Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2019
Idade : 28
Ver perfil do usuário

From zero to hero - (missão: O no sexo)

em 13/1/2019, 15:22
E aí, fórum!

Descobri vocês ontem à noite e desde então estou lendo bastante sobre reboot e assuntos relacionados. Estimo que estou na PMO desde os 14 anos (farei 29 mês que vem) e já fiz várias tentativas de parar - sempre confiando no autocontrole. Em algumas ocasiões, cheguei a ficar 1 mês limpo, mas sempre volto como quem não quer nada e de repente estou no velho hábito normalmente.

Meu problema talvez seja mais grave do que muitos de vocês: ejaculação retardada - ou seria inexistente? É, eu nunca consegui "chegar lá" durante o sexo. Sempre dei alguma desculpa para finalizar sozinho, pensando em P ou em outras mulheres com quem já me relacionei (percebam que eu preciso fugir mentalmente do lugar para conseguir o O). Com o passar do tempo, eu perco o interesse pela pessoa. Posso afirmar que todos os meus relacionamentos mais sérios terminaram por conta disso. Li que isso tem muita a ver com as inúmeras abas de P abertas, realmente faz sentido.

Então, chega! Vou tentar o reboot pra valer. Esse é o meu dia zero. O que já fiz até aqui, seguindo o Guia Introdutório:

- Eliminei contas em sites adultos (que tinham, juntos, mais de 2 mil vídeos favoritados)
- Excluí quase 200GB de P.
- Desinstalei happn e tinder.
- Dei unfollow em mulheres que eu via como objetos (essa será gradativa, conforme surgirem no feed)

Estou receoso com o bloqueador de sites, pois não curto a ideia de não ter o controle das coisas (não necessariamente na P, mas em todos os aspectos). Mas prometo ser aberto às sugestões de todos por aqui.

Pensei em me permitir ter relações sexuais durante o reboot, quem sabe para ir experimentando as sensações que o corpo e a mente terão durante o tratamento - que, ressalto, tem como meta principal combater a ejaculação retardada/inexistente. O que acham?

Um mau hábito que preciso revisar é o ócio: passo muito tempo no meu quarto, deitado e só mexendo no notebook/smartphone. Pretendo retormar séries, ler livros, estudar, e claro, sair de casa para ver amigos e me exercitar. Estou justamente no período mais crítico, que são as férias. Volto a trabalhar em janeiro, e até lá preciso me mexer.

Objetivo paralelo:  melhorar minha forma física, já que estou uns 10kg acima do peso e ganhei barriga no último semestre.

Conto com a ajuda e a atenção de vocês nessa jornada. Smile

_______________________________________

Combatendo:
(  ) P
(  ) M
(  ) ER

Liberado:
(  ) O
avatar
Mensagens : 105
Data de inscrição : 29/12/2018
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Re: From zero to hero - (missão: O no sexo)

em 13/1/2019, 17:13
SigurRos escreveu:E aí, fórum!

Descobri vocês ontem à noite e desde então estou lendo bastante sobre reboot e assuntos relacionados. Estimo que estou na PMO desde os 14 anos (farei 29 mês que vem) e já fiz várias tentativas de parar - sempre confiando no autocontrole. Em algumas ocasiões, cheguei a ficar 1 mês limpo, mas sempre volto como quem não quer nada e de repente estou no velho hábito normalmente.

Meu problema talvez seja mais grave do que muitos de vocês: ejaculação retardada - ou seria inexistente? É, eu nunca consegui "chegar lá" durante o sexo. Sempre dei alguma desculpa para finalizar sozinho, pensando em P ou em outras mulheres com quem já me relacionei (percebam que eu preciso fugir mentalmente do lugar para conseguir o O). Com o passar do tempo, eu perco o interesse pela pessoa. Posso afirmar que todos os meus relacionamentos mais sérios terminaram por conta disso. Li que isso tem muita a ver com as inúmeras abas de P abertas, realmente faz sentido.

Então, chega! Vou tentar o reboot pra valer. Esse é o meu dia zero. O que já fiz até aqui, seguindo o Guia Introdutório:

- Eliminei contas em sites adultos (que tinham, juntos, mais de 2 mil vídeos favoritados)
- Excluí quase 200GB de P.
- Desinstalei happn e tinder.
- Dei unfollow em mulheres que eu via como objetos (essa será gradativa, conforme surgirem no feed)

Estou receoso com o bloqueador de sites, pois não curto a ideia de não ter o controle das coisas (não necessariamente na P, mas em todos os aspectos). Mas prometo ser aberto às sugestões de todos por aqui.

Pensei em me permitir ter relações sexuais durante o reboot, quem sabe para ir experimentando as sensações que o corpo e a mente terão durante o tratamento - que, ressalto, tem como meta principal combater a ejaculação retardada/inexistente. O que acham?

Um mau hábito que preciso revisar é o ócio: passo muito tempo no meu quarto, deitado e só mexendo no notebook/smartphone. Pretendo retormar séries, ler livros, estudar, e claro, sair de casa para ver amigos e me exercitar. Estou justamente no período mais crítico, que são as férias. Volto a trabalhar em janeiro, e até lá preciso me mexer.

Objetivo paralelo:  melhorar minha forma física, já que estou uns 10kg acima do peso e ganhei barriga no último semestre.

Conto com a ajuda e a atenção de vocês nessa jornada. Smile

Boa tarde, SigurRos!

Seja bem vindo!

Espero que você consiga alcançar seus objetivos junto conosco, aqui a galera se ajuda bastante!

Como você disse, a questão dos bloqueadores, a galera aqui indica bastante colocar para evitar recaídas. Mas eu penso como você, gosto de ter controle da situação e hoje estou indo para o meu 26º dia sem a necessidade dos bloqueadores. Por enquanto pra mim está indo tudo muito bem.

Sobre relações sexuais, eu também indico. Se você tiver uma parceira ciente do que está acontecendo com você e ela for compreensiva, é legal para você fazer a religação entre o sexo real x sexo virtual. Pra mim está ajudando bastante, inclusive para mensurar os resultados do reboot. Pra você ter ideia, quando estava no meu 3º dia, beijava minha parceira e meu amigo nem dava sinais de vida, hoje no 26º dia, só de estar perto dela já tenho uma ereção muito forte.

Sobre o ócio, é um perigo mesmo, procure fazer atividades para se manter fora do ambiente de perigo. Agora mesmo eu estava ocioso no meu quarto e resolvi fazer atividades físicas. Depois vou sair, ir no mercado comprar algumas coisas, quando eu for ver já vai estar bem tarde e terei passado bastante tempo fora do quarto.

Boa sorte na sua jornada e pode contar conosco para o que precisar!

Grande abraço!

_______________________________________
___________________________________________________________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8678-diario-do-wildwarrior




Metas:
Recaídas = 0 - ok
Dias = 15 (X) 30 (X) 45 (   ) 60 (   ) 75 (   ) 90 (   ) 120 (   ) 150 (   ) 180 (   ) 360 (   )

Problemas solucionados:
CURA DE (   )
CURA ER (X)
CURA PMO (X)
S/Flatline (   )
1ª relação real após início do reboot com sucesso (meta após 45 dias de reboot) (   )
Ereções matinais diárias 100% (X)
Concentração estabilizada (X)
S/ vontade de procurar conteúdo pornográfico (X)
Libido normalizada (60%)
Mensagens : 84
Data de inscrição : 09/12/2018
Ver perfil do usuário

Re: From zero to hero - (missão: O no sexo)

em 13/1/2019, 19:33
rapaz, seu problema pode ser bem chato, mas na minha opinião, nada é mais grave que DE.

Quem já falhou pelo menos uma vez com uma mulher se sente o pior cara do mundo, vontade de enfiar a cabeça numa sacola e se esconder o resto da vida.

Mas seu problema não merece ser menosprezado. E aqui é o lugar certo para desabafar e receber incentivos e orientações.

bem vindo
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2019
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Re: From zero to hero - (missão: O no sexo)

em 13/1/2019, 21:08
WildWarrior escreveu:
SigurRos escreveu:E aí, fórum!

Descobri vocês ontem à noite e desde então estou lendo bastante sobre reboot e assuntos relacionados. Estimo que estou na PMO desde os 14 anos (farei 29 mês que vem) e já fiz várias tentativas de parar - sempre confiando no autocontrole. Em algumas ocasiões, cheguei a ficar 1 mês limpo, mas sempre volto como quem não quer nada e de repente estou no velho hábito normalmente.

Meu problema talvez seja mais grave do que muitos de vocês: ejaculação retardada - ou seria inexistente? É, eu nunca consegui "chegar lá" durante o sexo. Sempre dei alguma desculpa para finalizar sozinho, pensando em P ou em outras mulheres com quem já me relacionei (percebam que eu preciso fugir mentalmente do lugar para conseguir o O). Com o passar do tempo, eu perco o interesse pela pessoa. Posso afirmar que todos os meus relacionamentos mais sérios terminaram por conta disso. Li que isso tem muita a ver com as inúmeras abas de P abertas, realmente faz sentido.

Então, chega! Vou tentar o reboot pra valer. Esse é o meu dia zero. O que já fiz até aqui, seguindo o Guia Introdutório:

- Eliminei contas em sites adultos (que tinham, juntos, mais de 2 mil vídeos favoritados)
- Excluí quase 200GB de P.
- Desinstalei happn e tinder.
- Dei unfollow em mulheres que eu via como objetos (essa será gradativa, conforme surgirem no feed)

Estou receoso com o bloqueador de sites, pois não curto a ideia de não ter o controle das coisas (não necessariamente na P, mas em todos os aspectos). Mas prometo ser aberto às sugestões de todos por aqui.

Pensei em me permitir ter relações sexuais durante o reboot, quem sabe para ir experimentando as sensações que o corpo e a mente terão durante o tratamento - que, ressalto, tem como meta principal combater a ejaculação retardada/inexistente. O que acham?

Um mau hábito que preciso revisar é o ócio: passo muito tempo no meu quarto, deitado e só mexendo no notebook/smartphone. Pretendo retormar séries, ler livros, estudar, e claro, sair de casa para ver amigos e me exercitar. Estou justamente no período mais crítico, que são as férias. Volto a trabalhar em janeiro, e até lá preciso me mexer.

Objetivo paralelo:  melhorar minha forma física, já que estou uns 10kg acima do peso e ganhei barriga no último semestre.

Conto com a ajuda e a atenção de vocês nessa jornada. Smile

Boa tarde, SigurRos!

Seja bem vindo!

Espero que você consiga alcançar seus objetivos junto conosco, aqui a galera se ajuda bastante!

Como você disse, a questão dos bloqueadores, a galera aqui indica bastante colocar para evitar recaídas. Mas eu penso como você, gosto de ter controle da situação e hoje estou indo para o meu 26º dia sem a necessidade dos bloqueadores. Por enquanto pra mim está indo tudo muito bem.

Sobre relações sexuais, eu também indico. Se você tiver uma parceira ciente do que está acontecendo com você e ela for compreensiva, é legal para você fazer a religação entre o sexo real x sexo virtual. Pra mim está ajudando bastante, inclusive para mensurar os resultados do reboot. Pra você ter ideia, quando estava no meu 3º dia, beijava minha parceira e meu amigo nem dava sinais de vida, hoje no 26º dia, só de estar perto dela já tenho uma ereção muito forte.

Sobre o ócio, é um perigo mesmo, procure fazer atividades para se manter fora do ambiente de perigo. Agora mesmo eu estava ocioso no meu quarto e resolvi fazer atividades físicas. Depois vou sair, ir no mercado comprar algumas coisas, quando eu for ver já vai estar bem tarde e terei passado bastante tempo fora do quarto.

Boa sorte na sua jornada e pode contar conosco para o que precisar!

Grande abraço!

Opa, valeu pela mensagem. Smile

Pois é, imagino que o sexo real não seja um problema durante o tratamento, considerando o meu caso. Eu só não posso cair na armadilha de imaginar o P e partir pra M no ato, que é o ritual que sempre acabo acabo fazendo. Talvez, inicialmente, eu deva fazer sem me preocupar com o O e focar mais nos sentidos, no momento. E aí esse ponto da compreensão da parceira é bem importante mesmo, bem observado. Eu tenho mais de uma parceira no momento e acredito que com elas tenho intimidade suficiente para abrir o jogo, uma vez que elas já sabem do meu problema.

E o combate o ócio já começou: preparei um cronograma de atividades para fazer durante o dia: horário para tomar café da manhã, na sequência estudar algumas horas, almoçar, ler livro/assistir TV, ir à acadêmica/correr na rua, e por fim dedico minha noite para atender o tratamento e, eventualmente, sair com amigos. A intenção é ficar o menor tempo possível online, já que a internet também é um vício pra mim.

Sucesso aí!

gustav000 escreveu:rapaz, seu problema pode ser bem chato, mas na minha opinião, nada é mais grave que DE.

Quem já falhou pelo menos uma vez com uma mulher se sente o pior cara do mundo, vontade de enfiar a cabeça numa sacola e se esconder o resto da vida.

Mas seu problema não merece ser menosprezado. E aqui é o lugar certo para desabafar e receber incentivos e orientações.

bem vindo

Verdade, DE é complicado. Tive apenas uma vez - na minha última vez, inclusive - e foi por pouco tempo. Acabei recorrendo às memórias de P para voltar à forma, o que não é nem um pouco saudável. Vamos todos superar nossos obstáculos, tenho certeza. É só seguirmos focados.


A propósito: vocês estão fazendo o tratamento por conta ou assinaram o Programa Revert? Quero muito experimentar!

_______________________________________

Combatendo:
(  ) P
(  ) M
(  ) ER

Liberado:
(  ) O
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2019
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Dia #1

em 14/1/2019, 22:10
Então, o dia tá quase terminando e eu não tenho muito o que escrever.

A parte mais difícil foi a manhã, ao acordar: fiquei quase uma hora enrolando, conferindo redes sociais, até levantar para tomar café. Já decidi que amanhã eu vou pular da cama e fazer qualquer coisa, talvez ir à academia (que costumo fazer à tarde). Depois do café, tentei estudar para um concurso que me inscrevi só para combater o ócio. Nem é na minha área e terá MUITA concorrência. Infelizmente não foi uma bola dentro, pois me irritei tentando aprender conteúdos novos que não irão acrescentar muita coisa para mim.

Almocei em um restaurante com minha mãe (moro com ela) e depois voltei para o quarto para assistir TV e jogar vídeo-game. Fiquei nessas por umas 2h e finalmente fui à academia. Foi o melhor momento do dia: fiz corrida na esteira, musculação e abdominais. E caras, eu tava me sentindo sensacional. Acho que as pessoas da academia perceberam isso, porque recebi interações acima da média (geralmente eu vou pra lá de fones de ouvido e fico concentrado nos exercícios o tempo todo). E o mais importante: CABEÇA LONGE DA P!. Seja na procrastinação na cama, nos estudos ou no game, o pensamento sempre tentava escapar para a P e eu puxava ele de volta. Até conseguia, mas era algo que começou a me aborrecer. Na acadêmica não rolou gatilho algum! Seja lá o que tenha acontecido, quero que se repita.

Agora à noite, sintomas surgiram: enquanto lia o Manual do Revert, tive algumas ereções e vontade de acariciar lá (é um hábito que tive a vida toda, não necessariamente fazer a M, mas de apalpar quando estou sozinho). A cabeça tentou "fugir" do e-book, mas concentrei ao máximo. Agora deu sono. Sim, costumo dormir cedo quando fico em casa, antes das 23h.

No geral, achei um bom dia. Como disse, amanhã quero evitar a cama desde cedo para proporcionar o menor número possível de gatilhos (o maior deles ainda é ficar deitado, mesmo que lendo, jogando ou assistindo algo). Venceremos!

_______________________________________

Combatendo:
(  ) P
(  ) M
(  ) ER

Liberado:
(  ) O
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 391
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: From zero to hero - (missão: O no sexo)

em 15/1/2019, 08:38
Salve, SigurRos!

Seja bem-vindo ao fórum, estou na torcida para que você possa alcançar todos os seus objetivos com o reboot!

Conte conosco!

Abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta 1: 90 dias          /         Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 ( X )  90 ( X )

Meta 2:   120 (  )   150 (  )    180  (  )







avatar
Mensagens : 105
Data de inscrição : 29/12/2018
Idade : 29
Ver perfil do usuário

Re: From zero to hero - (missão: O no sexo)

em 15/1/2019, 08:45
SigurRos escreveu:Então, o dia tá quase terminando e eu não tenho muito o que escrever.

A parte mais difícil foi a manhã, ao acordar: fiquei quase uma hora enrolando, conferindo redes sociais, até levantar para tomar café. Já decidi que amanhã eu vou pular da cama e fazer qualquer coisa, talvez ir à academia (que costumo fazer à tarde). Depois do café, tentei estudar para um concurso que me inscrevi só para combater o ócio. Nem é na minha área e terá MUITA concorrência. Infelizmente não foi uma bola dentro, pois me irritei tentando aprender conteúdos novos que não irão acrescentar muita coisa para mim.

Almocei em um restaurante com minha mãe (moro com ela) e depois voltei para o quarto para assistir TV e jogar vídeo-game. Fiquei nessas por umas 2h e finalmente fui à academia. Foi o melhor momento do dia: fiz corrida na esteira, musculação e abdominais. E caras, eu tava me sentindo sensacional. Acho que as pessoas da academia perceberam isso, porque recebi interações acima da média (geralmente eu vou pra lá de fones de ouvido e fico concentrado nos exercícios o tempo todo). E o mais importante: CABEÇA LONGE DA P!. Seja na procrastinação na cama, nos estudos ou no game, o pensamento sempre tentava escapar para a P e eu puxava ele de volta. Até conseguia, mas era algo que começou a me aborrecer. Na acadêmica não rolou gatilho algum! Seja lá o que tenha acontecido, quero que se repita.

Agora à noite, sintomas surgiram: enquanto lia o Manual do Revert, tive algumas ereções e vontade de acariciar lá (é um hábito que tive a vida toda, não necessariamente fazer a M, mas de apalpar quando estou sozinho). A cabeça tentou "fugir" do e-book, mas concentrei ao máximo. Agora deu sono. Sim, costumo dormir cedo quando fico em casa, antes das 23h.

No geral, achei um bom dia. Como disse, amanhã quero evitar a cama desde cedo para proporcionar o menor número possível de gatilhos (o maior deles ainda é ficar deitado, mesmo que lendo, jogando ou assistindo algo). Venceremos!

Fala Sigur!

Cara, evite ficar sozinho no quarto, é a pior coisa a se fazer quando se está no reboot.

Procure sempre ficar com a mente ocupada, longe de pensamentos ruins... pra mim está sendo fácil não pensar em PMO pelo menos por enquanto, mas ainda sigo alerta!

Grande abraço!

Enviado pelo Topic'it

_______________________________________
___________________________________________________________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8678-diario-do-wildwarrior




Metas:
Recaídas = 0 - ok
Dias = 15 (X) 30 (X) 45 (   ) 60 (   ) 75 (   ) 90 (   ) 120 (   ) 150 (   ) 180 (   ) 360 (   )

Problemas solucionados:
CURA DE (   )
CURA ER (X)
CURA PMO (X)
S/Flatline (   )
1ª relação real após início do reboot com sucesso (meta após 45 dias de reboot) (   )
Ereções matinais diárias 100% (X)
Concentração estabilizada (X)
S/ vontade de procurar conteúdo pornográfico (X)
Libido normalizada (60%)
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2019
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Dia #2 - Tudo numa nice

em 15/1/2019, 20:50
Opa!
Hoje já percebi menos resistência de minha parte para a mudança de hábitos. Acordei perto das 9h fiquei poucos minutos na cama até levantar. Fui à academia ainda de manhã e tô tentando seguir à risca o cronograma de exercícios para ocupar o máximo possível de tempo lá dentro. À tarde rolou um pouco de tempo ocioso, mas sem qualquer possibilidade de recaída. Tô orgulhoso com a minha arrancada. Agora, no final da tarde, tive um encontro com um rolo antigo. Saímos para comer e no final do date rolou uns amassos, mas não passamos disso. Minha libido tá OK (ela geralmente não é um problema, mas sim a impossibilidade de O durante o sexo, que é o meu objetivo principal com o reboot). Agora vou ler mais um pouco do manual e mais tarde assistir alguma série.

Amanhã pretendo ir à academia cedo novamente, percebi que meu dia rende mais. Wink

WildWarrior escreveu:Fala Sigur!

Cara, evite ficar sozinho no quarto, é a pior coisa a se fazer quando se está no reboot.

Procure sempre ficar com a mente ocupada, longe de pensamentos ruins... pra mim está sendo fácil não pensar em PMO pelo menos por enquanto, mas ainda sigo alerta!

Grande abraço!

Enviado pelo Topic'it

Pode crer, WildWarrior. Percebi isso também. Uma sacada que eu tive foi deixar a porta do quarto sempre aberta, que aí eu não tenho tanta privacidade (moro com minha mãe). E enquanto estou no quarto, sempre tento estar fazendo algo ativamente. Jogar tem sido um bom escape, já que minha concentração tá no game o tempo todo.

Valeu pela dica! (a propósito, tu joga/jogava Tibia? Teu username é o mesmo de um inimigo do jogo hahaha.

_______________________________________

Combatendo:
(  ) P
(  ) M
(  ) ER

Liberado:
(  ) O
avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2019
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Dia #3 - Ansiedade + noite insana

Ontem à(s) 09:02
Poxa, ontem cheguei tarde em casa e nem deu tempo de escrever aqui.

Seguinte, a maior parte do tempo foi como um dia qualquer até então: fui à academia pela manhã, almocei em casa, cochilei no início da tarde e li/assisti um pouco do Revert. Até então, poucos momentos de ócio real: durante um momento ou outro, até senti excitações e até mesmo tive ereções, mas conseguia fugir da situação facilmente.Tô lidando bem com isso e tomara que continue assim.

Eis que às 18h tive uma crise de ansiedade: esses dias fui convidado para compor um grupo de profissionais que faz reuniões periódicas para debater empreendedorismo, mercado de trabalho, ética etc. Imaginei que seria um ótimo programa para aprender e, claro, ocupar tempo. Só que durante a reunião de hoje eu fiquei bastante agitado: roí as unhas, ficava o tempo todo olhando as horas, devo ter bebido uns 3 litros de café (haha brincadeira, mas foram 3 ou 4 copos). Eu costumo me comportar assim em eventos mais formais e quando estou rodeado de pessoas que não tenho o costume de conviver. Nessas ocasiões, até a P me vem à cabeça. Parece que esse tipo de encontro é o pior dos gatilhos, uma vez que crio "fugas" mentais. Para piorar, uma "contatinho" me chamou no whatsapp durante a reunião e perguntou se eu queria sair mais tarde. Eu havia contado para ela do reboot uns dias atrás, então ela sabia das condições (sexo real é OK, mas sem M e sem fantasiar). Ela também sabe do meu problema com O sem estímulo artificial, então achei uma boa que a gente saísse, já que ela é compreensiva nesse aspecto. O problema é que isso aumentou meu nervosismo no decorrer da reunião. Quando ela acabou, foi um alívio sem fim.

Encontrei a contatinho, compramos bebida e estacionei o carro numa rua escura. Não deu 1 hora e estávamos fazendo sexo ali mesmo, ela tendo vários O e eu sendo praticamente um brinquedo, já que é muito cedo para que qualquer coisa já tenha surtido efeito na minha cabeça. Eu acabei convidando ela para ser o meu "termômetro" do reboot: como o nosso lance é bem casual, vamos nos encontrar periodicamente e ela vai me estimular para eu descobrir se as sensações mudaram.

Na hora que convidei, achei uma boa. Mas gostaria de ouvir a opinião de vocês a respeito de ter sexo casual nessas condições (lembrando que meu objetivo é combater a ejaculação retardada induzida pela P). Quanto à P e à M em si, tô relativamente tranquilo. Claro, sinto a abstinência pegando assim como das outras vezes que tentei parar por conta, mas não tive qualquer impulso que me fizesse mudar de ideia até então.

Abraço para quem estiver acompanhando. Smile

_______________________________________

Combatendo:
(  ) P
(  ) M
(  ) ER

Liberado:
(  ) O
avatar
Moderador
Moderador
Mensagens : 391
Data de inscrição : 02/10/2018
Ver perfil do usuário

Re: From zero to hero - (missão: O no sexo)

Ontem à(s) 11:04
SigurRos escreveu:Poxa, ontem cheguei tarde em casa e nem deu tempo de escrever aqui.

Seguinte, a maior parte do tempo foi como um dia qualquer até então: fui à academia pela manhã, almocei em casa, cochilei no início da tarde e li/assisti um pouco do Revert. Até então, poucos momentos de ócio real: durante um momento ou outro, até senti excitações e até mesmo tive ereções, mas conseguia fugir da situação facilmente.Tô lidando bem com isso e tomara que continue assim.

Eis que  às 18h tive uma crise de ansiedade: esses dias fui convidado para compor um grupo de profissionais que faz reuniões periódicas para debater empreendedorismo, mercado de trabalho, ética etc. Imaginei que seria um ótimo programa para aprender e, claro, ocupar tempo. Só que durante a reunião de hoje eu fiquei bastante agitado: roí as unhas, ficava o tempo todo olhando as horas, devo ter bebido uns 3 litros de café (haha brincadeira, mas foram 3 ou 4 copos). Eu costumo me comportar assim em eventos mais formais e quando estou rodeado de pessoas que não tenho o costume de conviver. Nessas ocasiões, até a P me vem à cabeça. Parece que esse tipo de encontro é o pior dos gatilhos, uma vez que crio "fugas" mentais. Para piorar, uma "contatinho" me chamou no whatsapp durante a reunião e perguntou se eu queria sair mais tarde. Eu havia contado para ela do reboot uns dias atrás, então ela sabia das condições (sexo real é OK, mas sem M e sem fantasiar). Ela também sabe do meu problema com O sem estímulo artificial, então achei uma boa que a gente saísse, já que ela é compreensiva nesse aspecto. O problema é que isso aumentou meu nervosismo no decorrer da reunião. Quando ela acabou, foi um alívio sem fim.

Encontrei a contatinho, compramos bebida e estacionei o carro numa rua escura. Não deu 1 hora e estávamos fazendo sexo ali mesmo, ela tendo vários O e eu sendo praticamente um brinquedo, já que é muito cedo para que qualquer coisa já tenha surtido efeito na minha cabeça. Eu acabei convidando ela para ser o meu "termômetro" do reboot: como o nosso lance é bem casual, vamos nos encontrar periodicamente e ela vai me estimular para eu descobrir se as sensações mudaram.

Na hora que convidei, achei uma boa. Mas gostaria de ouvir a opinião de vocês a respeito de ter sexo casual nessas condições (lembrando que meu objetivo é combater a ejaculação retardada induzida pela P). Quanto à P e à M em si, tô relativamente tranquilo. Claro, sinto a abstinência pegando assim como das outras vezes que tentei parar por conta, mas não tive qualquer impulso que me fizesse mudar de ideia até então.

Abraço para quem estiver acompanhando. Smile

Salve, SigurRos!

Bom, penso que o sexo casual, nessas condições citadas por ti e considerando o fato de que ela se mostra compreensiva quanto ao seu reboot, seja uma boa! Como você está nos primeiros dias do processo, o sexo real, ainda que casual, é muito benéfico.

Abraço!

_______________________________________
Meu diário:
http://www.comoparar.com/t8382-diario-do-seeker


Meta 1: 90 dias          /         Submetas:   10 ( X )   30 ( X )  60 ( X )  90 ( X )

Meta 2:   120 (  )   150 (  )    180  (  )







avatar
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2019
Idade : 28
Ver perfil do usuário

Dia #4: Pouco a acrescentar

Ontem à(s) 21:42
Mais um dia, vencido. Menos um dia da "velha vida", espero. Hoje foi bem sossegado... Vejo como positivo, já que sigo focado.

Seeker escreveu:Salve, SigurRos!

Bom, penso que o sexo casual, nessas condições citadas por ti e considerando o fato de que ela se mostra compreensiva quanto ao seu reboot, seja uma boa! Como você está nos primeiros dias do processo, o sexo real, ainda que casual, é muito benéfico.

Abraço!

Pô, fico muito feliz de você falar isso porque foi justamente a minha leitura da situação. Tô bem otimista, de verdade.
Qualquer novidade, eu posto aqui!

_______________________________________

Combatendo:
(  ) P
(  ) M
(  ) ER

Liberado:
(  ) O
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum