Ir em baixo
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Diário de Stealthyman

em 16/6/2020, 23:18
Olá a todos, eu decidi neste momento iniciar uma nova etapa na minha luta contra PMO, e gostaria de contar a história de como cheguei até aqui.

Eu me masturbo desde que me dou por gente. Com algo como 5 anos, descobri uma coisa: que ficando deitado de barriga pra cima, com as pernas dobradas (calcanhares na cama e joelhos pro alto), se eu abrisse e fechasse as pernas, enquanto com a mão eu apertava a base do pênis, eu sentia uma sensação gostosa, que culminava em uma sensação mais forte e gostosa. Da primeira vez, eu achei que eu estava urinando, mas para minha surpresa eu não estava molhado. Eu fiquei super empolgado! A partir daí, passei a fazer isto sempre que possível, especialmente na cama, antes de dormir, mas não exclusivamente, pois eu não sabia o que era isso.

Eu sou do final de 1981, então eu cresci numa fase das mídias (TV, revistas) e da publicidade em que o apelo sexual era muito forte: não era apenas o catálogo de moda praia do folhetinho do supermercado, tinha fotos com apelos eróticos na Veja, na Istoé, no jornal. Isso sem falar nas propagandas de televisão, nas novelas, nos filmes, enfim... Não demorou muito depois da descoberta que eu relatei acima para ligar a masturbação primeiro a pensamentos e depois às imagens fartamente disponíveis. Eu recortava e juntava as fotos que saíam nos jornais e revistas, depois eu usava as revistas de moda da minha mãe e avó, e assim fui crescendo.

No começo da minha adolescência, juntei duas descobertas a esta bola de neve: primeiro, que muitos jornaleiros não se importavam de vender revistas para crianças; e segundo, que um tio meu, que com quase 50 anos ainda morava com a minha avó viúva, tinha uma pilha de revistas no armário dele com quase 1 metro de altura. Tempos de Collor até o começo do Plano Real, minha mãe começou a trabalhar para complementar a renda da casa, e eu ficava o tempo fora da escola na casa desta avó, às vezes sozinho. Enquanto na banca eu conseguia Plaboy, Sexy e Ele & Ela novas e usadas, meu tio tinha revistas americanas, com sexo simulado, sexo explícito e reviews de filmes pornô com fotos. Eu comecei a acumular revistas compradas e a roubar as do meu tio e levar pra casa. Um dia fui confrontado e tive que devolver tudo...

Veio a segunda fase da minha adolescência, e eu fui para uma escola técnica, em um ambiente majoritariamente masculino. A escola ficava no centro de São Paulo, e como eu fazia Eletrônica, passei a circular regularmente pela Boca do Lixo. Ali eu encontrei o tipo de revista que o meu tio tinha à venda, e eu passei a comprá-las. Quando me faltava dinheiro, eu as roubava. Quando eu passei a estagiar e depois trabalhar, eu gastava muito do meu dinheiro nestas bancas. No final da década de 90 e início dos anos 2000, eu fui trabalhar numa grande empresa (onde ainda estou), como técnico em informática. Com acesso livre a boa internet (que eu não tinha em casa), vieram os vídeos. Eu acumulei quantidades gigantescas de material por muitos anos, tanto fotos quanto vídeos. No decorrer do tempo, a complexidade dos filmes foi crescendo, chegando num dado momento a coisas como BDSM e Gang Bang.

Nesse meio tempo, eu tive duas namoradas, e com a segunda eu namorei por muito tempo e me casei com ela, em 2014. Ela é uma pessoa maravilhosa, bonita, inteligente, engraçada, que gosta de sexo. Mas isto não eliminou minha relação com a pornografia, nem exatamente a aliviou. Pelo contrário, além de ficar mais e mais pesada, eu comecei a sair com prostitutas. Na medida em que meu relacionamento com minha namorada se aprofundava e os anos passavam, mais e mais intensamente eu saía com prostitutas. Eu pagava caro, por mulheres realmente bonitas. Com algumas, eu me convenci que estava criando vínculos emocionais (obviamente não correspondidos), enquanto minha namorada estava em casa, ignorante do que se passava comigo. Eu achava que tudo estava sob controle: apesar de me sentir culpado, não tinha dificuldades para fazer sexo com minha namorada, e o sexo era bom, tão bom quanto o com as prostitutas. Eu era o senhor do mundo!

Aí eu casei. Pouco tempo depois, veio a DE com a minha esposa. Apenas com ela. Fora de casa, com prostitutas e agora também massagistas, tudo normal. Ela se perguntava o que estava acontecendo, me questionava, e eu desconversava. Havia períodos em que a minha potência sexual voltava com ela, mas logo acabava. Segundo a percepção dela (eu não notava nada), eu fui ficando mais mecânico, mais frio, menos dedicado à nossa intimidade. Entre altos e (muitos) baixos, comecei a fazer terapia. O primeiro psicólogo não pôde me ajudar. Mudei para uma outra pessoa (mulher) e comecei a fazer avanços. Comecei a me perceber viciado em pornografia ano passado, e num dado momento, ao cair a ficha, no desespero de notar que eu deveria abrir o jogo com a minha esposa sobre tudo, considerei o suicídio.

Primeiramente contei do vício omitindo a prostituição. Tentava na minha cabeça tratar os dois como sinônimos. Ela ficou triste, mas reprimiu os sentimentos. Parei com as prostitutas, mas a pornografia ia e vinha da minha vida. Os meses se passaram, sem progressos. Ela começou a adoecer. No meio do isolamento social que estamos vivendo por conta da pandemia, descobri que ela arranjou um amante, com quem saía ocasionalmente já há cerca de dois anos. Eu o conheço e o considerava um amigo. Covardemente, pus para fora tudo o que estava guardado apenas diante deste fato. Agora ela está ainda pior, e é ela agora quem pensa em se matar. No último mês e meio, ela começou a se tratar com psicólogo e psiquiatra, e está tomando remédios.

Semana passada, ela foi embora de casa.

Eu a fiz ir, de certo modo. Disse para ela que eu preciso enfrentar este monstro sozinho. Ela me disse que diante de tudo o que se revelou ela sente muita dificuldade em considerar sexo comigo, mas que ainda me ama. Eu lhe disse o mesmo, mas não consigo quebrar o gelo que eu mesmo criei com ela.

Eu olho pra mim nesse momento e vejo o quanto de bonito havia na minha vida, e como com minhas ações eu estraguei essa beleza. Eu me sinto terrivelmente mal, apenas o interesse de ver pornografia me tirou da cama nos últimos dias. O mais doloroso para mim é que, mesmo diante de tudo o que vai mal e da minha consciência pesada, aquilo que eu mais quero neste momento é voltar às prostitutas, largar mão e voltar a acumular pornografia. Estou convencido que eu já passei do meu auge na vida e que agora é a pornografia que me resta. É como se de mim somente houvesse sobrado uma casca, internamente vazia.

No meio disso tudo, o site Papo de Homem me direcionou para cá. Fiquei empolgado com a possibilidade de tentar participar de um grupo de apoio. Assisti e li bastante coisa nos últimos dias sobre o assunto. Percebi que minha terapeuta, de maneira resumida, havia tratado dos mesmos tópicos que o e-book de vocês trata, mas confesso que não havia sentido até chegar aqui o soco no estômago que estou levando nesse momento das histórias de vocês. Vejo – e agora entendo melhor – que uma coisa é ENTENDER algo, e outra completamente diferente é SENTIR.

Eu decidi que eu quero tentar o método de vocês.

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
SEU_MADRUGA
SEU_MADRUGA
Mensagens : 62
Data de inscrição : 21/05/2020

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 17/6/2020, 07:54
seja bem vindo Stealthyman

todos nos temos historias semelhantes, esse mal que acaba com todos nós! o bom é que percebemos e conseguiremos consertar. é uma longa e difícil batalha que sairemos vitoriosos no final.


_______________________________________
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Obrigado!

em 17/6/2020, 15:25
Olá SEU_MADRUGA, obrigado pelas palavras!
Me confortou enormemente saber que existe um grupo de pessoas lutando juntas, se apoiando.
Vamos todos lutar e vencer!

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
Rottweiler
Rottweiler
Mensagens : 543
Data de inscrição : 22/07/2019
Idade : 28

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 18/6/2020, 13:29
Stealthyman, cada um tem suas feridas para curar aqui, mas o apoio de todos e especial. Espero que vença.

Acompanhando.
Abraço.

_______________________________________
DIÁRIO: www.comoparar.com/t9368-diario-do-rottweiler

Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 18/6/2020, 18:33
Minha primeira entrada no diário, quase ao final do segundo dia de reboot. Sem PMO até agora. As tentações apareceram, mas me mantive firme.

O fato de ter de trabalhar em casa tem me colocado diante de um gatilho muito forte. Pela necessidade de abrir vários e-mails de um mesmo domínio, eu preciso da janela oculta para trabalhar. Várias vezes ao dia, enquanto estou trabalhando, a concentração vai embora e eu me pego quase automaticamente abrindo mais uma aba oculta. Quando eu dou por mim, estou com os dedos já sobre as teclas, pronto para digitar um endereço de P. Parte das vezes eu paro, respiro e fecho, outras vezes eu me deixo levar.

Especialmente depois da crise consumada no casamento, eu larguei mão absolutamente de resistir. Quando fiquei sozinho em casa foi que eu decidi mudar.

A novidade aqui para mim foi a possibilidade dos bloqueadores. Nunca tinha pensado nisso. Com Qustodio no celular e Kurupira no PC, estou conseguindo me dissuadir de tentar abrir sites de P. Meu maior desafio mental nestes dois dias foi de ter a ciência de que eu preciso programar manualmente minha lista negra de sites de acompanhantes e massagem erótica, que surpreendentemente os bloqueadores não consideram.

Hoje precisei ir ao trabalho presencialmente, e lá há outro gatilho: num raio de 1 Km em qualquer direção, há pelo menos um puteiro/casa de massagem. Desde que eu comecei a minha terapia, em janeiro do ano passado, mas principalmente depois de começar a abrir o jogo com a minha esposa, há um ano atrás, eu parei de frequentar estes lugares. Estou fazendo uma força adicional para entender a prostituição como pornografia ao vivo. Neste meio tempo, foram tantos reboots e quedas que eu nem sei contar.

Agradeço aos amigos SEU_MADRUGA e Rottweiler pelas palavras de apoio. Podem contar comigo, também torço por vocês!

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
avatar
Convidado
Convidado

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 19/6/2020, 14:27
Desejo toda a força do mundo a você nesse momento. Não medindo esforços, com certeza vamos conseguir. Com relação ao ocorrido em seu casamento é claro que é triste e é claro tbm que é "fácil" para quem está de fora dar palpite e trazer soluções mágicas para qualquer questão. Mas, na realidade, só quem tá na pele pra saber o tamanho da encrenca e o quanto é duro ter de gerenciar tudo, lidar com tudo, etc. Entretanto, algo que tenho notado conforme vou ficando mais velho, é que tentar resolver um problema de cada vez torna períodos difíceis como esse um pouco mais suportáveis. É como numa guerra, lutar em várias frentes ao mesmo tempo é garantia de fracasso. Tente se concentrar na resolução de somente um problema por vez. No tópico onde eu me apresentei, vc mesmo disse que nossa história é parecida e, assim sendo, pode me chamar sempre que precisar trocar uma ideia.

Muita força a vc.
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 19/6/2020, 18:07
Segunda entrada no diário, quase terminado o terceiro dia, firme até agora!

Confesso que cutuquei a onça involuntariamente ontem. Eu gosto muito de cinema, e estava vendo alguns filmes do Mel Brooks, de uma caixa dele que eu comprei tempos atrás. Os filmes dele são sátiras de outros filmes, e eu gosto deles justamente por isto. Acontece que ele sempre coloca alguma sugestão sexual nos filmes, com mulheres apelativamente apresentadas.

Eu não peguei os filmes pra ver por causa disso, nem tinha pensado nisso, mas acabei passando pelas cenas e precisando me controlar. Não se tratava de nudez nem nada, mas o pensamento quis comprar a ideia. Posso pelo menos dizer que resisti com sucesso!

Tenho passado por uma situação desconfortável. Tenho uma sensação o tempo todo de tesão no pênis, mas ela não se converte em ereção. Mesmo as ereções matinais estão inconstantes. Antes de começar a abstinência, somente conseguia ter ereção de fato fantasiando com pornografia ou prostitutas.

Hoje pela manhã liguei para a minha esposa, que está na casa da mãe, para saber dela. Ela está tomando remédios para depressão e ansiedade, e os efeitos dos primeiros dias dos remédios fazem ela se sentir muito mal. Isto me faz me sentir péssimo, pois ela está assim por minha causa. Eu penso no quanto eu a fiz se sentir sozinha, não desejada...

Tive hoje uma conversa muito instrutiva com o amigo Mais um Cara, foi bom poder conversar com alguém!

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
avatar
Shelby032
Mensagens : 48
Data de inscrição : 13/06/2020

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 19/6/2020, 20:26
Nossa cara que historia,sei que a batalha sera longa para voce,mas tenha bastante fe na sua vitoria,procure identificar as deixas e troca - las ( caso nao estiver fazendo isso é claro),ja foi um otimo passo ter chegado aqui procurando ajuda e assumindo o vicio,vou acompanhar seu diario e orar por vc e tbm pela sua mulher que esta num momento dificil,depressao e f***,enfim,enfim parabens pelos seus 3 dias.

Um abraco e fique com Deus
avatar
Convidado
Convidado

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 19/6/2020, 20:50
Stealthyman escreveu:
Segunda entrada no diário, quase terminado o terceiro dia, firme até agora!

Confesso que cutuquei a onça involuntariamente ontem. Eu gosto muito de cinema, e estava vendo alguns filmes do Mel Brooks, de uma caixa dele que eu comprei tempos atrás. Os filmes dele são sátiras de outros filmes, e eu gosto deles justamente por isto. Acontece que ele sempre coloca alguma sugestão sexual nos filmes, com mulheres apelativamente apresentadas.

Eu não peguei os filmes pra ver por causa disso, nem tinha pensado nisso, mas acabei passando pelas cenas e precisando me controlar. Não se tratava de nudez nem nada, mas o pensamento quis comprar a ideia. Posso pelo menos dizer que resisti com sucesso!

Tenho passado por uma situação desconfortável. Tenho uma sensação o tempo todo de tesão no pênis, mas ela não se converte em ereção. Mesmo as ereções matinais estão inconstantes. Antes de começar a abstinência, somente conseguia ter ereção de fato fantasiando com pornografia ou prostitutas.

Hoje pela manhã liguei para a minha esposa, que está na casa da mãe, para saber dela. Ela está tomando remédios para depressão e ansiedade, e os efeitos dos primeiros dias dos remédios fazem ela se sentir muito mal. Isto me faz me sentir péssimo, pois ela está assim por minha causa. Eu penso no quanto eu a fiz se sentir sozinha, não desejada...

Tive hoje uma conversa muito instrutiva com o amigo Mais um Cara, foi bom poder conversar com alguém!

Sempre que precisar estamos às ordens, amigo. Esses dias tem sido muito difíceis. Me cobro muito por ter chegado ao nível que cheguei, assistindo tanta bobagem. Saber que houve uma "escalada" dói muito... Mas enfim... Quando quiser trocar uma ideia, se eu puder ajudar, com certeza o farei.
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 20/6/2020, 22:53
Terceira entrada do meu diário, hoje eu tirei o dia para arrumar coisas em casa, e isto foi bom para manter a cabeça ocupada. Durante a limpeza, encontrei um resto de P que eu me lembrava de ter apagado. Não dei muita confiança para a P, e logo apaguei.

O corpo ainda manda os mesmos sinais. Sinto ereções de vez em quando, quando estou dormindo em sono leve, mas sem conseguir relacionar a ereção com sonhos. Eu me lembro muito pouco deles, e preciso que haja alguma imagem muito poderosa para acordar e anotá-lo, para poder por exemplo discuti-lo na terapia.
Ela me recomendou, aliás, o documentário A Máscara em que Você Vive, que está no Netflix. Apesar de o contexto mais geral seja o da sociedade dos EUA, ele me fez refletir sobre a presença do meu pai na minha vida, e sobre como a P foi a minha educação sexual.

Ontem conversei com Mais um Cara sobre a escalada da P, e vejo que ela me levou a limites bizarros, tanto no virtual quanto no real. Não creio que haja uma resposta única para este problema, mas para “descer a montanha” depois dessa escalada penso em manter a cabeça o mais ocupada possível com atividades úteis e com prazeres outros que não o sexo distorcido da P.

É um caminho difícil, eu mesmo estou descontando na comida, é muito complicado manter a concentração e a cabeça fria, mas cada dia é um dia, e eu não vou desanimar!

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 21/6/2020, 22:10
Convidado escreveu:Desejo toda a força do mundo a você nesse momento. Não medindo esforços, com certeza vamos conseguir. Com relação ao ocorrido em seu casamento é claro que é triste e é claro tbm que é "fácil" para quem está de fora dar palpite e trazer soluções mágicas para qualquer questão. Mas, na realidade, só quem tá na pele pra saber o tamanho da encrenca e o quanto é duro ter de gerenciar tudo, lidar com tudo, etc. Entretanto, algo que tenho notado conforme vou ficando mais velho, é que tentar resolver um problema de cada vez torna períodos difíceis como esse um pouco mais suportáveis. É como numa guerra, lutar em várias frentes ao mesmo tempo é garantia de fracasso. Tente se concentrar na resolução de somente um problema por vez. No tópico onde eu me apresentei, vc mesmo disse que nossa história é parecida e, assim sendo, pode me chamar sempre que precisar trocar uma ideia.

Muita força a vc.

Mais um dia se passou, e fico feliz de vir aqui dizer que sigo firme na resistência! A vontade de jogar tudo pro alto existe (uma crise de abstinência quer se instalar), mas um dia por vez, eu sou superior a ela.

Esta noite até sonhei comigo voltando à P e tendo que zerar o contador, e acordei triste. Felizmente foi apenas um sonho ruim.

Cuidei hoje da casa, fiz comida para a semana, lavei roupa e depois fui visitar meus pais. Na tentativa que eu estou fazendo aqui junto com vocês, meus pais têm sido importantes. Sou muito grato à possibilidade de poder abrir o jogo com eles e poder contar com o acompanhamento deles na minha jornada. Este ambiente de múltiplos apoios reforça a minha coragem e me traz serenidade.

Sou muito agradecido às palavras de apoio do amigo, e desejo a você também muita força e perseverança!

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 22/6/2020, 10:12
Pro dia de hoje vou fazer um pouco diferente. Vou correndo aqui pra anotar como eu me sinto por momento, e vou acrescentando linhas ao longo das novidades que me acontecem.

MANHÃ: acordei com sonhos e pensamentos eróticos. Estavam muito fortes e difíceis de desviar. A imaginação estava muito realista. Levantei e procurei levar a vida e os pensamentos para outra direção.

10h: depois de trabalhar um pouco, cuidei de algumas tarefas da casa (recolher lixo, lavar louça, regar plantas). Enquanto lavava louça, os pensamentos do momento de acordar voltaram. Fiquei pensando o quão pouco "2D" eles são pra mim, e o quanto isso piora as coisas: diferentemente de ver as coisas apenas por uma tela ou folha de papel, a prostituição dá a chance de uma pornografia com cheiro, textura, peso, calor. Eu tenho memória táctil, e é como eu sentisse o desejo na palma da mão... Pensei nisso com uma ereção. Corri aqui pra escrever, pra fazer água nesse curso de pensamentos, ou eu vou acabar chutando o balde.

14h: Com muita força, passou o momento mais grave. Saí ileso. Fui ao mercado, andei um pouco na rua, almocei, ouvi música. Estou muito triste, mas não consigo chorar por mim mesmo. Preciso de um empurrão. O Álbum Branco dos Beatles veio dar uma ajuda nisso. O arrependimento é foda.

22h30: Hora de ir dormir, acho que conseguir afastar a angústia sexual e ficar mais focado nas coisas. Me sinto ainda mal, mas melhor, mais senhor de mim. Amanhã é um novo dia, espero que seja mais calmo, mas venha como vier, vou enfrentá-lo.


Última edição por Stealthyman em 22/6/2020, 22:39, editado 1 vez(es)

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
avatar
tiozerj
Mensagens : 82
Data de inscrição : 01/01/2019

Diário de Stealthyman Empty Desafios

em 22/6/2020, 15:04
Stealthyman,

li agora seu relato. Bastante impressionante. Me lembra o quanto a PMO fez mal pra todos nós e nossas vidas. Mas você está enfrentando o dragão olho no olho, levantou e decidiu se tornar o herói da sua história, o cavaleiro branco e deixar a escravidão pra trás! PARABÉNS. Estamos todos no mesmo barco: limpando a mente, reconectando com a vida real e os relacionamentos que importam, salvando casamentos, relacionamentos, empregos, projetos e sonhos que foram sugados nesse ralo que é a PMO. Sem culpar ninguém: assumimos que perdemos o eixo, que não tivemos a força necessária. Mas agora é a hora e nos levantamos pra dizer: chegou a minha hora de viver a vida real!!

Abs,

TioZé

_______________________________________
Diário do Tiozerj

Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 23/6/2020, 10:17
Novo dia, e este também começou difícil. Não tenho nenhuma vontade de fazer nada.

Estou basicamente enrolando desde que saí da cama. Tenho trabalho a fazer, mensagens a responder, mas não consigo focar em absolutamente nada.

É interessante notar o quanto da minha mente era dedicada à P, mesmo sem MO. O mundo fora dela parece insuportavelmente insosso! Nada parece dar prazer ou satisfação alguma. Meus olhos anseiam por estímulo visual, qualquer estímulo.

Mas eu preciso seguir em frente. Pelo que pude perceber dos nossos veteranos aqui, com o tempo fica mais fácil. Vou perseverar!

ADENDO 13h: queria aqui dividir minha revolta. Tentando dar uma olhada no noticiário (afinal, o Brasil e o mundo estão pegando fogo!) num portal de internet, me deparo com a seguinte manchete bombástica: "Sub-celebridade (coloque aqui o nome da que quiserem) sensualiza com pedaço de melão", provavelmente fazendo alusão a um post aleatório de rede social pra ganhar uns likes. O "furo de reportagem" era de um site qualquer de fofocas dos famosos. Eu sei que o mundo não tem culpa da minha condição, mas a forma como as coisas são me enoja.


Última edição por Stealthyman em 23/6/2020, 13:29, editado 1 vez(es)

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
Pangusso
Pangusso
Mensagens : 64
Data de inscrição : 29/05/2020
Idade : 37

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 23/6/2020, 11:38
Bom dia, Stealthyman,

Muito interessante como as histórias tem sempre muitas coisas em comum. Eu também tenho vivido dias assim de esgotamento, sem vontade de nada. Tenho duas filhas pequenas e tenho muito amor por elas. Mas tem horas que eu estou brincando com elas eu fico sempre com uma sensação de que está me faltando algo. É angustiante. Eu percebo que vivo em piloto automático a maior parte do tempo. Sem perceber, sentir, curtir direito as coisas. Estou tendo muitas dificuldades no trabalho pela falta de foco. Mas olhando para trás eu percebo que já foi até pior quando eu estava entregue ao vício. Eu chegava ao absurdo de fazer uso da PMO no banheiro do trabalho umas 3, 4 vezes ao dia. Eu ainda não estou sentindo os efeitos positivos do reboot. Estou ficando muito mal com a falta de sexo real. Minha esposa é do tipo que ou nunca curtiu mesmo, ou por questões hormonais da amamentação, ou provavelmente devido às experiências tão ruins que ela foi tendo com minha sexualidade egocêntrica que hoje em dia é bem difícil ela estar a fim. Esclareço que não estou querendo me fazer de vítima da situação e que isso não serve de justificativa para fracassar.

Mas vamos nesta jornada juntos.

Grande abraço.


_______________________________________
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 23/6/2020, 12:12
Pangusso escreveu: Bom dia, Stealthyman,

Muito interessante como as histórias tem sempre muitas coisas em comum. Eu também tenho vivido dias assim de esgotamento, sem vontade de nada. Tenho duas filhas pequenas e tenho muito amor por elas. Mas tem horas que eu estou brincando com elas eu fico sempre com uma sensação de que está me faltando algo. É angustiante.  Eu percebo que vivo em piloto automático a maior parte do tempo. Sem perceber, sentir, curtir direito as coisas. Estou tendo muitas dificuldades no trabalho pela falta de foco. Mas olhando para trás eu percebo que já foi até pior quando eu estava entregue ao vício. Eu chegava ao absurdo de fazer uso da PMO no banheiro do trabalho umas 3, 4 vezes ao dia. Eu ainda não estou sentindo os efeitos positivos do reboot. Estou ficando muito mal  com a falta de sexo real. Minha esposa é do tipo que ou nunca curtiu mesmo, ou por questões hormonais da amamentação, ou provavelmente devido às experiências tão ruins que ela foi tendo com minha sexualidade egocêntrica que hoje em dia é bem difícil ela estar a fim. Esclareço que não estou querendo me fazer de vítima da situação e que isso não serve de justificativa para fracassar.

Mas vamos nesta jornada juntos.

Grande abraço.


Olá Pangusso, eu entendo perfeitamente. No meu caso, não tenho filhos e minha esposa era mais receptiva, mas minha atitude com relação a ela foi nos afastando. Eu só posso imaginar o quanto ela sofre, e eu imagino que só saiba da superfície da coisa. A gente está tentando se entender, mas só o tempo dirá se vai dar algum resultado o meu esforço com relação ao nosso casamento. Eu posso muito bem melhorar da PMO, mas não a ter mais.

Minha vida no trabalho era parecida como a sua, e diminuiu consideravelmente quando eu comecei a tentar tirar a PMO da vida. Fico pensando hoje em dia como eu poderia ter inclusive perdido meu emprego por conta disso...

Enxergo daqui que você tem a vantagem de ter suas filhas por perto. Brincar com elas pode ser uma distração valiosa, e sempre será bom para o desenvolvimento delas. Penso que nessa quarentena a gente, por diminuir nossa circulação pela cidade, façamos em geral menos atividade física, e reduzimos nosso acesso a fontes saudáveis de recompensa no cérebro.

Te desejo muita sorte e paciência. Tenhamos confiança de que está ruim agora, mas é para um bem maior.

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Sete dias já foram!

em 24/6/2020, 11:36
Bom, cheguei à metade do oitavo dia sem PMO, e sem concessões às arapucas da internet (click baits de portais de notícias, redes sociais...), e por mais que eles tenham sido difíceis de passar, cheguei aqui íntegro.

Os sonhos acontecem toda noite, eles mexem comigo, e tem sido uma luta constante afastar as imagens que me vêm deles, sobretudo. Engraçado que esta noite também foi a segunda vez em que o uso de P veio à mente em sonho, mas de uma forma extremamente negativa, como algo errado ou como algo que atinge o que eu estou fazendo aqui. Isto ao menos me alegra, pois o efeito de estar aqui com vocês está se aprofundando na minha forma de pensar.

Trabalhar continua difícil, e a vontade de fazer as coisas custa a vir. Eu alterno entre momentos de serenidade e foco com outros de tristeza e autocrítica. A mão vai ao teclado e ao pênis de quando em quando, buscando a PMO, mas não me deixo vencer.

Espero que todos aqueles com quem conversei nesta semana estejam bem, e nos vemos por aí!

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
Sincero determinado
Sincero determinado
Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/06/2020

Diário de Stealthyman Empty Mais um que se identifica com sua história.

em 24/6/2020, 11:47
Olá caro companheiro de luta.

Sou mais um que se identifica demais com sua história, principalmente na parte em que vê quanta coisa boa tinha em sua vida e que a pornografia lhe roubou.

Tenho hoje 37 anos e sem esposa ou filhos, voltei a morar com meus pais, estou até indo relativamente bem nos negócios, mas nada comparado ao que sei que poderia estar indo, caso não tivesse essa ancora que me prende à pior versão de mim mesmo.

Vamos lutar irmão, Deus nos dará uma saída, se insistirmos e não desistirmos de sonhar com algo melhor, com uma boa vida em paz com Deus e consigo mesmo.

Abraço
Pangusso
Pangusso
Mensagens : 64
Data de inscrição : 29/05/2020
Idade : 37

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 24/6/2020, 13:31
Stealthyman escreveu:
Bom, cheguei à metade do oitavo dia sem PMO, e sem concessões às arapucas da internet (click baits de portais de notícias, redes sociais...), e por mais que eles tenham sido difíceis de passar, cheguei aqui íntegro.

Os sonhos acontecem toda noite, eles mexem comigo, e tem sido uma luta constante afastar as imagens que me vêm deles, sobretudo. Engraçado que esta noite também foi a segunda vez em que o uso de P veio à mente em sonho, mas de uma forma extremamente negativa, como algo errado ou como algo que atinge o que eu estou fazendo aqui. Isto ao menos me alegra, pois o efeito de estar aqui com vocês está se aprofundando na minha forma de pensar.

Trabalhar continua difícil, e a vontade de fazer as coisas custa a vir. Eu alterno entre momentos de serenidade e foco com outros de tristeza e autocrítica. A mão vai ao teclado e ao pênis de quando em quando, buscando a PMO, mas não me deixo vencer.

Espero que todos aqueles com quem conversei nesta semana estejam bem, e nos vemos por aí!

Boa tarde, Stealthyman,

Também estou nesta gangorra diária. Mas força para todos nós. O caminho é árduo, longo, mas nós vamos chegar e seremos recompensados por todo o sacrifício.

Abraço

_______________________________________
avatar
Shelby032
Mensagens : 48
Data de inscrição : 13/06/2020

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 24/6/2020, 13:40
Boa Stealthy,8 dias e incrivel cara,ta fazendo muito bem resistindo,se puder faz uma caminhada ou leia um livro,isso geralmente ocupa um bom tempo.

Forca e fe,nao ha limites para uma pessoa que quer vencer.
Fique com Deus
Red Angus
Red Angus
Mensagens : 12
Data de inscrição : 08/06/2020

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 24/6/2020, 17:10
Caro Stealthyman,

Li cada palavra do seu relato e achei particularmente chocante o quanto essa porcaria foi destrutiva para a sua família e, principalmente, para a percepção que você tem de si próprio.

Assim como você, as vezes também penso que já passei do meu auge na vida e desperdicei toda minha inteligência e potencial com nada. Costumeiramente, sempre que entrava nessas crises, costumava tocar o “foda-se” e afundar na M buscando um pouco de satisfação. Só que depois disso, vinha a culpa e a vida passava a ser mais miserável ainda.

Depois de muito tempo, vim a descobrir que essas crises existenciais nada mais são do que um gatilho da pior espécie; é o nosso cérebro se valendo da nossa baixa autoestima para nos levar a fazer coisas que liberam algumas migalhas de dopamina para saciar o vício.

E nesses primeiros dias abstêmios a coisa parece ser ainda pior. O hábito está tão arraigado que os dedos digitam o site de costume no modo automático. Parece que existe um buraco que só vai ser preenchido com PMO.

Percebendo isso, o remédio que tenho tentado utilizar é controlar a vontade o máximo possível e tentar fazer alguma coisa prazerosa ou que eleve a minha autoestima. Mudar o foco e aproveitar o tempo ocioso para fazer algo útil ao invés de buscar a PMO. Além disso, escrever mensagens como esta ou fazer algumas anotações aleatórias em um diário que venho mantendo também são de grande valia. É isso que está me ajudando desde o último tombo que levei.

A coisa boa é que, com o tempo, essa “necessidade” vai diminuindo. Aí é só cuidar com o excesso de autoconfiança e com as cascas de banana que invariavelmente aparecem no meio do caminho para nos derrubar.

Segue na luta que quanto maior for o monstro, mais memorável será o êxito.

_______________________________________

[x] 10 dias  Very Happy [x] 20 dias  Cool [x]30 dias  Shocked [  ] 45 dias [  ] 60 dias [  ] 90 dias
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 25/6/2020, 09:22
Novo dia, novas lutas se iniciam.

Hoje estou no trabalho. Dia complicado. Aqui estou completamente sozinho, internet livre e nenhum bloqueador no PC. Acho difícil que algum dia eu vá ter um instalado aqui, não me vejo também contatando a Informática e pedindo licença para instalar um nesta máquina. Durante tempos normais, com gente aqui, a presença de outras pessoas na minha sala (meu monitor fica de costas para a porta) funciona como bloqueador prático. Mas hoje estou sozinho.

E há toda a oferta de sexo pago nas imediações para eu abstrair.

Escrevo esta entrada de hoje no diário para vazar por aqui os impulsos que eu preciso reprimir, pois o cenário é tenso. Minha capacidade de resistir aos click baits da internet está depreciada.

Ontem foi minha sessão da terapia, e eu dei feedback do documentário que eu comentei outro dia no meu diário. A presença do meu pai na minha infância e adolescência foi a melhor que ele pôde dar, eu sei, e não sofri abuso sexual em casa, mas certamente sofri muito abuso físico, sem falar no bullying nos demais ambientes que eu frequentava como criança.

Da sessão, fiquei com o questionamento de o quanto eu fui submetido fisicamente, e disto não consegui me desvencilhar direito. Eu tenho pavor de conflitos, e tenho dificuldades de me impor. A P e particularmente a prostituição (acho que vou começar a chama-las aqui de P1 e P2), podem ter sido os caminhos por onde eu realmente deixo vazar a minha agressividade.

Mais um elemento do porquê ser tão difícil me livrar do desejo de consumir pornografia e sexo pago.

Conversei em dois momentos com a minha esposa. Ela passou em casa para pegar alguns livros do trabalho dela. Ela estava abatida e facilmente chorava. Nos abraçamos longamente e ela chorou muito. Mais tarde, ao telefone, ela me leu um excerto de uma análise do Jung sobre o alcoolismo, que vou tentar localizar e colocar aqui para compartilhar a reflexão com vocês. Ele relaciona vício com o sentimento de solidão (real ou imaginária).

Red Angus escreveu:Percebendo isso, o remédio que tenho tentado utilizar é controlar a vontade o máximo possível e tentar fazer alguma coisa prazerosa ou que eleve a minha autoestima. Mudar o foco e aproveitar o tempo ocioso para fazer algo útil ao invés de buscar a PMO. Além disso, escrever mensagens como esta ou fazer algumas anotações aleatórias em um diário que venho mantendo também são de grande valia. É isso que está me ajudando desde o último tombo que levei.

A coisa boa é que, com o tempo, essa “necessidade” vai diminuindo. Aí é só cuidar com o excesso de autoconfiança e com as cascas de banana que invariavelmente aparecem no meio do caminho para nos derrubar.

Pelo dia de ontem recebi muitas mensagens de apoio por aqui, e eu agradeço muito pela gentileza e generosidade de todos. Agradeço bastante pelos insights de Red Angus, novo por aqui. Tenho procurado fazer exatamente isto, buscar outros prazeres e fazer coisas úteis. Sem isto creio que não haveria como eu conduzir esta luta.

Desejo a todos muito foco e perseverança, pois dias melhores nos aguardam.

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
MascaradeFerro
MascaradeFerro
Mensagens : 177
Data de inscrição : 04/12/2019
Idade : 30

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 25/6/2020, 10:15
Cara sei como é dificil ter esses facilitadores na frente da nossa cara o dia todo, tambem passo por isso!
Tento pensar no caminho ja percorrido e nas consequencias de me sentir um lixo isso é o que ta me ajudando.

Cara, acho que sua historia de seu relacionamento ainda nao está resolvida, e talvez isso precisasse acontecer mesmo pra voces cortarem as arestas. quem sabe voces nao podem começar um novo capitulo.

Estou torcendo muito por voce, acho que aqui nesse fórum quando lemos o que cada um escreve, sem ver o rosto ou saber a que lugar pertence conseguimos enxergar e conhecer o que cada um é por dentro, a pessoa interior é quem escreve e no seu caso sem duvida é um bom homem. perdido como todos nós, mas é alguem bom!

_______________________________________
Me acompanhe --> Meu Diário

Pangusso
Pangusso
Mensagens : 64
Data de inscrição : 29/05/2020
Idade : 37

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 25/6/2020, 11:31
Bom dia, Stealthyman,

Te desejo toda a força para superar as dificuldades que o dia está oferendo. Com relação ao trabalho, nas poucas ocasiões que eu ficava sozinho eu costumava fazer interrupções a cada vez que o pensamento começava a me conduzir para o vício e como sempre gostei de exercício físico, fazia umas flexões, abdominais ou alongamentos. Percebia que a sensação de bem estar em estar "cuidando do corpo", desmantelava todo o esquema que ia se formando na minha cabeça para me ceder à tentação. É como se eu desse a prioridade total à saúde e colocasse a PMO na posição de sugador das minhas energias. Logo um adversário capital. E isso tenho utilizado no teletrabalho, no período matutino quando passo quase todo o tempo sozinho na sala, enquanto minha esposa e filhas dormem.

Mudando um pouco de assunto eu me identifiquei bastante com esta tua frase: "Eu tenho pavor de conflitos, e tenho dificuldades de me impor.". Também me sinto bastante assim. E enxergo que em alguns momentos é pela baixa autoestima, em outros por preferir simplesmente passar sem se incomodar (como que por preguiça). Lembrando, como outro dia relacionei, aquelo filme "Click" - não sei se já o viste. Em que o personagem fica avançando etapas desagradáveis da vida e depois vê que não viveu de fato nada.

Abraço

_______________________________________
Stealthyman
Stealthyman
Mensagens : 35
Data de inscrição : 16/06/2020
Idade : 38
Localização : São Paulo

Diário de Stealthyman Empty Re: Diário de Stealthyman

em 26/6/2020, 14:11
Seguindo aqui adiante com meus registros...

Os últimos dias têm sido complicados. Stress crescente (ontem tinha reunião de condomínio, para deixar tudo mais divertido) e a necessidade de controlar o desejo, que ainda está muito forte.

A concentração está muito baixa também, e trabalhar à distância está cada dia mais difícil. Hoje por exemplo eu não consegui fazer nada do meu trabalho. Fico feliz por ser sexta-feira, pelo menos terei dois dias sem pressão externa. Espero me colocar um pouco mais nos eixos.

Pangusso escreveu:Bom dia, Stealthyman,

Te desejo toda a força para superar as dificuldades que o dia está oferendo. Com relação ao trabalho, nas poucas ocasiões que eu ficava sozinho eu costumava fazer interrupções a cada vez que o pensamento começava a me conduzir para o vício e como sempre gostei de exercício físico, fazia umas flexões, abdominais ou alongamentos. Percebia que a sensação de bem estar em estar "cuidando do corpo", desmantelava todo o esquema que ia se formando na minha cabeça para me ceder à tentação. É como se eu desse a prioridade total à saúde e colocasse a PMO na posição de sugador das minhas energias. Logo um adversário capital. E isso tenho utilizado no teletrabalho, no período matutino quando passo quase todo o tempo sozinho na sala, enquanto minha esposa e filhas dormem.

Mudando um pouco de assunto eu me identifiquei bastante com esta tua frase: "Eu tenho pavor de conflitos, e tenho dificuldades de me impor.". Também me sinto bastante assim. E enxergo que em alguns momentos é pela baixa autoestima, em outros por preferir simplesmente passar sem se incomodar (como que por preguiça). Lembrando, como outro dia relacionei, aquelo filme "Click" - não sei se já o viste. Em que o personagem fica avançando etapas desagradáveis da vida e depois vê que não viveu de fato nada.

Abraço

Pangusso, eu tento um pouco ir nessa direção. Quando parece mais difícil aguentar, paro e vou cuidar da casa, tomar um café, algo assim. De fato ajuda a aliviar as angústias. Escrever aqui tem sido um exercício importante. É como se eu tirasse da cabeça a angústia que corre nela e transferisse para o texto.

Acho que a sua visão sobre o “Click” bastante acertada. A PMO mesmo nos ajuda a procurar o caminho do menor esforço sempre, mesmo que nem sempre ele seja o melhor caminho na vida... Autoestima e conflitos são coisas ainda em aberto para mim. Ainda não sei como vou sair dessa, já que não é só a PMO que interfere nisso.

MascaradeFerro escreveu:Cara sei como é dificil ter esses facilitadores na frente da nossa cara o dia todo, tambem passo por isso!
Tento pensar no caminho ja percorrido e nas consequencias de me sentir um lixo isso é o que ta me ajudando.

Cara, acho que sua historia de seu relacionamento ainda nao está resolvida, e talvez isso precisasse acontecer mesmo pra voces cortarem as arestas. quem sabe voces nao podem começar um novo capitulo.

Estou torcendo muito por voce, acho que aqui nesse fórum quando lemos o que cada um escreve, sem ver o rosto ou saber a que lugar pertence conseguimos enxergar e conhecer o que cada um é por dentro, a pessoa interior é quem escreve e no seu caso sem duvida é um bom homem. perdido como todos nós, mas é alguem bom!

Obrigado pelas palavras, MascaradeFerro. Hoje mesmo, umas horas atrás, eu recebi uma mensagem no Whatsapp com um anúncio de promoção de casa de massagem. Não fosse o cuidar do dia-a-dia, seria difícil tirar as fotos que vieram junto da cabeça.

Eu espero que o tempo ajude a tirar da frente o que é ruído destes hábitos tão antigos para que coisas mais essenciais possam vir para a frente. Certamente a vida tem outro aspecto.

_______________________________________
I'm so tired, I don't know what to do
I'm so tired, my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do
You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
For a little peace of mind

(THE BEATLES)




1ª Tentativa: 16/06/2020 a 30/06/2020 (14 dias).
2ª Tentativa: 30/06/2020.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum