Diario psico

+59
sbtrktr
BSB-BRO
Marcão
ANDRÉ-
Josuez
Farrel
Rene.Gade
Chabal
Lupuswp
Rottweiler
Alexandretj
rmotta
luz
Ventura
Theo
Alflau guetteur
Futuro Vencedor
Vencendo a DE
RodsRJ
mestrandoemapuros
Master
Nino
Mikes23
Rex
Eros
Levi Ackerman
marcosbanc
Christian
joaocrv
santo
31abj
Gregory16
Torneira
mariamolecansada
Tom
rogueishtar
Broda
Vimes
Domi1
psico
David Silva
Emil Sinclair
Peregrine
Artur Monteiro
Davi51
Twilight King
will_broots
RIRSK
narne
Buda
Ayil
Bruquendi
Semper Fi
Arqueiro
Lutador.diario
TheGreatest
André Cruz
Bernardo Cacchione
Atirador Nordestino
63 participantes
Ir para baixo
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

24/2/2020, 20:37
Olá Psico
Parabéns pelo oitavo dia longe da P.
Bom, uma coisa que eu tenho tentado cortar também é o acesso a salas de bate-papo e a cortar formas de conhecer pessoas que sejam somente virtuais.
Espero que você possa manter-se no reboot, assim como eu tb quero. Estou muito apegado a vc e a sua trajetória nestes dias já que estamos na mesma marca.
Aprendi muito com este seu post. Acredito que nós homens, temos um sexômetro ligado no último. Qualquer coisa o garoto lá embaixo já vai enrijecendo os mamilos se eletrizando (no meu caso - já que é uma zona que tenho muito prazer) e por aí vai... Que possamos canalizar um pouco dessa energia pra outras coisas e quando não der para canalizá-la que vivamo-la com responsabilidade.
Abraços! Paz!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 9... Agora eu entendo.

25/2/2020, 20:33
Na realidade, eu nem sei como eu posso começar a escrever o que me aconteceu nesse dia. Só posso dizer que nunca passei por isso durante todo esse tempo de reboot. Vamos lá. Vai ser um texto meio grande. Mas garanto que vai valer a pena.

A minha noite foi infernal. Pensamentos e mais pensamentos vieram sem parar e me tiraram o sono. A minha sorte, é que hoje foi feriado, por que eu só consegui pegar no sono realmente bem de madrugada. Durante todo esse tempo acordado no escuro, eu fiquei pensando no que aconteceu ao longo da minha vida pra que eu me tornasse um viciado em PMO. Apesar de não estar na igreja, eu não virei ateu e com isso, eu várias vezes fiquei perguntando em pensamento à Deus. "Por que?"

Pela manhã eu me levantei e fui à praia andar de skate como gosto de fazer. Como sempre foi relaxante chegar em casa, tomar um banho frio, almoçar e descansar na parte da tarde. Minha mãe resolveu sair e alguma coisa dentro de mim estava me incomodando e muito desde a noite. Fiquei sozinho, coloquei algumas musicas do tempo que eu era da igreja para rodarem no celular enquanto eu estava deitado na cama com o fone no ouvido quando as lágrimas vieram aos olhos não por sentir saudade, mas por sentir que aquelas musicas estavam retirando tudo de ruim que estava dentro do meu peito. A unica coisa que posso dizer é que chorei por praticamente uma hora seguida, incessantemente, e sempre perguntando. "Por que?"

Até que uma coisa aconteceu. A minha mente parece que se abriu ou coisa do tipo e eu tive a percepção macro do vício. Afinal, muitos por ai consomem pornografia, mas não são viciados, então, porque eu sou? porque nós somos?

A realidade, é que nossa mente tem a habilidade de usar qualquer coisa a seu favor pra se proteger da CONSCIENTIZAÇÃO de algo que ela considera extremamente ameaçador. O que poderia ser ameaçador? Solidão talvez. Abandono. Medo de errar. Medo de se arriscar. Baixa autoestima... Enfim, são várias coisas, e isso, logicamente, está intimamente ligado com a história de vida de cada um.

O que a minha mente considera como ameaça? Mudanças. O trauma de ver coisas que eu aprendi a gostar serem tiradas de mim como já aconteceram várias vezes durante minha infância e adolescência é algo que eu não aprendi a lidar e sempre fugi. O vício surgiu como uma tentativa frustrada de "salvar" pelo menos alguma coisa que ainda me ligava à algo que eu aprendi a ver como muito especial e aí vem todos os problemas que vão além do acesso à PMO. A forma como nós nos comportamos, a forma como olhamos as pessoas. Tudo isso significa uma coisa. O nosso vício molda nossa realidade. Não se trata de quantos vídeos você vê, ou seja lá o que você faça, e sim, qual realidade você constrói pra si mesmo alimentando esse vício. É por isso que é difícil deixá-lo, por que deixá-lo significa destruir a realidade que ele criou e com isso, nos força a viver a REAL realidade. E isso, é tão assombroso, que como tática, nossa mente automaticamente apela pro vício como forma de proteção nos momentos em que nós temos um vislumbre dessa tal REAL realidade. No final, é tudo uma forma de se proteger e pra isso, ela vai usar justamente aquilo que nós tentamos mudar através do processo. Nossos comportamentos e acredite, elá não está ligando nenhum pouco pras consequências. O principal é se proteger, novamente, não da abstinência, mas da REALIDADE.

Eu escrevi isso mais pra me lembrar. O problema não tá na pornografia, ou no cigarro, ou no álcool, ou no jogo. O problema está na realidade que tudo isso constrói em nossa mente pra nos proteger da dureza de uma realidade que nós aprendemos a não aceitar e sim, aprendemos a fugir dela. No meu caso, a realidade de que as coisas mudam. Sempre.

Definitivamente... Agora eu entendi o porque.

_______________________________________
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

26/2/2020, 08:39
Excelentes reflexões.
Continuemos nadando juntos nesse mar de Esperança que ainda existe.
Um forte abraço!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 10

26/2/2020, 20:03
Bom, hoje o dia foi tranquilo. Trabalhei meio expediente e por conta disso, não foi um dia tão cansativo. Tenho sentido que meu controle sobre meus pensamentos intrusivos tem aumentado. Além disso, estou realmente começando a aceitar com mais facilidade a ideia de que PMO não pode ser mais uma válvula de escape. Acredito que agora é só o tempo pra fazer essa pilastra ir se solidificando cada vez mais.

Estou pensando também em ir atrás de sexo. Tenho sentido um pouquinho essa necessidade, apesar de não estar muito desesperado, mas acho que seria legal um contato mais íntimo com alguém à essa altura, até pra que eu veja como ficaria depois do ato afinal, como eu já disse, não pretendo fazer o reboot sem sexo e não quero fugir dele por medo do efeito caçador. Obvio, não vou me cobrar pra que isso aconteça de qualquer forma pra depois me sentir frustrado caso não ocorra e essa frustração servir de desculpa pra uma queda. Vou deixar rolar e se rolar, rolou. Sem pressa.

_______________________________________
psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 11

27/2/2020, 21:55
Bom... Depois de 10 dias e agora, no fim do décimo primeiro dia dessa nova tentativa, ainda em modo hard e decidido à sentir prazer somente com sexo real, acredito que esteja começando a sentir fisicamente os efeitos da abstinência.

Pela manhã estava à ponto de chorar. Acho que um pouco de força que eu fizesse, faria uma lagriminha escorrer. Mas isso não é o pior. Hoje praticamente o dia todo venho me sentido enjoado, como se tivesse ingerido algo e estivesse com indigestão. Acordei com essa sensação e em alguns momentos do dia tive vontade vomitar. Também venho tido algumas dores estomacais chatas que vão e voltam. Sei bem que é o efeito do reboot sem masturbação, pois à alguns anos atrás tive essa sensação terrível próximo do décimo segundo ou décimo terceiro dia quando decidi tentar fazer em modo hard.

Em compensação, tenho conseguido suportar a vontade. Ela tem diminuído pouco a pouco e, de igual forma, pouco a pouco a voz da minha consciência tem ficado mais forte e tem me ajudado a seguir. Olhando para trás, parece que já tem um mês que não acesso nada e me masturbo, o que aumenta e muito o peso de cada dia e cada hora lutando.

O negócio é NUNCA dar razão aquela vozinha que ressoa na mente algumas horas, dizendo que "seria melhor ver um vídeo agora e se masturbar". Dar razão e justificativa pra que essa opção seja válida, é aceitar de bom grado que a queda ocorra. Mas até então, tudo está tranquilo. Só espero que esse mal estar estomacal passe rápido.

_______________________________________
psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 12

28/2/2020, 19:36
As coisas estão avançando, mas confesso que o mal estar estomacal ainda persiste. Também notei que minha barriga deu uma espécie de inchada estranha e se tem uma coisa que eu nunca tive foi barriga. Isso tem me preocupado um pouco, mas antes de presumir qualquer coisa, vou esperar mais um pouco pois isso já me aconteceu uma vez quando decidi ficar completamente em modo hard.

No mais, nenhuma vontade incontrolável, fissuras ou coisas do tipo tanto pra P quanto pra MO. Hoje no banho estimulei meu pênis e tive uma ereção. Lógico, nem dei muita bola pra isso, tomei meu banho e saí do banheiro. Não foi nada do tipo "nossa como isso é bom" foi algo do tipo "é... tá subindo".

Hoje eu também pude notar o quanto eu sou inseguro pra conversar com certas pessoas. Fico toda hora imaginando se eu não estou sendo visto como ingênuo ou bobo pela outra pessoa, e por aí vai. Acredito que com o tempo isso vá diminuir com certeza.

_______________________________________
psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 13

29/2/2020, 19:30
Hoje graças a Deus o mal estar estomacal diminuiu bastante e o estranho inchaço na barriga sumiu. Tem tudo prosseguido na paz, mas a diferença de agora é que diferente de antes, eu não consigo enxergar o acesso à P, como algo inconsequente, ou seja, uma coisa que eu posso fazer sem medo e que não vai gerar nada de mal. Aprendi a enxergar a dimensão da destruição emocional que cada queda me causava, mas eu não percebia. Hoje eu sei perfeitamente que de fato, abrir um site pornográfico com vários e vários vídeos ali só pra mim, vai me dar o prazer que eu quero. Mas aquele sentimento horrível de vazio e tristeza profunda que vem depois do ato... Olha... Não quero isso pra mim de novo não! É loucura querer isso e definitivamente, não tou afim de pagar esse preço.

No mais, o dia foi tranquilo e agora de noite, talvez, eu vá na casa de algum cara pra fazer sexo. Ainda não está certo, mas se rolar, amanhã conto se sim ou se não.

Chegando à duas semanas completamente limpo de P e de MO! Very Happy






_______________________________________
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

1/3/2020, 10:08
Acompanhando
Gostei da sua força
Paz!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 14

1/3/2020, 19:51
Chegando à marca de duas semanas limpo e mal podendo acreditar que tenho conseguido suportar de novo tanto tempo assim sem P e sem MO. Não tem sido nada confortável, mas eu não poderia estar mais satisfeito.

Bom, ontem não rolou sexo e hoje (pelo menos até então) por pouco não rolou. O rapaz que havia me chamado enfrentou um imprevisto chato e deixamos pra marcar mais pra frente. De qualquer forma, ontem e hoje eu não usei o fato de não ter conseguido ninguém como desculpa pra recair.  Tenho conseguido manter o modo hard como nunca. Obviamente que a opção de se aliviar com MO está aqui, mas continuo decididíssimo em só sentir orgasmo fazendo sexo. Acessar P então, nem pensar. Pode esquecer. Enfim... prosseguindo pra terceira semana onde eu acredito, que será a semana pro cérebro se acostumar de vez com a rotina de não ter mais nem P nem MO.

David, muito obrigado pelo apoio de sempre amigo e muita força nessa tua nova tentativa.

_______________________________________
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

1/3/2020, 20:15
Parabéns Psico
Estamos juntos.
Te agradeço pela força tb. Vc tem sido fundamental.
Alguma dica que queira me dar.

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

avatar
Farrel
Mensagens : 96
Data de inscrição : 02/02/2020
Localização : São Paulo

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

2/3/2020, 08:17
psico escreveu:Chegando à marca de duas semanas limpo e mal podendo acreditar que tenho conseguido suportar de novo tanto tempo assim sem P e sem MO. Não tem sido nada confortável, mas eu não poderia estar mais satisfeito.

Bom, ontem não rolou sexo e hoje (pelo menos até então) por pouco não rolou. O rapaz que havia me chamado enfrentou um imprevisto chato e deixamos pra marcar mais pra frente. De qualquer forma, ontem e hoje eu não usei o fato de não ter conseguido ninguém como desculpa pra recair.  Tenho conseguido manter o modo hard como nunca. Obviamente que a opção de se aliviar com MO está aqui, mas continuo decididíssimo em só sentir orgasmo fazendo sexo. Acessar P então, nem pensar. Pode esquecer. Enfim... prosseguindo pra terceira semana onde eu acredito, que será a semana pro cérebro se acostumar de vez com a rotina de não ter mais nem P nem MO.

David, muito obrigado pelo apoio de sempre amigo e muita força nessa tua nova tentativa.

Olá, Psico. Como vai?

Embora eu não comente, estou acompanhando sempre seus relatos.
Parabéns pela força em mudar.
Coragem, meu querido.
psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dias 15 e 16

3/3/2020, 22:22
Ontem, (dia 15) não cheguei a postar nada aqui no diário por um motivo específico. Fiz sexo.

Acredito que tenha sido a experiencia sexual mais estranha de toda minha vida, mas também ao mesmo tempo valeu como um grande aprendizado que com certeza levarei comigo. O que posso dizer sem me preocupar muito, é que o rapaz com quem marquei foi categórico em dizer que não gostava de beijar ou tocar outros homens, tinha um relacionamento com uma mulher e que unicamente gostava de sentir prazer sendo passivo. Na hora em que ele falou isso eu realmente pensei ir embora para casa e desmarcar ali mesmo, principalmente pelo fato de que sem beijos e toques eu simplesmente não me excito (e acho que a maioria das pessoas também!). Imagina agora tentar penetrar sendo viciado em PMO, com um histórico de DE, sem poder beijar ou tocar, e é claro, com camisinha. Lembrando também meu histórico de que algumas vezes ao botar a camisinha a ereção simplesmente acabou e não voltou mais. Eu realmente quero contar alguns detalhes, mas já deixo claro que O PARÁGRAFO ABAIXO CONTÉM GATILHOS E SE VOCÊ NÃO QUER IMAGINAR COISAS, PELO BEM DO SEU REBOOT, PULE PARA O ULTIMO PARÁGRAFO IMEDIATAMENTE.


Se chegou até aqui, o aviso em cima foi claro ao dizer. Pois bem, tiramos nossas roupas e eu fiquei completamente constrangido por não saber o que fazer. Geralmente tudo começa com beijos e agora ali, eu teria que ter uma ereção seca. Nunca havia feito isso e consequentemente por isso, a ereção não veio de jeito nenhum. Ele se deitou de bruços e pediu para que eu me deitasse sobre ele, mas mesmo assim, eu não tinha excitação o suficiente para me fazer ter uma ereção. Fora que estava morrendo de vergonha. Mas, o rapaz me revelou duas coisas. A primeira, tinha um certo grau de ejaculação precoce. E a segunda, pra tratar isso, foi a uma psicóloga. Vendo minha situação começou a conversar comigo, me pedindo para acalmar, relaxar, mas mesmo assim nada. Ficamos aproximadamente meia hora desse jeito, os dois nus, um na frente do outro, eu sem saber onde esconder a cara, pedindo desculpas a toda hora e ele pedindo para relaxar. Depois de muita conversa, pedi pra que ele se deitasse de bruços de novo e me deitei sobre ele. Vou tentar ser o mais leve possível no relato, mas é impressionante como nós aprendemos a nos excitar mais pelo que nós vemos, do que pelo que sentimos na pele. E foi isso que eu percebi. Foquei nas sensações do momento, esqueci a vergonha, procurei não falar nada, nem pensar em nada, somente sentir. A ereção veio aos poucos e não foi embora. Consegui colocar a camisinha e consegui penetrar. Pena que ele ejaculou antes de mim e por isso eu ainda permaneço em "modo hard" mesmo tendo feito sexo.


Mas no fim das contas, foi um experiencia interessante tanto por mim ter conseguido ter ereção, mesmo com esses obstáculos, quanto por ele ter me acalmado e ter falado comigo algo que é verdade. "Se você ficar repetindo pra você que não vai conseguir, vai acabar não conseguindo mesmo" Talvez, até aconteça de novo daqui a um tempo com ele, mas não sei. Acerca do reboot, bom, ainda tenho resistido á vontade e não apelei para MO, mesmo não tendo conseguido ejacular no ato, já que o rapaz ejaculou antes de mim. Também não venho sentido vontade de ver P. Está tudo prosseguindo e amanhã, no décimo sétimo dia, bato meu recorde de dias sem MO. Farrel, muito obrigado pelo apoio meu amigo, e David, cara, quem sou eu para te dar dicas. Mas o que com certeza está funcionando comigo é sempre pensar naquela sensação horrível de impotência que vem depois da queda. Mesmo quando estamos ainda no começo, com um dia que seja, ver aquele pequeno progresso ruir, e a mente ser tomada pelo pensamento de que "dava pra aguentar mais" é algo muito ruim que coloquei na cabeça que não vou e não quero mais sentir. Mas estou vigilante, a gente não pode vacilar pois a mente ainda interpreta o ato de assistir P e praticar MO como a melhor solução para momentos ruins. E a gente sabe que não é assim.


_______________________________________
avatar
Farrel
Mensagens : 96
Data de inscrição : 02/02/2020
Localização : São Paulo

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

4/3/2020, 08:02
psico escreveu:Ontem, (dia 15) não cheguei a postar nada aqui no diário por um motivo específico. Fiz sexo.

Acredito que tenha sido a experiencia sexual mais estranha de toda minha vida, mas também ao mesmo tempo valeu como um grande aprendizado que com certeza levarei comigo. O que posso dizer sem me preocupar muito, é que o rapaz com quem marquei foi categórico em dizer que não gostava de beijar ou tocar outros homens, tinha um relacionamento com uma mulher e que unicamente gostava de sentir prazer sendo passivo. Na hora em que ele falou isso eu realmente pensei ir embora para casa e desmarcar ali mesmo, principalmente pelo fato de que sem beijos e toques eu simplesmente não me excito (e acho que a maioria das pessoas também!). Imagina agora tentar penetrar sendo viciado em PMO, com um histórico de DE, sem poder beijar ou tocar, e é claro, com camisinha. Lembrando também meu histórico de que algumas vezes ao botar a camisinha a ereção simplesmente acabou e não voltou mais. Eu realmente quero contar alguns detalhes, mas já deixo claro que O PARÁGRAFO ABAIXO CONTÉM GATILHOS E SE VOCÊ NÃO QUER IMAGINAR COISAS, PELO BEM DO SEU REBOOT, PULE PARA O ULTIMO PARÁGRAFO IMEDIATAMENTE.


Se chegou até aqui, o aviso em cima foi claro ao dizer. Pois bem, tiramos nossas roupas e eu fiquei completamente constrangido por não saber o que fazer. Geralmente tudo começa com beijos e agora ali, eu teria que ter uma ereção seca. Nunca havia feito isso e consequentemente por isso, a ereção não veio de jeito nenhum. Ele se deitou de bruços e pediu para que eu me deitasse sobre ele, mas mesmo assim, eu não tinha excitação o suficiente para me fazer ter uma ereção. Fora que estava morrendo de vergonha. Mas, o rapaz me revelou duas coisas. A primeira, tinha um certo grau de ejaculação precoce. E a segunda, pra tratar isso, foi a uma psicóloga. Vendo minha situação começou a conversar comigo, me pedindo para acalmar, relaxar, mas mesmo assim nada. Ficamos aproximadamente meia hora desse jeito, os dois nus, um na frente do outro, eu sem saber onde esconder a cara, pedindo desculpas a toda hora e ele pedindo para relaxar. Depois de muita conversa, pedi pra que ele se deitasse de bruços de novo e me deitei sobre ele. Vou tentar ser o mais leve possível no relato, mas é impressionante como nós aprendemos a nos excitar mais pelo que nós vemos, do que pelo que sentimos na pele. E foi isso que eu percebi. Foquei nas sensações do momento, esqueci a vergonha, procurei não falar nada, nem pensar em nada, somente sentir. A ereção veio aos poucos e não foi embora. Consegui colocar a camisinha e consegui penetrar. Pena que ele ejaculou antes de mim e por isso eu ainda permaneço em "modo hard" mesmo tendo feito sexo.


Mas no fim das contas, foi um experiencia interessante tanto por mim ter conseguido ter ereção, mesmo com esses obstáculos, quanto por ele ter me acalmado e ter falado comigo algo que é verdade. "Se você ficar repetindo pra você que não vai conseguir, vai acabar não conseguindo mesmo" Talvez, até aconteça de novo daqui a um tempo com ele, mas não sei. Acerca do reboot, bom, ainda tenho resistido á vontade e não apelei para MO, mesmo não tendo conseguido ejacular no ato, já que o rapaz ejaculou antes de mim. Também não venho sentido vontade de ver P. Está tudo prosseguindo e amanhã, no décimo sétimo dia, bato meu recorde de dias sem MO. Farrel, muito obrigado pelo apoio meu amigo, e David, cara, quem sou eu para te dar dicas. Mas o que com certeza está funcionando comigo é sempre pensar naquela sensação horrível de impotência que vem depois da queda. Mesmo quando estamos ainda no começo, com um dia que seja, ver aquele pequeno progresso ruir, e a mente ser tomada pelo pensamento de que "dava pra aguentar mais" é algo muito ruim que coloquei na cabeça que não vou e não quero mais sentir. Mas estou vigilante, a gente não pode vacilar pois a mente ainda interpreta o ato de assistir P e praticar MO como a melhor solução para momentos ruins. E a gente sabe que não é assim.  


Olá Psico, como vai?
Eu tbm não me excito sem beijos principalmente. Coisa que mais gosto de fazer..
Parabéns pela persistência. Rumo aos 90 dias.
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

4/3/2020, 09:41
Sexo sem beijos e pegação para mim não tem graça, mas que bom que você deu conta do recado.
Tô contigo e não abro.
Você me inspira
Abraços.

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 17

4/3/2020, 20:53
Depois de muitos e muitos anos, completei 17 dias seguidos sem sentir orgasmo. É uma sensação estranha. Olhando para os dias que passaram sem eu estar alimentando o vício, parece que estou a uma eternidade assim. Mas se eu porventura optar por aliviar a vontade neste exato momento, o que serão míseros 17 dias? O melhor a fazer é continuar firme no modo hard até eu ter uma oportunidade para sentir orgasmo com outra pessoa.

Até então eu não tenho tido fissuras, nem nada do tipo relacionado à P ou à MO porém, minhas dores estomacais voltaram. Eu já vi gente relatando aqui no fórum que desenvolveram problemas desse tipo ao deixar o vício, mas eu já estou ficando um tanto preocupado por que as dores haviam parado, e do nada voltaram. Lógico que não é algo absurdo e insuportável, mas está me gerando uma certa preocupação. Se caso elas não desaparecerem terei que marcar um exame pra saber o que pode ser isso.

No mais, os dias tem sido normais, vamos dizer assim. Quero fazer um balanço geral quando chegar aos vinte dias.

David, Farrel, como sempre, muito obrigado pela força de sempre.

_______________________________________
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

5/3/2020, 09:06
Que dores são essas amigo Psico? Não entendi.
Está indo muito bem.
Força e paz!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 18

5/3/2020, 22:44
Hoje o dia foi de certa forma rotineiro, mas não posso deixar de dizer que durante uma parte da manhã várias e várias imagens brotaram em minha mente do nada. Nada grave ou descontrolado. Veio e passou. Hoje eu notei que estou muito mais seguro pra conversar com as pessoas o que é muito bom. Estou me sentindo de fato um adulto conversando e não uma criança como geralmente me sentia quando alimentava o vício.

Na parte da tarde, como fiquei praticamente a tarde toda na rua, li um diário com o título renascido da cinzas. Uma história pesada, cheia de vitórias e derrotas, mas que de uma certa forma toca em alguns detalhes bem delicados que de uma certa forma eu vivenciei nesses anos de luta. Recomendo bastante a leitura. Também dei uma passada na faculdade para acertar o meu boleto. Como estou cursando apenas 4 matérias, minha mensalidade caiu para menos da metade do que eu pagava e por conta do dinheiro que agora me sobrará até o fim do ano, está pipocando na minha cabeça a possibilidade de fazer algo que já a alguns anos eu tenho comentado e de certa forma planejado fazer assim que terminar a faculdade. Morar sozinho.

Eu sei muito bem que não é nada simples cuidar de uma casa sozinho, arcar com as despesas e tudo mais. Mas realmente, essa vontade tem crescido e confesso que esses dias de reboot tem me feito pensar com mais afinco sobre essa decisão. Eu já estou indo para os meus trinta anos de idade e por mais que seja extremamente confortável chegar em casa, ter a comidinha da mamãe prontinha, a casa limpa, as roupas lavadas e tudo mais, essa é uma necessidade que sinto como homem adulto, e acho que não ficarei satisfeito até isso se concretizar. Mas, é lógico, o primeiro requisito que me impus para que isso acontecesse é justamente concluir o reboot. O segundo é me formar e aí sim, depois disso, começar essa nova etapa.

David, sobre as dores, na realidade são duas. A primeira é uma dor um pouco aguda que sinto na área do umbigo, uns dois ou três dedos para a direita. Tenho desconfiado que seja apendicite, mas quando aperto no local, não dói. A segunda dor, é uma parecida com aquela que sentimos quando estamos prestes a fazer algo que consideramos desafiador. Aquela dor de barriga do nervosismo sabe? É exatamente essa, mas está constante e tem me feito algumas vezes sentir náuseas. O mais estranho de tudo é que essas dores começaram na semana passada já que quando eu não estava em reboot, não sentia nenhuma dessas dores, o que me faz pensar se isso não é o meu corpo reagindo à ausência do vício. Eu realmente não sei.

De qualquer forma, continuo firme e seguindo. Graças a Deus essa tem sido a minha melhor tentativa de todos os tempos. Digo isso por que meu máximo de tempo foram 28 dias, sendo que boa parte deles não passei em casa e sim viajando e isso me impossibilitou de ter contato com o PC. Mas dessa vez não tem nada disto. Tenho acesso ao computador todos os dias e ainda sim, tenho conseguido me dominar. Não poderia estar mais surpreso comigo mesmo rsrs.

_______________________________________
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

6/3/2020, 10:37
Olá Psico
Seus momentos de reflexão aqui no seu diário são muito valiosos e têm me ajudado muito.
Sobre as dores, eu não tenho sentido dores, mas crises de pânico, nervosismos, tudo efeito colateral da obsessão em PMO.
Descreverei no meu diário com mais detalhe - tive uma recaída agora de manhã.
Conto com você, com a leitura e a ajuda de sempre.
Um beijo.

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 19

6/3/2020, 20:44
Nada muito extraordinário para relatar hoje galera. Mesma rotina de sempre. Casa-Trabalho-Casa. Fez um friozinho por aqui e pelo visto esse fim de semana vai ser assim também. Ah! Hoje minhas dores estomacais não apareceram. Espero que as coisas estejam se normalizando no meu corpo. Ficar sentindo essa dor é muito chato e preocupante. No mais, tudo prosseguindo na paz, graças à Deus. Por hoje, o relato vai ser curtinho. Amanhã (dia 20) tenho algumas coisas à mais pra relatar.

Força à todos! Fiquem na paz.

_______________________________________
psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 20

7/3/2020, 19:56
Chegando a marca de vinte dias de luta, controle, desconfortos, dores estomacais, sonhos estranhos, mas principalmente, vinte dias vitoriosos.

Acho que é hora de fazer um pequeno balanço do que venho sentido nesses últimos dias sem P e em modo hard e quais os benefícios que venho percebido.

Mais segurança pra falar com as pessoas - Com certeza, o que mais tem me chamado atenção é que aquela insegurança que eu tinha pra conversar diminuiu bastante. Eu nunca fui de falar muito, mas quando converso não me sinto mais tão pressionado, como se estivesse sendo analisado por todo mundo. Consigo ser bem humorado com todos, apesar de ter um pensamento do tipo "será que não exagerei ao falar tal coisa?" "será que fulano não vai se sentir incomodado com o que eu disse?" Também tenho percebido uma capacidade de responder rápido sem gaguejar quando alguém me pergunta alguma coisa.

Voz mais firme e mais grave - Isso de uma certa forma é um complemento do que coloquei acima. Minha voz está mais grave e quando falo eu realmente percebo que as pessoas estão prestando atenção.

DE aparentemente sumindo - Obviamente, eu não tenho feito tanto sexo, mas depois do que aconteceu da ultima vez com o rapaz que não gostava de beijos, sinto que meu problema de disfunção erétil está perto de sumir de vez se eu continuar firme no reboot.

Mais interesse pelo real - Acho que esse ultimo ponto seja o que mais esteja de certa forma entrando em ponto de ebulição nesse atual ponto do reboot. Uma vontade enorme de "viver a vida" e sair desse casulo que de uma certa forma a PMO me colocou. Ontem eu me senti até de certa forma constrangido ao voltar pra casa. Geralmente volto de carona com um senhor, mas um outro funcionário que é um ano mais velho que eu também veio junto e enquanto estávamos voltando esse senhor colocou algumas musicas pra tocar (sertanejo) e bom, sabem do que as letras dessas musicas geralmente falam certo? Cachaça, traição, sexo, balada, e por ai vai. O fato é que os dois estavam em altos papos sobre as loucuras que já haviam feito com mulheres e eu ali, quietinho, como se fosse um menininho. Logicamente que tenho algumas experiencias malucas envolvendo alguns rapazes com quem eu já fiquei (andar 5 km de bicicleta de madrugada e ir em um bairro extremamente perigoso pra fazer sexo por exemplo) e bom, como eu não sou assumido o que poderia fazer era ficar quieto mesmo (na realidade, alguns no meu trabalho acreditam que eu ainda seja virgem kkk) mas, eu fiquei pensando bastante que pra alguém da minha idade, eu não tenho lá muitas experiencias de vida, vamos dizer assim. Não sei se isso é algo bom, ou se é ruim. O que importa que é eu fiquei um tanto, triste. Sei bem que existe o fato de que metade da minha vida eu passei na igreja e isso de certa forma influencia, mas daqui pra frente eu estou tendo esse desejo de me jogar no real. Não de forma irresponsável logicamente, mas pelo menos ir. O negócio é que eu não sei nem por onde começar já que toda minha vida social se resumia à igreja e atualmente, bom, eu estou sozinho.

Ainda complementando esse ponto acima. O que mais me incomoda é o fato que não adianta ter todos esses benefícios e não usá-los na vida real e isso que tem me feito pensar muito. De qualquer forma, vejo essa sensação como algo super positivo, visto que o vício me acostumou a ver como algo supersensacional virar a madrugada vendo videos e mais videos e não saindo com os amigos, me divertindo e por ai vai. Mas, vejo que com o tempo, isso vai mudar.

Muito feliz por chegar nessa marca de vinte dias novamente. Em breve chegando no primeiro terço do processo!








_______________________________________
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

8/3/2020, 09:45
Parabéns Psico pelos 20 dias.
Sinto muita maturidade em você e isso me inspira.
Não sei se estou enganado, mas vejo que está vivendo uma fase mais solitária. Procede?
Que sejamos forte nessa caminhada. Conto também com sua ajuda.
Abraços! Paz!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

avatar
Farrel
Mensagens : 96
Data de inscrição : 02/02/2020
Localização : São Paulo

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

8/3/2020, 14:25
Olá, Psico.

Fico feliz por saber que vc continua firme, visto que, infelizmente, muitos abandonam essa trajetória pela dificuldade.
Sei que já escreveu que não se rotula sobre sua orientação sexual, isso não gera mais conflito em vc?
psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

8/3/2020, 17:18
Ei Farrel. Sobre sua pergunta em relação a entrar em conflito, acho que quem entra em conflito em relação a esse tipo de questão é quem não sabe o que quer, ou  entra em conflito por ter vergonha ou medo de querer (seja lá o que for). Obviamente, 100% das minhas relações sexuais tem sido com outros homens, mas olha, se por acaso eu vier a ter oportunidade de ficar com uma mulher pela qual eu me sinta atraído de alguma forma, e ela se sentir atraída por mim, sabendo ou não do meu lado homoafetivo, não vou me privar. É lógico que provavelmente vai rolar um nervosismo já que eu nunca fiz sexo com uma mulher, mas nervosismo por nervosismo eu já passo estando com homens, mais um pra mim não vai fazer diferença.

Mas ai você pode me perguntar... "Então, por que você não fica com mulher?" Por alguns motivos. O primeiro deles é que boa parte (não são todas) mas boa parte não aceitam muito bem o fato de um homem sentir atração por outro homem. O segundo motivo é que eu sempre fui de certa forma muito tímido pra chegar em uma mulher por insegurança mesmo e o vício aumentou ainda mais, visto que quando criança e pré adolescente eu me apaixonei por algumas meninas e com uma delas eu cheguei a ter até um namorinho. O terceiro motivo é que por conta de todas as experiencias de vida com pessoas do mesmo sexo, acho mais fácil sentir prazer e ir atrás de pessoas do mesmo sexo.

Mas talvez o principal motivo pra que eu não faça tanta questão de me classificar, esteja numa coisa chamada estereótipo. Se você é hetero você tem que ser assim, assim, lutar por isso, defender isso, se comportar assim e por vai. Se você é gay, a mesma coisa. Se você é bi também, a mesma coisa. É uma visão que limita muito a sexualidade humana na minha opinião se permitir ser colocado dentro de uma caixinha chamada "orientação sexual". Minha orientação não é sexual, prefiro dizer que minha orientação é mais afetiva do que sexual na realidade.

Então... Não. Isso não gera mais conflito em mim Very Happy

_______________________________________
psico
psico
Mensagens : 791
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 31 Empty Dia 21

8/3/2020, 21:22
Bom... Depois de 20 dias sem sentir orgasmo, hoje foi o dia. E foi fazendo sexo e com camisinha.

Mas mereço esporro de qualquer forma. Por que comecei a penetração sem proteção e o rapaz não tinha se limpado direito (acabou sujando) e eu fiquei naquela neura. Ele foi para o banheiro e eu coloquei a camisinha. Mas já tinha perdido praticamente toda a ereção. Fiquei um pouco preocupado, mas pensei, se não acontecer não tem problema e eu não vou usar isso como pretexto pra chegar em casa e praticar MO. Felizmente, depois que ficamos um tempo nos beijando eu consegui recuperar a ereção totalmente ainda de camisinha, consegui penetrar e bom... a coisa aconteceu.

Agora é me acostumar de vez a sentir orgasmo somente assim. As coisas estão avançando mais à cada dia.

David, respondendo sua pergunta amigo, estou sim vivendo uma fase um pouco mais solitária, visto que meus contatos eram todos da igreja. Mas, também tem um detalhe, eu nunca fui um cara de galera, digamos assim, sempre fui um pouco mais reservado. Mas tenho pensado em romper com isso. Enfim, com o decorrer do reboot isso pode acontecer.

_______________________________________
David Silva
David Silva
Mensagens : 3043
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Diario psico - Página 31 Empty Re: Diario psico

9/3/2020, 14:51
Olá Psico
Sobre sua resposta sobre a orientação sexual, rótulos etc... eu concordo plenamente. Uma coisa que sempre me intrigou é o fato do movimento gay ter alguns estereótipos, até língua tem, e quem não fala, que não segue o "padrãozinho" deles é excluído. Por isso eu sou homossexual, mas antes de tudo sou ser humano único com minhas particulares. Adorei sua reflexão.
Parabéns pelos 21 dias, parabéns pelo sexo...
Um abraço

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://comoparar.forumeiros.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

Ir para o topo
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos