Ir em baixo
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

22/6/2020, 14:34
Antônio71 escreveu:Oi, Pangusso! Parabéns pela sua força de vontade em manter o Reboot mesmo passando por situações dificílimas.

Tenha certeza que esses sacrifícios vão lhe dar uma força e uma auto-estima elevadíssimas no futuro.

Um grande abraço e fica com Deus!

Muito obrigado, Antônio,

Sua mensagem contribui muito para aumentar ainda mais a minha vontade de vencer este obstáculo!!

Abraço. Deus te abençoe.
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

22/6/2020, 17:11
Brewer escreveu:Fala meu amigo, seu ultimo relato parece um pouco com o meu quando era casado.
Na verdade, sem querer culpar ninguem acredito que no meu caso a miha tb nao gostava de sexo e isso fez com o que eu me aprofundasse mais na PMO e vejo que o seu é parecido. Vejo muita gente dizendo que PMO acaba com o casamento, mas no meu caso foi o casamento ( sem praticamente sexo) que me afundou nesse vicio. Reforco, a culpa é 100% minha, nao ponho a culpa nela desse vicio.
Quando vc escreve isso me preocupa pq realmente deve ser dificil vc nao ter sexo em casa, nao tem mais opcao de M e teoricamente nao pode ter sexo fora. Como fazer???

Eu solteiro agora fica mais facil, pq consigo O com pessoas reais, o fato é , acho que vc deve conversar com sua esposa, ou entao demosntrar muito carinho e confianca pra que ela vai se soltando e vcs voltem a te ruma vida sexual pelo menos satisfatoria.

Desculpe se invadi a sua intimidade, mas como eu vivi coisa parecida penso que posso ajudar.

Abs

Ô, Brewer, mais uma vez não precisa se desculpar pensando que estar invadindo a intimidade. Aqui devemos entrar despidos de qualquer orgulho e de coração aberto para receber sugestões, pontos de vista que num primeiro momento podem até mesmo gerar uma objeção. Mas sempre podemos refletir na experiência de outros. Realmente está uma fase difícil com a relação a sexo real nos últimos. dias. Eu até estive lendo algumas coisas e vi que enquanto a mulher amamenta a libido baixa muito. Então minha expectativa é que com o desmame ela volte a um estágio que não era de uma mulher que não adorava sexo, porém curtia bem mais. Eu não consigo ter certeza se fui eu que prejudiquei com meu vício a nossa vida sexual ou se minha vida sexual é que foi piorando meu vício em PMO. Como eu já mencionei ambos nos casamos virgens e nunca mantivemos relação extraconjugais. Porém o que eu percebo é que ela tem excitação mesmo e, pela minha inexperiência talvez seja a realidade para a grande maioria das mulheres, não é por um corpo malhado, ou por um presente caro. Mas são com atitudes que a deem segurança ou aliviem a sobrecarga mental dela. Neste caso um cara que se impõe para defendê-la em uma situação de conflito (eu que tenho baixíssima autoestima, timidez e prefira sempre eliminar conflitos, mesmo que tenha que ceder) , a surpreende com uma refeição, que organiza as coisa em casa (eu que sou um fracasso na cozinha, desorganizado e meio ferrado financeiramente para levá-las para jantar fora. viajar). Sei disso pois quando consegui ter atitude ela vinha com vontade. Eu que peço desculpa pelo meu desabafo. A verdade é que se foi a droga desta PMO que me deixou assim um fraco psicologicamente, sem foco para o que é importante, vou seguir firme no propósito.
avatar
Brewer
Mensagens : 574
Data de inscrição : 22/04/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

22/6/2020, 19:30
Isso meu amigo, siga forte no processo. Dara tudo certo.

Abs

_______________________________________



Meu diário
https://www.comoparar.com/t10418-diario-brewer

Minha História de Sucesso
https://www.comoparar.com/t10810-como-a-disfuncao-eretil-salvou-minha-vida-venci
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

23/6/2020, 07:59
Bom dia, Guerreiros,

Hoje comecei o dia de maneira ideal. Tomara que eu consiga manter esta perseverança. Primeiro fiz uma sessão de Yoga, na sequência uma meditação e por fim a reza do terço. Como já relatei em outras oportunidades aqui eu tenho uma tremenda dificuldade de concentração e com o combate à PMO parece ter piorado ainda mais. Fica muito difícil raciocinar assim inquieto. Causa muitos momentos de confusão mental. Algo que eu tenho constatado, além da mente muito dispersa, é a grande irritabilidade. Não tenho conseguido manter a calma em situações de conflito com minhas filhas. Isso acaba me deixando mal pois vejo depois que tive reações desproporcionais. Finalmente, eu acredito que com o tempo isso vá passando. Ontem não consegui me conter e chorei um pouco. A batalha está sendo bem difícil nestes dias. E fora vocês que estão aqui lendo meus relatos e divagações, dando sua contribuição com suas mensagens de apoio, eu não tenho mais ninguém para dividir sentimentos. Sempre fui sozinho. Amigos, fora pessoas da família, nem consigo dizer que tive algum. E até da família eu fui me isolando cada vez mais. Por isso a importância que este grupo representa e o amparo está proporcionando para minha a evolução é imensurável. Fico por aqui num clima de abatimento com pitadas de nostalgia.

Abraços
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 58
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 39
Localização : São Paulo

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

23/6/2020, 09:41
Olá Pangusso, venho acompanhando o seu diário, e desejo muita força e sucesso na sua caminhada.
Acho excelente a iniciativa de procurar práticas que reforcem a concentração. Eu estou com vontade de começar a meditar também. Impressionante como a PMO mexe com a nossa concentração, não é mesmo?
No que eu puder ajudar, conte comigo!

_______________________________________
1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: ??/??/2021 (EM CONSTRUÇÃO).
avatar
Brewer
Mensagens : 574
Data de inscrição : 22/04/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

23/6/2020, 12:16
Pangusso meu amigo, ninguem disse que ia ser facil e pelos seus relatos vejo a forca incrivel que vc tem. Estamos aqui ao seu lado, fiquei tranquilo com o tempo as coisas vao melhorar. Acredite....


_______________________________________



Meu diário
https://www.comoparar.com/t10418-diario-brewer

Minha História de Sucesso
https://www.comoparar.com/t10810-como-a-disfuncao-eretil-salvou-minha-vida-venci
Rottweiler
Rottweiler
Mensagens : 1005
Data de inscrição : 22/07/2019
Idade : 29

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

23/6/2020, 21:01
Força Pangusso,
desejando melhoras.

Abraço.

_______________________________________
REBOOT: https://www.comoparar.com/t11634p200-diario-do-rottweiler#348228

"Um rottweiler nunca desiste..."




METAS:
03 (X)
06 ( ) 09 ( ) 12 ( ) 15 ( )
18 ( ) 21 ( ) 24 ( ) 27 ( ) 30 ( )
33 ( ) 36 ( ) 39 ( ) 42 ( ) 45 ( )
48 ( ) 51 ( ) 54 ( ) 57 ( ) 60 ( )
63 ( ) 66 ( ) 69 ( ) 72 ( ) 75 ( )
78 ( ) 81 ( ) 84 ( ) 87 ( ) 90 ( )


ENEM

CHIVUNK
CHIVUNK
Mensagens : 110
Data de inscrição : 10/04/2020
Idade : 48
Localização : RO

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

23/6/2020, 21:56
Pangusso escreveu:Bom dia, Guerreiros,

Hoje comecei o dia de maneira ideal. Tomara que eu consiga manter esta perseverança. Primeiro fiz uma sessão de Yoga, na sequência uma meditação e por fim a reza do terço. Como já relatei em outras oportunidades aqui eu tenho uma tremenda dificuldade de concentração e com o combate à PMO parece ter piorado ainda mais. Fica muito difícil raciocinar assim inquieto. Causa muitos momentos de confusão mental. Algo que eu tenho constatado, além da mente muito dispersa, é a grande irritabilidade. Não tenho conseguido manter a calma em situações de conflito com minhas filhas. Isso acaba me deixando mal pois vejo depois que tive reações desproporcionais. Finalmente, eu acredito que com o tempo isso vá passando. Ontem não consegui me conter e chorei um pouco. A batalha está sendo bem difícil nestes dias. E fora vocês que estão aqui lendo meus relatos e divagações, dando sua contribuição com suas mensagens de apoio, eu não tenho mais ninguém para dividir sentimentos. Sempre fui sozinho. Amigos, fora pessoas da família, nem consigo dizer que tive algum. E até da família eu fui me isolando cada vez mais. Por isso a importância que este grupo representa e o amparo está proporcionando para minha a evolução é imensurável. Fico por aqui num clima de abatimento com pitadas de nostalgia.

Abraços
Olá, meu camarada.
Li seu relato e achei interessante pois acabei agora mesmo uma sessão de meditação. Pesquise sobre MINDFULNESS. Essa dispersão e tempestade de pensamentos são muito ruins. Aprender a lidar com isso é libertador. Vc está tendo uma boa iniciativa. Pretendo tb voltar a praticar a Yoga. Paz e Luz!

_______________________________________
CHIVUNK  cheers

"Todos nós devemos sofrer com uma de duas coisas: a dor da disciplina ou a dor do arrependimento ou desapontamento." Jim Rohn


Link do meu diário: https://www.comoparar.com/t10365-meu-diario-minha-vida
avatar
deltagama_0236
Mensagens : 109
Data de inscrição : 11/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

23/6/2020, 23:46
é assim mesmo cara. É o efeito da abstinência. Seu corpo tá querendo e pedindo isto. Segura, que vai dar certo.

_______________________________________





https://www.comoparar.com/t10510-diario-do-deltagama
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

24/6/2020, 14:12
Hoje eu nem estava muito a fim de passar por aqui para escrever algo. Tinha lido alguns diários e estava me sentindo meio desmotivado para até contribuir com mensagens de apoio para os nobres colegas de batalha. Porém ao entre no diário Diário de euvouvencer li algo que me fez tecer uma breve reflexão. Eu sempre me enxerguei e fui rotulado como uma pessoa tranquila, serena. Porém a PMO parece nos deixar no piloto automático para as coisas da vida, que nem conseguimos sentir as emoções de maneira correta. Eu até consegui entender que provavelmente sou assim tão apático diante das diversas realidades que vida apresenta e isso as pessoas sempre confundiram que é por que sou calmo, paciente. Porém isso é porque não consigo viver os momentos direito. Sabe que às vezes me vejo quase como naquele filme "Click." Que fico avançando etapas da vida quando não queria confrontar com situações desagradáveis. Como, acredito que quase todos nós aqui, começamos a ter problemas com PMO muito cedo, não conseguimos perceber este efeito emocional. Sempre pensei que eu fosse isso mas com esta ponderação - não sei se estou viajando demais - enxerguei que talvez algumas potencialidades podem ter sido suprimidas por esta apatia.
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

25/6/2020, 07:23
CHIVUNK escreveu:
Pangusso escreveu:Bom dia, Guerreiros,

Hoje comecei o dia de maneira ideal. Tomara que eu consiga manter esta perseverança. Primeiro fiz uma sessão de Yoga, na sequência uma meditação e por fim a reza do terço. Como já relatei em outras oportunidades aqui eu tenho uma tremenda dificuldade de concentração e com o combate à PMO parece ter piorado ainda mais. Fica muito difícil raciocinar assim inquieto. Causa muitos momentos de confusão mental. Algo que eu tenho constatado, além da mente muito dispersa, é a grande irritabilidade. Não tenho conseguido manter a calma em situações de conflito com minhas filhas. Isso acaba me deixando mal pois vejo depois que tive reações desproporcionais. Finalmente, eu acredito que com o tempo isso vá passando. Ontem não consegui me conter e chorei um pouco. A batalha está sendo bem difícil nestes dias. E fora vocês que estão aqui lendo meus relatos e divagações, dando sua contribuição com suas mensagens de apoio, eu não tenho mais ninguém para dividir sentimentos. Sempre fui sozinho. Amigos, fora pessoas da família, nem consigo dizer que tive algum. E até da família eu fui me isolando cada vez mais. Por isso a importância que este grupo representa e o amparo está proporcionando para minha a evolução é imensurável. Fico por aqui num clima de abatimento com pitadas de nostalgia.

Abraços
Olá, meu camarada.
Li seu relato e achei interessante pois acabei agora mesmo uma sessão de meditação. Pesquise sobre MINDFULNESS.  Essa dispersão e tempestade de pensamentos são muito ruins. Aprender a lidar com isso é libertador. Vc está tendo uma boa iniciativa. Pretendo tb voltar a praticar a Yoga. Paz e Luz!

Bom dia, CHIVUNK,

Muito obrigado pela dica. Meditação é uma grande ferramenta para enfrentar os desafios do reboot. Já há muito tempo eu venho apreciando o tema porém nunca a colocava em prática. Ora por preguiça, ora por não persistir diante das primeiras dificuldades. Mas chega um ponto em que ou fazemos algo ou se conforma que nunca saírá do fundo.
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

25/6/2020, 07:41
Bom dia, guerreiros,

Estou me aproximando de completar meus 17 dias afastado da PMO e o que mais tenho sentido é a dificuldade de evitar a M e O. P. até está tranquilo. Tenho conseguido me manter longe de estímulos, gatilhos que costumavam me levar a queda. Eu quase sempre em uma navegação despretensiosa via alguma notícia referente a sexo, ou simplesmente mulher (onde pudesse aparecer alguma foto mais sensual) e em poucos minutos estava acessando ou sites pornográficos diretamente, ou tomando o caminho mais longo de acessar um perfil fake que eu tinha no Badoo para trocar mensagens com qualquer uma que estivesse a fim. Este último dei fim no mês de abril, se não me engano. Porém a vontade de M. está bem difícil controlar. Passo o dia pensando e tentando me convencer de que a sensação de alguns poucos minutos não se comparam aos anos desperdiçados alimentando o vício. O dia promete ser bem difícil. O pior é este horário que estou sempre sozinho. Vamos em frente!
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

25/6/2020, 09:22
Tive que voltar aqui, pois nos dias mais difíceis eu acredito que seja uma forma de reforçar minhas concepções. E hoje está sendo um dia com um começo bem difícil. Não cheguei a ceder um palmo, mas digamos que dei mais atenção do que merece à tentação e isso já me basta para acender o sinal de alerta. Estou num grande dilema pois estava com o propósito de mudar minha postura com a minha esposa nos últimos dias. Ontem, no entanto, vi que minhas investidas, ainda com esta cabeça de um obsessivo por O deve me fazer repugnante à minha esposa. Ela tem me evitado quando tento qualquer ato de carinho. Inclusive eu no fundo sei que minhas investidas são apenas para ter meu instinto sexual atendido. Eu não consigo sentir um verdadeiro afeto. Não posso dizer que com certeza é por que meu casamento foi para o beleléu. Eu sinto que hoje com uma relação mais madura, tendo que dividir nosso tempo com a presença de nossas filhas, eu tenho que buscar outras formas de demonstrar o meu carinho, atenção, além de um contato físico. Só que eu realmente a objetifico em pensamento. Não consigo ir além disso, por enquanto. É muito ruim, pois interfere em toda a nossa relação. Reforço mais uma vez que sempre enxergo esta situação como uma consequência da PMO e não o inverso. Minha vida, muito antes de casado já era conturbada com este vício e foi se intensificando mais nos últimos tempos. Até percebi que algo antes para mim tão natural como o afeto da minha esposa com minhas filhas, tem me incomodado. Eu nunca fui de "competir" com minhas filhas (algo que relatam ser bem comum em casais com filhos, principalmente pequenos), entretanto o que sentido desde o início do reboot é este desconforto. Mais um ponto para superar.
MascaradeFerro
MascaradeFerro
Mensagens : 177
Data de inscrição : 04/12/2019
Idade : 30

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

25/6/2020, 10:03
Cara primeiro parabens pela marca!
Com todas as questou envolvidas voce está se saindo muito bem! é inspirador mesmo!

Sinto que seu relacionamento precisa ser resolvido. já pensou em ter uma conversa franca sobre os problemas? tirar esse elefante da sala?
Outra coisa gostaria que voce falasse um pouco sobre como voce é como Pai, ainda nao ouvimos sobre isso aqui.

Pergunto isso porque acho que temos papéis na vida, somos marido, pai, um profissional, mas pra isso tudo precisamos ser primeiramente HOMENS!
Entao acho que nesse momento pensar em como está executando cada papel faz sentido pra um todo!

_______________________________________
Me acompanhe --> Meu Diário

Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

25/6/2020, 12:02
Grande Máscara,

Primeiro parabéns pelas duas semanas. É uma etapa conquistada muito importante.

Cara, com relação à tua sugestão de abrir o jogo com a minha esposa eu sinto que eu primeiro preciso me equilibrar mais emocionalmente para não acabar colocando tudo a perder. Explico melhor. Ela não é uma mulher tolerante à P. Confesso que até já fucei nas coisa dela, tipo histórico de navegação na internet (tanto no notebook, quanto no celular) e nunca encontrei nada relativo nem a fotos de homem ou diálogos referentes ao assunto. Ela já manifestou em conversa comigo algumas vezes que considerava o uso da P como uma traição. Ela não é o tipo de mulher que curte muito sexo, como ela mesmo já manifestou verbalmente. Nós dois nos casamos virgens e eu até o fiz por ser católico e seguir os preceitos, muito embora a PMO permeassem minha vida desde criança. Ela também tinha o mesmo entendimento . Porém com o casamento vi que ela não curtia e é certo que colaborei para isso, pois tendia sempre a EP, e algumas vezes DE. Muito pela prática totalmente mecânica que via na P. Então só fomos manter a frequência sexual diária no período em que estávamos tentando ter filho (principalmente na primeira filha). Onde o efeito da regularidade, por ilógico que pareça, se tornou um inferno para mim. Com a pressão, nesta fase eu tinha DE direto. Tive que adquirir medicamentos para conseguir superar. No fim, passada esta fase de procriar, entramos numa baixa libido dela (que dizem ter relação com a amamentação que ela ainda mantém). Quando eu não sou carinhoso ela reclama que eu nem a abraço mais, e há momentos que a acaricio, ou faço elogios ao seu físico e ela reclama ou me repele. Fico bem confuso. Mas já suspeito que seja pela forma que chego.
Quanto à expor a minha paternidade é realmente um bom tema que prometo fazer logo. É que agora o tempo está mais curto e acredito que eu não vá conseguir fazer um texto completo sobre o assunto. Mas agradeço pela sugestão. Afinal realmente temos todos uma história mais ampla do que o problema com a PMO.

Abraço
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 58
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 39
Localização : São Paulo

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

25/6/2020, 19:55
Olá, Pangusso!

Estava aqui pensando, ao ler o seu relato, numa coisa que eu fui notando em mim com o tempo. Parecia, para mim, que dentro de casa eu estava desaprendendo a fazer sexo.

Eu tinha a minha memória do tempo de namoro, e do namoro anterior, onde não apenas transávamos, mas eu me percebia como alguém que "tinha a manha" de fazer aquilo. Não quero dizer que era o homem mais espetacular do mundo, mas me parecia que eu dominava todas as etapas do ritual (preliminares, penetração, pós-orgasmo).

Depois de casado, eu fui com a DE experimentando um afobamento cada vez maior em fazer as coisas, seja por que não confiava que ia ficar duro muito tempo, seja por não me entender mais como desejado. Colocando a PMO no caso, o que provavelmente me aconteceu na verdade é que, como não há como uma mulher de carne e osso competir com as duas P da minha vida, eu ficava guardando minha dedicação para isso, e negligenciando minha própria atenção à minha esposa.

Talvez o melhor a fazer neste momento, além de procurar se manter afastado da PMO, é ir buscando demonstrar sua atenção pela sua esposa, sem o lado sexual. Além de desanuviar o ambiente, pode-se (quem sabe) criar um ambiente mais carinhoso e atencioso, onde ela vá se sentindo mais à vontade. Com isto você pode obter um pouco mais de serenidade para seguir adiante.

Um abraço!

_______________________________________
1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: ??/??/2021 (EM CONSTRUÇÃO).

CHIVUNK gosta desta mensagem

avatar
Brewer
Mensagens : 574
Data de inscrição : 22/04/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

29/6/2020, 12:41
Fala Stealthyman, sobre o que vc falou concordo plenamente. O que me chamou atencao foi quando vc descreve a parte do seu casamento, muito parecido com o meu. Parece que fomos perdendo o controle da parte real..

Abs


_______________________________________



Meu diário
https://www.comoparar.com/t10418-diario-brewer

Minha História de Sucesso
https://www.comoparar.com/t10810-como-a-disfuncao-eretil-salvou-minha-vida-venci
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

1/7/2020, 11:48
Bom dia, Guerreiros,

Estou retornando aqui depois de uma ausência desde sexta-feira, quando foi o dia do aniversário da minha esposa. Não entendo nem bem direito como foi que sofri a queda. Quando vi já estava convencido de que me M. me faria menos mal do que a sensação que eu estava sentindo. Já estava há 17 ou 18 dias sem PMO. Sexo real também não estava acontecendo e já não conseguia pensar e mais nada a não ser em coisas de cunho sexual. No teletrabalho estava difícil evoluir qualquer coisa. Os métodos de meditação, yoga, reza do terço não executei naquela manhã do dia 26 e a partir dali vivi a típica "despedida de solteiro". Minha cabeça é complicada quando sofro quedas maiores assim, pois dificilmente consigo sair deste looping de "só mais esta última". Na primeira queda eu simplesmente me M., pensando na minha esposa. As seguintes fui apelando a P. Após a primeira queda meu psicológico demorou a assimilar pois fiquei me sentindo bem. Em geral eu caio e já fico depressivo. Mas desta vez permaneci algumas horas acreditando que tudo estava bem. Porém conforme as outras quedas foram acontecendo eu percebi que era necessário me mover pois estava agindo da mesma forma que a maior parte da minha vida. E isso não deu certo.
Vou ficar por aqui.

Abraço.

Rottweiler gosta desta mensagem

avatar
Brewer
Mensagens : 574
Data de inscrição : 22/04/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

1/7/2020, 12:03
Bom te-lo de volta meu amigo. Se caiu levante-se estamos aqui pra ajudar. Pode contar conosco.

Abs


_______________________________________



Meu diário
https://www.comoparar.com/t10418-diario-brewer

Minha História de Sucesso
https://www.comoparar.com/t10810-como-a-disfuncao-eretil-salvou-minha-vida-venci
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 58
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 39
Localização : São Paulo

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

1/7/2020, 16:24
Olá Pangusso, lamento muito pelo ocorrido. Nós dois tivemos contratempos meio que simultaneamente, né?
Queria apenas lhe dizer para não se deixar abater. É chato que tenha tido esta queda, mas dela você vai se sair fortalecido. Vamos retomar o trabalho e sair desta juntos, ok?

Um abraço e fique em paz, amigo!

_______________________________________
1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: ??/??/2021 (EM CONSTRUÇÃO).
Red Angus
Red Angus
Mensagens : 87
Data de inscrição : 08/06/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

13/7/2020, 17:08
Apesar de nunca ter me manifestado aqui, esse é um diário que eu acompanho desde antes de me registrar no fórum, pois tenho grande identificação com o caso do Pangusso.

Também caí meio que simultaneamente ao autor do diário e, exatamente igual a ele, depois da queda fiquei me sentindo bem (normalmente também caio e fico depressivo). Depois, lógico, o comportamento patológico prosseguiu ladeira abaixo.

O sinal de alerta soou quando, nessa semana, comecei a dar broncas desproporcionais na minha filha, ao ponto de minha própria mãe perceber e me chamar a atenção. Foi esse o instante em que eu percebi que, ao contrário do que parece ser o Pangusso, eu sou um verdadeiro merda e que minha luta, mais do que contra um vício, é uma luta contra o meu próprio eu (um indivíduo preguiçoso, presunçoso, protelador e, principalmente, mau-caráter).

Aliado a todas essas falhas, tenho de conviver com uma vida sexual frustrada, que mais atrapalha que ajuda nas minhas lutas errantes.

Justamente por isso, estou tentando buscar inspiração em vocês.

Desejo-lhe sucesso nessa nova tentativa.

Fico por aqui.

_______________________________________
"A vitalidade é demonstrada não apenas pela persistência, mas pela capacidade de começar denovo".
F. Scott Fitzgerald


1ª meta: dez posts em dez dias - começando novamente

Link do meu diário: https://www.comoparar.com/t10701-diario-do-red-angus
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

16/7/2020, 17:21
Red Angus escreveu:Apesar de nunca ter me manifestado aqui, esse é um diário que eu acompanho desde antes de me registrar no fórum, pois tenho grande identificação com o caso do Pangusso.

Também caí meio que simultaneamente ao autor do diário e, exatamente igual a ele, depois da queda fiquei me sentindo bem (normalmente também caio e fico depressivo). Depois, lógico, o comportamento patológico prosseguiu ladeira abaixo.

O sinal de alerta soou quando, nessa semana, comecei a dar broncas desproporcionais na minha filha, ao ponto de minha própria mãe perceber e me chamar a atenção. Foi esse o instante em que eu percebi que, ao contrário do que parece ser o Pangusso, eu sou um verdadeiro merda e que minha luta, mais do que contra um vício, é uma luta contra o meu próprio eu (um indivíduo preguiçoso, presunçoso, protelador e, principalmente, mau-caráter).

Aliado a todas essas falhas, tenho de conviver com uma vida sexual frustrada, que mais atrapalha que ajuda nas minhas lutas errantes.

Justamente por isso, estou tentando buscar inspiração em vocês.

Desejo-lhe sucesso nessa nova tentativa.

Fico por aqui.

Bom dia, a todos, bom dia Red Angus,

Incrível como às vezes alguma força nos conduz (para os que creem, entendo ser Deus) e temos um ato que nos resgata. Estive nos últimos dias praticamente sem ânimo nenhum. Nenhuma vontade maior de vencer os vícios, de tentar mudar algo na minha vida. Não quis aparecer aqui para relatar nem ler relatos ora por sentir a vergonha de tantos fracassos, ora por acreditar que não sou capaz. Mas esta madrugada quando estava deitado preparando para dormir resolvi entrar neste fórum para ver se algo me sensibilizava, resgatava minha vitalidade, autoestima. Até que vi esta mensagem do Red Angus que me tocou. Vi alguém com os sentimentos parecidíssimos com o meu. Também percebo, Argus, que esta minha luta é contra algo maior. Contra um interesseiro, irresponsável, acomodado, procrastinador..., também me enxergando um mau caráter. Cara, fico impressionado como conseguiste traduzir em palavras com tanta exatidão muito do que tenho sentido.
Após ler o comentário do Argus, senti como que uma fagulha de esperança que apenas fez querer dar uma guinada na vida. Mas isso tenho vivido em tantas ocasiões da vida. Tenho me proposto a estudar coisas como programação de computadores (coisa que sempre me instigou e já faz muito tempo, porém nunca evolui, perseverei), investimentos financeiros, técnicas de desenvolvimento pessoal (como leitura dinâmica, memorização...), praticar yoga, meditação, rezar o terço, assistir missa, praticar exercício em casa mesmo... Tantas coisas, bons materiais, tempo relativamente disponível, porém empenho quase zero. Um dia ou outro (para não dizer que foram vergonhosamente 2) fiz parcialmente o que me propunha. Até esquematizara brevemente na cabeça o planejamento para executar as referidas atividades durante a semana. Mas por diversas vezes era vencido pela preguiça, desmotivação. Vontade de ficar largado sem fazer nada. Só não o faço mesmo pois tenho duas filhas pequenas. No mais eu me sentia um vencedor em não fazer muita coisa errada, mas também não me esforçar para fazer algo certo. Hoje sou servidor público, algo que até conquistei a duras penas, já sofrendo com os problemas do vício, e embora isso me dê uma relativa segurança financeira, profissional, é motivo de certa vergonha por não ter o desempenho e dedicação que com certeza poderiam ser muito melhores. Só sinto que enquanto eu não: tomar medidas enérgicas, superar verdadeiros obstáculos, atingir algum objetivo, promover mudanças na minhas atitudes e nas relações com as pessoas próximas, me acovardar mais contra situações que eu não entenda correta... todo este meu discurso no fundo é apenas mais um ato ridículo de vitimização para vir alguém e passar a mão na minha cabeça. Hoje fico por aqui. Depois de ter começado a escrever pela manhã este comentário e só agora ao final da tarde o concluir.

Abraços

Rottweiler gosta desta mensagem

Red Angus
Red Angus
Mensagens : 87
Data de inscrição : 08/06/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

16/7/2020, 18:10
Olá confrade Pangusso, é bom saber que meu desabafo lhe tocou de alguma forma. Usar esse teu espaço para escrever aquele texto que citaste aí em cima também me foi de grande valia, pois consegui compartilhar exatamente o que estava sentindo naquele momento e, com isso, tirar um pouco do peso dos ombros. Essa possibilidade, talvez, seja a maior virtude desse fórum: podemos compartilhar dores semelhantes e buscar apoio uns nos outros. Pelo visto, a PMO é apenas a ponta do iceberg dos problemas dos rebooters.

A propósito, lendo seu último relato, levei uma pancada das suas palavras, que se mostraram como se fossem um espelho refletindo minha imagem. Sou um verdadeiro mestre na arte de fazer planejamentos ótimos e execuções péssimas ou inexistentes. Assim como você, que está com vontade de ficar largado sem fazer nada, também estou há vários dias em um ponto que a vontade que tenho é mandar tudo a merda, encher o tanque do carro, pegar meia duzia de roupas e me jogar sozinho na estrada, para qualquer lugar bem longe e sem data para voltar, mas isso para mim também não é possível. Não fosse o bastante, também compartilho da angustia de, apesar de ter um emprego que me garante uma condição razoável de vida, saber em meu íntimo que estou longe de retribuir com o meu melhor desempenho e máxima dedicação.

Sou, em resumo, uma fraude em quase todos os campos da minha vida e de alguma forma preciso resolver isso. Estou tentando, mas é muito difícil.

Pelo menos, o bom da vida é que toda vez que o sol nasce de manhã, surge uma nova oportunidade de sermos melhores, e é nisso que acho que devemos nos apegar para tentar polir nosso caráter falho e ser um pouco mais dignos.

Seguimos juntos na luta e, quem sabe, encontremos o sucesso aí na frente.

_______________________________________
"A vitalidade é demonstrada não apenas pela persistência, mas pela capacidade de começar denovo".
F. Scott Fitzgerald


1ª meta: dez posts em dez dias - começando novamente

Link do meu diário: https://www.comoparar.com/t10701-diario-do-red-angus
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

17/7/2020, 08:46
Red Angus escreveu:Olá confrade Pangusso, é bom saber que meu desabafo lhe tocou de alguma forma. Usar esse teu espaço para escrever aquele texto que citaste aí em cima também me foi de grande valia, pois consegui compartilhar exatamente o que estava sentindo naquele momento e, com isso, tirar um pouco do peso dos ombros. Essa possibilidade, talvez, seja a maior virtude desse fórum: podemos compartilhar dores semelhantes e buscar apoio uns nos outros. Pelo visto, a PMO é apenas a ponta do iceberg dos problemas dos rebooters.

A propósito, lendo seu último relato, levei uma pancada das suas palavras, que se mostraram como se fossem um espelho refletindo minha imagem. Sou um verdadeiro mestre na arte de fazer planejamentos ótimos e execuções péssimas ou inexistentes. Assim como você, que está com vontade de ficar largado sem fazer nada, também estou há vários dias em um ponto que a vontade que tenho é mandar tudo a merda, encher o tanque do carro, pegar meia duzia de roupas e me jogar sozinho na estrada, para qualquer lugar bem longe e sem data para voltar, mas isso para mim também não é possível. Não fosse o bastante, também compartilho da angustia de, apesar de ter um emprego que me garante uma condição razoável de vida, saber em meu íntimo que estou longe de retribuir com o meu melhor desempenho e máxima dedicação.

Sou, em resumo, uma fraude em quase todos os campos da minha vida e de alguma forma preciso resolver isso. Estou tentando, mas é muito difícil.

Pelo menos, o bom da vida é que toda vez que o sol nasce de manhã, surge uma nova oportunidade de sermos melhores, e é nisso que acho que devemos nos apegar para tentar polir nosso caráter falho e ser um pouco mais dignos.

Seguimos juntos na luta e, quem sabe, encontremos o sucesso aí na frente.

Bom dia, Red Angus,

É isso mesmo. Também tenho em muitos momentos sentido vontade de "chutar o balde" e deixar tudo para trás. Inclusive neste período de quarentena tive uma discussão mais acalorada com minha esposa, em um dos dias que eu estava mais explosivo (inclusive sendo extremamente grosseiro com minhas filhas), que cheguei a sair de casa, só com roupa do corpo, meu celular quase sem bateria, deixando chave da casa, do carro. Fiquei alguns minutos divagando e imaginando como seria minha nova vida se eu de fato concretizasse um divórcio e senti meu coração doer de saudades de minhas filhas. Passada uma meia hora recebi ligação da minha esposa dizendo que elas estavam preocupadas comigo e reconheci que não estava conseguindo suportar a saudade delas e voltei para casa. Enfim, analisando toda a situação acredito que ainda esta nossa realidade, de homens casados e com filha(s) nos são como que âncoras que nos exigem um pouco ao menos de responsabilidade. Sinceramente se eu me deixasse pelos desatinos deste deleite egocêntrico eu já estaria em condições ainda piores. Sei que a minha relação conjugal é também um reflexo da minha postura e a sexualidade vem no rastro do rumo que tomamos. Como acredito que tudo começou errado pela minha compulsão, minha visão unidimensional, aos poucos fui me conformando que esta é a única versão possível da minha história e a melhor versão de mim mesmo, o resto sempre foram só sonhos. Seguindo tuas sábias palavras, eu reconheço que eu sou uma "fraude em quase todos os campos da minha vida". Pois as pessoas que olham de fora veem um pai amoroso e responsável, um esposo companheiro, paciente, colaborativo, talvez para alguns até um profissional exemplar,... Sempre consegui ocultar bem minhas muitas imperfeições com uma maquiagem de figura tímida, pacata... embora esta última seja muito mais uma apatia. Desculpe me estender demais e até desvairar por temas a princípio não tão pertinentes.

Abraço
Moita
Moita
Mensagens : 72
Data de inscrição : 29/05/2020

Diário do Moita - Página 3 Empty Re: Diário do Moita

21/7/2020, 07:40
Bom dia, guerreiros,


Volto aqui depois de alguns dias, em que tudo se tornou um tanto ocupado. Não vou aumentar e supervalorizar as tarefas que executei. Foram algumas tarefas domésticas e coisas no trabalho que muito mais pela minha ineficiência, ainda dominante, do que pela complexidade ou quantidade de procedimentos a realizar. Também não vou ficar me bajulando com a conquista de 5 dias longe de PMO, pois eu sei bem dos pormenores e do quanto fui salvo pelo gongo neste domingo passado. Os primeiros dias foram muito difíceis. No segundo dia eu já estava com muita dificuldade de concentração. Minha cabeça estava cheia de desejos e pensamentos obsessivos. Era um pleno sábado em que eu e minha esposa estávamos sozinhos em casa, pois tínhamos deixado nossas filhas com a minha sogra para fazermos uma faxina em casa. Eu passei a faxina toda fantasiando que após concluída teríamos oportunidade para transarmos. Só que como fico "fazendo cu doce", depois de algumas investidas malsucedidas, nem aproveitei a oportunidade que tive depois em que acabamos tudo e ela foi tomar banho. No domingo pela manhã, acabei acordando cedo pois estava na fissura, mas consegui me conter para não recorrer a PMO. Fiquei estudando um pouco e perto das 10 horas, como nossa filha mais nova ainda dormia (a mais velha dormiu na casa da vó), resolvi deitar de novo para ver se conseguia superar minha burrice e tomar a iniciativa. Minha esposa já estava acordada e até perguntou onde eu estava e por que eu deitara de novo. Isso era caminho aberto para um beijo e aí rolar o que tanto queria. E neste ponto tenho que tomar a posição de telespectador que talvez vocês assumam, com que vendo aqueles filmes de suspense/terror que o mocinho sempre toma as piores decisões. Acredito que também fiquem pasmos com as minhas condutas com minha própria esposa. Voltando a cena com ela eu simplesmente disse que estava com sono e que resolvera deitar de novo e coloquei minha mão sobre as costas dela e fique levemente massageando como que para cumprir uma obrigação. Logo depois nossa filha acordou e não rolou nada. Foram atitudes tão idiotas. E foi justamente com o que ouvi na hora do almoço que percebi o quanto eu desperdiço oportunidades que poderiam me ajudar muito a superar o vício em PMO. Ela me questionou por que não a acordara cedo para "namorar", como ela diz, já que ela só consegue relaxar quando nossa filha mais velha não está em casa. Que achava que não me sentia mais atraído por ela. Eu respondi que não queria atrapalhar o sono dela mas compreendendo que fora um completo idiota. Daí no meio da tarde, quando fui fazer minha filha dormir o soninho da tarde, já estava convencido de que desperdiçara todos os ensejo e o menos pior a fazer era zerar o contador pois não suportaria uma semana com a cabeça fervilhando e lutando contra as tentações. Como que um lampejo tive a ideia de investir na possibilidade de sexo real e mandei no whatsapp dela que ia deitar um pouco para descansar. E perguntei também se ela não estava a fim de "namorar". E para minha felicidade alguns segundo depois eu vi a porta do quarto abrir. Estava salvo por um dia. Ontem fluiu, como já mencionei, ocupado com as coisas do trabalho e hoje estou aqui numa situação até o momento neutra. Com as lições deste final de semana eu espero que eu consiga superar este problema na relação conjugal que nem sei por que eu crio. Hoje fico por aqui. Até um próximo momento.

Rottweiler gosta desta mensagem

Voltar ao Topo
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum