Ir para baixo
avatar
Convidado
Convidado

Eu não me reconheço mais.... Empty Eu não me reconheço mais....

11/10/2022, 20:14
Olá, podem me chamar de Ernest.
Como coloquei no título do diário eu não me reconheço mais...    tentarei ser bastante direto diante do meu problema.

Eu sou extremamente viciado em pornografia e masturbação, de fato já me masturbei na casa de amigos, estimulei meu pênis na sala de aula (por cima da roupa), saí no meio do treino de musculação pois não me aguentava mais ficar sem me tocar....   fato é que enlouqueci, me vejo como um monstro.  
  Creio que antes de tudo é interessante saber como eu era.  Sempre fui um individuo saudável, coração perfeito  alimentação impecavel, metabolismo perfeito, sempre tive um corpo atletico e me dava bem com esportes, desde musculação (meu atual), natação, corrida, handebol...   o único "defeito" é uma energia alta, não me aquieto de jeito nenhum, sempre tenho que me movimentar ou estar fazendo algo.

   Tudo começou a mudar aos 15 anos, eu comecei a ficar muito em casa devido a pandemia, então tornei a masturbação que era um simples "alívio diário" em uma compulsão, eu quando estava estudando resolvia parar tudo que estava fazendo para se masturbar, era impossível não fazer, eu me tremia, suava e o coração batia rapido se eu não fizesse, então eu cedia.    Com o tempo enjoei do porno convencional, fui para o de incesto, depois para niveis bem abaixo do moral.  Logo fui para o de trans.
    Lembro que tentei ir para o gay mas era tão sem graça que eu broxava, ficava 20 minutos me tocando e nada de ejacular, eu desprezava e tinha até nojo desta categoria.
     Eu tenho vergonha de mim, não consigo sair de casa sozinho, quem compra o pão, faz as comprar e resolve os problemas da casa é meu pai ou meu irmão mais novo porque eu não tenho coragem.   Virei o bastardo da familia pois até meu irmão com 15 anos já tr@nza e eu não.

 Agora que me conhecem posso falar o que me fez criar uma conta aqui.

 Eu conheci uma garota na escola, vou chama-la de "Julia", por mais tímido que eu seja eu consegui chegar nela e começar a conversar, nós passamos bastante tempo junto, nos abraçamos e até andamos de mão dada uma vez, recentemente ela quebrou a perna e ficamos sem se ver por um tempo.    Ontem ela me viu de longe e mesmo ela estando em aula ela levantou a mão e me chamou, geral da sala dela ficou olhando, dava para ver a saudade nos olhos dela, ela nem conseguiu se concentrar na aula, aí ela fez um sinal para eu esperar ela na saída.    Sabe de uma coisa, por mais que eu goste dela eu não tive o mesmo sentimento, me senti horrivel por isso, nem esperei ela.  

  Você pode estar se perguntando "o que isso tem haver com o vício?", bem, hoje uma outra amiga fez uma piada que eu queria beijar um amigo meu gay, ele falou que "só dá um halls que eu vou", eu ignorei mas algo pareceu estranho, eu não senti nojo e repulsa como antes, isso me deu um certo medo.    O problema foi que eu quando ví a Júlia, ela não parava de me olhar, acenando para eu ir até ela, estranhamente eu não fui, não senti o mesmo sentimento de amor de antes, a vontade de chamar ela pra sair e talvez até pedir em namoro.    No intervalo esse meu amigo gay pegou no meu p@#, inclusive tentou se aproximar na saida, mesmo eu dizendo que se ele fizesse isso de novo eu iria bater nele chegando em casa me masturbei pensando nele, isso foi o xeque-mate, parece que a graça de se masturbar pensando em mulher acabou e confesso que temo ser gay, nunca fui assim, até semana passada eu gostava muito da Julia, queria sair com ela, levar ela em casa, ter um relacionamento sabe?  Agora parece que tudo acabou e eu não queria isso, da vontade de chorar pois nunca fui assim, lembro que numa festa da escola um outro colega gay tentou me beijar na festa e eu senti nojo, fiquei com repulsa, empurrei ele e até queria bater nele de tão p#to que fiquei, se desde sempre gostei de mulher porque iria deixar de gostar agora?  fato é que só estou me tocando pensando no porno gay e trans e isso leva a indicios que a culpa seria da pornografia.

Vou fazer o reboot e espero que obtenha uma melhora, quero conquistar a Julia e isso é minha motivação, amanhã será meu 1° dia, me desejem sorte.
avatar
Usuário189
Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/10/2022

Eu não me reconheço mais.... Empty Re: Eu não me reconheço mais....

19/1/2023, 16:37
Qual foi seu resultado meu amigo? Com certeza a pornografia derreteu o cérebro
Luis Liebert
Luis Liebert
Mensagens : 284
Data de inscrição : 09/10/2022
Idade : 18
Localização : "É preciso ter o caos dentro de si para gerar uma estrela dançante."

Eu não me reconheço mais.... Empty Re: Eu não me reconheço mais....

25/1/2023, 17:54
Convidado escreveu:Olá, podem me chamar de Ernest.
Como coloquei no título do diário eu não me reconheço mais...    tentarei ser bastante direto diante do meu problema.

Eu sou extremamente viciado em pornografia e masturbação, de fato já me masturbei na casa de amigos, estimulei meu pênis na sala de aula (por cima da roupa), saí no meio do treino de musculação pois não me aguentava mais ficar sem me tocar....   fato é que enlouqueci, me vejo como um monstro.  
  Creio que antes de tudo é interessante saber como eu era.  Sempre fui um individuo saudável, coração perfeito  alimentação impecavel, metabolismo perfeito, sempre tive um corpo atletico e me dava bem com esportes, desde musculação (meu atual), natação, corrida, handebol...   o único "defeito" é uma energia alta, não me aquieto de jeito nenhum, sempre tenho que me movimentar ou estar fazendo algo.

   Tudo começou a mudar aos 15 anos, eu comecei a ficar muito em casa devido a pandemia, então tornei a masturbação que era um simples "alívio diário" em uma compulsão, eu quando estava estudando resolvia parar tudo que estava fazendo para se masturbar, era impossível não fazer, eu me tremia, suava e o coração batia rapido se eu não fizesse, então eu cedia.    Com o tempo enjoei do porno convencional, fui para o de incesto, depois para niveis bem abaixo do moral.  Logo fui para o de trans.
    Lembro que tentei ir para o gay mas era tão sem graça que eu broxava, ficava 20 minutos me tocando e nada de ejacular, eu desprezava e tinha até nojo desta categoria.
     Eu tenho vergonha de mim, não consigo sair de casa sozinho, quem compra o pão, faz as comprar e resolve os problemas da casa é meu pai ou meu irmão mais novo porque eu não tenho coragem.   Virei o bastardo da familia pois até meu irmão com 15 anos já tr@nza e eu não.

 Agora que me conhecem posso falar o que me fez criar uma conta aqui.

 Eu conheci uma garota na escola, vou chama-la de "Julia", por mais tímido que eu seja eu consegui chegar nela e começar a conversar, nós passamos bastante tempo junto, nos abraçamos e até andamos de mão dada uma vez, recentemente ela quebrou a perna e ficamos sem se ver por um tempo.    Ontem ela me viu de longe e mesmo ela estando em aula ela levantou a mão e me chamou, geral da sala dela ficou olhando, dava para ver a saudade nos olhos dela, ela nem conseguiu se concentrar na aula, aí ela fez um sinal para eu esperar ela na saída.    Sabe de uma coisa, por mais que eu goste dela eu não tive o mesmo sentimento, me senti horrivel por isso, nem esperei ela.  

  Você pode estar se perguntando "o que isso tem haver com o vício?", bem, hoje uma outra amiga fez uma piada que eu queria beijar um amigo meu gay, ele falou que "só dá um halls que eu vou", eu ignorei mas algo pareceu estranho, eu não senti nojo e repulsa como antes, isso me deu um certo medo.    O problema foi que eu quando ví a Júlia, ela não parava de me olhar, acenando para eu ir até ela, estranhamente eu não fui, não senti o mesmo sentimento de amor de antes, a vontade de chamar ela pra sair e talvez até pedir em namoro.    No intervalo esse meu amigo gay pegou no meu p@#, inclusive tentou se aproximar na saida, mesmo eu dizendo que se ele fizesse isso de novo eu iria bater nele chegando em casa me masturbei pensando nele, isso foi o xeque-mate, parece que a graça de se masturbar pensando em mulher acabou e confesso que temo ser gay, nunca fui assim, até semana passada eu gostava muito da Julia, queria sair com ela, levar ela em casa, ter um relacionamento sabe?  Agora parece que tudo acabou e eu não queria isso, da vontade de chorar pois nunca fui assim, lembro que numa festa da escola um outro colega gay tentou me beijar na festa e eu senti nojo, fiquei com repulsa, empurrei ele e até queria bater nele de tão p#to que fiquei, se desde sempre gostei de mulher porque iria deixar de gostar agora?  fato é que só estou me tocando pensando no porno gay e trans e isso leva a indicios que a culpa seria da pornografia.

Vou fazer o reboot e espero que obtenha uma melhora, quero conquistar a Julia e isso é minha motivação, amanhã será meu 1° dia, me desejem sorte.

Eai amigo,li seu relato. Vou acompanhar seu diário aqui,como anda o reboot?
Canário
Canário
Mensagens : 56
Data de inscrição : 30/12/2022
Localização : "Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês" 1Pedro 5:7

Eu não me reconheço mais.... Empty Re: Eu não me reconheço mais....

26/1/2023, 13:55
Bom dia, cara!
Que bom que decidiu fazer um diário, pelo que eu sei, ajuda mt. Sobre essa última questão, talvez valha a pena verificar se você não está indo para esse lado por medo de que algo possa dar errado com a Júlia. Às vezes isso pode ter crescido e feito você sentir alguma repulsa pelas mulheres e, por consequência, atração pelos homens. Bom, não sou nenhum psicólogo nem conheço a sua situação, então não leve o que eu disse muito a sério. Ademais, boa sorte na sua jornada!

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Eu não me reconheço mais.... Empty Re: Eu não me reconheço mais....

29/1/2023, 21:33
Convidado escreveu:Olá, podem me chamar de Ernest.
Como coloquei no título do diário eu não me reconheço mais...    tentarei ser bastante direto diante do meu problema.

Eu sou extremamente viciado em pornografia e masturbação, de fato já me masturbei na casa de amigos, estimulei meu pênis na sala de aula (por cima da roupa), saí no meio do treino de musculação pois não me aguentava mais ficar sem me tocar....   fato é que enlouqueci, me vejo como um monstro.  
  Creio que antes de tudo é interessante saber como eu era.  Sempre fui um individuo saudável, coração perfeito  alimentação impecavel, metabolismo perfeito, sempre tive um corpo atletico e me dava bem com esportes, desde musculação (meu atual), natação, corrida, handebol...   o único "defeito" é uma energia alta, não me aquieto de jeito nenhum, sempre tenho que me movimentar ou estar fazendo algo.

   Tudo começou a mudar aos 15 anos, eu comecei a ficar muito em casa devido a pandemia, então tornei a masturbação que era um simples "alívio diário" em uma compulsão, eu quando estava estudando resolvia parar tudo que estava fazendo para se masturbar, era impossível não fazer, eu me tremia, suava e o coração batia rapido se eu não fizesse, então eu cedia.    Com o tempo enjoei do porno convencional, fui para o de incesto, depois para niveis bem abaixo do moral.  Logo fui para o de trans.
    Lembro que tentei ir para o gay mas era tão sem graça que eu broxava, ficava 20 minutos me tocando e nada de ejacular, eu desprezava e tinha até nojo desta categoria.
     Eu tenho vergonha de mim, não consigo sair de casa sozinho, quem compra o pão, faz as comprar e resolve os problemas da casa é meu pai ou meu irmão mais novo porque eu não tenho coragem.   Virei o bastardo da familia pois até meu irmão com 15 anos já tr@nza e eu não.

 Agora que me conhecem posso falar o que me fez criar uma conta aqui.

 Eu conheci uma garota na escola, vou chama-la de "Julia", por mais tímido que eu seja eu consegui chegar nela e começar a conversar, nós passamos bastante tempo junto, nos abraçamos e até andamos de mão dada uma vez, recentemente ela quebrou a perna e ficamos sem se ver por um tempo.    Ontem ela me viu de longe e mesmo ela estando em aula ela levantou a mão e me chamou, geral da sala dela ficou olhando, dava para ver a saudade nos olhos dela, ela nem conseguiu se concentrar na aula, aí ela fez um sinal para eu esperar ela na saída.    Sabe de uma coisa, por mais que eu goste dela eu não tive o mesmo sentimento, me senti horrivel por isso, nem esperei ela.  

  Você pode estar se perguntando "o que isso tem haver com o vício?", bem, hoje uma outra amiga fez uma piada que eu queria beijar um amigo meu gay, ele falou que "só dá um halls que eu vou", eu ignorei mas algo pareceu estranho, eu não senti nojo e repulsa como antes, isso me deu um certo medo.    O problema foi que eu quando ví a Júlia, ela não parava de me olhar, acenando para eu ir até ela, estranhamente eu não fui, não senti o mesmo sentimento de amor de antes, a vontade de chamar ela pra sair e talvez até pedir em namoro.    No intervalo esse meu amigo gay pegou no meu p@#, inclusive tentou se aproximar na saida, mesmo eu dizendo que se ele fizesse isso de novo eu iria bater nele chegando em casa me masturbei pensando nele, isso foi o xeque-mate, parece que a graça de se masturbar pensando em mulher acabou e confesso que temo ser gay, nunca fui assim, até semana passada eu gostava muito da Julia, queria sair com ela, levar ela em casa, ter um relacionamento sabe?  Agora parece que tudo acabou e eu não queria isso, da vontade de chorar pois nunca fui assim, lembro que numa festa da escola um outro colega gay tentou me beijar na festa e eu senti nojo, fiquei com repulsa, empurrei ele e até queria bater nele de tão p#to que fiquei, se desde sempre gostei de mulher porque iria deixar de gostar agora?  fato é que só estou me tocando pensando no porno gay e trans e isso leva a indicios que a culpa seria da pornografia.

Vou fazer o reboot e espero que obtenha uma melhora, quero conquistar a Julia e isso é minha motivação, amanhã será meu 1° dia, me desejem sorte.

Olá companheiro, o que você relatou sobre P gay e trans pode ser o vício manipulando você, confesso que já vim P trans mas nunca gay. Você mencionou que não tinha desejo sexual por homens então tenho quase certeza que é algo desse maldito vício chamado "hocd" e cara essa condição é muito pesada, tenho 99% de certeza que é isso. Enfim como estás?. Concluído você não está sozinho nessa luta diária, supere guerreiro.
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos