Ir em baixo
RosseauStrong
RosseauStrong
Moderador
Moderador
Mensagens : 2001
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 25/6/2020, 09:45
Fala, Broda.

Bixo, tu já tá 1 semana longe do veneno? BRABO DEMAIS! Vou encomendar uma boina para você, cara.

E caso você tenha o desejo de sair com uma mulher "interessante", tenta ver pelo o lado bom, o jeito simples pelo que ela é. 

Sair com uma moça e desfrutar das brincadeiras, emoções e sentimentos que estão expressos ali - sem objetificação - é a melhor atividade para se obter.

Um forte abraço, cara. TMJ#

Broda gosta desta mensagem

Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 30/6/2020, 13:44
RosseauStrong escreveu:Fala, Broda.

Bixo, tu já tá 1 semana longe do veneno? BRABO DEMAIS! Vou encomendar uma boina para você, cara.

E caso você tenha o desejo de sair com uma mulher "interessante", tenta ver pelo o lado bom, o jeito simples pelo que ela é. 

Sair com uma moça e desfrutar das brincadeiras, emoções e sentimentos que estão expressos ali - sem objetificação - é a melhor atividade para se obter.

Um forte abraço, cara. TMJ#

Quase cheguei lá, mas deu ruim =(

Eu quero construir relacionamentos saudáveis com as mulheres, onde eu consiga ser mais eu e menos viciado, sedento por gratificações.

E pra isso, estamos aqui né. Vamo que vamo!

Obrigado pela força, abraços!

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will
Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Segundo semestre vem aí

em 30/6/2020, 16:30
Como diria Bambam: é hora do show porra!!!


Fala galera!

Hoje um cara fez uma observação de algo que eu não estava nem me lembrando: o segundo semestre do ano está para entrar. Eu sou um cara que gosta muito de metas e me motivo bastante quando coloco na minha mente que vou fazer algo desafiador. Parando pra analisar, esse primeiro semestre começou focado, eu estava indo na academia 7x na semana, buscando sair todo final de semana, estava até me encontrando com uma moça com frequência, comecei a fazer terapia, consegui chegar no melhor shape da minha vida, bem, as coisas estavam acontecendo.

Até que, umas três semanas antes da pandemia, eu fiz algumas reflexões sobre uns pontos que estavam errados e vi que eu estava cometendo alguns erros. Por fim, me critiquei, mas não criei nenhum plano para o que estava ocorrendo e minha vida passou a desandar. Parei de fazer exercícios físicos e mudei o foco 100% para o trabalho, até que chega a pandemia e vai tudo por água abaixo. O vício ataca com força e minha rotina, que até então estava controlada por estar fora de casa praticamente o tempo todo, é simplesmente destruída e passo por um período de adaptação difícil. Fico bem sem chão, praticamente vegetando por vários dias, até que resolvo reagir e sinto que estou numa crescente, controlando melhor a rotina e as coisas estão melhorando.

Aproveitando isso, quero fazer com que esse segundo semestre seja de vitórias. Voltar a fazer exercícios, parar com a PMO, investir nos estudos, trabalho e tudo mais. É uma boa oportunidade para fazer uma revisão crítica do que aconteceu, aprender com os erros e criar metas para evoluir. Ainda há tempo para corrigir a rota.

Minha última queda foi muito por ter ficado fantasiando igual um imbecil. Os bloqueios na parte dos bloqueadores já estão melhores, mas não adianta muito se meu bloqueio mental não estiver adequado. Além disso, preciso combater certos padrões mentais e formas negativas de enxergar sexo, mulheres e transformar minha mentalidade como um todo. Andei aprendendo bastante coisa e acredito que estou cada vez melhor.

Por enquanto é isso, abração!


Última edição por Broda em 1/7/2020, 10:18, editado 1 vez(es)

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will

ilCapo gosta desta mensagem

RosseauStrong
RosseauStrong
Moderador
Moderador
Mensagens : 2001
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 1/7/2020, 08:05
Saudações, Broda.

Cara, eu lamento pela recaída recente. Você lutou de todas as formas e ainda continua lutando.

Essa pandemia afetou todo mundo, irmão. Mesmo o governo e a mídia pedindo para ficar em casa, eu vou sair de todo jeito, cara. Nós sabemos que fazer um Reboot decente dentro da caverna tem que ser forte, porque tem telefone, computador, TV e a cama pra deitar e, além de tudo, as comidas na geladeira.

Já você em outros lugares a situação é bem diferente! Você pode conhecer novas pessoas, pode sentir o vento batendo em você, está completamente longe das rede-sociais e contribuindo para seu desenvolvimento pessoal.

Você pode cumprir metas e objetivos, irmão. Saiba que, independente do semestre, tens a capacidade de seguir lutando! Não importa a pandemia ou qualquer evento que ocorra: porque os fortes sobrevivem em qualquer ambiente! 

E todos do Fórum reconhece seu desejo de lutar!

Um forte abraço, lutaremos juntos nessa batalha.

Broda gosta desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 646
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 32

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 1/7/2020, 19:36
Grande Broda,

Você é um cara que eu admiro muito e um dos motivos é que você produz aqui no fórum para caramba. Você é o cara que está zerando o seu segundo diário. Além disso, não é só a quantidade, mas também a qualidade. Isso se vê que a galera comenta muito aqui e acaba que a gente absorve muita coisa.

Você lançou essa reflexão do segundo semestre no meu diário. Eu respondi lá, mas quis continuar aqui, aproveitando a sua mensagem. Acho realmente importante a gente colocar metas e trabalhar com planejamento. De focar nos pontos em que precisamos melhorar. É sempre bom ter pelo que buscar. Quando as coisas vão se concretizando, surge a satisfação.

Te desejo todo sucesso e sei que você é capaz porque você mesmo já demonstrou isso uma pá de vezes aqui. Obrigado pelo tema para refletir.

_______________________________________

TEXTO PARA LER SEMPRE  -  CARTA DE ADEUS A PMO

"Venho entendendo que as coisas são como são. (...) Logo, não há razão para procurar abrigos em PMO. Não vou jamais mudar a natureza delas, mas posso mudar a minha forma de vê-las, de percebê-las. Posso aceitá-las (não se trata de uma mera aceitação conformativa, mas uma aceitação que desencadeia mudanças), assim, não dando poder aos sentimentos. Controlando-os, convivendo com eles - em paz". 5&4

Broda gosta desta mensagem

Megaboca4
Megaboca4
Mensagens : 257
Data de inscrição : 14/11/2016
Idade : 20

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 1/7/2020, 23:01
Broda escreveu:
Como diria Bambam: é hora do show porra!!!


Fala galera!

Hoje um cara fez uma observação de algo que eu não estava nem me lembrando: o segundo semestre do ano está para entrar. Eu sou um cara que gosta muito de metas e me motivo bastante quando coloco na minha mente que vou fazer algo desafiador. Parando pra analisar, esse primeiro semestre começou focado, eu estava indo na academia 7x na semana, buscando sair todo final de semana, estava até me encontrando com uma moça com frequência, comecei a fazer terapia, consegui chegar no melhor shape da minha vida, bem, as coisas estavam acontecendo.

Até que, umas três semanas antes da pandemia, eu fiz algumas reflexões sobre uns pontos que estavam errados e vi que eu estava cometendo alguns erros. Por fim, me critiquei, mas não criei nenhum plano para o que estava ocorrendo e minha vida passou a desandar. Parei de fazer exercícios físicos e mudei o foco 100% para o trabalho, até que chega a pandemia e vai tudo por água abaixo. O vício ataca com força e minha rotina, que até então estava controlada por estar fora de casa praticamente o tempo todo, é simplesmente destruída e passo por um período de adaptação difícil. Fico bem sem chão, praticamente vegetando por vários dias, até que resolvo reagir e sinto que estou numa crescente, controlando melhor a rotina e as coisas estão melhorando.

Aproveitando isso, quero fazer com que esse segundo semestre seja de vitórias. Voltar a fazer exercícios, parar com a PMO, investir nos estudos, trabalho e tudo mais. É uma boa oportunidade para fazer uma revisão crítica do que aconteceu, aprender com os erros e criar metas para evoluir. Ainda há tempo para corrigir a rota.

Minha última queda foi muito por ter ficado fantasiando igual um imbecil. Os bloqueios na parte dos bloqueadores já estão melhores, mas não adianta muito se meu bloqueio mental não estiver adequado. Além disso, preciso combater certos padrões mentais e formas negativas de enxergar sexo, mulheres e transformar minha mentalidade como um todo. Andei aprendendo bastante coisa e acredito que estou cada vez melhor.

Por enquanto é isso, abração!

É sei como é foda continuar no NOFAP na pandemia, mas não é impossível e é um grande aprendizado para lidar consigo mesmo... E também um bom aprendizado para mostrar que vencer esse vício depende inteiramente de ti... Essa situação por mais difícil que seja, ela só vai ser realmente difícil se você acreditar que é difícil! Mas se você acreditar que já está curado dessa merda de vício, então as coisas serão bem mais fáceis... eu sei que falar parece mais fácil do que agir... mas eu consegui continuar no NOFAP mesmo com a pandemia... consegui continuar mesmo em casa 24hrs por dia e sem bloqueadores, apenas com a minha força de vontade e determinação... e a pandemia me fez olhar bem mais para dentro de mim mesmo, no começo eu era uma pessoa muito ansiosa... agora sou mais calmo e tranquilo... vejo que no seu caso você se cobrou de mais, e talvez isso fez você recair, não procrastinar e ter uma rotina foda é muito importante, mas se não conseguir alcançar suas metas não se sinta culpado por isso... veja que errou e no que errou e conserte... e mesmo que volte a errar de novo, tenha paciência consigo mesmo e tente não se estressar nem se cobrar muito... é isso

Bom, sucesso com o Reboot parceiro, que dessa vez você consiga vencer esse vício de uma vez por todas!

_______________________________________



Meu Diário: https://www.comoparar.com/t5173-pela-centesima-vez-tentando-dessa-vez-com-um-diario


História de Sucesso: https://www.comoparar.com/t10558-inicio-da-era-de-ouro#288131


If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Kzfjhu10

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 16747_10

Broda e Urso Polar gostam desta mensagem

Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 2/7/2020, 11:54
RosseauStrong escreveu:Saudações, Broda.

Cara, eu lamento pela recaída recente. Você lutou de todas as formas e ainda continua lutando.

Essa pandemia afetou todo mundo, irmão. Mesmo o governo e a mídia pedindo para ficar em casa, eu vou sair de todo jeito, cara. Nós sabemos que fazer um Reboot decente dentro da caverna tem que ser forte, porque tem telefone, computador, TV e a cama pra deitar e, além de tudo, as comidas na geladeira.

Já você em outros lugares a situação é bem diferente! Você pode conhecer novas pessoas, pode sentir o vento batendo em você, está completamente longe das rede-sociais e contribuindo para seu desenvolvimento pessoal.

Você pode cumprir metas e objetivos, irmão. Saiba que, independente do semestre, tens a capacidade de seguir lutando! Não importa a pandemia ou qualquer evento que ocorra: porque os fortes sobrevivem em qualquer ambiente! 

E todos do Fórum reconhece seu desejo de lutar!

Um forte abraço, lutaremos juntos nessa batalha.

Saudações Bro!

Cara, apesar da queda, eu estou constantemente melhorando no reboot. Pra você ter ideia, eu não estava conseguindo anteriormente passar sequer um dia longe do vício. Na última tentativa consegui uns 5 e agora estou indo para 5 dias de novo, ou seja, estou constantemente me recuperando! Isso me dá esperanças de dias melhores, que sei que estão por vir.

Apesar de minhas palavras, até que eu não sinto que a pandemia vá atrapalhar tanto assim o reboot, acho que foi um momento inicial de readaptação que eu sofri bastante ali, mas que já passou. Lembro de que em um dos reboots que eu consegui completar, comecei as duas primeiras semanas de férias e em casa, então eu sei que é possível, a questão nem acho que esteja tão relacionada às quedas em si, mas sim quanto à qualidade da recuperação, já que o reboot é composto pela fase da religação também, que é exatamente o que você apontou, mas que também são pontos que eu acredito que podem ser trabalhados. Nós podemos continuar saindo na rua para praticar corridas, fazer exercícios em casa e podemos continuar mantendo contato com pessoas on-line e, quem sabe, até marcar de encontrar com alguém individualmente que esteja se cuidando.

Não é a mesma coisa, é claro, mas nessas horas, cabe criatividade e saber inovar. Por um outro lado, se pararmos para pensar, temos mais oportunidade para aproveitar momentos com pessoas que moram na nossa casa, podendo nos aprofundar nessas relações.

E, como você disse: Não importa a pandemia ou qualquer evento que ocorra: porque os fortes sobrevivem em qualquer ambiente! 

Obrigado pela força e incentivo, grande abraço!
Urso Polar escreveu:
Grande Broda,

Você é um cara que eu admiro muito e um dos motivos é que você produz aqui no fórum para caramba. Você é o cara que está zerando o seu segundo diário. Além disso, não é só a quantidade, mas também a qualidade. Isso se vê que a galera comenta muito aqui e acaba que a gente absorve muita coisa.

Você lançou essa reflexão do segundo semestre no meu diário. Eu respondi lá, mas quis continuar aqui, aproveitando a sua mensagem. Acho realmente importante a gente colocar metas e trabalhar com planejamento. De focar nos pontos em que precisamos melhorar. É sempre bom ter pelo que buscar. Quando as coisas vão se concretizando, surge a satisfação.

Te desejo todo sucesso e sei que você é capaz porque você mesmo já demonstrou isso uma pá de vezes aqui. Obrigado pelo tema para refletir.

Fala Ursão!

Cara, esses dois diários são frutos de 5 anos aqui. É muita coisa que aconteceu, posso dizer que se tivesse que contar minha história de vida, quando mais velho, um dos capítulos com certeza seria sobre a minha luta aqui, junto com vocês. São praticamente 5 anos compartilhando experiências, recebendo apoio e crescendo como pessoa. Acho que eu já não sou o mesmo que entrou aqui e muita coisa na minha vida já mudou para melhor, estou me tornando mais sábio, sensato e empático, bem como menos ansioso e irritadiço.

Uma coisa que o Megaboca comentou ali embaixo é sobre a questão de termos as metas, mas não nos cobrarmos tanto, no sentido de que a ansiedade advinda disso pode ser prejudicial para o reboot, então tudo com muita parcimônia e calma, pois a transformação mais importante é a interna. Nós primeiro nos tornamos, depois nós fazemos.

Agradeço mais uma vez pelos elogios e pela presença constante no meu diário. Considero você um grande amigo aqui no fórum!

Muitíssimo obrigado pela ajuda, forte abraço!
Megaboca4 escreveu:
É sei como é foda continuar no NOFAP na pandemia, mas não é impossível e é um grande aprendizado para lidar consigo mesmo... E também um bom aprendizado para mostrar que vencer esse vício depende inteiramente de ti... Essa situação por mais difícil que seja, ela só vai ser realmente difícil se você acreditar que é difícil! Mas se você acreditar que já está curado dessa merda de vício, então as coisas serão bem mais fáceis... eu sei que falar parece mais fácil do que agir... mas eu consegui continuar no NOFAP mesmo com a pandemia... consegui continuar mesmo em casa 24hrs por dia e sem bloqueadores, apenas com a minha força de vontade e determinação... e a pandemia me fez olhar bem mais para dentro de mim mesmo, no começo eu era uma pessoa muito ansiosa... agora sou mais calmo e tranquilo... vejo que no seu caso você se cobrou de mais, e talvez isso fez você recair, não procrastinar e ter uma rotina foda é muito importante, mas se não conseguir alcançar suas metas não se sinta culpado por isso... veja que errou e no que errou e conserte... e mesmo que volte a errar de novo, tenha paciência consigo mesmo e tente não se estressar nem se cobrar muito... é isso

Bom, sucesso com o Reboot parceiro, que dessa vez você consiga vencer esse vício de uma vez por todas!

Grande Megaboca!!!!

Cara, que alegria ver esse seu contador cheio de dias! Me lembro de quando você entrou no fórum e vejo nas suas palavras, mesmo hoje em dia, 4 anos mais velho, ainda muita leveza e inocência, no bom sentido, pois isso mostra que sua recuperação ao longo do tempo permitiu que seu cérebro voltasse à boa fase de antes. Vejo um cara mais sábio também, que consegue lidar com os problemas da vida e que está se tornando um grande homem. É um exemplo de rebooter para as pessoas de sua geração!

Você ressaltou algo que considero extremamente importante, que é a mentalidade com que encaramos o desafio. Já começamos não pensando que somos viciados e, portanto, incapazes de lidar com o problema, mas sim pensando que já somos vencedores e que já estamos curados, porque a maior vitória, que é sobre nossa própria mente, já está sendo dada.

Essas suas palavras corroboram com as de outros rebooters de sucesso, como o Peter, por exemplo, que também fala sobre essa questão de começar o reboot já se tratando como um vencedor e que, portanto, a vitória será uma mera consequência daquilo que já somos. Como diria Sun Tzu: “Os guerreiros vitoriosos vencem antes de ir à guerra, ao passo que os derrotados vão à guerra e só então procuram a vitória.”

Obrigado pelas palavras, e sua análise sobre minha cobrança foi correta, é um ponto que estou trabalhando. Sábias ideias, obrigado mais uma vez!

Abração!

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will

Urso Polar gosta desta mensagem

Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty 4º Dia

em 2/7/2020, 12:03
Subiendo y Bajando!

Fala amigos!

Ontem foi um dia relativamente foda. Senti uma baixa na minha energia, muito sono, desmotivação e de certa forma, um pouco necessitado.

Estou trabalhando minha mentalidade esses dias pra focar mais em me melhorar como pessoa e menos nos resultados. O que quero dizer com isso é que estou tentando parar de me preocupar tanto com aspectos como sexo com as mulheres e mais em religação, paciência e desenvolvimento. Acho que os tempos que eu fiquei recaindo direto deixaram marcas bem negativas na minha mentalidade, pois sexo voltou a ser uma preocupação constante e quanto mais eu quero isso, mais necessitado eu fico, mais eu transmito isso para as mulheres e menos sexo eu consigo, sem falar que faz muito mal para o reboot e é uma coisa simplesmente muito estúpida ficar fantasiando com sexo.

Ainda me sinto ansioso, mas estou buscando me manter mais relaxado, respirar mais profundamente, ficar mais calmo, inclusive vou voltar a meditar. Acho que minha forma de enxergar as mulheres e o sexo ficou extremamente deturpada pela pornografia e agora preciso trabalhar isso de maneira reversa, de forma que eu volte a ser um cara confiante, que não precisa dessas coisas, mas que faz porque quer.

Vai ser uma longa trajetória, mas conseguirei chegar lá. Quero relacionamentos mais saudáveis e uma mente mais funcional!

Abraços!

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will

Urso Polar gosta desta mensagem

Harvey Spectter
Harvey Spectter
Moderador
Moderador
Mensagens : 1227
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 2/7/2020, 14:10
Saudações meu caro Broda!

Primeiramente quero parabenizá-lo por não ter desistido de si, por resgatar forças e lutar diariamente contra esse grande vício, é muito admirável toda essa força. Quero te propor uma seguinte reflexão com base em coisas que eu passei, mas que vejo que se aplica bem a sua busca por sexo. Eu entrei aqui no Fórum com o intuito de lidar melhor com as minhas questões sexuais no que se refere as minhas relações com as parceiras que já tive, e assim percebia que as minhas relações não eram tão saudáveis, e por que não eram? Eu não tinha controle sobre minha energia sexual, e assim na grande maioria das vezes quando se falava em sexo eu já pensava na liberação de dopamina, nos prazeres, mas nunca pensava na mulher, nunca pensava no prazer que ela ia ter, nunca pensava na grande troca de energia que ia termos... E como isso se aplica ao que você falou? Da maneira que se você para de focar na PMO e foca apenas em buscar sexo, você só vai está modificando o lugar do problema, por que vai continuar buscando loucamente aquela dopamina, só que no lugar de você se tocar, você vai está usando pessoas para se aliviar, mas como mudar isso? Procurando lidar melhor com a sua energia sexual, procurando se entender mais... Nossa energia sexual é muito intensa, irmão. Imagina só, em 1 mililitro de O tem milhões de espermatozoides, espermatozoides esses que poderem gerar milhões de vidas, daí você já tira a grande quantidade de energia que jogamos fora.

Eu passei por uma grande queda, inclusive fiquei uns 2 meses no lixo, e agora que vim me reerguer, e sei o quão é difícil se reciclar diariamente e fazer coisas que não são agradáveis agora, mas que nos trarão bons resultados... E apesar de estar a apenas 8 dias sem PMO, já vejo o quão isso está me fazendo bem, e vou lugar ao máximo pra conseguir obter o meu êxito, hoje mesmo uma pessoa que estou ficando e tive relações há 2 semanas atrás me procurou dizendo que estava com saudades, se eu for na casa dela sabe o que vai acontecer né? Isso mesmo, a vontade é imensa, mas eu sei que não estou preparado pra isso, sei que haverá um grande efeito caçador, sei que não estou tão bem pra me relacionar assim, então mesmo sendo difícil vou abdicar disso... É isso, que sejamos mais resilientes e mais fortes com as tempestades que há na vida.

Continue firme aí, meu irmão.

Um grande abraço.

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.

Todo prazer vem associado a uma dor. O verdadeiro prazer é aquele no qual a dor vem antes.

Cure o garoto e o homem aparecerá.
Zyzz
Zyzz
Mensagens : 2705
Data de inscrição : 28/04/2017
Idade : 20

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 2/7/2020, 19:46
Grande Broda,

Obrigado pelo apoio no meu diário.

Muito bom essa de focar no processo e esquecer um pouquinho do resultado, e isso puxa a ideia de pote de ouro no final do arco irís, quando eu tiver "x" vou ser mais feliz ou quando conseguir "y" as coisas vão ser mais faceis. Focar no processo quebra essa mentalidade, consequentemente quebra a ansiedade também e por ai vai.

Continue procurando evoluir a cada dia, campeão.

Aquele abraço! TMJ!

_______________________________________



Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 4/7/2020, 14:50
HarveySpecter escreveu:Saudações meu caro Broda!

Primeiramente quero parabenizá-lo por não ter desistido de si, por resgatar forças e lutar diariamente contra esse grande vício, é muito admirável toda essa força. Quero te propor uma seguinte reflexão com base em coisas que eu passei, mas que vejo que se aplica bem a sua busca por sexo. Eu entrei aqui no Fórum com o intuito de lidar melhor com as minhas questões sexuais no que se refere as minhas relações com as parceiras que já tive, e assim percebia que as minhas relações não eram tão saudáveis, e por que não eram? Eu não tinha controle sobre minha energia sexual, e assim na grande maioria das vezes quando se falava em sexo eu já pensava na liberação de dopamina, nos prazeres, mas nunca pensava na mulher, nunca pensava no prazer que ela ia ter, nunca pensava na grande troca de energia que ia termos... E como isso se aplica ao que você falou? Da maneira que se você para de focar na PMO e foca apenas em buscar sexo, você só vai está modificando o lugar do problema, por que vai continuar buscando loucamente aquela dopamina, só que no lugar de você se tocar, você vai está usando pessoas para se aliviar, mas como mudar isso? Procurando lidar melhor com a sua energia sexual, procurando se entender mais... Nossa energia sexual é muito intensa, irmão. Imagina só, em 1 mililitro de O tem milhões de espermatozoides, espermatozoides esses que poderem gerar milhões de vidas, daí você já tira a grande quantidade de energia que jogamos fora.

Eu passei por uma grande queda, inclusive fiquei uns 2 meses no lixo, e agora que vim me reerguer, e sei o quão é difícil se reciclar diariamente e fazer coisas que não são agradáveis agora, mas que nos trarão bons resultados... E apesar de estar a apenas 8 dias sem PMO, já vejo o quão isso está me fazendo bem, e vou lugar ao máximo pra conseguir obter o meu êxito, hoje mesmo uma pessoa que estou ficando e tive relações há 2 semanas atrás me procurou dizendo que estava com saudades, se eu for na casa dela sabe o que vai acontecer né? Isso mesmo, a vontade é imensa, mas eu sei que não estou preparado pra isso, sei que haverá um grande efeito caçador, sei que não estou tão bem pra me relacionar assim, então mesmo sendo difícil vou abdicar disso... É isso, que sejamos mais resilientes e mais fortes com as tempestades que há na vida.

Continue firme aí, meu irmão.

Um grande abraço.

Obrigado pelas palavras Harvey!

É difícil mesmo lidar com a energia sexual. Hoje mesmo tive uma queda, infelizmente relacionada a esse problema. Estou trabalhando para tentar mudar essa minha realidade, é bem difícil, mas começa em se entender melhor e mudar a mentalidade e a própria forma de lidar com o sexo, como você mesmo disse. Também deixei de transar hoje, por escolha própria.

Sigo em busca de continuar me melhorando e buscando a verdade. Abração!
Zyzz escreveu:Grande Broda,

Obrigado  pelo apoio no meu diário.

Muito bom essa de focar no processo e esquecer um pouquinho do resultado, e isso puxa  a ideia de  pote de ouro no final do arco irís, quando eu tiver "x" vou ser mais feliz ou quando conseguir "y" as coisas vão ser mais faceis. Focar no processo quebra essa mentalidade, consequentemente quebra a ansiedade também e por ai vai.

Continue  procurando evoluir a cada dia, campeão.

Aquele abraço! TMJ!

Isso mesmo mano, o mais importante é a jornada, a recompensa no final dela é um plus. É mais sobre em quem você se transforma e menos sobre o que virá disso, o que virá disso é a mera consequência de quem você é.

Abração!!

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will
Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 4/7/2020, 15:00
Nova queda.

Tão importante quanto não recair, é como você reage à queda. Eu não vou ficar no fundo do poço. Aconteceu, uma única vez, já me limpei e estou pronto para retornar ao processo do reboot imediatamente.

Mais uma vez, por um problema de mentalidade. Me deixei levar pela minha mente deturpada, eu estava combinando de transar hoje com uma mulher que, se vocês pudessem ver, diriam que eu estava louco. Como muitos de vocês, também tenho meus fetiches, sendo o principal deles com seios grandes. É um problema, pois eu vejo uma mulher com essa característica e já fico sem noção, aceitando o pacote completo, por mais horrenda, chata e obesa que seja. Definitivamente, não é o tipo de mulher que eu gostaria de me envolver, mas, vira e mexe tenhos problemas com esse tipo de mulher, onde eu cogito fortemente encontrar e transar.

Acabei vendo nudes e, ao me masturbar, a vontade de me encontrar com aquela coisa passou. Acreditem em mim, era uma mulher MUITO zoada, só estando louco na droga pra querer pegá-la, logo, de volta ao trabalho de trabalhar na mentalidade certa e parar de puxar assunto com mulheres que eu, pensando de maneira racional, não quero sair de maneira nenhuma.

Fiz novos bloqueios que vão me ajudar com isso. Eu tinha chegado a bloqueá-la, mas acabei voltando atrás, agora isso vai deixar de ser uma possibilidade.

Abraços!

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will
RosseauStrong
RosseauStrong
Moderador
Moderador
Mensagens : 2001
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 4/7/2020, 18:06
Eu também recai, cara.

Hoje de manhã chorei no banheiro devido a queda drástica de ontem, quando foi hoje a tarde, peguei o telefone e acabei recaindo de novo.

Pedir ajuda a um padre virtualmente, como uma espécie de Confissão Virtual, ele me deu conselhos e recomendou se afastar de tudo aquilo que leva ao pecado.

É muito ruim o cara chegar em uma mente considerável boa e, por uma falha, acabar cedendo a merda do vício.

É lamentável isso, boinador. Mas vamos lutar e lutar, porque se ficarmos recaindo e dando bola ao efeito-caçador, nunca será um homem de honra.

Um forte abraço, Broda. Vamos superar juntos e enfrentar o vício.
Tiago Mendes
Tiago Mendes
Moderador
Moderador
Mensagens : 1888
Data de inscrição : 31/07/2016
Idade : 32

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 4/7/2020, 20:33
Broda escreveu:
Nova queda.

Tão importante quanto não recair, é como você reage à queda. Eu não vou ficar no fundo do poço. Aconteceu, uma única vez, já me limpei e estou pronto para retornar ao processo do reboot imediatamente.

Mais uma vez, por um problema de mentalidade. Me deixei levar pela minha mente deturpada, eu estava combinando de transar hoje com uma mulher que, se vocês pudessem ver, diriam que eu estava louco. Como muitos de vocês, também tenho meus fetiches, sendo o principal deles com seios grandes. É um problema, pois eu vejo uma mulher com essa característica e já fico sem noção, aceitando o pacote completo, por mais horrenda, chata e obesa que seja. Definitivamente, não é o tipo de mulher que eu gostaria de me envolver, mas, vira e mexe tenhos problemas com esse tipo de mulher, onde eu cogito fortemente encontrar e transar.

Acabei vendo nudes e, ao me masturbar, a vontade de me encontrar com aquela coisa passou. Acreditem em mim, era uma mulher MUITO zoada, só estando louco na droga pra querer pegá-la, logo, de volta ao trabalho de trabalhar na mentalidade certa e parar de puxar assunto com mulheres que eu, pensando de maneira racional, não quero sair de maneira nenhuma.

Fiz novos bloqueios que vão me ajudar com isso. Eu tinha chegado a bloqueá-la, mas acabei voltando atrás, agora isso vai deixar de ser uma possibilidade.

Abraços!


Sinto muito pela queda, Broda. O importante é não desistir. Ponha foco na mudança de hábitos para que esses padrões mentais enfraqueçam e, com o tempo, possam ser substituídos por outros mais saudáveis.
Bola pra frente, brow!

_______________________________________

Diário parte 1
Diário parte 2
Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 19/7/2020, 17:33
RosseauStrong escreveu:Eu também recai, cara.

Hoje de manhã chorei no banheiro devido a queda drástica de ontem, quando foi hoje a tarde, peguei o telefone e acabei recaindo de novo.

Pedir ajuda a um padre virtualmente, como uma espécie de Confissão Virtual, ele me deu conselhos e recomendou se afastar de tudo aquilo que leva ao pecado.

É muito ruim o cara chegar em uma mente considerável boa e, por uma falha, acabar cedendo a merda do vício.

É lamentável isso, boinador. Mas vamos lutar e lutar, porque se ficarmos recaindo e dando bola ao efeito-caçador, nunca será um homem de honra.

Um forte abraço, Broda. Vamos superar juntos e enfrentar o vício.

Fala mano. Lamento muito pela queda, acontece, de fato.

Espero que tenha se recuperado completamente e que esteja pronto para luta mais uma vez. Dar um tempo para a mente é essencial para o reboot, estou aprendendo isso agora.

Uma mente tranquila, não ansiosa, atenta ao momento presente é o que mais ajuda no reboot.

Um forte abraço para você. Vamos vencer, eu tenho convicção disso.
Tiago Mendes escreveu:
Sinto muito pela queda, Broda. O importante é não desistir. Ponha foco na mudança de hábitos para que esses padrões mentais enfraqueçam e, com o tempo, possam ser substituídos por outros mais saudáveis.
Bola pra frente, brow!

Fala meu amigo!

Estou focando no agora e ter uma vida mais tranquila. O estresse estava me atrapalhando muito no reboot. Agora me sinto melhor.

Abração!

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will
Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 19/7/2020, 18:10
When everything starts to fade, you don't have to be afraid

Take my hand and reload!

Fala amigos!

Fiz uma pausa do fórum mas, para a surpresa de todos, estou firme. 11 dias na conta, e isso é resultado de muita meditação, calma na mente e mudança de mentalidade. Estou trabalhando minha mente para que funcione de maneira mais tranquila, desacelerando. Minha ansiedade estava quase me consumindo anteriormente e agora consigo enxergar que muita ansiedade tira completamente nossa capacidade de escolha. Eu não notava o quão ansioso eu estava até começar a meditar e ficar calmo, pois assim tive uma maneira de comparar aquela situação que estava com o que é estar verdadeiramente em paz. Agora, foco na minha respiração quando noto que estou ficando ansioso e medito 2x por dia, 20 minutos por dia.

Só isso não seria capaz de dar resultado sem me livrar dos pensamentos compulsivos também e de largar a necessidade de controle. Eu tentava controlar cada aspecto da minha vida e isso me gerava uma ansiedade sinistra. Eu vivia em uma briga eterna entre meu lado "obscuro", que era impulsivo e buscava só se satisfazer e odiava também com meu lado "romântico", por medo que ele tomasse o controle e eu me machucasse novamente. Resolvi aceitar meus defeitos, minhas dificuldades e minha própria sombra, afinal de contas, tudo isso sou eu mesmo. É hora de ser completo e abraçar aquilo tudo que eu estava tentando separar de mim, pois ficar em guerra constantemente com nós mesmos é profundamente cansativo. Nessa briga comigo mesmo, só existia um perdedor e vocês podem imaginar quem era.

Também resolvi abrir mão do ego e da necessidade de me rotular. Eu não preciso mais ficar correndo atrás do futuro, pois esse pedestal estava longe demais para alcançar, afinal de contas, a todo momento eu o colocava mais para cima e me cansava tentando escalá-lo. Preferi trazer a recompensa para o agora e fazer cada momento que estou vivendo agora, mais pleno. O nervosismo me impedia de curtir o presente, afinal de contas, eu estava desesperado com o como eu estaria com meus 30, 40, 50 anos. Mas e como eu estou agora? Talvez o futuro não exista, então por que me preocupar tanto? Por que me punir tanto? Esse momento não vai voltar mais e ele é a existência concreta, aquilo que eu posso escolher como prefiro desfrutar.

Resolvi realmente abarcar os defeitos. Cara, eu sempre tive dificuldades com planejamento e execução e noto que esse problema não é só no meu trabalho, é em todas as áreas da minha vida. Sabe de uma coisa? Apesar disso, estou em paz comigo mesmo. Eu não preciso ser perfeito, eu não preciso ser incrível e o melhor de todos, eu posso só ser eu mesmo e estar completamente satisfeito. É tão libertador tirar esses pesos das costas, agora posso correr bem mais rápido sem essa carga toda de ter que ser melhor. Aceitar é muito mais saudável e leve, eu vejo que em certos momentos, ser capaz de abrir mão é mais importante do que ser capaz de conseguir mais. A habilidade de se sentir feliz com o que tem é algo que está muito em falta nos dias de hoje. Nos sentimos, com frequência, tão incompletos, tão medíocres, como se estivéssemos sempre muito longe daquilo que precisamos para... para o quê? Realmente falta algo? Essa dívida não tem fim, nunca conseguiremos pagá-la. Para tanto, devemos perdoá-la, é a única forma de nos sentirmos bem com o que já passou.

Isso não quer dizer que os últimos dias tenham sido fáceis. Minha mãe sofre de transtorno bipolar e agora está maníaca e psicótica, ou seja, está muito nervosa, ansiosa, agitada e fora da realidade. Hoje mesmo me estressei muito com ela, seria melhor se eu tivesse o controle perfeito das minhas emoções, não é? Igual um robozão, que tudo suprime, ou igual um Toguro, que parece um cara de aço, ultra determinado e estóico. Infelizmente ou felizmente, eu não sou assim. Minhas emoções de vez em quando me dominam, de vez em quando eu perco o controle. Entretanto, noto que tentar controlar é muito mais doloroso e difícil do que aceitar. Quando eu aceito, parece que eu integro aquilo em mim mesmo, então não é como se eu estivesse tratando de uma parte separada e tentando isolá-la, mas sim como se eu estivesse trazendo ela para conversar comigo e entendendo a necessidade dela. Quando eu negocio com ela e resolvo amá-la, apesar de seus defeitos, ela me abraça de volta e me sinto completo novamente.

Tem sido um bom aprendizado esses dias. Com frequência, os antigos hábitos voltam, mas busco aceitá-los e integrá-los, foi muito extenuante brigar comigo mesmo esse tempo todo. Nisso tudo, o reboot tem se tornado muito mais fácil e leve, agora sinto que posso escolher. O reboot é tão pesado quanto a nossa própria vida, se deixarmos ela mais leve, ele também ficará mais tranquilo de levar.

Espero estar aqui novamente em breve. Um forte abraço e bom resto de final de semana.


Última edição por Broda em 25/7/2020, 15:35, editado 2 vez(es)

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will

Urso Polar e Harvey Spectter gostam desta mensagem

Zyzz
Zyzz
Mensagens : 2705
Data de inscrição : 28/04/2017
Idade : 20

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 20/7/2020, 21:17
E aí Broda,

Que bom que conseguiu sair daquilo ciclo de recaídas, e ainda aprendeu bastante coisa. Isso é incrível.

Tem bastante coisa legal nesse seu relato, me identifiquei com muita coisa. Também tive essa sacada de que controlar é muito mais complicado do que aceitar. Eu me sentia ansioso, estressado e pensava em maneiras de controlar isso - eu não encontravá nenhuma maneira e me estressava por não ter encontrado nenhuma maneira de controlar e me sentia ansioso por medo de não saber controlar. Entao eu pensei, eu vou me preocupar em apenas sentir essas emoções, eu sou humano e eu tenho que sentir - não posso correr, nem desejar que passe logo, apenas vou sentilar e ver no que da. Bom, até agora tem dado certo, apenas aceito o que vem, a ansiedade vem e eu aceito - eu sinto essa ansiedade e ela vai embora sem eu nem perceber.

Espero que as coisas aí na sua casa melhorem!

Um grande abraço, campeão!

_______________________________________



Urso Polar gosta desta mensagem

RosseauStrong
RosseauStrong
Moderador
Moderador
Mensagens : 2001
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 22/7/2020, 14:39
Você é um homem guerreiro, Broda.

Passou um tempo afastado do Fórum e ficou lutando contra o vício e os gatilhos.

Estamos juntos na batalha, meu patrão.

Aquele abraço, Broda. Vamos nessa!
Harvey Spectter
Harvey Spectter
Moderador
Moderador
Mensagens : 1227
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 23/7/2020, 12:41
Parabéns por toda sinceridade com você, Broda. A reflexão sobre o seu momento me fez pensar sobre a quantidade de vezes que não aceitei o meu momento atual, isso realmente ajuda bastante a levar a vida com mais leveza.

É esse tipo de mentalidade que faz com que consigamos alcançar o Reboot.

Estamos juntos, meu caro.

Abraço

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.

Todo prazer vem associado a uma dor. O verdadeiro prazer é aquele no qual a dor vem antes.

Cure o garoto e o homem aparecerá.
avatar
Mugen
Mensagens : 4
Data de inscrição : 19/07/2020

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 23/7/2020, 21:40
Hey, Broda, tudo certo?

Acompanho seu diário a um tempinho e fiquei realmente feliz com essa sua nova atitude. Espero que você continue com essa sua mentalidade e se recorde do porquê entrou nesse fórum quando surgirem as fissuras.

E como está a meditação? Comecei recentemente e está meio difícil, fico me tremendo todo rs, mas pretendo continuar, creio que pode ser uma excelente maneira para diminuir o estresse.

Até mais!
Vagabond
Vagabond
Mensagens : 23
Data de inscrição : 23/07/2020
Idade : 22

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 24/7/2020, 00:27
Broda escreveu:
When everything starts to fade, you don't have to be afraid

Take my hand and reload!

Fala amigos!

Fiz uma pausa do fórum mas, para a surpresa de todos, estou firme. 11 dias na conta, e isso é resultado de muita meditação, calma na mente e mudança de mentalidade. Estou trabalhando minha mente para que funcione de maneira mais tranquila, desacelerando. Minha ansiedade estava quase me consumindo anteriormente e agora consigo enxergar que muita ansiedade tira completamente nossa capacidade de escolha. Eu não notava o quão ansioso eu estava até começar a meditar e ficar calmo, pois assim tive uma maneira de comparar aquela situação que estava com o que é estar verdadeiramente em paz. Agora, foco na minha respiração quando noto que estou ficando ansioso e medito 2x por dia, 20 minutos por dia.

Só isso não seria capaz de dar resultado sem me livrar dos pensamentos compulsivos também e de largar a necessidade de controle. Eu tentava controlar cada aspecto da minha vida e isso me gerava uma ansiedade sinistra. Eu vivia em uma briga eterna entre meu lado "obscuro", que era impulsivo e buscava só se satisfazer e odiava também com meu lado "romântico", por medo que ele tomasse o controle e eu me machucasse novamente. Resolvi aceitar meus defeitos, minhas dificuldades e minha própria sombra, afinal de contas, tudo isso sou eu mesmo. É hora de ser completo e abraçar aquilo tudo que eu estava tentando separar de mim, pois ficar em guerra constantemente com nós mesmos é profundamente cansativo. Nesse briga comigo mesmo, só existia um perdedor e vocês podem imaginar quem era.

Também resolvi abrir mão do ego e da necessidade de me rotular. Eu não preciso mais ficar correndo atrás do futuro, pois esse pedestal estava longe demais para alcançar, afinal de contas, cada vez eu o colocava mais para cima e me cansava tentando escalá-lo. Preferi trazer a recompensa para agora e fazer cada momento que estou vivendo agora, mais pleno. O nervosismo me impedia de curtir o presente, afinal de contas, eu estava desesperado com o como eu estaria com meus 30, 40, 50 anos. Mas e como eu estou agora? Talvez o futuro não exista, então por que me preocupar tanto? Por que me punir tanto? Esse momento não vai voltar mais e ele é a existência concreta, aquilo que eu posso escolher como prefiro desfrutar.

Resolvi realmente abarcar os defeitos. Cara, eu sempre tive dificuldades com planejamento e execução e noto que esse problema não é só no meu trabalho, é em todas as áreas da minha vida. Sabe de uma coisa? Apesar disso, estou em paz comigo mesmo. Eu não preciso ser perfeito, eu não preciso ser incrível e o melhor de todos, eu posso só ser eu mesmo e estar completamente satisfeito. É tão libertador tirar esses pesos das costas, agora posso correr bem mais rápido sem essa carga toda de ter que ser melhor. Aceitar é muito mais saudável e leve, eu vejo que em certos momentos, ser capaz de abrir mão é mais importante do que ser capaz de conseguir mais. A habilidade de se sentir feliz com o que tem é algo que está muito em falta nos dias de hoje. Nos sentimos, com frequência, tão incompletos, tão medíocres, como se estivéssemos sempre muito longe daquilo que precisamos para... para o quê? Realmente falta algo? Essa dívida não tem fim, nunca conseguiremos pagá-la. Para tanto, devemos perdoá-la, é a única forma de nos sentirmos bem com o que já passou.

Isso não quer dizer que os últimos dias tenham sido fáceis. Minha mãe sofre de transtorno bipolar e agora está maníaca e psicótica, ou seja, está muito nervosa, ansiosa, agitada e fora da realidade. Hoje mesmo me estressei muito com ela, seria melhor se eu tivesse o controle perfeito das minhas emoções, não é? Igual um robozão, que tudo suprime, ou igual um Toguro, que parece um cara de aço, ultra determinado e estóico. Infelizmente ou felizmente, eu não sou assim. Minhas emoções de vez em quando me dominam, de vez em quando eu perco o controle. Entretanto, noto que tentar controlar é muito mais doloroso e difícil do que aceitar. Quando eu aceito, parece que eu integro aquilo em mim mesmo, então não é como se eu estivesse tratando de uma parte separada e tentando isolá-la, mas sim como se eu estivesse trazendo ela para conversar comigo e entendendo a necessidade dela. Quando eu negocio com ela e resolvo amá-la, apesar de seus defeitos, ela me abraça de volta e me sinto completo novamente.

Tem sido um bom aprendizado esses dias. Com frequência, os antigos hábitos voltam, mas busco aceitá-los e integrá-los, foi muito extenuante brigar comigo mesmo esse tempo todo. Nisso tudo, o reboot tem se tornado muito mais fácil e leve, agora sinto que posso escolher. O reboot é tão pesado quanto a nossa própria vida, se deixarmos ela mais leve, ele também ficará mais tranquilo de levar.

Espero estar aqui novamente em breve. Um forte abraço e bom resto de final de semana.

Fala Broda ! Passei a acompanhar seu diário e gostei bastante dessa mensagem, me identifiquei.
Temos que tratarmos nós mesmos com leveza e o mundo com profundidade.
Vamos vencer meu camarada !
Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 25/7/2020, 15:59
Zyzz escreveu:E aí Broda,

Que bom que conseguiu  sair daquilo ciclo de recaídas,  e ainda aprendeu bastante coisa. Isso é incrível.

Tem bastante coisa legal nesse seu relato, me identifiquei com muita coisa.  Também tive essa sacada de que controlar é muito mais complicado  do que aceitar. Eu me sentia ansioso, estressado e pensava em maneiras de controlar isso - eu não encontravá nenhuma maneira e me estressava  por não ter encontrado nenhuma maneira de controlar  e me sentia ansioso por medo de não saber controlar. Entao eu pensei, eu vou me preocupar em apenas sentir essas emoções, eu sou humano e eu tenho que sentir - não posso correr, nem desejar que passe logo, apenas vou sentilar e ver no que da. Bom, até agora tem dado certo,  apenas aceito o que vem, a ansiedade vem e eu aceito - eu sinto essa ansiedade e ela vai embora  sem eu nem perceber.  

Espero que as coisas aí na sua casa melhorem!

Um grande abraço, campeão!

Fala Zyzz!! Fuark!

Isso que você falou de deixar a emoção vir, aceitá-la e senti-la é uma coisa que eu aprendi a importância nas minhas sessões de psicoterapia. Eu também brigava muito com a ansiedade, com a tristeza, com a raiva, bem, agora eu busco integrar tudo em mim. Como você falou, o medo aparece, o medo que aquilo possa acabar nos sobrepujando, mas ao aceitar que não temos o controle, aquilo passa e nós voltamos ao normal. Tudo é passageiro.

Acho que você, assim como eu, está no caminho da iluminação. Parabéns pelas percepções e por estar mudando.

Abraços!
RosseauStrong escreveu:Você é um homem guerreiro, Broda.

Passou um tempo afastado do Fórum e ficou lutando contra o vício e os gatilhos.

Estamos juntos na batalha, meu patrão.

Aquele abraço, Broda. Vamos nessa!

Obrigado pelas palavras, Rosseau.

Prefiro pensar que sou somente um homem. Não sou mais guerreiro, pois não estou mais em guerra. Eu sou meu amigo.

Espero que você também possa sair da batalha e ficar em paz consigo mesmo.

Abração!
Harvey. escreveu:Parabéns por toda sinceridade com você, Broda. A reflexão sobre o seu momento me fez pensar sobre a quantidade de vezes que não aceitei o meu momento atual, isso realmente ajuda bastante a levar a vida com mais leveza.

É esse tipo de mentalidade que faz com que consigamos alcançar o Reboot.

Estamos juntos, meu caro.

Abraço

Fala Harvey!

Eu acho que é com esse tipo de mentalidade que nos abrimos para as coisas mais sublimes da vida e passamos a dar importância somente para o que importa. O reboot, como antes eu suspeitava, é uma consequência de uma vida equilibrada. O momento atual sempre estará com alguma coisa que não consideramos o ideal, mas, para nossa sorte, isso não significa que ele não possa ser vivido de maneira plena.

Juntos, de fato, estamos. Conectados em rede e, assim, mais fortes.

Abraços!!

Mugen escreveu:Hey, Broda, tudo certo?

Acompanho seu diário a um tempinho e fiquei realmente feliz com essa sua nova atitude. Espero que você continue com essa sua mentalidade e se recorde do porquê entrou nesse fórum quando surgirem as fissuras.

E como está a meditação? Comecei recentemente e está meio difícil, fico me tremendo todo rs, mas pretendo continuar, creio que pode ser uma excelente maneira para diminuir o estresse.

Até mais!

Olá Mugen! Tudo certo, e com você?

Agradeço por estar acompanhando o diário e por se sentir contente com minha nova fase. Vou visitar o seu diário também.

A meditação está indo bem. Recomendaria não se preocupar com as dificuldades e com a tremedeira, mas simplesmente aceitá-las. A meditação não precisa ser perfeita, a ideia não é essa, a ideia é simplesmente deixá-la ser como tiver que ser. Se os pensamentos vierem, você os aceita e deixa com que passem, sem julgar, abra mão do controle e deixe que o presente te cubra. Se fizer assim, você logo entenderá que a meditação está sempre indo bem.

Forte abraço!
Vagabond escreveu:
Fala Broda ! Passei a acompanhar seu diário e gostei bastante dessa mensagem, me identifiquei.
Temos que tratarmos nós mesmos com leveza e o mundo com profundidade.
Vamos vencer meu camarada !

E aí Vagabond!!

Adorei a frase "Temos que tratarmos nós mesmos com leveza e o mundo com profundidade."

É isso mesmo. Agradeço por estar acompanhando meu diário, vou visitar o seu também.

E, para mim, nós não vamos vencer. Nós já vencemos.

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will

Vagabond gosta desta mensagem

Broda
Broda
Mensagens : 1966
Data de inscrição : 11/12/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 25/7/2020, 16:52
Nova Fase

Olá amigos.

Hoje está sendo um dia bom. Já ajustei bastante coisa que eu estava enrolando e estou terminando de postar algumas mensagens no fórum para, em breve, trabalhar. Tenho algumas tarefas e acordei determinado a cumpri-las hoje.

Sigo com as meditações e voltei a praticar corrida. Marquei um horário para ir e vou quando esse horário chega.

O reboot segue bem. Um dia desses fiz algo que, três semanas atrás, não seria improvável, seria impossível. Eu estava conversando via whats com uma menina, contando sobre minha primeira vez. Ela tava deitada e resolveu começar a "brincar de dj" com o caso, não sei por que, mas resolvi ajudá-la, contando uma história, como se eu estivesse presente com ela preparando pro ato, fui digitando um monte de coisas de como seria e tal. Praticamente sexo virtual pro lado dela. É engraçado que eu consegui falar tudo, consegui não me masturbar mesmo ela mandando nudes (que eu fui apagando) e falando putaria comigo, aliás, eu praticamente nem liguei. Quando ela se satisfez, deixei de lado e fui fazer outras coisas. Eu consegui focar completamente no prazer dela, mantendo a calma e sem sentir aquela ânsia por me masturbar ou ir ver pornografia ou qualquer outra coisa do tipo. Antes, só de ela mandar uma mensagem erótica, tempos atrás, eu nem conseguiria fazer isso, pois eu teria me masturbado imediatamente e perdido todo o interesse de continuar conversando.

É estranho isso. Era sempre o contrário, a menina provocava um pouco, eu explodia de ansiedade e já ia bater uma, quase como um ato reflexo e a menina ficava lá, chupando dedo. Inclusive, me lembro de ter tido EP nas vezes que transei, será que agora que estou mais tranquilo, esse efeito possa ter ido embora? Só tem um jeito de descobrir.

Bom, é isso. Rumo a postar mais algumas mensagens em alguns diários e concentrar no trampo. Abração!

_______________________________________


Meu diário I -> https://www.comoparar.com/t2081-virando-homem
Meu diário II -> https://www.comoparar.com/t5904-if-i-don-t-take-it-all-the-way-no-one-will
RosseauStrong
RosseauStrong
Moderador
Moderador
Mensagens : 2001
Data de inscrição : 16/08/2017
Localização : Grécia Antiga

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 26/7/2020, 21:00
Saudações, Broda.

Você soube lidar perfeitamente com a determinada situação. Por mais que o cérebro te incentivasse para desfrutar o prazer, usas-te a consciência para não cair no joguinho das conversas sensuais. Procurou ver as coisas com amor e não com estimulos!

Essa mulher precisa de uma recuperação... prazer virtual está fora da realidade!

Valeu pela participação lá no meu diário.

Um forte abraço, irmão!
Soli Deo Gloria
Soli Deo Gloria
Mensagens : 1629
Data de inscrição : 12/06/2015

If I Don't Take It All The Way, No One Will - Página 38 Empty Re: If I Don't Take It All The Way, No One Will

em 6/8/2020, 20:17
Fala, Broda.

Como andam as coisas camarada? Fico feliz demais em ver que vc tá voando baixo.

Abraço!

_______________________________________
De pé e lutando.
diário: https://www.comoparar.com/t10412p100-soli-deo-gloria-pronto-pra-guerra#301830

"No sentido mais verdadeiro, a liberdade não pode ser concedida; deve ser alcançada"
Roosevelt


Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum