Aos 42 anos, vício desde os 15

+13
Roentgen
nabusca
Raposao
Fp36anos
VencendoDesafios
Garrafa
Rottweiler
Solitari0
Gladiador de Fé
VOCÊ SIM !!!
The New One 2022
Beholder
slayer
17 participantes
Ir para baixo
avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Aos 42 anos, vício desde os 15

1/5/2022, 10:39
Já tinha visto revistinhas e programas na TV, mas o fato mais grave é que meu pai foi trabalhar em casa e tivemos internet, na época era discada. Quando ele dormia ou saía, entrei em um mundo fantástico de P. Logo depois, tive meu próprio quarto e um computador velho, eu trancava a porta e passava horas ali.

Aos 17 tentei minha primeira relação e tive DE. Perdi confiança. Aos 18 tive a minha primeira relação com minha primeira namorada (e minha atual esposa). Nunca tive confiança de buscar outras mulheres. Mas com o tempo, eu me senti inferior, até mesmo ao comparar o desempenho de atores e seus "tamanhos". Ainda que eu seja pouca coisa acima da média, em comparação aos atores, eu me sentia inferior em tamanho. E essa distorção tirou ainda mais a minha confiança, eu queria ter o desempenho dos atores, o tamanho deles, conseguir mulheres lindas como eles, etc... mesmo sabendo que é algo absurdo, eu passei por essa distorção.

Eu seguia normalmente com a P. inclusive a minha esposa sempre soube disso, embora agora eu tente esconder.

Há uns anos, perdi a libido, tive DE e EP, depressão e ansiedade, procurei um amigo médico e ele me deu remédios que resolveram, mas era temporário, eu teria que me tratar. Sem saber qual era o problema, fiz uma terapia de 8 meses com um psicólogo, mas achando que a P e M era sintoma da ansiedade, quando na verdade, parece ser o contrário, a ansiedade pode ser o sintoma da P e M. Mesmo o psicólogo sabendo do vício, perdemos tempo tratando o problema errado. Ao fim, ele disse que não conseguiria mais me ajudar e me encaminhou a um psiquiatra. Os remédios que tomei foram a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Eu passei a ser feliz, mas ainda assim tinha o vício. Quando parei com os remédios, tudo voltou, com mais intensidade.

Eu não tinha mais vontade de procurar minha esposa, uma mulher linda e parceira. E nosso relacionamento só funcionava com fantasias, cada vez mais profundas. Se não tinha uma fantasia como imaginar situações (como outras pessoas, por exemplo) eu tenho DE. A EP já é comum, exceto quando estou tomando o remédio para isso.

Ao mesmo tempo, eu entrava cada vez mais profundo na P, em sites e fantasias cada vez mais obscuras. Cheguei a um limite que só uma pessoa doentia conseguia sentir prazer vendo aquilo. E aquilo começava a ficar fraco para mim.

Hoje, tomo remédios para Depressão, EP, complexo de vitaminas (tenho falta de energia) e Maca peruana, para dar mais energia sexual. Mas ainda assim, a cabeça não tem mais vontade de nada no mundo real, só P.

Recentemente, meus amigos me convenceram a conhecer uma casa de prost... Eu relutei, mas fui convencido e fui "para não passar vergonha". Mesmo tomando o azulzinho, tive DE, de tanto nervosismo.

Eu busquei vários tratamentos, inclusive achando q tinha síndrome de asperger (autismo leve), tudo em busca de uma resposta, de saber qual o meu problema, mas nunca achei que a PMO seria o problema. Hoje, depois de tanta leitura, passo a achar que esse vício da PMO deve ser o meu problema, será que achei o ponto que faz da minha vida um inferno?

Instalei alguns bloqueadores (não são 100% efetivos), um aplicativo que faz a contagem de dias no celular sem P. (Quitzilla) , fiquei uma semana e recaí, mas agora estou há 2 dias.

Sofro muito por trabalhar em casa sozinho durante a tarde, e a P e M são automáticos, se não abro várias abas no navegador, parece que está faltando algo. Quando minha esposa está em casa, ela fica na sala vendo TV e eu no escritório (home office) no PC, tudo estrategicamente posicionado para que ela não veja o que estou fazendo.

Agora tento ficar com calça ou bermuda jeans em casa, com cinto, que dificulta o vício de levar a mão ao corpo. Antes eu só ficava com short nylon, para facilitar a M. Tem uma cama de solteiro atrás de mim, aqui no escritório, ontem trouxe uma TV pra cá e pedi a minha esposa que ficasse aqui comigo, para que eu não possa abrir P enquanto ela está aqui.

Pra mim é difícil pq é um vício de anos e anos, e eu sempre achei q fosse algo normal, eu fazia sem culpa.

A PMO me consome a tarde toda, as noites e madrugadas. Faço várias vezes por dia, até 4 x ao dia, até mesmo enquanto faço algum trabalho. É algo automático.

Agora, tentando o reboot, vejo que os gatilhos são infernais. Notícias, redes sociais, jogos, humor, enfim... tudo é gatilho. Preciso de ajuda de vocês para saber o que fazer quando sentir vontade. Eu trabalho com internet, com rede social, existem coisas que não posso evitar de ver "ocasionalmente", sem intenção, mas que desperta intenções de buscar mais.

No meu serviço, todo mundo diz q sou talentoso, mas não sei me relacionar por causa da timidez. Nunca cantei mulheres por causa da falta de confiança (sem exageros, mas sou relativamente bonito e tenho um corpo legal). As mulheres é que me cantam, e isso me constrange, fico sem reação.

Mas o ponto, pra mim, não é conquistar outras mulheres, sou feliz com minha esposa, e é ela que quero agradar, é com ela que quero ser feliz, mas já estou há 15 dias sem sexo, e os últimos foram desastrosamente rápidos, a ponto de eu demorar mais com preliminares, pois eu sei q a penetração dura segundos.

O segundo ponto, também importante, é ter mais autoconfiança, mais segurança em mim, saber olhar nos olhos, descobrir o que tanto afeta meu psicológico, vencer a depressão e a ansiedade, a falta de energia.

Eu tinha hobbies legais, gostava de cozinhar, de viajar, de mexer com eletrônica, inventar, tirar fotos de natureza, fazer churrasco, estudar programação, fazer reparos em casa, mexer com marcenaria e inventar móveis legais, hoje só quero ficar em casa, no meu computador. Abandonei minha casa, nem a grama quero cortar mais, tirar teias de aranha do teto... hoje cedo (domingo) que eu voltei a fazer isso, pq eu não tinha mais interesse nenhum em cuidar da casa, só queria ficar no PC.

Não sei se realmente descobri a fonte dos meus problemas, se realmente é a PMO, se isso vai melhorar a minha vida, mas eu preciso vencer essa batalha. Preciso perder o medo de falar com pessoas, o isolamento, o medo de perder minha esposa por falta de relacionamento.


Última edição por slayer em 15/4/2024, 19:23, editado 1 vez(es)

Rottweiler, Shaman, mjs10, Shane_Walsh, Roentgen, M1n4t0 e RodySampaPseudo gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

1/5/2022, 15:18
slayer escreveu:Já tinha visto revistinhas e programas na TV, mas o fato mais grave é que meu pai foi trabalhar em casa e tivemos internet, na época era discada. Quando ele dormia ou saía, entrei em um mundo fantástico de P. Logo depois, tive meu próprio quarto e um computador velho, eu trancava a porta e passava horas ali.

Aos 17 tentei minha primeira relação e tive DE. Perdi confiança. Aos 18 tive a minha primeira relação com minha primeira namorada (e minha atual esposa). Nunca tive confiança de buscar outras mulheres. Mas com o tempo, eu me senti inferior, até mesmo ao comparar o desempenho de atores e seus "tamanhos". Ainda que eu seja pouca coisa acima da média, em comparação aos atores, eu me sentia inferior em tamanho. E essa distorção tirou ainda mais a minha confiança, eu queria ter o desempenho dos atores, o tamanho deles, conseguir mulheres lindas como eles, etc... mesmo sabendo que é algo absurdo, eu passei por essa distorção.

Eu seguia normalmente com a P. inclusive a minha esposa sempre soube disso, embora agora eu tente esconder.

Há uns anos, perdi a libido, tive DE e EP, depressão e ansiedade, procurei um amigo médico e ele me deu remédios que resolveram, mas era temporário, eu teria que me tratar. Sem saber qual era o problema, fiz uma terapia de 8 meses com um psicólogo, mas achando que a P e M era sintoma da ansiedade, quando na verdade, parece ser o contrário, a ansiedade pode ser o sintoma da P e M. Mesmo o psicólogo sabendo do vício, perdemos tempo tratando o problema errado. Ao fim, ele disse que não conseguiria mais me ajudar e me encaminhou a um psiquiatra. Os remédios que tomei foram a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Eu passei a ser feliz, mas ainda assim tinha o vício. Quando parei com os remédios, tudo voltou, com mais intensidade.

Eu não tinha mais vontade de procurar minha esposa, uma mulher linda e parceira. E nosso relacionamento só funcionava com fantasias, cada vez mais profundas. Se não tinha uma fantasia como imaginar situações (como outras pessoas, por exemplo) eu tenho DE. A EP já é comum, exceto quando estou tomando o remédio para isso.

Ao mesmo tempo, eu entrava cada vez mais profundo na P, em sites e fantasias cada vez mais obscuras. Cheguei a um limite que só uma pessoa doentia conseguia sentir prazer vendo aquilo. E aquilo começava a ficar fraco para mim.

Hoje, tomo remédios para Depressão, EP, complexo de vitaminas (tenho falta de energia) e Maca peruana, para dar mais energia sexual. Mas ainda assim, a cabeça não tem mais vontade de nada no mundo real, só P.

Recentemente, meus amigos me convenceram a conhecer uma casa de prost... Eu relutei, mas fui convencido e fui "para não passar vergonha". Mesmo tomando o azulzinho, tive DE, de tanto nervosismo.

Eu busquei vários tratamentos, inclusive achando q tinha síndrome de asperger (autismo leve), tudo em busca de uma resposta, de saber qual o meu problema, mas nunca achei que a PMO seria o problema. Hoje, depois de tanta leitura, passo a achar que esse vício da PMO deve ser o meu problema, será que achei o ponto que faz da minha vida um inferno?

Instalei alguns bloqueadores (não são 100% efetivos), um aplicativo que faz a contagem de dias no celular sem P. (Quitzilla) , fiquei uma semana e recaí, mas agora estou há 2 dias.

Sofro muito por trabalhar em casa sozinho durante a tarde, e a P e M são automáticos, se não abro várias abas no navegador, parece que está faltando algo. Quando minha esposa está em casa, ela fica na sala vendo TV e eu no escritório (home office) no PC, tudo estrategicamente posicionado para que ela não veja o que estou fazendo.

Agora tento ficar com calça ou bermuda jeans em casa, com cinto, que dificulta o vício de levar a mão ao corpo. Antes eu só ficava com short nylon, para facilitar a M. Tem uma cama de solteiro atrás de mim, aqui no escritório, ontem trouxe uma TV pra cá e pedi a minha esposa que ficasse aqui comigo, para que eu não possa abrir P enquanto ela está aqui.

Pra mim é difícil pq é um vício de anos e anos, e eu sempre achei q fosse algo normal, eu fazia sem culpa.

A PMO me consome a tarde toda, as noites e madrugadas. Faço várias vezes por dia, até 4 x ao dia, até mesmo enquanto faço algum trabalho. É algo automático.

Agora, tentando o reboot, vejo que os gatilhos são infernais. Notícias, redes sociais, jogos, humor, enfim... tudo é gatilho. Preciso de ajuda de vocês para saber o que fazer quando sentir vontade. Eu trabalho com internet, com rede social, existem coisas que não posso evitar de ver "ocasionalmente", sem intenção, mas que desperta intenções de buscar mais.

No meu serviço, todo mundo diz q sou talentoso, mas não sei me relacionar por causa da timidez. Nunca cantei mulheres por causa da falta de confiança (sem exageros, mas sou relativamente bonito e tenho um corpo legal). As mulheres é que me cantam, e isso me constrange, fico sem reação.

Mas o ponto, pra mim, não é conquistar outras mulheres, sou feliz com minha esposa, e é ela que quero agradar, é com ela que quero ser feliz, mas já estou há 15 dias sem sexo, e os últimos foram desastrosamente rápidos, a ponto de eu demorar mais com preliminares, pois eu sei q a penetração dura segundos.

O segundo ponto, também importante, é ter mais autoconfiança, mais segurança em mim, saber olhar nos olhos, descobrir o que tanto afeta meu psicológico, vencer a depressão e a ansiedade, a falta de energia.

Eu tinha hobbies legais, gostava de cozinhar, de viajar, de mexer com eletrônica, inventar, tirar fotos de natureza, fazer churrasco, estudar programação, fazer reparos em casa, mexer com marcenaria e inventar móveis legais, hoje só quero ficar em casa, no meu computador. Abandonei minha casa, nem a grama quero cortar mais, tirar teias de aranha do teto... hoje cedo (domingo) que eu voltei a fazer isso, pq eu não tinha mais interesse nenhum em cuidar da casa, só queria ficar no PC.

Não sei se realmente descobri a fonte dos meus problemas, se realmente é a PMO, se isso vai melhorar a minha vida, mas eu preciso vencer essa batalha. Preciso perder o medo de falar com pessoas, o isolamento, o medo de perder minha esposa por falta de relacionamento.
Seja bem vindo ao forum irmão, com certeza a maioria dos seus problemas são por causa dos anos e anos de pornografia, felizmente nosso cerebro tem a capacidade de regenerar os circuitos neurais com o reboot, vc ta sofrendo de um vicio como qualquer outro (drogas, alcool etc) te aconselho a procurar ajuda de um psicologo especializado em sexologia, ele vai te ajudar a achar maneiras de lidar com os gatilhos e evita-los, todos os seus problemas vc pode ter certeza que são psicologicos, o uso do remedio só vai mascarar o problema e te fazer pensar que depende deles pra conseguir se curar, eu ja tomei antidepressivos e me senti muito mais feliz porem não resolveu de nada meu problema de EP, o remedio fez eu perder a libido e começar a apresentar DE, hoje não tomo mais nenhum remedio, o que estou fazendo para me curar é apenas é ir na academia, reboot e psicologo, não vai ser da noite pro dia que vamos conseguir nos curar pq anos e anos não são apagados em pouco tempo mas eu tenho certeza de que é possivel, sua recuperação nao vai ser linear e vai ter dias que vc vai se sentir pior do que quando assiste os videos porem faz parte do processo, vou acompanhar a sua luta e saiba que estamos juntos nessa longa jornada, vou deixar pra vc o link do livro do gary wilson “ seu cerebro na pornografia “ que vc vai entender o que aconteceu com seu cerebro

Link do livro: https://docero.com.br/doc/xxe0sse

Meu diario: https://www.comoparar.com/t12382-recomeco-tudo-ou-nada

avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

1/5/2022, 17:25
Minha esposa, sem saber da minha luta, acabou de assistir "365 dias" na Netflix aqui no meu escritório, com cenas fortes, e eu ao lado dela, comecei a brincar com os cachorros para tentar evitar e distrair. Tá difícil.
avatar
Convidado
Convidado

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

1/5/2022, 18:00
slayer escreveu:Minha esposa, sem saber da minha luta, acabou de assistir "365 dias" na Netflix aqui no meu escritório, com cenas fortes, e eu ao lado dela, comecei a brincar com os cachorros para tentar evitar e distrair. Tá difícil.
Cara vc tem q se abrir com sua esposa, le esse livro que te mandei o link e mostra pra ela, o vicio em pornografia é muito serio e vc só vai conseguir com a ajuda dela
avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

2/5/2022, 11:42
Ontem consegui ter relação com minha esposa. Durei 5 minutos. É pouco, mas foi excelente para mim, muito acima do que eu estava fazendo, mas ainda assim eu perdi um pouco de firmeza durante o ato.

O pensamento positivo de estar caminhando para uma possível cura tem me feito muito bem, e ter relação com a esposa me ajuda a superar a ausência de P.

Os remédios para ansiedade também me ajudam a superar a agonia nesses 3 primeiros dias.

O pensamento positivo está sendo fundamental agora, espero conseguir manter.

Ontem fiz um jantar diferente, brinquei e corri atrás dos cachorros, parece que me deu uma energia enorme. Queria voltar para a academia, mas estou viajando vários dias por semana, não consigo manter um ritmo. Vou tentar fazer caminhadas e corrida com os cachorros e talvez beach tenis pelo menos uma vez por semana.

Rottweiler, Shaman e Gbaru gostam desta mensagem

avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

4/5/2022, 16:20
5 dias sem PMO.

Hoje tive um dia turbulento no serviço, cheguei em casa estressado, a PMO era meu exercício para relaxar em momentos como esse.
Vou ficar até o final da tarde sozinho em casa, trabalhando no computador e redes sociais... está sendo um dia complicado.

Preciso descobrir técnicas para fugir dos momentos mais difíceis para não ter uma recaída.

Apesar desse dia estressante, estou me sentindo muito melhor, o corpo está com mais energia, consegui ter uma relação muito boa com minha esposa ontem, sem DE nem EP.

Sei que ainda não deu tempo de fazer efeito esse inicio de reboot, mas o otimismo está me dando um ânimo gigante. Tenho sentido mais confiança e menos depressivo. A ansiedade persiste.

O que mais me motiva é ficar lendo relatos de pessoas que conseguiram se livrar do vício e o quanto sua vida melhorou com isso.

Vitoriosa, Rottweiler e Gbaru gostam desta mensagem

avatar
Beholder
Mensagens : 18
Data de inscrição : 23/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

5/5/2022, 20:53
Muito triste sua história, meu caro. São décadas de vício e massacre em seu cérebro, então com certeza a P é a causa de 99% desses problemas seus. Mas como o amigo acima já citou, felizmente existe a reversão/cura, e você com certeza irá conseguir. Vamos caminhar juntos e vencer juntos, estou aqui torcendo e orando por você.
The New One 2022
The New One 2022
Mensagens : 15
Data de inscrição : 01/05/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

9/5/2022, 21:56
Olá, Slayer. Quem fala aqui é um cara igual a você, igualmente viciado, que perdeu muita coisa por causa da P. Estou tentando esse reboot pela primeira vez e nesses 14 dias já vi mudanças maravilhosas. Eu vim dizer que acredito em você e que estou torcendo pela tua vitória. Estamos no mesmo barco e vamos vencer esse mal juntos!!!
avatar
Convidado
Convidado

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty AMIGOS, TENHAM CERTEZA DE QUE NÃO ESTÃO SOZINHOS

19/5/2022, 13:54
Parece que todas as histórias aqui são as mesmas ( inclusive a minha ). Já perceberam?
E realmente são, por isso penso que todos nós que chegamos a esse fórum, foi por um motivo em comum.
O que eu digo a todos e pela minha experiência com tudo isso e pelo processo de Reboot que passei, foi que:
1 - A masturbação em si, não é danosa
2 - O Grande mal, é quando você já não consegue fantasiar sozinho e ter uma ereção sozinho, sem estímulos artificiais (Pornografia )
3 - Para os que estão iniciando essa batalha, o ponto mais importante, é ( VOU TENTAR EXEMPLIFICAR COMO FIZ EM TÓPICOS)
1) ABANDONAR DEFINITIVAMENTE A PORNOGRAFIA,
2) EM UM PRAZO DE 60 DIAS NÃO UTILIZAR A MASTURBAÇÃO COMO VÁLVULA DE ESCAPE
3) PRATICAR ALGUM ESPORTE OU HOBBY QUE GOSTAM
4) SE POR ALGUM MOTIVO APÓS OS 60 DIAS TIVER VONTADE DE MASTURBAR, FAÇA ( DESDE QUE SEJA ALGO QUE NÃO SE RELACIONE A SITES OU MOTIVOS PORNOGRÁFICOS )
5) FAÇA SEXO A VONTADE COM SUAS ESPOSAS (OS), NAMORADAS (OS), E SEJAM FELIZES E VEJAM A VIDA COMO ELA REALMENTE É
E A VIDA NÃO ESTÁ EM XVIDEOS, PORNHUB, XNXX, TUBE8.....
Parece engraçado para mim hoje, escrever todos esse nomes, por isso eu digo, DÁ PRA RIR DE TODA ESSA TRAGÉDIA, DEPOIS QUE TOMAMOS CONSCIÊNCIA DE QUE SOMOS MUITO MAIS QUE APENAS IMAGENS EM UM COMPUTADOR.
Que a PAZ e o AMOR, estejam com todos, todos os dias de nossas vidas.
avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Cabeça vazia é oficina da P.

23/5/2022, 18:04
O meu maior inimigo continua sendo o tédio. Sexta-feira passada minha esposa viajou, fiquei sozinho em casa até sábado de tarde, e acabei tendo uma recaída. Ficar um dia inteiro na frente de um computador, sozinho em casa, tem sido um grande desafio.

Consegui chegar a 15 dias, e me impressionei com a minha energia nesses dias, minha alegria, todos dizendo que eu estava diferente, mais leve, mais comunicativo. NO mesmo dia após a recaída parece q voltei à estaca 0.

Porém u percebi q a cada recaída, o recomeço fica mais fácil. A primeira tentativa é sempre a mais difícil.
VOCÊ SIM !!!
VOCÊ SIM !!!
Mensagens : 32
Data de inscrição : 02/12/2021

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

23/5/2022, 18:37
slayer escreveu:Já tinha visto revistinhas e programas na TV, mas o fato mais grave é que meu pai foi trabalhar em casa e tivemos internet, na época era discada. Quando ele dormia ou saía, entrei em um mundo fantástico de P. Logo depois, tive meu próprio quarto e um computador velho, eu trancava a porta e passava horas ali.

Aos 17 tentei minha primeira relação e tive DE. Perdi confiança. Aos 18 tive a minha primeira relação com minha primeira namorada (e minha atual esposa). Nunca tive confiança de buscar outras mulheres. Mas com o tempo, eu me senti inferior, até mesmo ao comparar o desempenho de atores e seus "tamanhos". Ainda que eu seja pouca coisa acima da média, em comparação aos atores, eu me sentia inferior em tamanho. E essa distorção tirou ainda mais a minha confiança, eu queria ter o desempenho dos atores, o tamanho deles, conseguir mulheres lindas como eles, etc... mesmo sabendo que é algo absurdo, eu passei por essa distorção.

Oi amigo, me identifiquei demais com seu relato, tbm penso q PMO é a fonte de todo meu sofrimento, foi a partir do início que tido desandou na minha vida, força Brother, vamos vencer !!!

Eu seguia normalmente com a P. inclusive a minha esposa sempre soube disso, embora agora eu tente esconder.

Há uns anos, perdi a libido, tive DE e EP, depressão e ansiedade, procurei um amigo médico e ele me deu remédios que resolveram, mas era temporário, eu teria que me tratar. Sem saber qual era o problema, fiz uma terapia de 8 meses com um psicólogo, mas achando que a P e M era sintoma da ansiedade, quando na verdade, parece ser o contrário, a ansiedade pode ser o sintoma da P e M. Mesmo o psicólogo sabendo do vício, perdemos tempo tratando o problema errado. Ao fim, ele disse que não conseguiria mais me ajudar e me encaminhou a um psiquiatra. Os remédios que tomei foram a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Eu passei a ser feliz, mas ainda assim tinha o vício. Quando parei com os remédios, tudo voltou, com mais intensidade.

Eu não tinha mais vontade de procurar minha esposa, uma mulher linda e parceira. E nosso relacionamento só funcionava com fantasias, cada vez mais profundas. Se não tinha uma fantasia como imaginar situações (como outras pessoas, por exemplo) eu tenho DE. A EP já é comum, exceto quando estou tomando o remédio para isso.

Ao mesmo tempo, eu entrava cada vez mais profundo na P, em sites e fantasias cada vez mais obscuras. Cheguei a um limite que só uma pessoa doentia conseguia sentir prazer vendo aquilo. E aquilo começava a ficar fraco para mim.

Hoje, tomo remédios para Depressão, EP, complexo de vitaminas (tenho falta de energia) e Maca peruana, para dar mais energia sexual. Mas ainda assim, a cabeça não tem mais vontade de nada no mundo real, só P.

Recentemente, meus amigos me convenceram a conhecer uma casa de prost... Eu relutei, mas fui convencido e fui "para não passar vergonha". Mesmo tomando o azulzinho, tive DE, de tanto nervosismo.

Eu busquei vários tratamentos, inclusive achando q tinha síndrome de asperger (autismo leve), tudo em busca de uma resposta, de saber qual o meu problema, mas nunca achei que a PMO seria o problema. Hoje, depois de tanta leitura, passo a achar que esse vício da PMO deve ser o meu problema, será que achei o ponto que faz da minha vida um inferno?

Instalei alguns bloqueadores (não são 100% efetivos), um aplicativo que faz a contagem de dias no celular sem P. (Quitzilla) , fiquei uma semana e recaí, mas agora estou há 2 dias.

Sofro muito por trabalhar em casa sozinho durante a tarde, e a P e M são automáticos, se não abro várias abas no navegador, parece que está faltando algo. Quando minha esposa está em casa, ela fica na sala vendo TV e eu no escritório (home office) no PC, tudo estrategicamente posicionado para que ela não veja o que estou fazendo.

Agora tento ficar com calça ou bermuda jeans em casa, com cinto, que dificulta o vício de levar a mão ao corpo. Antes eu só ficava com short nylon, para facilitar a M. Tem uma cama de solteiro atrás de mim, aqui no escritório, ontem trouxe uma TV pra cá e pedi a minha esposa que ficasse aqui comigo, para que eu não possa abrir P enquanto ela está aqui.

Pra mim é difícil pq é um vício de anos e anos, e eu sempre achei q fosse algo normal, eu fazia sem culpa.

A PMO me consome a tarde toda, as noites e madrugadas. Faço várias vezes por dia, até 4 x ao dia, até mesmo enquanto faço algum trabalho. É algo automático.

Agora, tentando o reboot, vejo que os gatilhos são infernais. Notícias, redes sociais, jogos, humor, enfim... tudo é gatilho. Preciso de ajuda de vocês para saber o que fazer quando sentir vontade. Eu trabalho com internet, com rede social, existem coisas que não posso evitar de ver "ocasionalmente", sem intenção, mas que desperta intenções de buscar mais.

No meu serviço, todo mundo diz q sou talentoso, mas não sei me relacionar por causa da timidez. Nunca cantei mulheres por causa da falta de confiança (sem exageros, mas sou relativamente bonito e tenho um corpo legal). As mulheres é que me cantam, e isso me constrange, fico sem reação.

Mas o ponto, pra mim, não é conquistar outras mulheres, sou feliz com minha esposa, e é ela que quero agradar, é com ela que quero ser feliz, mas já estou há 15 dias sem sexo, e os últimos foram desastrosamente rápidos, a ponto de eu demorar mais com preliminares, pois eu sei q a penetração dura segundos.

O segundo ponto, também importante, é ter mais autoconfiança, mais segurança em mim, saber olhar nos olhos, descobrir o que tanto afeta meu psicológico, vencer a depressão e a ansiedade, a falta de energia.

Eu tinha hobbies legais, gostava de cozinhar, de viajar, de mexer com eletrônica, inventar, tirar fotos de natureza, fazer churrasco, estudar programação, fazer reparos em casa, mexer com marcenaria e inventar móveis legais, hoje só quero ficar em casa, no meu computador. Abandonei minha casa, nem a grama quero cortar mais, tirar teias de aranha do teto... hoje cedo (domingo) que eu voltei a fazer isso, pq eu não tinha mais interesse nenhum em cuidar da casa, só queria ficar no PC.

Não sei se realmente descobri a fonte dos meus problemas, se realmente é a PMO, se isso vai melhorar a minha vida, mas eu preciso vencer essa batalha. Preciso perder o medo de falar com pessoas, o isolamento, o medo de perder minha esposa por falta de relacionamento.
VOCÊ SIM !!!
VOCÊ SIM !!!
Mensagens : 32
Data de inscrição : 02/12/2021

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

23/5/2022, 18:46
VENCI escreveu:Parece que todas as histórias aqui são as mesmas ( inclusive a minha ). Já perceberam?
E realmente são, por isso penso que todos nós que chegamos a esse fórum, foi por um motivo em comum.
O que eu digo a todos e pela minha experiência com tudo isso e pelo processo de Reboot que passei, foi que:
1 - A masturbação em si, não é danosa
2 - O Grande mal,  é quando você já não consegue fantasiar sozinho e ter uma ereção sozinho, sem estímulos artificiais (Pornografia )
3 - Para os que estão iniciando essa batalha, o ponto mais importante, é ( VOU TENTAR EXEMPLIFICAR COMO FIZ EM TÓPICOS)
1) ABANDONAR DEFINITIVAMENTE A PORNOGRAFIA,
2)  EM UM PRAZO DE 60 DIAS NÃO UTILIZAR A MASTURBAÇÃO COMO VÁLVULA DE ESCAPE
3) PRATICAR ALGUM ESPORTE OU HOBBY QUE GOSTAM
4) SE POR ALGUM MOTIVO APÓS OS 60 DIAS TIVER VONTADE DE MASTURBAR, FAÇA ( DESDE QUE SEJA ALGO QUE NÃO SE RELACIONE A SITES OU MOTIVOS PORNOGRÁFICOS )
5) FAÇA SEXO A VONTADE COM SUAS ESPOSAS (OS), NAMORADAS (OS), E SEJAM FELIZES E VEJAM A VIDA COMO ELA REALMENTE É
E A VIDA NÃO ESTÁ EM XVIDEOS, PORNHUB, XNXX, TUBE8.....
Parece engraçado para mim hoje, escrever todos esse nomes, por isso eu digo, DÁ PRA RIR DE TODA ESSA TRAGÉDIA, DEPOIS QUE TOMAMOS CONSCIÊNCIA DE QUE SOMOS MUITO MAIS QUE APENAS IMAGENS EM UM COMPUTADOR.
Que a PAZ  e o AMOR, estejam com todos, todos os dias de nossas vidas.


Vdd as histórias sempre batem, esse mal é silencioso e age como consequência e não a causa, uma midia social que é uma fabrica de criar escravos
avatar
Fp36anos
Mensagens : 802
Data de inscrição : 06/01/2020
Idade : 37

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

24/5/2022, 01:43
Força ai mano, estou nesse vício há 21 anos aproximadamente, sei bem o que é lutar contra esse mal, sei o que é desejar ser liberto e não conseguir... continua cara, vc tem o privilégio de ter uma esposa que disse amar e querer se relacionar com ela, se agarre nisso, no que realmente importa em sua vida! Um dica? Seja sincero com ela, peça ajuda, confie esse seu segredo a ela, vcs formam um casal, e casal enfreta as dificuldades juntos, compartilhe com ela e peça ajuda, reconheça, peça desculpas, mas acima de tudo, seja sincero! Chore se for preciso, mas peça ajuda! Eu desejo que vc alcance sua liberdade mano, que Deus o abençoe nessa trajetória!!!

_______________________________________

José2020, André1979 e Roentgen gostam desta mensagem

avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Me ajudem

19/3/2023, 19:35
Me ajudem. Não sei mais o que faço.

Já passei por psicólogo, falei do problema, mas foi tudo atribuído à ansiedade. Já tomei remédios controlados, tenho uma pilha de remédios aqui em casa, mas ainda assim sofro muito.

Desde a minha adolescência a P. é frequente na minha rotina. PMO várias vezes ao dia, o máximo que consegui ficar foram 15 dias no ano passado, quando abri este tópico, até que um dia eu estava ocioso, fui dar uma olhada por curiosidade, e depois de 15 dias sem ver, eu senti um prazer absurdo, como se fosse uma grande conquista na vida real, acabei voltando ao zero e nunca mais consegui ficar tanto tempo limpo.

Nos 15 dias q fiquei limpo, eu me senti tão bem, eu parecia outra pessoa, alegre, comunicativo... eu quero isso de novo, eu quero novamente ser a pessoa confiante que consegui ser naquele momento.

O Tédio, o fácil acesso à internet, fico sozinho em casa de tarde, tudo é gatilho, é um hábito que eu não consigo ficar sem.

Não tenho mais interesse no mundo real, quando o faço, não tenho satisfação, é muito rápido. Tenho medo de fazer algo real e falhar, tenho insegurança.

Estou aos poucos lutando pelo menos para diminuir, ficar menos tempo por dia exposto a esse conteúdo maldito, mas não consigo passar sequer 3 dias sem. Nos últimos idas eu até consigo me limitar à PM sem O, mas ainda assim me sinto um lixo.

Passei mais de 25 anos fazendo isso diariamente, e ficar um dia sem P. é como uma pessoa viciada em drogas ficar sem consumir seu entorpecente.

Me inscrevi na academia, mas não sinto vontade de ir.

Estou conseguindo vencer a ansiedade, já venci a depressão, mas ainda assim meu vício permanece.

Por favor, por favor, por favor, me ajudem, eu preciso muito de ajuda.

So Jesus gosta desta mensagem

Gladiador de Fé
Gladiador de Fé
Mensagens : 118
Data de inscrição : 12/03/2023
Idade : 29

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

19/3/2023, 21:28
Boa tarde.

Como no seu caso o vício é mais longo eu acho que valeria a pena usar bloqueadores, colocar senhas e guardá-las em lugares de difícil acesso, de preferência não na mesma casa. Como você trabalha em casa uma alternativa seria entragá-la ao seu psicólogo ou até mesmo contar a sua esposa e pedir para ela te ajudar nisso (caso for possível).

Também é bom fechar todas as brechas, eu baixei um app para bloquear, outro app para impedir de desinstalar o bloqueador e percebi que tem mais um brecha que eu poderia usar na fissura e estou tentando tampá-la.

Boa sorte na caminhada!

_______________________________________


Meu diário: https://www.comoparar.com/t13134-diario-da-perseveranca


"Procura a satisfação de veres morrer os teus vícios antes de ti" -Sêneca


José2020 e Roentgen gostam desta mensagem

avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

20/3/2023, 10:48
Gladiador de Fé escreveu:Boa tarde.

Como no seu caso o vício é mais longo eu acho que valeria a pena usar bloqueadores, colocar senhas e guardá-las em lugares de difícil acesso, de preferência não na mesma casa. Como você trabalha em casa uma alternativa seria entragá-la ao seu psicólogo ou até mesmo contar a sua esposa e pedir para ela te ajudar nisso (caso for possível).

Também é bom fechar todas as brechas, eu baixei um app para bloquear, outro app para impedir de desinstalar o bloqueador e percebi que tem mais um brecha que eu poderia usar na fissura e estou tentando tampá-la.

Boa sorte na caminhada!

Já tentei fazer isso, mas como tenho conhecimento avançado em tecnologia, isso não funcionou, pq basta mudar uma letra para driblar todos os bloqueadores. O maior desafio é conter a vontade de ver P. Não acesso redes sociais, evito ver material q desencadeie a vontade de ver, mas quando dá vontade, nada mais consegue me parar.
avatar
Solitari0
Mensagens : 381
Data de inscrição : 02/01/2020

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

20/3/2023, 19:37
Irmão, voce não está sozinho nessa. Vou te contar algo que vai te deixar feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz porque voce não está sozinho, triste porque meus sintomas são idênticos aos seus. Sem ereção matinal, sem ereção espontanea, EP, DE. Sabe o que é nunca ter transado sem uso de medicamento? Sou do final da década de 80, tenho um pouco menos de idade que voce, mas sofro igual. Estou nessa de DE faz 15 anos aproximadamente . Ou seja, perdi a melhor fase da minha vida. Ademais, também não sou dos piores fisicamente: puxo ferro há 16 anos e tenho uma dieta regrada.

Além de tudo isso, ainda estou passando por outros problemas, que pretendo relatar no meu diário em breve. Escrevo essa mensagem com lágrimas nos olhos devido aos problemas que venho passando. Chorei o dia todo hoje. Mas, ao mesmo tempo que fico "feliz" quando vejo que não estou sozinho, também fico "triste" porque sei o quanto dói nossa situação. Dói na alma. Ja abdiquei de muita mulher também para fugir de um possível constrangimento.

Vou dar a minha sugestão quanto ao seu caso: quem já leu alguns comentários meus por aqui sabe que sou contra voce comentar sua situação com namorada/esposa e afins. Nunca comentei com mulher nenhuma, nem parente. (Ainda temos que sofrer no anonimato). E justifico essa minha posição: quem garante que ela estará contigo amanhã? Quem garante que ela será sua parceira e manterá sigilo total? Ela deve ter amigas e mulheres sempre falam em detalhes quando tem relação sexual com um cara(ficante, namorado, marido etc). Ou seja, se voce é bom, ela vai falar que voce é bom. Se voce broxar (ou vive broxando), ela vai contar da mesma forma para amigas. Digo isso porque a minha namorada (ou ex, brigamos feio e acho que não tem mais volta, esse é um dos problemas pelo qual venho passando ) me contava VÁRIOS DETALHES do sexo das amigas e parentes dela. Por exemplo: eu sei que um cunhado dela vinha broxando no começo do relacionamento, que o outro cunhado tem pau grande, que o outro gosta de fio terra e por aí vai.

Então, meu amigo, lembre-se que o seu "desabafo" para sua mulher é uma flecha lançada: não volta mais. Voce tem que estar muito convicto de que ela realmente o ama , que ficará contigo o resto da sua vida e que manterá total sigilo. Como eu nunca confiei 100% na minha, por isso nunca contei. Hoje, talvez terminado, não me arrependo.

Essa é a nossa realidade. Não tem jeito. É horrível voce guardar um problema para si. Mas pelo menos existe esse fórum, existem psicologos e psiquiatras para te ouvir também.

O segredo do nosso problema está na dopamina e no nosso sistema simpático e parassimpatico.

Mas deixa eu te fazer uma pergunta que sempre faço aos outros colegas: voce já fez um check up hormonal, sanguíneo, doppler peniano? É bom ir descartando outras causas. Muitos entram aqui achando que só PMO causa DE e EP. Eu te enumero fácil 5 coisas que causam DE, além da PMO: diabetes, colesterol alto, obesidade, testosterona baixa, estradiol muito elevado. (tem muito mais que isso, nem citei ansiedade, depressão, stress etc).

Sabe o que mais me entristece? É que basta fazermos o óbvio (ou seja, "é só não ver PMO, é só não fumar o cigarro, ou é só não ficar jogando horas a fio joguinho online") e não somos capazes. No meu caso, meu vício em jogos é pior que em PMO. Mas os meus sintomas são iguais aos seus. Não importa o vício: ele desregula sua dopamina e seu sistema simpático/parassimpático e interfere em outras áreas, inclusive a sexual.

Boa sorte a nós, vou te acompanhar
Gladiador de Fé
Gladiador de Fé
Mensagens : 118
Data de inscrição : 12/03/2023
Idade : 29

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

20/3/2023, 20:16
slayer escreveu:

Já tentei fazer isso, mas como tenho conhecimento avançado em tecnologia, isso não funcionou, pq basta mudar uma letra para driblar todos os bloqueadores. O maior desafio é conter a vontade de ver P. Não acesso redes sociais, evito ver material q desencadeie a vontade de ver, mas quando dá vontade, nada mais consegue me parar.

Cara, mas acredito que é justamente teu conhecimento avançado em tecnologia que te permite criar um sistema bem mais seguro do que o que nós, leigos, criamos. Algo que realmente não tenha como ser quebrado sem senha entende? Nem que para isso seja necessário criar um outro usuário para usar o pc e deixar o usuário administrador com senha. E claro, o mais importante é você não ter nenhuma das senha. Como diz o Projeto, você ter a senha do bloqueador é mesma coisa que não ter bloqueador. E isso vale também aos artifícios para burlá-los.

Acho que antes fazer isso do que continuar sucumbindo.No mais, os bloqueadores tem um efeito psicológico também e, mesmo sem ser pefeitos, se você tiver que gastar um tempo para burlá-los você talvez consiga vencer a fissura nesse tempo.

Mas, a decisão cabe à você! Sucesso na caminhada.

_______________________________________


Meu diário: https://www.comoparar.com/t13134-diario-da-perseveranca


"Procura a satisfação de veres morrer os teus vícios antes de ti" -Sêneca


Vitoriosa, José2020 e Roentgen gostam desta mensagem

Rottweiler
Rottweiler
Mensagens : 2014
Data de inscrição : 22/07/2019
Idade : 32

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

21/3/2023, 11:11
Blz slayer, seu pedido de ajuda me tocou bastante e passei alguns momentos do dia de ontem refletindo. Agora reli todas as suas publicações e vi que ano passado vc atingiu 15 dias e se sentiu bem. Já é um bom sinal que o reboot trás benefícios. Este processo de reboot é igual a alcançar o "shape". Só você pode fazer isso e ninguém pode tirar de você. Pode ser com ajuda das paradinha ou trabalho bruto. Na academia top ou na da pracinha. Com instrutor te acompanhando ou solo mas só vc  pode fazer isso. Não sou rato de academia. Só achei esta comparação parecida. Vi que você não se animou com academia, então procure outra atividade, correr, nadar, jogar algo. Eu sei que dizer é fácil, o difícil é executar. Você tem mais tempo do que eu, Começamos no vício na mesma idade. Mas é isso. Estamos aqui para te ajudar e espero que vença. Vlw.

luta diária e Shaman gostam desta mensagem

VencendoDesafios
VencendoDesafios
Mensagens : 235
Data de inscrição : 04/04/2023
Idade : 38
Localização : Sao Paulo

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Muito semelhante ao meu caso

6/4/2023, 01:07
Tudo que relatou acontece exatamente comigo, até os sintomas e o abandono pela casa.
Garrafa
Garrafa
Mensagens : 71
Data de inscrição : 21/12/2022
Idade : 40
Localização : Rio de Janeiro

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

6/4/2023, 19:16
Irmão, como os amigos disseram, você não está sozinho!!! Vamos superar isso! Mas quanto mais difícil ficar, mais perto você está de se livrar disso! Vai dar certo!

_______________________________________
"Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre". (C. Chaplin)

Meu diário: https://www.comoparar.com/t12984-diario-do-garrafa#388240
Minha história de sucesso: sendo construída...

Meu recorde anterior: 89 dias.
Estou lutando contra esse vício há:
avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Nova tentativa

17/4/2023, 16:16
Acabo de dar um importante passo em busca de ajuda. Hoje  fiz uma consulta com uma psicóloga para tratar especificamente meu vicio em PMO. Já tinha feito terapia, mas não havia um rumo, eu não sabia qual era o problema, e hoje já fui decidido: QUERO TRATAR MEU VÍCIO EM PMO.

Infelizmente, ela reconheceu que é uma questão bastante delicada e não prometeu que vai conseguir me ajudar nisso, ou se vai conseguir me encaminhar para um especialista no assunto.

Enfim, já tomei consciência de que sozinho é muito difícil sair dessa, preciso de ajuda profissional.

Vitoriosa, Rottweiler e José2020 gostam desta mensagem

avatar
Solitari0
Mensagens : 381
Data de inscrição : 02/01/2020

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

19/4/2023, 16:24
Cara, tente pela internet.

Pesquise psicologo focado em vicios (ou transtornos comportamentais). Hoje em dia tem video chamada. Voce pode se consultar com um especialista que mora a 3 mil km de voce.

Creio que seja mais direto ao ponto
avatar
slayer
Mensagens : 18
Data de inscrição : 29/04/2022

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

20/6/2023, 12:09
Estou na minha quinta semana de terapia em um terapeuta especializado. No entanto, ainda não estou totalmente confiante que vou conseguir, ainda não consegui acreditar e colocar fé no tratamento.

Estou há uma semana livre, mas a cabeça a mil, e só estou mais tranquilo pq estou ocupado com atividades pontuais que tem me tomado 100}% do tempo nos últimos dias.

Já pensei em desistir de toda a luta, já pensei em assumir minha condição de viciado e entender q estou condenado a isso até o fim da minha vida.

Mas aqui estou. O tratamento é dez vezes mais sofrido q o vício.

Rottweiler, Fp36anos e iaew gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Aos 42 anos, vício desde os 15 Empty Re: Aos 42 anos, vício desde os 15

21/6/2023, 16:32
slayer escreveu:Já tinha visto revistinhas e programas na TV, mas o fato mais grave é que meu pai foi trabalhar em casa e tivemos internet, na época era discada. Quando ele dormia ou saía, entrei em um mundo fantástico de P. Logo depois, tive meu próprio quarto e um computador velho, eu trancava a porta e passava horas ali.

Aos 17 tentei minha primeira relação e tive DE. Perdi confiança. Aos 18 tive a minha primeira relação com minha primeira namorada (e minha atual esposa). Nunca tive confiança de buscar outras mulheres. Mas com o tempo, eu me senti inferior, até mesmo ao comparar o desempenho de atores e seus "tamanhos". Ainda que eu seja pouca coisa acima da média, em comparação aos atores, eu me sentia inferior em tamanho. E essa distorção tirou ainda mais a minha confiança, eu queria ter o desempenho dos atores, o tamanho deles, conseguir mulheres lindas como eles, etc... mesmo sabendo que é algo absurdo, eu passei por essa distorção.

Eu seguia normalmente com a P. inclusive a minha esposa sempre soube disso, embora agora eu tente esconder.

Há uns anos, perdi a libido, tive DE e EP, depressão e ansiedade, procurei um amigo médico e ele me deu remédios que resolveram, mas era temporário, eu teria que me tratar. Sem saber qual era o problema, fiz uma terapia de 8 meses com um psicólogo, mas achando que a P e M era sintoma da ansiedade, quando na verdade, parece ser o contrário, a ansiedade pode ser o sintoma da P e M. Mesmo o psicólogo sabendo do vício, perdemos tempo tratando o problema errado. Ao fim, ele disse que não conseguiria mais me ajudar e me encaminhou a um psiquiatra. Os remédios que tomei foram a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Eu passei a ser feliz, mas ainda assim tinha o vício. Quando parei com os remédios, tudo voltou, com mais intensidade.

Eu não tinha mais vontade de procurar minha esposa, uma mulher linda e parceira. E nosso relacionamento só funcionava com fantasias, cada vez mais profundas. Se não tinha uma fantasia como imaginar situações (como outras pessoas, por exemplo) eu tenho DE. A EP já é comum, exceto quando estou tomando o remédio para isso.

Ao mesmo tempo, eu entrava cada vez mais profundo na P, em sites e fantasias cada vez mais obscuras. Cheguei a um limite que só uma pessoa doentia conseguia sentir prazer vendo aquilo. E aquilo começava a ficar fraco para mim.

Hoje, tomo remédios para Depressão, EP, complexo de vitaminas (tenho falta de energia) e Maca peruana, para dar mais energia sexual. Mas ainda assim, a cabeça não tem mais vontade de nada no mundo real, só P.

Recentemente, meus amigos me convenceram a conhecer uma casa de prost... Eu relutei, mas fui convencido e fui "para não passar vergonha". Mesmo tomando o azulzinho, tive DE, de tanto nervosismo.

Eu busquei vários tratamentos, inclusive achando q tinha síndrome de asperger (autismo leve), tudo em busca de uma resposta, de saber qual o meu problema, mas nunca achei que a PMO seria o problema. Hoje, depois de tanta leitura, passo a achar que esse vício da PMO deve ser o meu problema, será que achei o ponto que faz da minha vida um inferno?

Instalei alguns bloqueadores (não são 100% efetivos), um aplicativo que faz a contagem de dias no celular sem P. (Quitzilla) , fiquei uma semana e recaí, mas agora estou há 2 dias.

Sofro muito por trabalhar em casa sozinho durante a tarde, e a P e M são automáticos, se não abro várias abas no navegador, parece que está faltando algo. Quando minha esposa está em casa, ela fica na sala vendo TV e eu no escritório (home office) no PC, tudo estrategicamente posicionado para que ela não veja o que estou fazendo.

Agora tento ficar com calça ou bermuda jeans em casa, com cinto, que dificulta o vício de levar a mão ao corpo. Antes eu só ficava com short nylon, para facilitar a M. Tem uma cama de solteiro atrás de mim, aqui no escritório, ontem trouxe uma TV pra cá e pedi a minha esposa que ficasse aqui comigo, para que eu não possa abrir P enquanto ela está aqui.

Pra mim é difícil pq é um vício de anos e anos, e eu sempre achei q fosse algo normal, eu fazia sem culpa.

A PMO me consome a tarde toda, as noites e madrugadas. Faço várias vezes por dia, até 4 x ao dia, até mesmo enquanto faço algum trabalho. É algo automático.

Agora, tentando o reboot, vejo que os gatilhos são infernais. Notícias, redes sociais, jogos, humor, enfim... tudo é gatilho. Preciso de ajuda de vocês para saber o que fazer quando sentir vontade. Eu trabalho com internet, com rede social, existem coisas que não posso evitar de ver "ocasionalmente", sem intenção, mas que desperta intenções de buscar mais.

No meu serviço, todo mundo diz q sou talentoso, mas não sei me relacionar por causa da timidez. Nunca cantei mulheres por causa da falta de confiança (sem exageros, mas sou relativamente bonito e tenho um corpo legal). As mulheres é que me cantam, e isso me constrange, fico sem reação.

Mas o ponto, pra mim, não é conquistar outras mulheres, sou feliz com minha esposa, e é ela que quero agradar, é com ela que quero ser feliz, mas já estou há 15 dias sem sexo, e os últimos foram desastrosamente rápidos, a ponto de eu demorar mais com preliminares, pois eu sei q a penetração dura segundos.

O segundo ponto, também importante, é ter mais autoconfiança, mais segurança em mim, saber olhar nos olhos, descobrir o que tanto afeta meu psicológico, vencer a depressão e a ansiedade, a falta de energia.

Eu tinha hobbies legais, gostava de cozinhar, de viajar, de mexer com eletrônica, inventar, tirar fotos de natureza, fazer churrasco, estudar programação, fazer reparos em casa, mexer com marcenaria e inventar móveis legais, hoje só quero ficar em casa, no meu computador. Abandonei minha casa, nem a grama quero cortar mais, tirar teias de aranha do teto... hoje cedo (domingo) que eu voltei a fazer isso, pq eu não tinha mais interesse nenhum em cuidar da casa, só queria ficar no PC.

Não sei se realmente descobri a fonte dos meus problemas, se realmente é a PMO, se isso vai melhorar a minha vida, mas eu preciso vencer essa batalha. Preciso perder o medo de falar com pessoas, o isolamento, o medo de perder minha esposa por falta de relacionamento.




olá meu amigo, um bloqueador que realmente funciona é o Cold Turkey, ele não te dá a opção de colocar senha, uma vez instalado e parametrizado ele trava tudo que for programado pelo prazo que vc colocar
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos