Vivendo com parafilia.

+11
O EREMITA
Full
Solitari0
Kobscop
John Nada
REFRAVN
Gardenzio
StoicBrother
Búfalo
Rottweiler
luta diária
15 participantes
Ir para baixo
avatar
Tristeza Sem Fim
Mensagens : 46
Data de inscrição : 21/05/2023

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

28/6/2023, 20:29
Querido, relendo seu primeiro relato tentando encontrar pista, nossa...ficou bem óbvio pra mim o quanto vc foi afetado pela ausência da sua mãe e pela presença não-maternal das suas tias. As suas tias aparecem no seu relato como mulheres que penduram lingerie no varal. Querido, faltou, sim, um amor de mãe. Quem personifica essa mulher imaginária na sua vida?
Eu não sou psicóloga, mas tá muito claro. Essa mulher vive em vc. Está VIVENDO em vc, mesmo que em parafilia. Vc não quer deixá-la morrer.
Precisa fazer esse luto da mãe que vc mal conheceu e que não teve substituição no seu imaginário, talvez nem em cuidados e amor materno.
Desculpa me intrometer assim, te invadir, mas vc diz no relato que acha que não tem a ver, mas está na cara que tem.
Teu caso é de diagnóstico fácil, o tratamento vai ter resultado. <3



Tristeza Sem Fim escreveu:Oi, meu querido,
Eu entendi que vc não abordaria a moça de maneira desrespeitosa, né, mas mesmo assim, não convém. Pq vc pode achar que não demonstra que está se excitando com a situação, mas a menina pode perceber. Se ela não perceber, ela pode contar para alguém que mate a charada e que resolva te dar uma resposta mais pesada, digamos assim. Eu fui uma adolescente muito assediada, sofri todos os tipos de assédio, do simples "oi" em que vc vê que o cara está babando a cueca até a perseguição, passando pelo assédio verbal e passada de mão. Há vinte anos, na minha adolescência, as meninas eram mais viulneráveis e menos informadas. A gente passava por isso calada e sofrendo, achando que era culpa do nosso shorts, do nosso top, por estarmos sozinhas andando na rua. Hj as meninas estão mais informadas. Eu vejo pelas colegas do meu filho, elas já tem uma consciência do que é assédio que nós não tínhamos. Que vc entenda que talvez a menina não reage na hora, mas se vc der algum sinal de que está excitado, é possível que alguma amiga dela entenda ou mesmo o namorado ou mãe e pai dela. Na minha situação aqui, a pessoa "trans" (que era um pervertido vestido de mulher que entrava no banheiro feminino de vez em quando) deu azar de entrar comigo e de eu ver que tinha uma menina de uns 12 anos entrando numa cabine desacompanhada da mãe dela. Em outras situações, ninguém notou ele lá, ele até pediu um batom emprestado para uma adolescente uma vez, as pessoas achavam que era um travesti malacabado. Mas qdo ele me encontrou, ele encontrou Jesus e a polícia junto comigo.
Eu imagino que vc não pretende chegar a esse ponto, mas eu imagino que seja meio incontrolável pq é doença mental, psicológica. Entendo sua situação financeira tb, mas há muitos psicólogos que fazem atendimento social e o seu caso é um prato cheio para um psicólogo que realmente quer ajudar alguém, um profissional vocacionado. Não deixe de ir atrás disso, não ache que o pior impedimento é o financeiro, não deixe de cuidar desse aspecto que pode te trazer tantos problemas no futuro. As mulheres estão cada vez mais acordadas com essa situação dos fetiches e dos assédios e vc pode ter problemas se não conseguir se controlar.
Queria te dizer que eu tenho a lucidez de que vc está doente e que eu vejo que vc precisa mesmo de ajuda. Caso vc queira, posso ver com um psicólogo amigo se ele conhece alguém pra te ajudar. Se vc quiser, eu vejo com ele e pego o email do psicólogo pra vc.
Se vc está aqui nesse forum é pq vc não quer mais viver com a parafilia, né. Eu confio nisso!
Boa noite, menino, fique bem !



John Nada escreveu:
Tristeza Sem Fim escreveu:Querido,
Eu imagino o sofrimento que vc passa nessa situação e se está por aqui é pq quer superar essa loucura. Aliás, o diário é seu, mas "vivendo com parafilia" faz o gerúndio do verbo viver uma ação de conformidade, como se vc já estivesse resignado a viver com isso, mas né, vc pode superar essa situação, eu tenho certeza.
Aliás, seria bom pra vc e para as garotas (adolescente de nem 20 anos) que vc de certa maneira aborda e assedia na rua com esse comportamento. Eu posso te falar que a situação é muito desagradável pra mulher, principalmente para a jovem, e que se é esse o seu intuito mesmo, desagradar, provocar, desrespeitar para ser desrespeitado, é possível que algum dia vc encontre uma moça que tenha, assim como eu, pouca paciência com assediadores. É barraco e boletim de ocorrência, assim como já fiz com um suposto "trans" no banheiro feminino de um shopping (que não era trans, tb era doente mental, se vestia de mulher para se masturbar no banheiro das meninas). Eu não acho que vc mereça isso, vc está doente mentalmente, mas as mulheres e meninas jovens tb não merecem esse tipo de experiência. No mesmo shopping que isso aconteceu, no mês seguinte, pegaram outro cara fazendo isso e ele saiu de lá apedrejado, direto para o hospital, dá um google que vc vê, é no litoral de SP.
Olha, de vdd, eu li os seus relatos e sei que vc sofre com isso, mas procura ajuda psicológica pq com certeza tem algo muito pesado aí que vc precisa trabalhar internamente e que não   te dá o direito de assediar meninas na rua, nem que seja para se sentir humilhado e se masturbar em casa depois. Esse cara que foi apedrejado aqui (por homens, viu) ele tb deve ter começado se vestindo de mulher e se masturbando em casa, mas depois essa emoção deve ter ficado insuficiente, como sabemos que a dopamina funciona. Cuidado pra isso não acontecer com vc pq pelo visto vc parte mesmo para a ação e se não fosse o namorado da adolescente vc teria ido atrás dela, né. Enfim, te desejo muita força, muita sabedoria, muita determinação pra mudar o verbo de "vivendo" para "combatendo" pq vc é um vencedor, tenho certeza.
Ninguém pode julgar ninguém, né, mas quem é adulto sabe distinguir o certo do errado e o preço das nossas escolhas muitas vezes são mais altos do que podemos pagar.
Um abraço e muita luz pra vc!


John Nada escreveu:Não ia escrever hoje, mas acabo de passar por um gatilho que é quase que inevitável de se masturbar.
Aliás, estou agora mesmo escrevendo como forma de driblar a mente da cena em que vi, pois estou sozinho em casa e a vontade é grande.

Há alguns dias atrás, escrevi que meu principal ponto fraco, para zerar tudo, são mulheres com roupas de academia, sempre por volta das 18:00 passa em frente a minha casa uma mulher jovem, nem 20 anos, quase sempre com uma legging que eu tenho imenso fetiche, o modelo/marca, enfim, só para vocês terem uma ideia, tenho 4 igual, de cor diferente.

Sempre quando vejo ela, entro dentro de casa e me M, ou até pior, (agora com uma certa vergonha de entrar em detalhes) quando vejo ela, entro na minha casa, pego uma das leggings iguais a que ela está usando, visto, e saio para a rua, aperto o passo para alcançar ela, para ela ver eu usando, isso me dá um prazer indescritível, muito maior que o prazer de um sexo comum inclusive, afirmo isso sem dúvidas.

A reação que geralmente elas fazem é de espanto, estranheza ou cara de "ali o viadi***" e é aí que mora o fetiche, o prazer, na minha cabeça. Mesmo estando bizarro na hora, um homem de 1,87, masculino e na frente delas com aquela vestimenta.

Depois é claro, horas e horas me M pondo em mente a reação que ela faz, a situação toda, o ritual, é que me excita, repito, mais que no sexo.

Isso explica o nome do meu diário, "Vivendo com parafilia" pois é assim que o sexo na mente acontece, nesse modo insano.

Quando me deparar com mulheres nas ruas usando essas roupas, preciso me controlar, driblar a mente e pensar em alguma outra coisa que substitua, se não caio na M de novo e de novo.

Agora ela estava com o namorado, mas talvez se não estivesse, eu acabaria por vestir minha legging e ir lá até falar com ela, só porque isso tudo me trás recompensa sexual. Até já decorei o horário que ela passa aqui na frente de casa, mas hoje foi um "acidente" tê-la visto.

Vou tomar meu café e tentar esquecer isso tudo.

Olá amiga! Agradeço pela leitura e resposta.

Talvez eu não tenha sido claro quanto a possível abordagem a  moça.

Jamais eu seria esses caras nojentos que assediam moças com metade da idade deles, até pelo ao contrário, tenho enorme dificuldade de conquistar mulheres da minha idade e vou além, mesmo me dando entrada ou permissão, a timidez muitas vezes me vence.

Caso eu fosse abordar, conversar, seria algo bem inocente, talvez um simples "oi" só para ela saber que estou ali, jamais faltaria com respeito.

Houve tempos em que gostei tanto de tal roupa que a mulher usava que chamei para perguntar onde ela comprou, seria mais ou menos isso, mas hoje estou mais focado, determinado em parar com essas loucuras, quero ser normal e arrumar uma mulher que goste de mim.

Preciso sim de ajuda psicológica, isso é inquestionável, o problema é que não há gratuidade nisso na minha região, não tenho condições de pagar, ganho 1.800 por mês, só de aluguel é 700, e alimentação o mês todo.

Então tento assistir vídeos motivacionais no YouTube, lendo páginas de superação, inclusive aqui.

Abraços.

John Nada gosta desta mensagem

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

30/6/2023, 05:07
Tristeza Sem Fim escreveu:Querido, relendo seu primeiro relato tentando encontrar pista, nossa...ficou bem óbvio pra mim o quanto vc foi afetado pela ausência da sua mãe e pela presença não-maternal das suas tias. As suas tias aparecem no seu relato como mulheres que penduram lingerie no varal. Querido, faltou, sim, um amor de mãe. Quem personifica essa mulher imaginária na sua vida?
Eu não sou psicóloga, mas tá muito claro. Essa mulher vive em vc. Está VIVENDO em vc, mesmo que em parafilia. Vc não quer deixá-la morrer.
Precisa fazer esse luto da mãe que vc mal conheceu e que não teve substituição no seu imaginário, talvez nem em cuidados e amor materno.
Desculpa me intrometer assim, te invadir, mas vc diz no relato que acha que não tem a ver, mas está na cara que tem.
Teu caso é de diagnóstico fácil, o tratamento vai ter resultado. <3

Olá bom dia amiga!

Não sei se cheguei relatar ou talvez tenha passado despercebido por você quando leu meu diário, mas fui criado pela avó, mãe de minha mãe, se tem uma coisa que não posso reclamar foi o amor que recebi dela até o último dia de sua vida em 2020.

Graças a Deus posso afirmar que minha avó supriu a ausência de minha mãe, tanto que a chamava sempre de mãe a vida toda.

O companheiro de minha avó que foi minha figura paterna, até meus 12 anos quando se separaram, porém ele era alcolatra e brigava constantemente com minha avó por causa de mim, ele não deixava eu sair de casa para brincar por exemplo depois das 18:00 na cabeça dele era perigoso eu estar jogando bola na rua, muitas vezes eu brincava escondido ou quando ele não estava.

Tive um trauma de álcool na minha infância, até hoje eu tenho um certo pavor de lidar com gente bêbada, lembro que quando ia dormir e ele ainda não havia chego do trabalho, eu ficava apreensivo, com medo de vê-lo bêbado e muitas vezes quando ele chegava pela 1 da manhã e eu ainda acordado, fingia estar dormindo para ele não falar comigo bêbado.

Quis comentar sobre isso porque não tive uma infância das mais maravilhosas, minha avó fez o possível, me criou muito bem, nunca deixou faltar nada em casa, mas admito que fui protegido demais, está figura paterna que tive, nunca me ensinou a fazer a barba, a conversar com as meninas, a me "treinar" pro mundo, sempre fui meio preso, mas ainda sim, jogava videogame, jogava bola, coisas de meninos, nunca tive conflito com minha identidade, mesmo na infância ali pelos 7 anos em duante, quando já usava lingerie, eu me perguntava como gosto de usar se sou homenzinho e gosto de meninas? Ou seja, sempre soube que não era gay, tive minhas paixoes platônicas no colégio, me imaginava beijando as meninas, mas desde aquela época já me pegava notando as roupas delas.

Enfim, uma coisa não posso reclamar e não fez falta, um amor de mãe, graças a minha avó.



Tristeza Sem Fim escreveu:Oi, meu querido,
Eu entendi que vc não abordaria a moça de maneira desrespeitosa, né, mas mesmo assim, não convém. Pq vc pode achar que não demonstra que está se excitando com a situação, mas a menina pode perceber. Se ela não perceber, ela pode contar para alguém que mate a charada e que resolva te dar uma resposta mais pesada, digamos assim. Eu fui uma adolescente muito assediada, sofri todos os tipos de assédio, do simples "oi" em que vc vê que o cara está babando a cueca até a perseguição, passando pelo assédio verbal e passada de mão. Há vinte anos, na minha adolescência, as meninas eram mais viulneráveis e menos informadas. A gente passava por isso calada e sofrendo, achando que era culpa do nosso shorts, do nosso top, por estarmos sozinhas andando na rua. Hj as meninas estão mais informadas. Eu vejo pelas colegas do meu filho, elas já tem uma consciência do que é assédio que nós não tínhamos. Que vc entenda que talvez a menina não reage na hora, mas se vc der algum sinal de que está excitado, é possível que alguma amiga dela entenda ou mesmo o namorado ou mãe e pai dela. Na minha situação aqui, a pessoa "trans" (que era um pervertido vestido de mulher que entrava no banheiro feminino de vez em quando) deu azar de entrar comigo e de eu ver que tinha uma menina de uns 12 anos entrando numa cabine desacompanhada da mãe dela. Em outras situações, ninguém notou ele lá, ele até pediu um batom emprestado para uma adolescente uma vez, as pessoas achavam que era um travesti malacabado. Mas qdo ele me encontrou, ele encontrou Jesus e a polícia junto comigo.
Eu imagino que vc não pretende chegar a esse ponto, mas eu imagino que seja meio incontrolável pq é doença mental, psicológica. Entendo sua situação financeira tb, mas há muitos psicólogos que fazem atendimento social e o seu caso é um prato cheio para um psicólogo que realmente quer ajudar alguém, um profissional vocacionado. Não deixe de ir atrás disso, não ache que o pior impedimento é o financeiro, não deixe de cuidar desse aspecto que pode te trazer tantos problemas no futuro. As mulheres estão cada vez mais acordadas com essa situação dos fetiches e dos assédios e vc pode ter problemas se não conseguir se controlar.
Queria te dizer que eu tenho a lucidez de que vc está doente e que eu vejo que vc precisa mesmo de ajuda. Caso vc queira, posso ver com um psicólogo amigo se ele conhece alguém pra te ajudar. Se vc quiser, eu vejo com ele e pego o email do psicólogo pra vc.
Se vc está aqui nesse forum é pq vc não quer mais viver com a parafilia, né. Eu confio nisso!
Boa noite, menino, fique bem !



John Nada escreveu:
Tristeza Sem Fim escreveu:Querido,
Eu imagino o sofrimento que vc passa nessa situação e se está por aqui é pq quer superar essa loucura. Aliás, o diário é seu, mas "vivendo com parafilia" faz o gerúndio do verbo viver uma ação de conformidade, como se vc já estivesse resignado a viver com isso, mas né, vc pode superar essa situação, eu tenho certeza.
Aliás, seria bom pra vc e para as garotas (adolescente de nem 20 anos) que vc de certa maneira aborda e assedia na rua com esse comportamento. Eu posso te falar que a situação é muito desagradável pra mulher, principalmente para a jovem, e que se é esse o seu intuito mesmo, desagradar, provocar, desrespeitar para ser desrespeitado, é possível que algum dia vc encontre uma moça que tenha, assim como eu, pouca paciência com assediadores. É barraco e boletim de ocorrência, assim como já fiz com um suposto "trans" no banheiro feminino de um shopping (que não era trans, tb era doente mental, se vestia de mulher para se masturbar no banheiro das meninas). Eu não acho que vc mereça isso, vc está doente mentalmente, mas as mulheres e meninas jovens tb não merecem esse tipo de experiência. No mesmo shopping que isso aconteceu, no mês seguinte, pegaram outro cara fazendo isso e ele saiu de lá apedrejado, direto para o hospital, dá um google que vc vê, é no litoral de SP.
Olha, de vdd, eu li os seus relatos e sei que vc sofre com isso, mas procura ajuda psicológica pq com certeza tem algo muito pesado aí que vc precisa trabalhar internamente e que não   te dá o direito de assediar meninas na rua, nem que seja para se sentir humilhado e se masturbar em casa depois. Esse cara que foi apedrejado aqui (por homens, viu) ele tb deve ter começado se vestindo de mulher e se masturbando em casa, mas depois essa emoção deve ter ficado insuficiente, como sabemos que a dopamina funciona. Cuidado pra isso não acontecer com vc pq pelo visto vc parte mesmo para a ação e se não fosse o namorado da adolescente vc teria ido atrás dela, né. Enfim, te desejo muita força, muita sabedoria, muita determinação pra mudar o verbo de "vivendo" para "combatendo" pq vc é um vencedor, tenho certeza.
Ninguém pode julgar ninguém, né, mas quem é adulto sabe distinguir o certo do errado e o preço das nossas escolhas muitas vezes são mais altos do que podemos pagar.
Um abraço e muita luz pra vc!


John Nada escreveu:Não ia escrever hoje, mas acabo de passar por um gatilho que é quase que inevitável de se masturbar.
Aliás, estou agora mesmo escrevendo como forma de driblar a mente da cena em que vi, pois estou sozinho em casa e a vontade é grande.

Há alguns dias atrás, escrevi que meu principal ponto fraco, para zerar tudo, são mulheres com roupas de academia, sempre por volta das 18:00 passa em frente a minha casa uma mulher jovem, nem 20 anos, quase sempre com uma legging que eu tenho imenso fetiche, o modelo/marca, enfim, só para vocês terem uma ideia, tenho 4 igual, de cor diferente.

Sempre quando vejo ela, entro dentro de casa e me M, ou até pior, (agora com uma certa vergonha de entrar em detalhes) quando vejo ela, entro na minha casa, pego uma das leggings iguais a que ela está usando, visto, e saio para a rua, aperto o passo para alcançar ela, para ela ver eu usando, isso me dá um prazer indescritível, muito maior que o prazer de um sexo comum inclusive, afirmo isso sem dúvidas.

A reação que geralmente elas fazem é de espanto, estranheza ou cara de "ali o viadi***" e é aí que mora o fetiche, o prazer, na minha cabeça. Mesmo estando bizarro na hora, um homem de 1,87, masculino e na frente delas com aquela vestimenta.

Depois é claro, horas e horas me M pondo em mente a reação que ela faz, a situação toda, o ritual, é que me excita, repito, mais que no sexo.

Isso explica o nome do meu diário, "Vivendo com parafilia" pois é assim que o sexo na mente acontece, nesse modo insano.

Quando me deparar com mulheres nas ruas usando essas roupas, preciso me controlar, driblar a mente e pensar em alguma outra coisa que substitua, se não caio na M de novo e de novo.

Agora ela estava com o namorado, mas talvez se não estivesse, eu acabaria por vestir minha legging e ir lá até falar com ela, só porque isso tudo me trás recompensa sexual. Até já decorei o horário que ela passa aqui na frente de casa, mas hoje foi um "acidente" tê-la visto.

Vou tomar meu café e tentar esquecer isso tudo.

Olá amiga! Agradeço pela leitura e resposta.

Talvez eu não tenha sido claro quanto a possível abordagem a  moça.

Jamais eu seria esses caras nojentos que assediam moças com metade da idade deles, até pelo ao contrário, tenho enorme dificuldade de conquistar mulheres da minha idade e vou além, mesmo me dando entrada ou permissão, a timidez muitas vezes me vence.

Caso eu fosse abordar, conversar, seria algo bem inocente, talvez um simples "oi" só para ela saber que estou ali, jamais faltaria com respeito.

Houve tempos em que gostei tanto de tal roupa que a mulher usava que chamei para perguntar onde ela comprou, seria mais ou menos isso, mas hoje estou mais focado, determinado em parar com essas loucuras, quero ser normal e arrumar uma mulher que goste de mim.

Preciso sim de ajuda psicológica, isso é inquestionável, o problema é que não há gratuidade nisso na minha região, não tenho condições de pagar, ganho 1.800 por mês, só de aluguel é 700, e alimentação o mês todo.

Então tento assistir vídeos motivacionais no YouTube, lendo páginas de superação, inclusive aqui.

Abraços.

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Kobscop
Moderador
Moderador
Mensagens : 2210
Data de inscrição : 16/11/2021

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

3/7/2023, 10:34
Como andam as coisas por aí amigo?

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t12793-diario-kobscop
Minha história de sucesso: https://www.comoparar.com/t12926-historia-de-sucesso-kobscop
Minha história de sucesso 1 ano: https://www.comoparar.com/t13251-um-ano-limpo

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

4/7/2023, 03:51
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí amigo?

Olá Kobscop! Tudo bem meu caro? Grato por perguntar.

Gostaria de dizer que sim, mas para minha surpresa perdi o emprego hoje.

Já sou ansioso por natureza, inclusive tive uma insônia e ansiedade terrível na noite de sábado para domingo, eu não desejaria isso nem para um inimigo, agora imaginem desempregado, com futuro incerto, eu tenho o seguro desemprego mas é muito abaixo do que ganhava por mês.

Agora são 3:50 da manhã eu estou cansado e com sono mas a ansiedade é mais forte, já estou disparando currículos onde posso, pois meu maior medo é ficar sem recursos e ir parar na casa dos parentes de favor.

Mas vou tentar ser mais otimista.

Mais numa vez, obrigado pela preocupação. Abraço.

Rottweiler e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Raposao
Mensagens : 435
Data de inscrição : 26/01/2020

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

4/7/2023, 05:06
Bom dia amigo
Fica tranquilo que dará tudo certo
Tudo no seu tempo

Rottweiler, John Nada, iaew e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Tristeza Sem Fim
Mensagens : 46
Data de inscrição : 21/05/2023

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

5/7/2023, 20:48
Querido John
Não sei se vc acredita, mas eu creio muito nos propósitos Divinos. Algo muito melhor está no seu caminho, vc precisa passar pela provação agora e VAI PASSAR! Firme um propósito, meu querido. Vc irá vencer esse momento tumultuado na sua vida, vc sairá dele mais forte, mais sábio, mais conectado com os seus propósitos de vida.
Amore, enfrentando a situação do meu companheiro eu descobri, por intermédio de uma amiga, um bispo que tem um canal no Youtube. Ele se chama bispo Bruno Leonardo. Ele guia as nossas orações, são 15 minutos de oração e de concentração ouvindo as palavras dele. Ele não é um religioso moralista, ele tem uma luz muito especial. Eu tenho certeza de que vai te ajudar nos momentos de ansiedade e insônia. Eu sou super cética, apesar de cristã, e está sendo uma benção para mim.
É engraçado como aqui a gente se conecta às pessoas. Eu não te conheço e tenho um carinho muito especial por vc! Aprendi muito com vc, vc me ajudou muito a entender várias coisas. Vc é um guerreiro, te admiro pela sua coragem de assumir suas fraquezas e não desistir de lutar contra elas.
Um abraço carinhoso pra vc! Vc vai sair dessa! Estarei em oração por vc, ore comigo (mesmo que de longe) se puder, quiser e acreditar <3



John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí amigo?

Olá Kobscop! Tudo bem meu caro? Grato por perguntar.

Gostaria de dizer que sim, mas para minha surpresa perdi o emprego hoje.

Já sou ansioso por natureza, inclusive tive uma insônia e ansiedade terrível na noite de sábado para domingo, eu não desejaria isso nem para um inimigo, agora imaginem desempregado, com futuro incerto, eu tenho o seguro desemprego mas é muito abaixo do que ganhava por mês.

Agora são 3:50 da manhã eu estou cansado e com sono mas a ansiedade é mais forte, já estou disparando currículos onde posso, pois meu maior medo é ficar sem recursos e ir parar na casa dos parentes de favor.

Mas vou tentar ser mais otimista.

Mais numa vez, obrigado pela preocupação. Abraço.

John Nada e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Kobscop
Moderador
Moderador
Mensagens : 2210
Data de inscrição : 16/11/2021

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

7/7/2023, 11:57
John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí amigo?

Olá Kobscop! Tudo bem meu caro? Grato por perguntar.

Gostaria de dizer que sim, mas para minha surpresa perdi o emprego hoje.

Já sou ansioso por natureza, inclusive tive uma insônia e ansiedade terrível na noite de sábado para domingo, eu não desejaria isso nem para um inimigo, agora imaginem desempregado, com futuro incerto, eu tenho o seguro desemprego mas é muito abaixo do que ganhava por mês.

Agora são 3:50 da manhã eu estou cansado e com sono mas a ansiedade é mais forte, já estou disparando currículos onde posso, pois meu maior medo é ficar sem recursos e ir parar na casa dos parentes de favor.

Mas vou tentar ser mais otimista.

Mais numa vez, obrigado pela preocupação. Abraço.
Sinto muito meu irmão!
Mas Deus vai encaminhar as coisas por aí!
Cuidado para não descontar as frustrações na PMO. Mantenha a guarda alta.

Torcendo e orando por você!

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t12793-diario-kobscop
Minha história de sucesso: https://www.comoparar.com/t12926-historia-de-sucesso-kobscop
Minha história de sucesso 1 ano: https://www.comoparar.com/t13251-um-ano-limpo

John Nada e Tristeza Sem Fim gostam desta mensagem

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

10/7/2023, 01:00
Tristeza Sem Fim escreveu:Querido John
Não sei se vc acredita, mas eu creio muito nos propósitos Divinos. Algo muito melhor está no seu caminho, vc precisa passar pela provação agora e VAI PASSAR! Firme um propósito, meu querido. Vc irá vencer esse momento tumultuado na sua vida, vc sairá dele mais forte, mais sábio, mais conectado com os seus propósitos de vida.
Amore, enfrentando a situação do meu companheiro eu descobri, por intermédio de uma amiga, um bispo que tem um canal no Youtube. Ele se chama bispo Bruno Leonardo. Ele guia as nossas orações, são 15 minutos de oração e de concentração ouvindo as palavras dele. Ele não é um religioso moralista, ele tem uma luz muito especial. Eu tenho certeza de que vai te ajudar nos momentos de ansiedade e insônia. Eu sou super cética, apesar de cristã, e está sendo uma benção para mim.
É engraçado como aqui a gente se conecta às pessoas. Eu não te conheço e tenho um carinho muito especial por vc! Aprendi muito com vc, vc me ajudou muito a entender várias coisas. Vc é um guerreiro, te admiro pela sua coragem de assumir suas fraquezas e não desistir de lutar contra elas.
Um abraço carinhoso pra vc! Vc vai sair dessa! Estarei em oração por vc, ore comigo (mesmo que de longe) se puder, quiser e acreditar <3



John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí amigo?

Olá Kobscop! Tudo bem meu caro? Grato por perguntar.

Gostaria de dizer que sim, mas para minha surpresa perdi o emprego hoje.

Já sou ansioso por natureza, inclusive tive uma insônia e ansiedade terrível na noite de sábado para domingo, eu não desejaria isso nem para um inimigo, agora imaginem desempregado, com futuro incerto, eu tenho o seguro desemprego mas é muito abaixo do que ganhava por mês.

Agora são 3:50 da manhã eu estou cansado e com sono mas a ansiedade é mais forte, já estou disparando currículos onde posso, pois meu maior medo é ficar sem recursos e ir parar na casa dos parentes de favor.

Mas vou tentar ser mais otimista.

Mais numa vez, obrigado pela preocupação. Abraço.

Olá minha querida, primeiramente desculpe a demora, mas sempre leio tudo o que vocês me mandam, e sempre mais de uma vez.

Eu sempre acreditei em Deus, confesso nunca ter tido aquela fé necessária, mas acredito e deixo nas mãos dele sim, quando me chamaram na sala para assinar a demissão, temendo que fosse isso, pensei "seja o que Deus quiser".

Sobre ter um propósito ou uma ambição, tenho algumas, mas nada sai do papel. Tenho 34 anos e a pressão da idade me atrapalha, ainda não casei, ainda não cursei nada relevante, mal um emprego que não exige estudo e sem futuro, pago aluguel e não devo sair dessa tao cedo, apesar de gostar e saber que não dependo de ninguém na vida, pois muitos diziam que eu nunca sairia debaixo da saia da minha vó, que não conseguiria me virar sem ela.

Eu tentei achar seu diário sobre seu marido, mas não encontrei, e sim, uma vez no alto da madrugada, resolvi ver um vídeo de uma psicóloga falando da ansiedade, e aquilo me confortou na hora, acredito que vindo de um bispo surja o mesmo efeito, já que deixou o nome dele, vou procurar.

Agradeço pelas orações, não sei nem o que dizer, mas agradeço por encontrar meu diário e vim deixar suas respostas, e opiniões, de coração, se de fato está orando à um desconhecido, é porque você é abençoada.

Sábado trabalhei de free-lance 8 horas diretas, maior parte do tempo com dor de cabeça, ganhei meu dinheirinho e fui pra casa, chegando em casa, procurei minha tia no WhatsApp e comecei a desabafar pra ela, ela sabe que sou depressivo, ansioso, mas não do meu problema parafilico, desabafei pra ela porque tem vezes que não suporto, que a solidão está demais, demais mesmo, chorei mais tarde ao tomar banho.
Disse a ela que ainda penso na minha ex mesmo depois de 2 anos do término, e que nem tenho previsão de encontrar outra mulher, também disse que não tenho amigos, que sou sozinho e está sendo bem difícil.
Ela entende perfeitamente, a família toda é meia perturbada (no bom sentido).

Hoje a tarde estarei cumprindo 3 dias sem M, até não foi por esforço, mas sim, libído baixa e ocupação como arrumar a casa, ter feito free-lance, etc.

Rottweiler e Kobscop gostam desta mensagem

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

10/7/2023, 01:06
Kobscop escreveu:
John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí amigo?

Olá Kobscop! Tudo bem meu caro? Grato por perguntar.

Gostaria de dizer que sim, mas para minha surpresa perdi o emprego hoje.

Já sou ansioso por natureza, inclusive tive uma insônia e ansiedade terrível na noite de sábado para domingo, eu não desejaria isso nem para um inimigo, agora imaginem desempregado, com futuro incerto, eu tenho o seguro desemprego mas é muito abaixo do que ganhava por mês.

Agora são 3:50 da manhã eu estou cansado e com sono mas a ansiedade é mais forte, já estou disparando currículos onde posso, pois meu maior medo é ficar sem recursos e ir parar na casa dos parentes de favor.

Mas vou tentar ser mais otimista.

Mais numa vez, obrigado pela preocupação. Abraço.
Sinto muito meu irmão!
Mas Deus vai encaminhar as coisas por aí!
Cuidado para não descontar as frustrações na PMO. Mantenha a guarda alta.

Torcendo e orando por você!

Quero fazer exames, saber se estou bem, a última vez que fiz um exame de sangue foi há mais de 20 anos.
Não recordo se foi você ou outro membro aqui em meu diário, que sugeriu isso, que fizesse exames.
Agora com tempo de sobra quero fazer os gratuitos mesmo, nem que demore um pouco.

Realmente, sabendo que desempregado estou ainda mais longe de arrumar alguém, aí sim que liguei o dane-se e M, mas de 3 dias pra cá não me deu vontade, espero seguir na linha. Quando completei 14 dias sem, eu notei a diferença que foi.

Bom dia e boa semana!

Rottweiler e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Kobscop
Moderador
Moderador
Mensagens : 2210
Data de inscrição : 16/11/2021

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

10/7/2023, 10:58
John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:
John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí amigo?

Olá Kobscop! Tudo bem meu caro? Grato por perguntar.

Gostaria de dizer que sim, mas para minha surpresa perdi o emprego hoje.

Já sou ansioso por natureza, inclusive tive uma insônia e ansiedade terrível na noite de sábado para domingo, eu não desejaria isso nem para um inimigo, agora imaginem desempregado, com futuro incerto, eu tenho o seguro desemprego mas é muito abaixo do que ganhava por mês.

Agora são 3:50 da manhã eu estou cansado e com sono mas a ansiedade é mais forte, já estou disparando currículos onde posso, pois meu maior medo é ficar sem recursos e ir parar na casa dos parentes de favor.

Mas vou tentar ser mais otimista.

Mais numa vez, obrigado pela preocupação. Abraço.
Sinto muito meu irmão!
Mas Deus vai encaminhar as coisas por aí!
Cuidado para não descontar as frustrações na PMO. Mantenha a guarda alta.

Torcendo e orando por você!

Quero fazer exames, saber se estou bem, a última vez que fiz um exame de sangue foi há mais de 20 anos.
Não recordo se foi você ou outro membro aqui em meu diário, que sugeriu isso, que fizesse exames.
Agora com tempo de sobra quero fazer os gratuitos mesmo, nem que demore um pouco.

Realmente, sabendo que desempregado estou ainda mais longe de arrumar alguém, aí sim que liguei o dane-se e M, mas de 3 dias pra cá não me deu vontade, espero seguir na linha. Quando completei 14 dias sem, eu notei a diferença que foi.

Bom dia e boa semana!
Aproveita esse "tempo livre" para colocar a saúde em dia. Você está certo.

Em breve as coisas se ajeitam meu amigo.

Torcendo e orando por você!

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t12793-diario-kobscop
Minha história de sucesso: https://www.comoparar.com/t12926-historia-de-sucesso-kobscop
Minha história de sucesso 1 ano: https://www.comoparar.com/t13251-um-ano-limpo

John Nada e iaew gostam desta mensagem

avatar
Kobscop
Moderador
Moderador
Mensagens : 2210
Data de inscrição : 16/11/2021

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

19/7/2023, 10:55
Como andam as coisas por aí?

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t12793-diario-kobscop
Minha história de sucesso: https://www.comoparar.com/t12926-historia-de-sucesso-kobscop
Minha história de sucesso 1 ano: https://www.comoparar.com/t13251-um-ano-limpo

John Nada gosta desta mensagem

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

30/8/2023, 03:12
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí?

Bom dia meu caro, eu já tinha visto há algumas semanas sua pergunta aqui, mas não respondi, simplesmente por vergonha.

Vergonha por fazer vocês perderem seus preciosos minutos escrevendo e me ajudando.
Vergonha por saber que a "Tristeza sem fim" orou por mim e não estou me ajudando.
Vergonha por não ter largado a PMO ou MO.
Vergonha por ter calcinhas espalhadas pela casa (até pra juntar elas e guardar eu tenho preguiça).
Vergonha por buscar satisfação sexual com as amigas pelo WhatsApp (ainda se fosse de forma convencional, mas não, envolve fetiches).

Eu não consigo encontrar perspectivas de melhora, as vezes coloco na cabeça, VOU PARAR, passa 3 ou 4 dias e começo a ter fantasias, e se pôr o pé pra rua e ver uma gostosa de academia, aí que a vaca vai pro brejo.

Há meses não sentia vontade de sair na rua vestido de mulher, e sinto que essa vontade vem voltando, e já percebi que quanto mais dias eu estiver sem masturbaçao, mais a vontade aumenta, aí eu preciso me masturbar para essa vontade passar, aí entao a vida volta ao normal, porém sempre solitário.

Estamos em 30 de agosto, e hoje já me peguei pensando nas torturosas festas de fim de ano, que mais uma vez deverei passar sozinho.

E se alguém que estiver lendo isso, ficar com vontade de me criticar, fique a vontade, mas reforço, eu não estou conseguindo!!!!!!

Pra piorar, uma amiga de longa data que sabe tudo de mim, está pra ir lá em casa, e provavelmente se rolar, irei ter uma noite maluca e inusitada de prazer, eu descobri através dela que tenho um leve prazer no cuckold, digo leve, porque, na prática, quando namorava, eu odiava em pensar em ser traído, ou em perder minha garota para outro homem, mas eu adoro quando essa minha amiga me conta das experiências com os caras, entra em detalhes, e eu Literalmente quase chego lá sem nem tocar nele.

Não faço nada produtivo, estou com dinheiro para começar minha CNH e não dou jeito por pura preguiça, só dormindo de dia e trabalhando de noite, a casa bagunçada e suja, o banheiro parecendo de rodoviária, a cozinha com farelos de pão há dias no chão, demoro vários dias para colocar o lixo na rua, varro a casa de 3 em 3 semanas e com uma dificuldade que pareço um velho de 70 anos.

A notícia boa é que arrumei emprego e meu carro tá ficando cada vez mais legal,

Em resumo é isso, estou sempre aqui, mas por vergonha não me sinto bem em responder sempre a mesma coisa, sem melhorias.

Abraço pra quem leu.

luta diária, Rottweiler e OLocutor gostam desta mensagem

avatar
Tristeza Sem Fim
Mensagens : 46
Data de inscrição : 21/05/2023

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

30/8/2023, 15:44
Oie
Estou há dias sem entrar aqui no fórum, mas vi uma msg sua e entrei. Eu não sei te dizer a razão, eu gosto de vc e me preocupo com vc.
Como é que a gente gosta de uma pessoa que a gente não conhece? Esquisito, né, mas é assim. Vc é esquisito, eu tb sou esquisita.
Seguinte, para de sentir vergonha. Não direcione sua energia pra isso. Concentre-se no que vc pode fazer agora por vc. Trate-se como vc trata o seu carro. Ou vc gosta mais do seu carro do que de si mesmo? Não pode. Marca uma consulta com um psicólogo. Posso te indicar um MUITO legal, se vc achar que está na hora. Acho que é o investimento mais importante pra vc nesse momento. Todo o resto entrará no lugar qdo suas emoções estiverem acomodadas. E isso, só com terapia boa mesmo, com um profissional capacitado, nada de profissionais canastrões.
Vc é inteligentíssimo, vc é sensível, vc é batalhador, vc é intenso. Não é justo vc estar se sentindo desconfortável e com vergonha de si mesmo.
Desejo que seu encontro seja divertido e gostoso, sexualmente e em todos os outros aspectos. Que vc consiga relaxar e viver esse momento <3
Fica com Deus!




John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí?

Bom dia meu caro, eu já tinha visto há algumas semanas sua pergunta aqui, mas não respondi, simplesmente por vergonha.

Vergonha por fazer vocês perderem seus preciosos minutos escrevendo e me ajudando.
Vergonha por saber que a "Tristeza sem fim" orou por mim e não estou me ajudando.
Vergonha por não ter largado a PMO ou MO.
Vergonha por ter calcinhas espalhadas pela casa (até pra juntar elas e guardar eu tenho preguiça).
Vergonha por buscar satisfação sexual com as amigas pelo WhatsApp (ainda se fosse de forma convencional, mas não, envolve fetiches).

Eu não consigo encontrar perspectivas de melhora, as vezes coloco na cabeça, VOU PARAR, passa 3 ou 4 dias e começo a ter fantasias, e se pôr o pé pra rua e ver uma gostosa de academia, aí que a vaca vai pro brejo.

Há meses não sentia vontade de sair na rua vestido de mulher, e sinto que essa vontade vem voltando, e já percebi que quanto mais dias eu estiver sem masturbaçao, mais a vontade aumenta, aí eu preciso me masturbar para essa vontade passar, aí entao a vida volta ao normal, porém sempre solitário.

Estamos em 30 de agosto, e hoje já me peguei pensando nas torturosas festas de fim de ano, que mais uma vez deverei passar sozinho.

E se alguém que estiver lendo isso, ficar com vontade de me criticar, fique a vontade, mas reforço, eu não estou conseguindo!!!!!!

Pra piorar, uma amiga de longa data que sabe tudo de mim, está pra ir lá em casa, e provavelmente se rolar, irei ter uma noite maluca e inusitada de prazer, eu descobri através dela que tenho um leve prazer no cuckold, digo leve, porque, na prática, quando namorava, eu odiava em pensar em ser traído, ou em perder minha garota para outro homem, mas eu adoro quando essa minha amiga me conta das experiências com os caras, entra em detalhes, e eu Literalmente quase chego lá sem nem tocar nele.

Não faço nada produtivo, estou com dinheiro para começar minha CNH e não dou jeito por pura preguiça, só dormindo de dia e trabalhando de noite, a casa bagunçada e suja, o banheiro parecendo de rodoviária, a cozinha com farelos de pão há dias no chão, demoro vários dias para colocar o lixo na rua, varro a casa de 3 em 3 semanas e com uma dificuldade que pareço um velho de 70 anos.

A notícia boa é que arrumei emprego e meu carro tá ficando cada vez mais legal,

Em resumo é isso, estou sempre aqui, mas por vergonha não me sinto bem em responder sempre a mesma coisa, sem melhorias.

Abraço pra quem leu.

luta diária e John Nada gostam desta mensagem

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

1/9/2023, 05:17
Tristeza Sem Fim escreveu:Oie
Estou há dias sem entrar aqui no fórum, mas vi uma msg sua e entrei. Eu não sei te dizer a razão, eu gosto de vc e me preocupo com vc.
Como é que a gente gosta de uma pessoa que a gente não conhece? Esquisito, né, mas é assim. Vc é esquisito, eu tb sou esquisita.
Seguinte, para de sentir vergonha. Não direcione sua energia pra isso. Concentre-se no que vc pode fazer agora por vc. Trate-se como vc trata o seu carro. Ou vc gosta mais do seu carro do que de si mesmo? Não pode. Marca uma consulta com um psicólogo. Posso te indicar um MUITO legal, se vc achar que está na hora. Acho que é o investimento mais importante pra vc nesse momento. Todo o resto entrará no lugar qdo suas emoções estiverem acomodadas. E isso, só com terapia boa mesmo, com um profissional capacitado, nada de profissionais canastrões.
Vc é inteligentíssimo, vc é sensível, vc é batalhador, vc é intenso. Não é justo vc estar se sentindo desconfortável e com vergonha de si mesmo.
Desejo que seu encontro seja divertido e gostoso, sexualmente e em todos os outros aspectos. Que vc consiga relaxar e viver esse momento <3
Fica com Deus!




John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí?

Bom dia meu caro, eu já tinha visto há algumas semanas sua pergunta aqui, mas não respondi, simplesmente por vergonha.

Vergonha por fazer vocês perderem seus preciosos minutos escrevendo e me ajudando.
Vergonha por saber que a "Tristeza sem fim" orou por mim e não estou me ajudando.
Vergonha por não ter largado a PMO ou MO.
Vergonha por ter calcinhas espalhadas pela casa (até pra juntar elas e guardar eu tenho preguiça).
Vergonha por buscar satisfação sexual com as amigas pelo WhatsApp (ainda se fosse de forma convencional, mas não, envolve fetiches).

Eu não consigo encontrar perspectivas de melhora, as vezes coloco na cabeça, VOU PARAR, passa 3 ou 4 dias e começo a ter fantasias, e se pôr o pé pra rua e ver uma gostosa de academia, aí que a vaca vai pro brejo.

Há meses não sentia vontade de sair na rua vestido de mulher, e sinto que essa vontade vem voltando, e já percebi que quanto mais dias eu estiver sem masturbaçao, mais a vontade aumenta, aí eu preciso me masturbar para essa vontade passar, aí entao a vida volta ao normal, porém sempre solitário.

Estamos em 30 de agosto, e hoje já me peguei pensando nas torturosas festas de fim de ano, que mais uma vez deverei passar sozinho.

E se alguém que estiver lendo isso, ficar com vontade de me criticar, fique a vontade, mas reforço, eu não estou conseguindo!!!!!!

Pra piorar, uma amiga de longa data que sabe tudo de mim, está pra ir lá em casa, e provavelmente se rolar, irei ter uma noite maluca e inusitada de prazer, eu descobri através dela que tenho um leve prazer no cuckold, digo leve, porque, na prática, quando namorava, eu odiava em pensar em ser traído, ou em perder minha garota para outro homem, mas eu adoro quando essa minha amiga me conta das experiências com os caras, entra em detalhes, e eu Literalmente quase chego lá sem nem tocar nele.

Não faço nada produtivo, estou com dinheiro para começar minha CNH e não dou jeito por pura preguiça, só dormindo de dia e trabalhando de noite, a casa bagunçada e suja, o banheiro parecendo de rodoviária, a cozinha com farelos de pão há dias no chão, demoro vários dias para colocar o lixo na rua, varro a casa de 3 em 3 semanas e com uma dificuldade que pareço um velho de 70 anos.

A notícia boa é que arrumei emprego e meu carro tá ficando cada vez mais legal,

Em resumo é isso, estou sempre aqui, mas por vergonha não me sinto bem em responder sempre a mesma coisa, sem melhorias.

Abraço pra quem leu.

Minha querida, como você está? Espero que bem!
Gostaria de saber sua história mas não encontrei seu diário.

Realmente, admito que cuido minha aparência, sou vaidoso, até pouco excêntrico, volta e meia recebo elogios de mulheres, ganhei o dia há algumas semanas quando numa mulher que havia conhecido em app de namoro me disse que eu lembrava muito com um ator renomado de Hollywood, que era justo o meu favorito haha.
Tento me inspirar nele para se arrumar, e gosto muito dos filmes dele, infelizmente não fui pra frente com ela porque não senti atração, não achei bonita.

Mas, repetindo aqui, é impressionante como as mulheres me olham nas ruas, shopping, ônibus, metrô, supermercado, só que o meu problema é que eu desvio o olhar depois de 1 ou 2 segundos porque, como já relatado aqui, na minha cabeça, olhar uma mulher por segundos é desrespeitoso, parece que estou as incomodando.
Quanto a iniciar uma conversa, menos ainda, apesar da boa aparência, eu travo quando vou conversar com uma mulher com segundas intenções.

Fico extremamente preocupado quando aparece fios de cabelo branco, rugas, trabalhar de noite detona nossa aparência, eu ainda não estou pronto para envelhecer, sinto ainda que nem comecei a viver.

De tanto que cuido da minha aparência, acabo por pecar na saúde mental, não há sombra de dúvidas que preciso de um psicólogo, só que hoje em dia só pagando e eu não estou com muitas condições, até explico meus gastos aqui;

Ganho cerca de 2.100 por mês, isso já contando o vale alimentação.
Aluguel 800
Alimentação em torno de 600 a 650 no mês, isso se economizar e não gastar com bobagens.
Internet, telefone e TV juntos, 170
Luz e água 150
Aí já deu 1770 eu acho, estou fazendo as contas de cabeça, me sobra então cerca de 300 reais para ter um certo lazer, jogos, saídas, roupas, gasolina, entre outras coisas que não lembro agora.
Onde sobraria para um psicólogo?
Eu gostaria de ganhar só uns 500 reais a mais para poder viver melhor.

Além do meu problema aqui que todos já sabem, esrou passando por problema também no trabalho e até em casa.

O trabalho já percebi que é incerto o dia de amanhã.

E em casa, como trabalho a noite, preciso dormir de dia e os vizinhos adotaram alguns cachorros que latem muito, isso está acabando com meu bem estar, bem estar este, que já era bem limitado, então tenho crises ainda pequenas de ansiedade, tipo, coloco a cabeça no travesseiro as 10 da manhã mas é como se alguém me dissesse " logo os cachorros começarão a latir e você não durmira" parece que deito com a cabeça esperando começar os ruídos, isso que ainda nem citei as obras intermináveis dos vizinhos.

Enfim, espero dias melhores.

Gardenzio, luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 4006
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 27
Localização : Agrigento

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

7/9/2023, 20:20
Salve, John!

Tudo certo?

Tá sentindo alguma melhora com relação aos sintomas que você tinha?

Acho que à medida que o reboot for passando e você for enfraquecendo as conexões do vício em PMO, consequentemente também essa sua questão vai adormecendo e aos poucos sendo bastante enfraquecida.

Mandando forças aí pra você.

Abraço e fica na paz!

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Scientia potentia est"



Rottweiler gosta desta mensagem

euvouvencer
euvouvencer
Moderador
Moderador
Mensagens : 2296
Data de inscrição : 16/04/2016

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

9/9/2023, 10:31
John Nada escreveu:
Tristeza Sem Fim escreveu:Oie
Estou há dias sem entrar aqui no fórum, mas vi uma msg sua e entrei. Eu não sei te dizer a razão, eu gosto de vc e me preocupo com vc.
Como é que a gente gosta de uma pessoa que a gente não conhece? Esquisito, né, mas é assim. Vc é esquisito, eu tb sou esquisita.
Seguinte, para de sentir vergonha. Não direcione sua energia pra isso. Concentre-se no que vc pode fazer agora por vc. Trate-se como vc trata o seu carro. Ou vc gosta mais do seu carro do que de si mesmo? Não pode. Marca uma consulta com um psicólogo. Posso te indicar um MUITO legal, se vc achar que está na hora. Acho que é o investimento mais importante pra vc nesse momento. Todo o resto entrará no lugar qdo suas emoções estiverem acomodadas. E isso, só com terapia boa mesmo, com um profissional capacitado, nada de profissionais canastrões.
Vc é inteligentíssimo, vc é sensível, vc é batalhador, vc é intenso. Não é justo vc estar se sentindo desconfortável e com vergonha de si mesmo.
Desejo que seu encontro seja divertido e gostoso, sexualmente e em todos os outros aspectos. Que vc consiga relaxar e viver esse momento <3
Fica com Deus!




John Nada escreveu:
Kobscop escreveu:Como andam as coisas por aí?

Bom dia meu caro, eu já tinha visto há algumas semanas sua pergunta aqui, mas não respondi, simplesmente por vergonha.

Vergonha por fazer vocês perderem seus preciosos minutos escrevendo e me ajudando.
Vergonha por saber que a "Tristeza sem fim" orou por mim e não estou me ajudando.
Vergonha por não ter largado a PMO ou MO.
Vergonha por ter calcinhas espalhadas pela casa (até pra juntar elas e guardar eu tenho preguiça).
Vergonha por buscar satisfação sexual com as amigas pelo WhatsApp (ainda se fosse de forma convencional, mas não, envolve fetiches).

Eu não consigo encontrar perspectivas de melhora, as vezes coloco na cabeça, VOU PARAR, passa 3 ou 4 dias e começo a ter fantasias, e se pôr o pé pra rua e ver uma gostosa de academia, aí que a vaca vai pro brejo.

Há meses não sentia vontade de sair na rua vestido de mulher, e sinto que essa vontade vem voltando, e já percebi que quanto mais dias eu estiver sem masturbaçao, mais a vontade aumenta, aí eu preciso me masturbar para essa vontade passar, aí entao a vida volta ao normal, porém sempre solitário.

Estamos em 30 de agosto, e hoje já me peguei pensando nas torturosas festas de fim de ano, que mais uma vez deverei passar sozinho.

E se alguém que estiver lendo isso, ficar com vontade de me criticar, fique a vontade, mas reforço, eu não estou conseguindo!!!!!!

Pra piorar, uma amiga de longa data que sabe tudo de mim, está pra ir lá em casa, e provavelmente se rolar, irei ter uma noite maluca e inusitada de prazer, eu descobri através dela que tenho um leve prazer no cuckold, digo leve, porque, na prática, quando namorava, eu odiava em pensar em ser traído, ou em perder minha garota para outro homem, mas eu adoro quando essa minha amiga me conta das experiências com os caras, entra em detalhes, e eu Literalmente quase chego lá sem nem tocar nele.

Não faço nada produtivo, estou com dinheiro para começar minha CNH e não dou jeito por pura preguiça, só dormindo de dia e trabalhando de noite, a casa bagunçada e suja, o banheiro parecendo de rodoviária, a cozinha com farelos de pão há dias no chão, demoro vários dias para colocar o lixo na rua, varro a casa de 3 em 3 semanas e com uma dificuldade que pareço um velho de 70 anos.

A notícia boa é que arrumei emprego e meu carro tá ficando cada vez mais legal,

Em resumo é isso, estou sempre aqui, mas por vergonha não me sinto bem em responder sempre a mesma coisa, sem melhorias.

Abraço pra quem leu.

Minha querida, como você está? Espero que bem!
Gostaria de saber sua história mas não encontrei seu diário.

Realmente, admito que cuido minha aparência, sou vaidoso, até pouco excêntrico, volta e meia recebo elogios de mulheres, ganhei o dia há algumas semanas quando numa mulher que havia conhecido em app de namoro me disse que eu lembrava muito com um ator renomado de Hollywood, que era justo o meu favorito haha.
Tento me inspirar nele para se arrumar, e gosto muito dos filmes dele, infelizmente não fui pra frente com ela porque não senti atração, não achei bonita.

Mas, repetindo aqui, é impressionante como as mulheres me olham nas ruas, shopping, ônibus, metrô, supermercado, só que o meu problema é que eu desvio o olhar depois de 1 ou 2 segundos porque, como já relatado aqui, na minha cabeça, olhar uma mulher por segundos é desrespeitoso, parece que estou as incomodando.
Quanto a iniciar uma conversa, menos ainda, apesar da boa aparência, eu travo quando vou conversar com uma mulher com segundas intenções.

Fico extremamente preocupado quando aparece fios de cabelo branco, rugas, trabalhar de noite detona nossa aparência, eu ainda não estou pronto para envelhecer, sinto ainda que nem comecei a viver.

De tanto que cuido da minha aparência, acabo por pecar na saúde mental, não há sombra de dúvidas que preciso de um psicólogo, só que hoje em dia só pagando e eu não estou com muitas condições, até explico meus gastos aqui;

Ganho cerca de 2.100 por mês, isso já contando o vale alimentação.
Aluguel 800
Alimentação em torno de 600 a 650 no mês, isso se economizar e não gastar com bobagens.
Internet, telefone e TV juntos, 170
Luz e água 150
Aí já deu 1770 eu acho, estou fazendo as contas de cabeça, me sobra então cerca de 300 reais para ter um certo lazer, jogos, saídas, roupas, gasolina, entre outras coisas que não lembro agora.
Onde sobraria para um psicólogo?
Eu gostaria de ganhar só uns 500 reais a mais para poder viver melhor.

Além do meu problema aqui que todos já sabem, esrou passando por problema também no trabalho e até em casa.

O trabalho já percebi que é incerto o dia de amanhã.

E em casa, como trabalho a noite, preciso dormir de dia e os vizinhos adotaram alguns cachorros que latem muito, isso está acabando com meu bem estar, bem estar este, que já era bem limitado, então tenho crises ainda pequenas de ansiedade, tipo, coloco a cabeça no travesseiro as 10 da manhã mas é como se alguém me dissesse " logo os cachorros começarão a latir e você não durmira" parece que deito com a cabeça esperando começar os ruídos, isso que ainda nem citei as obras intermináveis dos vizinhos.

Enfim, espero dias melhores.

Situação difícil a sua amigo, peço a Deus que te dê uma solução.

Mas não desanime, fique firme, seja corajoso e perseverante. Diga não a esse mal e procure seguir os passos do nosso Grande Mestre Jesus.

Que o Senhor te ilumine e livre de todo mal.

Abraço.

_______________________________________
"NÃO POREI COISA MÁ DIANTE DOS MEUS OLHOS". (Salmos 101:3)

















Metas:
(  ) 7 dias
(    ) 14 dias
(     ) 21 dias
(     ) 28 dias
(     ) 45 dias
(     ) 52 dias
(     ) 60 dias
(     ) 90 dias


Visite meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t13508p125-quero-ser-livre

Rottweiler gosta desta mensagem

Theo Becker
Theo Becker
Mensagens : 346
Data de inscrição : 09/11/2014
Idade : 32

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

10/9/2023, 10:21
John Nada, bom ter você aqui no forúm e caminhando!
Pelo que vi tu é um vencedor nato e tem coragem de enfrentar seus erros para crescer!
Essa situação de desemprego é uma merda, tbm estou nela e é osso!
Tento levar isso como uma fase que vai passar ainda que demore, o Brasil é um país cheio de problemas e o desemprego é um desses faz parte infelizmente.
Mas não coloque a luta contra a PMO em segundo plano e nem a subestime pq ela vai continuar te sugando!
Considere 2 pontos que talves se tu melhorar pode ser que traga uma luz na sua vida na luta contra a PMO:

1º Não ficar em casa
Ficar em casa é o maior e pior gatilho que tem, há anos luto contra a PMO e tudo que imaginar eu já tentei mas se tu não sai de casa não adianta colocar bloqueador, malhar e etc pois vai praticar M e dps P então saia de casa. Coloque um horário para ficar fora e outro para voltar (tarde o suficiente para estar cansado e não recair), faça isso ainda que seja feriado ou somingo. Lembrando que quando estiver fora mantenha a cabeça ocupada com alguma coisa, malhando, estudando sei lá, isso ajuda demais a diminuir as fantasias!

2º Bloqueadores em tudo
Em hipótese nenhuma deixe de bloquear os eletronicos que tu tem acesso fácil, acho que esse ponto nem precisa explicar muito. Se estiver tendo dificuldade nesse tópico recomendo usar o family link do google no Android (crie uma 2 contas no google; uma de criança menor de 12anos e outra ded mair ded 18 e registre a segunda como responsável pela primeira assim tu pode bloquear instalação de apps, ativar o safe search do goolge e etc) e para PC esse tópico do forum nofap (https://forum.nofap.com/index.php?threads/tut-blocking-porn-on-all-devices-give-your-willpower-an-aid-easy-streaks.272658/)

Se precisar de alguma ajuda estou a disposição

Melhores esses Pontos e bora na meta de 365d sem PMO!  affraid

EU ACREDITO NA SUA VITÓRIA!

_______________________________________
"A disciplina te leva a lugares que a motivação não alcança"

Vitoriosa e John Nada gostam desta mensagem

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

29/9/2023, 02:08
Desde a última vez em que escrevi até 4 dias atrás, eu estava afundado na pmo, fantasia, praticando CD, como se não houvesse o amanhã, toquei o dane-se, fui para um ponto que parecia que já havia assistido todos os vídeos de homens x crossdresser naquele site desgraçado.
Rolava pra baixo e já conhecia todos os vídeos. Foi tanto que passou a ficar sem graça.
Voltei a ficar desempregado, entre outras coisas que não estavam indo bem, mas devagarinho foi melhorando.
Cheguei gastar dinheiro numa calça feminina final de semana passado mas, inexplicavelmente há 4 dias não sinto a menor vontade de me M nem me vestir de mulher.
E olha que nem me esforcei, simplesmente veio essa flatline inesperada, o que tem sido ótimo pois me sinto mais limpo e."vivo".

Eu não sei como dizer isso, mas estou apaixonado por minha vizinha, mas há dois detalhes, ela vive com outra mulher.
De uns dias pra cá, temos conversado bastante, sempre a sos, sem a outra ver, falando sobre problemas e coisas da vida, devagarinho sinto que estou entrando na vida dela, mesmo que na amizade, mas há mais nisso, quando nos olhamos eu sinto algo tão bom, e ela parece que gosta de ficar perto de mim, acho que ela seja bissexual, torço por isso.

Porque estou dizendo tudo isso? Porque depois de muito tempo eu estou tendo algo natural por alguém, o corpo a corpo, olho a olho, sintonia e atração.
Coisa que virtualmente com as meninas eu não sinto, mesmo que ela seja homossexual, de minha parte estou feliz por voltar a ter atração real por alguém, e devo estar confundindo as coisas, mas acho que vou dizer a ela o que sinto com o passar dos dias.
Tão bom conhecer alguém, mesmo que talvez seja impossível ter algo, me sinto mais vivo, com um propósito, parece que as coisas voltaram a ter graça.
Mesmo se não der em nada, estou decidido a sair mais, ver gente.
E assim vou levando...

Rottweiler gosta desta mensagem

John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

29/9/2023, 02:15
Theo Becker escreveu:John Nada, bom ter você aqui no forúm e caminhando!
Pelo que vi tu é um vencedor nato e tem coragem de enfrentar seus erros para crescer!
Essa situação de desemprego é uma merda, tbm estou nela e é osso!
Tento levar isso como uma fase que vai passar ainda que demore, o Brasil é um país cheio de problemas e o desemprego é um desses faz parte infelizmente.
Mas não coloque a luta contra a PMO em segundo plano e nem a subestime pq ela vai continuar te sugando!
Considere 2 pontos que talves se tu melhorar pode ser que traga uma luz na sua vida na luta contra a PMO:

1º Não ficar em casa
Ficar em casa é o maior e pior gatilho que tem, há anos luto contra a PMO e tudo que imaginar eu já tentei mas se tu não sai de casa não adianta colocar bloqueador, malhar e etc pois vai praticar M e dps P então saia de casa. Coloque um horário para ficar fora e outro para voltar (tarde o suficiente para estar cansado e não recair), faça isso ainda que seja feriado ou somingo. Lembrando que quando estiver fora mantenha a cabeça ocupada com alguma coisa, malhando, estudando sei lá, isso ajuda demais a diminuir as fantasias!

2º Bloqueadores em tudo
Em hipótese nenhuma deixe de bloquear os eletronicos que tu tem acesso fácil, acho que esse ponto nem precisa explicar muito. Se estiver tendo dificuldade nesse tópico recomendo usar o family link do google no Android (crie uma 2 contas no google; uma de criança menor de 12anos e outra ded mair ded 18 e registre a segunda como responsável pela primeira assim tu pode bloquear instalação de apps, ativar o safe search do goolge e etc) e para PC esse tópico do forum nofap (https://forum.nofap.com/index.php?threads/tut-blocking-porn-on-all-devices-give-your-willpower-an-aid-easy-streaks.272658/)

Se precisar de alguma ajuda estou a disposição

Melhores esses Pontos e bora na meta de 365d sem PMO!  affraid

EU ACREDITO NA SUA VITÓRIA!

Cara, obrigado mesmo pela resposta.
Pois é, por eu estar desempregado, não tenho dinheiro para sair e então fico em casa pensando sacanagens, mas estou, não sei como, mas estou há 4 dias sem nada, bateu uma flatline em mim, e espero que permaneça, me sinto melhor.
Quanto aos bloqueadores eu não faço por ser leigo, não sei como fazer.
Abraço!
John Nada
John Nada
Mensagens : 162
Data de inscrição : 15/10/2019
Idade : 35

Vivendo com parafilia. - Página 3 Empty Re: Vivendo com parafilia.

1/10/2023, 23:41
Nem acredito que nessa noite estou completando 7 dias sem nada.

Eu notei uma coisa, sobre a flatline, notei que quando ela desaparece, e voltamos a ter sensações e prazeres, vem muito mais forte.
Fiquei alguns dias assim, sem sentir nada, até as gostosas de academia que são meu ponto fraco, não foram suficientes para eu pôr tudo a perder, o pensamento de resistir é maior conforme os dias passam.

Hoje no sétimo dia notei que voltei a ter pensamentos sexuais, ainda envolvendo parafilia, mas voltei.
Por exemplo, hoje vi duas meninas vestidas de forma vulgar, quase como prostitutas, e chegando em casa quase pus tudo a perder, porque aquele estilo de roupa delas, couro, suplex, seda, me dão Te***.

No mais, estou contente por este tempo todo não ter feito nada, 7 dias sem nada é demais pra mim, antes disso eram 3, 4, até 5 numa noite, e todos os dias.

As vezes vem em mente "até quando vou aguentar assim?" Mas é passageiro, se eu ver na rua uma mulher com roupa vulgar, eu tento olhar o menos possível, e distrair a cabeça com música, carros e futebol.

Estou me sentindo mais limpo, mais puro, uma pessoa normal, sem masturbação.

Estou pensando em sair a noite para lugares como balada, festas, mesmo não bebendo álcool e detestar os tipos de música que lá tocam, ao menos estarei "na vitrine" sei que seria questão de tempo para conhecer mulheres.

E quando digo que estou pensando em sair, não é por "ver o que acontece" mas sim por necessidade, é difícil ficar 5, 10, 15, 50 dias sem PMO e sem mulher, então a vontade de sair aumenta.

Como já dito no comentário anterior, por mais bizarro e inusitado que seja, quando conversei com minha vizinha lésbica, eu vi no olhar dela algo, conversamos pertinho, me sentia bem na presença dela, bastante a vontade, isso que mal nos conhecemos, mas sempre temos bastante assunto, e ela não é dessas masculinas, ela é bem feminina, bonita, quem a vê, nem diz que ela é.

Associo essa atenção que eu tive no olhar dela, no se sentir a vontade e ter feito ela rir, ao reboot. Acho que afundado na PMO eu não conseguiria me entusiasmar tanto com ela, e isso que espero que aconteça com garotas heterossexuais.

Geralmente tenho vergonha de olhar uma mulher por mais de 3 segundos, parece que estou a assediando, mas com essa minha vizinha, não aconteceu isso. Parecia muito verdadeiro, eu estou apaixonado por ela, que droga haha.

Boa semana a todos.

Rottweiler gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos