Ir em baixo
---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 14/1/2020, 20:42
ATENÇÃO: esse post será muito longo e, provavelmente, confuso. Pretendo postar em outros lugares, então eu consideraria este post como multi temático. Dividirei o texto em partes para facilitar a leitura. Peço desculpas pelo excesso de detalhes, acredito que tudo exposto aqui possui alguma relevância.  Imploro para que leiam tudo. Os spoilers marcados podem ser gatilhos para alguns

INTRODUÇÃO I: ANSIEDADE E OS PRIMEIROS PENSAMENTOS
Olá. Sou um homem de 18 anos, atualmente na faculdade. Minha vida, desde 18 de Agosto até o momento, tem sido um completo inferno. No início de 2019, comecei a ter crises de ansiedade toda vez que ia ao cinema ou saia com amigos. Essas crises me impossibilitavam de comer, além de causar náusea e tontura constantes. Quando comecei a faculdade, em Março, a ansiedade passou a ser aleatória. Em alguns dias, ela acontecia antes e durante as aulas. Em outros, apenas antes.
Porém, eu não sabia que a ansiedade era, até então, o menor dos meus problemas. Ao iniciar a matrícula para o segundo semestre no final de Julho, comecei a ter pensamentos depressivos. Estes pensamentos incentivavam a minha morte, debochavam de mim. Como alguém radicalmente contrário ao suicídio, aquela situação me incomodou, mas não o suficiente para causar grandes estragos. Em uma semana, não existiam mais pensamentos.
Na primeira semana de Agosto, fui a um urologista. Estava preocupado com o ângulo de curvatura do meu penis, e em como isso impactaria no sexo - sou virgem, e nunca tive uma namorada -. Pode parecer uma informação irrelevante, mas não é.

INTRODUÇÃO II: O PORNÔ
Quando eu completei 13 anos, descobri o conceito de sexo. Antes daquilo, não sabia nada a respeito do funcionamento do ato sexual. A partir disso, descobri a masturbação, o erotismo e, obviamente, a pornografia. Eu me masturbava e assistia pornô quando e por quanto tempo quisesse, sem nenhuma preocupação. Porém, conforme os anos passaram, transformei essas duas atividades em válvulas de escape para qualquer tipo de estresse. Me masturbava, no mínimo, uma vez ao dia. Quanto ao pornô, assistia 1 ou 2 horas. Entre dezembro de 2018 e o início de 2019, ampliei  a pornografia para, aproximadamente, 4 horas.  2 horas no final da tarde e 1 ou 2 horas antes de dormir.
Spoiler:
Quanto as categorias de pornô, comecei com vídeos leves, até parar no hentai e nos vídeos hardcore - anal, gangbang, DP -. Jamais assisti pornografia gay.
Desde os 13 anos, costumo ingerir meu próprio sêmen após a masturbação. Iniciei esse hábito por conta de um misto de curiosidade e preguiça de limpar. Não vejo isso em uma perspectiva homossexual. Na verdade, ingerir o sêmen, para mim, se tornou uma forma de celebrar o meu prazer e, consequentemente, o meu corpo.

PARTE I: O COMEÇO DA RUÍNA DE UMA MENTE
De volta a Agosto de 2019. Após o urologista, comecei a me preocupar com o meu provável vício em pornografia. Tinha medo que os vídeos me impedissem de ter prazer com uma mulher na vida real, ou que causassem Disfunção Erétil/Ejaculação Precoce. Decidi limitar o pornô e masturbação para duas vezes por semana, com um máximo de uma hora em cada uma dessas "sessões". Eu consegui respeitar essa regra auto imposta. Porém, no dia 18 de Agosto, tudo mudou. A noite, duas horas após ver pornô, estava assistindo ao filme Alien: Covenant e, ao ver Michael Fassbender, me lembrei imediatamente do filme "Shame". Naquele momento, pensamentos bizarros invadiram a minha mente.
Spoiler:
Elogios de conotação sexual, comentários sobre a aparência e o penis do ator, imagens de mim mesmo transando com ele.
Obviamente, eu fiquei aterrorizado. Nunca, em toda a minha vida, tinha pensado tais coisas. Mesmo surpreso, associei tais pensamentos aos incentivos suicidas do início de julho e pensei " foda-se.  Isso vai acabar".
Eu estava errado. Na manhã seguinte, aquela merda continuou. Todo homem que eu via despertava estes mesmos pensamentos, até mesmo meu pai. Existia uma distorção nos meus sentimentos, pensamentos e percepções. De certo modo, eu via todo homem como bonito, pelo simples fato de ser homem. Em apenas dois dias naquele protótipo de pesadelo, pensei algo arriscado: " bom, eu gosto de mulheres, mas estes pensamentos querem impor uma atração aos homens. Se eu unir as duas coisas, posso neutralizar essa merda".
Spoiler:
Então, passei a fantasiar eu mesmo tendo relações com seres hermafroditas - algo como futanari -. Já tinha fantasiado tais coisas antes, mas apenas uma vez, em 2016. Além disso, tal fantasia podia ser controlada. Assisti alguns vídeos de pegging, li hentais sobre dickgirl on male e, mesmo achando bizarro, senti prazer.
Isso não foi suficiente para acabar com os pensamentos gays. Então, todo dia se resumia a um debate mental infinito. No dia 29 de Agosto, em uma dessas inúmeras discussões internas, eu pensei: "Em todas as minhas fantasias sexuais, sempre me projetei no homem". Naquele momento, surgiu um maldito pensamento: "Não, você se projetava na mulher. Você quer ser uma mulher. Você deveria cortar o seu pênis".  Então, a partir daquele dia, além do "filtro mental gay", existia um "filtro mental trans". Ao me olhar no espelho, surgia a imagem de uma mulher, ao olhar para meu penis, a imagem de uma vagina. Quando me deparava com pronomes,pensamentos trocavam o seu gênero automaticamente. Ao ver um casal de namorados, não sabia dizer se eu achava a garota bonita ou tinha inveja dela.
Em Setembro, cansado daqueles pensamentos, voltei ao meu psicólogo. Me consulto com ele desde 2015, mas ele me conhece desde os 9 ou 10 anos. Ele disse que eu era um homem heterossexual, mas isso não foi suficiente para me tranquilizar. Entre Setembro e Outubro, surgiram outros pensamentos bizarros. Após ler sobre a síndrome de Capgras, comecei a sentir medo da possibilidade daquilo ser real. Temi que o mundo fosse uma simulação - como Matrix -. Tinha medo de ser traído pela minha futura namorada, ou de ser um cuckold. Eu não acreditava 100% nos pensamentos, apenas temia a possibilidade.

PARTE II: CRISE DE IDENTIDADE E A INTERNET FODENDO A MINHA CABEÇA
Como disse antes, meu psicólogo não era capaz de me ajudar totalmente. Então, decidi, de maneira estúpida, recorrer a internet. Vi dezenas de textos e postagens sobre HOCD e TOCD. No início, aquilo me ajudou, mas, com o tempo, meu estado mental piorou.
Spoiler:
Li depoimentos de trans dizendo que "achavam que eram cis até os 18", ou sobre "late onset gender dysphoria". Ao ler aquilo, minha cabeça explodiu. Como provar que eu, na verdade, não estava sentindo disforia?
A partir daí, perdi a esperança. Me sentia em negação, mesmo nunca tendo me idealizado como mulher em 18 anos de vida. Aquela sensação de certeza, como em 2+2 = 4, era inalcançável para mim. Li essas merdas até Novembro, quando diminui a frequência. Em Outubro, assisti o filme Joker. Sinceramente, Arthur Fleck salvou a minha vida. Ver um sujeito no fundo do poço se tornar feliz me deu um pouco de esperança. Curiosamente, não senti ansiedade alguma durante o filme. Na verdade, não sentia ansiedade desde Setembro. Provavelmente porque estava debatendo como um louco 24h.
Não é preciso dizer que os meus dias de felicidade foram poucos. Em 5 meses deste inferno, consigo contar apenas 1 mês de alegria. Este mês é composto por várias semanas espalhadas. Duas em Outubro, uma em Novembro, outra em Dezembro. Mesmo nestas pausas, os sintomas não cediam totalmente.

PARTE III: MEDICAÇÕES E O FUNDO DO POÇO
Desde Outubro, realizei exames de sangue, além de ir a um psiquiatra. Os exames apontaram falta de vitamina D, provavelmente por causa do meu comportamento sedentário. Em 15 de Novembro, comecei a tomar remédios.
Spoiler:
Paroxetina. Os efeitos colaterais foram complicados no início. Comecei com uma dose pequena, de 12,5 miligramas. Quando digo "complicados", falo sério.
Me senti um zumbi, não queria sair da cama, faltei a faculdade a semana inteira. Esse estado durou cerca de uma a duas semanas. No fim, a medicação não fez merda nenhuma contra os pensamentos. Só me deixou mais calmo e, em certa medida, funcional.  Na verdade, mesmo chorando quase todo dia, e querendo desistir da faculdade, fui capaz de tirar notas altas em todas as disciplinas deste semestre. Grande Ironia, não?
Na minha opinião, a pior parte disso tudo é esperar. Em Agosto, eu era apenas um cara infeliz com pensamentos gays, hoje eu não faço idéia do que sou. Converso 40 minutos com meu psicólogo toda semana, sem contar as discussões com meus pais. Nos primeiros meses, eles entendiam. Hoje, parecem estar cansados de mim. Quanto ao meu psicólogo, sinto as boas intenções dele, mas não vejo progresso. Ao mesmo tempo, não quero trocar de profissional, pois valorizo o histórico do meu psicólogo atual.

CONCLUSÃO: QUEM EU SOU (?)
No passado. Eu era um sujeito confiante. Pretendia morar sozinho após terminar a faculdade. Sonhava em ter uma namorada. Com sorte, me casaria com ela e teríamos uma filha. Prefiro uma menina, pois queria desempenhar o papel de protetor. Hoje, minha identidade está em pedaços. Quando me olho no espelho, vejo outra pessoa. Meu nome soa estranho, assim como os pronomes. Algumas vezes, sinto como se fosse apenas um piloto do corpo de outra pessoa, mesmo sabendo que é o meu corpo. Nunca tive problemas com meu penis ou com meus pelos - até deixei crescer uma grande barba em 2016 -. Agora, tenho medo toda vez que olho para eles. Não me sinto autêntico em nada que faço.
Sinceramente, jamais liguei para gênero. Eu não era um menino ou menina. Eu era EU. Um indivíduo do sexo masculino. Na verdade, eu possuía alguns traços "femininos", mas via tal juízo como um estereótipo. Eu cruzo as minhas pernas, sou bastante emotivo e sinestésico com relação a questões amorosas/sexuais. Visto roupas longas, que mostram pouco o meu corpo. Nesse aspecto, me identifiquei muito, novamente, com Arthur Fleck. Gosto de dançar sozinho e, muitas vezes, tenho devaneios relativos a minha futura namorada. Ao mesmo tempo, quando falo de coisas além do amor, me sinto um homem. Em discussões, vejo tudo por uma ótica estritamente racional, me considero competitivo e frio em certos aspectos.
O único momento do dia em que tenho paz é quando durmo. Ao acordar, me sinto bem por alguns segundos, até todo o inferno começar novamente.
Spoiler:
Curiosamente, tive sonhos nos quais, como um homem, transava com uma mulher. Nos meus sonhos, os pensamentos não tinham poder nenhum.
Tomar banho tem sido uma experiência aterrorizante, pois eu não consigo saber se gosto ou não do meu corpo. Durante o dia, sinto meu penis o tempo inteiro e tenho ansiedade. O único momento em que me sinto bem com o meu penis é quando me masturbo e, mesmo assim, existe insegurança.
Se eu não tivesse amigos, jogos no computador, ou apoio médico/familiar, provavelmente já estaria morto. Não existe, infelizmente, um dia em que eu não pense em suicídio. Já tentei parar com a pornografia, mas nunca consigo totalmente. Já deixei de assistir vídeos por 1 mês, mas, ainda assim, vi imagens eróticas ou me masturbei.
Spoiler:
Acredito que desenvolvi uma atração pelo pênis, não necessariamente pelos homens em si. Quando vejo um vídeo, sinto uma sensação na garganta. Nunca me senti assim antes. Tenho medo de, ao realizar sexo oral numa mulher, desejar um penis.
Temo perder minha atração sexual por garotas.
Mesmo nunca tendo desejado a transição, me sinto um mentiroso toda vez que penso a respeito. Não tenho segurança nas minhas memórias e pensamentos. Meus sonhos, em certos momentos, parecem distantes. Meu único desejo é ter paz, voltar a me sentir um homem heterossexual, voltar a ter certeza de que eu amo meu próprio corpo, voltar a ter certeza de que eu amo e desejo mulheres, sem jamais invejar sua aparência. Imagino eu abraçando minha namorada e ouvindo ela dizer que me ama, imagino nós transando por amor, e não apenas por prazer sexual. Imagino eu levando minha filha para a escola, vendo ela se formar, ensinando defesa pessoal, assombrando os sonhos do namorado dela. Eu sou um ser infeliz que perdeu sua identidade, quer ela de volta, e precisa de ajuda.

OBS: já instalei bloqueadores, além de ler o ebook introdutório e estabelecer um contador de dias em um caderninho.

RESUMO DO PRIMEIRO REBOOT: 14/1/20 ATÉ 14/04/20

FASE I: adaptação, desesperança, último refúgio: quando comecei o reboot, eu realmente estava sem esperança nenhuma. O diário foi o meu grito de socorro e, não a toa, eu postei em vários lugares. Os primeiros 10 dias se resumiram em conter os impulsos, aguentar a abstinência, tentar praticar atividades físicas e, óbviamente, suportar os pensamentos intrusivos.

FASE II: início da evolução, melhora, vamos em frente!

Spoiler:

META ALCANÇADA! UM MÊS SEM PMO:  cheerskingcheers

Com 1/3 do reboot realizado, já posso, sem dúvidas, perceber mudanças.
DIAS 11-13:acredito que melhorei um pouco, consigo negar os pensamentos relativos a transsexualidade mais facilmente e pareço estar, pouco a pouco, voltando a ter certeza que gosto do meu corpo. Quanto ao HOCD, a falsa sensação de achar os homens bonitos continua, mas acredito ter superado este "medo de ser gay". Na pior das hipóteses, possuo taras fálicas (especialmente em um contexto de fantasias hermafroditas), que espero conseguir controlar no futuro.

DIAS 17-21: Completadas 3 semanas sem PMO, me sinto melhor. As ereções matinais retornaram e a excitação por mulheres aumentou. Com o TOCD enfraquecido, apenas o HOCD me incomoda ocasionalmente, mas nada que estrague o meu dia. Agora, sou capaz de sair da cama e tomar banho com uma relativa paz. Resolvi retomar o hábito da leitura, e, atualmente, miro nos clássicos. Huxley, Stephen King, etc.

Como é possível notar, meus sintomas já apresentaram melhora a partir do dia 11. Claro que outros fatores - como a medicação e a terapia - também ajudaram, mas, com certeza, o reboot teve o seu papel. Sigo em frente, rumo aos 60 dias! Wink
FASE III: flutuações: como o nome indica, os sintomas oscilaram entre positivos - menores - e negativos -maiores-. Felizmente, os positivos prevaleceram.

Spoiler:

DIAS 31-35: começando a segunda fase do reboot, não me considero 100℅ curado, mas percebo, com certeza, uma melhora em relação ao dia 15/1. Naquele período, eu estava em completo desespero, sem esperança nenhuma.  Em apenas duas semanas, já consegui iniciar uma estabilização do humor e da intensidade dos pensamentos intrusivos. Além disso, se minha situação continuar assim por mais alguns dias, terei batido meu recorde com relação ao período sem recaídas.  Conforme disse no texto, experimentei períodos de melhora ( estabilidade dos sintomas) em 3 situações:

1- Período de férias em outubro: aproximadamente 2 semanas
2- Início do tratamento medicamentoso: apenas uma semana
3. Finalização das aulas: uma semana e meia

Desde o dia 25/1, porém, iniciei a melhor fase até o momento. Como disse antes, consigo negar os pensamentos mais facilmente, controlar o medo e a tristeza. Minha atração pelo sexo oposto não é perfeita, mas retornou mais forte, assim como as ereções. As dúvidas em relação a identidade continuam, mas, agora, consigo me sentir "masculino" por um maior número de tempo. Sou capaz de sentir afeição pelo meu corpo e órgão genital, e o banho não é mais tão aterrorizante quanto antes.

DIAS 36-42: meus pensamentos flutuaram, mas nada a ponto de me deixar desesperado. Nada muito diferente dos dias 31-35. Espero que essa fase "estável" dure bastante tempo, ou mesmo parta para outra fase ainda melhor.

DIAS 43-48: sintomas seguem flutuando. Consigo controlar os "urges" com facilidade. Não acredito que esteja na flatline, pois minhas ereções - matinais e conscientes - continuam normais, bem como o desejo sexual. Claro que houve uma baixa da libido por conta do tratamento medicamentoso, mas ela não baixou mais que isso. Ainda que meus sintomas flutuem, estou bem melhor do que estava no início de Janeiro. Por compromissos pessoais, não comentei mais em diários alheios, mas sempre passo para dar uma olhada nos  meus tópicos supervisionados. Tenho esperança de que ocorra uma redução ainda maior dos sintomas.

DIAS 49-55: estou numa flutuação positiva dos sintomas. Nos últimos dias, só o HOCD tem aparecido, mas os pensamentos não chegam a me incomodar. Ereções e desejo sexual estão OK. Ainda existe um desejo por PMO, mas estou controlando o mesmo escrevendo, lendo ou estudando. Acredito que a P tenha distorcido meus padrões de beleza, porque agora, com quase 2/3 do reboot completados, consigo ver as mulheres com outros olhos.

META ALCANÇADA! DOIS MESES SEM PMO!   cheers king cheers

2/3 do Reboot completados. Sem dúvida alguma, melhorei bastante em relação aos sintomas. Na verdade, o detalhe mais importante para mim é o intervalo entre as quedas. Antes, eram meses mal. Agora, costumam ser apenas dias, isso quando realmente ocorrem.  O ponto negativo é o fato de eu ainda, ocasionalmente visualizar imagens eróticas. Isso se deve ao fato de eu não ter uma namorada, certamente. Mas, em momento algum, considerei ceder aos impulsos para a PMO. Nestes próximos 30d, buscarei reduzir ou extirpar o consumo dessas imagens. Conclusão: o reboot, sim, produz resultados.

FASE IV: corona+reboot+erotismo = tropeço:em resumo, o erotismo serviu de buraco para prejudicar o reboot, ainda que não totalmente. É o motivo pelo qual eu comecei esse segundo reboot. Isso aconteceu principalmente por conta da quarentena, como muitos devem imaginar.

Spoiler:

DIAS 61-64: como boa parte do país, estou isolado dentro de casa. No dia 62, quase recaí devido a essa monotonia. Naquela circunstância, não era pornografia propriamente dita, mas um vídeo erótico. No mais, os sintomas seguem flutuando positivamente. Tomei precauções para que uma situação dessas não acontece de novo.

DIAS 65-69: sintomas seguem em curva positiva. Tudo certo quanto a PMO, e o desejo sexual/ereções estão OK. Há boatos de que a quarentena durará até abril ou mais, espero que não dure muito, pois gostaria de voltar a aula. É irônico, eu imaginei que a volta as aulas fosse agravar os meus problemas, mas foi justamente o contrário que ocorreu

DIAS 70-75: nada de novo a relatar. Sigo longe da PMO, com ereções e desejo sexual normais. Também estou lendo como maneira de conter os impulsos e combater os pensamentos - que reduziram bastante em número e poder danoso -. Além disso, parece que a quarentena vai passar de abril e ficarei mais tempo isolado.

DIAS 76-81: reboot corre normalmente, sintomas seguem em curva positiva. Tive que interromper a terapia por conta da quarentena mas, por sorte, estou bem. Mais ou menos 1 semana e alcançarei 3 meses sem consumir pornografia

DIAS 82-85: a quarentena tá tornando extremamente complicado não recair. Pratiquei MO durante estes 3 dias, mas sigo firme sem a pornografia e, logo, não vejo porque resetar o contador. Isso, claro, não diminui o sinal de alerta! Estou cortando a MO a partir de hoje, antes que ocorra o Efeito Caçador.


Última edição por ---TheLostOne--- em 20/4/2020, 14:13, editado 2 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 14/1/2020, 21:17
Como eu mesma aprendi, disforia de gênero é um distúrbio, quem é transexual apenas é, não tem dúvidas sobre, apenas quer ser tratado como pessoa do outro gênero, sempre sabem disso desde criança, não se sentem no corpo certo. Você aparentemente tem medo de ser, sofre com essa possibilidade. Quem é não sofre, apenas agarra isso na primeira oportunidade, na primeira vez que vê o termo se identifica. Você está sofrendo com obsessões com a ideia de ser trans, isso é diferente de ser.
Quem é apenas é, não teme, não sofre. Você disse que quer voltar a ser quem é, quer ser pai, você sonha em voltar a ser o homem que é, um trans não pensa assim.
Já fiquei paranóica por não me encaixar em estereótipos, mas eu sonho em ser mãe, sonho em casar com meu namorado. Eu não temo muito mais isso.
Sei que já deve ter revirado a internet em busca de respostas, em busca de uma comprovação de que você não é.
Tente colocar na cabeça que isso é um transtorno, que isso é TOC. Ele dá tanto medo que parece real, acredite, lutar contra é pior. Sei que já deve ter ouvido isso, mas isso é o que funciona. Você nasceu sendo você, um homem, sempre soube disso, mas em um momento de fraqueza uma bomba estourou e você perdeu sua identidade dentro desse inferno mental, dentro de tantos pensamentos angustiantes.
Você está infeliz porque esses pensamentos não consistem em quem você é.
---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 14/1/2020, 21:34
Anônima 2003 escreveu:Como eu mesma aprendi, disforia de gênero é um distúrbio, quem é transexual apenas é, não tem dúvidas sobre, apenas quer ser tratado como pessoa do outro gênero, sempre sabem disso desde criança, não se sentem no corpo certo. Você aparentemente tem medo de ser, sofre com essa possibilidade. Quem é não sofre, apenas agarra isso na primeira oportunidade, na primeira vez que vê o termo se identifica. Você está sofrendo com obsessões com a ideia de ser trans, isso é diferente de ser.
Quem é apenas é, não teme, não sofre. Você disse que quer voltar a ser quem é, quer ser pai, você sonha em voltar a ser o homem que é, um trans não pensa assim.
Já fiquei paranóica por não me encaixar em estereótipos, mas eu sonho em ser mãe, sonho em casar com meu namorado. Eu não temo muito mais isso.
Sei que já deve ter revirado a internet em busca de respostas, em busca de uma comprovação de que você não é.
Tente colocar na cabeça que isso é um transtorno, que isso é TOC. Ele dá tanto medo que parece real, acredite, lutar contra é pior. Sei que já deve ter ouvido isso, mas isso é o que funciona. Você nasceu sendo você, um homem, sempre soube disso, mas em um momento de fraqueza uma bomba estourou e você perdeu sua identidade dentro desse inferno mental, dentro de tantos pensamentos angustiantes.
Você está infeliz porque esses pensamentos não consistem em quem você é.

Muito obrigado pelo apoio, Anônima 2003!  Ver pessoas sofrendo o mesmo que eu me dá esperança de, um dia, voltar ao normal.  O que mais me entristece nessa situação é o quão influenciável eu me tornei. Pareço um moleque, escravo dos seus medos. Fui salvo por um fórum de detrans - pessoas que achavam que eram trans por conta de outros problemas e, obviamente, se arrependeram e voltaram atrás -. Lá, eu percebi que devo me ater ao que sempre fui, sem me deixar levar pelas emoções e impulsos gerados pelo TOC - ou o que quer que seja -. Meu maior problema é a postura binária que a minha mente assumiu. É difícil saber quais pensamentos são seus e quais não são. Inclusive, grande parte dos sofredores de TOC com temática trans apresentava uma certa inconformidade de gênero antes de desenvolver o transtorno - como você mesmo disse, "não se encaixar em esteriótipos".  -. Eu já vi pessoas trans e homossexuais "afeminados". Nunca me identifiquei com eles na questão comportalmental - no caso dos homossexuais, afinar a voz forçosamente, por exemplo -, mas, como disse no diário, a minha parte afeminada - da qual sempre me orgulhei, e nunca considerei como algo que interferisse na minha masculinidade como um todo - já gera uma paranoia e medo imensos. pale
avatar
Convidado
Convidado

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 14/1/2020, 21:47
O que eu te digo por experiência própria é você parar de pesquisar sobre, barrar as compulsões. Sei como é horrível, a vontade de suicídio é imensa, mas mesmo assim continuamos. O que me motiva é o fato de eu querer ser mãe. Eu li seu diário e foi um gatilho pro meu medo voltar, mas não estou cedendo as compulsões.
Sei como é isso. Eu sempre fui eu, nunca me questionei o fato de qual gênero pertencia pois sempre tive certeza, nunca foi algo que me incomodou. É a mesma coisa de questionarmos o branco do olho, sabemos a cor dele e não ficamos obcecados em ver se ele é preto ou azul, não nos incomodamos com ele pois temos certeza disso.
---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 15/1/2020, 21:05
PRIMEIRO DIA: nada demais. A medicação reduz a libido, então acredito que isso irá facilitar a realização do No Fap. Ontem, postei meu relato em outras comunidades estrangeiras. Nunca imaginei, na minha vida inteira, precisar fazer algo do tipo. Mas situações extremas requerem medidas igualmente extremas..

_______________________________________
CONFIRA MEU DIÁRIO EM:


http://www.comoparar.com/t10026-diario-do-thelostone-crise-de-identidade-vicio-em-pornografia-e-ocd


avatar
Gustavo1234
Mensagens : 314
Data de inscrição : 25/11/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 16/1/2020, 13:39
Fala mano.
Vim aqui como vc pediu e sinto q podemos nos ajudar mt, sei como e se sentir desnorteado, mts vezes era como se tivesse perdido a minha identidade. Nao sei se vc chehou a lerto todo o meu diario, mas se vc for la vc vai ver que, o principal problema é um amigo gay meu q deu em cima de mim, após isso, a minha visao de mundo se distorceu pra algo totalmente irreal eu diria, não consigo mais ver um futuro com uma mulher e uma filha(tbm tenho desejo de ter uma filha acho mt mais daora, n sei pq), sempre q penso em algo assim, minha cabeça destroi todas as minhas visões e constrói algo q me corroi por dentro, me dizendo q sou gay e gosto do meu amigo, me dando grandes ansiedades.

Vou falar, gosto mt de alguns filmes de romance, e musicas tbm, sempre assisti/ouvi pensando q era eu e a garota q eu era apaixonado, mas isso n posso fazer mais tbm, pq sou destruído por desilusões como: "vc é gay", "vc é apaixonado no seu amigo, esta apenas se negando", "o fato de ele aparecer na sua cabeça ao ver/ouvir claramente prova q vc é gay e gosta dele", "vc n gosta de mulher e nunca gostou, se abra de uma vez". Tudo isso vem a minha mente ao acessar esse tipo de conteúdo, por isso parei, por medo, eu tinha medo da ansiedade, dos desconfortos no peito, da minha respiração acelerada e ofegante serem sinais de q eu realmente gostava dele e era gay, então entrei em um ciclo de dor e sofrimento, n conseguia, eu chorava quase todo dia, pq eu n estava mais aguentando, eu tive sorte de poder conversar com minha mae sobre isso, ela é bem aberta cmg e isso e mt bom, mas msm tudo q ela me dizia n fazia sentido pra mim, ou no caso, eu n enxergava sentido, msm ela estando sempre certa sobre, ent meu medo por ficar perto de amigos tbm surgiu, pq comecei a ter "groinal", sempre q to perto, n consigo mais olhar pra homens sem ter medo e ansiedade, realmente extremamente complicado.

Então, mts coisas q vc ta passando eu ainda passo um pouco tbm, diria q sou um cara bem romantico e tal e aceito tbm meus lados "femininos", cruzo a perna e tql, bem de boa. Inclusive vendo o filme do coringa, eu tava mt mal na real diferente de ti, ele aparecia sem camiseta e eu tinha medo de me excitar com aquilo ent n consegui nem prestar atenção no filme direito. Sei q o filme do queen tbm tem um peso nisso, qnd vi, o freedie se descobre gay msm depois de casar, entao fiquei pensando q a msm coisa estava acontecendo cmg, basicmente, tbm to cheio de paranoias e dúvidas.

A maior ajuda q posso te dar é viver sem se testar e tentar pensar q n importa oq vc for, oq importa é ser feliz, isso pode afastar a ansiedade tbm, n tenho mt metodos pq ainda sofro bastante, mas n pensar mt nisso e nem nos testes e sensações fazem vc parar de pensar.

Bom mano espero q possamos nos ajudar a sair dessa, sempre tenho medo de estar me negando, mas acredito q isso n e a verdade, me sinto deslocado, assim como vc.

Tmj mano, qualquer coisa manda msg.
---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 16/1/2020, 14:51
Gustavo1234 escreveu:Fala mano.
Vim aqui como vc pediu e sinto q podemos nos ajudar mt, sei como e se sentir desnorteado, mts vezes era como se tivesse perdido a minha identidade. Nao sei se vc chehou a lerto todo o meu diario, mas se vc for la vc vai ver que, o principal problema é um amigo gay meu q deu em cima de mim, após isso, a minha visao de mundo se distorceu pra algo totalmente irreal eu diria, não consigo mais ver um futuro com uma mulher e uma filha(tbm tenho desejo de ter uma filha acho mt mais daora, n sei pq), sempre q penso em algo assim, minha cabeça destroi todas as minhas visões e  constrói algo q me corroi por dentro, me dizendo q sou gay e gosto do meu amigo, me dando grandes ansiedades.

Vou falar, gosto mt de alguns filmes de romance, e musicas tbm, sempre assisti/ouvi pensando q era eu e a garota q eu era apaixonado, mas isso n posso fazer mais tbm, pq sou destruído por desilusões como: "vc é gay", "vc é apaixonado no seu amigo, esta apenas se negando", "o fato de ele aparecer na sua cabeça ao ver/ouvir claramente prova q vc é gay e gosta dele", "vc n gosta de mulher e nunca gostou, se abra de uma vez". Tudo isso vem a minha mente ao acessar esse tipo de conteúdo, por isso parei, por medo, eu tinha medo da ansiedade, dos desconfortos no peito, da minha respiração acelerada e ofegante serem sinais de q eu realmente gostava dele e era gay, então entrei em um ciclo de dor e sofrimento, n conseguia, eu chorava quase todo dia, pq eu n estava mais aguentando, eu tive sorte de poder conversar com minha mae sobre isso, ela é bem aberta cmg e isso e mt bom, mas msm tudo q ela me dizia n fazia sentido pra mim, ou no caso, eu n enxergava sentido, msm ela estando sempre certa sobre, ent meu medo por ficar perto de amigos tbm surgiu, pq comecei a ter "groinal", sempre q to perto, n consigo mais olhar pra homens sem ter medo e ansiedade, realmente extremamente complicado.

Então, mts coisas q vc ta passando eu ainda passo um pouco tbm, diria q sou um cara bem romantico e tal e aceito tbm meus lados "femininos", cruzo a perna e tql, bem de boa. Inclusive vendo o filme do coringa, eu tava mt mal na real diferente de ti, ele aparecia sem camiseta e eu tinha medo de me excitar com aquilo ent n consegui nem prestar atenção no filme direito. Sei q o filme do queen tbm tem um peso nisso, qnd vi, o freedie se descobre gay msm depois de casar, entao fiquei pensando q a msm coisa estava acontecendo cmg, basicmente, tbm to cheio de paranoias e dúvidas.

A maior ajuda q posso te dar é viver sem se testar e tentar pensar q n importa oq vc for, oq importa é ser feliz, isso pode afastar a ansiedade tbm, n tenho mt metodos pq ainda sofro bastante, mas n pensar mt nisso e nem nos testes e sensações fazem vc parar de pensar.

Bom mano espero q possamos nos ajudar a sair dessa, sempre tenho medo de estar me negando, mas acredito q isso n e a verdade, me sinto deslocado, assim como vc.

Tmj mano, qualquer coisa manda msg.

Muito obrigado pelo comentário, Gustavo. Você também fica paranoico com medo de ser o caso em um bilhão que acaba sendo realmente gay, mesmo com toda a sua vida contradizendo essa hipótese? As minhas memórias ficam sendo distorcidas, infladas, é algo realmente aterrorizante Crying or Very sad

_______________________________________
CONFIRA MEU DIÁRIO EM:


http://www.comoparar.com/t10026-diario-do-thelostone-crise-de-identidade-vicio-em-pornografia-e-ocd


avatar
Gustavo1234
Mensagens : 314
Data de inscrição : 25/11/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 16/1/2020, 15:49
Fala mano.
Então, as vezes eu realmente acho q sou um caso q n esta passando por isso e simplesmente estou me negando. Mts vezes ja passei por isso.
Dante Auditore
Dante Auditore
Moderador
Moderador
Mensagens : 750
Data de inscrição : 18/08/2019
Idade : 33

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Inicio no fórum

em 16/1/2020, 16:49
Oi, TheLostOne !

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Como Parar". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio do Projeto Revert, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns!


  • Antes de mais nada, leia nossas Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições.

  • Veja como gerenciar seu diário em Como criar um diário no Fórum.

  • Faça o download do Guia Introdutório - Vício em Pornografia, Como Parar?" Guia Introdutório ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado). Leia o Guia Introdutório na íntegra, se possível aprofunde-se com o curso online Programa Revert para extirpar definitivamente a pornografia em sua vida por meio do método "Como Parar".

  • Instale os bloqueadores no seu computador: Configuração do Clean Browsing e Bloqueamento via Hosts / Inter App Control Pro (Super Recomendado. É pago, a licença vitalícia custa R$ 89) / Blok Supreme (Super Recomendado. É pago, custa em torno de R$ 30 - R$40) / Download do Qustodio (Versão gratuita já ajuda bastante e você também pode utilizar uma versão mobile). Para maiores informações e/ou encontrar outras opções acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Proteja seus dispositivos digitais. Exclua seus navegadores convencionais e instale o Kids Safe Browser ou Mobicip ou ainda Spin. Além disso, instale o NetAngel para restrições e bloqueios em geral, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para Android, iOS ou Windows Phone acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Instale um contador de dias. Tutorial Contador de Dias (O contador ajuda a te situar melhor durante esse processo, bem como na motivação).

  • Embora o foco do site seja se livrar do vício em pornografia, avalie também a necessidade de reduzir, ou em alguns casos o melhor seria extirpar mesmo, outros vícios da sua vida, pois poderão interferir de alguma forma em seu experimento, como masturbação, álcool, drogas lícitas e ilícitas, games, comidas e outros.

  • Jamais ignore as atividades de substituição ao vício ou religação, pois essas atividades concedem dopamina de forma natural ao seu corpo. Procure fazer uma ou mais atividades, tais como: socialização, trabalho voluntário, trabalho manual prazeroso, leitura de livros, mindfulness, meditação, yoga, musculação, natação, ciclismo, pilates, hidroginástica, crossfit, boxe, lutas diversas, dança, caminhada, corrida, zumba, voleibol, futebol e muitas outras. Não foque muito em quantidade, mas na qualidade. Para isso, identifique quais são as atividades nas quais ocorre a maior descarga de dopamina. Perceba como se sente após o término da atividade.

  • Não desperdice o seu tempo em redes sociais, pois muitas delas atuam como verdadeiras "playboys digitais', tais como: facebook, instagram, twitter, pinterest e outras. Sendo assim, essas ferramentas digitais acabam mais prejudicando do que ajudando no seu experimento. Isso é válido para chats em geral também. Além disso, reduza o seu tempo conectado à internet, seja no computador ou outros dispositivos. Seja focado e seletivo quando estiver conectado, evite a navegação a esmo.

  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Certifique-se de ter relatado toda a sua história de envolvimento com a PMO, para que, assim, possamos ajudá-lo(a) da melhor forma. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te assistir, e sempre que puder ajude outros aqui também.

Um forte abraço!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t9560-diario-do-dante-auditore         

"Abençoado é aquele que resiste a tentação, pelo julgamento ele recebera a coroa da vida"  

"Lute, lute e lute novamente ate cordeiros se tornem leões"

---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 16/1/2020, 17:10
Dante Auditore escreveu:
Oi, TheLostOne !

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Como Parar". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio do Projeto Revert, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns! [ ...]


Um forte abraço!

Muito obrigado pelas boas vindas e pelas orientações, Dante! Já coloquei um contador de dias, bem como li todas as regras e o Guia introdutório. Pretendo, o quanto antes, definir alguma(s) atividade(s) de religação.

_______________________________________
CONFIRA MEU DIÁRIO EM:


http://www.comoparar.com/t10026-diario-do-thelostone-crise-de-identidade-vicio-em-pornografia-e-ocd


Dante Auditore
Dante Auditore
Moderador
Moderador
Mensagens : 750
Data de inscrição : 18/08/2019
Idade : 33

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 16/1/2020, 20:29
---TheLostOne--- escreveu:

Muito obrigado pelas boas vindas e pelas orientações, Dante! Já coloquei um contador de dias, bem como li todas as regras e o Guia introdutório. Pretendo, o quanto antes, definir alguma(s) atividade(s) de religação.

Estamos a disposição aqui, seu caso é um tanto complicado em certos aspectos, porem acredito que sua participação aqui no fórum vai te ajudar a tomar um rumo na sua vida, busque participar de outros diários e apoie outros rebooters, isso faz muito bem!

Forte Abraço

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t9560-diario-do-dante-auditore         

"Abençoado é aquele que resiste a tentação, pelo julgamento ele recebera a coroa da vida"  

"Lute, lute e lute novamente ate cordeiros se tornem leões"

---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 16/1/2020, 21:52
SEGUNDO DIA: entre ontem e hoje, recebi respostas nos posts que fiz nos confins da internet. Algumas simpáticas, outras mais incisivas. Ambas tinham uma coisa em comum: pessoas que passaram - ou ainda passam - por uma situação equivalente ou pior que a minha. De certo modo, aqueles em situações piores que nós servem como uma boa placa de "pare!", ou um aviso, se preferir. Restringir a P é simples, o problema é a M. Tive impulsos de M hoje, mas fui capaz de me controlar. Pretendo retomar as atividades físicas na Segunda Feira. A respeito do meu conflito interno, creio que não é possível fazer veredito algum até progredir no No Fap e nas atividades de religação.

_______________________________________
CONFIRA MEU DIÁRIO EM:


http://www.comoparar.com/t10026-diario-do-thelostone-crise-de-identidade-vicio-em-pornografia-e-ocd


avatar
Girllovebaby
Mensagens : 346
Data de inscrição : 15/12/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 11:25
Dando uma passada aqui pq vc pediu lá no diário do Edu.
Bom, cara, tô na paranóia igual vc. Doente e suicida.
Morrendo de medo de me descobrir lésbica ou bi. Fico com medo, ansiosa e insegura com o futuro, perdi a noção de quem eu fui e parece que tudo foi distorcido.
Não tenho experiência alguma com o sexo oposto mas tbm nunca me interessei de maneira diferente pelo mesmo.
Mas ainda assim meu cérebro usa essas e outras contra mim. Faça como o pessoal falou ai em cima:
Evite os testes, mentais, porno, foto.
Eu se coloco foto de mulher nua as vezes é tranquilo, mas outras q vem ansiedade e dúvidas e teorias de brinde, fico para querer morrer com isso.
Curiosidade na sexualidade é normal. Não é nenhum bicho de sete cabeças e ela não interfere em nada na sua orientação sexual.
Se vc até hj nunca se questionou pq nunca sentiu nada de diferente, principalmente no início da puberdade (onde geralmente acontece às descobertas sejam elas hétero, gay, bi, trans) então não há com oq se preocupar.
Como nosso colega HDMI disse, orientação já vem desde cedo, o resto é perversão. Então relaxa pq vc n tá nessa luta sozinho. Tô sofrendo a 7 meses com o HOCD tendo q tomar remédio para dormir, os ataques de pânico me deram insônia.
Um gay ou um trans n enfrentariam tamanho inferno como a gente tá passando Man.
Fica na paz, eu fico muito lá no diário do Edu pq a sessão feminina e muito parada, se quiser um conselho ou qualquer outra coisa que estiver ao nosso alcance n se importe, chega junto pq a gente está de mãos dadas nessa canoa furada. Bjaum man

_______________________________________
http://www.comoparar.com/t9933p25-diario-da-girllovebaby#267636

O ontem é história, o amanhã é um mistério, mas o hoje é uma dádiva. É por isso que se chama presente.
---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 11:51
Girllovebaby escreveu:Dando uma passada aqui pq vc pediu lá no diário do Edu.
Bom, cara, tô na paranóia igual vc. Doente e suicida.
Morrendo de medo de me descobrir lésbica ou bi. Fico com medo, ansiosa e insegura com o futuro, perdi a noção de quem eu fui e parece que tudo foi distorcido.
Não tenho experiência alguma com o sexo oposto mas tbm nunca me interessei de maneira diferente pelo mesmo.
Mas ainda assim meu cérebro usa essas e outras contra mim. Faça como o pessoal falou ai em cima:
Evite os testes, mentais, porno, foto.
Eu se coloco foto de mulher nua as vezes é tranquilo, mas outras q vem ansiedade e dúvidas e teorias de brinde, fico para querer morrer com isso.
Curiosidade na sexualidade é normal. Não é nenhum bicho de sete cabeças e ela não interfere em nada na sua orientação sexual.
Se vc até hj nunca se questionou pq nunca sentiu nada de diferente, principalmente no início da puberdade (onde geralmente acontece às descobertas sejam elas hétero, gay, bi, trans) então não há com oq se preocupar.
Como nosso colega HDMI disse, orientação já vem desde cedo, o resto é perversão. Então relaxa pq vc n tá nessa luta sozinho. Tô sofrendo a 7 meses com o HOCD tendo q tomar remédio para dormir, os ataques de pânico me deram insônia.
Um gay ou um trans n enfrentariam tamanho inferno como a gente tá passando Man.
Fica na paz, eu fico muito lá no diário do Edu pq a sessão feminina e muito parada, se quiser um conselho ou qualquer outra coisa que estiver ao nosso alcance n se importe, chega junto pq a gente está de mãos dadas nessa canoa furada. Bjaum man

Muito obrigado pelo apoio, Girllovebaby! Meu problema maior são os testes mentais. Como disse no post, todo dia é um debate mental infinito. Na verdade, acredito que "debate" não seria um termo apropriado, já que o OCD não escuta a razão. Não chego a ter ataques de pânico, mas há, sim, muito sofrimento psicológico. Antigamente, eu detestava dormir, hoje existem momentos em que eu cogito não sair da cama. Em 6 anos exposto a pornografia, vi dezenas de homens nus - obviamente -, e nunca senti nada. Mesmo assim, parte da minha mente não consegue ter confiança nas minhas memórias. Me sinto um louco. Espero que, no futuro, eu, você, e todos aqueles que sofrem neste fórum consigam se livrar de suas respectivas mazelas. Very Happy

_______________________________________
CONFIRA MEU DIÁRIO EM:


http://www.comoparar.com/t10026-diario-do-thelostone-crise-de-identidade-vicio-em-pornografia-e-ocd


avatar
Girllovebaby
Mensagens : 346
Data de inscrição : 15/12/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 12:24
---TheLostOne--- escreveu:
Girllovebaby escreveu:Dando uma passada aqui pq vc pediu lá no diário do Edu.
Bom, cara, tô na paranóia igual vc. Doente e suicida.
Morrendo de medo de me descobrir lésbica ou bi. Fico com medo, ansiosa e insegura com o futuro, perdi a noção de quem eu fui e parece que tudo foi distorcido.
Não tenho experiência alguma com o sexo oposto mas tbm nunca me interessei de maneira diferente pelo mesmo.
Mas ainda assim meu cérebro usa essas e outras contra mim. Faça como o pessoal falou ai em cima:
Evite os testes, mentais, porno, foto.
Eu se coloco foto de mulher nua as vezes é tranquilo, mas outras q vem ansiedade e dúvidas e teorias de brinde, fico para querer morrer com isso.
Curiosidade na sexualidade é normal. Não é nenhum bicho de sete cabeças e ela não interfere em nada na sua orientação sexual.
Se vc até hj nunca se questionou pq nunca sentiu nada de diferente, principalmente no início da puberdade (onde geralmente acontece às descobertas sejam elas hétero, gay, bi, trans) então não há com oq se preocupar.
Como nosso colega HDMI disse, orientação já vem desde cedo, o resto é perversão. Então relaxa pq vc n tá nessa luta sozinho. Tô sofrendo a 7 meses com o HOCD tendo q tomar remédio para dormir, os ataques de pânico me deram insônia.
Um gay ou um trans n enfrentariam tamanho inferno como a gente tá passando Man.
Fica na paz, eu fico muito lá no diário do Edu pq a sessão feminina e muito parada, se quiser um conselho ou qualquer outra coisa que estiver ao nosso alcance n se importe, chega junto pq a gente está de mãos dadas nessa canoa furada. Bjaum man

Muito obrigado pelo apoio, Girllovebaby! Meu problema maior são os testes mentais. Como disse no post, todo dia é um debate mental infinito. Na verdade, acredito que "debate" não seria um termo apropriado, já que o OCD não escuta a razão. Não chego a ter ataques de pânico, mas há, sim, muito sofrimento psicológico. Antigamente, eu detestava dormir, hoje existem momentos em que eu cogito não sair da cama. Em 6 anos exposto a pornografia, vi dezenas de homens nus - obviamente -, e nunca senti nada. Mesmo assim, parte da minha mente não consegue ter confiança nas minhas memórias. Me sinto um louco. Espero que, no futuro, eu, você, e todos aqueles que sofrem neste fórum consigam se livrar de suas respectivas mazelas. Very Happy

Eu entendo perfeitamente oq escreve.
Principalmente na parte onde as lembranças parecem não ser mais de confiança. Mas lá no fundo sabemos que nunca em momento algum nos interessamos pelo mesmo sexo, se não, hj não estaríamos sofrendo tanto.

_______________________________________
http://www.comoparar.com/t9933p25-diario-da-girllovebaby#267636

O ontem é história, o amanhã é um mistério, mas o hoje é uma dádiva. É por isso que se chama presente.
avatar
Eduardo0114
Mensagens : 930
Data de inscrição : 18/10/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 18:27
Obrigado The Lost one por comentar meu diário, eu sou um cara que sempre fui ótimo em dar conselhos as pessoas mas nesse caso não consigo eu gostaria tanto de sair comentando nós diários dos outros falando que nem Você e o HDMI , Ajudando os outros mas não consigo pois não consigo acreditar mas na real eu tenho a convicção de que você não é Homossexual nem é uma mulher Presa em corpo de homem Não é !
---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 18:33
Obrigado, Eduardo. Sinceramente, o que me causa mais sofrimento é a crise de identidade. O HOCD incomoda, mas já me testei inúmeras vezes no passado e continuo tendo atração por mulheres - graças a Deus, ao destino, ou a quem quer que seja -. O TOCD é o meu último obstáculo, com certeza.

_______________________________________
CONFIRA MEU DIÁRIO EM:


http://www.comoparar.com/t10026-diario-do-thelostone-crise-de-identidade-vicio-em-pornografia-e-ocd


avatar
Eduardo0114
Mensagens : 930
Data de inscrição : 18/10/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 18:48
Pode ter certeza que isso você não é , se fosse você já saberia pois é impossível você ser hetero e ser transexual , pensa nisso eu imagino que seja difícil pq eu acho que sou gay e mesmo se vim o papa e fala Eduardo meu filho você é hetero eu não vou acreditar mas creio que você não seja, pensa que você é um trem e que saiu do trilho só isso
avatar
Xavraulio
Mensagens : 226
Data de inscrição : 25/08/2017

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 21:10
Mano, eu já tive isso nego, te garanto que não tem condição de você ser trans e se descobrir agora. Uma pessoa trans sabe que é desde que nasceu, não se sente bem consigo mesmo. O TOC usa nossos maiores medos para nos abater, o foda é ter a mente muito racional, que tu entra em debate com ela toda hora e piora.

Minha dica é achar algo que gostes e tome teu tempo. Quando to jogando, eu esqueco dos meus TOCs
---TheLostOne---
---TheLostOne---
Mensagens : 119
Data de inscrição : 14/01/2020

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 21:19
Eduardo0114 escreveu:Pode ter certeza que isso você não é , se fosse você já saberia pois é impossível você ser hetero e ser transexual , pensa nisso eu imagino que seja difícil pq eu acho que sou gay e mesmo se vim o papa e fala Eduardo meu filho você é hetero eu não vou acreditar mas creio que você não seja, pensa que você é um trem e que saiu do trilho só isso

Xavraulio escreveu: Mano, eu já tive isso nego, te garanto que não tem condição de você ser trans e se descobrir agora. Uma pessoa trans sabe que é desde que nasceu, não se sente bem consigo mesmo. O TOC usa nossos maiores medos para nos abater, o foda é ter a mente muito racional, que tu entra em debate com ela toda hora e piora.

Minha dica é achar algo que gostes e tome teu tempo. Quando to jogando, eu esqueco dos meus TOCs

Compartilho dessa mesma perspectiva, Eduardo e Xavraulio. Se eu fosse legitimamente trans, não gostaria da minha vida como homem. Mas o que ocorre é o contrário, e, falando nisso..

TERCEIRO DIA: conversei com outros rebooters e me senti feliz ao saber que não estou sozinho. Acredito que toda e qualquer pessoa está propensa a ter sua vida ferrada pela P e pelo excesso de MO, de uma forma ou de outra. Na minha opinião, o que ocorre é que, dependendo do histórico de vida, dos traumas e necessidades internas de cada pessoa, os danos causados pela P podem ser maiores ou menores mas, evidentemente, danos. Em certos momentos, me sinto bem com meu corpo. Em outros, temo acabar como Darth Plagueis:
Você já ouviu falar da tragédia de Darth Plagueis, o Sábio?:
Darth Plagueis foi um Lorde Sombrio dos Sith, tão poderoso e tão sábio que podia usar a Força para influenciar os midichlorians para criar vida. Ele tinha tantos conhecimentos sobre o lado sombrio que até conseguia impedir que os que lhe eram próximos morressem. Acontece que o Lado Sombrio é um caminho para muitas habilidades que alguns consideram ser... não naturais. Ele se tornou tão poderoso que a única coisa da qual ele tinha medo era perder o seu poder - o que é claro, ele perdeu -. Infelizmente, ele ensinou tudo o que sabia para seu aprendiz. Então, o seu aprendiz o matou enquanto ele dormia. É irônico. Ele podia salvar todos da morte, mas não podia salvar a si mesmo..
Piadas a parte, temo ser capaz de ajudar a todos aqui no fórum e, ironicamente, não reencontrar o meu antigo eu. Espero que eu esteja enganado.

_______________________________________
CONFIRA MEU DIÁRIO EM:


http://www.comoparar.com/t10026-diario-do-thelostone-crise-de-identidade-vicio-em-pornografia-e-ocd


avatar
Eduardo0114
Mensagens : 930
Data de inscrição : 18/10/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 22:00
Darth Plagues morreu bem dormindo não viro um Lord sith gay kkk , mas então agradeço o que você está tentando fazer
avatar
Sair dessa
Mensagens : 541
Data de inscrição : 15/07/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 22:32
Opa meu parceiro, li seu diário, eu acho q é impossível vc ser algo q vc nunca se identificou. Tudo q vc relatou eu me identifiquei desde o medo de sentir algo pelo pai. Os meus medos q eu tenho até hj são medo de ser gay ou bissexual mesmo nunca ter sentido nada por homens.
Não sei se vc leu o meu diário todo mas já tive diversas paranóias q surgiram pelo fato de estar me testando sempre. Já tive uma paranoia com um dos meus amigos mas passou mas antes dela passar foi um inferno mental.
Agr eu tenho uma paranoia com um conhecido de vista mas eu estou conseguindo vencer essa.
Mano um conselho q eu posso te dar e que vc afaste da pornografia e dos testes pois isso só piora a situação e eu sei muito bem das consequências pois elas agravaram o meu hocd.
Melhoras meu amigo se precisar de qualquer coisa só falar.
Felip00
Felip00
Mensagens : 213
Data de inscrição : 16/11/2019
Idade : 18

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 23:01
Rapaz, tudo o que você citou no texto se encaixa perfeitamente com o HOCD. Assim como você mesmo me disse no meu diário, são sintomas semelhantes e é uma merda.

No meu caso, já estive mal demais a ponto de não conseguir olhar para nenhum cara, mas hoje parece que tudo se tornou mais filtrado, sabe ?

Eu me sinto bem durante semanas, mas em certos períodos eu me sinto mal. Não me vejo tão confiante como eu era, parece que a todo momento eu ainda tenha um resquício disso em mim.

Sempre quando eu converso com alguém meio afeminado, tenho medo de estar ali parecendo gay ou até mesmo quando eu presto atenção demais em alguém que é homossexual, acabo sentindo ansiedade pelo fato de ele ser daquele jeito...

Como citei no meu diário, nunca tive problemas quando a admiração de outros homens, pois sempre quis ser igual a eles, não queria nunca "ficar" com eles, mas isso está me deixando mal e não consigo me sentir bem como antes.

HOCD é complicado. O pior é que tudo surgiu do nada, enquanto eu assistia um filme que eu já assisti 5x, e justo na 5° vez eu acabo tendo esses pensamentos no meio do filme.

É aquele filme do Queen.

Fui até assistir no cinema na época e me senti tranquilo quanto a tudo, e depois disso assisti mais umas 3x sem nada acontecer, e na quinta vez surgiu isso do nada.

_______________________________________
VOU VENCER A P.M.O VOCÊS VÃO VER EM!
META PRINCIPAL - 90 DIAS



VENHA VISITAR O MEU DIÁRIO Very Happy
avatar
Gustavo1234
Mensagens : 314
Data de inscrição : 25/11/2019

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 17/1/2020, 23:51
Nem fodendo mano.
N acredito, meus pensamentos tiveram um inicio por causa dessa poha de filme, vc tbm teve isso?? Fiquei com medo de me tornar ja q no filme ele era casado e se descobre gay.
Hdmi
Hdmi
Mensagens : 528
Data de inscrição : 03/07/2019
Localização : Belém

DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?). Empty Re: DIÁRIO DO TheLostOne: Crise de Identidade, vício em pornografia e OCD(?).

em 18/1/2020, 00:00
Pelo q eu pude entender vc está assim a partir de um gatilho, tipo vc tava de boa e do nada começou a pensar besteira.
Cara o lance de vcs, tu o xavraulio, o sair dessa, todos vcs vêem de uma dinâmica totalmente psicológica, vcs tem um medo descomunal de não serem que vcs sempre foram, um sinal bem claro de transtorno de organização, vcs tem um certo zelo pela personalidade de vcs e vcs (vcs x2) construíram toda um roteiro pra vida de vcs que ao sinal de perigo de uma possível mudança afeta drasticamente a autoestima de vcs.. (vcs 4x) 

Resumindo... É claro que vcs não são gay, nem bi nem nada, vc e muitos outros apenas "saíram da bolha". Viram algo e se identificaram com 1 ou 2% do que viram e já ficaram preocupados. Pensamentos gays todo mundo tem alguma vez na vida, principalmente na adolescência, a diferença deles pra vcs é que eles "poh será se eu sou gay? Ah foda-se depois eu penso nisso" e a vida segue e eles não são homossexuais, isso é um problema pra vcs pq há um complexo de identidade e isso afeta drasticamente vc e os demais e me afetou tbm quando tive isso.
Um conselho: se ficar muito difícil lidar com isso procure um psicólogo.
Outro conselho: 99% dos nossos medos jamais se concretizam, não há nem hipótese de acontecer, vc não se vê sendo gay e é muito provável vc não ser do que vc ser.
 Fique calmo isso passa, vc é novo e não de muita bola pra esses esteriótipos.

_______________________________________
Acompanhe meu relato

http://www.comoparar.com/t9301-hocd-escalada-estou-parado-no-tempo

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum