrição : 21/11/2016
Idade : 35
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 18/10/2018, 12:45
Lain Iwakura escreveu:Pior é que agora eu fico tentando me enganar, pensando "talvez ele não seja viciado em pornografia" "talvez ele tenha outro problema". Enfim...

Se vocês tem computador...existe um programa que você instala no computador que ele grava tudo o que foi digitado no pc de forma oculta. Seria umas das formas de prova que ele vê P ou não. Digo isso, pois melhor te a certeza do que sair na dúvida. Eu também sou católico, então peça a Deus que lhe mostre a verdade.

Abraços

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
avatar
Mensagens : 145
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: Não sei como agir... estou perdida.

em 19/10/2018, 07:50
Lain Iwakura escreveu:Seeker, eu acabei ouvindo seu conselho e dei um ultimato para ele, disse para escolher entre a pornografia e eu. Resultado, ele bateu o pé que não assiste pornografia. Então eu estou saindo de casa. Não sei como vou ficar nessa situação, pois sou católica. Que Deus me ajude!

Lain, estou na torcida para que você fique bem e em Paz! Nesses momentos, é natural o arrependimento e sempre fica a dúvida quanto à escolha certa. Permaneça firme e que Deus te guie!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta principal: 90 dias

Submetas: 10 ( X )   30 ( X )  60 (  )  90 (  )



Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum