Ir em baixo
avatar
marcosbanc
Mensagens : 535
Data de inscrição : 07/01/2018

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 1/6/2020, 20:35
psico escreveu:Eu estava tendo a sensação de que talvez alguma coisa fosse acontecer na noite de ontem e de fato aconteceu. Minha mãe foi dormir na casa do meu irmão mais velho e com isso eu me senti a oportunidade de ir atrás de alguém pra matar a vontade de fazer sexo. Realmente estava precisando. E consegui achar um rapaz muito legal que me convidou pra ir ao seu apto. Depois de dois meses de seca, havia chegado a hora.

No começo da pegação em meio a beijos e abraços, eu já estava sentindo algo estranho. Faltava fogo, faltava vontade, mas a ereção estava presente então, eu estava "tranquilo". Tiramos as roupas e ainda tudo certo, ele fez oral em mim e quando vi que a hora da penetração havia chegado, coloquei a camisinha. O pênis morreu. Senti o peso de todo o tempo dedicado ao vício recair nos meus ombros de novo. Pedi desculpas à ele várias vezes, mesmo ouvindo ele dizer que aquilo era normal, e que eu só estava nervoso. Disse que estava bom e que era pra relaxar. Voltamos a nos beijar e a ereção voltou. Tentei sem camisinha, sem sucesso. Me senti um fracassado. O sexo acabou ali. A vontade acabou ali. Vestimos nossas roupas já que estava frio e meio tarde (mais de meia noite). Batemos papo, voltei pra casa me perguntando afinal de contas... Por que?

Com muita raiva de mim mesmo fiz aquilo que fui "treinado" a fazer em momentos de grandes frustrações. PMO.

Afinal, existe felicidade de verdade no real? Será que dá pra ser feliz e realmente satisfeito sem o vício? Me fiz essa pergunta. Qual o preço que eu estou disposto a pagar pra voltar a sentir prazer com coisas simples tendo como fonte só e realidade do acontecimento?

Esses anos todos tenho pago um preço alto pra ter um prazer rápido, fácil, sem muitos riscos ou frustrações. O preço que pago é justamente esse: Ter o que eu gosto no virtual, mas não ter o que gosto no real. É um preço justo talvez. Uma troca justa e não dá pra ter os dois.

Tantas promessas de que eu não recairia já foram feitas e refeitas várias vezes. Mas a pergunta que fica continua sendo a mesma. Eu estou disposto a pagar o preço pra sentir prazer e felicidade no real?

Psico, repita para si mesmo: broxar é normal. Só broxa quem transa. Por favor, entenda isso.
Aconteceu algo parecido comigo neste domingo, broxei. Combinei com um carinha na casa dele, ereção começou ok, mas desandou. Eu não estava nervoso, mas algumas coisas contribuíram: a posição do rapaz, meu desconforto com as palavras (e pedidos) dele, e outras coisas que logo no início me senti desconfortável. Tirei a camisinha e terminamos de curtir (sem penetração), gozamos. Só não rolou penetração, ele entendeu, eu entendi, foi tranquilo.
Me senti meio "poxa, pq isso hj?" mas logo entendi que é normal, a transa só acontece se estamos bem conosco. Se algo nos incomoda, não rola mesmo. A pessoa muitas vezes é a chave.
Essa semana transei 2 vezes com um rapaizinho super gente fina, em nenhum momento tive problemas com ereção, as 2 vezes rolou super bacana, ereção ok, coloquei a camisinha na hora certa, tudo certinho, gozamos juntos.

Às vezes não vai rolar. Só não broxa quem não transa.

E já houveram outras vezes em que fiquei super nervoso, paramos, e depois rolou. É dinâmico, entendemos muito pouco como nosso corpo funciona.

_______________________________________
Visite meu diário e me ajude a vencer!

http://www.comoparar.com/t6668-reboot-marcos
psico
psico
Mensagens : 630
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 1/6/2020, 20:57
Eu compreendo marcos, mas eu não sei se o que aconteceu foi só por conta do rapaz. No ultimo mês e principalmente no mês de abril eu realmente exagerei na quantidade de quedas, já que praticamente todo dia eu estava assistindo videos e nas ultimas vezes em que eu fiz sexo, justamente por estar limpo, eu estava conseguindo penetrar de camisinha sem grandes problemas. Por isso que decidi, por desencargo de consciência, ficar em modo hard pelo menos até me sentir 100% seguro de novo.
David Silva
David Silva
Mensagens : 2716
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 2/6/2020, 10:04
psico escreveu:Nunca cheguei ao menos na metade do processo. Estou lutando contra o vício desde novembro de 2016

Mas vai conseguir! Conte comigo!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
______
Início do meu diário: http://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 1289
Data de inscrição : 06/08/2019

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 2/6/2020, 12:37
Psicooo!!

Amigo, você não precisa se julgar por conta de uma fraqueza, nem sempre somos fortes, temos dias e dias, e tudo bem se você está fragilizado, há muitas coisas acontecendo na sua vida, e isso não é uma desculpa, pelo contrário, é uma forma de se entender melhor, de compreender sua situação, para voltar a lutar pelo seu bem estar sem tantas pressões e autossabotagens. Eu entendo que são situações chatas e complexas, mas assim como o colega Marcos disse elas fazem parte, mesmo que sendo influenciadas pelo vício. Você está passando pelo seu momento de recuperação, e por mais que você esteja há alguns anos lutando, você realmente acha que não mudou nada desde 2016? Bom, pelo que vejo dos seus relatos você adquiriu muitos aprendizados, que você vem tentando sempre colocar em prática se aprimorando cada vez mais, além de vários esclarecimentos que você teve recentemente de como o vício age em você de maneira complexa, com muitos outros fatores influenciando. É um período, colega, não se pressione tanto, tente apenas seguir se aprimorando e continuar colocando em prática seus aprendizados, para que você passe por esse período de uma forma leve e saudável, pois provavelmente em breve você vai mudando muitas situações da sua vida e consequentemente vai ficando mais fácil de levar o vício. Haverão dias bons e ruins, haverão broxadas e sucessos, e é assim com todos nós, nos julgar não muda isso, pelo contrário, faz a gente ficar pior e querer nos refugiar em algo. Saber disso provavelmente vai te deixar mais preparado para lidar com diferentes situações. Entender sobre essa pressão e autossabotagem foi importante para mim, pois eu sempre tive esse costume de me julgar e de me pressionar ao extremo, por isso que escrevo isso, e espero que faça sentindo para o que você esteja passando.

Ultimamente tem um frase de uma música que eu lembro sempre que estou me pressionando, me julgando ou me irritando comigo mesmo: "Treat yourself like nothin' but a fool", que é algo como "Trate a si mesmo como nada além de um bobo". Essa frase me toca bastante, pois é algo que eu sempre tive receio, de ser visto como um bobo,   e que fala justamente sobre não levar a sério algumas coisas da nossa vida, e isso algo que me acalma e me traz mais sensatez para lidar com todos meus problemas, sem me irritar, ou entrar em pânico.

Espero que você continue brilhando!
Abracinhos de luz!!

_______________________________________



RECORDE SEM M.O: 51 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
BSB-BRO
BSB-BRO
Mensagens : 93
Data de inscrição : 02/06/2020
Idade : 29
Localização : Brasília

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 2/6/2020, 13:25
psico escreveu:Eu estava tendo a sensação de que talvez alguma coisa fosse acontecer na noite de ontem e de fato aconteceu. Minha mãe foi dormir na casa do meu irmão mais velho e com isso eu me senti a oportunidade de ir atrás de alguém pra matar a vontade de fazer sexo. Realmente estava precisando. E consegui achar um rapaz muito legal que me convidou pra ir ao seu apto. Depois de dois meses de seca, havia chegado a hora.

No começo da pegação em meio a beijos e abraços, eu já estava sentindo algo estranho. Faltava fogo, faltava vontade, mas a ereção estava presente então, eu estava "tranquilo". Tiramos as roupas e ainda tudo certo, ele fez oral em mim e quando vi que a hora da penetração havia chegado, coloquei a camisinha. O pênis morreu. Senti o peso de todo o tempo dedicado ao vício recair nos meus ombros de novo. Pedi desculpas à ele várias vezes, mesmo ouvindo ele dizer que aquilo era normal, e que eu só estava nervoso. Disse que estava bom e que era pra relaxar. Voltamos a nos beijar e a ereção voltou. Tentei sem camisinha, sem sucesso. Me senti um fracassado. O sexo acabou ali. A vontade acabou ali. Vestimos nossas roupas já que estava frio e meio tarde (mais de meia noite). Batemos papo, voltei pra casa me perguntando afinal de contas... Por que?

Com muita raiva de mim mesmo fiz aquilo que fui "treinado" a fazer em momentos de grandes frustrações. PMO.

Afinal, existe felicidade de verdade no real? Será que dá pra ser feliz e realmente satisfeito sem o vício? Me fiz essa pergunta. Qual o preço que eu estou disposto a pagar pra voltar a sentir prazer com coisas simples tendo como fonte só e realidade do acontecimento?

Esses anos todos tenho pago um preço alto pra ter um prazer rápido, fácil, sem muitos riscos ou frustrações. O preço que pago é justamente esse: Ter o que eu gosto no virtual, mas não ter o que gosto no real. É um preço justo talvez. Uma troca justa e não dá pra ter os dois.

Tantas promessas de que eu não recairia já foram feitas e refeitas várias vezes. Mas a pergunta que fica continua sendo a mesma. Eu estou disposto a pagar o preço pra sentir prazer e felicidade no real?

Oi Cara, tudo bem? Sou novo aqui, então prazer em falar contigo!

Eu achei muito curioso a parte em que você narra "Faltava fogo, faltava vontade, mas a ereção estava presente..." porque acontece de forma Idêntica comigo. No meu caso, cheguei a conclusão que muito provavelmente eu não estava excitado de fato. Eu queria estar, mas eu não estava. Sexo de aplicativo para mim sempre resulta em DE, acredito que pelo fato de eu ficar pressionado a ser aquele homem que a gente assiste no P e, no fim, não conseguir ser. E quem consegue ter excitação quando a pressão da DE é tão presente né?

Te desejo bastante força e sucesso!

_______________________________________


_______________________________________

DIÁRIO DO BRO


psico
psico
Mensagens : 630
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 36 Empty Dia 3

em 3/6/2020, 00:36
Eu estou me reerguendo de pouco em pouco. Nao tem jeito, é um processo lento, custoso e desagradável no começo. O importante é avançar.

BSB-BRO, cara, muito obrigado pelo apoio e seja bem vindo ao fórum. Bom, o que eu escrevi foi bem o que aconteceu. Eu não me senti ali, presente no momento de corpo e alma. Parecia mais um robô tendo uma neura completamente idiota ao invés de simplesmente curtir o momento. O mais irônico de tudo é que eu me lembro perfeitamente da primeira vez que eu tentei fazer sexo e descobri o meu problema. Mesmo não conseguindo penetrar, foi a madrugada inteira de muitos beijos e abraços onde o próprio rapaz disse que havia sido mágico pra ele e, tenho certeza, que só foi bom tanto pra ele como pra mim por que procurei não pensar e apenas deixar a coisa rolar.

René... Ai ai ai. Cara... Quer namorar comigo? rsrsrs. Brincadeirinhas a parte, eu chorei lendo o que você escreveu pra mim. Foi algo que veio no momento certo na hora certa e talvez pelo fato de eu estar vivendo uma fase meio emocional (tenho chorado atoa esses dias) de certa forma eu me lembrei de tanta coisa que me aconteceu ao longo desse processo que simplesmente não aguentei. Também tenho esse maldito habito de me cobrar mais do que devo. É lógico que não é em tudo, mas nas coisas onde eu me sinto mais pressionado, parece que eu coloco sobre mim mesmo mais uma tonelada de cobrança e quando eu falho, eu acabo me martirizando. Minha própria psicóloga já disso isso pra mim ao pedir para que eu prestasse atenção no quanto eu me puno. Cheguei a conclusão de que eu me puno além da conta por coisas bobas, e até mesmo por coisas que eu nem sequer fiz. É horrível essa sensação.

De qualquer forma, eu agradeço ao apoio de todos. Eu estou sim ainda um pouco pra baixo e não vou fingir que vou explodir em cores e luzes de felicidade por que eu pensei em muitas coisas sobre a minha vida que o vício empacou. Mas isso é passageiro e eu vou melhorar.

Avançando.

Josuez
Josuez
Mensagens : 522
Data de inscrição : 15/07/2018

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 3/6/2020, 07:19
O importante vc já fez que não foi desistir ,fé que sairemos dessa Wink

_______________________________________




"E nisso vou ,um dia de cada vez, sem pular degraus e sem olhar para trás ,só seguindo em frente"
(Yo)
avatar
Marcão
Mensagens : 128
Data de inscrição : 23/05/2020
Localização : @marco.sughatto

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 3/6/2020, 14:57
psico escreveu:Eu estou me reerguendo de pouco em pouco. Nao tem jeito, é um processo lento, custoso e desagradável no começo. O importante é avançar.

BSB-BRO, cara, muito obrigado pelo apoio e seja bem vindo ao fórum. Bom, o que eu escrevi foi bem o que aconteceu. Eu não me senti ali, presente no momento de corpo e alma. Parecia mais um robô tendo uma neura completamente idiota ao invés de simplesmente curtir o momento. O mais irônico de tudo é que eu me lembro perfeitamente da primeira vez que eu tentei fazer sexo e descobri o meu problema. Mesmo não conseguindo penetrar, foi a madrugada inteira de muitos beijos e abraços onde o próprio rapaz disse que havia sido mágico pra ele e, tenho certeza, que só foi bom tanto pra ele como pra mim por que procurei não pensar e apenas deixar a coisa rolar.

René... Ai ai ai. Cara... Quer namorar comigo? rsrsrs. Brincadeirinhas a parte, eu chorei lendo o que você escreveu pra mim. Foi algo que veio no momento certo na hora certa e talvez pelo fato de eu estar vivendo uma fase meio emocional (tenho chorado atoa esses dias) de certa forma eu me lembrei de tanta coisa que me aconteceu ao longo desse processo que simplesmente não aguentei. Também tenho esse maldito habito de me cobrar mais do que devo. É lógico que não é em tudo, mas nas coisas onde eu me sinto mais pressionado, parece que eu coloco sobre mim mesmo mais uma tonelada de cobrança e quando eu falho, eu acabo me martirizando. Minha própria psicóloga já disso isso pra mim ao pedir para que eu prestasse atenção no quanto eu me puno. Cheguei a conclusão de que eu me puno além da conta por coisas bobas, e até mesmo por coisas que eu nem sequer fiz. É horrível essa sensação.

De qualquer forma, eu agradeço ao apoio de todos. Eu estou sim ainda um pouco pra baixo e não vou fingir que vou explodir em cores e luzes de felicidade por que eu pensei em muitas coisas sobre a minha vida que o vício empacou. Mas isso é passageiro e eu vou melhorar.

Avançando.


Oi Psico,

Acredito que você não sentiu nada nesse encontro através de aplicativo, pois talvez esteja mudando sua cabeça sobre o tipo de relacimentos que você quer ter daqui para frente. O mundo gay é cheio de relacionamentos ' Fastsex', ' porno', a gente acredita tanto no carnal que acha que é isso gozar e tchau.

Mas quando você gira a chave, você começa a se conectar mais com as pessoas, e não ser mais uma máquina de sexo. As preliminares, a cumplicidade, o toque, a história da vida da pessoa, o ambiente e muitas outros fatores podem fazer um sexo funcionar ou não.

Acredito que você não precisa se cobrar, o mundo não é movido a somente sexo. Falhar é tão normal, as vezes nem tem química e a gente não quer perder a viagem (eu pensava assim). O Reboot está me fazendo olhar o sexo e os homens com outros olhos e não com olhos de porno, aquilo não existe.

Continuo de acompanhando e torcendo para seu sucesso diário.

_______________________________________
Conto com seu apoio para vencer!
https://www.comoparar.com/t10561-diario-dumarcao
Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 1289
Data de inscrição : 06/08/2019

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 3/6/2020, 19:39
Psico:

psico escreveu:Eu estou me reerguendo de pouco em pouco. Nao tem jeito, é um processo lento, custoso e desagradável no começo. O importante é avançar.

BSB-BRO, cara, muito obrigado pelo apoio e seja bem vindo ao fórum. Bom, o que eu escrevi foi bem o que aconteceu. Eu não me senti ali, presente no momento de corpo e alma. Parecia mais um robô tendo uma neura completamente idiota ao invés de simplesmente curtir o momento. O mais irônico de tudo é que eu me lembro perfeitamente da primeira vez que eu tentei fazer sexo e descobri o meu problema. Mesmo não conseguindo penetrar, foi a madrugada inteira de muitos beijos e abraços onde o próprio rapaz disse que havia sido mágico pra ele e, tenho certeza, que só foi bom tanto pra ele como pra mim por que procurei não pensar e apenas deixar a coisa rolar.

René... Ai ai ai. Cara... Quer namorar comigo? rsrsrs. Brincadeirinhas a parte, eu chorei lendo o que você escreveu pra mim. Foi algo que veio no momento certo na hora certa e talvez pelo fato de eu estar vivendo uma fase meio emocional (tenho chorado atoa esses dias) de certa forma eu me lembrei de tanta coisa que me aconteceu ao longo desse processo que simplesmente não aguentei. Também tenho esse maldito habito de me cobrar mais do que devo. É lógico que não é em tudo, mas nas coisas onde eu me sinto mais pressionado, parece que eu coloco sobre mim mesmo mais uma tonelada de cobrança e quando eu falho, eu acabo me martirizando. Minha própria psicóloga já disso isso pra mim ao pedir para que eu prestasse atenção no quanto eu me puno. Cheguei a conclusão de que eu me puno além da conta por coisas bobas, e até mesmo por coisas que eu nem sequer fiz. É horrível essa sensação.

De qualquer forma, eu agradeço ao apoio de todos. Eu estou sim ainda um pouco pra baixo e não vou fingir que vou explodir em cores e luzes de felicidade por que eu pensei em muitas coisas sobre a minha vida que o vício empacou. Mas isso é passageiro e eu vou melhorar.

Avançando.


Eu aceitooo, Psicoo! Hahahaha.

Fico feliz por ter ajudado, colega. Realmente é aos poucos que vamos seguindo e melhorando, pois como você disse não vamos explodir em felicidade de uma hora para outra, kkkkkkk, mas vamos construindo uma vida melhor aos pouquinhos.

Continuo te acompanhando!
Beijinhos de luz!

_______________________________________



RECORDE SEM M.O: 51 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
psico
psico
Mensagens : 630
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 36 Empty Dia 4

em 3/6/2020, 23:32
Apesar de ter sido um dia de folga, hoje as coisas foram um tanto movimentadas pra mim na parte da manha. Na parte da tarde dormi um pouquinho e fiquei vendo uma palestra do historiador Leandro Karnal sobre o coronavirus. Muito interessante.

Marcao, eu não tenho tanta certeza, mas talvez possa ser isso. Eu realmente comecei a sentir umas mudanças em relação a minha visão de outros homens quando eu passei de um mês limpo. Quero muito chegar a essa marca de novo.

René aceitoooou Embarassed Agora tou com vergonha rsrs. Te amo parça. Mas é bem isso que vc falou. O processo é lento e de pouco em pouco ele vai nos trazendo benefícios. Além disso, eu não posso usar como desculpa pra recair esses tipos de coisas que normalmente acontecem, tais como brochar ou algo que me faça sentir frustrado.
BSB-BRO
BSB-BRO
Mensagens : 93
Data de inscrição : 02/06/2020
Idade : 29
Localização : Brasília

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 4/6/2020, 09:24
psico escreveu:Apesar de ter sido um dia de folga, hoje as coisas foram um tanto movimentadas pra mim na parte da manha. Na parte da tarde dormi um pouquinho e fiquei vendo uma palestra do historiador Leandro Karnal sobre o coronavirus. Muito interessante.

Marcao, eu não tenho tanta certeza, mas talvez possa ser isso. Eu realmente comecei a sentir umas mudanças em relação a minha visão de outros homens quando eu passei de um mês limpo. Quero muito chegar a essa marca de novo.

René aceitoooou Embarassed Agora tou com vergonha rsrs. Te amo parça. Mas é bem isso que vc falou. O processo é lento e de pouco em pouco ele vai nos trazendo benefícios. Além disso, eu não posso usar como desculpa pra recair esses tipos de coisas que normalmente acontecem, tais como brochar ou algo que me faça sentir frustrado.  

Psico, você já parou para pensar porque não deu certo? O que você tava sentindo ou por que você não estava sentindo?

_______________________________________


_______________________________________

DIÁRIO DO BRO


Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 1289
Data de inscrição : 06/08/2019

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 4/6/2020, 22:53
Arrasa, Psiquinho. É sempre bom termos dias mais ocupados, sempre me ajudou bastante com os impulsos.

Fica com vergonha nãão, haha, também amo você! I love you

Abracinhos e beijinhos de luzz!!

_______________________________________



RECORDE SEM M.O: 51 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
psico
psico
Mensagens : 630
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 36 Empty Dia 5

em 4/6/2020, 22:57
Bom, hoje o dia foi bem rotineiro no trabalho. Estou sentindo um pouco de dor no pé direito quando piso. Espero que não seja nada grave e que passe logo. Em relação ao reboot, as coisas estão começando a entrar nos eixos. A segurança pra falar com as pessoas está voltando ao normal e hoje pude sentir isso falando com meu gerente sobre um problema que havia ocorrido em uma entrega. Fui firme, direto e não teve a maldita gagueira que surge nesses momentos.

René seu fofo, concordo contigo no que diz respeito a se ocupar. É algo que nos ajuda bastante nos momentos de fissura e tira muito o nosso foco das nossas fantasias.

BSB, então amigo. Eu realmente não sei dizer ao certo o que rolou na hora, mas acredito que eu realmente estava nervoso afinal, eu estava com muitos receios. Estava a mais de dois meses sem dar um beijinho sequer e sim, tive medo de não conseguir satisfazer a outra pessoa, de ter uma nova DE, de acabar ficando com uma pessoa infectada pela COVID 19, e além disso, o rapaz apesar de gente boa, estava um pouquinho fora do padrão que eu de fato curto. Talvez esse conjunto de coisas possam ter contribuído sim com o resultado final. Mas paciência. A realidade da vida é assim. De qualquer forma, muito obrigado pelo apoio.
Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 1289
Data de inscrição : 06/08/2019

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 4/6/2020, 23:21
Melhoras, Psicooo, descansa bem o pezinho.

Que incrível que notou essa melhora na sua confiança, acredito que isso até nos motiva mais, né? É muito bom quando conseguimos nos expressar com outras pessoas de maneira mais equilibrada. Não sei se foi somente o reboot, mas vejo que o meu antigo eu teria muito mais dificuldades em lidar com a socialização que eu lidei no começo desse ano. Eu sempre me dei bem falando em público, mas não socializava bem com as pessoas quando era face a face. Já esse ano me senti mais seguro e calmo, as pessoas vieram conversar comigo mais, e eu até me socializei bem para alguém introvertido, mesmo não estando passando por um bom momento na época.

Parabéns pelos dias, você arrasa!!
Continuo te acompanhando!

_______________________________________



RECORDE SEM M.O: 51 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
psico
psico
Mensagens : 630
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 36 Empty Dia 6

em 5/6/2020, 20:12
Hoje minha cabeça doeu o praticamente o dia inteiro e isso está um inferno, não vou mentir.

Em compensação, eu tive um sonho muito agradável e muito real essa noite. Um simples passeio no parque. Mas foi algo tão divertido e tão legal, que quando acordei eu me lembrei que enquanto estamos presos na fantasia do vício, de fato não conseguimos ver o quanto de coisas boas que deixamos de viver por conta dele.

René, compartilho da mesma sensação. Quando eu frequentava a igreja costumava ir à frente palestrar ou pregar de vez em quando e fazia isso tranquilamente. O complicado era justamente o depois. Não falava com quase ninguém. Eu ficava mais socializavel quando fazia isso depois de uns dias limpo. Ah... o pé parou de doer rsrs. Brigado pela preocupação e carinho de sempre. Eu só quero que essa dor de cabeça pare. Tá insuportável.
BSB-BRO
BSB-BRO
Mensagens : 93
Data de inscrição : 02/06/2020
Idade : 29
Localização : Brasília

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 6/6/2020, 13:10
psico escreveu: René, compartilho da mesma sensação. Quando eu frequentava a igreja costumava ir à frente palestrar ou pregar de vez em quando e fazia isso tranquilamente. O complicado era justamente o depois. Não falava com quase ninguém. [...]

Compartilho muito dessa limitação que você e o Rene relataram. Só que no meu caso é na área profissional. Qualquer interação profissional, seja apresentação, reunião ou até falar sobre uma campanha nova para o cliente (sou publicitário) eu tiro de letra, agora, quando chega aquela hora informal onde todos começam a conversar amenidades, eu travo.

Pensando muito sobre isso, cheguei a conclusão que, no meu caso, é pura falta de repertório. Passei tanto tempo dedicado ao PMO e à vigorexia que não tenho nada para compartilhar com as pessoas - até porque elas não querem saber o nome do meu ator P favorito ou quantas horas de jejum intermitente você deve fazer para aumentar a resposta glicêmica do corpo.

Só por curiosidade, para dimensionar um pouco melhor o grau do meu vício em P, eu sabia o nome de vários atores P e em que produtoras trabalhavam. Tratava como se fosse uma Hollywood real. É tão degradante que chega a ser engraçada, bom, pelo menos eu já tô conseguindo rir disso Laughing


_______________________________________


_______________________________________

DIÁRIO DO BRO


psico
psico
Mensagens : 630
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 36 Empty Recomeçando.

em 6/6/2020, 16:25
Bom, infelizmente eu acabei recaindo ontem de noite pouco tempo depois de ter atualizado o diário. Minha dor de cabeça desapareceu depois disso, o que me deu a certeza de que ela era totalmente por conta da abstinência. Enfim, eu não posso me dar por vencido e mesmo sentindo vergonha de vir aqui e relatar outra queda eu sei bem o que me fez ir de encontro à ela. Meus pensamentos. Nao consegui e na realidade não fiz nada para mudar o foco. Eu preciso de fato eliminar todo tipo de imagem mental pois elas são minhas principais inimigas. Durante toda a semana mesmo tendo algum grau de vontade, eu consegui segurar justamente por que eu não fiquei alimentando fantasias. Outra coisa que também tenho feito errado é pensando no processo como um verdadeiro suplicio, ou seja, 90 fucking dias de sofrimento e dor ao invés de simplesmente pensar no dia de hoje, aproveitar o dia de hoje e o amanha que se lasque. Isso não significa que a minha vida vai ficar desregrada, mas, acho que disse isso poucas vezes nesse diário, eu sou extremamente ansioso e acabo sempre pensando no pior, como sempre penso, quando a vontade vem e sempre me autossaboto ao pensar que estou completamente preso e que não tenho como sentir prazer de outra forma, o que é uma mentira deslavada. Eu realmente preciso encarar o processo com mais positividade, pois não tem sido assim.

BSB, o que realmente me dói muito é justamente isso. Que história eu tenho a compartilhar com as pessoas? Que eu virei a noite vendo um monte de vídeos? Tá certo que nesse período de pandemia nossas opções estão sim um tanto restritas, mas de qualquer maneira, há várias outras coisas a se fazer. É exatamente essa falta de vida vivida que me deixa muito triste em relação ao meu vicio e eu percebi que antes de tudo isso começar à mais de uma década atrás, apesar das coisas não serem perfeitas, eu sentia que realmente vivia a minha vida e essa sensação se perdeu quando o vício virou rotina, mesmo comigo fazendo várias coisas na igreja. Parece que eu entrei numa espécie de modo zumbi, onde as coisas aconteciam, mas eu não sentia elas acontecendo de fato. A prova disso é que aqui no meu diário foram poucas as vezes que eu apareci contando de uma experiencia que foi REALMENTE marcante. As raras vezes em que isso aconteceu foram nos momentos em que eu estava limpo a muito tempo.

De qualquer forma eu preciso racionalizar o vício e entender que o processo é neurológico e que, infelizmente, as vias de prazer que foram criadas no meu cérebro vão existir pra sempre. O que pode acontecer é dessas vias enfraquecerem. Enfim, eu estou consciente. Me resta agora lutar pra vencer HOJE. Amanhã é outro dia.

_______________________________________
Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 1289
Data de inscrição : 06/08/2019

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 6/6/2020, 17:06
Ei, Psiquinho, concordo bastante com o que você escreveu. As fantasias sempre foram grandes inimigas do meu reboot, e até hoje às vezes me pego tendo fantasias românticas, que se eu não cuidar acabam se tornando sexualizadas, e depois disso é só ladeira. Inclusive pretendo até reler a velha Técnica de Evitação de Fantasias do fórum, pois ela me ajudou muitíssimo a sumir com as a fantasias no início do meu reboot.

Sobre a questão dos dias é realmente chato pensar em 90 dias como algo ruim a se cumprir, o que me ajudou foi o exatamente o que você escreveu, de viver um dia de cada vez, e de assumir isso como um estilo de vida, não como uma abstinência.

Eu espero que você continue focando em chutar esses pensamentos e fantasias para fora. Algo que eu aprendi com o colega Rmotta foi a balançar a cabeça quando vem algo ruim na mente, hahaha, talvez seja só uma hábito bobo, mas parece ajudar no momento em que você corta a fantasia.

Achei bem interessante de que você e Bro tenham tido a mesma experiência que eu, sobre a dificuldade de falar com pessoas frente a frente, de maneira descontraída,  mesmo falando bem em público. Aliás, bem doido decorar os atores, hahaha, não cheguei nesse nível, mas realmente a P ajudava bastante na minha dificuldade de socialização.

Estamos juntinhos, colega. Espero que você se supere mais uma vez o vício, agora você já está voltando com um novo aprendizado para por em prática, e pisar na PMO. Bora enfraquecer essas vias!!

Abracinhos e beijinhos de luz!!

_______________________________________



RECORDE SEM M.O: 51 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
David Silva
David Silva
Mensagens : 2716
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 6/6/2020, 19:36
Olá Psico,
Você caiu, mas pelo que vejo já se levantou. Isso é muito bom.
Agora fechar as brechas e tudo se encaminhará para o sucesso.
Abraços! Paz!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
______
Início do meu diário: http://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

Josuez
Josuez
Mensagens : 522
Data de inscrição : 15/07/2018

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 6/6/2020, 21:00
Triste vc ter recaído,mas quedas fazem parte do processo,só não pode usá-las como desculpa,mas agora é hora de rever o que deu de errado e tentar consertar ,e força que vc consegue !!!!!!

_______________________________________




"E nisso vou ,um dia de cada vez, sem pular degraus e sem olhar para trás ,só seguindo em frente"
(Yo)
BSB-BRO
BSB-BRO
Mensagens : 93
Data de inscrição : 02/06/2020
Idade : 29
Localização : Brasília

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 7/6/2020, 17:02
Querido Psico - eu só leio Psycho, não tem jeito rs

Primeiro quero te dar parabéns. Parabéns por ganhar um novo conhecimento na sua jornada, aliás mais de um. Agora você já entendeu na pele o que fantasiar pode fazer com o seu processo e também compreendeu que não adianta viver todo o reboot com ansiedade e sempre esperando o pote de ouro no fim do arco íris dos 90 dias.

Vivemos todos juntos um processo de reeducação e como seríamos reeducados sem algumas lições, não é mesmo? O importante é que você tenha aprendido com a sua e isso, tenho certeza, só vai te deixar mais forte.

Um grande abraço, e lembre-se que só aquele que já foi fraco saberá identificar quando estiver forte.

_______________________________________


_______________________________________

DIÁRIO DO BRO


psico
psico
Mensagens : 630
Data de inscrição : 06/11/2016

Diario psico - Página 36 Empty A sala das portas.

em 7/6/2020, 23:16
Se imaginem em uma sala circular totalmente branca e vazia. E nessa sala circular existem várias portas de cores diferentes umas das outras. Uma azul, uma verde, uma amarela, uma vermelha, uma rosa, uma laranja e uma roxa. Cada porta leva à lugares diferentes e sempre que você passa por uma delas, haverá uma hora em que você terá que voltar para a mesma sala branca, e escolher passar por outra porta de cor diferente. Porém, existe uma porta secreta. A cor dela varia de pessoa pra pessoa, e as condições para que ela apareça são duas. Basta ficar parado sem fazer nada dentro dessa sala, e imaginar a porta. E a grande questão, é que quanto mais você imagina essa porta, mais ela se torna real e ainda por cima, quanto mais ela se torna real, mais as outras portas vão se tornando invisíveis, até você conseguir enxergar na sala SOMENTE essa tal porta que você imagina. Quando ela se torna 100% real, você começa à sentir uma agonia inexplicável, uma falta de ar, um desconforto, e a unica forma pra conseguir se livrar dessa sensação, é fugindo pela unica porta que sobrou. A que você imaginou. Você corre desesperadamente em direção à tal porta, pensando que ali haverá uma saída para escapar da terrível sensação. Eis que você tem uma surpresa quando abre a porta. Parece que toda aquela sensação ruim some, e você decide andar pelo caminho que segue, se sentindo muito bem, e muito feliz pensando em por que você não passou por aquela porta antes. Até que sem perceber, de uma hora para outra, você cai de um enorme abismo. A queda te machuca bastante, você sente muita dor e quando você recobra os sentidos, percebe que está novamente na mesma sala branca com várias portas. Sua vontade é de ficar no chão, mas mesmo assim, você se levanta.

A sala branca, é a nossa vida, ou o reboot. As portas coloridas, são as nossas ocupações. A porta secreta, o vício.

Ontem, mesmo prometendo que não recairia, eu recai de novo. Havia dito que o meu problema eram os meus pensamentos, e como eu tenho um certo talento em fazer analogias, essa história me veio à mente. Eu descrevi o que eu sinto antes da queda acontecer. Parece que quando eu imagino o mínimo possível uma cena, ou qualquer coisa virtualmente sexual, todas as outras saídas somem. Eu fico preso, a sensação ruim vem e minha unica saída, é passar pela tal "porta" e caio no abismo. Eu volto pra mesma sala, sem que eu perceba volto a imaginar a mesma porta, a sensação ruim vem, fica insuportável, eu passo pela porta secreta de novo... Mais uma queda.

Durante todos esse anos, eu nunca soube como escapar disso. É um ciclo que se repete sempre e sempre e SEMPRE me faz recair. Porém... Acho que matei a charada.

Não vou dizer agora. Digo quando chegar aos 90 dias, já que pra chegar à essa marca, minha unica chance é fazer isso todos os dias. Então não vou esquecer. E se você matou a charada, NÃO FALA AINDA!

Me desejem sorte gente.

_______________________________________
Rene.Gade
Rene.Gade
Moderador
Moderador
Mensagens : 1289
Data de inscrição : 06/08/2019

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 7/6/2020, 23:41
Caramba, Psico, que forma incrível de descrever o vício e sua recaída, e que bom que você pensa ter encontrado a saída.

E como assim a senhora não vai falar a respostaaa? isso é um jogo comigo queridaaah? Hahahaha.

Ai, eu amo um desafio, vou tentar pensar sobre e anotar a resposta em um papel. Nossa, já da uma história animada de fantasia futurista incrível, aaaaa. Eu posso acrescentar monstros, perseguições, magos, naves e alienígenas? Hahahaha. Brincadeiras à parte, é uma ótima reflexão para toda essa situação que passamos.

Boa sorteee, Psiquinho, você é incrível! Mal posso esperar para saber a sua resposta.
Abracinhooos de luzz!

_______________________________________



RECORDE SEM M.O: 51 DIAS
MEU DIÁRIO DE PRINCESA  
Josuez
Josuez
Mensagens : 522
Data de inscrição : 15/07/2018

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 8/6/2020, 07:04
Caramba ,que analogia em!!!!Até viajei um pouco e imaginei como se fosse Alice no país das maravilhas,também estou curioso em saber a resposta rsrsrs.Então use esse segredo como uma arma e a use sem moderação contra essa porta secreta Wink

_______________________________________




"E nisso vou ,um dia de cada vez, sem pular degraus e sem olhar para trás ,só seguindo em frente"
(Yo)
David Silva
David Silva
Mensagens : 2716
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34

Diario psico - Página 36 Empty Re: Diario psico

em 8/6/2020, 09:43
Que poder de metaforização na sua escrita! Fantástico!
Aconselho você a escrever mais. Isso vai te ajudar no controle do vício. Você escreve bem. Ponha isso em prática!
Abraços! Paz!
Força, foco e fé!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
______
Início do meu diário: http://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum