Diário do henriquew

+9
eufr97
jean
Vitoriosa
sbtrktr
darthvader
David Silva
Josuez
Eros
henriquew
13 participantes
Ir para baixo
luz
luz
Mensagens : 699
Data de inscrição : 10/01/2018

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 10:16
henriquew escreveu:
luz escreveu:
O caminho fácil não existe. O caminho é longo mesmo é excluir PMO, cada letra desse comportamento, desse vício.
Se pretende continuar com M, vc está se enganando. E não é questão de opinião. Não se deixe levar pelos impulsos, se esforce um pouquinho mais e tente sem M.
Tudo de bom. Boa sorte.

Olá Luz, tudo bem? Agradeço o input e concordo que ajudar nem sempre é apoiar.

Mas eu devo dizer que não concordo que não se trate pelo menos parcialmente de opinião ou crença suas, mesmo porque isso que você colocou não parece refletir necessariamente um consenso. No Guia Introdutório desse mesmo fórum, você pode ler o seguinte:

Poderei me masturbar durante o reboot?

Alguns rebooters, temporariamente eliminam ou reduzem drasticamente a masturbação e o orgasmo durante o reboot – especialmente se eles têm algum problema sexual induzido pela pornografia. Caso, você decida se masturbar, uma sugestão obviamente é fazê-lo sem pornografia e sem lembranças de pornografia, focando apenas nas sensações físicas.

Quando você fala de eliminar cada letra desse comportamento (PMO) da sua vida, isto não reflete a minha busca de todo. Acredito que é largamente difundido na comunidade médica que a M não causa malefícios à saúde física ou mental, e parece até haver estudos que indicam que algo em torno de 21 orgasmos mensais, incluindo aqueles induzidos por M, pode ajudar a prevenir o câncer de próstata (o que é só um fato periférico, de pouca importância aqui, mas bem ilustrativo). Meu problema pessoal é com P e com apps de pegação.

É claro que você pode argumentar: a M pode ser saudável quando se trata de indivíduos saudáveis, e não viciados em P. E eu concordo que a relação é bastante diferente em cada caso, e por isso cada pessoa tem que se analisar com cuidado pra decidir o que é melhor pra si. No meu caso, eu nunca usei M de maneira compulsiva quando não associada a P, e eu já tive períodos relativamente longos sem P fora de reboot em que M nunca foi um problema. Não vou dizer que sou um expert completo no assunto, e estou sempre aberto a bons argumentos. Mas meu objetivo maior, mais do que simplesmente ceifar um comportamento, é compreender esse comportamento, perceber de que forma ele pode ser detrimentoso, e como posso melhor gerenciar minha relação com ele. O reboot de P é uma maneira de alcançar isso.

Então estou pensando assim: pela minha experiência pessoal com M ao longo da vida, e pelo que li no Guia Introdutório, aliado à minha convicção de que M não é um hábito necessariamente prejudicial, e também uma certa resistência com métodos que pregam ascetismo exacerbado, eu quero acreditar que minha escolha não é de forma alguma o mesmo que não fazer reboot.

Agora, se de fato existe uma ciência e argumentos bastante sólidos por trás da sua afirmação, eu estou bastante curioso pra saber. E se tem algo que eu não entendi direito a respeito do processo, alguma noção tácita que eu ignorei sem querer, também estou aberto a esclarecimento. Mas de toda maneira quero acreditar por ora que esse é um fórum de pessoas anti-P, e não anti-hábitos sexuais normais.

Entendi, amigo. Também já pensei parecido. E entendo essa linha de pensamento, sim.
Você trouxe várias informações. Vou tentar responder informalmente ou só dar minha opinião baseado no que eu li de pesquisa e nos diários.
Sobre a M, tem a questão da insensibilidade no P, devida a pressão da mão, a velocidade dos movimentes... que é muito diferente de uma penetração real, não sei se vc já leu sobre isso, que termina deixando o P sem sensibilidade ou com baixa sensibilidade no sexo real. Sabemos que cada pessoa pode se M de maneiras diferentes, tocando em partes de diferentes, e cada uma tem problemas diferentes em relação a M, mas o q acontece em comum, pelos relatos, giram em torno disso.
A fantasia é outro problema. Quando se M, geralmente, se não em todos os casos, surge a fantasia, que vem carregada de várias lembranças de cenas de P, do passado de P, do indivíduo. O que pode ser um gatilho, ou, mesmo não sendo, a fantasia por se só com M, já é prejudicial.
Tem a M com o P não 100% ereto, que faz com que o corpo se acostume a uma ereção meia bomba quando há um comportamento sistemático de M com p não ereto completamente.
... e daí vai inúmeros outras questões. Fica a cargo do indivíduo continuar ou não. Mas eu deixo esses alertas aqui.

Outra questão abordada são os argumentos/ciência, que vc cita dos especialistas. Enfim, lembre que a pornografia era considerada saudável até pouco tempo atrás, e ainda hoje, vários profissionais ainda acham que não tem problema. Encontrar um psiquiatra ou psicologo que entenda os problemas da PMO hoje em dia ainda é difícil, vários dizem que não é um problema e nem entendem ou sabem as consequência, então precisamos ter cuidado, com esses posicionamentos médicos. Assim, como o cigarro, outrora não era um problema e viu-se somente décadas depois suas consequências. Mas  como pode não ser um problema com tantos relatos só nesse fórum aqui. Vemos padrões de comportamento com consequências muito parecidas.

Enfim, deixo aqui o alerta.

_______________________________________





Sem PMO
Sem App


1 Dia Like a Star @ heaven  | 7 Dias Like a Star @ heaven |  15 Dias Like a Star @ heaven | 21 Dias Like a Star @ heaven | 30 Dias | 37 Dias |  41 Dias |  45 Dias  | 51 Dias  | 58 Dias | 60 Dias 
 

henriquew e resist gostam desta mensagem

henriquew
henriquew
Mensagens : 31
Data de inscrição : 12/10/2020

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 11:28
Sim, Luz. Legal tudo isso que você disse. Eu vou tentar ler mais sobre esses assuntos e me aprofundar nas questões que você trouxe.

Quanto à P não ser considerada um problema por psiquiatras, eu acredito (mas essa é uma percepção pessoal não fundamentada) que tem a ver com essa atitude bem mais liberal em relação à sexualidade que vemos hoje. De maneira geral eu também tendo a uma postura liberal. Eu acho que sexualidade é algo extremamente diverso, e é difícil normatizar o prazer (i.e. o que pode ou não pode quando o assunto é o que cada um faz com seu corpo e genitais).

Ao mesmo tempo que, de uma forma bem abrangente, qualquer comportamento que você não consegue parar pode ser considerado um vício e, como tal, pode criar problemas. E é por isso que pra mim faz sentido o esforço pra parar com P, pois foi algo que começou muito cedo na minha vida. Eu não tive a oportunidade de escolher, e depois de um tempo também não podia mais escolher parar sem as intervenções que estou fazendo agora.

Com relação a P, também tem a questão ética, a maneira como alimenta uma indústria altamente exploratória. Finalmente, tem o fato de que nunca tivemos acesso a conteúdo P na abundância que temos hoje, o que realmente é um experimentado sendo executado diante dos nossos olhos pela primeira vez. O que isso pode fazer no médio/longo prazo? Talvez seja comparável ao malefício do cigarro mesmo.

Tiradas essas questões (vício, exploração, banalização), eu não veria nada de errado no ato em si se representasse meramente uma alternativa ao "sexo padrão". Por exemplo, quando você fala sobre fantasias, eu preciso estudar isso com mais cuidado, pois não estou completamente convencido que fantasias sejam necessariamente prejudiciais fora do âmbito da P (que fique bem claro que é só achismo e ainda estou aprendendo). E com toda a sinceridade, eu não consigo ver o problema em um indivíduo buscar prazer em seu próprio corpo. A gente não pode esperar que todo mundo se resolva sexualmente do mesmo jeito - pessoas diferentes têm soluções diferentes pra gerenciar sua energia sexual, o que vai variar de acordo com as tendências de cada um. E existem jeitos mais e menos prejudiciais de resolver essa questão, e a busca mais importante é tentar entender a si mesmo, eu acho.

Enfim, acho que já falei demais. Bora lá.

_______________________________________
avatar
resist
Mensagens : 94
Data de inscrição : 05/02/2022

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 11:58
henriquew escreveu:
Tiradas essas questões (vício, exploração, banalização), eu não veria nada de errado no ato em si se representasse meramente uma alternativa ao "sexo padrão". Por exemplo, quando você fala sobre fantasias, eu preciso estudar isso com mais cuidado, pois não estou completamente convencido que fantasias sejam necessariamente prejudiciais fora do âmbito da P (que fique bem claro que é só achismo e ainda estou aprendendo). E com toda a sinceridade, eu não consigo ver o problema em um indivíduo buscar prazer em seu próprio corpo. A gente não pode esperar que todo mundo se resolva sexualmente do mesmo jeito - pessoas diferentes têm soluções diferentes pra gerenciar sua energia sexual, o que vai variar de acordo com as tendências de cada um. E existem jeitos mais e menos prejudiciais de resolver essa questão, e a busca mais importante é tentar entender a si mesmo, eu acho.

Enfim, acho que já falei demais. Bora lá.


Se tivesse como tirar a questão do vício, exploração, banalização eu tbm não veria problema. Mas o problema é que não dá pra tirar, está intrínseco a P.
A questão da fantasia o problema é que com elas estamos estimulando a dopamina que está diretamente ligada ao vício, e a intenção do reboot acredito que é, de se desentoxicar da dopamina.
Por isso eu disse se for usar da M. o ideal é fazer fazer sem fantasia, oque eu acho difícil. Além de ser um gatilho pra P.
Mas tem rebooters que fazem M, e dizem conseguir sem fantasias.
É um assunto complexo como eu disse, TALVEZ, pra rebooters que não tem um companheiro(a), TALVEZ a M seja uma saída.

"Uma das maneiras de ativar a dopamina é criar uma espécie de feedback para recompensas previstas. "Se você associar a visão de alguém a um pensamento bem ardente de desejo e fantasia sexual, começará a obter aumentos de dopamina no nucleus accumbens em resposta à foto do crush na tela do celular, pois seu cérebro prevê a recompensa", explica fisiologista Cibele Fabichak."
henriquew
henriquew
Mensagens : 31
Data de inscrição : 12/10/2020

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 12:26
É, eu não acho que M seja solução nem saída, duas palavras usadas aqui que eu na verdade não empreguei em nenhum momento. Meu interesse é em como mudar minha relação com M ao mesmo tempo em que posso utilizá-la como uma maneira de controlar períodos de libido elevada. Da mesma maneira como vocês colocaram que M costuma a ser um gatilho pra P, o que na verdade tem acontecido comigo até agora (das vezes em que cheguei a 20 e poucos dias de reboot) é que a falta total de uma maneira de escoar a libido é justamente o que produz uma quantidade incrível de pensamentos intransigentes, vontade de baixar aplicativos (principalmente), e pensar em sexo o tempo inteiro, a ponto de não conseguir olhar um cara na rua sem pensar nisso. Nesse caso, a M objetiva me ajuda a simplesmente remover quase completamente essa inquietação por um tempo. Não é solução, é só um paliativo, e feito de uma maneira bem diferente do que eu faria se tivesse as outras opções.

Quanto ao meu relacionamento, é um pouco complicado. Meu relacionamento com meu namorado é pouco baseado em sexo, mesmo porque ele mora com a família dele e eu com a minha, e na maior parte das vezes não temos um local pra nossa intimidade. Também estamos num ponto em que o afeto, companheirismo e dia-a-dia fazem bem mais sentido do que sexo meramente. Ele também tem a dose de inseguranças dele e tentamos trabalhar isso juntos. Não é uma relação em que todas as partes da minha sexualidade podem escoar. Não acho que isso seja um problema: é o que é. Já me considero extremamente sortudo de ter alguém tão generoso como ele no meu dia-a-dia.

_______________________________________
avatar
resist
Mensagens : 94
Data de inscrição : 05/02/2022

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 13:08
henriquew escreveu:É, eu não acho que M seja solução nem saída, duas palavras usadas aqui que eu na verdade não empreguei em nenhum momento. Meu interesse é em como mudar minha relação com M ao mesmo tempo em que posso utilizá-la como uma maneira de controlar períodos de libido elevada. Da mesma maneira como vocês colocaram que M costuma a ser um gatilho pra P, o que na verdade tem acontecido comigo até agora (das vezes em que cheguei a 20 e poucos dias de reboot) é que a falta total de uma maneira de escoar a libido é justamente o que produz uma quantidade incrível de pensamentos intransigentes, vontade de baixar aplicativos (principalmente), e pensar em sexo o tempo inteiro, a ponto de não conseguir olhar um cara na rua sem pensar nisso. Nesse caso, a M objetiva me ajuda a simplesmente remover quase completamente essa inquietação por um tempo. Não é solução, é só um paliativo, e feito de uma maneira bem diferente do que eu faria se tivesse as outras opções.

Quanto ao meu relacionamento, é um pouco complicado. Meu relacionamento com meu namorado é pouco baseado em sexo, mesmo porque ele mora com a família dele e eu com a minha, e na maior parte das vezes não temos um local pra nossa intimidade. Também estamos num ponto em que o afeto, companheirismo e dia-a-dia fazem bem mais sentido do que sexo meramente. Ele também tem a dose de inseguranças dele e tentamos trabalhar isso juntos. Não é uma relação em que todas as partes da minha sexualidade podem escoar. Não acho que isso seja um problema: é o que é. Já me considero extremamente sortudo de ter alguém tão generoso como ele no meu dia-a-dia.

É justamente oque eu quis dizer, usar a M como saída ou válvula de escape para momentos em que a libido está alta.
Em relação ao su relacionamento, eu procuria uma forma de talvez aumentar a frequência de ficarem juntos pra ter sua intimidade, sempre tem alguma forma de dar um jeitinho...
E passar a utilizar seu companheiro como válvula de escape, já pensou que você procurar mais ele nesse sentido pode ser que aumente mais a autoestima dele, diminua a insegurança, dizer como sente prazer com ele que sente falta dele nesse sentido (não reclamando, no sentido de que ele te desperta a libido). Não estou dizendo que é um problema ok? Mas talvez vocês consigam melhorar ainda mais pros dois.

Hoje minha válvula de escape é minha esposa, quando passamos alguns dias sem sexo, hoje eu consigo segurar a libido alta sem procurar por M. pois sei q a hora q estivermos juntos vai pegar fogo kkk.
henriquew
henriquew
Mensagens : 31
Data de inscrição : 12/10/2020

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 13:25
resist escreveu: E passar a utilizar seu companheiro como válvula de escape,

Cara, não tem nenhuma maneira de essa noção não me soar absurda. Eu não posso "utilizar" ninguém pra nada, pois se trata de um ser autônomo, não de um objeto. Ele não vai ser minha válvula de escape de nada.

Bom, mas eu acredito que já manifestei mais do que o suficiente do que eu penso. Nesse momento, vou me resguardar. Quanto mais eu explicar, menos vou conseguir capturar as vicissitudes da minha percepção e mais vou me complicar, e meu intuito não é debater. Vou seguir com meu plano, e em breve eu vou relatar meu progresso de novo.

Abraço!

_______________________________________
avatar
resist
Mensagens : 94
Data de inscrição : 05/02/2022

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 14:02
henriquew escreveu:
resist escreveu: E passar a utilizar seu companheiro como válvula de escape,

Cara, não tem nenhuma maneira de essa noção não me soar absurda. Eu não posso "utilizar" ninguém pra nada, pois se trata de um ser autônomo, não de um objeto. Ele não vai ser minha válvula de escape de nada.

Bom, mas eu acredito que já manifestei mais do que o suficiente do que eu penso. Nesse momento, vou me resguardar. Quanto mais eu explicar, menos vou conseguir capturar as vicissitudes da minha percepção e mais vou me complicar, e meu intuito não é debater. Vou seguir com meu plano, e em breve eu vou relatar meu progresso de novo.

Abraço!

meu intuito tbm nao é debater, peço desculpas se passei essa impressão ou se por algum momento passei a impressão de querer impor algo a você. O meu intuito era de
tentar ajudar de alguma forma com minhas próprias experiências.
Quando eu digo usar seu parceiro como válvula de escape, posso ter me expressado mal, mas pra mim é muito óbvio que um relacionamento não se trata apenas disso.
E pelo menos no meu caso, eu uso minha parceira e ela me usa, é uma troca, não é algo que só um ganha.
Pra mim oque soa absurdo é ter um parceiro e procurar outras formas de se satisfazer e deixar seu parceiro "chupando dedo" ou tendo ele que procurar outras formas tbm pra se satisfazer, pois imagino que ambos na relação sintam necessidade, e se usarem mutuamente pra ambos se satisfazerem não vejo mal nisso.

Mas enfim, acho que já consegui explicar meu ponto de vista, peço desculpas por algum mal entendido e que apenas ignore se oque eu estou falando soar absurdo pra você. (pode rebater ou refutar Tb se sentir necessidade, só peço que não me leve a mal ok?)
avatar
resist
Mensagens : 94
Data de inscrição : 05/02/2022

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

19/7/2022, 14:04
Mas siga em frente, faça suas experiências, independente do método que utilizar estarei torcendo pra que você tbm consiga abandonar o vício em P.
avatar
resist
Mensagens : 94
Data de inscrição : 05/02/2022

Diário do henriquew - Página 3 Empty Re: Diário do henriquew

20/8/2022, 11:42
Como vão as coisas amigo? Espero que esteja bem.
Nos de notícias.
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos