Compartilhe
Ir em baixo
avatar
futurohomem
Mensagens : 5
Data de inscrição : 30/11/2019

O diário de um futuro homem Empty O diário de um futuro homem

em 30/11/2019, 09:19
Vamos lá, iniciei no mundo da pornografia acredito que em 2012 ou 2013, quando tava no início da puberdade. Tive acesso a partir do celular de um cunhado. Desde esse tempo que eu não passo mais de seis dias sem masturbação ou pornografia. Minha vida sempre foi altamente estressante, para se ter uma ideia entre 2014 e 2017 pensava em suicídio ou fugir de casa todos os dias. Minha face era cheia de espinhas e manchas, eu me achava muito feio por isso; era o primeiro da sala em questão de notas e as pessoas me isolaram muito. Eu tinha fama de "nerd" e "fofoqueiro". Chegava em casa minha mãe discutia comigo por qualquer coisa, na verdade acredito que ela descontava as frustrações de ser uma mãe solteira de três filhos (sendo um com problemas mentais). Além disso, passávamos (e passamos) por severas dificuldades financeiras. Não preciso dizer o inferno que foi minha vida (e que de certa forma ainda é). Eu não tinha ninguém para conversar, desabafar, distrair. Nesse ínterim, a pornografia e a masturbação funcionavam como um falso "relaxamento". Nessas horas, eu me sentia o homem que eu não era, apenas por ejacular. Mas sempre depois, eu ficava com uma sensação desgraçada de culpa.

Comecei com pornografia heterossexual, mas com o tempo, fui migrando para a homossexual. Aqui começou uma confusão psicológica total. Para início de conversa, sempre vivi rodeado de mulheres e não tive uma influência paterna - pai, tio, avô, nada -, isso fez com que eu sentisse atração por homens mais velhos (40 anos para cima). Ao mesmo tempo que eu me sentia atraído sexualmente, eu sentia uma carência afetiva, paterna mesmo. Via pornografia desse gênero, homens mais velhos. Eu não acho que isso seja normal ou que eu seja homossexual, mas que essa mistura de carência, depressão e desejo de autoafirmação me jogaram de vez no mundo da masturbação. Acabou tendo o ápice quando comecei a sentir atração por um conhecido mais velho, acima de 45 anos, passei a stalkeá-lo. Isso ficou muito forte e essa é a terceira vez que excluo as redes sociais no intuito de esquecê-lo. Não é uma atração romântica, é um misto de sexo e carência paterna. Hoje o mundo diz que "Ah, você tem que se aceitar", mas eu não sei o que acontece comigo. Em questão de carinho, beijo na boca e coisas românticas, sempre me vi fazendo isso com mulheres; agora em questão de sexo, homens, mais velhos. Essa é a maior vergonha da minha vida. Não tenho como ir em psicólogo e acho que não ajudaria, pois a psicologia hoje segue uma cartilha, e muitos psicólogos nem consideram a pornografia em demasia como um vício.

Pois bem, agora em 2019, o ano em que faço 18 anos (daqui a uma semana), foi o ano que senti que as coisas saíram do controle, e que tenho que tomar uma decisão drástica. No fim do ano passado e início desse ano tentei um reboot fracassado (4 dias no máximo). Voltei a praticar masturbação e pornografia. No meio do ano, uma menina super legal estava gostando de mim. O problema era que nos conhecemos em um curso pré-vestibular e vi que ela não compartilhava dos mesmos objetivos de vida que eu (ela era totalmente perdida em relação ao futuro; já eu tenho meus planos), falei que não daria certo mas no fundo eu tinha vergonha de ficar com ela tendo em vista as coisas que eu fazia. Fiquei triste pois perdi uma amizade e a oportunidade de dar meu primeiro beijo - eu suava de nervoso e ela percebeu isso. Somado aos estresses para o ENEM, fim de ensino médio e vida pessoal (mais uma vez, dificuldades financeiras), passei a me masturbar e ver pornô cada vez mais. O problema foi que depois de julho - passei 6 dias sem praticar - parece que eu já tinha visto todos os vídeos interessantes possíveis. Os que já tinha visto não me excitavam mais. Vi que não era mais porque sentia prazer, mas pela necessidade de ver aquelas imagens. Passei então a tirar fotos de mim mesmo, e me masturbava olhando as fotos. No final do ano agora, fiz coisas que eu pensei que nunca faria: entrei em um grupo de nudes e compartilhei algumas fotos e vídeos; depois, entrei em um site de sexo virtual. Toda ereção matinal eu aproveito para fazer isso, acabo ficando sem energia para o dia a dia. Senti uma culpa que nunca tinha sentido na vida. Decidi que se eu deixasse isso passar, eu passaria a ter um hábito horrendo e perigoso.

Decidi vir ao fórum (já tinha visto como visitante), criar meu diário e pedir ajuda aos amigos, pois não quero essa vida para mim, esses hábitos, esse vício. É como eu tivesse perdido uma parte da minha sanidade. Da minha honra como um homem. Queria voltar a tê-las. Sou uma pessoa que tenta ser cada dia mais próximo de Deus e acho que as relações sexuais deveriam acontecer somente após o casamento; mas seria hipócrita caso continuasse a fazer isso. Queria guardar todas as minhas energias para esse momento especial, e não para derramar 3, 4 vezes por dia semên no ralo do banheiro. Meu esperma nem é mais branco, nessas sessões de masturbação eu não sinto mais prazer (aquela espécie de formigamento), sem falar que as vezes tenho cefaléia orgástica. Enfim, até essas descrisção pode ser um gatilho, mas eu estava muito precisando falar isso.

Agora em dezembro eu pretendo começar a ler a bíblia, definindo um plano para isso, revisar matemática básica para a faculdade (se minha nota do ENEM for alta, quero entrar num curso de exatas e começar a me preparar para um concurso) e começar a fazer caminhada. Vou começar em dezembro, mas não em janeiro, pois não quero procastinar. Agora não tenho tempo pois o terceiro ano está sugando meu tempo com atividades, provas e eventos. Mas daqui a 3 semanas, quando ele acabar, ficarei em um ócio muito arriscado e eu NÃO quero começar uma nova década com os hábitos dessa que foi a pior da minha vida. Meu sonho é fazer uma faculdade, ajudar minha mãe de alguma forma, mas voltar a ser o protagonista da minha vida, conseguir um bom emprego e juntar dinheiro para montar minha própria empresa viajar bastante, falar novos idiomas, ser voluntário, casar e ter uma família. Sério, meu maior sonho é ser pai. Nunca falei isso para ninguém porque muitos vão rir, mas eu senti na pele o que é não ter um pai e por isso eu quero muito ser um pai quando tiver 30-35 anos, minha vida será incompleta para sempre se isso não acontecer...

Enfim, esperam que leiam meu relato e me ajudem, como começar, ficaria tão grato.
Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 622
Data de inscrição : 06/08/2019

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 30/11/2019, 10:49
Olá, futurohomem!

Seja muito bem-vindo ao fórum!

Prabéns por ter reconhecido o vício, ter percebido o quanto isso te prejudica, é um grande primeiro passo.

Lendo a sua história eu me identifiquei em alguns pontos, assim como você comecei nesses mesmos anos e a partir de um celular. Depois disso, toda essa situação se estendeu até esse ano, quando eu conheci o fórum e foi a melhor coisa que aconteceu em todo o ano. O vício me trouxe muita confusão sobre minha vida, principalmente a vida de estudos, faculdade e etc, me trazendo prejuízos que eu nem sequer percebia.

Bom, a boa notícia é que você notou tudo isso cedo. A partir de agora você está ciente do quanto isso te traz prejuízos e de que precisa melhorar, e provavelmente isso vai permitir com que a PMO não atrapalhe mais situações da sua vida daqui para frente.

Te desejo um bom reboot, e que você consiga atingir seus objetivos pessoais e profissionais longe desses vícios. Muito bonito a sua vontade de ser para alguém, aquilo que você não teve.

Espero que as coisas melhorem para você, o reboot não é um processo fácil, mas aqui você vai encontrar apoio e ajuda. Confira algumas recomendações do fórum para que você tenha um bom processo de melhora:

Certifique-se de ler as normas do fórum por meio das Regras de Participação e das Proibições.

Para saber mais sobre o método proposto confira dúvidas básicas sobre o reboot e vício em PMO, além disso baixe o Guia Introdutório, que servirá como suporte para entender o processo de reboot, dentre outras informações importantes.

Lembre-se de estar instalando bloqueadores de P nos seus dispositivos e colocando um contador de dias na sua assinatura aqui, para que te auxiliarem durante seu processo de reboot. Para instalar bloqueadores você pode seguir os tutorias dos Tópicos Recomendados, e se ficar com alguma dúvida dê uma olhadinha na   Seção de Ferramentas e Bloqueadores. Para instalar um contador confira Como Instalar um Contador de Dias.

Para mais informações ou falar com a moderação visite a Seção de Orientações Básicas, e para alguma dúvida sobre o método procure, ou pergunte, na Seção de Dúvidas.

Não se esqueça de nos manter atualizados sobre seu processo aqui no seu diário.

Até maais!

_______________________________________
RECORDE SEM M.O: 43 DIAS  king

AJUDE UMA PRINCESA, VISITE MEU DIÁRIO: geek
avatar
futurohomem
Mensagens : 5
Data de inscrição : 30/11/2019

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 30/11/2019, 19:27
.

_______________________________________
Powerranger
Powerranger
Mensagens : 1719
Data de inscrição : 17/02/2018

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 1/12/2019, 09:11
futurohomem escreveu:Vamos lá, iniciei no mundo da pornografia acredito que em 2012 ou 2013, quando tava no início da puberdade. Tive acesso a partir do celular de um cunhado. Desde esse tempo que eu não passo mais de seis dias sem masturbação ou pornografia. Minha vida sempre foi altamente estressante, para se ter uma ideia entre 2014 e 2017 pensava em suicídio ou fugir de casa todos os dias. Minha face era cheia de espinhas e manchas, eu me achava muito feio por isso; era o primeiro da sala em questão de notas e as pessoas me isolaram muito. Eu tinha fama de "nerd" e "fofoqueiro". Chegava em casa minha mãe discutia comigo por qualquer coisa, na verdade acredito que ela descontava as frustrações de ser uma mãe solteira de três filhos (sendo um com problemas mentais). Além disso, passávamos (e passamos) por severas dificuldades financeiras. Não preciso dizer o inferno que foi minha vida (e que de certa forma ainda é). Eu não tinha ninguém para conversar, desabafar, distrair. Nesse ínterim, a pornografia e a masturbação funcionavam como um falso "relaxamento". Nessas horas, eu me sentia o homem que eu não era, apenas por ejacular. Mas sempre depois, eu ficava com uma sensação desgraçada de culpa.

Comecei com pornografia heterossexual, mas com o tempo, fui migrando para a homossexual. Aqui começou uma confusão psicológica total. Para início de conversa, sempre vivi rodeado de mulheres e não tive uma influência paterna - pai, tio, avô, nada -, isso fez com que eu sentisse atração por homens mais velhos (40 anos para cima). Ao mesmo tempo que eu me sentia atraído sexualmente, eu sentia uma carência afetiva, paterna mesmo. Via pornografia desse gênero, homens mais velhos. Eu não acho que isso seja normal ou que eu seja homossexual, mas que essa mistura de carência, depressão e desejo de autoafirmação me jogaram de vez no mundo da masturbação. Acabou tendo o ápice quando comecei a sentir atração por um conhecido mais velho, acima de 45 anos, passei a stalkeá-lo. Isso ficou muito forte e essa é a terceira vez que excluo as redes sociais no intuito de esquecê-lo. Não é uma atração romântica, é um misto de sexo e carência paterna. Hoje o mundo diz que "Ah, você tem que se aceitar", mas eu não sei o que acontece comigo. Em questão de carinho, beijo na boca e coisas românticas, sempre me vi fazendo isso com mulheres; agora em questão de sexo, homens, mais velhos. Essa é a maior vergonha da minha vida. Não tenho como ir em psicólogo e acho que não ajudaria, pois a psicologia hoje segue uma cartilha, e muitos psicólogos nem consideram a pornografia em demasia como um vício.

Pois bem, agora em 2019, o ano em que faço 18 anos (daqui a uma semana), foi o ano que senti que as coisas saíram do controle, e que tenho que tomar uma decisão drástica. No fim do ano passado e início desse ano tentei um reboot fracassado (4 dias no máximo). Voltei a praticar masturbação e pornografia. No meio do ano, uma menina super legal estava gostando de mim. O problema era que nos conhecemos em um curso pré-vestibular e vi que ela não compartilhava dos mesmos objetivos de vida que eu (ela era totalmente perdida em relação ao futuro; já eu tenho meus planos), falei que não daria certo mas no fundo eu tinha vergonha de ficar com ela tendo em vista as coisas que eu fazia. Fiquei triste pois perdi uma amizade e a oportunidade de dar meu primeiro beijo - eu suava de nervoso e ela percebeu isso. Somado aos estresses para o ENEM, fim de ensino médio e vida pessoal (mais uma vez, dificuldades financeiras), passei a me masturbar e ver pornô cada vez mais. O problema foi que depois de julho - passei 6 dias sem praticar - parece que eu já tinha visto todos os vídeos interessantes possíveis. Os que já tinha visto não me excitavam mais. Vi que não era mais porque sentia prazer, mas pela necessidade de ver aquelas imagens. Passei então a tirar fotos de mim mesmo, e me masturbava olhando as fotos. No final do ano agora, fiz coisas que eu pensei que nunca faria: entrei em um grupo de nudes e compartilhei algumas fotos e vídeos; depois, entrei em um site de sexo virtual. Toda ereção matinal eu aproveito para fazer isso, acabo ficando sem energia para o dia a dia. Senti uma culpa que nunca tinha sentido na vida. Decidi que se eu deixasse isso passar, eu passaria a ter um hábito horrendo e perigoso.

Decidi vir ao fórum (já tinha visto como visitante), criar meu diário e pedir ajuda aos amigos, pois não quero essa vida para mim, esses hábitos, esse vício. É como eu tivesse perdido uma parte da minha sanidade. Da minha honra como um homem. Queria voltar a tê-las. Sou uma pessoa que tenta ser cada dia mais próximo de Deus e acho que as relações sexuais deveriam acontecer somente após o casamento; mas seria hipócrita caso continuasse a fazer isso. Queria guardar todas as minhas energias para esse momento especial, e não para derramar 3, 4 vezes por dia semên no ralo do banheiro. Meu esperma nem é mais branco, nessas sessões de masturbação eu não sinto mais prazer (aquela espécie de formigamento), sem falar que as vezes tenho cefaléia orgástica. Enfim, até essas descrisção pode ser um gatilho, mas eu estava muito precisando falar isso.

Agora em dezembro eu pretendo começar a ler a bíblia, definindo um plano para isso, revisar matemática básica para a faculdade (se minha nota do ENEM for alta, quero entrar num curso de exatas e começar a me preparar para um concurso) e começar a fazer caminhada. Vou começar em dezembro, mas não em janeiro, pois não quero procastinar. Agora não tenho tempo pois o terceiro ano está sugando meu tempo com atividades, provas e eventos. Mas daqui a 3 semanas, quando ele acabar, ficarei em um ócio muito arriscado e eu NÃO quero começar uma nova década com os hábitos dessa que foi a pior da minha vida. Meu sonho é fazer uma faculdade, ajudar minha mãe de alguma forma, mas voltar a ser o protagonista da minha vida, conseguir um bom emprego e juntar dinheiro para montar minha própria empresa viajar bastante, falar novos idiomas, ser voluntário, casar e ter uma família. Sério, meu maior sonho é ser pai. Nunca falei isso para ninguém porque muitos vão rir, mas eu senti na pele o que é não ter um pai e por isso eu quero muito ser um pai quando tiver 30-35 anos, minha vida será incompleta para sempre se isso não acontecer...

Enfim, esperam que leiam meu relato e me ajudem, como começar, ficaria tão grato.

Eae cara,seja bem vindo,meu nome é Powerranger.

Recomendo a leitura dos tópicos recomendados do forum para você ficar bem inteirado do método e sanar as principais dúvidas.

Orientações básicas: http://www.comoparar.com/t78-orientacoes-basicas
Glossário: http://www.comoparar.com/t79-glossario-terminologia-basica
Bloqueadores: http://www.comoparar.com/t76-como-usar-os-bloqueadores-para-enganar-o-cerebro
Falácias sobre os bloqueadores:http://www.comoparar.com/t295-as-12-maiores-falacias-que-contamos-a-nos-mesmos-sobre-a-nao-instalacao-de-bloqueadores
Recomendo a leitura para um entedimento inicial de como o vicio em pornografia funciona https://www.yourbrainonporn.com/pt/miscellaneous-resources/start-here-evolution-has-not-prepared-your-brain-for-todays-porn/ (tem tradução em portugues é só mudar lá embaixo no site)

Que história hein amigo,sua vida parece ter sido dificil pra caramba e esse maldito vicio só piorou as situações né.Foi na idade que meus pais se separaram que fiquei viciado,depois disso passei por coisas parecidas,falta de grana,sem emprego,relacionamentos conturbados e violentos,suicídios,foi nessa faixa de 12 a 15 anos que isso aconteceu,e minha forma de escape sempre foi a pornografia e masturbação.

Po tu tá saindo do ensino médio,boa sorte cara,essa etapa da vida é bem confusa e cheia de altos e baixos,eu sai do ensino médio há 1 ano,mas parece que foi já a uma eternidade kk,é complicado escolher uma profissão,faculdade,pressão e essas coisas,mas dê o seu melhor.

Também fiz o ENEM e consegui uma bolsa 100% graças a Deus,espero que você também consiga,notei que você tem muitos sonhos,e isso é ótimo,não perca-os,pois você conseguirá alcança-los.

Olha,a pornografia causa HOCD,que é causado por ver pornografia gay e acaba gerando muita confusão na cabeça dos viciados,mas em praticamente todos os viciados em pornografia ocorre essa escala de gênero,temos que ver coisas cada vez mais pesadas para conseguir excitação.

Isso ocorre devido á desensibilização,que é o processo que o cérebro diminui o número de receptores de dopamina(molécula do prazer) pois vendo pornografia os receptores liberam muita dopamina e por um longo período,sobrecarregando o circuito de recompensas,então o cérebro tenta buscar um equilíbrio diminuindo os receptores,diminuindo assim o prazer.
Por isso escalamos de mulheres nuas para incesto,pedofilia,zoofilia,câmeras escondidas e todo o resto da merda,para liberar cada vez mais dopamina é preciso choque,novidade,e esses novos gêneros causam isso.

Olhe esse gráfico,foram mostrados 19 vezes o mesmo video pornografia para homens,e na 20 vez mostraram um video diferente,perceba como a excitação sobe no gráfico.Então esse vicio proporciona a novidade em apenas um clique de distância,quantos videos vemos em uma sessão de PMO,nunca vemos somente um,vemos uns 30,abrindo abas e mais abas,por horas e horas,isso sobrecarrega totalmente o circuito de recompensas.

O diário de um futuro homem Arousal2edited


A forma que tenho vencido esse vicio é gerando uma noção de grave urgência em vencer o vicio,gerar essa noção de gravidade nos faz tomar as providências e ações necessárias para vencer,como instalar os bloqueadores,admitir a perda de controle,levar o vicio á sério,fazer as atividades de religação,evitar as situações de risco de recaída.

A primeira forma de gerar essa urgência seria entendendo a gravidade do vicio,como ele age no seu cérebro.O vicio em pornografia é real,a cada dia surgem cada vez mais e mais pesquisas científicas comprovando.È necessário saber toda a merda que a pornografia faz no seu cérebro para levar esse vicio á sério.Recomendo a leitura do site http://yourbrainonporn.com/ ,lá tem todas as pesquisas científicas explicadas e como funciona o vicio,tudo em portugues.

Uma segunda forma seria anotar tudo que o vicio em pornografia já te fez fazer,o que esse vicio já te fez ver,as consequencias que ele trouxe na sua vida.Anote isso e leia todo santo dia,essa será sua motivação diária para não voltar ao vicio.

Escreva também o porque tu está fazendo o reboot,porque tu quer ser livre?E leia todo dia também.

Escreva seus sonhos em um papél também,e leia todo santo dia,isso vai te motivar a ficar longe do vicio,pois sabemos que o vicio acaba com nossos sonhos,literalmente destroi eles.

Um grande abraço amigão,qualquer coisa que precisar estou aqui blz.Aguardo seus relatos de reboot
avatar
futurohomem
Mensagens : 5
Data de inscrição : 30/11/2019

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 1/12/2019, 21:39
Dia 1 - 1 de Dezembro

Boa noite amigos. Acostumem-se com a monotonia da minha rotina, infelizmente ela é assim. Nesse domingo eu me acordei excitado, por vontade de urinar, um dos meus maiores desafios é esse, pois eu aproveitava essas ereções matinais para PMO.

Ontem instalei o CleanBrowser, uma VPN que filtra conteúdos adultos, coloquei no modo infantil, espero que esse bloqueador mais intensivo me ajude. Afinal de contas é um vício sério que precisa ser combatido.

Não saí de casa, aliás domingo é o dia que menos gosto, pois não tenho para onde ir. É duro isso, não ter amigos de verdade para sair. Eu costumo ir à missa - mesmo não sendo mais tão católico -, mas esse domingo eu não fui. Eu vou e venho sozinho, vejo as pessoas se divertindo, acompanhadas de algum amigo, namorada, família e eu sozinho, com mais responsabilidades nas costas que um típico adolescente da minha idade. Percebo que as pessoas olham e devem se perguntar: "Quem é ele?", "De onde vem?", "Porque anda sozinho?". Sei lá, as pessoas acham que um "oi, tudo bem" resolve. Eu sinto falta de um amigo que nunca tive, aquele que goste de perder tempo falando comigo.

Passei a tarde escutando as músicas de um filme que gosto muito. Agora a noite também, esperando a hora de dormir e o dia de amanhã - um dos últimos do meu ensino médio. Tenho que agradecer a Deus por esse dia vencido e pedir que me permita mais dias de força e vitória.

Uma coisa que sempre sinto e é agravada pela PMO era dor de cabeça, eu durmo de rede por não ter cama e como sou grande, eu fico desconfortável na hora de dormir. Quase todos os dias me acordo com dores na cabeça, deve ser por isso. Próximo ano pretendo fazer um check-up, ver se dá para fazer na pública, também suspeito ter diabetes. Eu não me consulto agora também porque não tenho dinheiro para dieta especial...

_______________________________________
Felip00
Felip00
Mensagens : 68
Data de inscrição : 16/11/2019
Idade : 18

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 1/12/2019, 22:32
futurohomem escreveu:Dia 1 - 1 de Dezembro

Boa noite amigos. Acostumem-se com a monotonia da minha rotina, infelizmente ela é assim. Nesse domingo eu me acordei excitado, por vontade de urinar, um dos meus maiores desafios é esse, pois eu aproveitava essas ereções matinais para PMO.

Ontem instalei o CleanBrowser, uma VPN que filtra conteúdos adultos, coloquei no modo infantil, espero que esse bloqueador mais intensivo me ajude. Afinal de contas é um vício sério que precisa ser combatido.

Não saí de casa, aliás domingo é o dia que menos gosto, pois não tenho para onde ir. É duro isso, não ter amigos de verdade para sair. Eu costumo ir à missa - mesmo não sendo mais tão católico -, mas esse domingo eu não fui. Eu vou e venho sozinho, vejo as pessoas se divertindo, acompanhadas de algum amigo, namorada, família e eu sozinho, com mais responsabilidades nas costas que um típico adolescente da minha idade. Percebo que as pessoas olham e devem se perguntar: "Quem é ele?", "De onde vem?", "Porque anda sozinho?". Sei lá, as pessoas acham que um "oi, tudo bem" resolve. Eu sinto falta de um amigo que nunca tive, aquele que goste de perder tempo falando comigo.

Passei a tarde escutando as músicas de um filme que gosto muito. Agora a noite também, esperando a hora de dormir e o dia de amanhã - um dos últimos do meu ensino médio. Tenho que agradecer a Deus por esse dia vencido e pedir que me permita mais dias de força e vitória.

Uma coisa que sempre sinto e é agravada pela PMO era dor de cabeça, eu durmo de rede por não ter cama e como sou grande, eu fico desconfortável na hora de dormir. Quase todos os dias me acordo com dores na cabeça, deve ser por isso. Próximo ano pretendo fazer um check-up, ver se dá para fazer na pública, também suspeito ter diabetes. Eu não me consulto agora também porque não tenho dinheiro para dieta especial...


Opa mano, meus parabéns pelo seu primeiro dia de Reboot!

Tenho que concordar contigo, domingo é um dia onde é muito difícil das pessoas saírem de casa, principalmente adolescentes. Mas, vamos lá, são nesses momentos onde mais precisamos lutar contra a P.M.O.

Uma dica que eu posso te passar, é para você sempre tentar se manter em um ambiente com pessoas, isso vai evitar que você acabe tendo algumas recaídas.

Se você ficar trancado dentro de um quarto, a chance de recair vai ser muito grande... Sempre que surgir alguma vontade, pensa bem, e corre pela casa ou simplesmente sai lá fora dar uma volta e se distraia com alguma coisa.

Mas, vamos lá, é o primeiro dia de muitos outros contra a P.M.O!

Vou seguir te acompanhando, amigo!

Abração e Parabéns por todas as suas determinações!

_______________________________________
VOU VENCER A P.M.O VOCÊS VÃO VER EM!
META PRINCIPAL - 90 DIAS


VENHA VISITAR O MEU DIÁRIO Very Happy
Powerranger
Powerranger
Mensagens : 1719
Data de inscrição : 17/02/2018

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 2/12/2019, 15:49
futurohomem escreveu:Dia 1 - 1 de Dezembro

Boa noite amigos. Acostumem-se com a monotonia da minha rotina, infelizmente ela é assim. Nesse domingo eu me acordei excitado, por vontade de urinar, um dos meus maiores desafios é esse, pois eu aproveitava essas ereções matinais para PMO.

Ontem instalei o CleanBrowser, uma VPN que filtra conteúdos adultos, coloquei no modo infantil, espero que esse bloqueador mais intensivo me ajude. Afinal de contas é um vício sério que precisa ser combatido.

Não saí de casa, aliás domingo é o dia que menos gosto, pois não tenho para onde ir. É duro isso, não ter amigos de verdade para sair. Eu costumo ir à missa - mesmo não sendo mais tão católico -, mas esse domingo eu não fui. Eu vou e venho sozinho, vejo as pessoas se divertindo, acompanhadas de algum amigo, namorada, família e eu sozinho, com mais responsabilidades nas costas que um típico adolescente da minha idade. Percebo que as pessoas olham e devem se perguntar: "Quem é ele?", "De onde vem?", "Porque anda sozinho?". Sei lá, as pessoas acham que um "oi, tudo bem" resolve. Eu sinto falta de um amigo que nunca tive, aquele que goste de perder tempo falando comigo.

Passei a tarde escutando as músicas de um filme que gosto muito. Agora a noite também, esperando a hora de dormir e o dia de amanhã - um dos últimos do meu ensino médio. Tenho que agradecer a Deus por esse dia vencido e pedir que me permita mais dias de força e vitória.

Uma coisa que sempre sinto e é agravada pela PMO era dor de cabeça, eu durmo de rede por não ter cama e como sou grande, eu fico desconfortável na hora de dormir. Quase todos os dias me acordo com dores na cabeça, deve ser por isso. Próximo ano pretendo fazer um check-up, ver se dá para fazer na pública, também suspeito ter diabetes. Eu não me consulto agora também porque não tenho dinheiro para dieta especial...

Parábens pela atitude de instalar os bloqueadores e pelo primeiro dia,eu também sentia muita dor de cabeça,quase todo santo dia,mas possívelmente ele era causada pelas 3 e 4 horas com o olhar fixo no computador e aquela tensão sabe,mas agora quase nunca sinto.

Um grande abraço,aguardo mais relatos
Powerranger
Powerranger
Mensagens : 1719
Data de inscrição : 17/02/2018

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 2/12/2019, 15:49
futurohomem escreveu:Dia 1 - 1 de Dezembro

Boa noite amigos. Acostumem-se com a monotonia da minha rotina, infelizmente ela é assim. Nesse domingo eu me acordei excitado, por vontade de urinar, um dos meus maiores desafios é esse, pois eu aproveitava essas ereções matinais para PMO.

Ontem instalei o CleanBrowser, uma VPN que filtra conteúdos adultos, coloquei no modo infantil, espero que esse bloqueador mais intensivo me ajude. Afinal de contas é um vício sério que precisa ser combatido.

Não saí de casa, aliás domingo é o dia que menos gosto, pois não tenho para onde ir. É duro isso, não ter amigos de verdade para sair. Eu costumo ir à missa - mesmo não sendo mais tão católico -, mas esse domingo eu não fui. Eu vou e venho sozinho, vejo as pessoas se divertindo, acompanhadas de algum amigo, namorada, família e eu sozinho, com mais responsabilidades nas costas que um típico adolescente da minha idade. Percebo que as pessoas olham e devem se perguntar: "Quem é ele?", "De onde vem?", "Porque anda sozinho?". Sei lá, as pessoas acham que um "oi, tudo bem" resolve. Eu sinto falta de um amigo que nunca tive, aquele que goste de perder tempo falando comigo.

Passei a tarde escutando as músicas de um filme que gosto muito. Agora a noite também, esperando a hora de dormir e o dia de amanhã - um dos últimos do meu ensino médio. Tenho que agradecer a Deus por esse dia vencido e pedir que me permita mais dias de força e vitória.

Uma coisa que sempre sinto e é agravada pela PMO era dor de cabeça, eu durmo de rede por não ter cama e como sou grande, eu fico desconfortável na hora de dormir. Quase todos os dias me acordo com dores na cabeça, deve ser por isso. Próximo ano pretendo fazer um check-up, ver se dá para fazer na pública, também suspeito ter diabetes. Eu não me consulto agora também porque não tenho dinheiro para dieta especial...

Parábens pela atitude de instalar os bloqueadores e pelo primeiro dia,eu também sentia muita dor de cabeça,quase todo santo dia,mas possívelmente ele era causada pelas 3 e 4 horas com o olhar fixo no computador e aquela tensão sabe,mas agora quase nunca sinto.

Um grande abraço,aguardo mais relatos
avatar
futurohomem
Mensagens : 5
Data de inscrição : 30/11/2019

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 2/12/2019, 21:51
Dia 2 - 2 de Dezembro

Em relação à vontade de PMO hoje foi bem tranquilo, eu realmente não me senti bem e preferi focar em outras coisas (escutar música). Fiquei sozinho em casa e não fiz PMO pela primeira vez em muito tempo, estou contente disso. Algum site ou outro tem uma imagem potencialmente perigosa, mas nada que desencadeie algo.

Hoje fui à escola e sempre a mesma coisa. Percebi que eu falo com muitas meninas na escola, mas não consegui ter algo mais íntimo com nenhuma. Eu realmente não tenho cabeça para relacionamentos, além da PMO eu tenho uma depressão forte há alguns anos, eu tenho vergonha de mim e isso me prejudica bastante no social. Pois bem, eu nunca consegui fazer muitos amigos homens porque geralmente adolescente da minha faixa de idade se comporta como "moleque", e eu sempre gostei de conversas e assuntos mais maduros. São assuntos frívolos para mim, como filmes, HQ e futebol. As conversas que tenho com as meninas parecem ser mais interessantes, claro que não fico fofocando com elas, mas elas falam mais sobre a escola e as matérias em si, o futuro - faculdade -, e isso aumenta a minha fama de ... vocês sabem. Ninguém nunca falou disso para mim mas eu sinto que é. Além disso, essas meninas começam a namorar com 12, 13 anos e querem caras mais velhos. É impossível tentar algo com alguma. É justamente nessas horas que sinto falta de um pai que me aconselhasse nessas horas. Ainda bem que a toxicidade do Ensino Médio está acabando, pelo menos na Faculdade poderei bem longe daqui tentar agir diferente - vai ser provavelmente mais difícil, mas pelo menos não estarei mais morando com a família e ninguém saberá bem do meu passado.

Hoje me senti um lixo o dia inteiro, comer, dormir e escutar música foram as salvações. Tenho que agradecer por mais um dia. Minha meta é bater os 7 dias primeiro, seria meu recorde sem PMO desde quando comecei.

Ah, agradeço vocês que estão acompanhando, é muito importante saber que estou sendo escutado com alguém. Eu realmente quero sair desse mundo da PMO pois quero me sentir um homem de verdade, quero ter mais testosterona no meu corpo, acho que a própria PMO estragou minha depressão. Eu estava lendo que o que pode ter acontecido é eu me sentir inferior a outros homens, justamente por essa carência paterna e buscar nos corpos (imagens) algo que eu não tenho. É algo delicado e complexo, mas o vício em PMO simplesmente ajudou a desorganizar minha mente.

Antes do fim do ano eu quero começar a fazer caminhada, nunca fiz nenhum exercício físico pois não tenho afinidade com esportes. Quero ir começando aos poucos até chegar a 12km (ida + volta). Preciso emagrecer e ganhar condicionamento físico. É bem difícil para um jovem pobre e depressivo, mas eu vou tentar, melhor que nada.

Bem, hoje é isso.

_______________________________________
Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 622
Data de inscrição : 06/08/2019

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 3/12/2019, 01:17
Parabéénss pelos 2 dias, FuturoHomem!

É bom ficar atento com essas imagens perigosas, se for em redes sociais tente passar um pouquinho longe delas por um tempo que ajuda bastante.

A faculdade é realmente um ambiente diferente, também tinha essas dúvidas, mas é legal ir bem focado para ela. Quando eu entrei na minha eu estava no ápice do meu vício em PMO, e apesar de ter ido bem no tempo que fiquei lá, a minha saúde mental era péssima, precisamos ir com uma boa saúde para ela, pois é um ambiente pesado.

Você já pensou em procurar algum psicólogo? A depressão é uma doença que precisa ser tratada, caso contrário ela pode acabar piorando e as coisas vão ficando mais difíceis. Existem alguns meios de você conseguir essa ajuda, acredito que alguns colegas aqui podem te ajudar a encontrar esses locais que oferecem apoio.

A caminhada me ajudou bastante com o meu reboot, muito legal que está querendo começar. Os exercícios físicos nos  ajudam a liberar uma dopamina saudável para nosso cérebro, substituindo o vício e amenizando esse desejo que a gente tem dele. Logo, é muito importante a gente estar inserindo essas novas atividades e exercícios, que nos dão prazer, na nossa rotina.

Espero que continue focadíssimoo!
Sucessssooo!

_______________________________________
RECORDE SEM M.O: 43 DIAS  king

AJUDE UMA PRINCESA, VISITE MEU DIÁRIO: geek
Zyzz
Zyzz
Mensagens : 1874
Data de inscrição : 28/04/2017
Idade : 19

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 3/12/2019, 12:19
Fala FuturoHomem,

Nosso amigo Rene.gade já deu otimaa dicas.

Vamos que vamos. Um grande abraço.
avatar
futurohomem
Mensagens : 5
Data de inscrição : 30/11/2019

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 3/12/2019, 17:21
Infelizmente terei que resetar o meu contador de MO. Eu não vi P, mas acabei fazendo M essa tarde. O ócio e o estresse contribuem muito para uma recaída, já vi que será uma jornada cheia de altos e baixas.

Essa noite eu tive um sonho bem erótico, há tempos não tinha um. Um sonho infeliz, pois atrapalhou minha tentativa. Eu vi que fiquei bem excitado durante a madrugada mas me controlei. Todavia fiquei lembrando das imagens o dia inteiro, isso me deixou bem tentado infelizmente. Na escola foi só ócio e isso ajudou. Para acabar de completar, estava sentindo fortes dores que irradiam dos testículos para o abdômen. Da primeira vez que tentei o reboot isso aconteceu (2018/2019 - 4 dias), e foi o que me fez voltar à PMO.

Durante um banho à tarde fiz MO, ainda com as imagens do sonho da cabeça, mas é aquilo, não senti nada de prazer, a não ser a sensação já sem graça da ejaculação. Percebi que esse sonho é apenas um reflexo da pornografia, pois ele deixou de ser excitante após o ato. Mas continuo firme e forte sem ver P, os bloqueadores continuam instalados e atenção redrobrada aos gatilhos.

Não vou ficar me remoendo agora, está sendo difícil esse desafio com todas as circunstâncias da minha vida, vou mudar um pouco minha tática. O desafio de eliminar a P da minha vida continua, essa é bem tóxica, mas a MO eu primeiro vou reestabelecer uma meta de 7 dias sem ela (o meu recorde desde a puberdade é 6). No momento agora é difícil achar atividades que substituam, somado à vida estressante e depressiva, MO acaba sendo um refúgio tóxico, como uma droga, como um vício. Portanto, lanço uma meta de ficar até 10/12 sem MO, após isso aumento para 8 dias, e assim por diante. Vou tentar ao máximo evitar MO nesses intervalos, mas se não houver saída vai ser o jeito fazer. Mas P eu não quero mais assistir de forma alguma. O ruim de cair é que o corpo fica pedindo de novo, mas eu não vou colocar tudo a perder. Não estou dizendo aqui que vou passar a praticar só MO, porque estaria errado, seria um falso reboot assim. Mas ficar me torturando também é ruim, preciso ir aos poucos, até fevereiro no mínimo minha vida continuará monótona assim e vai ser bem difícil ficar sem MO, também sou solteiro, é mais complicado segurar as coisas assim.

Queria saber o que aconteceu em julho para eu ter conseguido 6 dias sem PMO, nem aqui no fórum eu estava, não aconteceu nada de especial na minha vida, enfim, não sei, mas quebrarei esse recorde pessoal. Meu aniversário é em um dos próximos 10 dias e quero entrar na maioridade limpo.

Obs: Percebi que alguns relatos aqui nos fóruns contém partes bem "calientes" e isso acaba sendo como um gatilho, ontem a noite li alguns e talvez isso tenha me induzido a ter tido o sonho erótico. Até com isso temos que ter cuidado.

_______________________________________
Zyzz
Zyzz
Mensagens : 1874
Data de inscrição : 28/04/2017
Idade : 19

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

em 4/12/2019, 12:35
Fala futuro,

Pra mim, a prmeira coisa que um rebooter deve fazer é exercicios fisicos, depois o cara pensa em outros habitos. E é o mais facil a se fazer, correr, jogar bola, qualquer coisa que te faça gastar bastante energia, assim vc nao vai sentir vontade de praticar MO. Ao praticar MO, tem o lance do efeito caçafor que pode te levar a P, aii tu quer toda semana sentir esse efeito caçador?. Sai muito mais em conta vc entrar em harmode, ficar sem PMO, do que pratcar MO a cada 7 dias e sofrer por efeito caçador por a cada 7 dias, sem falar que o efeito caçador pode durar ai ins 2, 3 dias, depende de cada pessoa. Me desculpa, mas eu vejo isso como uma desculpa camufluda pra continuar com a masturbação.

Se sua vida é estressante e depressiva, vc tem pontencial pra constuiir uma nova vida mais saudavel, basta querer.

Nao leve minha resposta como um sermão, quero apenas te dar dicas e te fazer enxergar algumas coisas de outra forma, vc quer passar seu aniversario limpo, nao tem hora melhor que essa pra mudar sua vida por completo.

Vamos que vamos.
Um grande abraço.

Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 622
Data de inscrição : 06/08/2019

O diário de um futuro homem Empty Re: O diário de um futuro homem

Ontem à(s) 15:25
Olá FuturoHomem!

As M.O's fantasiosas são quase como ver P, logo você fez bem em estar resetando. Assim como o amigo Zyzz afirmou, apenas resistir não fará seu reboot fluir, pois é necessário que você se ocupe e gaste suas energias, libere essa tensão, caso contrário os impulsos vão vir fortes e você vai acabar cedendo mesmo. Busque exercícios físicos ou alguma atividade que te proporcione prazer, leitura, etc. Dessa forma você oferece uma dopamina saudável para seu cérebro, um prazer limpo, e ele vai para de pedir tanto por M.O's ou P.

Bom, vou te falar minha experiência com M.O's, pois talvez te ajude. No meu reboot estou há 109 dias sem M.O's fantasiosas, no entanto acabo cedendo para as M.O's limpas, que são apenas com suas sensações, sem nenhum pensamento ou fantasias. Porém, isso também me traz um problema, pois não consigo controlá-las tão bem  e se eu deixar elas podem ir me consumindo e por fim prejudicar meu reboot de P, com o efeito caçador e etc. É necessário que você analise sua vida, tente seguir as atividades de religação certinho e se em um último caso você estiver cedendo para uma M.O, tente não fantasiar e assim preservar seu reboot de P. As M.O's limpas são um problema para alguns, como eu, quando saem de controle. Entretanto, para outros elas não causam transtornos e geralmente servem apenas para alívio em últimos casos.

Além disso, também pela minha experiência, eu penso ser legal não ficar focando tanto no futuro, tenha sim suas metas e objetivos, mas foque no presente e naquilo que consegue fazer agora. A ideia de que tal dia eu posso fazer uma M.O, apenas me sabotou, pois meu cérebro usava isso como desculpa, e eu sempre pensava que tal dia eu estaria "livre", mas livre do quê? Do reboot? O reboot é para nossa melhora e seus métodos servem para a vida toda. Então no meu caso não funciona colocar um dia para praticar M.O's limpas, pois vou exagerar nesse dia, me sabotar e depois não conseguir voltar para o reboot. Apenas vou vivendo o presente, o dia de hoje, e não penso quando farei uma M.O limpa novamente, minha meta é nunca mais, mas se acontecer, apenas bola para frente e continuar lutando. Esse foi o aprendizado que tive com minhas última quedas em M.O's limpas, que no meu caso são um problema.

Foque nas atividades de religação  e não pense quando vai cair, apenas faça seu melhor no dia de hoje, deixe as metas apenas como motivação, quando alcançá-las se parabenize, mas continue no reboot.

Espero que consiga seguir firme!
Sucesssooo!

_______________________________________
RECORDE SEM M.O: 43 DIAS  king

AJUDE UMA PRINCESA, VISITE MEU DIÁRIO: geek
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum