Ir em baixo
Luis Santos
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015

Desesperança - Página 3 Empty Opinião de quem já foi viciado.

em 17/8/2017, 09:50
Elizabeth de Cássia


Li todo seu diário; realmente ao ler seus relatos -o de outras esposas/namoradas também- dá pra sentir a tristeza e o cansaço em suas palavras. Fiquei pensando se essa tristeza quem estivesse sentindo fosse minha namorada, aí foi que fiquei mais triste ainda.

Como ex-viciado posso lhe garantir que o ponto chave está no próprio viciado. O primeiro passo é se reconhecer como viciado, assumir que precisa de ajuda. Deus colocou esse fórum, os materiais, pessoas pra estudar o vício e elaborar meios de vencê-lo, isso é de grande valia. Todavia se o próprio viciado não se ajudar não há muito o que fazer, é triste dizer isso,porém, essa é a realidade. Falo com isso com um pouco de experiência que tenho aqui no fórum.

Lembro de um rebooter -foi o Magrão- que também venceu o vício; ele disse algo mais ou menos assim:

"O próprio vício já é algo acolhedor, por pior que seja, ele deixa o viciado sentindo-se confortável. Se houver muito apoio de pessoas próximas e não houver uma cobrança -primeiramente dele mesmo- o quadro não irá mudar. Um viciado que não deseja mudar somado a uma esposa/namorada compreensiva "demais" só vai deixá-lo ainda mais estagnado."

A realidade é que o medo de perder, de não conseguir mudar, motiva o viciado a buscar mudança. Cada um de nós cansou de algo, ou teve receio de perder; isso é uma mola que nos leva aos 90 dias sem PMO e depois uma vida inteira.

Não estou dizendo aqui para você largá-lo, isso é uma decisão que cabe apenas a você, sem mencionar que o fórum não é direcionado a conselhos e orientações desse tipo, por esses motivos me abstenho em dar palpites desse tipo. Tomar uma decisão baseado no pensamento de terceiros não é bom, e pode levar a arrependimentos depois. Mas não posso deixar de falar minha opinião e experiência -que é pouca- que tenho em relação ao vício: caso o viciado de fato não queira mudar não será outras pessoas que o farão abandonar a pornografia!


Que Deus te abençoe, e que Jesus Cristo te dê a Paz.


Abraço,
Luís Santos.


_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: https://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
Torneira
Torneira
Mensagens : 246
Data de inscrição : 05/08/2016

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 17/8/2017, 10:49

Beth, que bom que os amigos lhe escreveram. Foram ótimas as opiniões. Eu realmente percebo o cansaço no seu texto.
MAs o anonymus escreveu muito bem. Assino embaixo a opinião dele.
Espero que seja firme e forte e tome as decisões que forem mais adequadas ao seu momento, ao seu coração, as suas expectativas.

_______________________________________
Esposa deseperada
Esposa deseperada
Mensagens : 44
Data de inscrição : 24/07/2017
Idade : 33

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 17/8/2017, 11:48
Beth, aproveitando a opinião de quem já foi viciado, estou usando a estratégia de ser extremamente compreensiva, amorosa, adestrando (salientando o que ele fez de bom), elogiando, usando frases subliminares, tipo quando estamos dando risada: "tá vendo como te faço feliz. Vamos jantar?" ou "tá  animadinho, tá querendo a esposa né? Peraiii que vou pegar café da manhã", ou a psicologia reserva. Entendeu??

Estou comendo pelas beiradas, preparando o terreno, porque, no meu caso, meu marido entende que a pmo todo dia não é vicio, ele não aceitou ainda esta condição, apesar de sabermos que ele pratica a pmo várias vezes ao dia.

Aaah já comecei a testar confusão/insegurança na mente dele, por exemplo, passo a semana inteira amorosa e carinhosa e de repente fico um dia em silêncio, me afasto, demoro para responder as msg dele....ele fica meio sem saber o que fazer, pois não sabe o que estou pensando, o que eu sei ou o que posso fazer.

E tem dado certo, vejo uma luz no fim do túnel, porque ele começa querer me agradar, puxar assunto, querendo atenção, só preciso aprimorar a técnica, porque pela lógica, demostração de fatos, estudos e  pela razão de que esse lixo pode destruir nosso casamento ele não vai querer parar, porque está numa zona de conforto, vou ter que caprichar na emoção e por técnicas de adestramento kkkk

Causar uma intensa confusão interna, causar culpa, causar medo, terror se possível, para ele chegar no fim do poço e começar a compreensão de que ou ele larga ou me perde.

É meio maquiavélico e um risco, eu sei, mas ele precisa "se acostumar mal", com a minha compreensão, passividade, sem cobranças, sem falar no vício  para eu dar o xeque-mate, mas isso......prevejo para daqui um ano e meio até dois anos, é toda uma estratégia kkkkkkkkkkkkkkk

E o que meu coração está mandando eu fazer no momento.

Ia te falar isso no meu diário, mas calhou essa fala da compreensão aqui.

Te desejo força, fé e sabedoria.

Esposa esperançosa.


Última edição por Esposa deseperada em 17/8/2017, 16:09, editado 3 vez(es)
avatar
sarahackles
Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/08/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 17/8/2017, 13:26
Ei Liz,

Senti saudades do seu conforto por aqui nesses dias, tenho que admitir. Para mim saber que você está por aqui sempre me trás um conforto nesse mundo de que não estou sozinha nessa.

Elizabeth de Cássia escreveu:
Para mim, já não sei o que é mais desgastante pensar que qualquer par de peitos e bunda de pessoas reais o atrai ou lembrar q isso é motivado por um vício em algo virtual...

Você disse exatamente as mesmas palavras que passaram na minha mente em relação as fantasias do meu namorado. Ele me contou ontem sobre quem ele fantasiava, como e onde. Não preciso entrar em detalhes do quanto isso me deixou no chão. Saber que eles fazem isso é uma coisa, ouvir da própria boca delas e imagina-los fazendo aquilo é... Me deixou com tanto nojo na hora. Não quis que ele relasse a mão em mim. Parece que todo meu relacionamento foi uma mentira. Parece que eles não conseguem raciocinar nada além disso. Eles simplesmente ignoram o universo em sua volta e focam nessas fantasias e nessa vida.  

E a gente se arrasa com isso né? Como humanas e mulheres nessa sociedade que fica nos jogando o tempo todo o modelo de beleza, como você tem que se magra, ou ter cabelos longos e lindos. Ou a roupa do momento, o corpo escultural. Somos constantemente jogadas nesse universo onde temos que ser isso ou aquilo, o tempo todo não sendo incentivadas a nos amar como nascemos mas sim nos transformar no que eles querem.  

E acho que é exatamente aí que o vício deles nos abate. Na nossa auto-estima. Nos sentimos feias. Inferiores. Nos sentimos menos do que qualquer outra mulher na rua. Parece que qualquer corpo é o suficiente para faze-los esquecer da mulher carinhosa, companheira e dedicada que somos dentro do relacionamento.

Mas Liz... Ainda que todos esses pensamentos nos cerquem, lembre-se de se dizer sempre: É o vício, não eles! É o vício que o faz ser assim, não eles! E não tem absolutamente NADA a ver conosco. Nunca teve. É apenas sobre eles. Não tem a ver com relacionamento, não tem a ver com a forma como agimos, ou nos vestimos, não tem a ver com o sexo que fazemos, não tem a ver com nada que sejamos NÓS. Isso é sobre eles! Isso é uma luta e um vício deles, minha amiga! Não é nossa culpa! Isso começou antes mesmo de existirmos em suas vidas... Eles escolheram esse caminho antes mesmos de estarmos lá. Então não é e nem nunca foi sobre nossa imagem ou nossos comportamentos, Liz. Eles são os viciados e nós apenas tentamos ajuda-los.


Estou começando a passar por essa questão de fantasia agora, meu namorado disse que fantasiava com uma colega do curso de inglês. Então ele vai mudar de horário, vai para outra turma. E vamos fazer o curso de inglês juntos agora. Ambos temos facilidade com a língua, então acho que será um momento divertindo para nós. Estamos tentando implantar uma "nova" rotina para ele, uma alternativa para muda-lo de perspectiva. Acho que isso seria como "bloquear" seus gatilhos, afinal eles não estão apenas pela internet. Eles também estão em outdoors, propagandas de rádio, estão em anúncios de revistas, em filmes, séries ou músicas. Na roupa de outras mulheres, no corpo de outras mulheres... Enfim, nessa fase de reboot, eu enxergo que tudo é motivo, pois eles estão "suscetíveis" a qualquer estímulo. Quem sabe você e seu namorado não possam pensar em saídas para que ele não fique próximo dessas fantasias e dessas pessoas que o levam a isso? Acho que toda mudança, por mais que exija esforço de horário ou o que for, é plausível dada as circunstancias.

Outra saída que li de outros reboots, é pensar em formas geométricas quando as fantasias aparecerem. Lembrar de todas elas e dizer mentalmente. Isso faz com que as fantasias se percam na mente e o foco seja desviado para outra coisa.

Elizabeth de Cássia escreveu: Sim, estou choramingando aqui, mas sei que o problema também está em mim, preciso lidar com minha auto estima, que nunca foi muito boa, ao menos isso eu posso mudar...

Enfim, estou bem bostinha... Ahh, entendam, eu sei que essas coisas não implicam que ele não goste de mim, ou que eu não seja atraente, ou qq coisa do gênero, as consequências do maldito do vício e de uma cultura hiper sexualizada, além dos próprios impulsos alimentados por ele...

Liz, em relação a isso, o que acha de ver uma psicóloga que possa te ajudar com sua auto-estima? A minha também está muito abalada e tenho ido a psicóloga para poder trabalhar isso. Minha auto-estima já não era muito boa antes do namoro, agora com o vício e tudo isso, sinto que ela está completamente inexistente.

Minha sugestão é que você se olhe no espelho e liste todas as coisas que gosta em si mesma. Lembre-se das coisas que gosta fisicamente e também em sua personalidade e se recorde disso todos os dias se olhando no espelho. Parece meio bobo, mas ajuda a olhar sua própria imagem todos os dias e começar a se familiarizar com ela pouco a pouco. Melhorar a auto-estima é como você querer ser amiga de si mesma. Tente, pelo menos.

Se lembre que você não está sozinha nessa, continue persistindo e incentivando o dialogo entre você e seu namorado. Só através dele que a relação vai ganhando mais força e você pode passar a se sentir mais confortável e segura em meio a tudo isso.

Estou contigo nessa luta, minha amiga

Com carinho,

Sarah
Luis Santos
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 17/8/2017, 14:32
Esposa deseperada escreveu:

Causar uma intensa confusão interna, causar culpa, causar medo, terror se possível, para ele chegar no fim do poço e começar a compreensão de que ou ele larga ou me perde.


É exatamente disso que eu estava falando mais acima. Ou o viciado toma um choque de realidade e assume que precisa mudar, ou o quadro será o mesmo. Percebi isso em todos rebooters que conseguiram superar o vício: cansaram-se do seu estado, de viverem uma vida dupla...enfim, acordaram para realidade!

Muitos quando o vício ainda é secreto sentem-se pior, pois estão escondendo isso de suas companheiras; após elas descobrirem e tentar ajudá-los é como se a culpa fosse minimizada, afinal sua namorada/esposa já sabe, então não é mais traição, entende? Infelizmente isso é um comportamento recorrente.

Deus abençoe vocês! Smile


Luís Santos.


_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: https://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 17/8/2017, 23:00
Luis Santos escreveu:
Lembro de um rebooter -foi o Magrão- que também venceu o vício; ele disse algo mais ou menos assim:

"O próprio vício já é algo acolhedor, por pior que seja, ele deixa o viciado sentindo-se confortável. Se houver muito apoio de pessoas próximas e não houver uma cobrança -primeiramente dele mesmo- o quadro não irá mudar. Um viciado que não deseja mudar somado a uma esposa/namorada compreensiva "demais" só vai deixá-lo ainda mais estagnado."

A realidade é que o medo de perder, de não conseguir mudar, motiva o viciado a buscar mudança. Cada um de nós cansou de algo, ou teve receio de perder; isso é uma mola que nos leva aos 90 dias sem PMO e depois uma vida inteira.


Caro Luis,

Obrigada por suas colocações... Elas vieram em um contexto interessante, intenso e complicado...

Sábado passado, uma moça, consagrada de uma comunidade católica, que acompanha meu namoro me alertou: "não passe a mão na cabeça dele, você não é qualquer coisa e é preciso que ele lute intensamente e verdadeiramente contra esse vício para que vocês consigam ficar juntos com o mínimo de dignidade."

Os pais dele não ligam para o vício em pmo, mesmo sabendo do vício, fingem que não é grave ou que o problema não existe... E eu... Bem, eu já vacilei muito, porque acolhi ele com todas minhas forças no início e tinha medo de expor o quanto me machucava e isso fazer ele se sentir culpado e recair...

isso não deu certo por muito tempo, eu comecei a não aguentar e aprendi a falar e a explicar como eu me sentia e até mesmo de tentar fazer ele pensar como era estar na minha pele. Mas, ser dura com ele é muito difícil para mim, porque quando ele fica triste de verdade é que as quedas, em sua maioria, acontecem...

E siim, é realmente muito triste o quanto isso que o Magrão falou é verdade. meu namorado já admitiu a contragosto que o vício sempre esteve lá quando ele se sentia mal, como uma fonte de acolhimento quando a vida estava ruim... E mesmo se sentindo mal depois das quedas, antes da instalação dos bloqueadores, as quedas dele eram muito recorrentes (eu fiquei sabendo do vício em fevereiro, ele só permitiu que eu instalasse os bloqueadores em maio do ano passado).

Eu tentei fazer isso ontem, expliquei para ele o quanto estou exausta, o quanto é difícil entender e acreditar que ele gosta de mim com todas as atitudes dele nas últimas semanas de distanciamento assim como os descuidos eventuais na luta contra pmo... beeem, a conversa deixou ele realmente muito mal, fiquei preocupada com ele, me sentindo impotente...

Quando voltei para casa, falando com ele por mensagem ele disse que estava ok, que não estava pensando em nada ruim.

Entretanto, eu estava muito exausta e acabei dormindo sem falar com ele direito a noite... E foi justamente quando a merda pesou para ele... Segundo o que ele partilhou a contragosto hoje de manhã, ele se sentiu muito triste, como não havia estado há muito tempo, e o corpo dele estava muito fogoso de modo que ele não conseguia dormir, Infelizmente, ele não ousou ligar para me acordar, nem teve coragem de sair da cama. Graças a Deus, ele disse q n fantasiou nem nada, mas acabou se masturbando...

Bem, masturbação é não constitui uma recaída, mas com 1 ano e seis meses lidando com o reboot do meu namorado, sei também que as explosões dele com masturbação sempre ocorrem pouco antes dele recair com pmo... E como ele está com pouco tempo de reboot com luta mais intensa contra fantasias, estou com muito medo dos próximos dias...

Estou também um pouco abalada e me sinto responsável em algum nível, porque se eu estivesse mais atenta ontem a noite, principalmente quando ele me ligou para rezarmos, essa situação poderia ter sido evitada. Já teve vez em que ele admitiu estar com dificuldades para dormir pq estava meio fogoso e conversando com ele e lembrando ele de se levantar da cama, de jogar água na cara, de fazer algum exercício, sugerir algo para o distrair, o corpo dele ficava neutro e ia dormir em paz...

Para mim é apavorante como o corpo dele associa situações de estresse e tristeza com excitação e masturbação...

Mas enfim, estou aqui, um pouco triste por mais essa situação...E por isso mesmo que não sei, meu caro Luis, como dar esse choque nele, ás vezes parece que levar um choque vai levar ele direto para merda, e isso é a última coisa que eu quero...

Ahhh, espero que um dia meu namorado vença essa merda toda...

Obrigada por sua mensagem... quando as coisas se acalmarem da situação de ontem vou levar em consideração o que você falou... Até porque eu tenho meus limites...

Com gratidão,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 17/8/2017, 23:12
Esposa deseperada escreveu:Beth, aproveitando a opinião de quem já foi viciado, estou usando a estratégia de ser extremamente compreensiva, amorosa, adestrando (salientando o que ele fez de bom), elogiando, usando frases subliminares, tipo quando estamos dando risada: "tá vendo como te faço feliz. Vamos jantar?" ou "tá  animadinho, tá querendo a esposa né? Peraiii que vou pegar café da manhã", ou a psicologia reserva. Entendeu??

Estou comendo pelas beiradas, preparando o terreno, porque, no meu caso, meu marido entende que a pmo todo dia não é vicio, ele não aceitou ainda esta condição, apesar de sabermos que ele pratica a pmo várias vezes ao dia.

Aaah já comecei a testar confusão/insegurança na mente dele, por exemplo, passo a semana inteira amorosa e carinhosa e de repente fico um dia em silêncio, me afasto, demoro para responder as msg dele....ele fica meio sem saber o que fazer, pois não sabe o que estou pensando, o que eu sei ou o que posso fazer.

E tem dado certo, vejo uma luz no fim do túnel, porque ele começa querer me agradar, puxar assunto, querendo atenção, só preciso aprimorar a técnica, porque pela lógica, demostração de fatos, estudos e  pela razão de que esse lixo pode destruir nosso casamento ele não vai querer parar, porque está numa zona de conforto, vou ter que caprichar na emoção e por técnicas de adestramento kkkk

Causar uma intensa confusão interna, causar culpa, causar medo, terror se possível, para ele chegar no fim do poço e começar a compreensão de que ou ele larga ou me perde.

É meio maquiavélico e um risco, eu sei, mas ele precisa "se acostumar mal", com a minha compreensão, passividade, sem cobranças, sem falar no vício  para eu dar o xeque-mate, mas isso......prevejo para daqui um ano e meio até dois anos, é toda uma estratégia kkkkkkkkkkkkkkk

E o que meu coração está mandando eu fazer no momento.

Ia te falar isso no meu diário, mas calhou essa fala da compreensão aqui.

Te desejo força, fé e sabedoria.

Esposa esperançosa.

Moça, moça, moça,

Como admiro tua força e determinação! Seu marido tem uma esposa valiosa demais!!!!!!!!!!

Espero conseguir ser mais firme como você é.. Obrigada por reforçar isso assim como o Luis...

É complicado, eu estou com medo de mil e uma coisas, mas quero tentar ajudar ele a reconhecer cada vez mais essa merda toda que ele está enfiado há mais de uma década...

Eu sei que ele já sabe de boa parte dos problemas de pmo, mas, às vezes, ele parece anestesiado. Do tipo, saber que é grave, é tenso, é ruim, mas não se preocupar tanto com realizar mudanças grandes hoje...

Ahh, nem sei...
Obrigada por sua presença...

Seu apoio é fundamental para mim Smile

Desejo muita força para ti nessa luta!

Com carinho e gratidão,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Luis Santos
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 18/8/2017, 09:29
Elizabeth de Cássia escreveu:

Caro Luis,

Obrigada por suas colocações... Elas vieram em um contexto interessante, intenso e complicado...

Por nada! No que puder, estou aqui para ajudar.



Elizabeth de Cássia escreveu:Sábado passado, uma moça, consagrada de uma comunidade católica, que acompanha meu namoro me alertou: "não passe a mão na cabeça dele, você não é qualquer coisa e é preciso que ele lute intensamente e verdadeiramente contra esse vício para que vocês consigam ficar juntos com o mínimo de dignidade."

Concordo com ela!



Elizabeth de Cássia escreveu:Os pais dele não ligam para o vício em pmo, mesmo sabendo do vício, fingem que não é grave ou que o problema não existe... E eu... Bem, eu já vacilei muito, porque acolhi ele com todas minhas forças no início e tinha medo de expor o quanto me machucava e isso fazer ele se sentir culpado e recair...

O problema todo é que os pais dele não conhecem o vício. Esse vício é um fenômeno relativamente novo, por isso muitas pessoas acham que é normal. Até mesmo Psicólogos que não estudam esse assunto chegam a falar para pacientes que não há nada demais consumir pornografia.

Espero que passe a expor a ele como se sente, afinal você também é importante, não apenas ele. Caso ele caia a culpa não será sua, mas toda dele. Ele deve compreender o vício e bolar estratégias para vencê-lo. Não se culpe caso ele venha recair, acredite: a culpa não é sua!



Elizabeth de Cássia escreveu:isso não deu certo por muito tempo, eu comecei a não aguentar e aprendi a falar e a explicar como eu me sentia e até mesmo de tentar fazer ele pensar como era estar na minha pele. Mas, ser dura com ele é muito difícil para mim, porque quando ele fica triste de verdade é que as quedas, em sua maioria, acontecem...

Olha, nesse relacionamento vocês dois são importantes, não apenas ele. Relacionamento é feito por duas pessoas, caso uma não se doe ou não se importe com a outra as coisas não irão andar bem. Fale como se sente, diga o que se passa em sua mente. Se você ficar apenas tentando ajudá-lo e se colocando de lado chegará um ponto que quem vai precisar de ajuda será você e não ele. Olha que já vi a esposa de um viciado precisar de ajuda psicológica e médica por se doar demais e não pensar em si. Tu não vai querer adoecer por causa disso, vai?



Elizabeth de Cássia escreveu:Eu tentei fazer isso ontem, expliquei para ele o quanto estou exausta, o quanto é difícil entender e acreditar que ele gosta de mim com todas as atitudes dele nas últimas semanas de distanciamento assim como os descuidos eventuais na luta contra pmo... beeem, a conversa deixou ele realmente muito mal, fiquei preocupada com ele, me sentindo impotente...

Quando voltei para casa, falando com ele por mensagem ele disse que estava ok, que não estava pensando em nada ruim.

Entretanto, eu estava muito exausta e acabei dormindo sem falar com ele direito a noite... E foi justamente quando a merda pesou para ele... Segundo o que ele partilhou a contragosto hoje de manhã, ele se sentiu muito triste, como não havia estado há muito tempo, e o corpo dele estava muito fogoso de modo que ele não conseguia dormir, Infelizmente, ele não ousou ligar para me acordar, nem teve coragem de sair da cama. Graças a Deus, ele disse q n fantasiou nem nada, mas acabou se masturbando...

Aí tem um ponto interessante. Ele já sabe em quais momentos costuma recorrer a PMO, agora o que ele tem a fazer é bolar uma estratégia pra quando estiver triste não cometer o mesmo erro. Vou dar uma passada no diário dele, verei no que posso ajudá-lo.

Elizabeth de Cássia escreveu:Bem, masturbação é não constitui uma recaída, mas com 1 ano e seis meses lidando com o reboot do meu namorado, sei também que as explosões dele com masturbação sempre ocorrem pouco antes dele recair com pmo... E como ele está com pouco tempo de reboot com luta mais intensa contra fantasias, estou com muito medo dos próximos dias...

Olha, o reboot é para se abster da pornografia, alguns conseguem cumpri-lo masturbando-se com pouca frequência. O problema todo é o seguinte:

1° - Masturbação leva a fantasias, fantasias leva a pornografia
2° - O número de rebooters que concluíram o reboot usando masturbação é mínimo. Ao menos aqui no fórum não lembro de um nome que tenha conseguido. Pelo menos no tempo em que estou aqui.



Elizabeth de Cássia escreveu:Estou também um pouco abalada e me sinto responsável em algum nível, porque se eu estivesse mais atenta ontem a noite, principalmente quando ele me ligou para rezarmos, essa situação poderia ter sido evitada. Já teve vez em que ele admitiu estar com dificuldades para dormir pq estava meio fogoso e conversando com ele e lembrando ele de se levantar da cama, de jogar água na cara, de fazer algum exercício, sugerir algo para o distrair, o corpo dele ficava neutro e ia dormir em paz...

Para mim é apavorante como o corpo dele associa situações de estresse e tristeza com excitação e masturbação...

Não se culpe! Não se culpe! Você não tem culpa de nada! Tu está para ajudar, essa luta é dele e não sua. Sua parte como companheira você está fazendo; agora cabe a ele fazer a dele.

Elizabeth de Cássia escreveu:Mas enfim, estou aqui, um pouco triste por mais essa situação...E por isso mesmo que não sei, meu caro Luis, como dar esse choque nele, ás vezes parece que levar um choque vai levar ele direto para merda, e isso é a última coisa que eu quero...

Ahhh, espero que um dia meu namorado vença essa merda toda...

Peça orientação a Deus, Ele mostrará como deve agir. Mais uma vez repito: você não tem culpa das quedas dele!


Elizabeth de Cássia escreveu:Obrigada por sua mensagem... quando as coisas se acalmarem da situação de ontem vou levar em consideração o que você falou... Até porque eu tenho meus limites...

Anram... é justamente isso, veja quais são seus limites, na vida há limite para todas as coisas.



Abraço,
Luís Santos.

_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: https://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 18/8/2017, 12:41
Luis Santos escreveu:
Espero que passe a expor a ele como se sente, afinal você também é importante, não apenas ele. Caso ele caia a culpa não será sua, mas toda dele. Ele deve compreender o vício e bolar estratégias para vencê-lo. Não se culpe caso ele venha recair, acredite: a culpa não é sua!

Ahhh cara,

Não sei se aguento passar por outra queda dele com pmo não... Porque é preciso muita vontade da parte dele para se permitir cair, celulares dos pais bloqueados e o pc também, é preciso ele fuçar muito o bloqueio do pc para conseguir fazer merda. Se ele se esforçar tanto para ver pmo  depois de tudo que passamos, que desculpa terei eu para continuar com ele?

Ontem, ele estava bem confiante quanto nosso namoro, apesar dos problemas com masturbação na quarta... "Eu sei que nós não vamos terminar, pq o problema é pmo e isso está sendo cuidado..." Essas alterações bruscas de humor dele me assustam.

Luis Santos escreveu:
Se você ficar apenas tentando ajudá-lo e se colocando de lado chegará um ponto que quem vai precisar de ajuda será você e não ele. Olha que já vi a esposa de um viciado precisar de ajuda psicológica e médica por se doar demais e não pensar em si. Tu não vai querer adoecer por causa disso, vai?

Vc está absolutamente certo... As quedas e as mentiras dele já bagunçaram meu ciclo menstrual algumas vezes. Porque me abala muito. Eu não posso me permitir ir muito longe demais, porque não é só com ele que me importo, tenho meus pais para ajudar financeiramente e a última coisa que minha família precisa agora é que eu fique doente...

Luis Santos escreveu:
Aí tem um ponto interessante. Ele já sabe em quais momentos costuma recorrer a PMO, agora o que ele tem a fazer é bolar uma estratégia pra quando estiver triste não cometer o mesmo erro. Vou dar uma passada no diário dele, verei no que posso ajudá-lo.

Ahh, Luis, cara, muito obrigada!  às vezes não sei nem como insistir ou falar algumas coisas quanto o vício para ele. Por eu ser mulher e nunca ter sido viciada em pmo, algumas vezes, ele não me leva muito a sério, apesar de me ouvir, não coloca em prática o que eu falo, entende?

Ele ainda tem cometido alguns deslizes bobos, sabe? Mesmo após tanto tempo de luta, ele confessou, um pouco triste, que chegou a testar os bloqueios do pc da faculdade dele por um tempo, até perceber o risco do que ele tava fazendo e parar... O que eu posso fazer qdo escuto uma coisa dessa? Dá vontade de sacudir ele, tipo, "O QUE VC TA FAZENDO?" Pq não entendo como ele ainda se permite uma mancada dessa...

Luis Santos escreveu:
Olha, o reboot é para se abster da pornografia, alguns conseguem cumpri-lo masturbando-se com pouca frequência. O problema todo é o seguinte:

1° - Masturbação leva a fantasias, fantasias leva a pornografia
2° - O número de rebooters que concluíram o reboot usando masturbação é mínimo. Ao menos aqui no fórum não lembro de um nome que tenha conseguido. Pelo menos no tempo em que estou aqui.

Isso é sério, espero que alguém lembre ele disso no diário dele tb... Porque é realmente desanimador, depois de um dia em que tivemos conversas sérias, sobre o qt pmo abala a nós dois e como está o nosso namoro, ele ter recorrido a masturbação... E só Deus sabe o quanto de fantasia foi envolvido no processo, apesar do esforço dele quanto a isso...

Luis Santos escreveu:
Peça orientação a Deus, Ele mostrará como deve agir. Mais uma vez repito: você não tem culpa das quedas dele!

Nunca rezei tanto, meu caro... Estou realmente tentando entender o que Deus quer dizer com essa situação toda... Espero, de todo meu coração, que meu namorado lute intensamente e de verdade contra esse vício, e vença, mesmo que não seja para ficar comigo. Ele é alguém maravilhoso demais para se permitir continuar vivendo preso a isso...

Muito obrigada pelas orientações e dicas!!!

Com muuuuita gratidão e carinho,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 18/8/2017, 18:58
Estou confusa...

De repente parece ingenuidade da minha parte ter acreditado no que meu namorado falou quando disse que teve problemas mas apenas se masturbou, sem fantasias...

Masturbação + fantasia = motivo para zerar o reboot?


Isso só me revolta... eu sei que ele sempre ameniza quando tem algum problema... nunca fala a verdade nua e crua, n somente para mim, mas para todo mundo.

Ahhhhhhhhh q saco! No dia que conversei com ele sobre cm as coisas estão ruins, isso acontece?????

Desculpem... apenas precisava desabafar um pouco

___________________________________________________________________________________________________

Pirei um pouco e fui injusta com meu namorado tb... Preciso relaxar um pouco pois estou preste a explodir...

Vou evitar net e pensar sobre esse assunto de pmo esse fim de semana... antes que eu enlouqueça...

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Torneira
Torneira
Mensagens : 246
Data de inscrição : 05/08/2016

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 21/8/2017, 11:32

Elizabeth.
Totalmente compreensivel sua revolta. Até eu fiquei com cisma hehe
Sem julgamento, só brincadeira.
Mande notícias após sua reflexão. A relação pesa com lixo no meio. E, quando queremos, pornografia serve como pretexto para tudo.
infelizmente!
força por aí!

_______________________________________
Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 21/8/2017, 22:53
É isso aí...

Vc tem razão Torneira...

Não deve haver motivo, por mais triste e grave q sejam algumas situações da vida, q possa justificar se enfiar na lama q é pmo... Atola muito rápido e é extremamente difícil de sair dessa merda...

Obrigada por sempre me acompanhar e acolher!

Bem, apesar de todos problemas da semana passada, estive com meu namorado de sábado a tarde até agora a pouco... Passei o fim de semana na casa dele, tive a oportunidade de conversar bastante com a mãe dele e pela primeira vez tive mais esperança quanto ao posicionamento dela...

Ela estava preocupada com o excesso de jogos e eu tentei ajudar ela a entender ele, não posso dizer que deu 100% certo. Ao menos ela parece mais disposta a apoiar o meu namorado com novas ocupações e um novo hobby. Enfatizei a importância dele fazer algo que ele goste, espero que ela tenha me escutado.

Ela já viu o preço e os horários do pilates para ele fazer duas vezes por semana, é algo que ele gostava de fazer, então parece uma boa opção...

Não me sinto confortável tendo que me intrometer tanto com a mãe dele, a situação atual já está tão insana... Mas acabei fazendo isso, ela tem mais poder para ajudá-lo do que eu...

Imagino que será mais fácil para ele dormir melhor e mais tempo se ele começar a fazer alguma atividade física.

Acredito que + sono a noite = - espaço para problemas com pmo...

Meu namorado comentou também o interesse de começar a praticar tênis, mas ainda não correu atrás de uma vaga...

Hoje. ele estava aqui em casa, passei a tarde ajudando ele a esquematizar as datas de provas e trabalhos desse semestre na esperança de que isso facilite a organização dos horários dele...

Ele vacila de vez em quando mas ele tem tentado em algum nível caminhar e seguir firme... Definitivamente, com tudo que sinto e tudo que tenho visto dele, ainda parece valer a pena!

Um sincero desejo de força e vitória para todos que lutam contra esse vício!!!

Abraços,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Conor Mcgregor.
Conor Mcgregor.
Mensagens : 1086
Data de inscrição : 06/05/2017
Idade : 30

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 22/8/2017, 10:27
Elizabeth de Cássia escreveu:Estou namorando há um ano e sete meses, fiquei sabendo dos problemas dele com pmo no segundo mês de namoro, de lá para cá foram muitas quedas e muita dificuldade.
Ele chegou a reconhecer que estava com problemas e precisava de ajuda, leu o ebook, e até usa eventualmente o fórum.
Porém, ele volta a se expor a pmo após algum tempo de reboot, ele já finalizou o reboot duas vezes e pouco após voltou a cair, até agora eu realmente sempre tentei acreditar e confiar que as coisas melhorariam, mas estou exausta.

Dessa vez ele foi atrás de acompanhantes, não chegou a concretizar nada, mas chegou próximo disso. Agora eu realmente estou com dificuldades de continuar confiando ou insistindo em ajudar ele.

Eu não sei mais o que fazer, não consigo confiar que é possível mais... Eu o amo tanto, mas não conseguiria suportar se da próxima vez ele chegar a concretizar as fantasias dele com uma prostituta.
Poxa, mesmo depois de tantos dias de reboot...
Nunca estive tão desanimada...

Um apelo bem fragilizado de alguém muito triste...


Att.,
Beth

O que eu tenho a dizer é o seguinte...Só ele têm a mudar isso. O novo ebook têm um livro dando dicas para namoradas de viciados em pmo. de uma lida nele se ama tanto o seu namorado. Vai te ajudar bastante.

_______________________________________
DA UMA PASSADA NO MEU DIÁRIO: http://www.comoparar.com/t5738-diario-do-mcgregor

"NOS VEMOS NO PÓDIO" - TOGURO  ( A LENDA DO FORUMEIROS).

Toguro, entra em contato meu velho!

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 25/8/2017, 13:26
Conor,

Quando comprei o ebook para meu namorado, há um ano atrás, eu li esse livro para as namoradas. Ele ajudou em algum nível. Entretanto, como meu namorado já estava lutando contra pmo há bastante tempo, os gêneros q ele acessa qd ele cai não são tão aversivos, de modo que, continuo me sentindo uma bosta e não há o consolo de que ele está procurando coisas que não são o padrão de beleza normal. Enfim, faz muito tempo que li e talvez eu possa retomar a leitura...

E Anonymus,

De fato, desistir não é opção, desistir seria abrir mão da tua felicidade, da tua liberdade!!!!!!!!

Ahh meu caro, eu sou uma pessoa um pouco chata com firmeza e resultados.

Meu namorado admitiu que era viciado e começou o reboot com mais cuidado, lendo o ebook e tudo mais, em agosto do ano passado, um ano atrás, caiu em janeiro desse ano e caiu agora em julho.  Os motivos que o levaram a cair foram ridículos em ambos casos, ele já tinha passado por situação pior sem cair. Ele subestimou o vício...

Veja bem, meu namorado ficou 170 dias sem pmo, mas manteve fantasias no cotidiano c as moças que via na rua ou com lembranças de pmo,  dessa forma, não houve tantas melhorias na vida dele como poderia, porque ele se mantinha preso a isso. Ah ele também não investiu como deveria em atividades de religação.

Tanto que na primeira oportunidade com muita frustração com os pais e irritado comigo ele jogou para o alto os 170 dias e ligou para uma garota de programa...

Você está certo, não adiantar ter 1000 dias se eles forem sem qualidade e cuidados com atividades de religação e fantasias, ter muitos dias sem seriedade é se enganar.

A luta é todo dia e até a morte, é preciso usar de todas as  forças, para não deixar espaços para vacilos. Alguém pode cair com uma semana, dois meses, seis meses, dois anos, basta descuidar. Odeio essa realidade porque ela me deixa insegura, mas é a verdade.

Meu namorado já lutava contra pmo muito antes da gente namorar, mas sem um método ou cuidado, porque ele não tinha noção e sequer admitia que era viciado. Mas hoje, com 1 ano e 8 meses de namoro, 1 ano e 6 meses que eu sei e tento ajudá-lo contra essa merda, depois de buscar tampar todos os buracos e apoiar ele a buscar novas atividades prazerosas, eu exijo o mínimo de avanço dele. Sabe? Poxa, ele sabe como evitar, ele sabe o que ele quer, é preciso que ele colabore com o demônio para que ele possa cair em pmo novamente. Sei que pode parecer absurdo, mas acredito verdadeiramente nisso.

_Anonymus escreveu:
Elizabeth, acho que você pode se sentir privilegiada em certa questão. Teu namorado tem noção do quanto o vício é devastador em suas vidas e luta contra isso. Quantas namoradas e esposas por aí a fora tem maridos viciados, mas que não se consideram como tal? Será que é menos pior do que a sua situação e a situação da minha esposa? Não. Muitos por aí acham isso tão natural quanto beber água e não se importam com os danos causados a si mesmo e aos parceiros(as).

Existe sim muito sofrimento, muita luta. Mas como tudo na vida, tem um lado bom; basta analisarmos a forma que enxergamos a situação. E apesar das coisas ruins existentes no vício, procuro enxergar coisas, como: foi bom ter conhecido o fórum, foi bom procurar ajuda, foi bom compartilhar com a minha esposa, agora posso lutar, pois passei a conhecer meu inimigo e etc.

Enfim, espero que isso te sirva de ânimo. Agradeça à Deus por essas coisas boas, tá, eu sei, são mínimas diante de um vício devastador, mas fazem TODA diferença. Não fossem estas, vocês provavelmente nem estariam juntos e ele já teria lhe trocado pela pornografia. Acho que vale a reflexão. Uma das coisas que a minha esposa mais me ensina é o agradecimento à Deus, não importando a situação em que estamos, afinal, alguém nesse exato momento está em uma situação pior, e muitas vezes, 1O mil vezes pior do que a nossa. Reflete aí, Elizabeth. Espero ter ajudado Wink


Sim, por estar com alguém que tem o mínimo de disposição para lutar e sair dessa vida sou privilegiada. Poderia muito bem estar em um relacionamento com condições bem piores. Apesar de entender o que você falou não consigo ver o lado bom desse vício, ele desgastou demais meu relacionamento com meu Uzumaki, de modo que, eu tenho dificuldade para acreditar que ele vai continuar comigo por muito mais tempo. De namorada passei mais a ser a ajuda e a lembrança do reboot do que alguém que ele tem bons momentos. Não há mais alegria como antes quando nos encontramos, sabe?

Sua esposa é muito sábia, de fato, devemos sempre agradecer a Deus por todas as coisas, seja nos momentos de dor, seja nos de alegria. Eu tento ser grata a Ele pelos avanços que meu namorado já teve. Mas é difícil agradecer pela situação como todo, preciso exercitar mais isso...

Obrigada pelas palavras, desculpe meu desânimo, virou um desabafo sobre as quedas do meu namorado...

Com carinho,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Luis Santos
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015

Desesperança - Página 3 Empty Sobre o reboot e resultados.

em 28/8/2017, 10:54
Para quem não leu e por consequência não entendeu o método é bom explicar algumas coisas. O reboot é um método experimental, ou seja, é preciso experimentar por si mesmo todo processo; deve-se cumprir os passos para que se obtenha os resultados.

Todo conteúdo disposto na teoria é fruto de um estudo científico e observado na prática por diversas pessoas. O reboot é ciência e não um fenômeno que acontece do nada sem uma explicação aparente, por isso é fundamental cumprir todos os passos para que o rebooter consiga se livrar do vício.

Os 90 dias são uma média, baseada em um estudo e observação. Algumas pessoas podem demorar um tempo maior para conseguir resultados mais satisfatórios, mas isso não desabona a veracidade do reboot. Lembrando que o que se fala aqui é algo comprovado, baseado no estudo e aplicação do Gary Wilson, então, para que se prove que o exposto aqui não é verídico deve-se pegar o livro do Gary e refutar as partes contidas nele, e também os relatos das pessoas que cumpriram o passo-a-passo e provar que é mentira, ou que fizeram algo a mais do que o método expõe. O Projeto compilou as informações que absorveu e criou esse espaço, criando assim um "método brasileiro"; o fato de existirem pessoas que postaram no histórias de sucesso comprova que o que existe aqui é algo que surte efeito. Caso alguém queria provar que isso aqui não funciona, pode ficar à vontade para pegar os relatos e ir refutando um a um, pois é assim que funciona quando se quer provar algo.

O que faz com que um viciado consiga se livrar do vício é sua verdadeira vontade de abandoná-lo. Sinceramente se alguém diz conhecer o método a "xx" tempo e diz que não conseguiu se livrar do vício, algo está errado. E o que está errado não é o método e sim o que a pessoa diz estar fazendo. Nada, eu disse nada mesmo, justifica uma pessoa que leu o e-book, assistiu os vídeos do Gary Wilson e diz estar há muito tempo e ainda não se livrou da pornografia. O problema todo está nela e não no método. O que faz com que pessoas sejam ex-viciadas é sua verdadeira vontade de vencer, elas não são iluminadas, mais fortes ou melhores do que outras, simplesmente se determinaram a isso, e a duras penas conseguiram.

Sempre digo isso: se Graças a Deus, eu me livrei desse vício, qualquer um pode! Qualquer um mesmo!


Elizabeth, desculpe-me por ter usado seu diário para falar essas coisas, pareceu um desabafo mas não foi. Acontece que não posso ver algumas exposições erradas e ficar calado. Nos últimos dias os diários que mais tenho acompanhado são das Mulheres e Namoradas e parceiras de viciados, sabe por quê? As mulheres são as que menos sofrem com o vício, por isso penso que é bom ter um acompanhamento, e as namoradas dos viciados sofrem demais com um vício que não é delas e muitas vezes chegam a se anular, sendo que seus companheiros no fundo não estão dispostos a largarem o vício. Tenho uma irmã de 9 anos, toda vez que falo com uma de vocês penso que poderia ser ela; por isso não posso mentir ou tentar amenizar algo, da mesma forma que desejo o melhor para minha irmã e não quero que sofra por nada, desejo a vocês namoradas de viciados.

Tenho visto a falta de vontade em muitos rebooters, e isso tem ajudado também para que eu olhe poucos diários por aqui. Com um pouco de experiência conseguimos perceber quem de fato está determinado a abandonar o vício ou não; por isso me abstenho de comentar nos diários da maioria do pessoal aqui.

No mais, to acompanhando o diário do seu moço, tentando ajudá-lo a se livrar do vício, ele no momento tem demonstrado que está disposto a se livrar da pornografia mesmo. Fique tranquila, peça muito a Deus para que vocês consigam vencer isso, saiba que se o seu Uzumaki estiver mesmo disposto a se livrar desse vício maldito vocês terão uma bela história para contar.

Tenha uma boa semana!



Luís Santos.








_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: https://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 28/8/2017, 21:02
Prezado Luis,

Confesso que me surpreendi com sua mensagem, acredito que devo ter me expressado mal na postagem anterior, o que é bem provável dado meu estado emocional quando escrevi...

Eu sempre li o material no site e no próprio fórum para tirar dúvidas sobre como fazer corretamente o reboot. Não consegui ler todo o ebook porque quando tentei me fez muito mal, tinha pesadelos e chorava muito, infelizmente, não sou tão forte assim. Desse modo, me dediquei a ler o material do site e ver os vídeos do Gary Wilson sobre o vícios e suas características, formas de combate. Sempre tirei minhas principais dúvidas no fórum e incentivei meu namorado a ler o ebook e a ver os vídeos. Graças a Deus, ele fez isso...

Luis Santos escreveu:
Todo conteúdo disposto na teoria é fruto de um estudo científico e observado na prática por diversas pessoas. O reboot é ciência e não um fenômeno que acontece do nada sem uma explicação aparente, por isso é fundamental cumprir todos os passos para que o rebooter consiga se livrar do vício.

Siiiim Smile Sou alguém que tem um carinho imenso por modelos e testes empíricos, sou uma economista que ama brincar com dados, analisar e verificar os resultados Smile . Foi justamente o fundamento científico que me trouxe até o fórum, que me fez levar a sério o método proposto no ebook e que me deu esperanças de que realidade do vício em pmo pode ser vencida.

Luis Santos escreveu:
Nada, eu disse nada mesmo, justifica uma pessoa que leu o e-book, assistiu os vídeos do Gary Wilson e diz estar há muito tempo e ainda não se livrou da pornografia. O problema todo está nela e não no método. O que faz com que pessoas sejam ex-viciadas é sua verdadeira vontade de vencer, elas não são iluminadas, mais fortes ou melhores do que outras, simplesmente se determinaram a isso, e a duras penas conseguiram.

Sempre digo isso: se Graças a Deus, eu me livrei desse vício, qualquer um pode! Qualquer um mesmo!

Percebi, à custa de muitas lágrimas, com as quedas do meu namorado, que ele ainda estava vacilando em seguir todas as recomendações do ebook. A última queda dele que me fez enxergar isso com clareza. Desde então estamos nos esforçando mais juntos, ele está no fórum com uma regularidade que nunca vi antes e tem cuidado mais das fantasias e dos problemas dele com mo.

Eu ainda insisto em estar aqui no fórum e no meu namoro, porque enxergo eficácia do método e tenho esperanças que meu Uzumaki está lutando e aprendendo com os erros dele, e que com a graça de Deus vai conseguir vencer...


Luis Santos escreveu:
O que faz com que um viciado consiga se livrar do vício é sua verdadeira vontade de abandoná-lo.

Eu sei, não tenho dúvida alguma de que a responsabilidade é do meu namorado por ainda está preso a pmo. Foram descuidos, teimosias, excesso de autoconfiança e até mesmo algum nível de desconhecimento e ingenuidade dele que o fizeram vacilar em seguir todos os passos do método com o devido cuidado e esforço. O problema não está no método, mas nas atitudes que ele teve nas primeiras tentativas...

Você está certíssimo, é o esforço e determinação dele em fazer tudo que é necessário para vencer o vício que trará resultados...

É como você falou, não é algo mágico, nem aleatório. É preciso cuidado e disciplina para realmente vencer esse vício, atividades de religação, a busca por uma distribuição de tempo mais sadia, não se expor a gatilhos...não parar com os cuidados depois de um tempo...

Não quero que minhas postagens levem a desinformação... Peço desculpas se provoquei isso.

Luis Santos escreveu:
No mais, to acompanhando o diário do seu moço, tentando ajudá-lo a se livrar do vício, ele no momento tem demonstrado que está disposto a se livrar da pornografia mesmo. Fique tranquila, peça muito a Deus para que vocês consigam vencer isso, saiba que se o seu Uzumaki estiver mesmo disposto a se livrar desse vício maldito vocês terão uma bela história para contar.

Ahh, obrigada por estar acompanhando meu Uzumaki, é um grande consolo para mim ouvir de outra pessoa que ele está se esforçando, dá medo de ser apenas meu sentimento por ele fazendo eu enxergar o melhor...

Com carinho e gratidão,

Beth

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Luis Santos
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015

Desesperança - Página 3 Empty Peço desculpas, Elizabeth.

em 29/8/2017, 09:19
Elizabeth de Cássia escreveu:Prezado Luis,

Confesso que me surpreendi com sua mensagem, acredito que devo ter me expressado mal na postagem anterior, o que é bem provável dado meu estado emocional quando escrevi...

Elizabeth,

Peço desculpas a você se a mensagem que postei pareceu ser direcionada a ti, ela não foi. Como eu disse antes: tenho acompanhado apenas o diário das namoradas e mulheres e o único que tenho acompanhado fora esses é o do Uzumaki. Acontece que muitos usuários com 2,3 anos de fórum ainda não concluíram o reboot e continuam numa espiral de erros e quedas, e insistem em dizer que estão tentando mas não conseguem; quando uma namorada como você, chega aqui ao fórum e lê um relato desse tipo fica ainda mais triste pois pensa que pode acontecer o mesmo com seu namorado.

Foi justamente pra desmentir essa ideia de que ficar 2,3 anos lutando contra P e sem conseguir vencer é normal, que eu fiz aquela postagem. Seu Uzumaki não ficará todo esse tempo viciado, isso se ele quiser é claro. Quando você ler o relato de um rebooter que está há muito tempo no fórum, já leu o e-book, assistiu os vídeos do Gary Wilson e mesmo assim continua viciado, tenha certeza que isso não é normal!

Um grande exemplo pra mim é o M.V, ele ficou 1 ano sem PMO, depois por um vacilo acabou recaindo, sabe o que ele fez? Assumiu o erro, tapou as brechas que o levaram ao erro, e voltou com tudo para o reboot; até um celular simples ele adquiriu, o cel atual dele não tem acesso a internet, hoje ele está há mais de 100 dias sem PMO. Isso é um exemplo de determinação e mostra que quando se está determinado a fazer algo por mais dificultoso que seja, consegue-se obter sucesso.

Acredite: você não precisa ficar pensando que seu Uzumaki ficará anos e anos viciado se ele quiser largar o vício.



Elizabeth de Cássia escreveu:Eu sempre li o material no site e no próprio fórum para tirar dúvidas sobre como fazer corretamente o reboot. Não consegui ler todo o ebook porque quando tentei me fez muito mal, tinha pesadelos e chorava muito, infelizmente, não sou tão forte assim. Desse modo, me dediquei a ler o material do site e ver os vídeos do Gary Wilson sobre o vícios e suas características, formas de combate. Sempre tirei minhas principais dúvidas no fórum e incentivei meu namorado a ler o ebook e a ver os vídeos. Graças a Deus, ele fez isso...


É justamente por isso que atualmente me limito apenas a acompanhar o diário das namoradas e das mulheres,com exceção do Uzumaki. Boa parte das vezes as companheiras estão mais dispostas a lutar contra o vício do que o próprio viciado. É realmente algo desanimador para mim tentar ajudar um rebooter que no fundo não quer se ajudar.





Luis Santos escreveu:
Todo conteúdo disposto na teoria é fruto de um estudo científico e observado na prática por diversas pessoas. O reboot é ciência e não um fenômeno que acontece do nada sem uma explicação aparente, por isso é fundamental cumprir todos os passos para que o rebooter consiga se livrar do vício.

Elizabeth de Cássia escreveu:Siiiim Smile Sou alguém que tem um carinho imenso por modelos e testes empíricos, sou uma economista que ama brincar com dados, analisar e verificar os resultados Smile . Foi justamente o fundamento científico que me trouxe até o fórum, que me fez levar a sério o método proposto no ebook e que me deu esperanças de que realidade do vício em pmo pode ser vencida.

Desde que li seu diário eu percebi seu empenho em entender o vício e como combatê-lo. Basta ler as suas postagens que consegue-se notar isso Smile



Luis Santos escreveu:
Nada, eu disse nada mesmo, justifica uma pessoa que leu o e-book, assistiu os vídeos do Gary Wilson e diz estar há muito tempo e ainda não se livrou da pornografia. O problema todo está nela e não no método. O que faz com que pessoas sejam ex-viciadas é sua verdadeira vontade de vencer, elas não são iluminadas, mais fortes ou melhores do que outras, simplesmente se determinaram a isso, e a duras penas conseguiram.

Sempre digo isso: se Graças a Deus, eu me livrei desse vício, qualquer um pode! Qualquer um mesmo!

Elizabeth de Cássia escreveu:Percebi, à custa de muitas lágrimas, com as quedas do meu namorado, que ele ainda estava vacilando em seguir todas as recomendações do ebook. A última queda dele que me fez enxergar isso com clareza. Desde então estamos nos esforçando mais juntos, ele está no fórum com uma regularidade que nunca vi antes e tem cuidado mais das fantasias e dos problemas dele com mo.

Percebi mesmo que ele tem estado atento em relação ao reboot. Se isso te ajuda, não vou amenizar quando perceber que ele está tendo desleixo com o reboot; estou começando a mudar um pouco minha abordagem com os rebooters.



Elizabeth de Cássia escreveu:Eu ainda insisto em estar aqui no fórum e no meu namoro, porque enxergo eficácia do método e tenho esperanças que meu Uzumaki está lutando e aprendendo com os erros dele, e que com a graça de Deus vai conseguir vencer...

Amém! Com fé em Deus, se Uzumaki estiver realmente disposto a abandonar o vício vocês terão uma bela história para contar! Very Happy Eu irei fazer questão de ler o relato de sucesso de vocês dois! Very Happy




Luis Santos escreveu:
O que faz com que um viciado consiga se livrar do vício é sua verdadeira vontade de abandoná-lo.

Elizabeth de Cássia escreveu:Eu sei, não tenho dúvida alguma de que a responsabilidade é do meu namorado por ainda está preso a pmo. Foram descuidos, teimosias, excesso de autoconfiança e até mesmo algum nível de desconhecimento e ingenuidade dele que o fizeram vacilar em seguir todos os passos do método com o devido cuidado e esforço. O problema não está no método, mas nas atitudes que ele teve nas primeiras tentativas...

Você está certíssimo, é o esforço e determinação dele em fazer tudo que é necessário para vencer o vício que trará resultados...



É como você falou, não é algo mágico, nem aleatório. É preciso cuidado e disciplina para realmente vencer esse vício, atividades de religação, a busca por uma distribuição de tempo mais sadia, não se expor a gatilhos...não parar com os cuidados depois de um tempo...

Não quero que minhas postagens levem a desinformação... Peço desculpas se provoquei isso.


Elizabeth, eu que peço desculpas a você, mais uma vez! Para tentar desmentir algo acabei postando e ficou parecendo que foi pra ti a minha mensagem. Peço que leia com mais atenção as mensagens anteriores a minha que você entenderá o motivo da minha postagem.



Luis Santos escreveu:
No mais, to acompanhando o diário do seu moço, tentando ajudá-lo a se livrar do vício, ele no momento tem demonstrado que está disposto a se livrar da pornografia mesmo. Fique tranquila, peça muito a Deus para que vocês consigam vencer isso, saiba que se o seu Uzumaki estiver mesmo disposto a se livrar desse vício maldito vocês terão uma bela história para contar.

Elizabeth de Cássia escreveu:Ahh, obrigada por estar acompanhando meu Uzumaki, é um grande consolo para mim ouvir de outra pessoa que ele está se esforçando, dá medo de ser apenas meu sentimento por ele fazendo eu enxergar o melhor...

Com carinho e gratidão,

Beth

Não precisa agradecer, faço isso com muita boa vontade; acredite: quem ganha mais ajudando sou eu. Toda vez que leio os relatos das namoradas fico com mais vontade de tratar bem a minha, fico imaginando que poderia ser ela... isso é ruim demais.




Abraço,
Luís Santos.


_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: https://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 29/8/2017, 10:53
Aaaah Embarassed

Querido Luis,

Entendi, obrigada pela força!!

Atualizando: passei os últimos dois dias com meu namorado, ele leu as postagens no fórum mas ainda não teve oportunidade de escrever.

Tivemos momentos intensos e decisivos para nosso namoro no último fim de semana... Não é novidade para ninguém o quanto estamos machucados um com outro, por diversas razões, mas principalmente pelo desgaste de cobranças e medos de ambas partes.

Não pretendo entrar em detalhes porque acho justo que ele se expresse primeiro no diário dele, mas realmente, nesse fim de semana, ficou muito claro as consequências do vício de pmo sobre as minhas inseguranças e algumas tristezas dele quanto ao nosso namoro...

A questão da autoestima realmente tem pesado para mim, e mesmo cuidando mais do meu corpo, percebo que terei que arranjar alguma forma gratuita de ajuda quanto a isso... Há uma preferência do meu namorado com relação ao corpo das moças, não sei se decorrente de pmo ou não, que me deixa muito insegura.  Porque é algo que eu não tenho muito. E isso tem chegado a níveis de realmente começar a fazer mal a mim e a ele.

Estamos fragilizados, mas, decidimos lutar com mais intensidade e compromisso por nós dois, nos ajudarmos mais, mutuamente, quanto as minhas inseguranças e a falta de firmeza dele..

Espero que Deus tenha misericórdia e nos dê força para seguirmos com firmeza lutando um pelo o outro!!

Ahh uma coisa boba que fiz, mas que me deixou mais tranquila, foi colocar ligas reservas na carteira dele, as vezes acontecia de quebrar e ele passar um tempo sem, e apesar dele estar se beliscando quando tava sem liga, perguntei se podia colocar ligas reservas e ele permitiu Smile

É uma boa ideia para quem está usando a liga para lutar contra fantasia...

Desejo muita força a todos que desejam vencer esse vício...

Espero que minhas postagens sejam mais esperançosas daqui para frente!!!



Com carinho,

Beth,

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Luis Santos
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 29/8/2017, 18:04
_Anonymus escreveu:Fica tranquila, Elizabeth.

A mensagem foi direcionada à mim, mas não vou retrucar. Não vale a pena!  Wink

Não respondas ao tolo segundo a sua estultícia; para que também não te faças semelhante a ele.
Provérbios 26:4


Um abraço, e que você e seu namorado sejam felizes.


Era justamente por isso que não quis direcionar exatamente a você. Iríamos iniciar um debate no diário de outra pessoa que nada tem a ver com "nossas divergências", porém, como você citou a Bíblia não tive como deixar de responder a você.

"De que serviria o preço na mão do tolo para comprar sabedoria, visto que não tem entendimento?" (Provérbios 17:16)
Parafraseando: de que serve o reboot se o viciado não quer abandonar o vício?

Anonymus, peço encarecidamente que fique à vontade para postar em meu diário sua "tréplica", mas não poste algo direcionado a mim aqui. Postagens como a sua de que está há "xx" anos e ainda não venceu o vício mas diz que o importante é continuar lutando, só faz desanimar companheiras de viciados como a Elizabeth, que chegam aqui arrasadas com o vício de seus companheiros; ao chegarem aqui esperando uma mudança, algo que dê certo, se depara com frases como a sua.

Elizabeth, mais uma vez peço desculpas por postar isso em seu diário. Saiba que você tem todo direito em pedir para essas conversas pararem aqui.


Abraço, Deus abençoe você e seu moço!




_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: https://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
Luis Santos
Luis Santos
Moderador
Moderador
Mensagens : 1288
Data de inscrição : 13/01/2015

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 29/8/2017, 18:16
Elizabeth de Cássia escreveu:Aaaah Embarassed

Querido Luis,

Entendi, obrigada pela força!!

Atualizando: passei os últimos dois dias com meu namorado, ele leu as postagens no fórum mas ainda não teve oportunidade de escrever.

Tivemos momentos intensos e decisivos para nosso namoro no último fim de semana... Não é novidade para ninguém o quanto estamos machucados um com outro, por diversas razões, mas principalmente pelo desgaste de cobranças e medos de ambas partes.

O vício realmente machuca, por isso é importante todo empenho e dedicação do viciado para se abster do vício.






Elizabeth de Cássia escreveu:A questão da autoestima realmente tem pesado para mim, e mesmo cuidando mais do meu corpo, percebo que terei que arranjar alguma forma gratuita de ajuda quanto a isso... Há uma preferência do meu namorado com relação ao corpo das moças, não sei se decorrente de pmo ou não, que me deixa muito insegura.  Porque é algo que eu não tenho muito. E isso tem chegado a níveis de realmente começar a fazer mal a mim e a ele.

Elizabeth, se você quiser mudar algo de seu corpo por opção própria; faça isso, porém, aconselho que não se molde totalmente aos gostos de seu namorado. Isso só vai abalar mais ainda sua autoestima. Uma vez a Domi disse algo que entendi e aprendi: vocês mulheres não foram criadas para se amarem do jeito que são mas sim para imitarem outros padrões de beleza, isso já gera insegurança, piora quando se tem um companheiro viciado em P, aí que vocês ficam com a autoestima mais abaladas ainda. Quanto a essa preferência ser do vício, bem, pode ser sim. Contudo, ela deve ser extinta à medida que ele for cumprindo o reboot. Caso ele cumpra o reboot e essa "preferência" persista, aí é sinal de que não tem ligação com a pornografia, daí então será o caso de vocês dois repensarem esse gosto dele. Ficar querendo mudar algo em si apenas para agradar terceiros e ficar sofrendo por conta disso não é algo benéfico para ninguém.






Elizabeth de Cássia escreveu: Ahh uma coisa boba que fiz, mas que me deixou mais tranquila, foi colocar ligas reservas na carteira dele, as vezes acontecia de quebrar e ele passar um tempo sem, e apesar dele estar se beliscando quando tava sem liga, perguntei se podia colocar ligas reservas e ele permitiu Smile

É uma boa ideia para quem está usando a liga para lutar contra fantasia...

Desejo muita força a todos que desejam vencer esse vício...

Espero que minhas postagens sejam mais esperançosas daqui para frente!!!



Com carinho,

Beth,



Isso das ligas é muito bom! Mostra que ele está usando todas estratégias que pode.


Abraços!


_______________________________________



https://docs.google.com/document/d/1e16jZBv1CEYco_rYgNzlwXdQt-WvuYhLAYuuQIsT_fQ/edit

Minimize as chances de dar errado que você maximizará as chances de dar certo. (Taaviin)

Meu diário: http://www.comoparar.com/t199p150-comecando-o-processo-de-reboot?highlight=Luis+Santos

História de sucesso: https://comoparar.forumeiros.com/t525-90-dias-completos-o-reboot-funciona
Elizabeth de Cássia
Elizabeth de Cássia
Mensagens : 78
Data de inscrição : 07/04/2017

Desesperança - Página 3 Empty Re: Desesperança

em 30/8/2017, 11:03
Luis Santos escreveu:

Elizabeth, se você quiser mudar algo de seu corpo por opção própria; faça isso, porém,  aconselho que não se molde totalmente aos gostos de seu namorado. Isso só vai abalar mais ainda sua autoestima. Uma vez a Domi disse algo que entendi e aprendi: vocês mulheres não foram criadas para se amarem do jeito que são mas sim para imitarem outros padrões de beleza, isso já gera insegurança, piora quando se tem um companheiro viciado em P, aí que vocês ficam com a autoestima mais abaladas ainda. Quanto a essa preferência ser do vício, bem, pode ser sim. Contudo, ela deve ser extinta à medida que ele for cumprindo o reboot. Caso ele cumpra o reboot e essa "preferência" persista, aí é sinal de que não tem ligação com a pornografia, daí então será o caso de vocês dois repensarem esse gosto dele. Ficar querendo mudar algo em si apenas para agradar terceiros e ficar sofrendo por conta disso não é algo benéfico para ninguém.

Caro Luis,

De fato, a insegurança que eu já tinha foi agravada mil vezes durante meu namoro quando descobri o vício dele em pmo. O mais triste disso tudo é que mesmo que as moças sejam magras, a gente nunca está segura,  podia ter mais peito, podia ter um rosto mais delicado, podia mil coisas. Domi acertou em cheio com essa frase... Somos ensinadas que o nosso corpo nunca está perfeitamente no padrão e é muito difícil amar e aceitar o que temos inteiramente. Não tenho uma amiga que consiga fazer isso de verdade, e olha, tenho cada amiga linda...

Atualizações:
Como meu namorado deve ter exposto no diário dele domingo, fragilizados e desesperados, desrespeitamos o que prometemos um para outro em termos de limites quanto a carícias permitidas em nosso namoro. Fazia um bom tempo que isso não acontecia dessa forma e machucou muito porque em algum nível pareceu com o mecanismo do vício. Meu Uzumaki recorria a pmo quando ele estava chateado e desesperado, e nós dois recorremos a carícias em nosso namoro porque estamos machucados e desesperados com medo de perder um ao outro. O resultado de passar dos limites foi não conversar nem trabalhar os problemas que temos e, infelizmente, também foi a perfeita situação para ele ter mais dificuldades com o reboot.

Estou muito chateada com isso. Entendo o conceito do efeito caçador, mas estou um pouco incomodada. Sinto que há dois efeitos rolando nessa história.

Eu me pergunto quanto que saber da possibilidade de ter lidar com o efeito caçador depois de momentos intensos de pegação leva o rebooter a aceitar a ideia de ter problemas com olhar e pensar e se permitir mais vacilos...

O Uzumaki sabia que teria que lidar com um pouco mais de dificuldade após nosso momento,  mas tb n é algo totalmente incontrolável, eu não acredito que seja, então o que está acontecendo: ter mais dificuldades ou se permitir ter mais dificuldades? Ou um pouco de ambos?

Será que estou viajando? Obviamente nunca estive na pele dele e não posso dizer o quanto ele anda vacilando ou não na cabecinha dele... Não faz sentido para mim que algo tão longe de ser uma relação sexual provoque um efeito caçador pesado... Porque não foi algo assim, não chegou nem de longe perto de sexo.

No nosso caso, sei que pesa o lado espiritual, mas cara, acredito que Ele nunca nos deixe na mão, principalmente quando estamos lutando para fazer as coisas do jeito certo, e meu namorado tem tentado, então... Sei lá... Estou meio desconfiada com essa treta do efeito caçador...

Vocês falaram do sexo como atividade de religação, mas já li por aqui muito relato de moços tendo dificuldade e até caindo com pmo após sexo por causa do efeito caçador, estou confusa com a lógica por trás disso...

É algo relacionado com o tempo de reboot?

Bem, eu não pretendo fazer isso por agora, não durante o namoro, mas desanimo um pouco de até pensar em noivar logo (já conversamos sobre isso algumas vezes) diante dessa realidade... Para mim, pensar em casamento não faz sentido antes que ele se liberte desse vício...

Enfim...

Estou aqui pensativa...

Vou tentar pesquisar mais sobre o assunto e dar algum apoio para ele...


Beth

_______________________________________
Meu diário:
https://comoparar.forumeiros.com/t5491-desesperanca
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum