Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 7/6/2019, 18:17
Boa tarde, pessoal!  Very Happy
Sou o Diogo, tenho 28 anos e decidi criar o meu diário como estímulo, espero que a minha história possa encorajar de alguma forma alguns que estão apenas no f5, assim como eu estava antes.

Prometo tentar ser o mais sucinto possível, abordando apenas os fatos relevantes em ordem cronológica. Vamos lá.

O COMEÇO

Acredito que, assim como muitos, meu primeiro contato com P foi ainda na infância, assistindo Cine Band Privê com primos, por volta dos 7 ou 8 anos. Lembro de ter ficado em "ponto de bala" sem nem ao menos saber o pq aquilo estava acontecendo. Daí até os 10 foi praticamente a mesma coisa, já logo comecei com M, vendo fotos da revista Playboy que meus pais me deram. Até então, nunca tinha percebido nada em relação a minha sexualidade.

Dos 11 em diante, a coisa foi evoluindo quando descobri umas fitas VHS que estavam escondidas no armário dos meus pais. Sempre ficava sozinho a tarde, depois da escola, então, sempre assistia elas. Por volta dessa época, meus amigos também descobriam revistinhas mais explicitas e até alguns DVDs, então, nós nos reuníamos na casa daquele que estava sozinho para assistir também. E foi assim até mais ou menos os 14.

ENTRANDO NO POÇO

Com 15 ganhei meu primeiro computador e, com ele, acesso a internet. De início, não tive interesse em P, mas ao baixar umas fotos (e vários vírus) nos finados Kazaa e Emule da minha artista favorita na época, apareceram umas imagens fakes bem grotescas e bastante explícitas. Com isso, foi surgindo um interesse. Naturalmente, daí a descobrir os sites voltados a isso foi um pulo. De início sempre me excitei com P hetero, mas um dia, ao ver uma cena bissexual (2 homens e 1 mulher) lembro de ter reparado mais em dos rapazes do que na mulher e então começou aquela tortura psicologa.

Comecei a me testar vendo fotos da revista G Magazine e percebi que a excitação continuava. Entrei em paranóia e negação total da minha sexualidade. Me forçava a assistir P hetero e ver revistas Playboy, Sexy, as vezes, dava resultado e aquela sensação de alívio vinha. E essa rotina se manteve praticamente igual até os 22 anos.

Sobre mim, nessa época de adolescência, eu realmente tive muitos problemas de autoestima, principalmente pelo fato de uma amiga que eu era perdidamente apaixonado ter escolhido ficar com o meu melhor amigo ao invés de mim (hoje ele é gay também). De certa forma, isso me fez ser uma pessoa ressentida, amarga, infeliz. Não usei isso como estímulo para mudar o que eu não gostava na minha imagem, mas sim como repulsa às outras pessoas.

A minha maior fuga nesse tempo todo foi o tempo ocioso dispendido em cmms do orkut. Eu tinha perfis fakes e simplesmente podia viver ali algo que eu estava longe de ser na vida real (carismático, popular, aceito). Experiências sexuais? Nenhuma, nem mesmo beijo.

O BURACO É MAIS EMBAIXO

Ok, com 22 anos decidi dar uma guinada na vida, arrumei um emprego, comecei a malhar e me mantive após os 3 primeiros meses, arrumei os dentes... é eu fiquei mais bonito (para os outros). Mas a insegurança do adolescente permanecia, de modo que só consegui dar o primeiro beijo numa festa depois de beber muito. Eu sempre fui romântico e apegado, de modo que até mesmo esse carinha que eu beijei e sequer sabia o nome, fiquei tentando encontrar no Facebook durante semanas. Bom, em uma festa uma mulher linda me pegou pelo braço e quis ficar comigo, isso me fez tão feliz, pois eu me senti desejado de verdade pela primeira vez na vida. Aparentemente, o fator "patinho feio" havia sido superado. Como falei, aparentemente... foi só entrar para os apps, que logo comecei a me comparar os corpos esculturais que estavam ali e novamente aquela sensação "quem é que vai me querer?" apareceu de novo.

Bom, se eu não podia vencer pelo físico, decidi apostar nas conversas com bom humor, e assim eu conheci e conquistei meu primeiro namorado. Foram 4 meses de conversas até o primeiro encontro. Parecíamos dois pré-adolescentes trocando mensagens de amorzinho, era inocente e divertido. Nossa relação foi boa durante esse tempo, eu sempre fazia de tudo para agradar. Porém, aos poucos, ele passou a me ignorar sem motivo. Eu sabia que tinha algo errado mas mesmo assim não dava abertura para ele terminar comigo, ao invés disso me humilhava cada vez mais para que ele continuasse comigo, ainda que por pena.

Nada adiantou, até que ele finalmente decidiu terminar, fiz ele me mostrar o cara que ele havia conhecido e como achei ele (bem mais) bonito do que eu, logo, outro duro golpe na minha autoestima. Mas ok, com uma semana, levantei a poeira, comecei a sair para festas e ficar com outros caras. Era divertido, mas eu SEMPRE tinha expectativa de manter contato, não necessariamente namorar, mas eu achava que poderia ter algo mais que só uns beijos numa festa, mas em vão, ninguém se apegava em mim, da mesma forma que eu me apegava (com facilidade) aos outros. O erro era meu.

FUNDO DO POÇO, SÓ TEM COMO SUBIR

Então, dos 23 aos 26 fiquei basicamente nessa rotina: festas aos finais de semana, aplicativos para massagear o ego, conciliando com faculdade e trabalho/estágio durante a semana. Uma rotina aparentemente normal, certo? Errado. Lá estava ela, esse tempo todo. Sim meus amigos, a maldita P diária, consumindo a pouca energia que restava do meu dia. É irônico imaginar algo que supostamente serve para aliviar as tensões do estresse cotidiano, na verdade, em excesso, só prejudica ainda mais o nosso estado físico, mental e emocional. É difícil a gente tomar consciência disso pq na nossa sociedade é tudo tão normal, a gente mede o grau de intimidade de nossos contatos no whatsapp mediante o grau de obscenidade dos videos/fotos compartilhados, em grupos ou não.

Eu fui tomando consciência disso quando percebi que estava avançando nas bizarrices pesquisadas, coisas que uma pessoa com perfil romântico como o meu, jamais se submeteria a fazer ou mesmo fazer com outras pessoas. É incongruente, percebi que algo estava errado, mas como sair? Foi aí que comecei a tentar parar (sozinho) por conta, mas não adianta, com o acesso liberado, eu definitivamente não possuo autocontrole. É bom conhecermos nossos próprios limites, sei que sou uma pessoa propensa a desenvolver vícios, por isso, tento evita-los ao máximo.

LUZ NO FIM DO TÚNEL

Desde o término do meu segundo relacionamento, em 2017, eu decidi que iria mudar. Ano passado foi um ano de muita perda, acabei me formando em uma área com muita oferta que o mercado não está (e acredito que nunca mais) irá conseguir absorver. Tomei a decisão de canalizar toda a minha energia para a vida acadêmica, novamente, e profissional. Foi um ano bastante duro, não sei se já tive depressão, mas se for algo parecido com a sensação que tive ano passado, quero passar longe. Foi um período de profundo autoconhecimento e reset mental. Desde janeiro desse ano, me afastei de festas, aplicativos e, agora, estou entrando nessa luta contra PMO. Sei que sou esforçado e vou vencer mais essa dura batalha, ainda mais com o apoio de pessoas tão bacanas que estou conhecendo aqui e que se encontram em situação parecida.

Boa sorte pra nós! Smile

_______________________________________
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 7/6/2019, 22:05
dgo escreveu:
...
Prometo tentar ser o mais sucinto possível, abordando apenas os fatos relevantes em ordem cronológica. Vamos lá.
Bom, se eu não podia vencer pelo físico, decidi apostar nas conversas com bom humor, e assim eu conheci e conquistei meu primeiro namorado. Foram 4 meses de conversas até o primeiro encontro. Parecíamos dois pré-adolescentes trocando mensagens de amorzinho, era inocente e divertido. Nossa relação foi boa durante esse tempo, eu sempre fazia de tudo para agradar. Porém, aos poucos, ele passou a me ignorar sem motivo. Eu sabia que tinha algo errado mas mesmo assim não dava abertura para ele terminar comigo, ao invés disso me humilhava cada vez mais para que ele continuasse comigo, ainda que por pena.

Nada adiantou, até que ele finalmente decidiu terminar, fiz ele me mostrar o cara que ele havia conhecido e como achei ele (bem mais) bonito do que eu, logo, outro duro golpe na minha autoestima. Mas ok, com uma semana, levantei a poeira, comecei a sair para festas e ficar com outros caras. Era divertido, mas eu SEMPRE tinha expectativa de manter contato, não necessariamente namorar, mas eu achava que poderia ter algo mais que só uns beijos numa festa, mas em vão, ninguém se apegava em mim, da mesma forma que eu me apegava (com facilidade) aos outros. O erro era meu. ...

Bem-vindo mais uma vez. E que bom que compartilhou parte de sua história com a gente. Assim aprendemos muito. Gostei muito de suas análises sobre os fatos e seus pontos de vista muito coerentes. Vi muita coisa que aconteceu comigo. Me relacionei com um cara também, não foi namoro, mas foi um longo relacionamento sexual, como ele se referiu, em que dormíamos juntos, um na casa do outro, comíamos, conheci a família dele, amigos, conversávamos sobre tudo, enfim, passávamos mt tempo juntos. Isso foi péssimo para mim, pq me fez confundir as coisas, e eu fiquei mt mal depois que ele terminou, me senti humilhado, e usado como objeto, o que foi realmente, mas eu só percebi depois de mt tmp que acabou. Enquanto a gente tá no relacionamento, qualquer que seja, sexual ou namoro ou casamento, a gente não enxerga muita coisa. Eu já era tratado como objeto durante mt tempo só q eu não via, nem queria ver. Penso que era a carência e a baixo autoestima que fazia com que eu não quisesse enxergar isso. Um pouco de afeto fazia com que eu me sujeitasse a qualquer coisa para manter. E depois de saber que ele namorou outro depois do término, e oficializou ainda divulgando nas redes sociais, pra mim foi uma facada. Coisas que um pessoa levaria normalmente, para quem tem baixo autoestima, ainda potencializado pelos problemas com PMO, é muito ruim.

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 7/6/2019, 22:08
Você teve algum problema de DE ou ER ou EP?

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 7/6/2019, 22:11
Também me enxergo como sendo uma pessoa que fica viciada com facilidade. A terapia me ajudou muito, hoje sei que é uma Obsessão Compulsiva que faz eu me apegar as coisas, e ter esse comportamento obsessivo, por problemas mal resolvidos na infância.

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 8/6/2019, 12:40
sombra escreveu:
dgo escreveu:
...
Prometo tentar ser o mais sucinto possível, abordando apenas os fatos relevantes em ordem cronológica. Vamos lá.
Bom, se eu não podia vencer pelo físico, decidi apostar nas conversas com bom humor, e assim eu conheci e conquistei meu primeiro namorado. Foram 4 meses de conversas até o primeiro encontro. Parecíamos dois pré-adolescentes trocando mensagens de amorzinho, era inocente e divertido. Nossa relação foi boa durante esse tempo, eu sempre fazia de tudo para agradar. Porém, aos poucos, ele passou a me ignorar sem motivo. Eu sabia que tinha algo errado mas mesmo assim não dava abertura para ele terminar comigo, ao invés disso me humilhava cada vez mais para que ele continuasse comigo, ainda que por pena.

Nada adiantou, até que ele finalmente decidiu terminar, fiz ele me mostrar o cara que ele havia conhecido e como achei ele (bem mais) bonito do que eu, logo, outro duro golpe na minha autoestima. Mas ok, com uma semana, levantei a poeira, comecei a sair para festas e ficar com outros caras. Era divertido, mas eu SEMPRE tinha expectativa de manter contato, não necessariamente namorar, mas eu achava que poderia ter algo mais que só uns beijos numa festa, mas em vão, ninguém se apegava em mim, da mesma forma que eu me apegava (com facilidade) aos outros. O erro era meu. ...

Bem-vindo mais uma vez. E que bom que compartilhou parte de sua história com a gente. Assim aprendemos muito. Gostei muito de suas análises sobre os fatos e seus pontos de vista muito coerentes. Vi muita coisa que aconteceu comigo. Me relacionei com um cara também, não foi namoro, mas foi um longo relacionamento sexual, como ele se referiu, em que dormíamos juntos, um na casa do outro, comíamos, conheci a família dele, amigos, conversávamos sobre tudo, enfim, passávamos mt tempo juntos. Isso foi péssimo para mim, pq me fez confundir as coisas, e eu fiquei mt mal depois que ele terminou, me senti humilhado, e usado como objeto, o que foi realmente, mas eu só percebi depois de mt tmp que acabou. Enquanto a gente tá no relacionamento, qualquer que seja, sexual ou namoro ou casamento, a gente não enxerga muita coisa. Eu já era tratado como objeto durante mt tempo só q eu não via, nem queria ver. Penso que era a carência e a baixo autoestima que fazia com que eu não quisesse enxergar isso. Um pouco de afeto fazia com que eu me sujeitasse a qualquer coisa para manter. E depois de saber que ele namorou outro depois do término, e oficializou ainda divulgando nas redes sociais, pra mim foi uma facada. Coisas que um pessoa levaria normalmente, para quem tem baixo autoestima, ainda potencializado pelos problemas com PMO, é muito ruim.


Obrigado, querido amigo Sombra. Smile

Me compadeço de sua situação visto que estou passando por algo semelhante. Esse meu namorado também assumiu recentemente um namoro nas redes sociais. Os dois parecem felizes, então, apesar de não gostar mais dele, ainda fica aquela sensação de "podia ser comigo", mas não chega a me deixar triste.

E de fato, o amor/paixão (o que quer que seja) deixa os nossos sentidos menos aguçados, vamos assim dizer, nossa capacidade cognitiva e racional também fica afetada. O interessante é que quando estamos com nossa mente equilibrada em períodos de solitude, devemos refletir e taxar certos limites do que é ou não aceitável e saudável para nós mesmos em detrimento de agradar ou não uma pessoa em um relacionamento.

Eu já estabeleci alguns, só falta encontrar um/uma parceiro(a) para colocá-los em prática... não que eu deseje no momento Laughing

_______________________________________
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 8/6/2019, 12:45
sombra escreveu:Você teve algum problema de DE ou ER ou EP?

Não. Pelo menos não com a intensidade e frequência que vejo o pessoal comentando.

Pra ser sincero, em uma relação gouinage uma vez eu tive ER, mas acho que foi um caso isolado, não é um padrão que se repetiu.

Agora assistindo P e praticando M, noto um avanço de EP, mas acho que é o "normal" de todo mundo né.

Realmente, não sofro com essas disfunções e talvez por isso mesmo, demorei tanto tempo para perceber o mal que a PMO faz comigo.

Minha maior perda é na questão do esgotamento mental e de energia, falta de foco e motivação para outras atividades (inclusive sexuais).

_______________________________________
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 8/6/2019, 12:48
sombra escreveu:Também me enxergo como sendo uma pessoa que fica viciada com facilidade. A terapia me ajudou muito, hoje sei que é uma Obsessão Compulsiva que faz eu me apegar as coisas, e ter esse comportamento obsessivo, por problemas mal resolvidos na infância.

Você pode dizer que problemas são/foram esses? De repente, posso ter passado por algo parecido e desenvolvido a partir deles sem me dar conta.

Você toma alguma medicação?

_______________________________________
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 8/6/2019, 17:13
dgo escreveu:
sombra escreveu:Também me enxergo como sendo uma pessoa que fica viciada com facilidade. A terapia me ajudou muito, hoje sei que é uma Obsessão Compulsiva que faz eu me apegar as coisas, e ter esse comportamento obsessivo, por problemas mal resolvidos na infância.

Você pode dizer que problemas são/foram esses? De repente, posso ter passado por algo parecido e desenvolvido a partir deles sem me dar conta.

Você toma alguma medicação?

Não tomo medicação. Faço só a psicoterapia. Não cheguei ao ponto de usar medicação.

Os problemas foram, resumindo, basicamente dois:
A ansiedade, que eu aprendi com meus pais. Assim, alivio a ansiedade com o comportamento compulsivo, que ocupa meu dia inteiro e traz consequências negativas na vida social, profissional e pessoal. É um tipo de comportamento irracional e repetitivo que segue um padrão de regras e etapas extremamente rígido, geralmente preestabelecido pela própria pessoa para se aliviar. Em minha casa na infância terminei criando esse comportamento para conseguir me aliviar do ambiente.

Além disso, nas relações paternas e maternas, tive falta de afetividade, tendo mãe e pai com personalidades dominadores que me fizeram acreditar que eu era inferior, submisso, e com isso eu construi uma personalidade fraca e dependente, pensando que eu era incapaz de resolver problemas sem o auxílio deles, mesmo depois de adultos. Assim, eu me apego muito as coisas, como se eu tivesse medo de perdê-las, por medo de perder, por insegurança.

Juntando os dois, não deu nada bom. Mas já tive muita melhora com a psicoterapia, me sinto outra pessoa, e sempre me dizem q eu mudei muito. Se eu tivesse feito a psicoterapia antes, minha vida seria outra coisa. A PMO é uma maneira de se aliviar. Hoje estou bem mais forte, e bem mais confiante. Pq sei que não sou o que me disseram que eu era. Não sou inferior a ninguém. Mas quando se é criança e um adulto te faz pensar isso, você não tem a capacidade de lidar muito bem e sair ileso. E você termina acreditando, mesmo depois de adulto.

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? 199382_1624753187449_1495097275_31267516_4193706_n

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 02/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 8/6/2019, 17:23
Boa tarde. Desculpa me intrometer no sei diário porém gostaria de tirar algumas dúvidas. Eu tenho 34 anos e a 10 anos atrás durante uma maratona de pornografia heterossexual eu comecei a ver imagens de sexo gay em todo lugar, isso durou por uns 6 anos. Hoje, 10 anos depois eu voltei a ter o mesmo problema, porém após duvidar da minha sexualidade eu entrei em uma crise de ansiedade w dúvidas que me deixaram de cama, comecei a sentir comichão na região anal que perdura o dia todo, lembro de sentir isso devido a hemorroidas, porém agora estou atrelando isso a excitação anal, quando tento me tocar com os dedos sinto alívio e tentei fazer isso pensando em homens, me testando mesmo, porém apesar de fisicamente ser agradável eu não consigo associar isso com homens. Fui ao psicólogo e depois ao psiquiatra, esse último após uma longa consulta me diagnosticou com toc, pesquisei bastante sobre groinal response porém ainda estou cheio de dúvidas. Poderiam me dizer como de fato se sentem excitados? Apesar do diagnóstico do médico indicar toc, ele me disse isso com ênfase mesmo eu explicando os detalhes, eu ainda prefiro me descobrir e tirar dúvidas da cabeça. Essas sensações trazem grande ansiedade e duram o dia todo.


Desculpa pela postagem fora do lugar, porém creio que seja a única forma de ter alguma informação bacana.


Valeu galera.
avatar
Mensagens : 15
Data de inscrição : 02/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 8/6/2019, 17:24
Opa, na primeira parte do texto quis dizer 6 meses...
David Silva
Mensagens : 1917
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 9/6/2019, 11:40
Olá Diogo
Só hoje fiz a leitura do seu diário, pois eu estava enveredado no vício e quando estou assim, fico desanimado para tudo. Mas estou retornando hoje e vamos lá, cada um ajudando o outro. Alguns pontos que gostaria de comentar:
“sem nem ao menos saber o pq aquilo estava acontecendo”.
Quando você se refere ao primeiro vídeo que viu do Cine Band Privê e ficou em ponto de bala. É interessante como a descoberta da sexualidade da maioria de nós começa com esses contatos pornográficos. Acredito que se houvesse uma educação para o amor, mesmo se a gente tivesse esse primeiro contato talvez tentaríamos bloqueá-lo e passaríamos a perceber a sexualidade de uma forma mais natural e não artificial.
Interessantes como pais e até mães acham normal oferecer ao filho homem material pornográfico. É até algo do machismo, pois ao homem é incentivada sua virilidade enquanto para a mulher sua sexualidade lhe é negada.
Que bom que você está decidido. Acho que a gente pode se ajudar por aqui. Todos nós juntos isso só nos dará força.
Abraço e conte comigo.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

David Silva
Mensagens : 1917
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 9/6/2019, 11:42
dgo escreveu:
sombra escreveu:Você teve algum problema de DE ou ER ou EP?

Não. Pelo menos não com a intensidade e frequência que vejo o pessoal comentando.

Pra ser sincero, em uma relação gouinage uma vez eu tive ER, mas acho que foi um caso isolado, não é um padrão que se repetiu.

Agora assistindo P e praticando M, noto um avanço de EP, mas acho que é o "normal" de todo mundo né.

Realmente, não sofro com essas disfunções e talvez por isso mesmo, demorei tanto tempo para perceber o mal que a PMO faz comigo.

Minha maior perda é na questão do esgotamento mental e de energia, falta de foco e motivação para outras atividades (inclusive sexuais).


Ontem na novela o cara deu 18 segundos apenas e gozou. Aff. Vê se isso é coisa de tratar em novela. Nem sei porque ainda perco tempo com aquilo.
Bom, mas na Pornografia eu estou assim começo a ver e acho que não dá nem minutos e já estou ejaculando.
O foda é que isso depois passa para a vida sexual real. Nas minhas poucas experiências já tive começo de ER, já tive EP e até DE, já começou a aparecer mesmo que levemente. Por isso necessário buscar o controle (cura).

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

David Silva
Mensagens : 1917
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 9/6/2019, 11:43
Olavoinsano escreveu:Boa tarde. Desculpa me intrometer no sei diário porém gostaria de tirar algumas dúvidas. Eu tenho 34 anos e a 10 anos atrás durante uma maratona de pornografia heterossexual eu comecei a ver imagens de sexo gay em todo lugar, isso durou por uns 6 anos. Hoje, 10 anos depois eu voltei a ter o mesmo problema, porém após duvidar da minha sexualidade eu entrei em uma crise de ansiedade w dúvidas que me deixaram de cama, comecei a sentir comichão na região anal que perdura o dia todo, lembro de sentir isso devido a hemorroidas, porém agora estou atrelando isso a excitação anal, quando tento me tocar com os dedos sinto alívio e tentei fazer isso pensando em homens, me testando mesmo, porém apesar de fisicamente ser agradável eu não consigo associar isso com homens. Fui ao psicólogo e depois ao psiquiatra, esse último após uma longa consulta me diagnosticou com toc, pesquisei bastante sobre groinal response porém ainda estou cheio de dúvidas. Poderiam me dizer como de fato se sentem excitados? Apesar do diagnóstico do médico indicar toc, ele me disse isso com ênfase mesmo eu explicando os detalhes, eu ainda prefiro me descobrir e tirar dúvidas da cabeça. Essas sensações trazem grande ansiedade e duram o dia todo.


Desculpa pela postagem fora do lugar, porém creio que seja a única forma de ter alguma informação bacana.


Valeu galera.

O que é groinal response? Procurei no Google mas só saiu artigos em inglês e estou com preguiça de ler em inglês neste momento.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 9/6/2019, 14:02
David Silva escreveu:
Olavoinsano escreveu:Boa tarde. Desculpa me intrometer no sei diário porém gostaria de tirar algumas dúvidas. Eu tenho 34 anos e a 10 anos atrás durante uma maratona de pornografia heterossexual eu comecei a ver imagens de sexo gay em todo lugar, isso durou por uns 6 anos. Hoje, 10 anos depois eu voltei a ter o mesmo problema, porém após duvidar da minha sexualidade eu entrei em uma crise de ansiedade w dúvidas que me deixaram de cama, comecei a sentir comichão na região anal que perdura o dia todo, lembro de sentir isso devido a hemorroidas, porém agora estou atrelando isso a excitação anal, quando tento me tocar com os dedos sinto alívio e tentei fazer isso pensando em homens, me testando mesmo, porém apesar de fisicamente ser agradável eu não consigo associar isso com homens. Fui ao psicólogo e depois ao psiquiatra, esse último após uma longa consulta me diagnosticou com toc, pesquisei bastante sobre groinal response porém ainda estou cheio de dúvidas. Poderiam me dizer como de fato se sentem excitados? Apesar do diagnóstico do médico indicar toc, ele me disse isso com ênfase mesmo eu explicando os detalhes, eu ainda prefiro me descobrir e tirar dúvidas da cabeça. Essas sensações trazem grande ansiedade e duram o dia todo.


Desculpa pela postagem fora do lugar, porém creio que seja a única forma de ter alguma informação bacana.


Valeu galera.

O que é groinal response? Procurei no Google mas só saiu artigos em inglês e estou com preguiça de ler em inglês neste momento.

É o mesmo que o HOCD, também conhecido como Transtorno Obsessivo-Compulsivo Homossexual, é uma forma de TOC que uma pessoa tem em relação a sexualidade oposta. Quem é hétero fica pensando que é gay e fica se testando para ver se é gay mesmo, quando olha para um homem pode vir imagens dele nu, ou pensamentos dele tendo relação sexual com esse homem. Isso gera um transtorno na pessoa, pois ela não tem atração pela sexualidade do toc. Dá um nojo, mas a pessoa não consegue evitar e fica com medo de virar gay tb. Para os homossexuais é o oposto que acontece.

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
David Silva
Mensagens : 1917
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 9/6/2019, 14:09
sombra escreveu:
David Silva escreveu:
Olavoinsano escreveu:Boa tarde. Desculpa me intrometer no sei diário porém gostaria de tirar algumas dúvidas. Eu tenho 34 anos e a 10 anos atrás durante uma maratona de pornografia heterossexual eu comecei a ver imagens de sexo gay em todo lugar, isso durou por uns 6 anos. Hoje, 10 anos depois eu voltei a ter o mesmo problema, porém após duvidar da minha sexualidade eu entrei em uma crise de ansiedade w dúvidas que me deixaram de cama, comecei a sentir comichão na região anal que perdura o dia todo, lembro de sentir isso devido a hemorroidas, porém agora estou atrelando isso a excitação anal, quando tento me tocar com os dedos sinto alívio e tentei fazer isso pensando em homens, me testando mesmo, porém apesar de fisicamente ser agradável eu não consigo associar isso com homens. Fui ao psicólogo e depois ao psiquiatra, esse último após uma longa consulta me diagnosticou com toc, pesquisei bastante sobre groinal response porém ainda estou cheio de dúvidas. Poderiam me dizer como de fato se sentem excitados? Apesar do diagnóstico do médico indicar toc, ele me disse isso com ênfase mesmo eu explicando os detalhes, eu ainda prefiro me descobrir e tirar dúvidas da cabeça. Essas sensações trazem grande ansiedade e duram o dia todo.


Desculpa pela postagem fora do lugar, porém creio que seja a única forma de ter alguma informação bacana.


Valeu galera.

O que é groinal response? Procurei no Google mas só saiu artigos em inglês e estou com preguiça de ler em inglês neste momento.

É o mesmo que o  HOCD, também conhecido como Transtorno Obsessivo-Compulsivo Homossexual, é uma forma de TOC que uma pessoa tem em relação a sexualidade oposta. Quem é hétero fica pensando que é gay e fica se testando para ver se é gay mesmo, quando olha para um homem pode vir imagens dele nu, ou pensamentos dele tendo relação sexual com esse homem. Isso gera um transtorno na pessoa, pois ela não tem atração pela sexualidade do toc. Dá um nojo, mas a pessoa não consegue evitar e fica com medo de virar gay tb.  Para os homossexuais é o oposto que acontece.


Obrigado!

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

SilvioSantos
Mensagens : 153
Data de inscrição : 14/06/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t8095-minha-vida-com-de

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Resposta

em 12/6/2019, 05:07
dgo bem vindo a essa jornada meu amigo, estamos todos aki no msm barco.
eu nao tenho nada a dizer pq meu amigo Sombra ja disse tudo.
so vou add um comentario sobre seu antigo namorado q assumiu recentemente um namoro nas redes sociais e os 2 parecem felizes: todo mundo parece feliz nas redes sociais!! Nao se deixe enganar, aquilo eh um mundo de faz de contas, eh pra isso q ela esta la, nao so pra convencer os outros q vc eh super feliz, mas a si msm tb.
Qq coisa estamos aki pra conversar. Forte abraco.
SilvioSantos
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 14/6/2019, 23:15
Olá, dgo! Como está no reboot?

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 15/6/2019, 16:22
sombra escreveu:Olá, dgo! Como está no reboot?

Oi Sombra, estava indo tudo bem, uma semana bastante produtiva. Infelizmente, mais uma queda.

O lado bom disso tudo é que, cada vez que isso ocorre, eu vejo um novo método pra bloquear os conteúdos.

Seguimos na luta, irmão!

_______________________________________
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 15/6/2019, 16:29
SilvioSantos escreveu:dgo bem vindo a essa jornada meu amigo, estamos todos aki no msm barco.
eu nao tenho nada a dizer pq meu amigo Sombra ja disse tudo.
so vou add um comentario sobre seu antigo namorado q assumiu recentemente um namoro nas redes sociais e os 2 parecem felizes: todo mundo parece feliz nas redes sociais!! Nao se deixe enganar, aquilo eh um mundo de faz de contas, eh pra isso q ela esta la, nao so pra convencer os outros q vc eh super feliz, mas a si msm tb.
Qq coisa estamos aki pra conversar. Forte abraco.
SilvioSantos

Obrigado, Silvio!

Pra ser sincero, depois de ver seu comentário, fui reler o que havia escrito e pareceu realmente que eu dei uma importância muito grande pra isso.  Laughing

Mas de verdade, não é o caso, foi um misto de sentimentos, foi mais uma lamentação sobre o que poderia ter sido do que sobre o que não foi de fato.

De qualquer forma, obrigado pelo apoio. Vou acompanhar o seu diário tb, amigo! Forte abraço Very Happy  Surprised

_______________________________________
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 15/6/2019, 19:36
dgo escreveu:
sombra escreveu:Olá, dgo! Como está no reboot?

Oi Sombra, estava indo tudo bem, uma semana bastante produtiva. Infelizmente, mais uma queda.

O lado bom disso tudo é que, cada vez que isso ocorre, eu vejo um novo método pra bloquear os conteúdos.

Seguimos na luta, irmão!

Entendi, amigo. Mas bola pra frente. Que bom que vc viu algo positivo nisso tudo.
Só não se afaste daqui não, as pessoas se saem melhor quando a frequencia no fórum é maior.

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 15/6/2019, 20:20
sombra escreveu:
dgo escreveu:
sombra escreveu:Olá, dgo! Como está no reboot?

Oi Sombra, estava indo tudo bem, uma semana bastante produtiva. Infelizmente, mais uma queda.

O lado bom disso tudo é que, cada vez que isso ocorre, eu vejo um novo método pra bloquear os conteúdos.

Seguimos na luta, irmão!

Entendi, amigo. Mas bola pra frente. Que bom que vc viu algo positivo nisso tudo.
Só não se afaste daqui não, as pessoas se saem melhor quando a frequencia no fórum é maior.

Com certeza, vou me policiar mais. Não serei hipócrita, realmente me afastei do forum, já que tudo estava fluindo bem.

Foi só ter essa recaída hoje que novamente senti a necessidade de vir aqui compartilhar as angustias/estrategias.

Em um mundo ideal, a gente deveria ter um grupo pra poder fazer o contato mais direto/instantâneo

Eu penso, quando bater a angustia/vontade, comenta logo com as pessoas que SABEM e ENTENDEM pelo q vc passa Sad

Pior coisa é contar para outros (amigos), pois eles acham tudo muito natural, não veem problema, ou se veem, não se importam realmente... Rolling Eyes

É ruim vir pro forum e ver uma resposta só 2, 3 dias depois. Mas vou tentar dar pelo menos uma passadinha diária. Marcar minha presença na chamada. Laughing

_______________________________________
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty De novo e de novo

em 18/6/2019, 22:15
Mais uma queda!

2 MO seguidas, sem ver P, mas mesmo assim, todo o esforço foi pro ralo.

E bastou para acabar com a energia do meu dia Neutral Neutral Neutral Neutral Neutral Neutral

Muito decepcionado com a minha falta de persistência!

Mas vamos lá, amigos

Amanhã é um novo dia

_______________________________________
SilvioSantos
Mensagens : 153
Data de inscrição : 14/06/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t8095-minha-vida-com-de

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Resposta

em 19/6/2019, 04:30
dgo, nao se esqueca:
“O fracasso é somente uma oportunidade de começar de novo, de forma mais inteligente.”

E jamais tire da cabeca que:
"NADA muda se VOCE nao mudar."

Abraco,
SilvioSantos
David Silva
Mensagens : 1917
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 19/6/2019, 09:13
dgo escreveu:Mais uma queda!

2 MO seguidas, sem ver P, mas mesmo assim, todo o esforço foi pro ralo.

E bastou para acabar com a energia do meu dia Neutral Neutral Neutral Neutral Neutral Neutral

Muito decepcionado com a minha falta de persistência!

Mas vamos lá, amigos

Amanhã é um novo dia

Lembra do sentimento da culpa pós MO que o pastor Caio Fábio fala lá no vídeo que foi postado no diário do Sombra (se não me engano)?
Então é isso. Por que se culpar tanto? Se foi uma reação do seu desejo é normal. Agora a P é que é o problema.
Quanto à demora nas respostas que você falou no outro post, eu também acho ruim, mas todo mundo hoje em dia é bastante ocupado. Veja por esse lado. E veja que tem eu, vc, o Sombra, o Eros etc... muitos aqui que estão atuantes e somos nós quem temos que dar as mãos.


_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

Olipt
Mensagens : 194
Data de inscrição : 06/07/2018
Ver perfil do usuário

Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você? Empty Re: Diário do Dgo - Pra vida de antes, eu não volto. E você?

em 19/6/2019, 11:16
Oi amigo desculpa tb me intrometer no teu relato mas ele me preocupou bastante, aliás eu já estava até relativamente bem com isso, só q tua história e parecida com a minha, eu sempre fui meio tarado, na minha adolescência eu vi privê na band, roubei as vhs dos meus pais, via playboy a rodo, a diferença é q eu nunca vi g magazine kkk nem ligava pra isso, TB não prestava atenção nos homens nas cenas pornô, não sei se o Diogo teve relações sexuais com as mulheres q ele se envolveu e tal, eu tive com minhas namoradas etc e tal , sim balançaram meu coração, sentia desejo nelas e etc, mas no pornô eu era outra pessoa, mas já fiz várias coisas estranhas pra minha sexualidade, por exemplo já me m com estimulação anal por exemplo, confecço que sim é prazeroso, mas li q isso nada tem a ver com homossexualidade, na adolescência já vi pornô gay por acidente e sim me senti excitado mas não pelos homens e sim pela "bizarrice" que aquilo representava pra mim, eu nunca me senti atraído por corpos masculinos e nunca me apaixonei por um homem e tenho 29 anos, mas tenho um histórico de pornografia transsexual e uma vez ou outra gay, somado a pornografia hétero que era maioria junto com a p trans, sempre me senti intrigado com as transsexuais, é uma mulher mas tem um pênis isso me excitava pq na minha cabeça é uma mulher super gostosa mas ela tem um pênis (que coisa exótica e diferente ) entende ? Na pornografia gay eu não buscava homens músculos nem nada do tipo, buscava homens com aspecto e corpo próximo aos das mulheres como q de alguma forma eu quisesse q ele fosse uma mulher mas sendo um homem pra da o ar de "coisa errada", já tive fantasias gays (nesse sentido) uma pessoa com traços e jeito de mulher.. com mulheres eu sempre tive fantasias e era bem normal, TB minhas fantasias afetivas sempre foram com mulheres, um caso muito interessante é q eu via pornô e as vezes via pornô trans ou gay e deitava na cama e pensava na mina q eu tava afim, eu já tive dúvida na adolescência eu acho mas foi por causa q eu gostava dessas coisas de estímulo anal, porém nunca se tia atração por homens na rua, nem pelo cheiro nem nada, depois q tive esse quadro de toc pronto fiquei desse jeito e meu histórico me deixa agoniado , fui ao médico psicológo, fiz questão de q ele fosse homem e tivesse uma certa inclinação a esquerda pois queria justamente q ele não passa-se a mão na minha cabeça e ele disse q não sou gay e nem bisexual, que na verdade isso era uma construção da minha sexualidade com base na pornografia mas q meu desejo afetivo era por mulheres e que sexo nada tem a ver com orientação e o q guia a orientação e a atração afetiva. Eu fico preocupado pois cada um fala uma coisa diferente quando vejo na internet e isso me deixa agoniado, pois não me vejo assim e nem me imagino com um homem , apaixonado e tendo um relacionamento, na verdade pensar nisso me deixa angustiado pois eu sempre sonhei em ser feliz com uma mulher, desculpa o texto no seu relato amigo , desculpa mesmo 😄


Última edição por Olipt em 19/6/2019, 13:54, editado 1 vez(es)

_______________________________________
Meu relato
http://www.comoparar.com/t7896-diario-do-olipt-hocd
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum