Ir em baixo
avatar
mikee
Mensagens : 2
Data de inscrição : 12/02/2018

Reboot - Mike Empty Reboot - Mike

em 27/5/2019, 04:46
Oi gente!
Então, meu primeiro contato com pornografia foi, provavelmente, aos 4 anos. Eu tinha um primo uns dez anos mais velho que me mostrava filmes adultos escondido, além disso, meu irmão mais velho assistia escondido algumas fitas que meu pai possuía e eu também assistia sem que ninguém soubesse. Mais tarde, já com uns 10 anos, eu comecei a ver filmes com mais frequência, nessa época meu pai tinha alguns DVDs que ele mantinha escondido em lugares bem óbvios e foi nesse período que eu comecei com M.  Com uns 12 anos eu já estava percebendo que homens me atraíam mais que mulheres e comecei a consumir pornografia homossexual, no começo eram fotos e contos eróticos, ainda não tinha banda larga, mas sempre ficava me sentindo culpado depois porque eu cresci em um lar evangélico, com exceção do meu pai, e sentia que estava desapontando a todos. Logo, comecei a me dedicar mais a igreja achando que Deus me curaria, entretanto, nunca fui curado o que me deixava ainda mais culpado pois cria que não tinha feito o bastante para ser atendido. Isso tudo me deixou isolado durante a minha adolescência, até haviam garotas que gostavam de mim e até algumas por quem me apaixonei, mas nunca levei nada a diante pois acreditava que seria injusto com elas.
Quando terminei o ensino médio acabei me mudando para cursar a universidade e foi aí que as coisas complicaram. Acabei me encontrando em curso que eu não gostava então eu faltava as aulas e ficava no meu quarto vendo pornografia, não tinha vida social e sempre ficava naquela dúvida como seria ficar com um homem. Até que resolvi baixar o Grindr e ficar com um primeiro cara que falasse comigo, foi uma experiência inusitada. Depois disso resolvi cancelar a matricula e voltar para casa e acabei me assumindo para uma amiga próxima que também era cristã, no começo, ela teve dificuldade em aceitar, mas sempre me apoiou e hoje é uma pessoa completamente mente aberta.  
Nesse tempo em casa acabei deixando a igreja de lado e hoje me considero agnóstico ou ateu, depende do humor, e resolvi me aceitar como homem gay, acredito que seja um processo que ainda ocorre até hoje. Entretanto, os problemas com a pornografia persistiram. Pesquisando na internet acabei me deparando com o NoFap e tentei algumas vezes, mas sem resultado, sempre recaía, sempre conseguia burlar os bloqueadores então acabei desistindo.
Há 2 anos me mudei novamente para cursar a universidade e dessa vez não escondi quem eu sou, acabei conhecendo pessoas incríveis e até uma cara com quem namoro há mais de um ano, me assumi para minha família que me aceita e até gosta do meu namorado, porém o problema com a masturbação e pornografia persiste ao ponto de me atrapalhar na faculdade e até no meu relacionamento. Nesse período de namoro eu só cheguei ao orgasmo umas 3 ou 4 vezes e todas foram como passivo, acredito que é porque eu consigo me masturbar durante o ato, como ativo eu até consigo manter uma ereção, mas não gozo, não sinto muito coisa, sexo oral então, nem se fale. O meu namorado acaba se sentindo culpado, como se problema fosse com ele, como se ele não estivesse fazendo de maneira certa e muitas vezes fica uma situação chata.
Levando em consideração tudo isso, resolvi tentar novamente e estou começando o reboot mais uma vez, já instalei os bloqueadores e inativei os métodos que eu tinha usado antigamente para burla-los. Hoje é meu primeiro dia sem PMO e espero conseguir me manter assim.  Inicialmente, não planejava montar um diário no fórum, mas lendo algumas histórias acabei me identificando e acredito que compartilhar a minha também possa me ajudar nesse processo e, possivelmente, outras pessoas.
luz-antigosombra
luz-antigosombra
Mensagens : 481
Data de inscrição : 10/01/2018

Reboot - Mike Empty Re: Reboot - Mike

em 27/5/2019, 09:29
mikee escreveu:Oi gente!
Então, meu primeiro contato com pornografia foi, provavelmente, aos 4 anos. Eu tinha um primo uns dez anos mais velho que me mostrava filmes adultos escondido, além disso, meu irmão mais velho assistia escondido algumas fitas que meu pai possuía e eu também assistia sem que ninguém soubesse. Mais tarde, já com uns 10 anos, eu comecei a ver filmes com mais frequência, nessa época meu pai tinha alguns DVDs que ele mantinha escondido em lugares bem óbvios e foi nesse período que eu comecei com M.  Com uns 12 anos eu já estava percebendo que homens me atraíam mais que mulheres e comecei a consumir pornografia homossexual, no começo eram fotos e contos eróticos, ainda não tinha banda larga, mas sempre ficava me sentindo culpado depois porque eu cresci em um lar evangélico, com exceção do meu pai, e sentia que estava desapontando a todos. Logo, comecei a me dedicar mais a igreja achando que Deus me curaria, entretanto, nunca fui curado o que me deixava ainda mais culpado pois cria que não tinha feito o bastante para ser atendido. Isso tudo me deixou isolado durante a minha adolescência, até haviam garotas que gostavam de mim e até algumas por quem me apaixonei, mas nunca levei nada a diante pois acreditava que seria injusto com elas.
Quando terminei o ensino médio acabei me mudando para cursar a universidade e foi aí que as coisas complicaram. Acabei me encontrando em curso que eu não gostava então eu faltava as aulas e ficava no meu quarto vendo pornografia, não tinha vida social e sempre ficava naquela dúvida como seria ficar com um homem. Até que resolvi baixar o Grindr e ficar com um primeiro cara que falasse comigo, foi uma experiência inusitada. Depois disso resolvi cancelar a matricula e voltar para casa e acabei me assumindo para uma amiga próxima que também era cristã, no começo, ela teve dificuldade em aceitar, mas sempre me apoiou e hoje é uma pessoa completamente mente aberta.  
Nesse tempo em casa acabei deixando a igreja de lado e hoje me considero agnóstico ou ateu, depende do humor, e resolvi me aceitar como homem gay, acredito que seja um processo que ainda ocorre até hoje. Entretanto, os problemas com a pornografia persistiram. Pesquisando na internet acabei me deparando com o NoFap e tentei algumas vezes, mas sem resultado, sempre recaía, sempre conseguia burlar os bloqueadores então acabei desistindo.
Há 2 anos me mudei novamente para cursar a universidade e dessa vez não escondi quem eu sou, acabei conhecendo pessoas incríveis e até uma cara com quem namoro há mais de um ano, me assumi para minha família que me aceita e até gosta do meu namorado, porém o problema com a masturbação e pornografia persiste ao ponto de me atrapalhar na faculdade e até no meu relacionamento. Nesse período de namoro eu só cheguei ao orgasmo umas 3 ou 4 vezes e todas foram como passivo, acredito que é porque eu consigo me masturbar durante o ato, como ativo eu até consigo manter uma ereção, mas não gozo, não sinto muito coisa, sexo oral então, nem se fale. O meu namorado acaba se sentindo culpado, como se problema fosse com ele, como se ele não estivesse fazendo de maneira certa e muitas vezes fica uma situação chata.
Levando em consideração tudo isso, resolvi tentar novamente e estou começando o reboot mais uma vez, já instalei os bloqueadores e inativei os métodos que eu tinha usado antigamente para burla-los. Hoje é meu primeiro dia sem PMO e espero conseguir me manter assim.  Inicialmente, não planejava montar um diário no fórum, mas lendo algumas histórias acabei me identificando e acredito que compartilhar a minha também possa me ajudar nesse processo e, possivelmente, outras pessoas.

Parabéns pela decisão, Mike. Seja bem-vindo. Começou com pornografia bem cedo e, literalmente, na inocência, nunca tinha visto um caso tão cedo assim. Você começou o reboot, então, vai ser uma questão de tempo para as coisas melhorarem. Você já pensou em conversar com seu namorado sobre o problema? Isso pode ajudar, se ele saber o que está acontecendo.

Já pensou em instalar um contador tb?

Abraço e tudo de bom! Very Happy Very Happy

_______________________________________
Sem PMO

http://www.comoparar.com/t6695-diario-de-sombra
Silas_T
Silas_T
Mensagens : 35
Data de inscrição : 12/07/2018

Reboot - Mike Empty Re: Reboot - Mike

em 2/6/2019, 23:06
Oi Mike. Resolvi me manifestar aqui porque sua história é muito parecida com a minha. Meu diário chama-se Querendo ser Ativo. Faz vários meses que estou sem postar. Não concluí o reboot, mas estou tentando novamente. Agora estou há 12 dias sem PMO.

Você esqueceu de dizer sua idade hoje. Vou te acompanhar aqui, estou torcendo!

Enviado pelo Topic'it
SilvioSantos
SilvioSantos
Mensagens : 153
Data de inscrição : 14/06/2018
Idade : 36
http://www.comoparar.com/t8095-minha-vida-com-de

Reboot - Mike Empty Resposta

em 11/6/2019, 09:14
Boa sorte no seu reboot, creia que va conseguir e conseguira.
Nos mantenha informados de como ta indo.
Tamo td junto, forte abraco,
SilvioSantos
avatar
mikee
Mensagens : 2
Data de inscrição : 12/02/2018

Reboot - Mike Empty 2 anos depois...

em 1/3/2020, 03:35
Então, resolvi voltar e tentar uma outra vez porque eu notei que eu continuo estagnado exatamente no mesmo ponto que estava há 2 anos atrás. Eu iniciei este diário com expectativa de que daquela vez seria suficiente e não foi. Desisti. Porém, cheguei em um ponto de minha vida onde isso está me consumindo demais e me atrapalhando em todos os aspectos , por isso, eu preciso parar. Lembrei desse fórum e resolvi voltar com a esperança que dessa vez talvez eu me mantenha nos trilhos e alcance os famosos 90 dias.  
Desisti dos bloqueadores porque eles não funcionam comigo, eu sempre acho um meio de burlar por isso não os utilizarei nessa tentativa.  
Respondendo com um leve atraso alguma perguntas anteriores, eu atualmente tenho 23 anos e ainda continuo com o mesmo namorado, conversei com ele sobre problema, inicialmente ele não entendeu, mas no final de 2018 fomos em um evento no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas e umas das palestras era sobre Impulso Sexual Excessivo. Eu claramente me encaixei no perfil apresentado e ele notou e a partir desse momento que ele acreditou que era um real problema.  No inicio de 2019 eu revolvi por influencia do meu parceiro me inscrever no Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo do IPq, porém a lista de espera é meio grande e eles só atendem às sexta-feiras em horário comercial. Eu fui chamado uns 6 meses depois e ainda estou passando pela triagem porque estudo em tempo integral então é meio difícil comparecer, entretanto, o psiquiatra que fez a minha avaliação inicial afirmou que eu passaria pela triagem sem problemas e conseguiria iniciar a terapia, mas o meu maior problema mesmo é ter disponibilidade para comparecer às sextas. Por curiosidade, algum de vocês já passou por lá?
Enfim, agora me encontro no último de graduação e sinto que a desperdicei por causa da pornografia. Cheguei até aqui sempre tirando a média necessária e percebo que não sei o mínimo que deveria saber e isto me frusta, me mostra que eu não tô preparado para "a vida real" pós faculdade. O sexo com o meu namorado continua ruim, consigo contar nos dedos as transas que foram boas, cheguei ao ponto de preferir a pornografia à realidade. Em prol de conseguir possuir uma vida bem sucedida e que no futuro eu posso olhar para trás e me orgulhar, eu preciso parar com isso, logo, resolvi voltar e tentar outra vez. Espero conseguir, mas pra ser realista, não tenho muitas esperanças.
Abraço e obrigado por lerem até aqui Wink
David Silva
David Silva
Mensagens : 2629
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 34

Reboot - Mike Empty Re: Reboot - Mike

em 1/3/2020, 09:29
Seja bem vindo de volta.
Que Deus ampare a todos nós.

Abraços.

_______________________________________
Recordes:
90 dias - em 2015
71 dias - em 2016
32 dias - 2017 - maio
15 dias - 2017 - junho/julho
32 dias - 2017 - agosto
26 dias - 2018 - janeiro
81 dias - 2018 - julho
20 dias - 2018 - dezembro
15 dias - 2019 - janeiro/fevereiro
44 dias - 2019 - março/abril
43 dias - 2019 - julho
39 dias - 2020 - janeiro
______
Início do meu diário: http://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

psico
psico
Mensagens : 601
Data de inscrição : 06/11/2016

Reboot - Mike Empty Re: Reboot - Mike

em 1/3/2020, 11:33
Olá Mike! Em primeiro lugar, bem vindo de volta ao fórum meu amigo. É sempre muito difícil reunir forças e se levantar, mas você fez a melhor escolha que é voltar à luta. Li a tua história e quero apenas evidenciar algumas coisas que considero importante.

Você teve acesso à conteúdo pornográfico muito novinho e de uma certa forma nosso cérebro nessa fase da vida não tem nenhum filtro pronto pra nos fazer ter consciência do que é nocivo e do que não é. Obviamente, teu primo que mostrou pornografia pra você, apesar de adolescente, também não tinha total maturidade pra saber as consequências que poderiam vir.

Outro detalhe é a questão da religião. Também frequentava uma igreja evangélica a pouco tempo atrás também saí. Vejo muita gente que tem desejos homossexuais pedindo pra que Deus cure isso. Eu não me tornei ateu quando saí e ainda acredito em Deus. Mas cheguei à uma conclusão sobre esse pedido de cura que muitos fazem. Deus só cura doenças e, pra mim, homossexualidade nunca foi e nunca será.

Também desisti dos bloqueadores. Acredito que o melhor bloqueador que nós precisamos desenvolver é o bloqueador mental. Os bloqueadores do computador e afins são apenas uma extensãozinha daquilo que a nossa mente precisa desenvolver que é o auto-controle.

Uma ultima coisa é sobre tua consciência do vício. Depois que nós sabemos da verdade e do mal que consumir pornografia nos trás, estamos livres da ignorância. Sabemos que isso faz mal e vamos morrer sabendo disso. Entendo perfeitamente esse teu pensamento de achar que nunca vai conseguir, e uma coisa eu te digo, com o tempo essa voz na sua cabeça que diz que você NUNCA vai ficar livre de PMO vai ficando mais fraca. Tenho vivido isso e posso afirmar com segurança que o segredo é suportar tudo. Todas as vontades, os pensamentos, e continuar avançando afinal, é muito melhor sofrer a dor e o desconforto da disciplina durante o processo do que encarar o peso do arrependimento e da culpa por ter recaído.

Só o fato de você ter voltado já mostra que você tem força pra conseguir avançar. Espero que você não desista. Acompanhado e desejando toda força!

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum