Ir para baixo
avatar
Recém Casada
Mensagens : 49
Data de inscrição : 03/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

12/6/2021, 07:23
Parece que tudo isso que está acontecendo é um pesadelo. Há 5 meses, era a esposa mais feliz do mundo, sempre fomos o casal 10 (todo mundo a minha volta sempre diz que somos perfeitos um pro outro, o "melhor casal"). Agora, meus dias são divididos entre momentos de apatia, sem vontade de viver e momentos em que pareço zumbi (olheiras enormes, pensamento confuso, pressão chegando a 20x12, trabalho completamente prejudicado e improdutivo, raros dias em que o cansaço vence a ansiedade, medo e tristeza e caio no sono...em que acordo 3, 4 horas depois).
Ontem parecia estar tudo bem. Acordei 4 da manhã, ele do meu lado, disse que estava com sono e voltou a "dormir". Aproveitei pra ir tomar banho depois de dias "zumbiando". Banho esse nada relaxante, porque só pensava no que mais eu poderia fazer pra gente voltar ao "normal". Do nada, desligo o chuveiro e ouço um barulho. Abro a porta e ele com o notebook do lado, assustado de um lado pro outro. Já sabia o que tinha acontecido: aproveitou que ele tinha formatado o PC e eu ainda não tinha instalado os bloqueadores. Bastou eu me ausentar por 20 minutos. Que vida é essa, gente ? Estou em um estado em que não duvido perder a cabeça e me jogar na frente de um caminhão, ou ter um AVC ou algo assim.
Perguntei pra ele o que tinha acontecido, me olhou na cara e negou tudo. Sinceramente, vi naquele momento alguém que não conhecia. Não reconheci quem estava ali. Alguém cheio de mentiras, manipulador, sínico. Ainda disse que ele me avisou que não conseguiria mudar, que estava cansado de eu controlar tudo que ele faz, queria que eu fosse embora. Horas depois, voltou atrás e disse que iria tentar de novo.
Mas aquela cena me marcou muito. Fiquei me achando mãe de uma criança, quando ela faz alguma coisa errada. A questão que não sou mãe, e nem ele é criança.
Casei há 5 meses achando que ia ser a pessoa mais feliz do mundo, e agora parece que estou em uma realidade paralela, onde só tem dor e sofrimento. Amo esse homem, mas não tenho estrutura psicológica nem pra lidar com meus próprios traumas, ainda mais pra carregar um homem adulto, nas costas, que age de modo imaturo e manipulador.
Sei que muito desse comportamento é pela abistinencia, porque olho pra esse homem que está do meu lado, e parece é um estranho. Parece que mataram o meu benzinho e colocaram esse cara no lugar. Gente, isso não é vida.
É a coisa mais irracional do mundo: a pessoa fazer alguém que diz amar, definhar e agonizar todos os dias, somente pra ver estranhos pelados. Já fui viciada, mas não faz sentido a pessoa ter alguém que ama, e viver nesse mundo.
Só queria ter coragem pra sumir, esquecer tudo isso. Às vezes só queria não amar mais ele. Ir embora sem dor no coração e seguir minha vida. Recém fiz 23 anos, já sou formada e fazendo pós, e já tenho algum destaque na minha área, ganho bem (mais do que ele, inclusive). Não merecia estar passando por tudo isso. Já sofri demais com meus próprios problemas. Achei que finalmente a vida iria me dar uma chance de ser feliz. Parece que meu destino é ter uma vida miserável.
avatar
chopin
Mensagens : 229
Data de inscrição : 31/12/2020

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

12/6/2021, 09:12
Recém Casada escreveu:Parece que tudo isso que está acontecendo é um pesadelo. Há 5 meses, era a esposa mais feliz do mundo, sempre fomos o casal 10 (todo mundo a minha volta sempre diz que somos perfeitos um pro outro, o "melhor casal"). Agora, meus dias são divididos entre momentos de apatia, sem vontade de viver e momentos em que pareço zumbi (olheiras enormes, pensamento confuso, pressão chegando a 20x12, trabalho completamente prejudicado e improdutivo, raros dias em que o cansaço vence a ansiedade, medo e tristeza e caio no sono...em que acordo 3, 4 horas depois).
Ontem parecia estar tudo bem. Acordei 4 da manhã, ele do meu lado, disse que estava com sono e voltou a "dormir". Aproveitei pra ir tomar banho depois de dias "zumbiando". Banho esse nada relaxante, porque só pensava no que mais eu poderia fazer pra gente voltar ao "normal". Do nada, desligo o chuveiro e ouço um barulho. Abro a porta e ele com o notebook do lado, assustado de um lado pro outro. Já sabia o que tinha acontecido: aproveitou que ele tinha formatado o PC e eu ainda não tinha instalado os bloqueadores. Bastou eu me ausentar por 20 minutos. Que vida é essa, gente ? Estou em um estado em que não duvido perder a cabeça e me jogar na frente de um caminhão, ou ter um AVC ou algo assim.
Perguntei pra ele o que tinha acontecido, me olhou na cara e negou tudo. Sinceramente, vi naquele momento alguém que não conhecia. Não reconheci quem estava ali. Alguém cheio de mentiras, manipulador, sínico. Ainda disse que ele me avisou que não conseguiria mudar, que estava cansado de eu controlar tudo que ele faz, queria que eu fosse embora. Horas depois, voltou atrás e disse que iria tentar de novo.
Mas aquela cena me marcou muito. Fiquei me achando mãe de uma criança, quando ela faz alguma coisa errada. A questão que não sou mãe, e nem ele é criança.
Casei há 5 meses achando que ia ser a pessoa mais feliz do mundo, e agora parece que estou em uma realidade paralela, onde só tem dor e sofrimento. Amo esse homem, mas não tenho estrutura psicológica nem pra lidar com meus próprios traumas, ainda mais pra carregar um homem adulto, nas costas, que age de modo imaturo e manipulador.
Sei que muito desse comportamento é pela abistinencia, porque olho pra esse homem que está do meu lado, e parece é um estranho. Parece que mataram o meu benzinho e colocaram esse cara no lugar. Gente, isso não é vida.
É a coisa mais irracional do mundo: a pessoa fazer alguém que diz amar, definhar e agonizar todos os dias, somente pra ver estranhos pelados. Já fui viciada, mas não faz sentido a pessoa ter alguém que ama, e viver nesse mundo.
Só queria ter coragem pra sumir, esquecer tudo isso. Às vezes só queria não amar mais ele. Ir embora sem dor no coração e seguir minha vida. Recém fiz 23 anos, já sou formada e fazendo pós, e já tenho algum destaque na minha área, ganho bem (mais do que ele, inclusive). Não merecia estar passando por tudo isso. Já sofri demais com meus próprios problemas. Achei que finalmente a vida iria me dar uma chance de ser feliz. Parece que meu destino é ter uma vida miserável.

Olá recém casada. Tenta tirar um tempo pra descansar, meditar, praticar alguns exercícios físicos para desestressar, olha tua pressão, está muito alta. Acho que você precisa tomar mais conta de ti, não pode colocar todo seu bem estar e felicidade nas mãos de outra pessoa. Sim, eu sei que estar com uma pessoa que a gente gosta pode nos fazer muito bem, mas não se esqueça de manter uma certa independência, faça coisas que te façam bem e não envolvam ele. Simplesmente tire um tempo todos os dias em que você não se preocupa e nem pensa nele, apenas relaxa. De mais atenção para você mesma. Sei que é complicado, mas sinceramente, o que mais pode ser feito? Você pode ajudar ele sim, mas não pode mudá-lo, isso depende principalmente dele. Se você ficar o tempo todo pensando nisso, observando as recaídas dele entre outras coisas relacionadas ao vício, você não vai viver a tua vida, vai ficar apenas na expectativa de que ele vença o vício e isso não é mais viver.

Por isso, se você ainda está disposta a lutar com ele para vencer o vício, recomendo que encontre um equilíbrio entre a sua vida pessoal e a sua vida de casal(junto com os problemas advindos dela).
Lembrando que o vício atinge homens e mulheres de maneira diferente, a questão hormonal do homem, geralmente, faz com que ele tenha desejo sexual maior. Sei que isso não é regra, sei que existem exceções, mas geralmente é assim.
Deve realmente ser muito triste ver um parceiro(a) em uma situação dessas, te desejo boa sorte, você continue no relacionamento ou não. Lembre-se de cuidar de você mesma, você é a pessoa mais importante da sua vida.
Até mais recém casada!

_______________________________________


Meu diário: https://www.comoparar.com/t11847-diario-do-chopin

Mr.Titanium e Recém Casada gostam desta mensagem

Mr.Titanium
Mr.Titanium
Mensagens : 26
Data de inscrição : 29/03/2021
Idade : 24
Localização : Minas Gerais

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

12/6/2021, 10:25
chopin escreveu:Olá recém casada. Tenta tirar um tempo pra descansar, meditar, praticar alguns exercícios físicos para desestressar, olha tua pressão, está muito alta. Acho que você precisa tomar mais conta de ti, não pode colocar todo seu bem estar e felicidade nas mãos de outra pessoa. Sim, eu sei que estar com uma pessoa que a gente gosta pode nos fazer muito bem, mas não se esqueça de manter uma certa independência, faça coisas que te façam bem e não envolvam ele. Simplesmente tire um tempo todos os dias em que você não se preocupa e nem pensa nele, apenas relaxa. De mais atenção para você mesma. Sei que é complicado, mas sinceramente, o que mais pode ser feito? Você pode ajudar ele sim, mas não pode mudá-lo, isso depende principalmente dele. Se você ficar o tempo todo pensando nisso, observando as recaídas dele entre outras coisas relacionadas ao vício, você não vai viver a tua vida, vai ficar apenas na expectativa de que ele vença o vício e isso não é mais viver.

Por isso, se você ainda está disposta a lutar com ele para vencer o vício, recomendo que encontre um equilíbrio entre a sua vida pessoal e a sua vida de casal(junto com os problemas advindos dela).
Lembrando que o vício atinge homens e mulheres de maneira diferente, a questão hormonal do homem, geralmente, faz com que ele tenha desejo sexual maior. Sei que isso não é regra, sei que existem exceções, mas geralmente é assim.
Deve realmente ser muito triste ver um parceiro(a) em uma situação dessas, te desejo boa sorte, você continue no relacionamento ou não. Lembre-se de cuidar de você mesma, você é a pessoa mais importante da sua vida.
Até mais recém casada!

Sábias palavras chopin!

_______________________________________

chopin e Recém Casada gostam desta mensagem

avatar
Violeta
Mensagens : 31
Data de inscrição : 05/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

12/6/2021, 11:56
Recém Casada, queria poder te dar um abraço bem forte nesse momento! A vida realmente nos dá muitas rasteiras. Você escrevendo hoje eu tive uma noção melhor do tamanho da sua decepção. Nada disso é justo realmente, Recém Casada. Mas eu tb não acredito que vc tenha algum tipo de destino pra ter uma vida miserável. Ninguém tem isso. Apesar de vcs estarem casados, vc não está presa a ele pelo resto da vida e vc pode resolver terminar em algum momento, se perceber que não tem solução. Você tem essa opção! Mas entendo que no momento, o apego a todos os sonhos e fantasias de felicidade dificultam muito. Mas se vc decidir terminar, isso não significa que vc vai ter fracassado, ou que é uma pessoa fracassada que nunca vai conseguir nada melhor na vida. Você só vai ter mudado o rumo de algo depois que descobriu que o que vc estava vivendo não eram o que vc pensava. Ou que o que ele tem pra te oferecer vc não quer. A culpa disso não é sua. Os termos é que estavam desleais com vc e vc sequer sabia disso. Então realmente a culpa não é sua. Além disso, você mesmo está dizendo o quanto é bem sucedida na sua profissão. Isso já demonstra o quanto vc é uma pessoa capaz e estruturada. Nessa história não é vc que está fracassando, pq vc só tem amor pra dar. Tenho certeza que vc dá o melhor de si pra essa relação. A prova disso é o quanto vc está tentando ajudar ele e sendo tolerante e compreensiva com um problema grave e um erro grave do seu marido. Vc nem precisaria fazer isso, pq realmente ele está errando feio. Ele que deveria ter essa consciência. E se ele não tem, e se ele fez tudo que fez todo esse tempo apesar do amor que vc estava dando pra ele, foi ele que fracassou. Vc não fracassou. Vc não tem nada a ver com o erro que ele está cometendo. Não carregue o peso do erro de outra pessoa. Você poderia inverter a questão e não ficar só se perguntando se ele te ama, mas se perguntar se vc ama a pessoa que vc descobriu que ele é. Como essa nova pessoa se conecta com a que vc conheceu? De que forma elas são a mesma pessoa?

Me pergunto muito o que significa o "não consigo" da pessoa viciada. Queria ter um scaner pra scanear cada pedacinho do cérebro dela e entender toda a fissura desse desejo louco, todas as tramas emaranhadas, todos os impulsos compulsivos, ou ver que falta genuinamente a vontade e consciência de parar, pra realmente dizer: de fato, vc não consegue. Porque quando eu acho que a pessoa consegue é baseada na minha mente, uma mente que não tem nenhuma vontade fora do meu controle, nada que seja imperativo. Mas o que deveria bastar era só ouvir a pessoa dizendo que não consegue. Que é melhor a gente ir embora pq só vai nos fazer sofrer. Você já se perguntou o que será que está por trás quando seu marido diz que não consegue? Pq ele mais do que ninguém sabe tudo que ele fez e tudo que ele sente. Ao longo desses 5 ou 10 anos da vida dele, talvez ele tenha feitos as mesmas coisas todos os dias. Talvez ele nunca tenha tido vontade de parar, nunca tenha entendido isso como um vicio e sim como algo " bom" e "gostoso" (isso é o que meu companheiro fala pra mim quando está cego no auge da abstinência dele e já esqueceu todos os prejuízos). Mas seu marido talvez nunca tenha enumerado prejuízos, talvez pra ele não tenha nenhum. Vc já perguntou isso pra ele? Vc contou que conheceu ele em um app de relacionamento. E que ele estava lá pra conhecer alguém legal, uma companheira. Será mesmo que é verdade? Eu tb conheci meu companheiro em um app. Eu achava tudo tão especial na forma como nos conhecemos e na conexão forte que existiu. Foi um banho de realidade quando me dei conta de que ele estava lá exclusivamente porque queria conhecer mulheres pra trocar nudes. Ou seja, enquanto eu estava fantasiando um encontro mágico do universo, ele estava me vendo como mais uma pessoa que ele não fazia questão de conhecer a história, nem os sentimentos, nem as idéias, ele nem me reconhecia como gente, ser humano, indivíduo. Eu e todas aquelas meninas éramos só um objeto de desejo, de masturbação. Cruel né. Então imagina como é a cabeça de uma pessoa nesse estado? Vivendo assim durante anos? Distorce todo os valores e o caráter da pessoa. No seu caso, há chances de que esse momento agora que vc descobriu tenha sido a primeira vez em não sei quantos anos que ele tenha parado de praticar PMO. E fez isso por algo que outra pessoa pediu a ele. Não é nem por vontade própria. Se ele não entender REALMENTE o que significa ter um vicio, se ele não compreender o ser humano que ele se torna dessa forma, se ele estiver fazendo isso apenas por outra pessoa, é como se eles achassem que tem alguém impedindo eles de ser feliz.

Mr.Titanium e Recém Casada gostam desta mensagem

Tobirama
Tobirama
Mensagens : 34
Data de inscrição : 27/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

30/6/2021, 20:35
.
avatar
Recém Casada
Mensagens : 49
Data de inscrição : 03/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

22/7/2021, 12:05
Passei esse tempo só acompanhando as publicações. Confesso que às vezes é desanimador. Inúmeros diários, mesma situação. A sensação que tenho é que a maioria nunca vai se libertar. Me vendo há uns anos atrás, eu era igual: todo dia chorava, dizia que era a última vez. Hoje pensando bem, a verdade é que, no fundo, nunca houve um real interesse em parar. Era somente o peso das consequências, da culpa. Acho que é o que acontece com muitos aqui, infelizmente. Você reconhece que precisa parar, repete mentalmente isso, mas no fundo, não há um desejo real. No meu caso, por exemplo, foram anos tentando mudar, mentindo pra mim mesma dizendo que era a última vez, mas porque nunca pedi ajuda pra alguém ? Porque não procurava passar menos tempo sozinha ? No fundo, hoje percebo que, naquela época, nunca quis de verdade abandonar esse vício. Quando conheci meu marido, simplesmente, imaginei que seria traição, e parei, sem muito esforço. Qual a lógica ? Acho que no fim a gente só muda quando algo realmente mexe com a gente, no íntimo. Antes disso cheguei a ficar em depressão profunda, tentar suícidio, mas não largava o vício. Depois, simplesmente parei. Por esse motivo, acho que um marido que é "pego" pela esposa não tem motivos pra mudar, de verdade. Ele simplesmente vai esperar a poeira baixar e voltar pro vício, porque era simplesmente um remorço (tanto que se não fossem pegos, te enganariam até o caixão). Até um momento que algo realmente chocar ele, fizer ele se sentir produndamente constrangido pelo mal cauado aos outros e a ele mesmo. E isso vem de dentro dele mesmo. Não conseguimos impor.

luta diária, Violeta e freedom.ever gostam desta mensagem

Drew
Drew
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 09/08/2020
Idade : 25
Localização : Brooklyn 1986

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

24/7/2021, 16:36
Recém Casada escreveu:Passei esse tempo só acompanhando as publicações. Confesso que às vezes é desanimador. Inúmeros diários, mesma situação. A sensação que tenho é que a maioria nunca vai se libertar. Me vendo há uns anos atrás, eu era igual: todo dia chorava, dizia que era a última vez. Hoje pensando bem, a verdade é que, no fundo, nunca houve um real interesse em parar. Era somente o peso das consequências, da culpa. Acho que é o que acontece com muitos aqui, infelizmente. Você reconhece que precisa parar, repete mentalmente isso, mas no fundo, não há um desejo real. No meu caso, por exemplo, foram anos tentando mudar, mentindo pra mim mesma dizendo que era a última vez, mas porque nunca pedi ajuda pra alguém ? Porque não procurava passar menos tempo sozinha ? No fundo, hoje percebo que, naquela época, nunca quis de verdade abandonar esse vício. Quando conheci meu marido, simplesmente, imaginei que seria traição, e parei, sem muito esforço. Qual a lógica ? Acho que no fim a gente só muda quando algo realmente mexe com a gente, no íntimo. Antes disso cheguei a ficar em depressão profunda, tentar suícidio, mas não largava o vício. Depois, simplesmente parei. Por esse motivo, acho que um marido que é "pego" pela esposa não tem motivos pra mudar, de verdade. Ele simplesmente vai esperar a poeira baixar e voltar pro vício, porque era simplesmente um remorço (tanto que se não fossem pegos, te enganariam até o caixão). Até um momento que algo realmente chocar ele, fizer ele se sentir produndamente constrangido pelo mal cauado aos outros e a ele mesmo. E isso vem de dentro dele mesmo. Não conseguimos impor.

A caminhada é longa para muitos, pode levar meses e até mais de anos mas não quer dizer que não vai terminar, a maioria dos que venceram já não aparecem mais por aqui, é claro que se escolhemos examinar apenas uma parte da realidade podemos enganar a nós mesmos, é a falácia do atirador, ou é a ilusão de agrupamento https://amenteemaravilhosa.com.br/falacia-do-franco-atirador/

Por outro lado, para muitas pessoas o vício poderá ser controlado mas não abolido, se ao menos não caíssemos toda semana ou todo mês nisso já estaríamos um pouco mais livres, então mesmo os rebooters que já alcançaram marcas expressivas como os 90 dias e até 6 meses ou 1 ano podem até voltar a cair, mas o que eles realmente não podem fazer é voltar a cair compulsivamente, repetidamente, por dias e dias, semanas, um mês, até voltar à estaca zero,.

_______________________________________


Diário:
https://www.comoparar.com/t10897p800-diario-da-minha-vitoria

Próxima micro-meta: (5 dias)

Recém Casada gosta desta mensagem

avatar
chopin
Mensagens : 229
Data de inscrição : 31/12/2020

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

25/7/2021, 11:11
Recém Casada escreveu:Passei esse tempo só acompanhando as publicações. Confesso que às vezes é desanimador. Inúmeros diários, mesma situação. A sensação que tenho é que a maioria nunca vai se libertar. Me vendo há uns anos atrás, eu era igual: todo dia chorava, dizia que era a última vez. Hoje pensando bem, a verdade é que, no fundo, nunca houve um real interesse em parar. Era somente o peso das consequências, da culpa. Acho que é o que acontece com muitos aqui, infelizmente. Você reconhece que precisa parar, repete mentalmente isso, mas no fundo, não há um desejo real. No meu caso, por exemplo, foram anos tentando mudar, mentindo pra mim mesma dizendo que era a última vez, mas porque nunca pedi ajuda pra alguém ? Porque não procurava passar menos tempo sozinha ? No fundo, hoje percebo que, naquela época, nunca quis de verdade abandonar esse vício. Quando conheci meu marido, simplesmente, imaginei que seria traição, e parei, sem muito esforço. Qual a lógica ? Acho que no fim a gente só muda quando algo realmente mexe com a gente, no íntimo. Antes disso cheguei a ficar em depressão profunda, tentar suícidio, mas não largava o vício. Depois, simplesmente parei. Por esse motivo, acho que um marido que é "pego" pela esposa não tem motivos pra mudar, de verdade. Ele simplesmente vai esperar a poeira baixar e voltar pro vício, porque era simplesmente um remorço (tanto que se não fossem pegos, te enganariam até o caixão). Até um momento que algo realmente chocar ele, fizer ele se sentir produndamente constrangido pelo mal cauado aos outros e a ele mesmo. E isso vem de dentro dele mesmo. Não conseguimos impor.

Geralmente quando a pessoa se livra do vicio ela para de visitar o fórum, os que ficam, em sua maioria, são os que ainda estão tentando. Por isso, ao visitar os diários, é comum ver a maior parte das pessoas falhando, isso não significa, necessariamente, que a maioria não consegue, isso é algo difícil de medir, ainda mais porque esse fórum tem poucos usuários, a maioria das pessoas que tentam parar com a P nem sequer entram aqui.

_______________________________________


Meu diário: https://www.comoparar.com/t11847-diario-do-chopin

Rottweiler e Recém Casada gostam desta mensagem

avatar
Violeta
Mensagens : 31
Data de inscrição : 05/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

26/7/2021, 12:40
Recém Casada escreveu:Passei esse tempo só acompanhando as publicações. Confesso que às vezes é desanimador. Inúmeros diários, mesma situação. A sensação que tenho é que a maioria nunca vai se libertar. Me vendo há uns anos atrás, eu era igual: todo dia chorava, dizia que era a última vez. Hoje pensando bem, a verdade é que, no fundo, nunca houve um real interesse em parar. Era somente o peso das consequências, da culpa. Acho que é o que acontece com muitos aqui, infelizmente. Você reconhece que precisa parar, repete mentalmente isso, mas no fundo, não há um desejo real. No meu caso, por exemplo, foram anos tentando mudar, mentindo pra mim mesma dizendo que era a última vez, mas porque nunca pedi ajuda pra alguém ? Porque não procurava passar menos tempo sozinha ? No fundo, hoje percebo que, naquela época, nunca quis de verdade abandonar esse vício. Quando conheci meu marido, simplesmente, imaginei que seria traição, e parei, sem muito esforço. Qual a lógica ? Acho que no fim a gente só muda quando algo realmente mexe com a gente, no íntimo. Antes disso cheguei a ficar em depressão profunda, tentar suícidio, mas não largava o vício. Depois, simplesmente parei. Por esse motivo, acho que um marido que é "pego" pela esposa não tem motivos pra mudar, de verdade. Ele simplesmente vai esperar a poeira baixar e voltar pro vício, porque era simplesmente um remorço (tanto que se não fossem pegos, te enganariam até o caixão). Até um momento que algo realmente chocar ele, fizer ele se sentir produndamente constrangido pelo mal cauado aos outros e a ele mesmo. E isso vem de dentro dele mesmo. Não conseguimos impor.

Recém Casada, eu me pergunto muito o pq dessa compulsão. Fico tentando encontrar a explicação de qual vazio a pornografia preenche na vida da pessoa. Aqui no caso do meu marido, acho várias explicações. Coisas ligada a auto-estima, tem tb a questão da fulga de realidade pela fantasia. Mas no fundo acredito que tudo isso seja em grande parte uma questão de gênero. Não to apelando pra explicações biológicas, como muitos fazem. Mas pra algo cultural, da diferença entre como mulheres são criadas e como homens são criados. Porque quando vc fala que ao conhecer ele vc desistiu de tudo com facilidade, pra mim parece que vc encontrou ali alguém que te fez sentir amada e aquilo era seu maior desejo. Alguém que iria cuidar de vc e vc cuidar dele. Mas eu nãos sei se o amor é um sonho para os homens. Acho que eles não foram educados para o amor. Eles se beneficiam do amor, o amor torna a vida deles melhor em tudo mas eles não dão valor. Quantas e quantas histórias existem de homens casados por anos que traíram as mulheres mas nunca conseguiram se separar delas. É pq o amor tem vantagens mas não é o que faz eles se sentirem homens. A identidade masculina é construída entre os homens pela necessidade de olhar pra muitas mulheres, de consumir visualmente o corpo de todas aquelas que passam na sua frente, de se imaginar com cada uma delas, de conquistar, de conseguir transar com o maior numero possível de pessoas. O resumo é que pra mim uma das saídas seria questionar esse desejo. Essa necessidade de tantas mulheres. Porque e pra que tantas? Entender o que isso vai acrescentar realmente na vida. Mas dá pra contar que eles vão fazer isso? Que vão levar como um compromisso? Não. Porque eles acham que ser esse homem tarado é fundamental na identidade deles. Realmente é só perdendo algo importante, como vc falou, que talvez eles sejam capazes de fazer esse cálculo com mais lucidez.

luta diária, 300Espartanos e Recém Casada gostam desta mensagem

freedom.ever
freedom.ever
Mensagens : 203
Data de inscrição : 30/07/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

1/8/2021, 10:32
@Recem Casada, você chegou a mostrar este fórum pra ele? Talvez nem dizer que você postou, pois não se sabe a reação dele se irá concordar.
Mas poderia tentar mostrar algumas histórias de sucesso e incentivá-lo a participar.

Drew e Recém Casada gostam desta mensagem

avatar
Recém Casada
Mensagens : 49
Data de inscrição : 03/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

14/8/2021, 16:37
freedom.ever escreveu:@Recem Casada, você chegou a mostrar este fórum pra ele? Talvez nem dizer que você postou, pois não se sabe a reação dele se irá concordar.
Mas poderia tentar mostrar algumas histórias de sucesso e incentivá-lo a participar.

Sim, eu mostrei pra ele no começo, sobre o forúm e o reboot, mas ele não acompanha muito. Ele parece bem, no sentido de querer parar e entender o vício. Minha preocupação é que seja somete da boca pra fora. Não tem como saber se é sincero ou não.

Vitoriosa e freedom.ever gostam desta mensagem

avatar
Recém Casada
Mensagens : 49
Data de inscrição : 03/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

14/8/2021, 16:46
Acabei de ver uma reportagem de um pai que foi preso por abusar da filha, e ainda obrigá-la a ver vídeos de incesto. Pras mulheres de viciados, vocês não têm medo do seu companheiro/marido ser um potencial abusador (pelo fato de estar em contato, na maioria das vezes, com conteúdo pesado, e não demontrar muito controle sobre os impulsos) ? Pra quem já tem filho, não tem medo dos impactos diretos (o viciado abusar) ou indiretos (a criança descobrir a pornografia através do pai, por exemplo, encontrando algo no computador, e se tornar viciada também - tem muitos casos desses aqui) na criança ? Pra quem não tem filho, surge algum receio de ter uma familia em que o futuro pai é viciado ? Como já fui abusada, penso muito nessas situações. Mesmo que seu companheiro seja uma pessoaa tranquila e não violenta, não tem como saber onde esse vicio pode levar a pessoa, né (por exemplo, alguns não são gays, nem se sentem atraídos, mas quando em contato com a pornografia, sentem vontade de estar com outro homem - algo semelhante poderia ocorrer ao ele ter contato com conteúdos de incesto, "novinhas" ou violentos) ? Fico pensando quando casos de abusos seriam evitados se nós (sociedade como um todo), aprendesse desde cedo a ter uma sexualidade saudável, e não aprendendo sobre isso em vídeos de todos os tipos.
marcos020221
marcos020221
Mensagens : 91
Data de inscrição : 02/02/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

14/8/2021, 17:11
Recém Casada escreveu:Acabei de ver uma reportagem de um pai que foi preso por abusar da filha, e ainda obrigá-la a ver vídeos de incesto. Pras mulheres de viciados, vocês não têm medo do seu companheiro/marido ser um potencial abusador (pelo fato de estar em contato, na maioria das vezes, com conteúdo pesado, e não demontrar muito controle sobre os impulsos) ? Pra quem já tem filho, não tem medo dos impactos diretos (o viciado abusar) ou indiretos (a criança descobrir a pornografia através do pai, por exemplo, encontrando algo no computador, e se tornar viciada também - tem muitos casos desses aqui) na criança ? Pra quem não tem filho, surge algum receio de ter uma familia em que o futuro pai é viciado ? Como já fui abusada, penso muito nessas situações. Mesmo que seu companheiro seja uma pessoaa tranquila e não violenta, não tem como saber onde esse vicio pode levar a pessoa, né (por exemplo, alguns não são gays, nem se sentem atraídos, mas quando em contato com a pornografia, sentem vontade de estar com outro homem - algo semelhante poderia ocorrer ao ele ter contato com conteúdos de incesto, "novinhas" ou violentos) ? Fico pensando quando casos de abusos seriam evitados se nós (sociedade como um todo), aprendesse desde cedo a ter uma sexualidade saudável, e não aprendendo sobre isso em vídeos de todos os tipos.


Vício em PMO (camgirl) levou esse cara a fazer com a família

_______________________________________

freedom.ever gosta desta mensagem

freedom.ever
freedom.ever
Mensagens : 203
Data de inscrição : 30/07/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

15/8/2021, 07:23
Que caso louco! É nítida a feição doentia do Grant... Totalmente diferente dos irmãos e do pai.
Tirando as cenas de gatilho, que desviei o olhar em tempo, o vídeo ficou muito bom.

Eu acessava muito esse site, mas sem gastar. Conheci ainda adolescente e me sentia mal quando, atualmente, eu via algumas mulheres que eu conheci quando comecei no site, na adolescência. Isso me lembrava quanto tempo eu estava nisso! Porque algumas agora estão com aparência de coroa que não tinham quando as via no início. Era muito triste ver que a mulher que ajudava a alimentar meu vício ainda estava ali após todos esses anos, contribuindo na destruição de vários homens. Mas mesmo eu também continuava no site ano após ano.
Durante o home office da pandemia eu conheci o site brasileiro de cams, foi o período em que mais me afundei. Chegava a gastar R$ 500 por mês e é realmente viciante. Teve vezes que minha esposa estava no banho e eu na cama vendo a garota. M vendo ela e não fazia S com minha esposa. Várias vezes também levava o celular para o banheiro.
Algumas eu gastava R$ 100 só conversando... Nem tinha nudez.
Graças a Deus estou rumo a três semanas longe disso! A fatura do cartão já diminuiu pela metade este mês! São prazeres momentâneos que não compensam com o dano que nos causam.

Sigamos firmes!

Recém Casada gosta desta mensagem

avatar
Recém Casada
Mensagens : 49
Data de inscrição : 03/06/2021

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

16/9/2021, 14:01
É exatamente essa minha preocupação, o vício te leva a extremos, que muitas vezes nem no seu íntimo você imaginou chegar. Então, de verdade, só consigo ter medo. Medo de imaginar que meu marido, alguém que sempre considei ser a melhor pessoa, de coração bom, possa se deixar levar pelo vício, e começar a fazer mal para outras pessoas. Não tenho motivos pra desconfiar dele, mas até que ponto alguém vai, sob influência desse vicio. Você olha as notícias, é um número absurdo de abusadores, estupradores, que provalvente, começaram como "simples" consumidores de pornografia.


Última edição por Recém Casada em 18/9/2021, 09:15, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

Amo meu marido, mas cansei de viver - Página 2 Empty Re: Amo meu marido, mas cansei de viver

16/9/2021, 16:15
Isso é extremamente preocupante mesmo, mais um motivo a mais para lutarmos contra essa porcaria, o cérebro se acostuma com um conteúdo específico e deseja coisas cada vez mais bizarras, eu não acredito que isso venha do caráter da pessoa, mas sim do cérebro totalmente deturpado, mas se a pessoa se deixa levar por conteúdos extremamente mais nojentos, aí sim afeta o caráter, levando uma pessoa a cometer coisas terríveis, que Deus tenha misericórdia! 🙏🏻🙌🏻
Ir para o topo
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos