Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 15/07/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Jamais trop tard

em 15/7/2019, 16:48
Sou um cara de 22 anos, e convivo com esse vício desde os 11, ou seja, metade de minha vida. Por nunca imaginar que um dia teria coragem de assumir minha orientação, e por ser retraído, meus desejos sexuais só se faziam possíveis na masturbação. Era o único jeito de ter prazer na minha visão, uma vez que era fora de cogitação transar com uma garota ou garoto. Dessa forma, enquanto os colegas descobriam os prazeres do romance, eu me satisfazia sozinho, várias vezes ao dia....até que um dia desejei viver sem como eu sou, sem prender minhas intenções.

E foi aí que as consequências vieram. Nas primeiras vezes que saía com caras, aos 17, eu passei episódios de DE e ER. Apesar de várias situações desagradáveis, conseguia ainda ter experiências sexuais maravilhosas, com namorados e pessoas mais íntimas.

Relações vão e vem, e o vício continua. Cada dia produzindo consequências piores. Hoje, a DE e a ER são um peso na minha vida e atrapalham meus relacionamentos. Hoje, sequer consigo sair com um cara sem tomar Tadalafila, pra ter certeza de sucesso. Apesar dela ter me ajudado (e muito) a transar melhor, sei que, para um homem extremamente saudável como eu, com saúde de ferro, não faz o mínimo sentido.

O que percebo é que, quando namoro, o sexo é bem frequente e não sinto vontade de me masturbar, aí meu cérebro se molda àquela nova percepção de prazer e passa a se acostumar. Quando termino uma relação e volto pro ato solitário, volto ao zero. Tenho que abandonar os estímulos falsos e me conectar ao real....como vocês fazem isso? E como fazer pra dar certo? Alguém tem a sensação de ter uma libido baixa também? Se sentindo bem impotente?

Hoje estou no que acredito ser uma flatline e já há 5 dias sem PMO. Espero com o fórum ter uma rede de apoio e de comprometimento
SilvioSantos
Mensagens : 153
Data de inscrição : 14/06/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t8095-minha-vida-com-de

Jamais trop tard Empty Resposta

em 16/7/2019, 07:02
E ae 1986, bem vindo ao forum.
Po, eu tb tive uma relacao de mtos e mtos anos com a Tadalafila, qto dinheiro jogado fora.. enfim..
Respondendo suas perguntas:
Conexao com o mundo real = cortar completamente PMO
Sensacao de libido baixa = tenho impressao q nao temos libido baixa, a questao eh q com estimulos virtuais vc podia chegar ao Orgasmo mto facilmente, no mundo real vc nao precisa de tanto sexo, pode ver a media dos casais e normalmente eh entre 2 ou 3 vezes na semana. Com PMO faziamos mto mais q isso neh nao? (as vezes 2 ou 3 ia num dia)
Se sentindo impotente = ae depende da sua DE, meu pau passou morto por mtos anos, entao com ctz me identifico com oq vc disse.

O comeco do reboot normalmente eh bem dificil, mas sugiro q vc mantenha um namoro q vai te ajudar mto, transe a vontade, so nao faca PMO.
Boa sorte,
SilvioSantos

_______________________________________
SilvioSantos bounce afro
Meu diario:
http://www.comoparar.com/t8095-minha-vida-com-de
David Silva
Mensagens : 1917
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 16/7/2019, 11:14
Seja bem vindo!
Quanto mais novo se começa no reboot, mais chances de sucesso.
As respostas do Silvio Santos já são bem esclarecedoras.
Fiquei na dúvida: você está ou não namorando? Vc estuda? Trabalha?

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

TheMan
Mensagens : 130
Data de inscrição : 15/07/2019
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 16/7/2019, 11:20
1986 escreveu:Sou um cara de 22 anos, e convivo com esse vício desde os 11, ou seja, metade de minha vida. Por nunca imaginar que um dia teria coragem de assumir minha orientação, e por ser retraído, meus desejos sexuais só se faziam possíveis na masturbação. Era o único jeito de ter prazer na minha visão, uma vez que era fora de cogitação transar com uma garota ou garoto. Dessa forma, enquanto os colegas descobriam os prazeres do romance, eu me satisfazia sozinho, várias vezes ao dia....até que um dia desejei viver sem como eu sou, sem prender minhas intenções.

E foi aí que as consequências vieram. Nas primeiras vezes que saía com caras, aos 17, eu passei episódios de DE e ER. Apesar de várias situações desagradáveis, conseguia ainda ter experiências sexuais maravilhosas, com namorados e pessoas mais íntimas.

Relações vão e vem, e o vício continua. Cada dia produzindo consequências piores. Hoje, a DE e a ER são um peso na minha vida e atrapalham meus relacionamentos. Hoje, sequer consigo sair com um cara sem tomar Tadalafila, pra ter certeza de sucesso. Apesar dela ter me ajudado (e muito) a transar melhor, sei que, para um homem extremamente saudável como eu, com saúde de ferro, não faz o mínimo sentido.

O que percebo é que, quando namoro, o sexo é bem frequente e não sinto vontade de me masturbar, aí meu cérebro se molda àquela nova percepção de prazer e passa a se acostumar. Quando termino uma relação e volto pro ato solitário, volto ao zero. Tenho que abandonar os estímulos falsos e me conectar ao real....como vocês fazem isso? E como fazer pra dar certo? Alguém tem a sensação de ter uma libido baixa também? Se sentindo bem impotente?

Hoje estou no que acredito ser uma flatline e já há 5 dias sem PMO. Espero com o fórum ter uma rede de apoio e de comprometimento

Opa, 1986! Bem vindo ao forum! Tudo bom?

Também passo pela sensação de estar com a libido baixa. É bastante comum para mim que já falhei diversas vezes no processo de me livrar da pornografia e suas consequências. Ocorre principalmente nos primeiros dias: depois, sinto uma melhora e vontade de ter relações sexuais novamente. Nos dias em que ela ocorre, eu tento focar nos meus hobbys e tentar deixar ao máximo a minha mente ocupada com hábitos saudáveis.

Outro ponto também é que eu entendo a sensação de estar conectado ao falso. Como relatei no meu diário, o maior tempo gasto no meu vício foram com sites onde as pessoas se exibiam ao vivo, onde precisei gastar alguns trocados para que elas fizessem o que eu desejava. Consequentemente, não conseguia me sentir conectado com as pessoas as quais eu mantinha conversa - já que a minha mente fica a 1000 km/h -, muito menos me manter conectado no sexo, tornando a DE algo recorrente.

Acredito que a solução para isso é dar tempo ao tempo. Não é a mais eficiente, eu sei, mas é a que, no momento, precisamos. Com o passar dos dias, vamos analisando e percebendo as pequenas melhorias que ocorrem em nosso dia a dia. Você tem alguma meta inicial? Por exemplo, passar um período pequeno livre de qualquer contato com o pornô? Acredito que isso possa te ajudar.

Forte abraço!

_______________________________________
"Chutando a pornografia para fora da minha vida. Um dia por vez."



Meu diário: http://www.comoparar.com/t9346-diario-do-theman
avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 15/07/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 16/7/2019, 19:47
Acho uma boa manter um namoro também, pois é uma base pra melhorar bastante as ligações com o real com certa tranquilidade. Quando namorei costumava transar bastante, umas 5 vezes por dia, e isso foi definitivo pra melhorar meu desempenho. É difícil hahaha mas vamos tentar..
Obrigado pelo apoio Sílvio!

SilvioSantos escreveu:E ae 1986, bem vindo ao forum.
Po, eu tb tive uma relacao de mtos e mtos anos com a Tadalafila, qto dinheiro jogado fora.. enfim..
Respondendo suas perguntas:
Conexao com o mundo real = cortar completamente PMO
Sensacao de libido baixa = tenho impressao q nao temos libido baixa, a questao eh q com estimulos virtuais vc podia chegar ao Orgasmo mto facilmente, no mundo real vc nao precisa de tanto sexo, pode ver a media dos casais e normalmente eh entre 2 ou 3 vezes na semana. Com PMO faziamos mto mais q isso neh nao? (as vezes 2 ou 3 ia num dia)
Se sentindo impotente = ae depende da sua DE, meu pau passou morto por mtos anos, entao com ctz me identifico com oq vc disse.

O comeco do reboot normalmente eh bem dificil, mas sugiro q vc mantenha um namoro q vai te ajudar mto, transe a vontade, so nao faca PMO.
Boa sorte,
SilvioSantos

_______________________________________
avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 15/07/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 16/7/2019, 19:51
Valeu David. Eu não comecei muito cedo não kkk desde os 11 venho tentando abandonar esse hábito. Primeiramente por motivos religiosos...hoje que sou ateu tenho somente esse propósito de viver minha sexualidade de um jeito saudável e prazeroso. Mas já fiz reboot várias vezes na vida e obtive excelentes resultados, apesar de nunca ter passado de 1 mês...nunquinha. Isso que me motiva a atingir os 90 dias iniciais. Eu atualmente não namoro, faz dois meses e tá difícil achar alguém. Querer eu quero, mas sou bem caseiro e reservado, assim não tenho nem coragem de conquistar alguém nos lugares hehe só encontro caras por aplicativos (outra coisa que quero mudar também). Quem sabe vocês não me dão umas dicas heim kk. Enfim, eu só estudo mesmo, passo o dia na faculdade

David Silva escreveu:Seja bem vindo!
Quanto mais novo se começa no reboot, mais chances de sucesso.
As respostas do Silvio Santos já são bem esclarecedoras.
Fiquei na dúvida: você está ou não namorando? Vc estuda? Trabalha?

_______________________________________
avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 15/07/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 16/7/2019, 20:02
E aí The Man, então sobre o que você disse sobre dar tempo ao tempo é bem real....como dizem, é ilusório querer solução rápida pra um problema que, no meu caso, se arrasta por uma década. Minha meta por ora é um mês, que foi meu recorde em reboots anteriores. Em Hard mesmo, que sei que é a melhor opção pra quem sofre de DE severa. Mas se nesse meio rolar algum romance não vou dispensar e talvez utilize tadalafila pra rolar, sei que não é o melhor, mas já experimentei vezes sem e foi desastroso pra minha saúde emocional

TheMan escreveu:
1986 escreveu:Sou um cara de 22 anos, e convivo com esse vício desde os 11, ou seja, metade de minha vida. Por nunca imaginar que um dia teria coragem de assumir minha orientação, e por ser retraído, meus desejos sexuais só se faziam possíveis na masturbação. Era o único jeito de ter prazer na minha visão, uma vez que era fora de cogitação transar com uma garota ou garoto. Dessa forma, enquanto os colegas descobriam os prazeres do romance, eu me satisfazia sozinho, várias vezes ao dia....até que um dia desejei viver sem como eu sou, sem prender minhas intenções.

E foi aí que as consequências vieram. Nas primeiras vezes que saía com caras, aos 17, eu passei episódios de DE e ER. Apesar de várias situações desagradáveis, conseguia ainda ter experiências sexuais maravilhosas, com namorados e pessoas mais íntimas.

Relações vão e vem, e o vício continua. Cada dia produzindo consequências piores. Hoje, a DE e a ER são um peso na minha vida e atrapalham meus relacionamentos. Hoje, sequer consigo sair com um cara sem tomar Tadalafila, pra ter certeza de sucesso. Apesar dela ter me ajudado (e muito) a transar melhor, sei que, para um homem extremamente saudável como eu, com saúde de ferro, não faz o mínimo sentido.

O que percebo é que, quando namoro, o sexo é bem frequente e não sinto vontade de me masturbar, aí meu cérebro se molda àquela nova percepção de prazer e passa a se acostumar. Quando termino uma relação e volto pro ato solitário, volto ao zero. Tenho que abandonar os estímulos falsos e me conectar ao real....como vocês fazem isso? E como fazer pra dar certo? Alguém tem a sensação de ter uma libido baixa também? Se sentindo bem impotente?

Hoje estou no que acredito ser uma flatline e já há 5 dias sem PMO. Espero com o fórum ter uma rede de apoio e de comprometimento

Opa, 1986! Bem vindo ao forum! Tudo bom?

Também passo pela sensação de estar com a libido baixa. É bastante comum para mim que já falhei diversas vezes no processo de me livrar da pornografia e suas consequências. Ocorre principalmente nos primeiros dias: depois, sinto uma melhora e vontade de ter relações sexuais novamente. Nos dias em que ela ocorre, eu tento focar nos meus hobbys e tentar deixar ao máximo a minha mente ocupada com hábitos saudáveis.

Outro ponto também é que eu entendo a sensação de estar conectado ao falso. Como relatei no meu diário, o maior tempo gasto no meu vício foram com sites onde as pessoas se exibiam ao vivo, onde precisei gastar alguns trocados para que elas fizessem o que eu desejava. Consequentemente, não conseguia me sentir conectado com as pessoas as quais eu mantinha conversa - já que a minha mente fica a 1000 km/h -, muito menos me manter conectado no sexo, tornando a DE algo recorrente.

Acredito que a solução para isso é dar tempo ao tempo. Não é a mais eficiente, eu sei, mas é a que, no momento, precisamos. Com o passar dos dias, vamos analisando e percebendo as pequenas melhorias que ocorrem em nosso dia a dia. Você tem alguma meta inicial? Por exemplo, passar um período pequeno livre de qualquer contato com o pornô? Acredito que isso possa te ajudar.

Forte abraço!

_______________________________________
TheMan
Mensagens : 130
Data de inscrição : 15/07/2019
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 16/7/2019, 22:56
1986 escreveu:E aí The Man, então sobre o que você disse sobre dar tempo ao tempo é bem real....como dizem, é ilusório querer solução rápida pra um problema que, no meu caso, se arrasta por uma década. Minha meta por ora é um mês, que foi meu recorde em reboots anteriores. Em Hard mesmo, que sei que é a melhor opção pra quem sofre de DE severa. Mas se nesse meio rolar algum romance não vou dispensar e talvez utilize tadalafila pra rolar, sei que não é o melhor, mas já experimentei vezes sem e foi desastroso pra minha saúde emocional


Acredito que para boa parte das conquistas que teremos em nossas vidas, nós vamos dar valor realmente àquelas em que lutamos, suamos, choramos de raiva, mas no final conseguimos. Já ouviu falar naquele ditado que diz "o que vem fácil, vai embora fácil"? Então. É mais ou menos por aí. Acredito, ainda, que caminhamos para nos tornar pessoas melhores através do processo de No PMO. E que no final, a jornada vai valer a pena.

Eu também possuo uns traumas em relação a DE, hehe. Já perdi as contas das quantidades de vezes em que o meu pênis não deu sinal de vida quando estava me relacionando. Mas já que, aparentemente, a única solução para isso é retirar a pornografia da minha vida, então eu me dedicarei ao máximo para conseguir superar esse vício. Vamos ver se isso resolve os nossos problemas.

Fico feliz em saber que você tem uma meta de 30 dias. Como você pode ver pelo o meu contador, eu também estou nos primeiros dias. Vamos avaliando as nossas melhorias ao longo dos dias, certo? Estamos juntos nessa! E não esqueça de nos atualizar em como está sendo o seu processo de superação, tá?

Forte abraço!

_______________________________________
"Chutando a pornografia para fora da minha vida. Um dia por vez."



Meu diário: http://www.comoparar.com/t9346-diario-do-theman
SilvioSantos
Mensagens : 153
Data de inscrição : 14/06/2018
Idade : 35
Ver perfil do usuáriohttp://www.comoparar.com/t8095-minha-vida-com-de

Jamais trop tard Empty Resposta

em 17/7/2019, 04:16
"Acredito que para boa parte das conquistas que teremos em nossas vidas, nós vamos dar valor realmente àquelas em que lutamos, suamos, choramos de raiva, mas no final conseguimos. Já ouviu falar naquele ditado que diz "o que vem fácil, vai embora fácil"? Então. É mais ou menos por aí. Acredito, ainda, que caminhamos para nos tornar pessoas melhores através do processo de No PMO. E que no final, a jornada vai valer a pena. "

Falou tudo TheMan!!! Assino embaixo.
SilvioSantos

_______________________________________
SilvioSantos bounce afro
Meu diario:
http://www.comoparar.com/t8095-minha-vida-com-de
avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 15/07/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty 10 dias

em 20/7/2019, 10:56
Estou muito feliz por ter chegado à 1/3 da meta mensal que estabeleci. É um tempo ínfimo, mas que durante meses nunca consegui alcançar e por isso é muito importante para mim.

Estou na suposta flatline (darei mais detalhes a seguir) e portanto, com a libido bem estacionada, apesar de haver alguns picos de desejo, nos quais penso em vacilar, principalmente no meio da noite ou madrugada, chego até a fazer uma pesquisa, mas cancelo e penso no bem que o reboot está me fazendo e conseguirá fazer se me manter longe de P.

Nos últimos dias rola com frequência sonhos com teor bem quente, com ex namorados que sempre me deram muito tesão, especialmente o último. Hoje mesmo, sonhei com ele e aí ao acordar é a mais pura decepção rsrs porque o sexo com ele era incrível e sinceramente estou numa fase em que não tenho vontade de mais nenhum homem, só ele. Já sentiram isso? Não sei se é por uma carência sexual ou resposta do que ainda sinto por ele. Em relação à flatline, eu pela primeira vez estou a questionando. Com o passar dos anos fui me tornando alguém muito seletivo. Com o desenvolvimento da autoestima, percebi que era capaz de atrair caras realmente lindos como sonhava, perfeitos na minha visão, o que era diferente do começo dos meus relacionamentos, onde era inocente e me fazia acreditar que não tinha capacidade de estar com caras bonitos e me contentava com qualquer coisa. Além disso, a identificação e papo se tornaram essenciais. Enfim, não sei se essa falta de interesse no outro tem relação exclusiva com uma libido baixa ou é se eu simplesmente me tornei mais exigente. Esse meu último ex, por exemplo, desde o primeiro encontro nunca tivemos qualquer problema na cama. Pelo contrário, eram várias vezes no dia, até cansar kkk. Mas por um tempo, simultaneamente também saía com um cara que não sentia uma conexão, nem segurança, um tesão bem grande, mas na hora não rolou bem e broxei...

Só sei que tô passando por um momento chato em que esse ex ainda me marca muito e não tenho vontade de transar com outros caras, aí fico imóvel. Contente que estou avançando para meu próprio desenvolvimento, mas travado num passado que não vai mais existir. Leva tempo....meu primeiro ex só esqueci depois de um ano e meio aproximadamente. Tenho usado o Tinder mas ninguém me interessa muito, e dá preguiça de tomar a frente de tudo (viados são uns folgados kkk) aí fico na onda de instala, desinstala. Meu desafio agora é seguir pro mundo real, algo que sinceramente está mais para um sonho do que um projeto efetivo.

Ah, ponto positivo: Um cara ficou pedindo nudes pra mim e pela primeira vez eu recusei. Jogar tudo fora por causa de umas fotos....esse foi o ponto alto até agora hehe me sinto até mais forte depois dessa.

Quem leu tudo, obrigado pelo tempo!!! E me contem se também já passaram por essas questões

_______________________________________
TheMan
Mensagens : 130
Data de inscrição : 15/07/2019
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 20/7/2019, 11:10
1986 escreveu:Estou muito feliz por ter chegado à 1/3 da meta mensal que estabeleci. É um tempo ínfimo, mas que durante meses nunca consegui alcançar e por isso é muito importante para mim.

Estou na suposta flatline (darei mais detalhes a seguir) e portanto, com a libido bem estacionada, apesar de haver alguns picos de desejo, nos quais penso em vacilar, principalmente no meio da noite ou madrugada, chego até a fazer uma pesquisa, mas cancelo e penso no bem que o reboot está me fazendo e conseguirá fazer se me manter longe de P.

Nos últimos  dias rola com frequência sonhos com teor bem quente, com ex namorados que sempre me deram muito tesão, especialmente o último. Hoje mesmo, sonhei com ele e aí ao acordar é a mais pura decepção rsrs porque o sexo com ele era incrível e sinceramente estou numa fase em que não tenho vontade de mais nenhum homem, só ele. Já sentiram isso? Não sei se é por uma carência sexual ou resposta do que ainda sinto por ele. Em relação à flatline, eu pela primeira vez estou a questionando. Com o passar dos anos fui me tornando alguém muito seletivo. Com o desenvolvimento da autoestima, percebi que era capaz de atrair caras realmente lindos como sonhava, perfeitos na minha visão, o que era diferente do começo dos meus relacionamentos, onde era inocente e me fazia acreditar que não tinha capacidade de estar com caras bonitos e me contentava com qualquer coisa. Além disso, a identificação e papo se tornaram essenciais. Enfim, não sei se essa falta de interesse no outro tem relação exclusiva com uma libido baixa ou é se eu simplesmente me tornei mais exigente. Esse meu último ex, por exemplo, desde o primeiro encontro nunca tivemos qualquer problema na cama. Pelo contrário, eram várias vezes no dia, até cansar kkk. Mas por um tempo, simultaneamente também saía com um cara que não sentia uma conexão, nem segurança, um tesão bem grande, mas na hora não rolou bem e broxei...

Só sei que tô passando por um momento chato em que esse ex ainda me marca muito e não tenho vontade de transar com outros caras, aí fico imóvel. Contente que estou avançando para meu próprio desenvolvimento, mas travado num passado que não vai mais existir. Leva tempo....meu primeiro ex só esqueci depois de um ano e meio aproximadamente. Tenho usado o Tinder mas ninguém me interessa muito, e dá preguiça de tomar a frente de tudo (viados são uns folgados kkk) aí fico na onda de instala, desinstala. Meu desafio agora é seguir pro mundo real, algo que sinceramente está mais para um sonho do que um projeto efetivo.

Ah, ponto positivo: Um cara ficou pedindo nudes pra mim e pela primeira vez eu recusei. Jogar tudo fora por causa de umas fotos....esse foi o ponto alto até agora hehe me sinto até mais forte depois dessa.

Quem leu tudo, obrigado pelo tempo!!! E me contem se também já passaram por essas questões

Acredito que a gente vai se tornando pessoas seletivas com o passar do tempo, mesmo. Nós vamos conhecendo os nossos pontos fortes, objetivos, pretensões, e queremos pessoas que compartilhem do mesmo sentimento. Afinal, ao meu ver, não vale a pena gastar energia com pessoas que são extremamente gostosas, mas que não compartilham da mesma ideia que nós. É o vulgo "não achei o meu pinto no lixo para socar em qualquer buraco, não".

A isso que você vem sentindo em relação ao teu ex, eu chamo de efeito caçador. É a vontade que dá de se masturbar ou ver pornografia com base na última foda que tivermos. Só que passado é passado, né? Mesmo que você volte a ter alguma relação com teu ex hoje, com certeza não será a mesma coisa. Porque hoje você busca novas ideias, uma nova fase, e muitas vezes a pessoa que já tivermos relação não atendem isso.
Ano passado quis viver um "remember" com uma ex-namorada minha. E, no final, me senti extremamente mal. Primeiro porque cai na tentação de fazer o que eu disse que não faria em hipótese alguma; e segundo porque não era nada do que eu tinha imaginado ou sonhado. Cuidado com esses pensamentos.

De qualquer forma, parabéns! 1/3 da sua meta já é uma grande conquista!
Seguimos!

_______________________________________
"Chutando a pornografia para fora da minha vida. Um dia por vez."



Meu diário: http://www.comoparar.com/t9346-diario-do-theman
David Silva
Mensagens : 1917
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 33
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 20/7/2019, 14:44
Parabéns pelos seus 10 dias!
Muita força, foco e fé!
Essa questão do ex vejo que está te abalando emocionalmente e isso pode trazer consequência, por isso é bom você ficar alerta e trabalhar melhor estes sentimentos. Eu por exemplo até hoje penso num ex que tem quase 10 anos praticamente de termino de relação. Só que não me deixo abalar por isso. Bola pra frente!!!


_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho

avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 15/07/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 23/7/2019, 18:57
Olá amigos. Estou quase chegando na 2° semana. Não sei se por ser férias, parece que o tempo não passa tão rápido kkkk a sensação é de terem acontecido um mundo de coisas nesse período. Enfim, eu me mantenho firme, acabei vendo algumas fotos de ensaios fotográficos nus um dia e me excitei, deu um baita calor, mas segui.

A principal diferença que notei até agora foi um aumento expressivo da sensibilidade. Sempre quando vou lavar o pau ou mijar acabo ficando bem excitado e sensível...a maioria das vezes não dura muito tempo (exceto no banho). Mas o que me impressiona mesmo é que no banho, sem tocar nele ou na rua quando vejo um cara bonito tenho ereção, o que não acontecia antes de jeito nenhum, só com muito estímulo físico (e nem assim). Além disso um desejo por vezes intenso de toque, cheiro e contato real me inunda, algo que também não acontecia. Parece que cada dia que passa as imagens e vídeos perdem a graça e o real ganha.

Em relação aos pensamentos com ex, vez ou outra sonho uma transa com ele, sinto saudade mas nada preocupante acredito eu. Todo mundo tem sua fase de reflexão pela oportunidade que passou, o que envolveu ela, como pode fazer diferente, etc. Atualmente não quero procurar um parceiro porque acredito que só estando bem resolvido com o ex que dá pra seguir um. Tô na fase que se ele terminar agora e vir correndo pra mim eu topo hehe. Então prefiro ficar na minha, sem envolver alguém. Poderia dar só uma ficada, mas não faz meu gênero e me causaria um estresse devido a DE que não estou afim de lidar por enquanto. Principalmente porque se achar alguém pra transar já é um assunto complicado (um homem vaidoso, limpinho, cheiroso, agradável e bonito pelo menos) pra namorar então é quase jogar na loteria. Deus me livre ficar com qualquer coisa, sou bem seletivo. E também tenho medo de pegar doenças que rolam soltas por aí. É uma fase boa, na qual estou podendo reavaliar minha demandas e o que realmente espero em alguém

_______________________________________
psico
Mensagens : 396
Data de inscrição : 06/11/2016
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 24/7/2019, 21:21
Essa sensação de tempo passando devagar é comum e acredite, é um bom sinal. Quando nós estamos anestesiados com a PMO nós simplesmente não sentimos a vida passar e duas semanas parecem até um mês! De qualquer forma parabéns pela marca e continue firme.
avatar
Mensagens : 13
Data de inscrição : 15/07/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 28/7/2019, 23:04
Olá amigos! Estou numa fase complicada do reboot, que a sua libido tá bem baixa, mas tem alguns picos bem altos de excitação. Ás vezes um toque diferente, no momento oportuno te deixa numa vontade louca. Esses dias venho sentindo que tá ficando mais difícil, paro pra pesquisar alguma besteira, pesquiso, vejo os links e aí hesito e paro. Ou até pretendo começar uma sessão de M, fico me tocando, e aí interrompo. Prefiro escrever aqui no fórum do que dar continuidade a esse comportamento. Acho que é necessário, tantas vezes quanto for preciso, sempre renovar seu compromisso, estar sempre consciente que a queda está a minutos de um deslize.

Nos últimos dias tenho ficado bastante pra baixo por conta da flatline e algo que me ajuda bastante é procurar histórias que me identifique mais. Eu acessei a sessão 20-24 e encontrei situações bem semelhantes a minha e fiquei mais tranquilo. Realmente há uma sensação de ficar assim pra sempre, e uma coisa muito legal que li é que em muitos casos fazer sexo pode ser mega prejudicial devido à frustração que uma DE certeira pode causar. Talvez esse tenha sido meu problema de abordagem. Me colocar dentro de situações desconfortáveis (como me forçar a ir num motel com um cara) pra sentir que tá avançando ou pra ajudar na religação com o natural. Mas hoje já aprendi que sexo é, antes de tudo, relaxamento e vontade. Se você não se sente confortável com a situação ou a pessoa, nem se sente preparado, vai falhar. Tanto é que nas vezes que eu namorava e me sentia à vontade com o namorado, era uma máquina kkk. Por muito tempo desconfiei da real capacidade do psicológico na ereção (imaginava ser algo total mecânico) e agora vou procurar trabalhar nisso. Pra tal, precisaria de uma abordagem diferente, então vou pontuar os seguintes elementos:

-Só fazer sexo quando estiver com um cara tranquilo, que me deixa à vontade e seguro
-Não transar em motel (algo que me deixa desconfortável)
-Não se cobrar em relação a desempenho, nem se comparar ao parceiro
-Se concentrar no prazer e nas percepções visuais, olfativas e táteis, não na ereção
-Fazer uso regressivo da tadalafila (afinal, eu quero viver e prefiro ter relações bem sucedidas mesmo que por um tempo inicial dependa disso. Com o passar do tempo (isso depende de como as coisas desenrolam) diminuo a dose até zero em questão de algumas semanas)

No mais, tá difícil arrumar alguém. Alguns podem até dizer para eu focar em outros aspectos da minha vida, no entanto está tudo muito bem encaminhado e estou ótimo, mas sinto a necessidade de ter um parceiro, pras necessidades afetivas. Outra coisa que tenho que investir hehe pretendo arranjar alguma festa, alguns eventos que reúnam pessoas interessantes para, pela primeira vez na vida, eu flertar no mundo real. Vai ser um desafio imenso, mas estou muito disposto a começar. Alguma dica?

Obrigado pela atenção pessoal

_______________________________________
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 29/7/2019, 21:55
Sucesso no reboot e tudo de bom.
Sei que é difícil ficar sozinho quando se quer uma companhia.
Mas as companhias aparecem mt vz quando estamos fazendo outra coisa.
Tenta prestar atenção nas suas atividades diárias e nas pessoas, tenta interagir mais com elas, puxar um papo sem segundas intenções ou com.
E assim vc vai sendo notado e vai notando as pessoas, tem mt gente legal ao nosso redor que dariam otimas companhias sadias.
O melhor para a gente, cada dia que passa vou tendo mais certeza disso, é uma vida saudável com uma pessoa que a gente gosta, sem promiscuidade. Essas coisas de mt sexo, diversos parceiros, foram coisas que incutiram na gente como maravilhas do prazer, mas não há prazer maior do que estar em paz e com uma companhia de carater, confiança e prazerosa.

Deus abençoe. Abraço.

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 29/7/2019, 22:58
1986 escreveu:Olá amigos! Estou numa fase complicada do reboot, que a sua libido tá bem baixa, mas tem alguns picos bem altos de excitação. Ás vezes um toque diferente, no momento oportuno te deixa numa vontade louca. Esses dias venho sentindo que tá ficando mais difícil, paro pra pesquisar alguma besteira, pesquiso, vejo os links e aí hesito e paro. Ou até pretendo começar uma sessão de M, fico me tocando, e aí interrompo. Prefiro escrever aqui no fórum do que dar continuidade a esse comportamento. Acho que é necessário, tantas vezes quanto for preciso, sempre renovar seu compromisso, estar sempre consciente que a queda está a minutos de um deslize.

Nos últimos dias tenho ficado bastante pra baixo por conta da flatline e algo que me ajuda bastante é procurar histórias que me identifique mais. Eu acessei a sessão 20-24 e encontrei situações bem semelhantes a minha e fiquei mais tranquilo. Realmente há uma sensação de ficar assim pra sempre, e uma coisa muito legal que li é que em muitos casos fazer sexo pode ser mega prejudicial devido à frustração que uma DE certeira pode causar. Talvez esse tenha sido meu problema de abordagem. Me colocar dentro de situações desconfortáveis (como me forçar a ir num motel com um cara) pra sentir que tá avançando ou pra ajudar na religação com o natural. Mas hoje já aprendi que sexo é, antes de tudo, relaxamento e vontade. Se você não se sente confortável com a situação ou a pessoa, nem se sente preparado, vai falhar. Tanto é que nas vezes que eu namorava e me sentia à vontade com o namorado, era uma máquina kkk. Por muito tempo desconfiei da real capacidade do psicológico na ereção (imaginava ser algo total mecânico) e agora vou procurar trabalhar nisso. Pra tal, precisaria de uma abordagem diferente, então vou pontuar os seguintes elementos:

-Só fazer sexo quando estiver com um cara tranquilo, que me deixa à vontade e seguro
-Não transar em motel (algo que me deixa desconfortável)
-Não se cobrar em relação a desempenho, nem se comparar ao parceiro
-Se concentrar no prazer e nas percepções visuais, olfativas e táteis, não na ereção
-Fazer uso regressivo da tadalafila (afinal, eu quero viver e prefiro ter relações bem sucedidas mesmo que por um tempo inicial dependa disso. Com o passar do tempo (isso depende de como as coisas desenrolam) diminuo a dose até zero em questão de algumas semanas)

No mais, tá difícil arrumar alguém. Alguns podem até dizer para eu focar em outros aspectos da minha vida, no entanto está tudo muito bem encaminhado e estou ótimo, mas sinto a necessidade de ter um parceiro, pras necessidades afetivas. Outra coisa que tenho que investir hehe pretendo arranjar alguma festa, alguns eventos que reúnam pessoas interessantes para, pela primeira vez na vida, eu flertar no mundo real. Vai ser um desafio imenso, mas estou muito disposto a começar. Alguma dica?

Obrigado pela atenção pessoal

excelentes apontamentos!
parabéns pela determinação, amigo
estou com você nessa caminhada
um forte abraço, que Deus te abençoe

_______________________________________
sombra
Mensagens : 281
Data de inscrição : 10/01/2018
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 31/7/2019, 19:49
Olá, amigo. Como está?
Como está se sentindo esses dias? Very Happy
Tudo de bom e que Deus te abençoe.

_______________________________________
SOMBRA CONTADOR
DESDE 21/05/2019 Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra


[cheers] 7 DIAS  [cheers] 15 DIAS  [cheers] 21 DIAS  [cheers] 30 DIAS [cheers] 37 DIAS  [cheers] 45 DIAS [cheers] 51 DIAS  [cheers] 60 DIAS [cheers] 67 DIAS  [cheers] 75 DIAS [cheers] 81 DIAS  [ sunny] 90 DIAS
avatar
Mensagens : 72
Data de inscrição : 06/06/2019
Ver perfil do usuário

Jamais trop tard Empty Re: Jamais trop tard

em 7/8/2019, 16:54
outro sumido, rsrs
1986, apareça!
conte nos como está o seu reboot Surprised

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum