Ir para baixo
Três
Três
Mensagens : 1
Data de inscrição : 24/12/2014
Idade : 31
Localização : AM

Confusão de acontecimentos Empty Confusão de acontecimentos

25/12/2014, 01:14
Olá a todos

Assim como todos aqui eu me vejo com vício em pornografia, mas ao mesmo tempo não tenho certeza se sou viciado, pois consigo passar muito tempo sem, mas não abandono.
Tenho problemas similares aos que vi relatados no site e nesse fórum, mas existem outros que são opostos da maioria, fico pensando se faz sentido eu estar aqui.
Ontem a noite, quando estava procurando pornografia acabei caindo em um site sobre os malefícios dela sobre o cérebro, o que me interessou muito e acabou me trazendo para cá.
Ainda está recente essa ideia e também não li o ebook, mas em fim, gostaria de compartilhar minha história, uma coisa que há muito tempo tenho vontade de fazer, mas nunca tive coragem ou oportunidade para me expressar e vou tentar dessa forma anônima. Espero não ser muito longo, e também não constrangi ninguém, pois os pequenos relatos que já fiz da minha mente, normalmente é interpretado com espanto, desprezo e tudo de ruim, o que me faz não conseguir falar com ninguém sobre isso, mas eu entendo isso também, pois para mim se tornou normal, mas eu sei que a maioria das pessoas não passa por isso. É um relato de vida, no qual a pornografia e a masturbação estiveram sempre presente, mas não é somente sobre isso.

Sinto como se tivesse nascido com uma energia sexual desequilibrada, desde que me lembro eu me excito com facilidade e minha mente descontrolada me levou a fantasias das mais sem sentido que se possa imaginar, isso quando tinha lá pros meus 8 - 9 anos.
Lembro que com uns 10 anos, eu não tinha acesso a nenhum tipo de pornografia, mas existia um desejo estranho em mim que vasculhava a minha mente, e eu literalmente esperava pela época de carnaval para poder ver mulheres seminuas, não entendia de fato, mas aquilo me atraia e me fazia sentir um estranho prazer.
Mesmo sem entender o que era o sexo, eu já me tocava e tinha praticas estranhas procurando me dar prazer e me descobrir, tipo ficar dentro da rede (rede de se embalar) me fechar nela e deixar somente meu pênis para fora e ficar super excitado com isso, tentar me masturbar girando ele sobre a própria base e chegando a estágios de prazer que chamava de prata e ouro, que ate hoje nunca mais consegui chegar
Minha mente criava fantasias que envolviam de tudo de "bom e de ruim", com pessoas que não conhecia, os membros da própria família, objetos, animais e ate eu mesmo, e isso tudo sem entender o que era sexo, então não eram cenas de sexo, mas algo bem bagunçado, misturando beijo, toque, brincadeiras, morte, tortura e sofrimento em geral, não lembro ao certo mas era uma confusão e eu interpretava como algo normal e me tocava sobre esses pensamentos que hoje sei q são estranhos. Eu não via filmes de terror ou eróticos, mas eu meio que sabia essas coisas estranhas.
Comecei a me masturbar normal, depois de ter uma palestra/aula sobre sexo no colégio, isso já com uns 12/13 anos, quando a palestrante disse que a masturbação era com a mão imitando as paredes da vagina, achei interessante e resolvi experimentar, até que funcionou e me levou a ter orgasmos pela primeira vez.
Um ou dois anos depois fui ter acesso à pornografia pela primeira vez com revistas de meus amigos e logo em seguida a internet. Foi a primeira vez que vi de fato o que era sexo e pude entender melhor e também passar a acessar em casa, mas como a internet era discada e muito regrada era bem difícil ver, e continuava a me masturbar como tinha aprendido.
Então vem a parte que ainda quero descobrir, desenvolvi uma doença, meu olho direito enxergava tudo como se tivesse uma camada branca na frente, ficava desfocado, sensibilidade a luz e muita dor, aparecia e sumia do nada, passei anos tendo isso (ate hoje tenho e escrevo esse texto com uns 30% do meu olho assim), com o tempo ela foi se agravando, ficando mais intensa, mais tempo ativa e menos tempo entre uma aparição e outra. O que eu ate então não percebia é que quanto mais a minha mente me excitava e mais pornografia eu via, mais piorava.
Sempre fui como todos diziam, antissocial, mesmo não acreditando que era, tinha um forte desejo pelas garotas, mas ao mesmo tempo que não tinha iniciativa, coragem de tentar, eu também achava que não merecia, que era muito feio, que não valeria a pena para ela se envolver com alguém como eu, e em oposto a isso eu tinha um ego enorme, que dizia que eu era o cara mais "foda" do mundo, ficava prepotente, e com a "cara de doido" da qual meus amigos me descreviam e esse estado me levava a pensamento de crueldade e morte.
Ate então eu era da seleção de basquete da escola, tinha um grupo de amigos que jogavam RPG de mesa e eu era o mestre, tinha ótimas notas, me considerava extremamente inteligente, feio, perigoso e imprevisível.
Com o passar dos tempos eu fui me afundando cada vez mais em pornografia e comecei a ter ejaculação precoce, diz que é antes do ato sexual, logo após a penetração ou antes da parceira atingir o orgasmo, mas no meu caso era somente eu, cheguei a ter ejaculações com 10 – 20 segundos depois que começava a me masturbar, o que me levava a me masturbar umas 3 – 5 por dia, o que vai contra os relatos que li no fórum. Dizem que ao consumir muita pornografia fica-se insensível, demora a atingir orgasmo, por isso não sei se a pornografia tem haver com minha ejaculação precoce.
Com 16 anos comecei a beber e fumar, ate ficar realmente viciado, com 18 comecei a fumar maconha e logo em seguida usar cocaína, não praticava mais esporte, era um dos piores na sala de aula (reprovei os 3 anos do ensino médio, mas não repeti, paguei dependência, que era fácil no colégio) e fiz coisas ruins nesse tempo, como praticar assalto (singular mesmo), tentativa de incesto, fantasias de pedofilia, e tinha uma forte vontade de morrer, e muito incentivada pelos amigos que também tinha sérios problemas, todos e eu mesmo sabiam que eu não duraria muito tempo, mas acabou que não tive sucesso em minhas tentativas e o que sempre me dava uma grande força para mudar.
Comecei a lutar contra vícios, (esqueci de mencionar que também sou viciado em jogos) larguei a cocaína, depois o álcool, por que esses me destruíam de mais, parei por um tempo com a maconha, e o cigarro foi o primeiro a me dar abstinência, foi realmente difícil, mas eu consegui, depois de um tempo fiquei somente com a maconha, mas a verdade é que ainda tinha com jogos e masturbação.
Passei isso tudo com esse problema no olho, que estava ficando critico, durando em media 7 dias e voltando todos os meses, e só então resolvi procurar ajuda medica, que era um fracasso, incrivelmente os cinco primeiros oftalmologistas diziam que eu não tinha nada, e visualmente não da pra perceber, mas se prestar atenção da pra ver uma veia no lado de fora do olho que fica bem inchada e vermelha. Foi então que o sexto medico disse que eu tinha uveite, passamos a procurar a cura usando colírios, mas esses destruíam o olho e davam catarata, então não podia ser usada frequentemente, mas depois que eu parava de usar, a doença voltava, aprendi com o tempo a conviver com ela.
Com 20 anos tive minha primeira parceira sexual, o que de inicio tive os efeitos comuns de quem consome muita pornografia, eu não sentia ela, e durava muito e nem gozava, o que eu achava ótimo, porque podia durar muito tempo o que não era comum, acabou que namoramos e fomos morar juntos, e minha ejaculação precoce apareceu e se tornou rotineira, ate que esse relacionamento (fora os mil problemas que tínhamos) ficou ameaçado pela minha dificuldade, ela quis procurar um medico e eu não, consegui meio que do nada ficar normal, e depois de um tempo voltou, ate que terminamos
Hoje tenho 24 anos percebi que sou ansioso, mas ano passado eu me entreguei pra espiritualidade, e comecei a praticar meditação e varias outras coisas, e principalmente prestar atenção, ate que finalmente percebi que toda vez que gozava sentia algo no meu olho, e fui fazendo testes, ate me masturbar varias vezes com o olho muito debilitado e comprovar que toda vez que ejaculava eu sentia ele rasgar, então resolvi parar de me masturbar, mas para minha surpresa é mais difícil que controlar a mente insana, mais difícil que parar com drogas, mais difícil que qualquer coisa que já tentei largar, mas aos poucos estava conseguindo e tendo recaidas, ate começar a ler o livro: O Orgasmo Multiplo do Homem, e vi que podia ter meu prazer, ver pornografia, durar mais e não prejudicar meu olho, simplesmente em não ejacular, mas hoje estou vendo que de qualquer forma, ver pornografia deixa meu cérebro destruído, e mesmo me masturbando sem gozar e sem ver pornografia meu olho nesse exato momento não está bem. Antes esse mal era uma maldição, hoje eu sei que ele é a única coisa que me faz procurar ajuda, porque deixar de enxergar, sentir dor e ter de viver com medo da luz é horrível.
Taaviin
Taaviin
Mensagens : 250
Data de inscrição : 20/12/2014
Idade : 27
Localização : Salvador - BA
http://www.comoparar.com/t5420-como-fenix-taaviin-23

Confusão de acontecimentos Empty Re: Confusão de acontecimentos

27/12/2014, 03:42
Relato pesado meu jovem, mas você não está sozinho.
De início já digo que compartilhávamos as mesmas fantasias-excitações, antigamente se alguém revistasse meu histórico do PC... adeus sociedade. Mas é passado, pra nós dois.
Tenho visto os vídeos da Fran Haag no YouTube e pelo que ela diz, o vício é a camuflagem de um sentimento/emoção/trauma que queremos esquecer ou camuflar, e isso pode ter TANTO tempo que nos enganamos ao achar que o vício é o problema, na verdade, ao curar o vício, o verdadeiro problema pode vir a tona.

Também fiquei um pouco assustado ao ler alguns relatos, TODOS dizem que o pornô/masturbação lhes deu Ejaculação Retardada, quando no meu caso eu tenho a Ejaculação Precoce, e mais uma vez, você não está sozinho.
Mas tem uma boa notícia, uma vez consegui ficar pouco mais de um mês sem masturbação, e tive uma boa melhora, TALVEZ se eu transasse com mais frequência e permanecesse firme sem masturbação e pornô, poderia ter me curado, creio que as coisas irão melhorar pra gente nesse sentido.

Outra coisa, também me acho super inteligente, o mais foda possível e ao mesmo tempo me acho "péssimo" para tal garota e isso me faz ficar sem confiança, mas tô realmente disposto a mudar isso e tenho feito mudanças reais e tomado atitudes reais pra mudar isso, como aceitar todos os convites pra eventos e oportunidades de socializar, já tenho até dois aniversários pra ir.

Cara, você pode se achar a pior pessoa do mundo, pelo que você já consumiu, pelo que você já desejou ou fantasiou, mas você nunca está sozinho, em todos os lugares existem pessoas com a mesma dificuldade e você já é um vencedor por reconhecer e tentar mudar.

Mais uma coisa, você precisa ter metas na vida, tô aprendendo que ócio é uma desgraça na vida da pessoa, em todos os lugares existem gatilhos pra estimular nosso vício, mas sempre indico fazer um esporte.
Engraçado que eu saí do Jiu-Jitsu, uma das minhas paixões por falta de motivação pra continuar ( na verdade, nós sabemos bem o motivo, lógico ) , e hoje percebo a importância do esporte, busque um pra você, será ótimo !

O lance da espiritualidade é fantástica, não sei se você acredita em Deus, mas cara... na sinceridade, Ele me dá uma força ABSURDA, se você acredita, tenta ser mais frequente em algumas Igrejas, ou se você não gosta de Igrejas, ore bastante, convide Ele a estar contigo, é tão bom Smile
Se você acredita em Deus, mas não gosta muito do Evangelismo/Catolicismo, eu indicaria pra você o Espiritismo, sou bem aberto em relação a Religião, e os Espíritas são os mais respeitosos de todos, é agradável conversar com eles.

Enfim, se puder, continua aqui com a gente, quanto mais contato com o Fórum, é uma ajuda a mais pra te deixar firme, você se ajuda e ajuda outros, conto contigo !

Grande abraço !

_______________________________________
- Meu diário: http://www.comoparar.com/t5420-como-fenix-taaviin-23 -

Artur Monteiro
Artur Monteiro
Mensagens : 171
Data de inscrição : 05/03/2015
Idade : 33
Localização : França Paris

Confusão de acontecimentos Empty As primeiras fantasias

19/3/2015, 10:21
Sobre das tuas fantasias de infância, posso dizer que também as tive desde muito novo, penso que talvez desde os 10 anos. O problema é que a minha orientação sexual tendeu para a homossexualidade já dessa altura.

JÁ REFLECTIRAM COMO FOI A PRIMEIRA MASTURBAÇÃO QUE TIVERAM, E COM QUEM FOI?

De facto não me lembro ao certo, penso que talvez a vítima tenha sido o Spider-man.

Os meus primeiros desejos estimulantes, que me levavam a me masturbar na cama à noite, eram com os super-heróis dos desenhos animados, com um desejo de morte e tortura. O meu desejo era de matar os super-heróis que passavam a vida a ganhar contra os vilões, nos episódios. Isto é de doidos. Naquela idade mal sabia eu o que andava a fazer.
Dos super-herois com roupa justinha sexualidade e músculos salientes, depressa passei para pessoas reais na tv, colegas de turma, e por ai adiante. A P. que sempre vi e que mais me estimula era moldada pelas mesmas características, de corpos musculados, roupa justa e colorida, buscando os herois no mundo porn, ou então os homens que apreciava tinham o perfil para heróis ou justiceiros.
É interessante perceber que, por mais variedade de material de P que encontramos e que absorvemos durante os anos do vício, continuamos sempre com o mesmo molde primitivo da nossa infância.

Hoje percebo que todas as minhas masturbações e sessões de porn têm uma carga muito forte de vingança, talvez por nunca ter ciso muito popular na minha escola e ser vítima de opressão.
As coisas evoluíram a nível social, pois sempre acreditei que Deus estava no meu caminho, pois hoje, com a faculdade concluída, percebo claramente toda a força que recebi Dele, com toda a minha fé.
Porém os desejos e fantasias dos 10 anos continuam e isso afecta claramente a minha mente e a minha vida.

Juntos reflectindo e partilhando experiências talvez cheguemos à verdade. E como Jesus promete:

"CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ."

PS: ao contrario do que disseste, a Ejaculação Precoce pode ter origem na P, porque desequilibra todo o mecanismo que o cérebro possui para o sexo natural. Tanto a precoce como a retardada.
Por isso encorajo-te a fazer o reboot e a entrar na corrida connosco.

Boa sorte

_______________________________________
MEU DIÁRIO:
http://www.comoparar.com/t4903-diario-artur-vicio-p-vs-paixoes-desordenadas

RECORDS:
P - 46 dias
M - 32 dias
O - 24 dias Janeiro 2018
Rafael Rossi
Rafael Rossi
Admin
Admin
Mensagens : 1928
Data de inscrição : 27/07/2014
http://www.vicioempornografiacomoparar.com

Confusão de acontecimentos Empty Re: Confusão de acontecimentos

19/3/2015, 13:08
Bom, bem vindo ao fórum e obrigado pelo relato.

Gostaria de deixar claro que o que nós temos a oferecer aqui é um método. Trata-se de como ficar livre da pornografia por 90 dias e ver o que acontece com você. Nós simplesmente pegamos uma única variável "pornografia" e retiramos da nossa vida por um período de 90 dias. Isso não é fácil de fazer, por isso o ebook, site, fórum e toda essa discussão que estamos tendo aqui. Se depois dos 90 dias os sintomas que você está relatando continuarem, eles não tinham relação com a pornografia. Do contrário, sim. Por isso, esse período de descanso é fundamental. Quanto à história que cada um conta, eu acho importante, mas somente à nível terapêutico. Mas se você realmente quer ficar livre da pornografia, eu sugiro que coloque de lado todas essas histórias, as explicações que deu para elas e experimente o que estamos sugerindo por 90 dias. Depois, se quiser, você volta às suas explicações. Até lá, permita-se fazer o experimento. Ao final, vais poder tirar as conclusões por si mesmo e decidir se esse é um caminho bom pra você ou não.

_______________________________________


"Prefiro ser escravo dos bloqueadores do que escravo da pornografia"
Ir para o topo
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos