Ir para baixo
avatar
Convidado
Convidado

Retomando as rédeas da minha vida Empty Retomando as rédeas da minha vida

22/1/2019, 02:22
Fala reboorters! Sou mais um como vocês, lutando para sair desse vicio! Acabei de fazer 20 anos e desde os 13,14 anos que vivo nesse vicio, no qual demorei muito para descobrir que era ele que atrapalhava a minha vida! Passei a ter diversos problemas já citados aqui neste fórum, alem de "aprender" sexualmente por meio desses videos, alem de ter tido pouquíssimas relações reais, apenas quando ainda não tinha descoberto a pmo, alem disso, apos a consolidação desse vicio, não consigo pegar mulheres. Sei que o foco da vida não é esse, mas to dando o foco nesse aspecto porque foi por ele que descobri a existência do vicio. Apos uma uma serie de fracassos de chegar ao ponto de sair e ter mulheres me desejando e eu não consegui nem agir para falar com elas, eu percebi onde estava o meu problema. Alem disso, a ansiedade social que me atrapalha em tudo, absolutamente tudo. Então a partir de agora decidir lutar e sair de vez do vicio! Acho legal, também compartilhar videos e livros que possam ajudar nessa jornada, alem do e book que todos devem ler e  dos bloqueadores, claro.  Então é isso, com a força de Deus e com força de vontade conseguiremos vencer essa batalha dia a dia. Vou me comprometer ao máximo para poder estar sempre aqui compartilhando minha experiência e ajudando também!
avatar
Convidado
Convidado

Retomando as rédeas da minha vida Empty Um resumo da minha historia - é importante para entender o meu reboot!

23/1/2019, 02:01
Olá a todos! Acabei de fazer 20 anos e estou lutando contra o vicio em pmo assim como todos aqui. Resolvi contar a minha historia. Então comecei a M por volta dos 13 anos, mas no meu caso era uma masturbação na qual eu fazia deitado (pronada). Assim fiz por muitos anos, pois não conversava muito com as pessoas sobre isso, morava com um pai, um irmão e uma vó e dentro de casa não tinha nenhum dialogo sobre sexo nem nada disso, e achava que eu era o único no mundo a me masturbar assim. Só fui descobrir isso no final de 2018, tipo, muito no final de 2018, quando identifiquei o vício em minha vida. Além disso, como a glande do meu pênis era muito sensível ao toque, essa foi a masturbação que usei por muito tempo, principalmente por causa disso. Iniciei vendo as mulheres nas novelas, jornais e etc, e desde sempre tive o fetiche por pés femininos. E isso era algo que ate alguns familiares meus reconheciam. Foi algo que marcou a minha puberdade e entendimento de mundo com relação a sexualidade. Sempre que via uma garota, reparava logo nos seus pés (mas não ficava só nisso). Tive apenas uma experiencia sexual com cerca de 12, 13 anos na qual experimentei a podolatria e meu fetiche só cresceu. Na escola ficava alucinado com diversas situações visualizadas com as colegas de classe e até professoras também. Sempre fui um garoto quieto na escola, jogava bola, estudava muito e etc, perdi o bv aos 10 anos com uma colega linda e sempre brincava de jogos em que o objetiva era beijar. Ate que chegou a puberdade e com ela essa descoberta da masturbação, a mudança do corpo, a ansiedade social, timidez entre outros. E a masturbação começava a evoluir para revistas com fotos sensuais e mais recentemente aos vídeos pornôs. Além disso algo que sempre me acompanhou foi a minha imaginação. Sempre consegui me masturbar com a minha imaginação pois sempre tinha diversas situações na escola e na rua que me proporcionavam imagens que gravava na mente. Principalmente com relação aos pés femininos. Chegou uma época em que escrevia contos eróticos pra mim mesmo, publiquei alguns e guardava vários. Tudo sempre relacionado com os pés. A partir de quando comecei a masturbação, minhas chances com mulheres reais caíram absurdamente. Poucas vezes beijei e me considero um lixo na sedução, não entendo sinais das mulheres e me considero estranho. Foi um sentimento que veio junto com a puberdade e se instaurou ate hoje. Achei que era algo normal, e acabei aceitando que fosse assim, apesar da frustração de perder inúmeras chances com mulheres lindas. Com um smartphone em mãos as coisas evoluíram e passei a ver vídeos pornôs com foco em pés femininos entre outros, além de humilhações e outras coisas horríveis. Além disso, no meu instagram seguia milhares de contas de mulheres que tiravam fotos dos seus pés e faziam daquela rede social um prato cheio para minha masturbação. Era todo dia milhares de perfis, com milhares de fotos de pés, de diversas formas diferentes e que deixam qualquer pessoa louco. Acho que essa era a minha maior fonte de masturbação, mais ate que a pornografia. Por isso, resolvi escrever aqui sobre esse tema, por me prender de um outro jeito. Enfim, passei a me masturbar do jeito normal, e o número de masturbação diária aumentou muito. Eram 4,5 por dia, e sempre me afastando da família, sempre escondendo o celular, ninguém tocava nele. E nisso minha vida indo por água abaixo. Na escola, estudava num particular, muito boa da cidade e como tinha bolsa, sempre tive que ralar muito para manter as notas altas. Mas do ensino fundamental ao médio sempre tive uma nota vermelha ou outra, mas nunca cheguei a ir pra recuperação. Porem sempre vivia cansado, sem motivação pra estudar e acabava arrastando as coisas. Sempre fui muito querido no colégio, graças a deus, e quanto a socialização era sempre tranquilo. Porem, nunca fui quem eu era completamente e as mulheres nunca me olhavam com segundas intenções. Achava que isso era apenas por estar no colégio e coisa e tal. Ano passado (2018) entrei na facul e vi que as coisas continuaram na mesma. Apesar de ficar com 1 garota só, eu sentia algo estranho, um desestimulo para pegar mulher, e sentia mais prazer quando chegava em casa e ia me masturbar. Foi um ano de muita mudança. Ate que num aniversario que fui de um amigo do colégio, uma garota ficou dando em cima de mim claramente, além dela ser muito gata, eu não senti tesão nenhum, e um medo de ela ficar comigo e descobrir essa vida que levava e acabei não pegando ela. E, na mesma festa estava sentado já aceitando a minha derrota e me perguntado o por que de eu estar assim, morto socialmente, ate que ouvi um garoto da minha idade, ele estava sentado ao lado do amigo e de outras duas garotas, falar baixo para o amigo: cara, você não ta entendendo, eu não posso levantar pq ela me deixou de pau duro. E então ao ouvir aquilo parece que algo mudou na minha cabeça e me fez perguntar: poxa, pq eu não fiquei assim com a garota que estava afim de mim? Pq eu não tenho ficado assim? Pq me sinto sempre sem energia pras coisas e em especial para as garotas?
A partir de então passei a pesquisar na internet o que seria isso, ate achar esse site. E a partir de então minha vida mudou. Descobri o que a pornografia fez/faz na minha vida no meio de novembro de 2018. A partir de então li diversos diários daqui do site, pesquisando sobre tudo e tentando entender o que estava acontecendo. E comecei a fazer o reboot, na empolgação da descoberta e na tentativa de recuperar o tempo perdido. Só que ai percebi que a tarefa não era fácil. A tarefa é muito difícil. Só em novembro recai milhares de vezes ate chegar o dia 15 de dezembro que foi a minha última. Nessas recaídas fui percebendo os meus gatilhos e falhas. Instalei bloqueadores, apaguei tudo que tinha de arquivos prejudiciais, apaguei conta do instagram que usava só para ver pés, e desativei a minha conta pessoal. Do dia 16 de novembro até dia 2 de janeiro de 2019, passaram-se 2 semanas e uns 2 dias por ai. Já estava começando a me sentir mais energizado, porem a ansiedade social, entre outros ainda não tinha sentido a diferença. O que me ajudou muito foi a vinda do meu irmão para casa, pois ele passou a morar fora de casa em novembro, algo muito rápido. Porem após ele passar natal e ano novo aqui, assim que ele foi embora no dia 2, a recaída chegou e me abalou muito. Abalou por que as duas semanas foram únicas, eu passei a passear bastante, estive com a família, e tudo aquilo que se indica para corrigir o cérebro com novos hábitos e tal. Mas assim que levei ele no aeroporto e voltei pra casa, não sei o que deu e acabei recaindo. Fiquei muito puto comigo mesmo, mas aceitei a derrota e se não fosse isso não estaria aqui hoje contando isso. Hoje estou muito ciente do que é o vício e quero muito ter uma vida. Desde os 13 anos vivendo nisso, acabei me transformando em quem não queria. Mas se passei por isso e cheguei até aqui então não posso desistir, pois sei que há uma vida para se viver. Pra terminar queria saber a opinião de vocês, além disso falar que a partir de agora vou estar ativo aqui, ajudando e sendo ajudado também. Um ultima coisa, que queria ouvir de vocês, é que essa questão minha do fetiche é que me deixa incomodado, pois é algo difícil de combater por ver todo dia nas ruas e tal, além da tv e por conta de que muitas pessoas consideram normal esse fetiche, e também as questões das fantasias que me percorrem a cabeça direto. O que me levou a recaída no dia 2 foi exatamente a forte influência das fantasias. Então, obrigado desde já, estamos juntos, e passo a mensagem de que por mais difícil que seja, não desistam, cada um é importante pela sua própria existência. Valorize e se reerga.
ps: Desculpe pelos erros gramaticais, estou escrevendo pelo celular que não ajuda.
Randy
Randy
Mensagens : 2326
Data de inscrição : 01/12/2015

Retomando as rédeas da minha vida Empty Re: Retomando as rédeas da minha vida

23/1/2019, 22:51
Bem-vindo ao fórum.

Já leu o ebook e instalou os bloqueadores?

O vício nos destrói e pode ter certeza que o reboot lhe trará muitos benefícios.

Também recomendo fazer uma atividade física, de preferência a musculação.

_______________________________________
"Quem quer, dá um jeito. Quem não quer, inventa desculpa". Toguro

Ninguém vai bater mais forte do que a vida. Não importa como você bate e sim o quanto aguenta apanhar e continuar lutando; o quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha. Rocky Balboa

avatar
Convidado
Convidado

Retomando as rédeas da minha vida Empty Re: Retomando as rédeas da minha vida

24/1/2019, 01:32
Fala mano! Ja li sim! E tambem ja faço atividades físicas tambem!! Espero que de fato o reboot funcione, alem dos comentarios e diarios que ja tem aqui, ja da pra ver que o reboot funciona! Valeu por comentar!
lion29
lion29
Mensagens : 532
Data de inscrição : 11/09/2016

Retomando as rédeas da minha vida Empty Re: Retomando as rédeas da minha vida

24/1/2019, 02:05
Seja bem-vindo ao fórum Deyvg, li sua história e percebo que tem uma baixa líbido com mulheres por conta dos anos de vício e estimulação virtual, tbm apresentei esses sintomas, mas ao fazer o meu primeiro reboot percebi uma tremenda energia sexual dentro de mim, ao conversar com mulheres ou olhar algumas já ficava ereto, os benefícios são reais, mais é preciso ir longe pra vê-los, então não desista, siga firme nesse ínicio de reboot e tenha bastante foco e discilpina, procure sempre entrar no fórum tanto para relatar e ler outros diários, vai ajudar bastante na motivação com o reboot.
Boa sorte aí mano, abraço.

_______________________________________



Acompanhe meu diário http://www.comoparar.com/t3896-diario-lion29
avatar
Convidado
Convidado

Retomando as rédeas da minha vida Empty 1 semana

30/1/2019, 20:24
Primeira semana completa. Desde a minha primeira tentativa de reboot que durou 2 semanas no fim do ano passado, essa é a primeira vez que volto a passar de 1 semana. Sinto estar na flatline, minha libido baixou mais ainda, sinto um desanimo para as coisas, mas sigo firme no reboot. Afirmo também que nessa primeira semana deu pouca vontade de acessar pornografia, e hoje acredito que essa vontade seja quase perto de zero. Mesmo que eu esteja de ferias da faculdade e passo quase que o dia inteiro sem  fazer nada, poucas vezes ao dia a vontade de assistir porno ou me masturbar vem na mente. As principais atividades que faço é jogar, ler, assistir filme, fazer as tarefas de casa entre outros. Pra quem acredita na força de Deus, aconteceu algumas coisas que cara, não consigo explicar facilmente. Primeiro que, uma das principais fontes de acessar o porno era por meio do notebook que podia leva-lo para qualquer lugar e então facilitava. E do nada, antes do inicio desse reboot atual, a placa de rede wifi dele parece que queimou ou parou de funcionar do nada, e por isso não tenho acesso a internet, matando uma fonte gigante de acesso ao vicio. e também tenho um outro PC com cpu e etc, só que ele fica na sala, e la é sem condições nenhuma de usar pornografia, pq minha casa é sempre cheia de familiares , ou seja realmente não da. Alem de que esta com bloqueador também. Segundo que o meu celular que tinha, pegava vídeo perfeitamente, e era, acredito, a principal fonte pois Smartphone é muito mais simples de levar pra banheiro e tal. Mas enfim, esse celular quebrou e passei a usar outro que pegava vídeo mas não era a mesma coisa. Ai agora, antes do reboot esse celular deu problema também, e agora estou usando um celular que não pega vídeo,  tipo o vídeo trava totalmente e não tem como assistir porno. Cara agradeço muito a Deus por essa forcinha! kkkkkk Mas é isso galera, vou tentar me manter firme e estar sempre relatando por aqui também.
Ir para o topo
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos