Ir para baixo
Voiser
Voiser
Mensagens : 5
Data de inscrição : 10/01/2023

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

10/1/2023, 11:04
Agradecimentos
Olá, primeiramente quero agradecer a todos que estão dispondo do seu tempo para acompanhar e ler o meu diário. Vocês fazem a diferença no mundo, fico muito feliz e inspirado em todas as pessoas que acordam pela manhã pensando em evoluir, mudar e crescer.

Dedicatória
Vou dedicar todo o meu esforço  para sair desse vício maldito primeiro ao nosso Criador sem ele nada seria possível depois a minha família, minha querida mãe que é extremamente protetora e amorosa, meu pai que é um cara extraordinário sempre batalhou muito para dar oque podia, minha namorada uma pessoa ímpar e a minha querida avó que infelizmente não esta nesse plano mas sempre lutou para eu ser uma pessoa melhor.

Prefácio
Aqui é o meu diário onde vou contar o início até o fim da destruição de uma década. Tomei partido desse título porque  já fazem mais de dez anos que estou preso nesse vício que acarretou vários problemas emocionais. Hoje tenho 22 anos e se voltasse no tempo diria para o meu "EU" e a todas as crianças da minha idade: não utilizem a internet para o mal, esqueçam pornografia, redes sociais, jogos onlines e foquem no seu próprio desenvolvimento, vão fazer academia, ler um livro, sair com os amigos e curtir sua infância. Sou um grande admirador da internet mas acredito que é uma faca de dois gumes você que tem filho pequeno tome muito cuidado com oque ele anda pesquisando na internet, sou a prova que uma pessoa civilizada pode caminhar por trilhas obscuras sem a orientação dos país e família. Graças a Deus foi a pornografia, jogos onlines e redes sociais mas imagine se tivesse vício de violência online e outros assuntos que são de cunho muito pesado.

Ano 2012
Lembro-me de pouca coisa dessa época tinha 12 anos mas era considerado diante dos outros amigos. Um bobão, porque minha família não tinha princípios corrompidos, meu pai não era de procurar ousadia com minha mãe na minha frente, tinha uma cartilha rígida sobre educação que agradeço demais a minha família, sobre dormir cedo, não assistir novelas e filmes que não tinha minha classificação de idade. Então minha cabeça era bastante apagada para questões sexuais, eu era o tipo de garoto nessa idade que acreditava em papai noel e que não conseguia entender muito como o ser humano era criado, eu poderia dizer que tinha a "inocência". Lembro que a primeira vez que vi uma cena pornográfica foi em uma barbearia onde tinha várias revistas +18 e resolvi pegar uma para folhear resumindo o barbeiro falou para minha mãe e tomei uma surra. Lembro que aquela cena da revista em si não foi tão impactante, não chegou a ser o começo do vício foi mais uma curiosidade.  

Ano 2013
Com 13 anos começou a explosão da internet (na minha época / cidade), várias Lan Houses, as professoras começaram a pedir trabalhos impressos e muitos amigos da minha turma tinha computador de mesa - desktop. Meu pai e minha mãe se juntaram para comprar um tal desktop para facilitar a minha vida, eles não queria que eu ficasse na casa dos outros ou pior ainda em uma lan house. Até que um colega de escola  chamado Rodrigo, começou a falar sobre masturbação, pornografia e jogos onlines até então não tinha conhecimento sobre o meu corpo e o  pior ainda da internet, era um mundo muito nevado para mim. Levado pela curiosidade comecei a navegar  vendo mulheres com roupas íntimas, tinha muita vergonha de ver mulheres peladas ou nuas na minha cabeça ia contra todos os meus princípios, estava fazendo algo de muito errado, inclusive nas primeiras vezes lembro que fiquei com uma vergonha absurda, um sentimento de culpa até que fui progredindo (....), comecei a jogar jogos onlines principalmente MMORPGS e foi tudo escalando muito rápido. Aquele menino que era inocente depois de entrar no mundo da internet saiu viciado em pornografia, masturbação e jogos onlines.

Ano 2014
Começou a afetar demais o meu desenvolvimento na escola, passava de ano por pressão de meus pais mas minhas notas caíram muito. Passei a ser uma pessoa medíocre, tanto foi que o meu professor de história falou "Você tem o potência de dar 10, eu conheço sua história mas de uns tempos para cá você só da o mínimo". Não estava preocupado com amizades, família ou escola queria apenas chegar em casa tomar banho ficar 10 a 12 horas jogando e praticar meu PMO até no outro dia e repetir o ciclo novamente. Não me sentia triste, sinceramente era uma felicidade genuína era um rotina normal. Até que as coisas foram escalando, já sentia dificuldade em comer, não queria mais obedecer minha mãe e foi progredindo oque era vídeos leves de mulheres dançando passou a ser pornografia de fato e fiquei nisso por 2 anos.

Ano 2016
Com 16 anos, começou muitas frustrações em minha vida, meu pai começou a trair minha mãe, minha avó ficou de depressão, minha mãe desempregada, depois minha avó morreu, minha mãe pegou câncer e  foram muitos problemas familiares. Como sempre o ciclo foi repetindo e cada vez mais forte devido as frustrações nessa época lembro que praticava fap 10 vezes a 12 vezes por dia, estava no fundo do poço. Até que meus pais começaram a colocar pressão para ir trabalhar, conseguir arrumar um trampo de estagiário e aproveitei o dinheiro para fazer um curso técnico na área da saúde. Nesse período dos 16 até os 20 foram de correria total. Minha vida mudou, estudava de dia no colégio, a tarde trabalhava de estagiário e a noite fazia  curso técnico, depois que acabou o contrato de estagiário ingressei como jovem aprendiz e fui andando. O problema disso tudo foi que os vícios da infância não tinha se afastado de mim, continuava fazendo sempre a noite, jogando madrugadas as vezes assistia muita pornografia no trabalho, a verdade é que como li em um livro, quem esta viciado em alguma coisa para ficar "Normal" precisa satisfazer o vício. Arrumei uma namorada no período do curso técnico, o vício aliviou por uns 6 meses mas depois voltou tudo novamente, mas até então nada disso me incomodava, não sentia que estava doente.

Ano 2020
Com 20 anos, decidir sair do trabalho para estudar pro vestibular de medicina. Graças a Deus minha mãe curada do câncer, minha avó infelizmente já não estava nesse plano e eu estava com uma namorada muito querida, meu pai e minha mãe ainda estava em processo de separação mas não me afetava diretamente até porque eu já era um adulto. Comecei a estudar para o vestibular, pressão, frustração, falta de grana, estudava em média 10 a 12 horas por dia no primeiro ano, meu pai contra aos meus estudos, pressão familiar, ansiedade, explosão de sentimentos, minha namorada com problema com a família dela e eu rígido com os meus estudos. Continuava praticando a pornografia e jogos onlines mas em horários vamos se dizer "Livres" até que recebi a nota da prova, foi um choque de realidade. Eu tinha perdido praticamente um ano da minha vida e não tinha alcançado nem 50% da nota da prova ou seja estava mais triste, mais frustrado e mais estressado. Como eu sou teimoso e persistente fui estudar o 2° ano para o vestibular de medicina com as mesmas estratégias só que o segundo ano não foi igual ao primeiro, já estava sem motivação e sem força, ao invés de estudar passei o ano todo praticamente jogando, assistindo pornografia e engordando. Fiquei em uma revolta tão grande com tudo que peguei todos os meus cadernos de resumos e tudo joguei fora com a esperança que iria refazer tudo mas chegou a data da prova e diferentemente do primeiro ano minha nota foi 35% da prova e ai cai de vez no limbo. Minha namorada teve um problema familiar muito grande e começou a morar comigo na casa de minha mãe (ai a pressão aumento mais ainda) e eu com esse ciclo.

Ano 2022 - 2023
Hoje dia 10/01/2023 estou no fundo do poço, sinceramente não tenho mais forças para estudar, continua sendo o meu sonho passar no vestibular de medicina mas estou sem dinheiro nenhum na conta, fui fazer uma prova de carona, inclusive fiz muitas dividas de apostilas e papel ofício no meu cartão de crédito - estou fudido com nome sujo. O meu quarto de estudos que eu mais amava, infelizmente minha namorada teve que colocar as coisas dela lá, tem muito papel, muito material bagunçado e desorganizado - isso na vida de um estudante é uma desgraça. Não tenho mais privacidade em estudar e aliado a tudo isso estou com esse ciclo de vício maldito que carrego desde dos meus 13 anos. Faço muitos cursos onlines sobre desenvolvimento pessoal e estratégia para vencer mas estou sem forças nenhuma para recomeçar minha vida, não demonstro isso para minha família, minha mãe e minha namorada me acha uma pessoa foda que luta pelos seus ideias mas é como se eu tivesse muito cansado. Eu quero mudar  a minha vida, acabar com esse vício de PMO, arrumar um emprego, me batizar na católica (penso em ficar mais próximo de Deus), voltar a treinar, terminar minha casa e finalmente entrar em um cursinho presencial (coisa que nunca tive condições de bancar porque sou baixa renda e espero que com o fruto de meu futuro emprego consiga investir) mas sinto-me sugado toda manhã por esse ciclo maldito. O vício me venceu por uma década mas não vai levar a minha vida !

Mamute e Marlin780 gostam desta mensagem

Marlin780
Marlin780
Mensagens : 24
Data de inscrição : 08/01/2023
Idade : 24

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

10/1/2023, 18:40
Seja bem vindo Voiser vamos vencer essa guerra 💪

Voiser gosta desta mensagem

Diácono Lucas
Diácono Lucas
Moderador
Moderador
Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/09/2017
Idade : 29
Localização : São Paulo

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

11/1/2023, 14:34
Saudações , Voiser!

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Vício em Pornografia, Como Parar?". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio da reversão do vício, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns!

  • Conheça a legislação do Fórum: Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições.

  • Veja como gerenciar seu diário em Como criar um diário no Fórum.

  • Conheça o Guia Introdutório e aprenda o básico sobre o processo de reversão do vício ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado) para ter acesso a informações mais completas.

  • Confira o arsenal tecnológico para te auxiliar na proteção contra o vício: Configuração do Clean Browsing; Bloqueamento via Hosts; Inter App Control Pro (Pago); Blok Supreme (Pago); Download do Qustodio (A versão gratuita já é suficiente). Para maiores informações e/ou encontrar outras opções acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Conheça os navegadores (para smartphone) que já vem com proteção contra o vício e escolha um: Spin, Kids Safe Browser (Pago) e Mobicip. Instale o NetAngel para bloquear a pornografia em seu smartphone, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para Android, iOS ou Windows Phone acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Dica: Cadastre um e-mail temporário descartável em seus softwares, pois, assim, você evita uma possível recuperação da senha. Utilize também um método de ocultação de senha, para evitar que você desative os bloqueadores em um momento de fissura. Acesse: Método para esconder a senha.

  • Instale um contador de dias: Tutorial Contador de Dias, para te situar em sua jornada.

    Avalie também a necessidade de abandono de outros vícios que podem de alguma forma te atrapalhar no processo, como masturbação, álcool, outras drogas lícitas e ilícitas, games, comidas e outros.

  • Priorize as atividades de religação, tais como: socialização, trabalho voluntário, trabalho manual prazeroso, leitura de livros, mindfulness, meditação, yoga, musculação, natação, ciclismo, pilates, hidroginástica, crossfit, boxe, lutas diversas, dança, caminhada, corrida, zumba, voleibol, futebol e muitas outras. Não foque muito em quantidade, mas na qualidade.

  • Não desperdice o seu tempo em redes sociais, pois muitas delas atuam como verdadeiras "playboys digitais", tais como: facebook, instagram, twitter, pinterest e outras. Evite também a navegação a esmo.

  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Certifique-se de ter relatado toda a sua história de envolvimento com a PMO, para que, assim, possamos ajudá-lo(a) da melhor forma. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te assistir, e sempre que puder ajude outros aqui também.

Abraços!

_______________________________________
Meu Diário: https://www.comoparar.com/t12284-diario-parte-2-situacao-agravou-se-demais

Voiser gosta desta mensagem

Diácono Lucas
Diácono Lucas
Moderador
Moderador
Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/09/2017
Idade : 29
Localização : São Paulo

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

11/1/2023, 14:38
Voiser escreveu:Agradecimentos
Olá, primeiramente quero agradecer a todos que estão dispondo do seu tempo para acompanhar e ler o meu diário. Vocês fazem a diferença no mundo, fico muito feliz e inspirado em todas as pessoas que acordam pela manhã pensando em evoluir, mudar e crescer.

Dedicatória
Vou dedicar todo o meu esforço  para sair desse vício maldito primeiro ao nosso Criador sem ele nada seria possível depois a minha família, minha querida mãe que é extremamente protetora e amorosa, meu pai que é um cara extraordinário sempre batalhou muito para dar oque podia, minha namorada uma pessoa ímpar e a minha querida avó que infelizmente não esta nesse plano mas sempre lutou para eu ser uma pessoa melhor.

Prefácio
Aqui é o meu diário onde vou contar o início até o fim da destruição de uma década. Tomei partido desse título porque  já fazem mais de dez anos que estou preso nesse vício que acarretou vários problemas emocionais. Hoje tenho 22 anos e se voltasse no tempo diria para o meu "EU" e a todas as crianças da minha idade: não utilizem a internet para o mal, esqueçam pornografia, redes sociais, jogos onlines e foquem no seu próprio desenvolvimento, vão fazer academia, ler um livro, sair com os amigos e curtir sua infância. Sou um grande admirador da internet mas acredito que é uma faca de dois gumes você que tem filho pequeno tome muito cuidado com oque ele anda pesquisando na internet, sou a prova que uma pessoa civilizada pode caminhar por trilhas obscuras sem a orientação dos país e família. Graças a Deus foi a pornografia, jogos onlines e redes sociais mas imagine se tivesse vício de violência online e outros assuntos que são de cunho muito pesado.

Ano 2012
Lembro-me de pouca coisa dessa época tinha 12 anos mas era considerado diante dos outros amigos. Um bobão, porque minha família não tinha princípios corrompidos, meu pai não era de procurar ousadia com minha mãe na minha frente, tinha uma cartilha rígida sobre educação que agradeço demais a minha família, sobre dormir cedo, não assistir novelas e filmes que não tinha minha classificação de idade. Então minha cabeça era bastante apagada para questões sexuais, eu era o tipo de garoto nessa idade que acreditava em papai noel e que não conseguia entender muito como o ser humano era criado, eu poderia dizer que tinha a "inocência". Lembro que a primeira vez que vi uma cena pornográfica foi em uma barbearia onde tinha várias revistas +18 e resolvi pegar uma para folhear resumindo o barbeiro falou para minha mãe e tomei uma surra. Lembro que aquela cena da revista em si não foi tão impactante, não chegou a ser o começo do vício foi mais uma curiosidade.  

Ano 2013
Com 13 anos começou a explosão da internet (na minha época / cidade), várias Lan Houses, as professoras começaram a pedir trabalhos impressos e muitos amigos da minha turma tinha computador de mesa - desktop. Meu pai e minha mãe se juntaram para comprar um tal desktop para facilitar a minha vida, eles não queria que eu ficasse na casa dos outros ou pior ainda em uma lan house. Até que um colega de escola  chamado Rodrigo, começou a falar sobre masturbação, pornografia e jogos onlines até então não tinha conhecimento sobre o meu corpo e o  pior ainda da internet, era um mundo muito nevado para mim. Levado pela curiosidade comecei a navegar  vendo mulheres com roupas íntimas, tinha muita vergonha de ver mulheres peladas ou nuas na minha cabeça ia contra todos os meus princípios, estava fazendo algo de muito errado, inclusive nas primeiras vezes lembro que fiquei com uma vergonha absurda, um sentimento de culpa até que fui progredindo (....), comecei a jogar jogos onlines principalmente MMORPGS e foi tudo escalando muito rápido. Aquele menino que era inocente depois de entrar no mundo da internet saiu viciado em pornografia, masturbação e jogos onlines.

Ano 2014
Começou a afetar demais o meu desenvolvimento na escola, passava de ano por pressão de meus pais mas minhas notas caíram muito. Passei a ser uma pessoa medíocre, tanto foi que o meu professor de história falou "Você tem o potência de dar 10, eu conheço sua história mas de uns tempos para cá você só da o mínimo". Não estava preocupado com amizades, família ou escola queria apenas chegar em casa tomar banho ficar 10 a 12 horas jogando e praticar meu PMO até no outro dia e repetir o ciclo novamente. Não me sentia triste, sinceramente era uma felicidade genuína era um rotina normal. Até que as coisas foram escalando, já sentia dificuldade em comer, não queria mais obedecer minha mãe e foi progredindo oque era vídeos leves de mulheres dançando passou a ser pornografia de fato e fiquei nisso por 2 anos.

Ano 2016
Com 16 anos, começou muitas frustrações em minha vida, meu pai começou a trair minha mãe, minha avó ficou de depressão, minha mãe desempregada, depois minha avó morreu, minha mãe pegou câncer e  foram muitos problemas familiares. Como sempre o ciclo foi repetindo e cada vez mais forte devido as frustrações nessa época lembro que praticava fap 10 vezes a 12 vezes por dia, estava no fundo do poço. Até que meus pais começaram a colocar pressão para ir trabalhar, conseguir arrumar um trampo de estagiário e aproveitei o dinheiro para fazer um curso técnico na área da saúde. Nesse período dos 16 até os 20 foram de correria total. Minha vida mudou, estudava de dia no colégio, a tarde trabalhava de estagiário e a noite fazia  curso técnico, depois que acabou o contrato de estagiário ingressei como jovem aprendiz e fui andando. O problema disso tudo foi que os vícios da infância não tinha se afastado de mim, continuava fazendo sempre a noite, jogando madrugadas as vezes assistia muita pornografia no trabalho, a verdade é que como li em um livro, quem esta viciado em alguma coisa para ficar "Normal" precisa satisfazer o vício. Arrumei uma namorada no período do curso técnico, o vício aliviou por uns 6 meses mas depois voltou tudo novamente, mas até então nada disso me incomodava, não sentia que estava doente.

Ano 2020
Com 20 anos, decidir sair do trabalho para estudar pro vestibular de medicina. Graças a Deus minha mãe curada do câncer, minha avó infelizmente já não estava nesse plano e eu estava com uma namorada muito querida, meu pai e minha mãe ainda estava em processo de separação mas não me afetava diretamente até porque eu já era um adulto. Comecei a estudar para o vestibular, pressão, frustração, falta de grana, estudava em média 10 a 12 horas por dia no primeiro ano, meu pai contra aos meus estudos, pressão familiar, ansiedade, explosão de sentimentos, minha namorada com problema com a família dela e eu rígido com os meus estudos. Continuava praticando a pornografia e jogos onlines mas em horários vamos se dizer "Livres" até que recebi a nota da prova, foi um choque de realidade. Eu tinha perdido praticamente um ano da minha vida e não tinha alcançado nem 50% da nota da prova ou seja estava mais triste, mais frustrado e mais estressado. Como eu sou teimoso e persistente fui estudar o 2° ano para o vestibular de medicina com as mesmas estratégias só que o segundo ano não foi igual ao primeiro, já estava sem motivação e sem força, ao invés de estudar passei o ano todo praticamente jogando, assistindo pornografia e engordando. Fiquei em uma revolta tão grande com tudo que peguei todos os meus cadernos de resumos e tudo joguei fora com a esperança que iria refazer tudo mas chegou a data da prova e diferentemente do primeiro ano minha nota foi 35% da prova e ai cai de vez no limbo. Minha namorada teve um problema familiar muito grande e começou a morar comigo na casa de minha mãe (ai a pressão aumento mais ainda) e eu com esse ciclo.

Ano 2022 - 2023
Hoje dia 10/01/2023 estou no fundo do poço, sinceramente não tenho mais forças para estudar, continua sendo o meu sonho passar no vestibular de medicina mas estou sem dinheiro nenhum na conta, fui fazer uma prova de carona, inclusive fiz muitas dividas de apostilas e papel ofício no meu cartão de crédito - estou fudido com nome sujo. O meu quarto de estudos que eu mais amava, infelizmente minha namorada teve que colocar as coisas dela lá, tem muito papel, muito material bagunçado e desorganizado - isso na vida de um estudante é uma desgraça. Não tenho mais privacidade em estudar e aliado a tudo isso estou com esse ciclo de vício maldito que carrego desde dos meus 13 anos. Faço muitos cursos onlines sobre desenvolvimento pessoal e estratégia para vencer mas estou sem forças nenhuma para recomeçar minha vida, não demonstro isso para minha família, minha mãe e minha namorada me acha uma pessoa foda que luta pelos seus ideias mas é como se eu tivesse muito cansado. Eu quero mudar  a minha vida, acabar com esse vício de PMO, arrumar um emprego, me batizar na católica (penso em ficar mais próximo de Deus), voltar a treinar, terminar minha casa e finalmente entrar em um cursinho presencial (coisa que nunca tive condições de bancar porque sou baixa renda e espero que com o fruto de meu futuro emprego consiga investir) mas sinto-me sugado toda manhã por esse ciclo maldito. O vício me venceu por uma década mas não vai levar a minha vida !

Fico feliz que tenha tomado a decisão de lutar, amigo.

Realmente sua história é marcada negativamente pelo vício, o que não é diferente de mim, e de nenhum dos companheiros que estão nessa labuta.

Pense que seu futuro ainda está intacto, e que não podemos permitir perder um minuto sequer de nossas vidas nesse vício.

Estarei torcendo para que realize seus projetos pessoais, e seus sonhos, que Deus de te forças para seguir.

Continue nos informando sobre seus progressos.

Um grande abraço!

_______________________________________
Meu Diário: https://www.comoparar.com/t12284-diario-parte-2-situacao-agravou-se-demais

Mamute e Voiser gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

11/1/2023, 15:10
Voiser escreveu:Agradecimentos
Olá, primeiramente quero agradecer a todos que estão dispondo do seu tempo para acompanhar e ler o meu diário. Vocês fazem a diferença no mundo, fico muito feliz e inspirado em todas as pessoas que acordam pela manhã pensando em evoluir, mudar e crescer.

Dedicatória
Vou dedicar todo o meu esforço  para sair desse vício maldito primeiro ao nosso Criador sem ele nada seria possível depois a minha família, minha querida mãe que é extremamente protetora e amorosa, meu pai que é um cara extraordinário sempre batalhou muito para dar oque podia, minha namorada uma pessoa ímpar e a minha querida avó que infelizmente não esta nesse plano mas sempre lutou para eu ser uma pessoa melhor.

Prefácio
Aqui é o meu diário onde vou contar o início até o fim da destruição de uma década. Tomei partido desse título porque  já fazem mais de dez anos que estou preso nesse vício que acarretou vários problemas emocionais. Hoje tenho 22 anos e se voltasse no tempo diria para o meu "EU" e a todas as crianças da minha idade: não utilizem a internet para o mal, esqueçam pornografia, redes sociais, jogos onlines e foquem no seu próprio desenvolvimento, vão fazer academia, ler um livro, sair com os amigos e curtir sua infância. Sou um grande admirador da internet mas acredito que é uma faca de dois gumes você que tem filho pequeno tome muito cuidado com oque ele anda pesquisando na internet, sou a prova que uma pessoa civilizada pode caminhar por trilhas obscuras sem a orientação dos país e família. Graças a Deus foi a pornografia, jogos onlines e redes sociais mas imagine se tivesse vício de violência online e outros assuntos que são de cunho muito pesado.

Ano 2012
Lembro-me de pouca coisa dessa época tinha 12 anos mas era considerado diante dos outros amigos. Um bobão, porque minha família não tinha princípios corrompidos, meu pai não era de procurar ousadia com minha mãe na minha frente, tinha uma cartilha rígida sobre educação que agradeço demais a minha família, sobre dormir cedo, não assistir novelas e filmes que não tinha minha classificação de idade. Então minha cabeça era bastante apagada para questões sexuais, eu era o tipo de garoto nessa idade que acreditava em papai noel e que não conseguia entender muito como o ser humano era criado, eu poderia dizer que tinha a "inocência". Lembro que a primeira vez que vi uma cena pornográfica foi em uma barbearia onde tinha várias revistas +18 e resolvi pegar uma para folhear resumindo o barbeiro falou para minha mãe e tomei uma surra. Lembro que aquela cena da revista em si não foi tão impactante, não chegou a ser o começo do vício foi mais uma curiosidade.  

Ano 2013
Com 13 anos começou a explosão da internet (na minha época / cidade), várias Lan Houses, as professoras começaram a pedir trabalhos impressos e muitos amigos da minha turma tinha computador de mesa - desktop. Meu pai e minha mãe se juntaram para comprar um tal desktop para facilitar a minha vida, eles não queria que eu ficasse na casa dos outros ou pior ainda em uma lan house. Até que um colega de escola  chamado Rodrigo, começou a falar sobre masturbação, pornografia e jogos onlines até então não tinha conhecimento sobre o meu corpo e o  pior ainda da internet, era um mundo muito nevado para mim. Levado pela curiosidade comecei a navegar  vendo mulheres com roupas íntimas, tinha muita vergonha de ver mulheres peladas ou nuas na minha cabeça ia contra todos os meus princípios, estava fazendo algo de muito errado, inclusive nas primeiras vezes lembro que fiquei com uma vergonha absurda, um sentimento de culpa até que fui progredindo (....), comecei a jogar jogos onlines principalmente MMORPGS e foi tudo escalando muito rápido. Aquele menino que era inocente depois de entrar no mundo da internet saiu viciado em pornografia, masturbação e jogos onlines.

Ano 2014
Começou a afetar demais o meu desenvolvimento na escola, passava de ano por pressão de meus pais mas minhas notas caíram muito. Passei a ser uma pessoa medíocre, tanto foi que o meu professor de história falou "Você tem o potência de dar 10, eu conheço sua história mas de uns tempos para cá você só da o mínimo". Não estava preocupado com amizades, família ou escola queria apenas chegar em casa tomar banho ficar 10 a 12 horas jogando e praticar meu PMO até no outro dia e repetir o ciclo novamente. Não me sentia triste, sinceramente era uma felicidade genuína era um rotina normal. Até que as coisas foram escalando, já sentia dificuldade em comer, não queria mais obedecer minha mãe e foi progredindo oque era vídeos leves de mulheres dançando passou a ser pornografia de fato e fiquei nisso por 2 anos.

Ano 2016
Com 16 anos, começou muitas frustrações em minha vida, meu pai começou a trair minha mãe, minha avó ficou de depressão, minha mãe desempregada, depois minha avó morreu, minha mãe pegou câncer e  foram muitos problemas familiares. Como sempre o ciclo foi repetindo e cada vez mais forte devido as frustrações nessa época lembro que praticava fap 10 vezes a 12 vezes por dia, estava no fundo do poço. Até que meus pais começaram a colocar pressão para ir trabalhar, conseguir arrumar um trampo de estagiário e aproveitei o dinheiro para fazer um curso técnico na área da saúde. Nesse período dos 16 até os 20 foram de correria total. Minha vida mudou, estudava de dia no colégio, a tarde trabalhava de estagiário e a noite fazia  curso técnico, depois que acabou o contrato de estagiário ingressei como jovem aprendiz e fui andando. O problema disso tudo foi que os vícios da infância não tinha se afastado de mim, continuava fazendo sempre a noite, jogando madrugadas as vezes assistia muita pornografia no trabalho, a verdade é que como li em um livro, quem esta viciado em alguma coisa para ficar "Normal" precisa satisfazer o vício. Arrumei uma namorada no período do curso técnico, o vício aliviou por uns 6 meses mas depois voltou tudo novamente, mas até então nada disso me incomodava, não sentia que estava doente.

Ano 2020
Com 20 anos, decidir sair do trabalho para estudar pro vestibular de medicina. Graças a Deus minha mãe curada do câncer, minha avó infelizmente já não estava nesse plano e eu estava com uma namorada muito querida, meu pai e minha mãe ainda estava em processo de separação mas não me afetava diretamente até porque eu já era um adulto. Comecei a estudar para o vestibular, pressão, frustração, falta de grana, estudava em média 10 a 12 horas por dia no primeiro ano, meu pai contra aos meus estudos, pressão familiar, ansiedade, explosão de sentimentos, minha namorada com problema com a família dela e eu rígido com os meus estudos. Continuava praticando a pornografia e jogos onlines mas em horários vamos se dizer "Livres" até que recebi a nota da prova, foi um choque de realidade. Eu tinha perdido praticamente um ano da minha vida e não tinha alcançado nem 50% da nota da prova ou seja estava mais triste, mais frustrado e mais estressado. Como eu sou teimoso e persistente fui estudar o 2° ano para o vestibular de medicina com as mesmas estratégias só que o segundo ano não foi igual ao primeiro, já estava sem motivação e sem força, ao invés de estudar passei o ano todo praticamente jogando, assistindo pornografia e engordando. Fiquei em uma revolta tão grande com tudo que peguei todos os meus cadernos de resumos e tudo joguei fora com a esperança que iria refazer tudo mas chegou a data da prova e diferentemente do primeiro ano minha nota foi 35% da prova e ai cai de vez no limbo. Minha namorada teve um problema familiar muito grande e começou a morar comigo na casa de minha mãe (ai a pressão aumento mais ainda) e eu com esse ciclo.

Ano 2022 - 2023
Hoje dia 10/01/2023 estou no fundo do poço, sinceramente não tenho mais forças para estudar, continua sendo o meu sonho passar no vestibular de medicina mas estou sem dinheiro nenhum na conta, fui fazer uma prova de carona, inclusive fiz muitas dividas de apostilas e papel ofício no meu cartão de crédito - estou fudido com nome sujo. O meu quarto de estudos que eu mais amava, infelizmente minha namorada teve que colocar as coisas dela lá, tem muito papel, muito material bagunçado e desorganizado - isso na vida de um estudante é uma desgraça. Não tenho mais privacidade em estudar e aliado a tudo isso estou com esse ciclo de vício maldito que carrego desde dos meus 13 anos. Faço muitos cursos onlines sobre desenvolvimento pessoal e estratégia para vencer mas estou sem forças nenhuma para recomeçar minha vida, não demonstro isso para minha família, minha mãe e minha namorada me acha uma pessoa foda que luta pelos seus ideias mas é como se eu tivesse muito cansado. Eu quero mudar  a minha vida, acabar com esse vício de PMO, arrumar um emprego, me batizar na católica (penso em ficar mais próximo de Deus), voltar a treinar, terminar minha casa e finalmente entrar em um cursinho presencial (coisa que nunca tive condições de bancar porque sou baixa renda e espero que com o fruto de meu futuro emprego consiga investir) mas sinto-me sugado toda manhã por esse ciclo maldito. O vício me venceu por uma década mas não vai levar a minha vida !
Seja bem vindo ao forum Voiser, nunca é tarde pra recomeçar e buscar sua felicidade, vc pode estar na pior fase da sua vida mas deus vai te ajudar a vencer essa guerra, o passo mais importante vc está dando que é tirar o principal culpado pela sua vida estar assim que é a pornografia, é a hora de vc tomar as rédeas e quebrar esse ciclo vicioso, lembrar que a pornografia que potencializou todos os seus problemas e que sem ela com ctz vc vai ter força pra vence-los, força na luta tmj

Meu diario: https://www.comoparar.com/t12382-recomeco-tudo-ou-nada

Voiser
Voiser
Mensagens : 5
Data de inscrição : 10/01/2023

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Do dia 12/01 até 16/01 (Hoje)

16/1/2023, 07:54
12/01 - No meu primeiro dia de reboot foi terrível. Masturbação e pornografia na minha vida não é apenas um vício, é uma compulsão. Sinto como se todas as minhas células do corpo estivessem pedindo aquela quantidade de prazer.

13/01 - Muita vontade, parecia que o mundo iria desabar. Várias vezes fiquei apenas parado pedindo a Deus força para vencer esse vício, a vontade estava muito grande.

14/01 - Infelizmente minha primeira recaída, em um vacilo mínimo aconteceu tudo muito rápido. Eu estava fazendo outra coisa mas vieram pensamentos que ativaram vários gatilhos. Fiquei arrasado mas já estava esperando, apesar de triste foi uma vitória ficar 2 dias sem PMO.

15/01 - Muito tranquilo, totalmente diferente do primeiro dia afastado do PMO.

16/01 - Tive os mesmos pensamentos e gatilhos que vieram no dia 14/01 porém estou mais resistente e não fui enganado pelo cérebro. Mesmo tendo recaído sinto que estou mais forte em relação as minhas atitudes e comportamentos. O vício de PMO é muito traiçoeiro em uma derrapada, você esta de novo e de novo no lamaçal é pior que muitos vícios porque a oferta da droga anda com você 24/48, qualquer dispositivo conectado na internet pode fazer seu progresso ir por água abaixo !

Seguindo firme !

Joe.FierceFighter e Bikshuoretorno gostam desta mensagem

Bikshuoretorno
Bikshuoretorno
Mensagens : 5
Data de inscrição : 11/01/2023

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

24/1/2023, 23:41
Salve irmão, acabei de ler seu relato, vou começar a acompanhar seu diario. Foca no seu objetivo que é ser medico e não deixe nada te desviar disso. Sua história lembra um pouco a minha, a minha ex namorada de um relacionamento longo nunca imaginou que eu tivesse esse vicio, mas ela veio morar comigo, e acabou descobrindo e a partir desse dia meu relacionamento com ela começou a ruir, a confiança não existia mais. Por experiencia propia, se você a ama, seja mais forte que esse vicio irmão.Quando a ansiedade bater, tenta dar uma volta no quarteirão, suar o corpo ajuda bastante. força pra nós!
empreendedorviciadoenovo
empreendedorviciadoenovo
Mensagens : 38
Data de inscrição : 21/01/2023

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

25/1/2023, 10:25
Você quer ser médico pra ajudar pessoas, e para que isso aconteça, está se ajudando primeiro, livrando-se deste vício!
Parabéns! Você está no caminho! Continue firme, abraço.
avatar
iron2255
Mensagens : 23
Data de inscrição : 17/01/2023

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

1/2/2023, 06:53
fé em Deus que ele é justo...

boraaaa pra cima!
avatar
Souza1996
Mensagens : 35
Data de inscrição : 31/01/2023

Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser Empty Re: Destruição de uma década mas não de uma história - Diário do Voiser

2/2/2023, 12:09
Boa tarde irmão, como está indo?

_______________________________________
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos